Revisão de motores de alumínio - ms- .blocos de motores de alumínio 3 1.2 Nomes de marcas de ligas

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Revisão de motores de alumínio - ms- .blocos de motores de alumínio 3 1.2 Nomes de marcas de...

  • Reviso demotores de alumnio

  • 2

    Sumrio

    Captulo 1: Generalidades 3

    1.1 Razes para a utilizao deblocos de motores de alumnio 3

    1.2 Nomes de marcas de ligasde alumnio conhecidas parablocos de motores 3

    1.3 Viaturas/Motores com blocode alumnio 3

    1.4 Detalhes construtivos 3

    1.5 Materiais compostos paracamisas de cilindrosalumnio/ferro fundido 4

    1.6 Utilizao de segmentos depistes revestidos a Cr 4

    1.7 Camisas de cilindros KS paramotores Alusil 4

    Captulo 2: A reviso de um blocode motor Alusil 5

    2.1 Preparao do bloco do motor 5

    2.2 Montagem da camisa decilindro Alusil 5

    2.2.1 Montagem com gelo seco 6

    2.2.2 Montagem com nitrogniolquido 6

    2.2.3 Aquecimento do bloco domotor 6

    2.2.4 Colocao da camisa docilindro 7

    2.3 Aplanamento do bloco domotor 7

    2.4 Pr-esmerilagem,esme-rilagem de acabamento,polimento 8

    2.5 Polimento com silcio 8

    2.6 Tabelas 9

    Captulo 3: Reviso de um blocode motor Lokasil noexemplo do motordo Porsche Boxster 14

    Captulo 4: Repassar a roscados furos para osparafusos da cabeados cilindros 16

    Pgina

  • 3

    Captulo 1: Generalidades

    1.1 Razes para a utilizao de

    blocos de motores de

    alumnio

    Para os construtores de motoresfoi sempre um incitamento cons-truir, alm das cabeas de cilin-dros e dos pistes, tambm obloco dos cilindros em alumnio,sem necessidade de usar camisaou revestimento deslizante adicio-nal. A par do bom comportamentode conduo devido reduo depeso, possvel controlar muitomelhor o balano trmico devido amais alta condutibilidade trmicado alumnio, cerca de quatrovezes maior. O motor aquece maisrpida e uniformemente. Assim, areduo de peso no se limitasomente ao peso do bloco doscilindros, mas tambm a quantida-de de gua de refrigerao quepode ser reduzida devido melhorcondutibilidade e radiao trmicado bloco de cilindros.

    1.2 Nomes de marcas de ligas

    de alumnio conhecidas

    para blocos de motores

    1.3 Viaturas/Motores com blo-

    co de alumnio

    1.4 Detalhes construtivos

    Alusil:Alusil:Alusil:Alusil:Alusil: O material bsico Alusil caro

    e difcil de trabalhar devido aoalto teor de silcio

    possvel abrir furos com oberbequim no bloco do motor

    H pistes com sobremedida Os pistes Alusil so revesti-

    dos a ferro e estanho

    Galnikal:Galnikal:Galnikal:Galnikal:Galnikal: O material bsico Galnikal

    mais barato que Alusil e maisfcil de trabalhar devido aomais baixo teor considervel desilcio

    O interior do cilindro niquelado Devido ao revestimento de n-

    quel no possvel abrir furosno bloco do motor!

    No h pistes com sobreme-dida

    Cilindros cromados:Cilindros cromados:Cilindros cromados:Cilindros cromados:Cilindros cromados: Como Galnikal mas: o interior do cilindro

    cromado

    Lokasil / Patente KS:Lokasil / Patente KS:Lokasil / Patente KS:Lokasil / Patente KS:Lokasil / Patente KS: O material bsico Lokasil

    mais barato que Alusil e maisfcil de trabalhar.

    No interior dos cilindros estoembutidas preforms, isto ,camisas especiais pr-confec-cionadas de Lokasil com altoteor (20 a 27%) de silcio

    H pistes com sobremedida possvel abrir furos com o

    berbequim no bloco do motor

    GALNIKAL / NIKASIL

    BMW

    2.0 litros 6 cilindros

    2.5 litros 6 cilindros M52

    2.8 litros 6 cilindros M52

    3.0 litros V8

    4.0 litros V8

    Motociclo 100 K

    JAGUAR

    V 8

    KOLBENSCHMIDT MAHLE

    Alusil Silumal

    Galnikal Nikasil

    Cilindro cromado Cromal

    Lokasil (Patente KS)

    ALUSIL / SILUMAL

    MERCEDES-BENZ3.8 litros at 8.813.8 litros a partir de 8.814.2 litros5.0 / 5.6 litros6.0 litros

    PORSCHE928928 S944

    BMW750 i3,5 litros V84,4 litros V8

    AUDIV8 4.2 litrosV6 2.8 litros

    LOKASIL

    PORSCHEBoxster

  • 4

    1.5 Materiais compostos para camisas de ci

    lindros alumnio/ferro fundido

    KOLBENSCHMIDT MAHLE

    Cilindros Alfin Cilindros Biral

    Cilindros Alfin embutidos Superf. exteriorspera

    1.7 Camisas de cilindros KS para motores Alusil

    Construtor/Motor N ref KS Dimetro do Altura do Dimetro Dimetro Comprim.colar (mm) colar (mm) exterior (mm) interior (mm) (mm)

    MB 3,8 litros at 8.81 89 321 190 97,50 4,70 95,50 91,00 134,70

    MB 3,8 litr. a p. 8.81 89 189 190 93,50 4,70 91,50 87,00 134,70

    MB 4,2 litros 89 321 190 97,50 4,70 95,50 91,00 134,70

    MB 5,0/5,6 litros 89 190 190 102,00 4,70 100,00 95,50 155,70

    MB M120 12 cilindr. 89 418 190 94,50 4,70 92,50 88,00 131,55

    PORSCHE 928S1984-1986Dimetro 97mm 89 190 190 102,00 4,70 100,00 95,50 155,70

    PORSCHE928 ab 1985Dimetro100 mm 89 327 190 107,00 4,70 105,00 99,50 145,00 encurtar al-

    tura do bloco

    PORSCHE 944 89 327 190 107,00 4,70 105,00 99,50 145,00

    BMW M70 12 cilindr. 89 400 190 89,00 4,70 87,00 83,00 126,50

    PEA ALUSIL 89 397 190 110,00 90,00 160,00sob consulta

    1.6 Utilizao de segmentos de pistes revestidos a Cr

    KOLBENSCHMIDT MAHLE Segmentos Cr

    Cilindros Alfin Cilindros Biral possvel

    Alusil Silumal possvelGalnikal Nikasil no possvelCilindros cromados Cromal no possvel

  • 5

    Captulo 2: A reviso de um bloco de motor Alusil

    2.1 Preparao do bloco do

    motor (Fig. 1)

    Os parafusos da tampa dos man-cais so apertados com o mo-mento de aperto (torque) prescritopelo construtor do motor. Segui-damente o bloco do motor colo-cado na mquina perfuradora,alinhado ligeiramente e depoisfixado. Girando o bloco do motor,o mesmo alinhado com preci-so e colocado na posio defini-tiva de usinagem.As camisas de cilindros Alusilsemi-acabadas oferecidas por KSso fabricadas com alta preciso.A tolerncia do dimetro exteriormx. de 0,03 mm.Para conse-guir uma perfurao exata, reco-

    Fig. 1

    menda-se as seguintes opera-es para o furo de assento dascamisas Alusil:1. fase: pr-mandrilagem com

    um desbaste de materialmx. de 7/10 mm

    2. fase: mandrilagem de acabamento com um desbaste dematerial mx. de 5/10 mm

    Depois segue-se a mandrilagempara assentar o colarB a umaprofundidade deC (valores, vera tabela 1, pg. 9). Para evitar operigo de fissuras superficiais nocolar da camisa, deve-se atenderque a superfcie de assento docolar da camisa fique exatamenteperpendicular em relao ao furodo cilindro.

    Os dimetros dos respectivostipos de motores tambm estoindicados na tabela anteriormentemencionada. Dado que as cami-sas de cilindros secas tm umaparede muito fina, estas podemsofrer alteraes dimensionaisquando no estado de relaxe, porexemplo deformao oval, masretornam forma cilndrica dofuro do cilindro, depois de monta-das e terminada a fase de retra-o. Por fim chanfrado o bordosuperior do furo do cilindro comum chanfro de 0,5+ 0,1 mm x 45.

  • 6

    2.2.3 Aquecimento do bloco

    do motor (Fig. 4)

    Ideal para aquecer o bloco domotor a utilizao de um fornorespectivamente grande. O blocodo motor colocado no forno depr-aquecimento permanecendol durante cerca de 20 a 30 minu-tos.Na montagem com gelo seco, obloco do motor tem de ser aque-cido a uma temperatura de 160centgrados. Na montagem comnitrognio lquido no absoluta-mente necessrio um aqueci-mento do bloco do motor. Se,porm, for necessrio, aconse-lhamos um aquecimento de cer-ca de 100 a 120 centgrados.Para garantir uma montagem se-gura necessrio uma diferenade temperatura entre o bloco domotor e a camisa de cerca de200 centgrados.

    Fig. 2 Fig. 4

    Fig. 3

    2.2 Montagem da camisa de

    cilindro Alusil

    2.2.1 Montagem com gelo

    seco (Fig. 2)

    Um mtodo relativamente sim-ples a utilizao de CO2 (cidocarbnico) contido em garrafasde presso com tubo vertical.Relativo ao princpio fsico: Aosair o gs da garrafa, este trans-forma-se em gelo seco devido forte expanso repentina. O geloseco pode ser recolhido num re-cipiente isolante. Esse recipienteisolante deve satisfazer os requi-sitos exigidos de isolamento eresistncia. Com esse gelo seco possvel arrefecer a camisa docilindro Alusil at uma temperatu-ra de cerca de 80 centgradosnegativos.

    2.2.2 Montagem com nitrog-

    nio lquido (Fig. 3)

    A camisa do cilindro colocadano nitrognio lquido alcanandoassim uma temperatura de 180centgrados negativos.O nitrognio lquido pode ser ad-quirido no vendedor de gs lo-cal.

  • 7

    2.2.4 Colocao da camisa do

    cilindro (Fig. 5)

    A montagem da camisa do ci-lindro no complicada. Atravsdo arrefecimento da camisa, seudimetro reduz-se cerca de 0,1mm, enquanto que o dimetro dofuro do cilindro, atravs do aque-cimento do bloco do motor, au-menta cerca de 0,25 mm, resul-tando assim uma folga de cercade 0,35 mm ao montar a camisa.Todavia tem de se montar a ca-misa relativamente rpido dadoque se trata de uma camisa deparede muito fina e o alumnio muito bom condutor trmico.

    Fig. 5

    Fig. 6

    2.3 Aplanamento do bloco do

    motor (Fig. 6)

    Depois de alinhar o bloco do mo-tor, o mesmo aplanado. O des-baste do material deve ser de0,1 mm para garantir uma super-fcie completamente plana.

  • 8

    2.4 Pr-esmerilagem, esmerila-

    gem de acabamento, poli-

    mento (Fig. 7)

    A operao de retificao deveser efetuada numa mquina es-meriladora da marca Sunnen. Astrs primeiras operaes de reti-ficao (pr-esmerilagem, esme-rilagem de acabamento, polimen-to) so executadas com diferen-tes pedras de esmeril. O tipodas ferramentas usadas (pedrasde esmeril, leo de esmerila-gem), bem como os ajustes damquina so muito importantespara uma boa usinagem, sendo

    Fig. 7

    Um bloco de motor de alumnioassim tratado est preparadopara enfrentar um longo e novo

    Fig. 9

    Fig. 8 Fig. 10

    2.5 Polimento com silcio

    (Figs. 8 e 9)

    A quarta e ltima oper