of 22/22
18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento=… 1/22 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS CONTRATO MÚLTIPLO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E VENDA DE PRODUTOS CONTRATANTE: Razão Social: MINISTERIO PUBLICO DE CONTAS DO ESTADO DO PARÁ CNPJ/MF: 05.054.978/0001-50 Inscrição Estadual: ISENTO Nome Fantasia: MINISTERIO PUBLICO DE CONTAS DO ESTADO DO PARÁ Endereço: AVENIDA NAZARÉ, Nº 766 -NAZARÉ. Cidade: BELÉM UF: PA CEP: 66035-170 Endereço Eletrônico: m[email protected] Telefone: (91) 3241-6555 Representante Legal I: SILAINE KARINE VENDRAMIN Cargo/Função: PROCURADORA-GERAL DE CONTAS DO ESTADO DO PARÁ RG: 2881650 CPF: 509.143.832-72 Representante Legal II: Cargo/Função: RG: CPF: CONTRATADA: CORREIOS – Empresa Pública, constituída nos termos do Decreto-Lei nº 509, de 20 de março de 1969. Razão Social: SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE OPERAÇÕES DO PARÁ CNPJ/MF: 34.028.316/0018- 51 Endereço: AV. PRESIDENTE VARGAS, 498, CAMPINA Cidade: BELÉM UF: PA CEP: 66017-900 Endereço Eletrônico: [email protected] Telefone: (91) 3211-3054/3148 Representante Legal I: ROGERIO VIANNA MOREIRA DOS SANTOS RG: 8577D CREA/DF CPF: 510.045.181-53 Representante Legal II: MONICA DE BARROS NASCIMENTO RG: 051938264 DIC/RJ CPF: 816.217.527-04 As partes, acima identificadas, têm, entre si, justo e avençado e celebram por força do presente Instrumento, elaborado conforme disposto no art. 62, § 3º, II, da Lei 8.666/93, conforme Processo nº ............................., CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS e VENDA DE PRODUTOS, de acordo com as seguintes cláusulas e condições: CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO O presente contrato tem por objeto a prestação, pelos CORREIOS, de serviços e venda de produtos, que atendam às necessidades da CONTRATANTE, mediante adesão ao(s) ANEXO(s) deste Instrumento contratual que, individualmente, caracteriza(m) cada modalidade envolvida. CLÁUSULA SEGUNDA – DA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS 2.1. Os procedimentos operacionais a serem adotados pelas partes encontram-se no(s) respectivo(s) ANEXO(s). 2.2. A qualquer momento a CONTRATANTE poderá solicitar aos CORREIOS a inclusão de serviços no presente contrato, procedimento este que deverá ocorrer por meio de termo aditivo ou por apostilamento, conforme opção da CONTRATANTE, e registro na Ficha Resumo, parte integrante deste instrumento, devidamente assinada pelas partes. 2.2.1. A inclusão de serviço(s) dar-se-á após análise da viabilidade pelos CORREIOS, por meio do acréscimo do(s) ANEXO(s) correspondente(s), rubricado(s) pelas partes, contendo os procedimentos pertinentes ao serviço incluído, efetivando-se quando da assinatura da Ficha Resumo. 2.3. A qualquer momento as partes poderão excluir serviços no presente contrato, procedimento este que deverá ocorrer por meio de solicitação formal. 2.3.1. A exclusão ocorrerá mediante comunicação formal de qualquer uma das partes, com prova de recebimento e aviso prévio de no mínimo 30 (trinta) dias, com a devida assinatura de nova Ficha Resumo. 2.3.1.1. Quando a solicitação de exclusão ocorrer concomitantemente à solicitação de inclusão de mesmo serviço ou serviço substituto, a exclusão e a inclusão ocorrerão na data da formalização da Ficha Resumo, independente do aviso prévio a que se refere o subitem anterior. 2.4. Encontram-se definidas na Ficha Resumo anexa, assinada e rubricada pelas partes, as informações contratuais relativas aos serviços prestados. 2.5. A CONTRATANTE será categorizada pelos CORREIOS, conforme tabela definida no Termo de Categorização e Benefícios da Política Comercial dos Correios, disponível no site www.correios.com.br CLÁUSULA TERCEIRA – DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATANTE A CONTRATANTE se compromete a:

se compromete a - mpc.pa.gov.br · mencionados, respectivamente, na Tabela de Preços e Tarifas de Serviços Nacionais, Preços Internacionais, Preços SEDEX Mundi, Tarifas Documentos

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of se compromete a - mpc.pa.gov.br · mencionados, respectivamente, na Tabela de Preços e Tarifas de...

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento= 1/22

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS

CONTRATO MLTIPLO DE PRESTAO DE SERVIOS E VENDA DE PRODUTOS

CONTRATANTE:Razo Social: MINISTERIO PUBLICO DE CONTAS DO ESTADO DO PARCNPJ/MF: 05.054.978/0001-50 Inscrio Estadual: ISENTO Nome Fantasia: MINISTERIO PUBLICO DE CONTAS DO ESTADO DO PAREndereo: AVENIDA NAZAR, N 766 -NAZAR. Cidade: BELM UF: PA CEP: 66035-170 Endereo Eletrnico: [email protected] Telefone: (91) 3241-6555Representante Legal I: SILAINE KARINE VENDRAMIN Cargo/Funo: PROCURADORA-GERAL DE CONTAS DOESTADO DO PAR

RG: 2881650

CPF: 509.143.832-72

Representante Legal II: Cargo/Funo: RG: CPF:

CONTRATADA:CORREIOS Empresa Pblica, constituda nos termos do Decreto-Lei n 509, de 20 de maro de1969.Razo Social: SUPERINTENDNCIA ESTADUAL DEOPERAES DO PAR

CNPJ/MF: 34.028.316/0018-51

Endereo: AV. PRESIDENTE VARGAS, 498, CAMPINA Cidade: BELM UF: PA CEP: 66017-900 Endereo Eletrnico: [email protected] Telefone: (91) 3211-3054/3148 Representante Legal I: ROGERIO VIANNA MOREIRA DOS SANTOS RG: 8577D CREA/DF CPF: 510.045.181-53 Representante Legal II: MONICA DE BARROS NASCIMENTORG: 051938264 DIC/RJ CPF: 816.217.527-04

As partes, acima identificadas, tm, entre si, justo e avenado e celebram por fora do presente Instrumento, elaborado conforme disposto noart. 62, 3, II, da Lei 8.666/93, conforme Processo n ............................., CONTRATO DE PRESTAO DE SERVIOS e VENDA DEPRODUTOS, de acordo com as seguintes clusulas e condies:

CLUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO

O presente contrato tem por objeto a prestao, pelos CORREIOS, de servios e venda de produtos, que atendam s necessidadesda CONTRATANTE, mediante adeso ao(s) ANEXO(s) deste Instrumento contratual que, individualmente, caracteriza(m) cada modalidadeenvolvida.

CLUSULA SEGUNDA DA EXECUO DOS SERVIOS

2.1. Os procedimentos operacionais a serem adotados pelas partes encontram-se no(s) respectivo(s) ANEXO(s).

2.2. A qualquer momento a CONTRATANTE poder solicitar aos CORREIOS a incluso de servios no presente contrato, procedimentoeste que dever ocorrer por meio de termo aditivo ou por apostilamento, conforme opo da CONTRATANTE, e registro na Ficha Resumo,parte integrante deste instrumento, devidamente assinada pelas partes.

2.2.1. A incluso de servio(s) dar-se- aps anlise da viabilidade pelos CORREIOS, por meio do acrscimo do(s) ANEXO(s)correspondente(s), rubricado(s) pelas partes, contendo os procedimentos pertinentes ao servio includo, efetivando-se quando da assinatura daFicha Resumo.

2.3. A qualquer momento as partes podero excluir servios no presente contrato, procedimento este que dever ocorrer por meio desolicitao formal.

2.3.1. A excluso ocorrer mediante comunicao formal de qualquer uma das partes, com prova de recebimento e aviso prvio de no mnimo30 (trinta) dias, com a devida assinatura de nova Ficha Resumo.

2.3.1.1. Quando a solicitao de excluso ocorrer concomitantemente solicitao de incluso de mesmo servio ou servio substituto, aexcluso e a incluso ocorrero na data da formalizao da Ficha Resumo, independente do aviso prvio a que se refere o subitem anterior.

2.4. Encontram-se definidas na Ficha Resumo anexa, assinada e rubricada pelas partes, as informaes contratuais relativas aos serviosprestados.

2.5. A CONTRATANTE ser categorizada pelos CORREIOS, conforme tabela definida no Termo de Categorizao e Benefcios da PolticaComercial dos Correios, disponvel no site www.correios.com.br

CLUSULA TERCEIRA DAS OBRIGAES DA CONTRATANTE

A CONTRATANTE se compromete a:

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento= 2/22

3.1. Informar aos CORREIOS, com antecedncia mnima de 15(quinze) dias teis da data de incio das operaes, os seus representantescredenciados a utilizarem o(s) servio(s) previsto(s) na Ficha Resumo deste instrumento contratual, se for o caso.

3.1.1. Dever ser informado aos CORREIOS o nome do rgo e do seu responsvel, endereo, telefone para contato e os tipos de servios aserem utilizados pelo rgo credenciado.

3.1.2. Controlar a utilizao dos servios por parte de seus representantes credenciados.

3.1.2.1. Por representantes credenciados entendam-se os rgos, filiais, ou, no caso de holding, dessa e de suas empresas controladas, cujautilizao do contrato for autorizada pelos CORREIOS.

3.1.3. A infrao contratual por parte de qualquer das pessoas enumeradas no subitem 3.1.2.1. ser de responsabilidade da CONTRATANTE,apurada nos termos deste contrato.

3.2. Quando da utilizao de servios que preveem franqueamento por chancela, indicar no ngulo superior direito do anverso dos objetos, porprocesso grfico, etiqueta ou carimbo, a chancela de franqueamento padro, fornecida pelos CORREIOS em arquivo eletrnico, contendo asseguintes informaes:

a) Dados fixos: nome do servio e a marca Correios;

b) Dados variveis: nmero e ano de assinatura do contrato, Superintendncia Estadual de origem do contrato e de postagem e nome ou siglada CONTRATANTE.

3.2.1. A Chancela de Franqueamento prevista no subitem anterior dever ser utilizada, exclusivamente, em objetos distribudospelos CORREIOS, por meio do presente contrato.

3.2.1.1. A no observncia ao uso exclusivo da chancela de franqueamento implicar no pagamento de multa, pela CONTRATANTE,correspondente a 10% (dez por cento) do valor verificado no ltimo faturamento do respectivo contrato.

3.2.1.2. A multa a que se refere o subitem anterior incidir sobre cada objeto identificado pelos CORREIOS e que tenha sido distribudo porterceiros, limitada a 50% da importncia do faturamento tomado como base para sua aplicao, sem prejuzo das sanes institudas pelaquebra do monoplio postal, se for o caso.

3.2.1.3. No caso de franquia postal, o rgo ou entidade responsvel pela confeco do objeto, dever ser orientada por escrito (carta, ofcio,telegrama), no sentido de que no seja, em hiptese alguma, adotada a situao descrita nos subitens 3.2.1. ao 3.2.1.2.

3.3. Observar as condies gerais de aceitao de objetos estabelecidas pelos CORREIOS, especificadas nos ANEXOS, site dos Correiose/ou nas Tarifas/Tabelas de Preos, quanto a peso, dimenses, acondicionamento e demais normas previamente informadospelos CORREIOS, inclusive o endereamento completo com a utilizao do CEP, estabelecidas para cada modalidade de servio.

3.4. Utilizar embalagens adequadas ao peso, s condies de aceitao e natureza do contedo, conforme site dos Correios e/ourecomendaes dos CORREIOS.

3.5. Informar aos CORREIOS e manter atualizados (por carta, ofcio ou telegrama) todos os dados cadastrais, incluindo o(s) endereo(s) paraa entrega de fatura(s).

3.5.1. Os mesmos meios de informao citados no item 3.5. devem ser adotados para comunicaes e solicitaes diversas.

3.6. Postar os objetos nas Unidades previamente acordadas com os CORREIOS, devidamente especificadas na Ficha Resumo deste contrato.

3.7. Apresentar, obrigatoriamente o carto de postagem, quando da utilizao do(s) servio(s) e/ou aquisio de produtos postais.

3.7.1. A CONTRATANTE a nica responsvel pelos Cartes de Postagem fornecidos pelos CORREIOS para a postagem, inclusive porparte de seus representantes credenciados, respondendo por danos causados por sua utilizao indevida.

3.7.1.1. Em caso de perda, roubo ou extravio do carto de postagem, a CONTRATANTE permanecer responsvel, enquanto no comunicaro fato oficialmente aos CORREIOS, por meio de correspondncia com prova de recebimento.

3.7.1.2. Na hiptese de qualquer alterao no carto de postagem, comunicar ECT para as providncias de substituio.

CLUSULA QUARTA DAS OBRIGAES DOS CORREIOS

4.1. Compete previamente aos CORREIOS:

4.1.1. Disponibilizar

a) os dados e critrios necessrios ao cumprimento da Clusula Terceira;

b) informaes necessrias execuo deste contrato;

c) condies de aceitao de cada servio e prazos de entrega;

d) especificaes a serem observadas na confeco e identificao dos objetos; e

e) formulrios citados no(s) anexo(s) e modelos de documentos a serem confeccionados.

4.1.2. Fornecer

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento= 3/22

a) tabelas de preos e tarifas relativas aos servios previstos neste contrato e atualizaes; e

b) os cartes de postagem para cada rgo credenciado a utilizar os servios e/ou adquirir os produtos, conforme Ficha Resumo.

4.2. Estabelecer, em conjunto com a CONTRATANTE, as Unidades Operacionais e de Atendimento credenciadas para a prestao dosservios e/ou venda de produtos, bem como orient-las a respeito da execuo dos servios.

4.3. Prestar CONTRATANTE todas as informaes necessrias para utilizao dos servios contratados.

4.4. Disponibilizar a fatura de cobrana no site dos Correios, conforme previsto na Ficha Resumo anexa a este contrato.

4.5. Enviar a fatura de cobrana para o endereo indicado pela CONTRATANTE.

4.6. Executar o(s) servio(s) previsto(s) na Ficha Resumo, conforme normas estabelecidas pelos CORREIOS.

CLUSULA QUINTA DA REMUNERAO, DO REAJUSTE E DO REEQUILBRIO

5.1. Pela prestao dos servios previstos no(s) ANEXO(s) a este contrato, a CONTRATANTE pagar aos CORREIOS os valores contidos nasTabelas especficas a cada servio, fornecidas pelos CORREIOS, e pelos servios adicionais e venda de produtos contratados, os valoresmencionados, respectivamente, na Tabela de Preos e Tarifas de Servios Nacionais, Preos Internacionais, Preos SEDEX Mundi, TarifasDocumentos e Demais Servios e Tabela de Produtos, vigentes na data da prestao dos servios e aquisio de produtos.

5.1.1. Os valores previstos no subitem 5.1. tero suas vigncias adstritas s Tabelas indicadas no mesmo subitem e sero alterados quando damodificao dessas.

5.1.1.1. O reajuste das Tabelas mencionadas no subitem anterior observar a periodicidade legal mnima de 12 (doze) meses, contada a partirda data do incio da vigncia da tabela, indicada no seu prprio texto.

5.1.1.2. O prazo estipulado no subitem 5.1.1.1. poder ser reduzido, se o Poder Executivo assim o dispuser.

5.2. Independente do procedimento de reajuste, os valores definidos para os servios prestados e para os produtos vendidos podero serrevistos, visando manuteno do equilbrio econmico-financeiro do contrato, na hiptese de sobrevirem fatos imprevisveis, ou previsveisporm de conseqncias incalculveis, retardadores ou impeditivos da execuo do ajustado, ou ainda, em caso de fora maior, caso fortuitoou fato do prncipe, configurando lea econmica extraordinria e extracontratual.

5.3. Havendo forma de valor e reajuste distintos daqueles previstos no subitem 5.1., os mesmos sero estabelecidos no prprio ANEXOrelativo aos procedimentos do servio a que se referem os valores e reajustes diferenciados.

5.4. A reviso das tarifas dos servios prestados pelos CORREIOS ser promovida pelo Ministrio das Comunicaes, em conformidade como Art. 70, I da lei n 9069, de 29 de junho de 1995, combinada com o artigo 1 da Portaria n 152, de 9 de julho de 1997, do Ministrio daFazenda.

5.5. Os CORREIOS devero informar CONTRATANTE os novos valores dos servios e produtos sempre que ocorrer atualizao em suastarifas e/ou tabelas.

CLUSULA SEXTA DAS CONDIES DE PAGAMENTO

6.1. Respeitado o cronograma definido na Ficha Resumo anexa a este contrato, Os CORREIOS disponibilizaro CONTRATANTE, noendereo http://www2.correios.com.br/sistemas/sfe/default.cfm, para efeito de pagamento, a fatura mensal correspondente aos serviosprestados e produtos adquiridos no perodo.

6.1.1. Adicionalmente, os CORREIOS entregaro CONTRATANTE, no endereo pr-estabelecido, a fatura mensal, respeitados o PerodoBase (Ciclo de Faturamento) e o vencimento da fatura, definidos na Ficha Resumo anexa que parte integrante deste contrato.

6.1.2. Na hiptese de no haver tempo hbil para a consolidao de todas as postagens efetuadas no perodo de faturamento, aquelasremanescentes sero faturadas e/ou consideradas para a concesso de descontos em perodos posteriores.

6.2. Os servios prestados no presente contrato ficam isentos do pagamento da Cota Mnima de Faturamento estabelecida para estes.

6.3. O pagamento da fatura dever ser realizado por via bancria, conforme instrues constantes do prprio documento de cobrana.

6.3.1. A forma de pagamento por meio de crdito em conta corrente somente ser aceita mediante autorizao prvia e expressa da reafinanceira dos CORREIOS. Eventual depsito sem a anuncia dos CORREIOS no caracterizar a quitao da fatura, estandoa CONTRATANTE sujeita s sanes previstas no subitem 8.1.4. deste contrato.

6.3.2. Quando o pagamento ocorrer pela rede bancria, a baixa da fatura dar-se- aps o crdito na conta corrente dos CORREIOS e arespectiva compensao de cheque que porventura venha intermediar a liquidao do ttulo.

6.3.3. Em observncia a Instruo Normativa 119/2000 e IN/SRF 459/2004, a fonte pagadora dever fornecer aos CORREIOS, comprovantede reteno do imposto de renda, at o ltimo dia til do ms de fevereiro do ano-calendrio subsequente quele a que se referirem osrendimentos informados, o Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte. O envio do informe dever serefetuado por meio de carta ao seguinte endereo: CORREIOS Departamento de Tributos SBN Quadra 1 9 andar Asa Norte, Braslia/DFCEP: 70002-900 ou por meio eletrnico para [email protected]

6.3.3.1 Caso sejam realizadas retificaes na Declarao de Rendimentos, o novo Comprovante de Rendimentos Pagos e de Importo sobre aRenda Retido na Fonte, dever ser reenviado imediatamente, para um dos endereos citados no subitem 6.3.3..

http://www2.correios.com.br/sistemas/sfe/default.cfm

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento= 4/22

6.4. No caso de o pagamento das faturas ser efetuado por meio do SIAFI - Sistema Integrado de Administrao Financeira do GovernoFederal, deve ser utilizado o procedimento OBFatura Extra-SIAFI, que possibilita a operacionalizao do pagamento com a indicao docdigo de barras ou linha digitvel constantes do boleto de cobrana.

6.5. Qualquer reclamao sobre erros de faturamento dever ser apresentada pela CONTRATANTE, preferencialmente, junto Central deAtendimento dos Correios CAC ou pelo Fale com os Correios, no endereo http://www.correios.com.br/sobre-correios/fale-com-os-correios/fc, e receber o seguinte tratamento:

6.5.1. Reclamao apresentada sem o pagamento da fatura ser admitida at a data do vencimento:

a) se for procedente, os CORREIOS emitiro nova fatura com o valor correto e com nova data de vencimento; e

b) se for improcedente, a CONTRATANTE pagar a fatura. Caso o pagamento ocorra aps o vencimento, a CONTRATANTE pagar afatura mais os acrscimos legais previstos no subitem 8.1.4., independente do prazo necessrio para a apurao por parte dos CORREIOS;

6.5.2. Aps a data de vencimento, a reclamao somente ser aceita com o pagamento integral da fatura;

6.5.2.1. Sero acatadas reclamaes at 90 (noventa) dias contados a partir do vencimento da fatura.

6.5.2.2. Se for procedente ser efetuada a devida compensao na fatura seguinte, atualizada pela taxa referencial do Sistema de Liquidao eCustdia SELIC Meta;

6.6. Os encargos e multas decorrentes de atraso de pagamento de faturas, bem como dbitos e crditos relativos a eventuais ajustes conformecritrios estabelecidos neste contrato sero lanados em fatura posterior, devidamente discriminados.

6.6.1. Os crditos devidos pelos CORREIOS, relativos a indenizaes, cujos fatos geradores foram apurados e devidamente comprovadospelos CORREIOS, sero pagos diretamente CONTRATANTE via crdito em fatura.

CLUSULA STIMA DA VIGNCIA

7.1. O prazo de vigncia do presente contrato, em conformidade com o Inciso II, do Artigo 57 da Lei 8.666/93, ser de 12 (doze) meses a partirda data de sua assinatura, podendo prorrogar-se por meio de termo aditivo, por perodos iguais e sucessivos at o limite de 60 (sessenta) meses.

7.2. A vigncia do Anexo ter incio e fim estabelecidos na Ficha Resumo e no exceder a do contrato. A execuo dos servios e aquisiode produtos somente ser realizada durante a vigncia estabelecida para cada Anexo

CLUSULA OITAVA DO INADIMPLEMENTO

8.1. O inadimplemento das obrigaes previstas no presente contrato, ou a ocorrncia de quaisquer das situaes descritas no Art. 78, da Lei8.666/93, ser comunicado pela parte prejudicada outra, mediante notificao escrita, com prova de recebimento, para que a parteinadimplente, no prazo de 05 (cinco) dias teis, regularize a situao ou apresente defesa;

8.1.1. Se for apresentada defesa, a parte prejudicada dever se manifestar sobre esta no mesmo prazo;

8.1.2. Quando a deciso motivada no acolher as razes da defesa, a parte inadimplente dever regularizar a situao no prazo de 48 (quarentae oito) horas, contadas a partir da comunicao formal desse fato;

8.1.3. O descumprimento do subitem anterior poder ensejar a resciso do contrato, a critrio da parte prejudicada, sem prejuzo de eventualindenizao por perdas e danos alm das demais sanes contratuais e legais aplicveis;

8.1.3.1. O atraso de pagamento por prazo superior a 90 (noventa) dias concede aos CORREIOS o direito de suspender o cumprimento de suasobrigaes ou rescindir o contrato conforme previsto no Artigo 78, da Lei 8.666/93.

8.1.4. Ocorrendo atraso de pagamento, o valor devido ser atualizado financeiramente, entre a data do vencimento e a data da efetivacompensao do crdito aos CORREIOS, de acordo com a variao da taxa referencial do Sistema de Liquidao e Custdia - SELIC Meta,ocorrida entre o dia seguinte ao vencimento da obrigao e o dia do efetivo pagamento, acrescido de multa de 2% (dois por cento) e demaiscominaes legais, independentemente de notificao.

8.1.4.1. Neste caso, os encargos decorrentes do atraso de pagamento sero cobrados em fatura posterior.

8.1.5. Se permanecer inadimplente, a CONTRATANTE ter seu CNPJ inscrito no Cadastro Informativo de Crditos no Quitados do SetorPblico Federal - CADIN, pelos CORREIOS, em obedincia ao disposto na Lei 10.522 de 19 de julho de 2002;

8.1.5.1. Este dispositivo no se aplica aos "rgos Pblicos Federais".

8.1.6. Ser de responsabilidade da CONTRATANTE as custas e as despesas cartoriais, caso haja necessidade dos CORREIOS recorrerem aomecanismo de "PROTESTO DE TTULO", para reaver os seus valores devidos, por atraso no pagamento de faturas, podendo ser pagasdiretamente nos cartrios ou ressarcidas aos CORREIOS se o pagamento das custas ocorrer de forma antecipada.

CLUSULA NONA - DA RESCISO

9.1. O presente contrato poder ser rescindido a qualquer tempo:

9.1.1. Por interesse de qualquer uma das partes e mediante comunicao formal, com prova de recebimento e aviso prvio mnimo de 30(trinta) dias;

9.1.1.1. Quando a solicitao de resciso ocorrer concomitantemente formalizao de contrato sucedneo, com cota mnima igual ousuperior, a resciso poder ocorrer na data da formalizao do pedido, independente do aviso prvio a que se refere o subitem anterior.

http://www.correios.com.br/sobre-correios/fale-com-os-correios/fc

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento= 5/22

9.1.2. Por inadimplemento, conforme consta na Clusula Oitava; e

9.1.3. Na hiptese de ocorrer qualquer das situaes e formas previstas no bojo dos artigos 78 e 79 da Lei 8.666/93, obedecido ao disposto nosubitem 8.1.

9.2. Quando ocorrer interesse pblico, as partes podero rescindir unilateralmente o contrato, nos casos especificados no inciso I do art. 79 daLei 8.666/93, nos termos do art. 58, II, combinado com pargrafo 3 do artigo 62, do mesmo Estatuto Licitatrio.

9.3. No caso de resciso, fica assegurado aos CORREIOS o direito de recebimento dos valores correspondentes aos servios prestados CONTRATANTE e produtos adquiridos pela mesma at a data da resciso, bem como proporcionalidade das cotas mnimas contratadas, deacordo com as condies de pagamento estabelecidas neste contrato.

9.4. Da mesma forma fica garantida CONTRATANTE a devoluo de seus objetos e valores devidos para repasse.

CLUSULA DCIMA DA DOTAO ORAMENTRIA

10.1. Os recursos oramentrios para a cobertura das despesas decorrentes deste contrato tm seu valor estimado em R$ 4.000,00( quatro milreais).

10.2. A classificao destas despesas se dar da seguinte forma:

Elemento de Despesa: 33.90.39.000

Projeto/Atividade/Programa de Trabalho: 01.122.1442.8515.0000.

10.3. Nos exerccios seguintes, as despesas correro conta de dotaes oramentrias prprias, consignadas nos respectivos Oramentos-Programa.

CLUSULA DCIMA PRIMEIRA DA APROVAO E DISPENSA DE LICITAO

11.1. O presente contrato ter validade depois de aprovado pelos rgos competentes da CONTRATANTE e da ECT.

11.2. A realizao de licitao e a prestao de garantia foram dispensadas com base no Artigo 24, Inciso VIII, da Lei 8.666/93.

CLUSULA DCIMA SEGUNDA DAS DISPOSIES GERAIS

12.1. Os CORREIOS no se responsabilizam:

12.1.1. Por valor includo em objetos postados sem a respectiva declarao de valor;

12.1.2. Pela demora na execuo de qualquer servio, resultante de omisso ou erro por parte da CONTRATANTE;

12.1.3. Por prejuzos indiretos e benefcios no-realizados;

12.1.4. Por objeto que, no todo ou em parte, seja confiscado ou destrudo por autoridade competente, desde que haja comprovaodocumental;

12.2. A responsabilidade dos CORREIOS cessa, sem prejuzo do disposto no(s) respectivo(s) ANEXO(s), nas seguintes condies:

12.2.1. Quando o objeto tiver sido entregue no endereo do destinatrio a quem de direito ou restitudo CONTRATANTE;

12.2.2. Terminado o prazo para a reclamao, previsto em ANEXO, para cada servio;

12.2.3. Em caso fortuito ou de fora maior (catstrofes naturais, revoluo, motim, tumulto e qualquer outro movimento de natureza popular),regularmente comprovados, impeditivos da execuo do contrato;

12.2.4. Nos casos de paralisao da jornada de trabalho independentemente de sua vontade;

12.3. Em caso de extravio, perda ou espoliao de objetos postados sob registro, a responsabilidade dos CORREIOS est limitada aos preospostais mais o valor de indenizao constante da Tabela de Preos e Tarifas de Servios Nacionais;

12.3.1. Esses valores sero pagos CONTRATANTE, conforme previsto no subitem 6.6.1., Clusula Sexta.

12.4. No devem ser includos nos objetos postados, quando for o caso, materiais relacionados no Artigo 13 da Lei n 6.538, de 22/06/1978, ena Lista de Objetos Proibidos da Unio Postal Universal - UPU;

12.4.1. Os CORREIOS se reservam o direito de proceder, eventualmente, abertura dos objetos recebidos, para fins de verificao e controlede seu contedo, na presena de representante legal da CONTRATANTE ou do destinatrio;

12.4.1.1. Nos casos de objetos postados como Mala Direta Especial - MDE ou Mala Direta Bsica - MDB o contedo poder ser verificado aqualquer momento, sem a necessidade da presena de representante legal da CONTRATANTE ou do destinatrio.

12.4.2. Aps anlise de viabilidade pela CONTRATADA, podem ser transportados pelos Correios materiais sujeitos a legislao especfica,com formalizao de Termo, Apenso ou documento congnere.

12.5. As partes respondero pelo cumprimento das exigncias relativas documentao fiscal, na forma da legislao vigente, sendo que ostributos que forem devidos em decorrncia direta ou indireta do presente contrato ou de sua execuo constituem nus de responsabilidadeexclusiva do respectivo contribuinte, conforme definido na legislao vigente.

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento= 6/22

12.5.1. Havendo imputao de responsabilidade tributria a uma parte em decorrncia de fato cuja responsabilidade originria seja da outraparte, caber a esta ressarcir quela os valores efetivamente pagos.

12.5.2. Para efeito do ressarcimento exposto no subitem anterior, a obrigao ser considerada direito lquido e certo, devendo ser realizada em10 (dez) dias, contados da data da comprovao de recebimento da comunicao oficial do seu pagamento.

12.6. Em complementao obrigatoriedade legal expressa nos artigos 5 e 6, da Lei 6.538/78, as partes devem tambm guardar sigiloabsoluto sobre informaes proprietrias e confidenciais necessrias prestao dos servios ora contratados, quais sejam, documentos,informaes e programas inerentes aos servios contratados.

12.6.1. As informaes proprietrias e confidenciais necessrias prestao dos servios ora contratados mencionadas no subitem anteriorreferem-se a planos de triagem de objetos, softwares de gerenciamento de postagem, solues logsticas, dentre outras.

12.6.1.1. Quando houver necessidade de divulgao de qualquer uma dessas informaes, por determinao de rgo competente para tal, aparte interessada dever solicitar, previamente, autorizao expressa outra.

12.7. As disposies contratuais e de seu(s) respectivo(s) ANEXO(s) devero ser interpretadas harmonicamente, considerando osprocedimentos inerentes ao(s) servio(s) prestado(s), assim como aos costumes e normas vigentes.

12.8. Este contrato poder ser revisto total ou parcialmente, a qualquer poca, mediante prvio entendimento entre as partes com a celebraode respectivo Termo Aditivo, se for o caso;

12.8.1. Alteraes decorrentes de especificaes da prestao de servios e venda de produtos, no(s) respectivo(s) Anexo(s) contratado(s)sero formalizadas por apostilamento, respeitando-se o disposto no Art. 55 da Lei 8666/1993.

12.9. Em caso de conflito quanto aos aspectos operacionais prevalecem as peculiaridades de cada servio sobre os termos do presente contrato,estando as disposies previstas no(s) respectivo(s) ANEXO(S), bem como os dispositivos legais pertinentes.

12.9.1. Havendo lacuna nos ANEXOS, sero aplicados os procedimentos gerais previstos neste contrato.

CLUSULA DCIMA TERCEIRA DO FORO

Para dirimir as questes oriundas deste contrato, ser competente o Foro da Justia Federal, Seo Judiciria de Belm/Pa, com excluso dequalquer outro, por mais privilegiado que seja.

Por estarem justos e contratados, assinam o presente contrato em 02 (duas) vias de igual teor e forma, na presena das testemunhas abaixo:

FICHA RESUMO CONTRATO DE PRESTAODE SERVIOS E VENDA DE PRODUTOS

DATA EMISSO

03/10/2018

CONTRATANTE NMERO DO CONTRATO

MINISTRIO PBLICO DE CONTAS DO ESTADO DO PAR CNPJ PRAZO DE VIGNCIA CONTRATUAL

05.054.978/0001-50 Conforme Clusula 7 do Contrato.CICLO DE FATURAMENTO

(PERODO BASE) VENCIMENTO DA FATURA

Servios prestados do dia [ 01 ] aodia [ 30 ou 31 ] do ms Dia [ 21 ] do ms seguinte ao da prestao do servio (Perodo Base)

ENTREGA DA FATURA DISPONIBILIZAO DA FATURA

DATA LIMITE PARA A ENTREGADA FATURA NO ENDEREO PR-

ESTABELECIDO

[ 05 ] dias teis antes do vencimento dafatura.

Obs.: Na hiptese de haver atraso nadisponibilizao da fatura, o vencimentoser prorrogado pelo nmero de dias doreferido atraso,

DATA LIMITE PARA A DISPONIBILIZAO DA FATURA NAINTERNET

[ 10 ] dias antes do vencimento da fatura.

Ficaro disponibilizadas noendereo http://www2.correios.com.br/produtos_servicos/sfc/default.cfmasfaturas (com cdigo de barras) e os correspondentes extratos, contendoanaliticamente os lanamentos que deram origem ao referido documentode cobrana.

FATURAMENTO

[ ] DESCENTRALIZADO POR CENTRO DE CUSTO

[ X ] CENTRALIZADO

http://www2.correios.com.br/produtos_servicos/sfc/default.cfm

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento= 7/22

ESPECIFICIDADES DOS SERVIOSSERVIOS

CONTRATADOS

(Anexo/discriminao)

INCIODO

SERVIO

TRMINO DOSERVIO

PERIODICIDADEDA COTAMNIMA

COTAMNIMAEXCLUSIVA?

VINCULAO

Aquisio de Produtosa partir da

data deassinatura

Conforme ClusulaStima do Contrato - No

Conforme Carto dePostagem

Carta Comerciala partir da

data deassinatura

Conforme ClusulaStima do Contrato - No

Conforme Carto dePostagem

Aquisio de Produtosem Loja Virtual

a partir dadata de

assinatura

Conforme ClusulaStima do Contrato - No

Conforme Carto dePostagem

Encomendas Nacionaisa partir da

data deassinatura

Conforme ClusulaStima do Contrato - No

Conforme Carto dePostagem

Pr-Postagema partir da

data deassinatura

Conforme ClusulaStima do Contrato - No

Conforme Carto dePostagem

Servios Internacionaisa partir da

data deassinatura

Conforme ClusulaStima do Contrato - No

Conforme Carto dePostagem

Servios Telemticosa partir da

data deassinatura

Conforme ClusulaStima do Contrato - No

Conforme Carto dePostagem

Certificao Digitala partir da

data deassinatura

Conforme ClusulaStima do Contrato - No

Conforme Carto dePostagem

Caixa Postala partir da

data deassinatura

Conforme ClusulaStima do Contrato - No

Conforme Carto dePostagem

FICHA TCNICA TERMO DE CONDIES COMERCIAIS DOS PACOTES DE ENCOMENDAS

RAZO SOCIAL: MINISTRIO PBLICO DE CONTAS DOESTADO DO PARCNPJ: 05.054.978/0001-50 CONTRATO NNOME DO PACOTE: ENCOMENDA 1 - ENC. 2.1DATA DE INCIO DE VIGNCIA: Apartir da data de assinatura

Mais informaes, favor consultar o Termo de Condies Comerciais dos Pacotes de Encomendas disponibilizado no portal dos Correios:hp://www.correios.com.br/para-voce/correios-de-a-a-z/cartao-correios-facil ANEXO DO CONTRATO N AQUISIO DE PRODUTOS 1. Definies 1.1. Aquisio de produtos disponibilizados em Unidades de Atendimento da ECT, para venda avulsa na rede de varejo, em mbito nacional. 2. Obrigaes 2.1. A CONTRATANTE se compromete a: 2.1.1. Assinar o documento previsto para o faturamento, quando da aquisio de produtos. 2.2. A ECT se obriga a:

http://www.correios.com.br/para-voce/correios-de-a-a-z/cartao-correios-facil

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento= 8/22

2.2.1. Fornecer CONTRATANTE a tabela atualizada de preos dos produtos. 3. Preos e Reajustes 3.1. Pela aquisio dos produtos, definidos na Clusula Primeira do contrato do qual este ANEXO faz parte, a CONTRATANTE pagar ECT os valoresconstantes na Tabela de Produtos e/ou no valor facial do produto, vigentes na data da aquisio; 3.2. Os valores relavos venda de produtos abrangidos por este ANEXO, tm suas vigncias adstritas Tabela indicada no subitem 2.2.1., devendo serreajustados e aplicados quando da modificao das mesmas. 4. Condies de Pagamento As condies de pagamento esto previstas na Clusula Sexta do contrato do qual este ANEXO faz parte. 5. Disposies Gerais 5.1. O presente ANEXO parte integrante do Contrato celebrado entre a CONTRATANTE e a ECT. 5.2. Ficam raficadas todas as clusulas constantes do Contrato do qual este ANEXO faz parte, para efeito de cumprimento das bases acordadas entre aspartes. 6. Vigncia do ANEXO A parr da incluso deste ANEXO, ficando vigente at a data de encerramento do Contrato originrio ou, antes desta data, por meio de assinatura deTermo Adivo, conforme descrito no subitem 2.2. do Contrato do qual este ANEXO faz parte. ANEXO DO CONTRATO N CARTA COMERCIAL 1. Definies 1.1. Servios de recepo, coleta, transporte e entrega domiciliria de objetos relavos Carta Comercial, em mbito nacional, com peso unitrio de at500 (quinhentos) gramas; 1.1.1. Opcionalmente, podero ser ulizados os seguintes servios adicionais: Registro, Aviso de Recebimento AR, Mo Prpria MP e Valor Declarado VD. 2. Obrigaes 2.1. A CONTRATANTE se compromete a: 2.1.1. Definir, de comum acordo com os CORREIOS, as localidades, em mbito nacional, em que os servios previstos neste ANEXO sero prestados; 2.1.1.1. No caso de holding, informar aos CORREIOS os dados necessrios de cada filial, empresa coligada e/ou controlada autorizada(s) a ulizar(em) osservios para o preenchimento da(s) Ficha(s) Tcnica(s). 2.1.2. Obedecer s condies gerais de aceitao de objetos quanto a peso, natureza do contedo, dimenses, formato, endereamento e demaisnormas previamente informadas pelos CORREIOS; 2.1.3. Apresentar, no ato da postagem, o Carto de Postagem fornecido pelos CORREIOS; 2.1.4. Apor nos envelopes: a) Chancela de Franqueamento Padro, conforme modelo e leiautes estabelecidos pelos CORREIOS, observando o disposto no subitem 3.2. do Contratodo qual este ANEXO faz parte; b) Data de Postagem abaixo da Chancela Padro de Franqueamento, ou em outro local previamente aprovado pelos CORREIOS, precedida da expresso"Data de Postagem" e no formato dd/mm/aaaa, por meio de processo grfico ou carimbo; 2.1.4.1 Quando o franqueamento ocorrer por meio de estampagem digital de Mquina de Franquear, aposta pela Agncia Franqueada de vinculao docontrato, os objetos no devero conter a chancela de franqueamento e a data de postagem de que tratam as alneas a e b do subitem 2.1.4;2.1.5. Apor nos objetos, nos locais apropriados, o endereo completo do desnatrio e do remetente, com a indicao correta do CEP, bem como fazerconstar, no verso deles, os movos determinantes da eventual no entrega, conforme padro adotado pelos CORREIOS, para anotaes por parte docarteiro; 2.1.5.1 Fazer constar nos objetos postados com o Servio Adicional Aviso de Recebimento (AR) e/ou Mo Prpria (MP), para os quais se quer a devoluoimediata aps as trs tentavas de entrega, a seguinte meno: Aps a terceira tentava de entrega, devolver imediatamente ao remetente.

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento= 9/22

2.1.5.1.1. A indicao citada no subitem anterior deve ser aposta no rtulo de endereamento, ou em outro local previamente aprovado, de acordo como leiaute estabelecido pelos CORREIOS. 2.1.6. Definir, juntamente com os CORREIOS, a frequncia das coletas, bem como as quandades a serem coletadas para cada filial autorizadapela CONTRATANTE; 2.1.6.1. A prestao do servio de Coleta Domiciliria, sem nus CONTRATANTE, por meio do presente ANEXO, est condicionada quandade mnimade 500 (quinhentos) objetos por coleta e viabilidade operacional dos CORREIOS; 2.1.6.1.1. A Coleta Domiciliria em quandade inferior a 500 (quinhentos) objetos est condicionada viabilidade operacional e cobrana de taxa decoleta prevista na tabela de preos Coleta Programada. 2.1.6.2. Quando tratar-se de empresa sujeita ao regime de contratao pela Lei n 8666/93, admida a Coleta Domiciliria Programada, sem nus aocliente, de qualquer quandade de objetos, desde que os Correios possuam viabilidade operacional; 2.1.6.3. Atentar para as regras especficas e constantes no Termo de Categorizao e Benecios da Polca Comercial dos Correios e disponvel no portaldos Correios; 2.1.6.4. Quando houver modificao do local, da quandade de objetos e da freqncia da coleta dever ser efetuada a assinatura de nova(s) Ficha(s)Tcnica(s) com as especificaes acordadas, com antecedncia mnima de 15 (quinze) dias da data de vigncia das alteraes. 2.1.7. Fixar, quando for o caso, em cada objeto, o respecvo Aviso de Recebimento - AR, devidamente preenchido, conforme modelo-padroestabelecido pelos CORREIOS; 2.1.7.1. No ser aceita a postagem de objetos cujo Aviso Recebimento AR esteja diferente do leiaute-padro estabelecido pelos CORREIOS. 2.1.8. Entregar os objetos acompanhados das informaes relavas postagem por meio da Lista de Postagem em meio eletrnico, conforme leiautefornecido pelos CORREIOS; 2.1.8.1. Caso a CONTRATANTE fique impossibilitada de encaminhar as informaes relavas postagem atravs de meios eletrnicos,conngencialmente, dever entregar os objetos acompanhados da Lista de Postagem impressa devidamente preenchida em 03 (trs) vias, conformeleiaute fornecido pelos CORREIOS. 2.1.9. Entregar, ao preposto dos CORREIOS, no ato da coleta ou da postagem, os objetos preparados, atendendo s especificaes indicadasanteriormente e s seguintes condies: a) os objetos que compem a carga devero ser apresentados para postagem faceados e encabeados por ordem crescente de CEP, de acordo com oPlano de Triagem ou Sistema de Blocagem fornecido pelos CORREIOS; b) os objetos devero, ainda, estar organizados, levando-se em conta na separao: o po de objeto (Simples ou Registrado com AR, MP ou VD) e orespecvo porte, acompanhados da equeta de amarrado, com as indicaes necessrias ao tratamento dos mesmos, conforme modelo fornecidopelos CORREIOS. 2.1.10. Quando no houver previso de coleta ou quando da postagem fora do estabelecido na(s) Ficha(s) Tcnica(s), entregar os objetos nas unidadespreviamente definidas, nos horrios acertados com os CORREIOS, observando-se o disposto neste ANEXO e mediante apresentao do Carto dePostagem. 2.2. Os CORREIOS se obrigam a: 2.2.1. Fornecer previamente CONTRATANTE: a) os dados, critrios, informaes e orientaes necessrios ao cumprimento do estabelecido no subitem 2.1. deste ANEXO, bem como do subitem 3.2.do Contrato do qual este ANEXO faz parte; b) o Carto de Postagem para cada rgo credenciado a ulizar os servios includos no presente ANEXO; c) a Tabela de Preos e Tarifas de Servios Nacionais relava aos servios previstos neste ANEXO e respecva atualizao; d) as faixas numricas de registro a serem ulizadas na impresso do nmero de registro em cdigos de barras nos objetos postados nesta modalidade. 2.2.2. Definir, de comum acordo com a CONTRATANTE, as localidades, em mbito nacional, em que os servios sero executados, bem como elaborara(s) Ficha(s) Tcnica(s) para cada rgo credenciado a ulizar os servios, a(s) qual(is) deve(m) estar apensa(s) ao presente ANEXO. 2.2.3. Coletar os objetos em local e horrio previamente acertados com a CONTRATANTE, definidos na(s) Ficha(s) Tcnica(s) apensa(s), observando odisposto nos subitens 2.1.6., 2.1.6.1., 2.1.6.1.1., 2.1.6.2. 2.1.6.3. e 2.1.6.4. do presente ANEXO; 2.2.4. Quando da postagem ou da coleta, aps conferncia dos objetos apresentados para postagem, bem como das informaes constantes na Lista dePostagem, entregar, CONTRATANTE, o respecvo Comprovante do Cliente, emido pelo sistema de atendimento;

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 10/22

2.2.5. Receber os objetos postados pela CONTRATANTE conforme previsto no subitem 2.1.10. deste ANEXO; 2.2.6. Adotar, no ato da postagem, os seguintes critrios para aferio do peso da carga entregue pela CONTRATANTE: a) efetuar a pesagem da carga total (objetos e unizadores) recebida, excluindo o peso dos unizadores e verificando se confere com o peso total lquidoindicado na Lista de Postagem entregue pela CONTRATANTE; b) aps a pesagem da carga total, extrair uma amostra de objetos para cada porte e po de objeto, para conferncia do peso mdio unitrio equandade de objetos apresentados para postagem; c) aps a pesagem da carga total e a rerada da amostra, na hiptese de o peso total lquido estar igual ao informado na Lista de Postagem, ou dentro damargem de tolerncia de 2% (dois por cento), emir recibo de postagem CONTRATANTE e encaminhar os objetos para transporte e distribuio; d) se constatada divergncia de peso total lquido entre o informado na Lista de Postagem e o peso aferido pelos CORREIOS, que exceda a margem detolerncia de 2% (dois por cento), contatar a CONTRATANTE imediatamente para que se posicione quanto aceitao ou no do peso verificadopelos CORREIOS: I Aceito o peso aferido pelos CORREIOS, solicitar CONTRATANTE a substuio da Lista de Postagem em at 24 horas. Caso no seja substuda, parafins de faturamento, considerar o peso verificado pelos CORREIOS; II Caso no seja aceito o peso verificado pelos CORREIOS, solicitar o comparecimento imediato de representante da CONTRATANTE unidade depostagem para conferncia conjunta. Caso o representante discorde do peso, a carga deve ser rerada pelo mesmo. 2.2.7. Expedir os objetos aos locais de desno e entreg-los nos respecvos endereos. Nos locais onde no houver entrega domiciliria, os objetossero entregues, ao desnatrio, em Unidades de Atendimento dos CORREIOS; 2.2.8. Entregar os objetos postados sob Registro e Aviso de Recebimento - AR nos endereos indicados, a qualquer pessoa civilmente capaz que seapresente para receb-los, dela colhendo as necessrias assinaturas; 2.2.8.1. Quando se tratar do servio de Mo Prpria - MP, entregar o objeto somente ao prprio desnatrio, mediante comprovao de sua idendade,observadas as seguintes consideraes: 2.2.8.1.1. Quando endereado a autoridades civis e militares da administrao pblica federal, estadual ou municipal, direta ou indireta, a autoridadesdiplomcas ou eclesiscas ou a pessoas jurdicas e seus respecvos dirigentes, cujo acesso seja dicil ou proibido ao empregado encarregado dadistribuio, o objeto para entrega ao prprio desnatrio poder ser entregue, mediante recibo e comprovada a idendade, a pessoas credenciadaspara tal fim; 2.2.8.1.2. Nos casos mencionados no subitem anterior, o empregado encarregado da distribuio anotar, aps o recibo, o nome legvel, o nmero doregistro e o rgo emissor do documento de idendade, bem como o cargo ou funo da pessoa credenciada nos campos reservados em formulrioespecfico. Quando solicitado o servio de Aviso de Recebimento - AR, devero ser apostas as mesmas anotaes. 2.2.9. Restuir, CONTRATANTE, os objetos cuja entrega no tenha sido possvel, sempre indicando a causa determinante da impossibilidade, na formaregulamentar, bem como os Avisos de Recebimento ARs correspondentes aos objetos entregues, quando for o caso. 3. Disposies Gerais 3.1. Para a postagem de objetos com Aviso de Recebimento AR, Mo Prpria MP e Valor Declarado VD obrigatrio o uso do Registro; 3.2. A responsabilidade dos CORREIOS cessa terminado o prazo de 90 (noventa) dias para a reclamao de objetos postados sob Registro, a contar dadata de entrega ou, da expectava de entrega do objeto; 3.2.1. Em caso de extravio, perda ou espoliao de objetos postados sob registro a responsabilidade dos CORREIOS est limitada aos preos postais maiso valor de indenizao constante na Tabela de Preos e Tarifas de Servios Nacionais; 3.3. Aos objetos postados na modalidade Simples no se conferem as caracterscas de Registrado, inclusive para efeito de indenizao. No cabequalquer po de indenizao, por parte dos CORREIOS em caso de reclamao com alegao de no-entrega de objetos simples, tendo em vista que ascaracterscas de tratamento e distribuio deles impossibilitam o rastreamento; 3.4. No ser aceita a postagem de correspondncias aglunadas e endereadas ao porteiro, zelador, sndico ou a qualquer outra pessoa, a fim de queestas efetuem a redistribuio aos respecvos desnatrios; 3.4.1. Entende-se por aglunao o envio de mais de uma correspondncia, com desnatrios diferentes, condas em um mesmo envoltrio. 3.5. A CONTRATANTE responsvel pela integridade e veracidade das informaes constantes na Lista de Postagem entregue aos CORREIOS, citada nosubitem 2.1.8. do presente ANEXO; 3.6. A(s) fatura(s) correspondente(s) aos servios prestados sero entregues pelos CORREIOS CONTRATANTE, conforme subitem 3.5. do Contrato doqual este ANEXO faz parte. 3.7. O presente ANEXO parte integrante do Contrato celebrado entre a CONTRATANTE e os CORREIOS; 3.8. Ficam raficadas todas as clusulas constantes do Contrato do qual este ANEXO faz parte para efeitos de cumprimento das bases acordadas entre aspartes;

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 11/22

3.9. Quanto aos aspectos operacionais, este ANEXO poder ser revisto total ou parcialmente a qualquer poca, mediante prvio entendimento entre aspartes. 4. Vigncia do ANEXO O presente ANEXO ter sua vigncia estabelecida na Ficha Resumo, em conformidade com a Clusula Segunda do Contrato Mlplo do qual ele fazparte. .

ANEXO DO CONTRATO N

AQUISIO DE PRODUTOS E SERVIOS DA LOJA VIRTUAL DA ECT CORREIOS ONLINE

1. Definies

1.1. Aquisio de produtos e servios disponibilizados na loja virtual da ECT, por intermdio dosstios http://www.correios.com.br ou http://www.correiosonline.com.br.

2. Obrigaes

2.1. A CONTRATANTE se compromete a:

2.1.1. Assinar o documento previsto para o faturamento, quando da aquisio de produtos e servios.

2.2. A ECT se obriga a:

2.2.1. Disponibilizar CONTRATANTE na vitrine da loja virtual, a lista de produtos e servios com seus respectivos preos.

2.2.2. Os preos praticados na loja virtual no sero superiores aos das unidades de atendimento da ECT, resguardado o valor da taxaadicional pela entrega no respectivo local solicitado, quando tratar-se de produto.

3. Utilizao do Carto de Postagem

3.1. As aquisies de produtos e servios na loja virtual da ECT podero ser por meio da utilizao do carto de postagem.

3.2. Para utilizao do carto de postagem ser necessrio que o mesmo esteja Ativo e Habilitado compra do respectivo produto ou servioselecionado na loja virtual da ECT, estando o mesmo vinculado ao seu respectivo carto de postagem no momento da compra.

3.3. No momento da compra ser necessrio ainda, que o usurio realize cadastro na loja virtual da ECT, bem como informe os seguintesdados:

a) a natureza jurdica (Se Pessoa Fsica ou Pessoa Jurdica);

b) o respectivo nmero de identificao fiscal (CPF ou CNPJ);

c) o nmero do carto de postagem;

d) data de validade do carto de postagem (DD/MM/AAAA);

e) o cdigo de controle do carto de postagem.

3.4. Em caso de dificuldades na aquisio de produtos e servios por intermdio do carto de postagem na loja virtual da ECT (CorreiosOnLine), orientaes e informaes complementares podero ser fornecidas pela Gerncia Comercial que firmou o contrato principal.

3.5. Para as demais formas de pagamento disponveis na loja virtual da ECT, sero utilizadas as regras prprias praticadas pelo mercadofinanceiro.

4. Disposies Gerais

4.1. O presente ANEXO parte integrante do Contrato Mltiplo, celebrado entre a CONTRATANTE e a ECT.

4.2. Ficam ratificadas todas as clusulas constantes do Contrato Mltiplo, do qual este ANEXO faz parte, para efeito de cumprimento dasbases acordadas entre as partes.

ANEXO DO CONTRATO N.

SERVIOS DE ENCOMENDAS NACIONAIS

1. OBJETO

http://www.correios.com.br/http://www.correiosonline.com.br/

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 12/22

1.1 Servios para envio de bens, com ou sem valor declarado, e documentos, em mbito nacional, abrangendo o recebimento ou a coleta, o transporte ea entrega ao desnatrio. 1.2 So servios de encomendas contemplados neste instrumento: a) SEDEX: servio expresso para envio de mercadorias e documentos. b) SEDEX Hoje: servio para envio de mercadorias e documentos com entrega garanda no mesmo dia de postagem. c) SEDEX 10: servio para envio de mercadorias e documentos com entrega garanda at as 10 horas do dia l seguinte ao da postagem. d) SEDEX 12: servio para envio de mercadorias e documentos com entrega garanda at as 12 horas do dia l seguinte ao da postagem. e) PAC: servio no expresso para envio de mercadorias. f) LOGSTICA REVERSA: servio de retorno de encomenda, mediante autorizao de postagem, com possibilidade de entrega simultnea de outraencomenda no momento da postagem ou da coleta. 1.3 So servios adicionais de encomendas contemplados neste instrumento: a) Aviso de Recebimento (AR): servio adicional que possibilita a devoluo do aviso de confirmao da entrega com data e assinatura do recebedor daencomenda. b) Coleta Domiciliar Programada: servio de coleta exclusivo para clientes com contrato, com frequncia de coleta programada em dias e horriospreviamente estabelecidos e de acordo com a viabilidade operacional. c) Devoluo de Documento (DD): servio adicional de devoluo, ao REMETENTE, de canhoto de nota fiscal, ou documento equivalente, assinado, semconferncia de contedo por parte do DESTINATRIO. Exclusivo para clientes com contrato. d) Disque Coleta: servio adicional de coleta domiciliar solicitada via internet ou central de atendimento dos CORREIOS. e) Grandes Formatos (GF): servio adicional que permite a postagem de encomenda com dimenses superiores aos padres convencionais. Exclusivopara clientes com contrato. f) Mo Prpria (MP): servio adicional que garante a entrega da encomenda exclusivamente s pessoas indicadas pelo REMETENTE, podendo haver, paracada encomenda, at trs indicaes. g) Pagamento na Entrega: servio adicional para envio de encomenda contra pagamento, por parte do DESTINATRIO, do valor definido na postagem. h) Posta Restante Pedida: servio adicional em que o REMETENTE solicita disponibilizar a encomenda em uma unidade de atendimento habilitada pararerada pelo DESTINATRIO. i) Protocolo Postal (SPP): servio adicional de protocolo de documento a distncia, com cerficao de data e hora. j) Valor Declarado (VD): servio adicional pelo qual o REMETENTE declara o valor de um objeto postado sob registro, para fins de indenizao, em casode extravio ou avaria, em valores superiores aos da cobertura da indenizao automca, proporcional ao dano (total ou parcial) do contedo daencomenda. 1.4 Detalhamentos da prestao dos servios e dos servios adicionais esto disponveis no Termo de Condies de Prestao de Servios deEncomendas Nacionais no portal dos CORREIOS na internet (www.correios.com.br/encomendas). 1.5 Ao contratar os servios de encomendas, o cliente ter acesso a um pacote de servios que consiste em um conjunto de benecios a seremconcedidos aos clientes em funo de maior e melhor ulizao das solues disponveis. O detalhamento consta no Termo de Condies Comerciais dosPacotes de Servios de Encomendas no portal dos CORREIOS na internet (www.correios.com.br/encomendas). 2. DAS OBRIGAES DOS CORREIOS 2.1 Disponibilizar CONTRATANTE instrues, formulrios, interfaces e leiautes necessrios ulizao das ferramentas tecnolgicas dos CORREIOS. 2.2 Cumprir os prazos de entrega das encomendas, de acordo com o servio contratado. 2.3 Coletar ou receber as encomendas em unidades dos CORREIOS habilitadas, de acordo com a viabilidade operacional. 2.4 Transportar as encomendas e entreg-las no endereo do desnatrio indicado no rtulo de endereamento, mediante recibo, a qualquer pessoaque se apresente e que seja capaz de receb-la. 2.5 Devolver as encomendas cuja entrega no tenha sido possvel, indicando a causa determinante da impossibilidade. 2.6 Indenizar a CONTRATANTE nos casos de no conformidades de entrega. 2.7 Conceder CONTRATANTE os benecios em funo das contrapardas negociadas. 3. DAS OBRIGAES DA CONTRATANTE 3.1 Atender as orientaes e procedimentos estabelecidos no Termo de Condies de Prestao de Servios de Encomendas Nacionais.

http://www.correios.com.br/encomendashttp://www.correios.com.br/encomendas

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 13/22

3.2 Cumprir as contrapardas especficas previstas no Termo de Condies Comerciais dos Pacotes de Servios de Encomendas. 3.3 Observar as exigncias fiscais e tributrias relavas remessa das encomendas, na forma da legislao vigente. 4. PREOS E REAJUSTE 4.1 Pela prestao dos servios contratados, a CONTRATANTE pagar aos CORREIOS os valores condos nas tabelas de preos e eventuais descontos quefizer jus, conforme a categoria do programa de relacionamento definida para este contrato. 5. VIGNCIA DESTE ANEXO 5.1 O presente ANEXO ter vigncia a parr de sua incluso no contrato de prestao de servios com os CORREIOS at sua excluso ou a data final devigncia do contrato.

* * * * *

ANEXO N

SERVIO DE PR-POSTAGEM

1. Definies

1.1. SERVIO DE PR-POSTAGEM: conjunto definido de atividades desenvolvidas na preparao de objetos a serem postados de acordocom a modalidade definida pela CONTRATANTE em contrato vigente com a ECT.

2. Obrigaes

2.1. A CONTRATANTE se compromete a:

2.1.1. Informar ECT a demanda de atividades de pr-postagem para definio de cronograma de atendimento considerando a disponibilidadede recursos.

2.1.1.1. Comunicar tempestivamente ECT as necessidades de alteraes no cronograma de atendimento.

2.1.2. Fornecer as informaes necessrias e adequadas execuo das atividades de pr-postagem demandadas.

2.1.3. Fornecer os insumos necessrios execuo das atividadesde pr-postagem demandadas, em quantidade e qualidade compatveis com autilizao do servio de remessa definidopara encaminhamento dos objetos aos destinatrios.

2.1.4. Definir previamente o servio de remessa da ECT previsto no contrato para encaminhamento dos objetos aos destinatrios.

2.2. A ECT se obriga a:

2.2.1. Fornecer a Tabela de Preos das Operaes de Pr-Postagem CONTRATANTE;

2.2.2. Recepcionar os objetos e/ou insumos fornecidos pela CONTRATANTE ou prepostos, conferindo a quantidade e atestando o seurecebimento;

2.2.3 Preparar os objetos de acordo com o previsto no cronograma de atendimento, utilizando os insumos fornecidos;

2.2.4. Preparar toda carga de forma que seja possvel a sua expedio conforme o plano de triagem e encaminhamento da ECT.

2.2.5. Zelar pela guarda dos objetos e/ou insumos recebidos da CONTRATANTE para execuo das atividades de pr-postagem.

2.2.6. Manter, sob as penas da lei, o mais completo e absoluto sigilo sobre quaisquer dados, informaes, documentos, especificaes tcnicase comerciais dos materiais da CONTRATANTE, que venha a tomar conhecimento ou ter acesso em decorrncia da execuo das atividadescontratadas.

3. Preos

3.1. A CONTRATANTE dever pagar o valor fixado na Tabela de Preos especfica do servio estabelecida pela ECT vigente na data deprestao do servio, de acordo com as operaes executadas.

4. Disposies Gerais

4.1. O presente anexo parte integrante do contrato celebrado entre a CONTRATANTE e a ECT.

4.2. A execuo do servio de pr-postagem est condicionada postagem dos objetos atravs do servio previsto em contrato vigente com aECT.

4.3. O servio de pr-postagem no contempla atividades de preparao de objetos a serem postados na modalidade de servio FAC Franqueamento Autorizado de Cartas.

4.4. A CONTRATANTE a nica responsvel pelo fornecimento dos produtos comercializados, condies de pagamento e outroscompromissos declarados e assumidos no material de propaganda;

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 14/22

4.5. Ficam ratificadas todas as clusulas constantes do contrato do qual este Anexo faz parte, para efeitos de cumprimento das bases acordadasentre a CONTRATANTE e a ECT.

5. Vigncia do ANEXO

5.1 A partir da incluso deste ANEXO, ficando vigente at a data de encerramento do Contrato originrio ou, antes desta data, por meio deassinatura de Termo Aditivo, conforme descrito no subitem 2.2. do Contrato do qual este ANEXO faz parte.

ANEXO DO CONTRATO N. _______/_______.

SERVIOS INTERNACIONAIS 1. Definies 1.1. Servios de Remessa de Objetos Internacionais, bem como a venda de embalagens e produtos postais (selos e pr-franqueados) relavos aosservios do Correio Internacional. 1.1.1. Os servios previstos para o Correio Internacional que abrangem este ANEXO encontram-se mencionados no TERMO DE CONDIES GERAIS DEPRESTAO DOS SERVIOS INTERNACIONAIS, emido pelos CORREIOS e disponibilizado no Portal dos Correios. 02. Obrigaes 2.1. A CONTRATANTE concorda em observar a forma detalhada da operacionalizao dos servios no TERMO DE CONDIES GERAIS DE PRESTAO DOSSERVIOS INTERNACIONAIS. 2.2. A CONTRATANTE se obriga a: 2.2.1. Ulizar, quando compaveis com a natureza e condies do contedo, envelopes padronizados, de acordo com as normas da ABNT. 2.2.2. Enderear corretamente os objetos e responsabilizar-se pelas informaes prestadas quanto a seu contedo, ficando responsvel por quaisquererros ou despesas decorrentes de informao incompleta ou errada. 2.2.3. Ulizar, para confeco de listas de postagem, sistema de pr-postagem, quando fornecido pelos CORREIOS, aplicavodos CORREIOS disponibilizado no Portal dos Correios ou sistema eletrnico prprio, quando compavel e autorizado pelos CORREIOS. 2.2.4. Apresentar os objetos acompanhados dos respecvos Formulrios de Postagem - AWB j preenchidos, por meio dos sistemas de pr-postagem,fornecidos pelos CORREIOS. 2.2.5. Opcionalmente, o cliente poder produzir os formulrios: Lista de Postagem, Aviso de Recebimento, Formulrio de Postagem - AWB e imprimir aequeta de registro, de acordo com a faixa numrica e o algoritmo de clculo do dgito verificador fornecidos pelos CORREIOS. 2.4. Os CORREIOS se obrigam a: 2.4.1 Observar o TERMO DE CONDIES GERAIS DE PRESTAO DOS SERVIOS INTERNACIONAIS. 2.4.2. Responsabilizar-se pelo transporte dos objetos at os locais de desno e pela entrega nos respecvos endereos, por meios prprios ou porservios contratados de terceiros. 2.4.2.1. No caso de restrio de entrega no endereo do desnatrio indicado no AWB, a remessa ser entregue conforme legislao do pas de desnoe/ou normas internas dos CORREIOS (ou de seus contratados). 2.4.3. Indenizar CONTRATANTE, no caso de mercadorias e de documentos registrados, quando ocorrer extravio por culpa exclusiva dos CORREIOS oude terceiros contratados pelos CORREIOS. 2.4.3.1. As indenizaes sero feitas de acordo com as previses constantes no termo de condies de que trata o subitem 2.1. e nas Tabelas de Preos eTarifas dos respecvos servios. 2.4.3.2. No haver o pagamento de indenizao, se for constatada a inobservncia do disposto nos subitens 2.1. ao 2.2.. 3. Preos, Reajustes, Benecios e Contrapardas 3.1. Preos e Tarifas 3.1.1. Pela prestao dos servios contratados, definidos na Clusula Primeira, a CONTRATANTE pagar aos CORREIOS respecvamente, os preosprevistos na Tabela de Preos e Tarifas do Correio Internacional, vigentes na data da prestao dos servios. 3.2. Reajuste 3.2.1. Os preos definidos para os servios e produtos previstos neste Contrato tm suas vigncias adstritas s tabelas mencionadas no subitem 3.1.1deste Anexo, sendo alterados quando da modificao das mesmas. 3.2.1.1. Os preos e as tarifas relavos aos servios e produtos abrangidos por este contrato sero reajustados nas mesmas datas e segundo os mesmosndices de atualizao das respecvas tabelas e tarifas. 3.3. Benecios

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 15/22

SERVIOS TELEMTICOS

3.3.1. A CONTRATANTE parcipar, automacamente, de programas de benecios, vigentes durante a validade do contrato, para os Servios do CorreioInternacional. 3.3.1.1. Os CORREIOS se reservam o direito de alterar ou excluir os programas de benecio, de forma unilateral, a qualquer tempo, sem apresentarquaisquer jusficavas CONTRATANTE. 3.4. Contrapardas 3.4.1 A CONTRATANTE deve observar as condies de eventuais contrapardas no programas de benecios, vigentes durante a validade do contrato,para os Servios do Correio Internacional. 4. Condies de Pagamento 4.1. As condies de pagamento esto previstas na Clusula Sexta do contrato do qual este ANEXO faz parte. 5. Disposies Gerais 5.1. Em caso de extravio, espoliao ou avaria total da remessa internacional, a responsabilidade dos CORREIOS est limitada aos valores e critrios deindenizao estabelecidos no TERMO DE CONDIES GERAIS DE PRESTAO DOS SERVIOS INTERNACIONAIS. 5.2. Ficam raficadas todas as clusulas constantes do Contrato do qual este ANEXO faz parte, para efeito de cumprimento das bases acordadas entre aspartes. 5.3. Quanto aos aspectos operacionais, este ANEXO poder ser revisto total ou parcialmente a qualquer poca, mediante prvio entendimento entre aspartes. 5.4. O presente ANEXO parte integrante do Contrato celebrado entre a CONTRATANTE e os CORREIOS. 6. Vigncia do ANEXO A parr da incluso deste ANEXO em contrato, conforme definido na Clusula Segunda do Contrato pelo qual este Anexo faz parte.

* * * * *

ANEXO DO CONTRATO N .

1. Definies 1.1. Prestao dos seguintes servios:

1. Telegrama Nacional e Internacional.2. Carta Via Internet.

1.1.1. A captao do Servio Telegrama poder ocorrer pela Internet (Sistema de Postagem Eletrnica SPE e Mdia Eletrnica), Balco de Agncia ouFonado. 1.1.2. Opcionalmente, podero ser ulizados os seguintes servios adicionais: 1.1.2.1. Para o Servio de Telegrama Nacional Via Internet: Cpia de Telegrama (CC) e Pedido de Confirmao de Entrega (PC), ambos podendo ter aopo de ter a entrega sica ou eletrnica. A Cpia do Telegrama ser encaminhada de acordo com a escolha do remetente, para o endereo doremetente ou endereo do desnatrio constante no telegrama original. 1.1.2.2. Para os Servios de Telegrama Nacional captado no Balco de Agncia e para o Fonado: Cpia de Telegrama (CC) e Pedido de Confirmao deEntrega (PC), somente com entrega sica ao remetente ou ao desnatrio. 1.1.2.3. Para os Servios de Telegrama Internacional: Cpia de Telegrama (CC), somente com entrega sica ao remetente ou ao desnatrio. 1.1.2.4. Para o Servio de Carta Via Internet: Servio Adicional Aviso de Recebimento AR. 2. Obrigaes 2.1. A CONTRATANTE, quando da ulizao do Servio TELEGRAMA se compromete: 2.1.1. Possuir acesso Rede Internet, para instalar aplicavos Sistema de Postagem Eletrnica SPE, Escritrio ou Corporavo, fornecidos gratuitamentepelos CORREIOS, caso opte pela transmisso do Telegrama VIA INTERNET, em sua estao de trabalho ou em seu servidor, no sendo autorizado CONTRATANTE, efetuar alteraes nos referidos sistemas, nem disponibilizao a terceiros.

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 16/22

2.1.2. Instalar o ACROBAT - Reader 5.0 ou superior, em suas estaes de trabalho, caso contrate os Servios Adicionais Cpias de Telegrama e/ou Pedidosde Confirmao e opte em receber as informaes em meio eletrnico, especificamente no caso de ulizao do Servio de Telegrama VIA INTERNET. 2.1.3. Obedecer, quando da ulizao de imagens personalizadas, as seguintes especificaes e dimenses de formatao:

1. Cor: monocromca (preto ou tons de cinza)2. Fundo: transparente3. Formato do arquivo: JPG ou JPEG4. Tamanho: mximo de 60 K5. Dimenso: 3 linhas - 425 x 43 pixels (150 x 15 mm) ou 5 linhas: 425 x 70 pixels (150 x 25 mm).

2.1.3.1. Submeter a imagem personalizada para aprovao dos CORREIOS e, posterior cadastramento, especificamente no caso de ulizao do Serviode Telegrama VIA INTERNET. 2.1.3.2. As imagens personalizadas somente sero ulizadas desnados aos Telegramas em mbito nacional. 2.1.4. Responsabilizar-se pela segurana de seus equipamentos, resguardando o sigilo dos dados de acesso aos servios fornecidospelos CORREIOS contra qualquer ato, uso indevido, fraude ou violao perpetrada por Hackers ou por seus funcionrios. 2.1.5. Fornecer arquivo eletrnico, caso opte em ulizar a Mdia Eletrnica, de acordo com o layout fornecido pelos CORREIOS para captao etransmisso dos Telegramas. 2.1.6. Ulizar a Central de Atendimento ao Cliente dos Correios CAC, caso opte em ulizar a forma de captao FONADO. 2.1.6.1. Fornecer, ao atendente, os dados da empresa, cdigo administravo, nmero do carto de postagem e outros que forem solicitados, para efeitosde idenficao e posterior incluso no faturamento do servio prestado. 2.1.7 Ulizar as Agncias de Correios credenciadas em Contrato para envio de seus Telegramas, caso opte em postar no BALCO DA AGNCIA: 2.1.7.1 Preencher o Formulrio de Telegrama e entregar ao atendente, juntamente com o carto de autorizao de postagem fornecidopelos CORREIOS. 2.2. A CONTRATANTE, quando da ulizao do Servio CARTA VIA INTERNET se compromete: 2.2.1. Possuir acesso Rede Internet, para instalar aplicavos Sistema de Postagem Eletrnica SPE, Escritrio ou Corporavo, fornecidos gratuitamentepelos CORREIOS, em sua estao de trabalho ou em seu servidor, no sendo autorizado CONTRATANTE, efetuar alteraes nos referidos sistemas, nemdisponibilizao a terceiros. 2.2.2. Responsabilizar-se pela segurana de seus equipamentos, resguardando o sigilo dos dados de acesso aos servios fornecidospelos CORREIOS contra qualquer ato, uso indevido, fraude ou violao perpetrada por Hackers ou por seus funcionrios. 2.3. A ECT se obriga a: 2.3.1. Fornecer previamente CONTRATANTE: a) os dados, critrios, informaes e orientaes necessrios ao cumprimento do estabelecido no item 2 deste ANEXO, bem como da clusula 3 doContrato do qual este ANEXO faz parte. b) o Carto de Postagem para cada rgo credenciado a ulizar os servios includos no presente ANEXO. c) a Tabela de Preos e Tarifas de Servios Nacionais relava aos servios previstos neste ANEXO e respecva atualizao. d) o cdigo de acesso (que corresponde ao(s) nmero(s) do(s) carto(es) de postagem) e senha para ulizao dos servios Telegrama Via Internet eCarta Via Internet. Essas informaes, tambm podero ser enviadas por e-mail, em substuio ao carto de postagem sico mediante solicitaoformal da CONTRATANTE.e) o modelo de layout do arquivo de Telegrama para caso de ulizao de Mdia eletrnica.f) o cdigo de idenficao relava imagem, personalizada no Sistema, objevando a Insero destas nos Telegramas desnados ao mbito nacional,submedos pelo canal Internet. 2.3.2 Disponibilizar, sem nus, o aplicavo Sistema de Postagem Eletrnica - SPE CONTRATANTE, de acordo com a opo escolhida, SPE Simples,Escritrio ou Corporavo, com todas as funcionalidades que permitam a transmisso do Telegrama e Carta via internet. 2.3.3. Captar, transmir, imprimir e entregar os Telegramas, Cartas Via Internet, nos endereos indicados. 2.3.3.1. Quando da entrega do Telegrama e/ou Carta Via Internet, sendo esta lma postada com Servio Adicional de Aviso de Recebimento AR,dever ser colhida a assinatura do recebedor civilmente capaz que se apresente para receber o objeto. No caso da entrega do Telegrama, dever ser feitatambm anotao da data e da hora da entrega. 2.3.4. Nos locais onde no houver entrega domiciliria, os objetos sero direcionado entrega interna, em uma unidade dos CORREIOS, para posteriorrerada pelo desnatrio.

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 17/22

2.3.5. Entregar ao remetente o Pedido de Confirmao de Entrega e/ou Cpia do Telegrama ao remetente ou ao desnatrio com as devidasinformaes da entrega, por meio de Correio Convencional ou via e-mail. 2.3.6. Emir os Comprovantes, indicando, alm dos dados necessrios para emisso da fatura, o nmero do contrato e respecvo cdigo do servio. 2.3.7. Receber da CONTRATANTE, por meio de mdia eletrnica, Via FTP (file transfer protocol) ou e-mail ou no servidor da CONTRATANTE, paratratamento e envio dos Telegramas, mediante acordo entre as partes. 2.3.8. Devolver CONTRATANTE o resultado da importao de seu arquivo em Mdia Eletrnica, indicando os Telegramas processados e os rejeitados. 2.3.9. Devolver CONTRATANTE, via Postal, os Telegramas e as Cartas via internet cuja entrega sica ao desnatrio no tenha sido possvel, indicando acausa determinante da impossibilidade, na forma regulamentar. 2.3.10. Cadastrar imagens personalizadas de clientes para uso exclusivo da CONTRATANTE. 2.3.11. Disponibilizar imagens prprias, de eventos e datas comemoravas para uso no cabealho ou rodap das mensagens 3. Preos e Tarifas 3.1. A CONTRATANTE pagar pela execuo do Servio de Telegrama de acordo com o canal de captao ulizado: INTERNET, BALCO ou FONADO. 3.1.1. O uso da modalidade FONADO incidir o pagamento de Taxa de Administrao Telegrama Fonado, constante na Tabela de Preos e Tarifas ServiosNacionais. 3.1.2. Para ulizao da forma de envio Mdia, ser cobrada a tarifa referente ao Telegrama postado no canal Internet. 3.1.3. Pelo agendamento do dia da entrega do Telegrama (Pr-datado) e pela Insero de imagem, no ser cobrado nenhum preo adicional. 3.1.4. A tarifao do Servio de TELEGRAMA INTERNACIONAL ser em funo da quandade de palavras tarifadas e as palavras reais e possui tabelaespecfica. 3.2. Pela ulizao do servio de CARTA VIA INTERNET, ser cobrada a tarifa correspondente ao da Carta Registrada Comercial, conforme Tabela dePreos e Tarifas de Servios Nacionais vigente. 3.3. Os valores dos Servios Adicionais ulizados, sero acrescidos aos preos previstos para prestao do servio ulizado. 4. Disposies Gerais 4.1. O Telegrama com imagem somente est disponvel no Canal Internet, para Telegramas Nacionais. 4.2. Os CORREIOS disponibilizar CONTRATANTE, em todos os canais de captao do servio de Telegrama, a opo de Telegrama Pr-datado. 4.3. A CONTRATANTE dever acompanhar o histrico dos registros de transaes disponibilizados pelo sistema dos CORREIOS nosite: www.telegrama.com.br. 4.4. O cdigo de acesso igual ao nmero do carto de postagem. 4.5. O Servio CARTA VIA INTERNET prestado obrigatoriamente com o Servio de Registro. 4.6. Independentemente da fonte ulizada pela CONTRATANTE, no ato da transmisso, a impresso no formulrio de entrega do Telegrama ser semprena fonte Helvca, tamanho 12. 4.7. A CONTRATANTE dever observar as normas e condies gerais de aceitao prevista na Lei 6.538 de 22.06.1978. 4.8. No h rastreamento para o TELEGRAMA INTERNACIONAL. 5. Vigncia do ANEXO A parr da incluso deste ANEXO, ficando vigente at a data de encerramento do Contrato originrio ou, antes desta data, por meio de assinatura deTermo Adivo, conforme descrito no subitem 2.2. do Contrato do qual este ANEXO faz parte. APENSOGLOSSRIO Servio de Telegrama compreende a captao de mensagens expressas po Telegrama, pelos canais Internet, Fonado e Balco de Agncia, paratransmisso eletrnica e entrega sica, no mbito nacional ou internacional, ao desnatrio, de acordo com os procedimentos operacionais de cadaproduto ou servio. Canal Internet o meio de acesso para transmisso de Telegrama via Web. Canal Fonado - servio de envio de telegramas por telefone, por meio da Central de Atendimento ao Cliente dos CORREIOS CAC - pelos telefones:- 3003-0100: para capitais e regies metropolitanas

http://www.telegrama.com.br/

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 18/22

CERTIFICAO DIGITAL

- 0800-725-7282: demais localidades. Canal Balco de Agncia - servio de envio de Telegramas em Agncias de Correios. Considerar como Canal Balco de Agncia, todos os telegramas queso postados nas Agncias Prprias, Agncias Franqueadas, Agncia Comercial de Correios Tipo 1 (Prpria e Terceirizada), Agncia Filatlica, Agncia deCorreio Satlite, Agncia de Correio Comunitria e o Centro de Servios Telemcos CST. Mdia Eletrnica - meio eletrnico contendo arquivos de dados de Telegramas em layout especfico. Carta via internet - o servio por meio do qual pode ser remedo diretamente atravs da web, de seu desktop, cartas registradas, com ou sem AR. Sistema de Postagem Eletrnica SPE um sistema que tem como objevo facilitar o envio de Telegramas e Cartas com a ulizao da Internet, quepossibilita o acesso direto com os Correios, em ambiente seguro, disponvel nas verses SPE Simples, SPE Escritrio e SPE Corporavo. No canal Internet ser disponibilizada o uso de Imagem. A Insero de imagem Telegrama contendo desenhos grficos, ilustraes ou textos nocabealho e/ou rodap, sero oferecidos de forma gratuita. As imagens so disponibilizadas pela ECT ou fornecidas pelo cliente, mediantecadastramento prvio. Pr-datado oferecido de forma gratuita ao cliente, onde se agenda a data da entrega. Servios Adicionais:

Pedido de Confirmao de Entrega PC: servio adicional pago, que informa ao remetente os dados de entrega do Telegrama, nome dorecebedor, data e hora.Cpia do Telegrama servio adicional pago que disponibiliza ao remetente a cpia do texto contendo os dados de encaminhamento doTelegrama enviado. Disponvel tambm para os Telegramas Internacionais.AR Aviso de Recebimento - o servio que, atravs do preenchimento de modelo prprio, permite comprovar, junto ao remetente, a entrega deobjeto postado sob registro, com ou sem declarao de valor.

CONTRATO N ; Anexo N

1. Definies: Os seguintes termos e/ou expresses tero os significados abaixo indicados:

Autoridade Cerficadora AC: endade autorizada a emir, a gerenciar e a revogar cerficados digitais;

Autoridade de Registro AR: endade vinculada a uma AC, a qual funciona como intermediria entre os solicitantes decerficados digitais e a AC e tem por objevo o recebimento, validao, encaminhamento de solicitaes de emisso ourevogao de cerficados digitais AC e idenficao, de forma presencial, de seus solicitantes;

Agente de Registro AGR: Pessoa responsvel pela execuo das avidades inerentes AR. a pessoa que realiza avalidao e a verificao da solicitao de cerficados;

Titular: pessoa sica ou jurdica para quem o cerficado emido, detentor da capacidade e do direito de ulizao daChave Privada correspondente Chave Pblica conda no cerficado digital;

Termo de Titularidade e Responsabilidade:documento assinado pelo Titular de um cerficado digital emido parapessoa sica ou pelo responsvel pelo cerficado digital emido para uma pessoa jurdica onde constam seus direitos,obrigaes e condies de uso do cerficado digital;

Cerficado Digital: Conjunto de dados de computador, gerados por uma Autoridade Cerficadora, em observncia Recomendao Internacional ITU-T X.509, que se desna a registrar, de forma nica, exclusiva e intransfervel, a relaoexistente entre uma chave de criptografia e uma pessoa sica, jurdica, mquina ou aplicao. Um cerficado digitalcontm os dados de seu tular, tais como nome, e-mail, CPF, chave pblica, nome e assinatura da AutoridadeCerficadora que o emiu;

Instalaes Tcnicas: Ambiente sico de uma AR, cujo funcionamento foi devidamente autorizado pelo Instuto Nacionalde Tecnologia da Informao (ITI), onde so realizadas as avidades de validao e verificao da solicitao decerficados. No caso da ECT so as Agncias de Correios Credenciadas.

2. Objeto:

2.1. O presente Anexo tem por objeto definir a atuao da ECT como Autoridade de Registro, denominada neste documento de AR-Correios,nos termos do convnio com o SERPRO e em conformidade com o disposto na legislao da ICP-Brasil. A atuao da AR-Correios consisteem:

a) Confirmar a identidade do titular ou do responsvel pelo certificado digital: processo realizado mediante a presena fsica do interessado(validao presencial), com base em documentos de identificao legalmente aceitos;

b) Validar a solicitao de cerficado digital: conferncia dos dados da solicitao de cerficado digital com os constantes dos documentos apresentadospelo tular, necessrios autencao da idendade de um indivduo ou de uma organizao;c) Aprovar a solicitao de cerficado digital: confirmao da validao realizada e liberao da emisso do cerficado digital no sistema da AC/SERPRO-RFB. 2.2. Os pos de cerficados digitais relacionados aos procedimentos descritos no item 2.1 so os especificados no Apenso I.

3. Obrigaes da Contratante:

3.1. Durante o atendimento, apresentar o carto de postagem exclusivo para uso do servio da AR-Correios, na modalidade de pagamento a faturar.

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 19/22

3.1.1. O carto de postagem de inteira responsabilidade da Contratante; 3.1.2. O carto de postagem idenficar somente a empresa e por meio dele o solicitante estar autorizado pela Contratante a receber o atendimentonas instalaes tcnicas da AR-Correios, para autorizao da emisso do cerficado digital; 3.1.3. O carto de postagem no conter os dados pessoais do solicitante do cerficado digital. 3.2. Definir, em comum acordo com a ECT, dentre as instalaes tcnicas da AR-Correios em operao, onde a Contratante ulizar o servio de AR-Correios; 3.3. Realizar a solicitao do cerficado digital, por meio de acesso ao sio dos Correios(hp://www.correios.com.br/produtos_servicos/cerficacaoDigital/default.cfm ), e emir o Termo de Titularidade em duas vias, atentando para asinstrues apresentadas no prprio sio; 3.4. Consultar a disponibilidade de horrio para atendimento e solicitar o agendamento de data e horrio em que comparecero seus empregados ourepresentantes na instalao tcnica escolhida para a prestao do servio; 3.5. Orientar seus empregados e representantes a apresentarem, no ato do registro, os documentos exigidos pela ICP-Brasil, relacionados no sio dosCorreios hp://www.correios.com.br/produtos_servicos/cerficacaoDigital/documentacao.cfm, para autorizao da emisso dos cerficados digitais; 3.6. No realizar qualquer po de atualizao de soware ou hardware no computador ulizado para a solicitao do cerficado digital e emisso doTermo de Titularidade at que seja concluda a baixa final do cerficado digital, o que completa a operao de aquisio; 3.7. No assinar as vias do Termo de Titularidade antes da anlise e deferimento do Agente de Registro, assegurando que a assinatura de todas as viasseja realizada no ato do registro e na presena do AGR; 3.8. Noficar a ECT, diretamente rea responsvel pelo registro, agncia de correios credenciada como instalao tcnica, quando houver modificaono agendamento ou na quandade de registros.

4. Obrigaes da ECT:

4.1. Fornecer previamente Contratante: 4.1.1. Carto de postagem exclusivo para uso do servio de AR-Correios, na modalidade de pagamento a faturar; 4.1.2. Tabelas de Preos relavas aos cerficados digitais previstos neste Anexo e respecvas atualizaes; 4.2. Definir, em comum acordo com a Contratante, dentre as instalaes tcnicas da AR-Correios em operao, onde a Contratante ulizar o servio deAR-Correios; 4.3. Atuar como AR, conforme descrito no item do objeto deste Anexo, em local e horrio previamente informados Contratante; 4.4. Reagendar, sem nus para a Contratante, novo atendimento quando da impossibilidade de baixa por parte do empregado ou representanteda Contratantedevido a problemas ocasionados comprovadamente pelo sistema de registro de cerficao digital; 4.5. Informar a AC/SERPRO-RFB, emissora dos Cerficados Digitais, os casos em que ocorrerem inadimplemento das obrigaes da Contratante para quesejam tomadas as providncias cabveis.

5. Preos

4.1. A CONTRATANTE pagar pela execuo dos servios, objeto deste anexo, os valores constantes da Tabela Cerficado Digital Preos Nacionais;

6. Disposies Gerais

6.1. A prestao do servio de AR-Correios na modalidade de pagamento a faturar ocorrer com a apresentao de carto de postagem exclusivo paraesse servio, no sendo permido: 6.1.1. A ulizao desse carto de postagem para uso de outros servios, nem aquisio de produtos da ECT; 6.1.2. O uso do servio de AR-Correios na modalidade de pagamento a faturar com a ulizao de qualquer outro carto de postagem, que no oexclusivo para esse servio. 6.2. No ser realizada devoluo ou reembolso de valores, nem a prestao do servio de AR-Correios sem nus, por parte da ECT, para os seguintescasos:6.2.1. Cerficados digitais que no forem baixados ou forem perdidos em funo de: 6.2.1.1 Perda ou esquecimento de senha pessoal, registrada durante a etapa de solicitao, realizada via internet; 6.2.1.2. Perda ou esquecimento de senha PIN e/ou da senha PUK do disposivo de armazenagem (Tokens e Cartes Inteligentes) do cerficado digital dopo A3; 6.2.1.3. Perda dos disposivos de armazenagem (Tokens e Cartes Inteligentes), apagamento da chave privada ou formatao definiva dos disposivosde armazenagem;

http://www.correios.com.br/produtos_servicos/certificacaoDigital/default.cfm%20)http://www.correios.com.br/produtos_servicos/certificacaoDigital/documentacao.cfm

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 20/22

6.2.2. Cerficados digitais revogados por atraso de pagamento, quando o atraso caracterizar condio de suspenso ou resciso da prestao dosservios, conforme prazo previsto na clusula do inadimplemento estabelecida no instrumento contratual. 6.3. No sero registrados cerficados digitais em nome de terceiro ou sem a presena do solicitante dos cerficados digitais, salvo nos casos previstosna legislao da ICP-BRASIL. 6.4. A(s) fatura(s) correspondente(s) prestao dos servios objeto deste Anexo, contero exclusivamente itens relavos ao servio de AR-Correios esero enviadas pela ECT Contratante, conforme clusula das condies de pagamento estabelecida no instrumento contratual; 6.5. Quanto aos aspectos operacionais, este Anexo poder ser revisto total ou parcialmente a qualquer poca, mediante prvio entendimento entre aspartes. 6.6 A prestao do servio de AR-Correios ser realizada com prvio agendamento nas instalaes tcnicas credenciadas; 6.7. O fornecimento de qualquer po de disposivos de armazenagem de cerficados digitais, ou seja, tokens, cartes inteligentes, pen drives, CDs ousimilares, bem como a instalao ou manuteno de sowares relacionados a estes disposivos so de responsabilidade exclusiva da contratante, noso fornecidos pela ECT e no fazem parte do objeto deste Anexo; 6.8. O descumprimento da clusula de remunerao estabelecida no instrumento contratual ensejar a revogao dos Cerficados Digitais relacionados inadimplncia ocorrida.

7. Vigncia do Anexo

7.1. A parr da incluso deste Anexo, ficando vigente at a data de encerramento do contrato originrio ou, antes desta data, por meio de assinatura deTermo Adivo.7.2. Na excepcionalidade de o Convnio firmado entre a ECT e o SERPRO findar, por qualquer movo, a vigncia deste Anexo findar automacamente. APENSO I

1. Idenficao de pos de cerficados digitais:

Os cerficados digitais a que se refere este Apenso I so denominados e-CPF e e-CNPJ, dos pos A1 e A3. 1.1. Cerficado Digital e-CPF A1Criado para idenficar o contribuinte pessoa sica na Internet. O e-CPF po A1 um arquivo eletrnico de menor nvel de segurana. So gerados earmazenados no computador do usurio e tem validade de 1 ano. Os dados so protegidos por uma senha de acesso. Somente com essa senha possvel acessar, mover e copiar a chave privada a eles associadas. 1.2. Cerficado Digital e-CNPJ A1Criado para idenficar o contribuinte pessoa jurdica na Internet. O e-CNPJ po A1 um arquivo eletrnico de menor nvel de segurana. So gerados earmazenados no computador do usurio e tem validade de 1 ano. Os dados so protegidos por uma senha de acesso. Somente com essa senha possvel acessar, mover e copiar a chave privada a eles associadas. 1.3. Cerficado Digital e-CPF A3Criado para idenficar o contribuinte pessoa sica na Internet. O e-CPF po A3 um arquivo eletrnico de nvel de segurana mdio a alto. So geradose armazenados em um hardware criptogrfico, que pode ser um carto inteligente ou um token e possuem validade de trs anos. Apenas o detentor dasenha de acesso pode ulizar a chave privada e as informaes no podem ser copiadas ou reproduzidas. 1.4. Cerficado Digital e-CNPJ A3Criado para idenficar o contribuinte pessoa jurdica na Internet. O e-CNPJ po A3 um arquivo eletrnico de nvel de segurana mdio a alto. Sogerados e armazenados em um hardware criptogrfico, que pode ser um carto inteligente ou um token e possuem validade de trs anos. Apenas odetentor da senha de acesso pode ulizar a chave privada e as informaes no podem ser copiadas ou reproduzidas. 1.5. Cerficado Digital e-CNPJ ME/EPPCriado para idenficar o contribuinte pessoa jurdica na Internet. O e-CNPJ ME/EPP um cerficado po A3 voltado para Microempresas ou Empresas dePequeno Porte. um arquivo eletrnico de nvel de segurana mdio a alto. So gerados e armazenados em um hardware criptogrfico, que pode serum carto inteligente ou um token e possuem validade de dezoito meses. Apenas o detentor da senha de acesso pode ulizar a chave privada e asinformaes no podem ser copiadas ou reproduzidas.

CONTRATO N ; ANEXO N

SERVIO DE CAIXA POSTAL

1. Definies

Servio de depsito de objetos em recipientes apropriados, localizados em Unidades Postais destinadas ao pblico, cuja retirada se processarmediante a utilizao da respectiva chave, sem interferncia do empregado da CONTRATADA.

2. Obrigaes

2.1. A CONTRATANTE se compromete a:

2.1.1. no utilizar a Caixa Postal para outros fins que no o de recebimento de correspondncia;

2.1.2. no transferir e nem ceder o direito de uso da Caixa Postal;

18/10/2018 SEI - Documento para Assinatura

https://sei.correios.com.br/sei/controlador_externo.php?acao=usuario_externo_documento_assinar&id_acesso_externo=85342&id_documento 21/22

2.1.3. respeitar os horrios de funcionamento do Servio de Caixa Postal, estabelecidos pela CONTRATADA, os quais sero informados pelaunidade em que a Caixa Postal se situa;

2.1.4. no substituir a fechadura, nem efetuar qualquer reparo na Caixa Postal por conta prpria.

2.1.5. requerer CONTRATADA as providncias quanto ao disposto no subitem anterior;

2.1.6. custear as despesas decorrentes de substituio de fechadura, conforme valor constante na Tabela de Preos e Tarifas de ServiosNacionais vigente poca da prestao do servio, bem como de reparao da Caixa Postal, na importncia equivalente ao valor de mercado,quando esses servios forem realizados por sua convenincia;

2.1.7. requerer por escrito cpia da chave, se for de sua convenincia, e pagar a importncia constante da Tabela de Preos e Tarifas deServios Nacionais poca da prestao do servio para cada cpia solicitada, sendo permitido ao assinante a confeco de chaves por contaprpria;

2.1.8. responsabilizar-se pelas conseqncias da perda ou extravio das chaves em seu poder; e

2.1.9. manter suas informaes cadastrais atualizadas junto Agncia da CONTRATADA onde est instalada sua CaixaPostal.

2.2. A CONTRATADA se obriga a:

2.2.1. centralizar a entrega na Caixa Postal, de todos os objetos que contiverem o nmero da mesma;

2.2.2. no revelar o nome e/ou endereo do assinante, nem o nmero de sua Caixa Postal, quando este assim o determinar, fazendo-o somenteno caso de solicitao formal por autoridade judiciria;

2.2.3. fornecer (01) uma chave CONTRATANTE, no ato da efetivao da assinatura;

2.2.4. fornecer, mediante pagamento, cpia da chave CONTRATANTE, quando esta a requisitar; e

2.2.5. executar, sem nus para CONTRATANTE, quando por convenincia do servio, ou com nus para a CONTRATANTE, quando porconvenincia desta, a substituio de fechadura e a reparao da Caixa Postal.

3. Preo

3.1. Pela prestao dos servios ora contratados, a CONTRATANTE pagar CONTRATADA, a importncia correspondente ao preofixado na Tabela de Preos e Tarifas de Servios Nacionais, vigente poca de sua efetivao;

3.2. Pelo fornecimento de cpia de chave e/ou substituio de fechadura de Caixa Postal sero cobrados os preos fixados na Tabela de Preose Tarifas de Servios Nacionais, vigentes poca da prestao do servio.

4. Condies de Pagamento

A CONTRATADA apresentar CONTRATANTE, no endereo preestabelecido, para efeito de pagamento, a fatura mensal, com o valor dosdemais servios do contrato do qual este ANEXO faz parte e valor correspondente ao Aluguel ou Renovao da assinatura da Caixa Postal, e ovalor relativo ao fornecimento de cpia de chave e/ou substituio de fechadura na fatura mensal do ms seguinte ao da prestao dos servios.

5. Disposies Gerais

5.1. Os objetos simples permanecero depositados na Caixa Postal enquanto durar a validade da assinatura da Caixa Postal;

5.2. Os objetos registrados ficaro disposio da CONTRATANTE