Click here to load reader

QUESTAO 1ano 4dia Fisica

  • View
    236

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Questões

Text of QUESTAO 1ano 4dia Fisica

Interbits SuperPro Web

1. (Unesp 2012) O gol que Pel no fez

Na copa de 1970, na partida entre Brasil e Tchecoslovquia, Pel pega a bola um pouco antes do meio de campo, v o goleiro tcheco adiantado, e arrisca um chute que entrou para a histria do futebol brasileiro. No incio do lance, a bola parte do solo com velocidade de 108 km/h (30 m/s), e trs segundos depois toca novamente o solo atrs da linha de fundo, depois de descrever uma parbola no ar e passar rente trave, para alvio do assustado goleiro.Na figura vemos uma simulao do chute de Pel.

Considerando que o vetor velocidade inicial da bola aps o chute de Pel fazia um ngulo de 30 com a horizontal (sen30 = 0,50 e cos30 = 0,85) e desconsiderando a resistncia do ar e a rotao da bola, pode-se afirmar que a distncia horizontal entre o ponto de onde a bola partiu do solo depois do chute e o ponto onde ela tocou o solo atrs da linha de fundo era, em metros, um valor mais prximo de a) 52,0. b) 64,5. c) 76,5. d) 80,4. e) 86,6. 2. (Unicamp 2015) A primeira lei de Kepler demonstrou que os planetas se movem em rbitas elpticas e no circulares. A segunda lei mostrou que os planetas no se movem a uma velocidade constante.

PERRY, Marvin. Civilizao Ocidental: uma histria concisa. So Paulo: Martins Fontes, 1999, p. 289. (Adaptado)

correto afirmar que as leis de Kepler a) confirmaram as teorias definidas por Coprnico e so exemplos do modelo cientfico que passou a vigorar a partir da Alta Idade Mdia. b) confirmaram as teorias defendidas por Ptolomeu e permitiram a produo das cartas nuticas usadas no perodo do descobrimento da Amrica. c) so a base do modelo planetrio geocntrico e se tornaram as premissas cientificas que vigoram at hoje. d) forneceram subsdios para demonstrar o modelo planetrio heliocntrico e criticar as posies defendidas pela Igreja naquela poca. 3. (G1 - cps 2015) Em um antigo projetor de cinema, o filme a ser projetado deixa o carretel seguindo um caminho que o leva ao carretel onde ser rebobinado. Os carretis so idnticos e se diferenciam apenas pelas funes que realizam.

Pouco depois do incio da projeo, os carretis apresentam-se como mostrado na figura, na qual observamos o sentido de rotao que o aparelho imprime ao carretel

Nesse momento, considerando as quantidades de filme que os carretis contm e o tempo necessrio para que o carretel d uma volta completa, correto concluir que o carretel gira em sentido a) anti-horrio e d mais voltas que o carretel b) anti-horrio e d menos voltas que o carretel c) horrio e d mais voltas que o carretel d) horrio e d menos voltas que o carretel e) horrio e d o mesmo nmero de voltas que o carretel 4. (Unesp 2015) A figura representa, de forma simplificada, parte de um sistema de engrenagens que tem a funo de fazer girar duas hlices, e Um eixo ligado a um motor gira com velocidade angular constante e nele esto presas duas engrenagens, e Esse eixo pode se movimentar horizontalmente assumindo a posio ou Na posio a engrenagem acopla-se engrenagem e, na posio a engrenagem acopla-se engrenagem Com as engrenagens e acopladas, a hlice gira com velocidade angular constante e, com as engrenagens e acopladas, a hlice gira com velocidade angular constante

Considere e os raios das engrenagens e respectivamente. Sabendo que e que correto afirmar que a relao igual a a) b) c) d) e) 5. (G1 - cftmg 2015) A imagem mostra um garoto sobre um skate em movimento com velocidade constante que, em seguida, choca-se com um obstculo e cai.

A queda do garoto justifica-se devido (ao) a) princpio da inrcia. b) ao de uma fora externa. c) princpio da ao e reao. d) fora de atrito exercida pelo obstculo. 6. (Unicamp 2014) As mquinas cortadeiras e colheitadeiras de cana-de-acar podem substituir dezenas de trabalhadores rurais, o que pode alterar de forma significativa a relao de trabalho nas lavouras de cana-de-acar. A p cortadeira da mquina ilustrada na figura abaixo gira em movimento circular uniforme a uma frequncia de 300 rpm. A velocidade de um ponto extremo P da p vale(Considere ) a) 9 m/s. b) 15 m/s. c) 18 m/s. d) 60 m/s. 7. (Enem PPL 2014) Na Antiguidade, algumas pessoas acreditavam que, no lanamento obliquo de um objeto, a resultante das foras que atuavam sobre ele tinha o mesmo sentido da velocidade em todos os instantes do movimento. Isso no est de acordo com as interpretaes cientficas atualmente utilizadas para explicar esse fenmeno.

Desprezando a resistncia do ar, qual a direo e o sentido do vetor fora resultante que atua sobre o objeto no ponto mais alto da trajetria? a) Indefinido, pois ele nulo, assim como a velocidade vertical nesse ponto. b) Vertical para baixo, pois somente o peso est presente durante o movimento. c) Horizontal no sentido do movimento, pois devido inrcia o objeto mantm seu movimento. d) Inclinado na direo do lanamento, pois a fora inicial que atua sobre o objeto constante. e) Inclinado para baixo e no sentido do movimento, pois aponta para o ponto onde o objeto cair. 8. (Unifor 2014) A figura a seguir mostra uma das cenas vistas durante a Copa das Confederaes no Brasil. Os policiais militares responderam s aes dos manifestantes com bombas de gs lacrimogneo e balas de borracha em uma regio totalmente plana onde era possvel avistar a todos.

Suponha que o projtil disparado pela arma do PM tenha uma velocidade inicial de ao sair da arma e sob um ngulo de 30,00 com a horizontal. Calcule a altura mxima do projtil em relao ao solo, sabendo-se que ao deixar o cano da arma o projtil estava a do solo.

Despreze as foras dissipativas e adote a) b) c) d) e) 9. (G1 - ifce 2014) Considere as afirmaes sob a luz da 2 lei de Newton.

I. Quando a acelerao de um corpo nula, a fora resultante sobre ele tambm nula.

II. Para corpos em movimento circular uniforme, no se aplica a 2 lei de Newton.

III. Se uma caixa puxada por uma fora horizontal de intensidade F = 5N deslocar-se sobre uma mesa com velocidade constante, a fora de atrito sobre a caixa tambm tem intensidade igual a 5 N.

Est(o) correta(s): a) apenas III. b) apenas II. c) apenas I. d) I e III. e) II e III. 10. (Ufsm 2014) O principal combustvel usado pelos grandes avies de transporte de carga e passageiros o querosene, cuja queima origina diversos poluentes atmosfricos. As afirmativas a seguir referem-se a um avio em voo, num referencial inercial.

I. Se a soma das foras que atuam no avio diferente de zero, ele no pode estar em MRU.

II. Se a soma das foras que atuam no avio zero, ele pode estar parado.

III. O princpio de conservao da energia garante que o avio se move em sentido contrrio quele em que so jogados os gases produzidos na combusto.

Est(o) correta(s) a) apenas I. b) apenas I e II. c) apenas III. d) apenas II e III. e) I, II e III. 11. (Ufsm 2014) Os avanos nas tcnicas observacionais tm permitido aos astrnomos rastrear um nmero crescente de objetos celestes que orbitam o Sol. A figura mostra, em escala arbitrria, as rbitas da Terra e de um cometa (os tamanhos dos corpos no esto em escala). Com base na figura, analise as afirmaes:

I. Dada a grande diferena entre as massas do Sol e do cometa, a atrao gravitacional exercida pelo cometa sobre o Sol muito menor que a atrao exercida pelo Sol sobre o cometas.

II. O mdulo da velocidade do cometa constante em todos os pontos da rbita.

III. O perodo de translao do cometa maior que um ano terrestre.

Est(o) correta(s) a) apenas I. b) apenas III. c) apenas I e II. d) apenas II e III. e) I, II e III. 12. (Ueg 2013) Alguns conceitos de fsica aparecem comumente no cotidiano e so equivocadamente interpretados. Com relao a esse fato, o conceito correto o seguinte: a) calor energia trmica em trnsito, enquanto temperatura caracteriza a energia trmica de um sistema em equilbrio. b) energia a medida de uma fora atuando sobre um determinado corpo em movimento. c) massa a medida de inrcia, enquanto peso a intensidade da fora gravitacional. d) movimento e repouso so consequncias da velocidade uniforme de um corpo material. 13. (G1 - cftmg 2013)

Ao analisar a situao representada na tirinha acima, quando o motorista freia subitamente, o passageiro a) mantm-se em repouso e o para-brisa colide contra ele. b) tende a continuar em movimento e colide contra o para-brisa. c) empurrado para frente pela inrcia e colide contra o para-brisa. d) permanece junto ao banco do veculo, por inrcia, e o para-brisa colide contra ele. 14. (Espcex (Aman) 2012) Um lanador de granadas deve ser posicionado a uma distncia D da linha vertical que passa por um ponto A. Este ponto est localizado em uma montanha a de altura em relao extremidade de sada da granada, conforme o desenho abaixo.

A velocidade da granada, ao sair do lanador, de e forma um ngulo com a horizontal; a acelerao da gravidade igual a e todos os atritos so desprezveis. Para que a granada atinja o ponto A, somente aps a sua passagem pelo ponto de maior altura possvel de ser atingido por ela, a distncia D deve ser de:Dados: a) 240 m b) 360 m c) 480 m d) 600 m e) 960 m 15. (G1 - utfpr 2012) Associe a Coluna I (Afirmao) com a Coluna II (Lei Fsica).

Coluna I Afirmao

1. Quando um garoto joga um carrinho, para que ele se desloque pelo cho, faz com que este adquira uma acelerao.

2. Uma pessoa tropea e cai batendo no cho. A pessoa se machuca porque o cho bate na pessoa.

3. Um garoto est andando com um skate, quando o skate bate numa pedra parando. O garoto , ento, lanado para frente.

Coluna II Lei Fsica

( ) 3 Lei de Newton (Lei da Ao e Reao).

( ) 1 Lei de Newton (Lei da Inrcia).

( )