Pratico de Maquetes

Embed Size (px)

Text of Pratico de Maquetes

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    1/35

    Curso

    Prtico

    de

    Maquetes

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    2/35

    p.2

    SUMRIO

    INTRODUO 4

    TIPOS DE MAQUETE 5

    ESCALA DE TRABALHO 6

    FASES DE DESENVOLVIMENTO 7

    O PROJETO 7

    PLANIFICAO 8

    CORTE 8

    MONTAGEM E ACABAMENTOS PARCIAIS 8

    MONTAGEM E ACABAMENTO FINAL 9

    DESENVOLVIMENTO DA MAQUETE 1

    PLANIFICAO E CORTE 10

    Paredes (estrutura): 10

    Lajes de piso e teto: 11

    Revestimento: 11

    Telhado: 11Esquadrias: 16

    Terreno: 16

    MONTAGEM 17

    Paredes: 17

    Estrutura em pilares ou vigas: 17

    Revestimentos: 18

    Esquadrias, balces e grades: 20

    Terrenos: 22

    Vegetao: 23

    Ruas e caladas: 24

    Espelhos dgua: 24

    Outros complementos: 25

    DICAS E RECOMENDAES 26

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    3/35

    p.3

    MATERIAIS E FERRAMENTAS 28

    REPRESENTAO DO PROJETO (DESENHOS):28

    FERRAMENTAS 28

    Ferramentas de corte: 28

    Outras ferramentas: 28

    MATERIAIS 29

    Material base para a maquete (estrutura): 29

    Material para acabamento: 29

    Instrumentos e materiais auxiliares: 30

    ALGUMAS TCNICAS ARTESANAIS 31

    REVESTIMENTO EM TIJOLOS OU PLACAS DE PEDRA APARENTES:31PISO GRAMADO OU DE TERRA BATIDA:32

    PISO EM PEDRA:32

    PAPIER-MACH:33

    PAPEL MOLDADO:33

    PINTURA MANCHADA:34

    PINTURA COM RESPINGOS:35

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    4/35

    p.4

    INTRODUO

    Maquete um modelo em escala reduzida de uma obra ou projeto de

    arquitetura, design, engenharia, topografia, cenografia etc. Pode ser usada

    como esboo ou pea de estudo destes projetos, ou para sua apresentao e

    divulgao. Em casos mais raros, a maquete pode ser tambm um modelo

    ampliado.

    A quantidade de detalhes, o tipo de material utilizado e as dimenses de

    trabalho sero escolhidos de acordo com o objetivo ou finalidade da

    maquete. Maquetes para apresentaes profissionais ou exposies

    comemorativas so normalmente feitas com material mais durvel e demelhor qualidade e impacto visual, com o mximo de detalhamento a fim de

    que se aproximem o mais possvel do real. J as maquetes de estudo so

    feitas com materiais mais fceis de manusear, e , em geral, mais baratos.

    importante lembrar que assim como na elaborao de projetos, a

    produo de uma maquete tambm obedece a determinantes artsticos. A

    escolha do grau de detalhamento, dos materiais, cores e texturas, tanto

    podem obedecer realidade do projeto quanto contrari-lo.

    Com esta apostila pretendemos apresentar alguns conhecimentos bsicos

    para que o iniciante possa desenvolver seus primeiros modelos (maquete

    didtica), que se diferem da maquete profissional principalmente pelo tipo

    de material utilizado.

    Os conhecimentos prvios em cada rea de atuao tm destacada

    importncia para que o produto final seja relevante e valorize o projeto.

    Os exemplos e a prpria organizao da apostila esto voltados para a rea

    de edificaes e arquitetura, mas podem ser aplicados a diferentes reas.

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    5/35

    p.5

    TIPOS DE MAQUETE

    As maquetes podem ser de vrios tipos, conforme o que visam

    representar:

    MAQUETES TOPOGRFICAS: representam terrenos, loteamentos ou

    projetos paisagsticos.

    MAQUETES DE EDIFICAES: representam uma ou mais estruturas

    construdas, de exterior ou interior, com grau variado de detalhamento.

    Podem ainda ser de elementos ou projetos urbanos.

    MAQUETES ESPECFICAS: representam elementos de alguma rea

    especfica, como design, projeto de equipamentos, mobilirio, objetos

    etc.

    Quanto ao seu propsito, as maquetes podem ser ainda:

    MAQUETES DE ESTUDO: executadas no incio ou durante o processo de

    criao do projeto. Servem de auxlio para definio de formas, facilidade

    de execuo ou mesmo viabilidade do projeto.

    MAQUETES DE EXECUO: de uso mais restrito, servem para estudo ouesclarecimento de algum elemento ou processo especfico que pode vir a

    causar dificuldades na execuo do projeto.

    MAQUETES DE APRESENTAO: para uso em concorrncias, ou na

    comercializao de um projeto.

    MAQUETES PARA EXPOSIO: representam edificaes histricas ou com

    relevante significado artstico ou social; assim como, em outras reas,

    projetos de significativa importncia (como uma oleoduto, uma

    plataforma de petrleo etc.). os materiais utilizados so mais nobres,

    durveis e resistentes.

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    6/35

    p.6

    ESCALA DE TRABALHO

    A escolha da escala depende da finalidade da maquete, do grau de

    detalhamento desejado e, mesmo, do tempo disponvel.

    Formas paisagsticas ou de implantao (jardins, praas,

    loteamentos, condomnios): de 1/100 at 1/5000.

    Unidade ou conjunto arquitetnico: de 1/200 (pouco detalhada)

    at 1/50.

    Interiores e cenografia: 1/10 at 1/50.

    Design, estudo de produto, prottipos, objetos de arte: de 1/1

    at 1/10.

    Embora as escalas mais comumente usadas sejam aquelas recomendadas

    pela ABNT como as citadas acima -, no se deve desprezar outras escalas

    para casos especficos.

    Em ordem de decrescente de tamanho, tm-se as escalas:

    1/10, 1/12.5, 1/15, 1/20, 1/25, 1/331/3 (ou 3/100), 1/40, 1/50, 1/75

    etc.

    Os prottipos podem mesmo ser construdos na escala real, 1/1,

    dependendo de sua finalidade.

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    7/35

    p.7

    FASES DE DESENVOLVIMENTO

    Tendo escolhido a escala de trabalho, o desenvolvimento da maquete ser

    feito em diversas fases, que podem variar, dependendo do tipo de maquete

    que se deseja representar.

    O projeto

    Antes de dar incio maquete necessrio ter disponveis desenhos

    relativos ao projeto. Caso estes desenhos no estejam prontos, ou estejam

    feitos em escala diferente, deve-se reservar um tempo para sua execuo

    na escala correta. Abaixo esto descritos diferentes desenhos referentes maquete de arquitetura ou engenharia. Nas demais reas, deve-se adaptar

    os desenhos de acordo com a necessidade.

    Planta baixa: desenho das paredes de contorno (fachadas) e das

    paredes internas quando necessrio.

    Planta de localizao ou de situao: posio da construo no

    terreno, piscina, edculas, jardins, localizao de rios, curvas de nvel,

    lagos etc.

    Fachada: desenho das paredes externas da construo, com a

    representao de aberturas e recortes, assim como a inclinao da

    cobertura quando necessrio.

    Planta de cobertura: representao do telhado, terrao, chamins, e

    outros detalhes.

    Caso o interior da edificao seja visvel na maquete, pode-se aindaexecutar os desenhos:

    Cortes: na quantidade e posicionamento que for necessrio.

    Elevaes: vistas das paredes internas, com representao de

    aberturas e indicao de revestimento.

    Para maquetes que visem representar apenas interiores, ser necessrio

    ainda o desenho ou a medida do mobilirio, luminrias e outros detalhes.

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    8/35

    p.8

    Planificao

    A planificao a fase em que as partes componentes da maquete so

    desenhadas ou riscadas no material base, formando a estrutura da maquete.

    Ou seja, so marcadas sobre o papel carto, isopor ou a madeira, asparedes com suas aberturas, as guas do telhado, as lajes de piso, de

    entrepiso e forro, os pilares etc.

    A planificao dos detalhes (mobilirio, pequenos detalhes construtivos)

    pode ser feita numa fase posterior, em separado.

    Corte

    Aps a planificao feito o corte das partes. importante verificar a

    preciso das medidas antes de cortar, para no desperdiar tempo e

    material.

    O corte deve ser feito sobre uma superfcie dura e firme, como vidro ou

    bancadas de madeira. No caso da maquete feita em madeira, o corte pode

    ser feito diretamente na bancada de uma serra circular, se disponvel, com

    serras manuais ou mesmo estilete, no caso da balsa(tipo de madeira macia

    fcil de trabalhar). Para o corte de peas maiores, recomenda-se fixar com

    grampos ou braadeiras.

    O material cortado pode ser marcado (nomeando paredes, elementos do

    telhado etc.) para facilitar a fase posterior de montagem. Recomenda-se

    guardar partes menores em caixas ou sacos plsticos.

    Montagem e acabamentos parciais

    Algumas partes da maquete podem ser unidas previamente para depois

    serem unidas estrutura maior, como a construo, o terreno, as edculas,

    mobilirios etc.

    Em alguns casos deve ser feita a pintura ou o revestimento final da pea

    antes da montagem, mas apenas se sua posio depois de colada

    impossibilitar o perfeito acabamento.

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    9/35

    p.9

    Montagem e acabamento final

    Na montagem final so unidas todas as partes da maquete, e esta

    colocada sobre uma base. Esta base pode ser parte da maquete, como um

    terreno ajardinado, por exemplo, ou pode servir apenas de moldura para a

    mesma, desta forma ser pintada ou revestida em cor neutra apenas para

    compor o conjunto.

    A base deve ser firme e, de preferncia, no muito pesada a fim de facilitar

    o transporte.

  • 7/26/2019 Pratico de Maquetes

    10/35

    p.10

    DESENVOLVIMENTO DA MAQUETE

    Neste item sero abordados alguns aspectos da construo de uma

    maquete, de acordo com cada fase de execuo.

    Planificao e Corte

    Paredes (estrutura):

    Nesta fase, a marcao das medidas deve ser feita de modo a compensar a

    di