Questionário – Proficiência Veterinária .Questionário – Proficiência Veterinária Área:

  • View
    219

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Questionário – Proficiência Veterinária .Questionário – Proficiência Veterinária Área:

  • Habilitada ANVISA/REBLASProvedor Alternativo CAPCertificada ISO 9001

    Questionrio Proficincia Veterinriarea: Parasitologia

    Rodada: Mar/2008

    Pgina 1 de 2

    Tema PARASITOSE AVIRIA

    Elaboradora Daniel de Almeida Balthazar, Zootecnista e Mdico Veterinrio, clnica e cirurgia de animais selvagens edomsticos.

    Caso Clnico Um pintassilgo-da-venezuela (Carduelis cucullata), de aproximadamente 2 anos, chegou a clnica com sinaisclnicos de apatia, anorexia, caquexia, diarria com presena de estrias de sangue e aumento do volumeabdominal. Foi coletada uma amostra de fezes para exame coproparasitolgico, no qual foram observadasestruturas esfricas, que apresentavam em seu interior duas estruturas elpticas (figura 2). Aps dois dias doinicio do tratamento o animal veio a bito. Ao realizar a necropsia foi possvel observar um fgado aumentadode volume, as alas intestinais dilatadas, e mucosa intestinal hemorrgica (figura 1).

    Imagem 1Mucosa intestinal hemorrgica

    Imagem 2Estrutura encontrada no exame

    coproparasitolgico.

    De acordo com o caso e as imagens acima, responda as seguintes questes:

    Questo 1 De acordo com a figura 2 e a descrio do caso clnico, a estrutura encontrada trata-se de:

    1. Um pseudoparasito;

    2. Ovos de Capillaria sp.;

    3. Um oocisto esporulado de um protozorio;

    4. Ovos de Heterakis gallinarum.

    Questo 2 Qual seria o mecanismo de infeco do parasito encontrado?

    1. Ingesto de oocistos esporulados;

    2. Ingesto de alimentos contaminados com larvas em primeiro estgio;

    3. Ingesto do hospedeiro intermedirio contendo larvas encistadas em sua musculatura;

    4. Ingesto de alimentos contaminados com fezes frescas.

    Questo 3 As leses observadas na mucosa intestinal so causadas pela:

    1. Aderncia dos esporocistos na mucosa, provocando um aumento na peristalse;

    2. A hemorragia causada por um distrbio da coagulao;

    3. Lise aps penetrao dos trofozotas;

    4. Ruptura das clulas hospedeiras causada pela liberao dos merozotas .

    Questo 4 Qual seria o possvel gnero do parasito encontrado?

    1. Eimeria;

    2. Giardia;

    3. Babesia;

    4. Isospora.

  • Habilitada ANVISA/REBLASProvedor Alternativo CAPCertificada ISO 9001

    Questionrio Proficincia Veterinriarea: Parasitologia

    Rodada: Mar/2008

    Pgina 2 de 2

    Questo 5 Para o tratamento poderamos utilizar:

    1. Antiinflamatrios;

    2. Coccidicidas ou coccidiostticos;

    3. Anti-helminticos;

    4. Antibiticos do grupo das quinolonas.

    Questo 6 Como seria feita a liberao dos ovos para o ambiente?

    1. Eliminao de oocistos j esporulados nas fezes;

    2. Eliminao de macro e microgametcitos nas fezes, para posterior fecundao no ambiente;

    3. Eliminao de oocistos no esporulados nas fezes;

    4. Eliminao de merozotos nas fezes.

    Questo 7 Em qual classe esto inseridos esses parasitos?

    1. Trematoda;

    2. Cestoda;

    3. Nematoda;

    4. Sporozoasida.

    Questo 8 Os oocistos esporulados so caracterizados por possurem a seguinte morfologia:

    1. Oocistos com dois esporocistos, contendo quatro esporozotas cada;

    2. Oocistos com paredes paralelas e plos arredondados;

    3. Oocistos com quatro esporocistos, contendo dois esporozotas cada;

    4. Oocistos com casca fina e dupla, bioperculados e pequenos poros na camada externa da casca, dando aaparncia de estriaes.

    Questo 9 Assim como o gnero Eimeria, o parasito encontrado causador de uma doena comum na criao de aves degaiola, conhecida como:

    1. Doena do peito seco;

    2. Coccidiose;

    3. Aspergilose;

    4. Doena de Pacheco.

    Questo 10 Durante o ciclo de vida destes parasitos possvel observarmos um tipo de reproduo sexuada denominada:

    1. Esquizogonia, com duas geraes de esquizontes;

    2. Gametogonia, com produo de macrogametcitos e microgametcitos;

    3. Esquizogonia, com produo de macrogametcitos e microgametcitos;

    4. Jamais possvel encontrarmos um ciclo sexuado nestes parasitas.

    RefernciasBibliogrficas:

    FILHO, P.R.C.; MEIRELES, G.S.; RIBEIRO, C.T.; LOPES, C.W.G. Three new species of IsosporaSchneider, 1881 (Apicomplexa: Eimeriidae) from the double-collared seed eater, Sporophila caerulescens(Passeriformes: Emberizidae), from Eastern Brazil. Mem Inst Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, Vol. 100 (2):151-154, 2005.

    FORTES, E. Parasitologia veterinria. 4 ed. So Paulo, cone, 2004.

    URQUHART, G.M.; ARMOUR, J.; DUNCAN, J.L. Parasitologia Veterinria. 2 ed. Rio de Janeiro,Guanabara koogan, 1998.