Outubro 2015 CEREST REGIONAL CAMPO GRANDE INFORMATIVO Outubro 2015 CEREST REGIONAL CAMPO GRANDE Ano
Outubro 2015 CEREST REGIONAL CAMPO GRANDE INFORMATIVO Outubro 2015 CEREST REGIONAL CAMPO GRANDE Ano

Outubro 2015 CEREST REGIONAL CAMPO GRANDE INFORMATIVO Outubro 2015 CEREST REGIONAL CAMPO GRANDE Ano

  • View
    3

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Outubro 2015 CEREST REGIONAL CAMPO GRANDE INFORMATIVO Outubro 2015 CEREST REGIONAL CAMPO GRANDE Ano

  • CEREST REGIONAL CAMPO GRANDE Outubro 2015

    Ano 1 Número 12

    Transtorno Mental Relacionado ao Trabalho Definição

    T r a n s t o r n o s m e n t a i s e comportamentais relacionados ao trabalho são aqueles resultantes de situações que envolvem o processo ou a organização do trabalho, tais como a divisão das tarefas, as políticas de gerenciamento das pessoas, o assédio moral no trabalho e a estrutura hierárquica organizacional. Também podem ser provenientes de fatores pontuais, tais como a exposição à determinados agentes tóxicos. (Ficha de Transtorno Mental Relacionado ao Trabalho do SINAN- Sistema de Informação de Agravos de Notificação).

    Números no Brasil e no Mundo

    Uma estimativa da Organização Mundial da Saúde de 2001, constatou que os transtornos mentais menores (ou Comuns: ansiedade, depressão, neuroses) acometem cerca de 30% dos trabalhadores ocupados; os transtornos mentais graves (psicoses, manias, esquizofrenias), cerca de 5 a 10% (SOUZA, 2013; SANTOS; SIQUEIRA, 2010).

    No Brasil, dados de 2012 do Ministério da Previdência Social dão conta de que os transtornos mentais e comportamentais ocupam o terceiro lugar em concessão de aposentadoria por invalidez, por incapacidade definitiva para o trabalho e também de concessões de auxílio-doença acidentários (SOUZA, 2013). E, enquanto há uma tendência de queda no número de acidentes de trabalho no Brasil, o número de afastamentos do trabalho em decorrência de transtornos mentais e comportamentais tem oscilado para cima: de 12.818 (2008) para 13.478 (2009). Em 2010, teve uma queda, passando para 12.150. e

    voltou a subir em 2011, passando para 12.337. Essas doenças perdem apenas para as do sistema osteomuscular, caso da LER/DORT - Lesão por Esforço R e p e t i t i v o e D o e n ç a s Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho(ver no Informativo nº 4 de fevereiro de 2015), e as lesões traumáticas-Acidentes de Trabalho Grave(Informativos nº 6 e 7, de abril

    e maio de 2015). E, segundo o Anuário Estatístico da Previdência Social de 2011, mais de 211 mil pessoas foram afastadas em razão de transtornos mentais, gerando um gasto de R$213 milhões em pagamentos de benefícios.

    Causas

    Mu i tas vezes a s pato log ia s psiquiátricas relacionadas ao trabalho se desenvolvem a partir do que se chama de estresse ocupacional “O estresse ocupacional ocorre quando o indivíduo percebe as tarefas no trabalho como excessivas para a capacidade que possui em enfrentar.” (Psicologia da saúde. R. O. Straub, 2005).

    De acordo com o Ministério da Saúde (2001) a contribuição do trabalho nas alterações da saúde mental dá-se não por fatores isolados, mas de contextos de trabalho em interação com o corpo e o psíquico dos trabalhadores causando disfunções e lesões biológicas, além de reações psíquicas às situações de trabalho patogênico:  Alta demanda de trabalho, jornadas longas com poucas pausas para descanso e/ou refeições de curta duração, em lugares desconfortáveis; turnos noturnos, alternados ou iniciado muito cedo pela manhã; ritmos intensos ou monótonos; dedicação excessiva ao trabalho; pressão de chefes por metas;  Ameaça de perda do emprego, desemprego e subemprego;  Incorporações tecnológicas, mudanças em processos internos;.  Trabalho não reconhecido, desprovido de significado ou que se constitua em fonte de ameaça à integridade física e/ou psíquica;  Situações como um fracasso, um acidente de trabalho, vivências de situações traumáticas no ambiente de trabalho ou uma mudança de posição na hierarquia (ascensão ou queda);  Ambientes que impossibilitam a comunicação espontânea, a manifestação de insatisfações e sugestões em relação a organização do trabalho;

     Metais pesados e solventes que podem ter ação tóxica sobre o sistema nervoso, determinando distúrbios mentais e alterações no comportamento;  Assédio Moral (humilhação, perseguição, agressões físicas e verbais...)  Relações interpessoais com os chefes e entre os próprios colegas;  Profissões que envolvem alto investimento afetivo e pessoal, em

    que o trabalho tem como objeto problemas humanos de alta complexidade e determinação fora do alcance do trabalhador, como dor, sofrimento, injustiça e miséria (BRASIL, 2001).

    Transtornos Mentais e Comportamentais Relacionados ao Trabalho que ocorrem com maior frequência

     Síndrome de Esgotamento Profissional, estafa, síndrome de Burn-Out  Transtornos de Humor, depressão que vai da leve até as g raves e incapacitantes; ansiedade;  Transtornos de Ajustamento ou Reações ao estresse;  Neurose Profissional,síndrome do Pânico; Estresse Pós-Traumático;  Uso de Substâncias Psicoativas tais como: álcool, levando ao Alcoolismo Crônico, cocaína, crack e outras, levando à dependência química às drogas ilícitas.

    INFORMATIVO DAINFORMATIVO DAINFORMATIVO DA

    SAÚDE DO TRABALHADORSAÚDE DO TRABALHADORSAÚDE DO TRABALHADOR

    http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922013000100007 http://www.scielo.br/pdf/jbpsiq/v59n3/a11v59n3.pdf http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922013000100007 http://www.scielo.br/pdf/jbpsiq/v59n3/a11v59n3.pdf http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/partes/doencas_trabalho1.pdf

  • Página 2 Ano 1 Número 12

    Cantinho Cultural

    Envie-nos suas sugestões, elogios e críticas: cerestregional@sesau.capital.ms.gov.br

    Informativo em Saúde do Trabalhador: Boletim periódico de divulgação do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador da Microrregião de Campo Grande (MS) — Cerest Regional Campo Grande — CEREST/DVS/SESAU

    R. Sergipe, 402 - Jardim dos Estados CEP: 79.020-160

    Campo Grande- MS Fone: (67) 3314-3718

    O filme “Tempos Modernos”-1936, o primeiro interpretado por Charles Chaplin, conta a história do operário Carlitos, um empregado de uma fábri- ca que desempenha um trabalho repe- titivo de apertar parafusos e retrata a opressão vivenciada pelos operários da fábrica que são explorados e pressio- nados a produzirem cada vez mais e ao exercerem a mesma atividade, de forma repetitiva, perdem suas identi- dades, transformando-se em robôs compulsivos, levando-os a loucura; conforme evidenciado na cena em que Chaplin fica desequilibrado e sai apertando tudo o que imagina ser uma porca/ferramenta. O ápice des- se desequilíbrio é quando o gênio vê uma senhora com o vestido cheio de botões e sai correndo atrás dela, confundin- do os botões do vestido com parafusos e logo depois, é inter- nado em um hospital.

    Outra cena contundente, que evidencia a visão dos proprietários das empresas, é caracterizada quando o presidente da fabrica, vê todos os setores da fabrica, através de um grande telão, observando os funcionários trabalhando, e, em cer- tos momentos, determina ao subordina- do que aumente a velocidade da máqui- na, acelerando o processo de produção, buscando com isso, o aumento da pro- dução sem se preocupar com as condi-

    ções de trabalhos ofertadas aos funcionários. “Chaplin demonstra essa desvalorização do trabalho hu-

    mano de forma tão irreverente e impactante que se torna impossível não acionarmos o nosso senso crítico, sendo possí- vel até mesmo, fazermos uma analogia entre a época que esse filme foi produzido e os tempos atuais, pois assim como retratado no filme, as empresas, atualmente, tem visto seus funcionários como máquinas que podem a qualquer mo- mento aumentar ou diminuir sua velocidade de trabalho, colocando em segundo plano o capital humano, cheio de sonhos, valores, sentimentos e digno de reconhecimento e valorização.”(Ivanil Martins de Almeida— Crea MT).

    Assista e conclua você mesmo clicando no link abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=ieJ1_5y7fT8

    O Cerest Regional Campo Grande rea- lizou Visitas Técnicas aos municípios de: Bandeirantes (1), Jaraguari (2), Rio Negro (3), São Gabriel do Oeste (4) e Terenos (5) para implantação da Saúde do Trabalhador e foram um sucesso!

    Agradecemos aos Secretários de Saúde e suas equipes que tão bem nos rece- beram!

    As visitas conti- nuarão no mês de outubro a outros municí- pios ainda não contemplados.

    Prevenção

    A prevenção dos transtornos mentais e comportamentais rela- cionados ao trabalho baseia-se nos procedimentos de vigilância dos agravos à saúde e dos ambientes e condições de trabalho. Utiliza conhecimentos médico-clínicos, epidemiológicos, toxicologia, er- gonomia, psicologia, entre outras disciplinas, valoriza a percepção dos trabalhadores sobre seu traba- lho e a saúde e envolve:  Reconhecimento prévio das atividades e locais de trabalho onde existam substâncias químicas, agentes físicos e/ou biológi- cos e os fatores de risco decorrentes da organização do trabalho potencialmente causadores de doença;  Identificação dos problemas ou danos potenciais para a saúde, decorrentes da exposição aos fatores de risco identificados;  Identificação e proposição de medidas que devem ser adota- das para a eliminação ou controle da exposição aos fatores de risco e para proteção dos trabalhadores;  Educação e informação aos trabalhadores e empregadores.

    Conclusão

    O trabalho ocupa um lugar fundamental na dinâmica do in- vestimento afetivo das pessoas. Condições favoráveis à livr