UMA MOBILIDADE URBANA OU UMA PSEUDOMOBILIDADE pasta/bueno... · são as obras para a Copa do Mundo

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of UMA MOBILIDADE URBANA OU UMA PSEUDOMOBILIDADE pasta/bueno... · são as obras para a Copa do Mundo

  • UMA MOBILIDADE URBANA OU UMA PSEUDOMOBILIDADE URBANA EST SENDO CONSTRUDA NAS CIDADES?

    BUENO, Maria Helena Berardo

    Graduanda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Estadual de Gois - UnUCET ( Unidade Universitria de Cincias e Tecnologia).

    lenabbueno@gmail.com

    RESUMO

    Em todo o pas esto sendo feitas obras de mobilidade urbana, porm vale a pena pensar se essa mobilidade para toda a cidade ou uma pseudomobilidade pontual? E ser que o Brasil tem leis ou diretrizes para ajudar essa mobilidade a se desenvolver de maneira a beneficiar a populao em geral? Antes de tentarmos responder a essas perguntas, precisamos entender o que significa o termo mobilidade urbana, quais so as obras para a Copa do Mundo e quais so as obras para as Olimpadas do Rio de Janeiro, para, ai sim, investigar se h uma mobilidade ou uma pseudomobilidade.

    Palavras-chave: Mobilidade; Copa 2014; Olimpadas Rio 2016.

    ABSTRACT

    Across the country works of urban mobility are being built, but it may be worth thinking about whether this mobility is for the entire city or if it is just a pseudomobility? And could it be that Brazil has laws or guidelines to help this mobility to develop in ways that benefit the general population? Before attempting to answer these questions, we need to understand what the term "urban mobility"means, which are the works for the World Cup and for the Olympics in Rio de Janeiro, and only then to investigate whether there is a mobility or a pseudomobility.

    Keywords: Mobility; 2014 Cup; Rio 2016 Olympics.

    INTRODUO

    A mobilidade vem sendo estudada em todo o mundo e uma forma eficaz de se organizar o espao urbano, visando melhorar a vida do pedestre e aumentar a facilidade de deslocamento das pessoas.

    Desde a Revoluo Industrial, quando ocorreu um xodo rural, as cidades incharam e cresceram desenfreadamente, aps a consolidao do carro na vida da sociedade, priorizando-o ao longo do tempo, e deixando o pedestre de

  • lado. Ao longo do tempo as cidades foram crescendo, criando problemas de mobilidade (considerando mobilidade o deslocamento de pessoas e cargas no territrio do municpio, e sendo um conjunto organizado e coordenado de modos de transporte, servios e infraestruturas urbanas), os quais foram estudados e em algumas cidades foram resolvidas (vide caso de Bogot). No Brasil a mobilidade urbana um termo recente, em 2001 foi criado o estatuto das cidades, que deu embasamento para a criao da mobilidade.

    Em primeiro lugar estudaremos a mobilidade, veremos se as obras sero boas para as cidades ou no.

    ENTENDENDO A MOBILIDADE URBANA

    A mobilidade urbana deve garantir a acessibilidade universal com um desenvolvimento sustentvel, tendo como garantia uma eficcia e uma eficincia na circulao pblica, com segurana e equidade no uso dos espaos pblicos.

    Para a mobilidade o pedestre tem muito mais valor do que o carro, como mostra o grfico abaixo:

    Fonte:Ministrio das cidades

    A mobilidade urbana uma unio dos poderes do municpio (Planejar, executar e avaliar a Poltica de Mobilidade Urbana) da unio (Assistncia tcnica e financeira aos Estados, DF e municpios) e do estado (Prestar os servios de transporte pblico coletivo intermunicipais de carter urbano).

  • A MOBILIDADE URBANA NO BRASIL

    O Ministrio das Cidades criou diretrizes, para orientar as cidades com de mobilidade. Esse guia, quanto a Lei 12.587/2012 (conhecida como Poltica Nacional de Mobilidade Urbana), diz que as cidades precisam se preocupar com a mobilidade urbana quando e se ela atingir 20 mil habitantes (vinte mil), diferente da lei de 2001 (Lei 10.257/2001 - Estatuto da Cidade), que diz que s a partir de 500 mil habitantes que era obrigatrio fazer o plano de mobilidade. Mesmo que ela no tenha sido planejada, a cidade deve criar um planejamento pra que no futuro a cidade e os seus moradores no sofram com a falta dessa infraestrutura de qualidade.

    Segundo o Ministrio das Cidades das 2.044 municpios e apenas 174 deles possuem esse plano elaborado, e a partir de 2015 vai ter que ter esse plano elaborado se no quiser perder o subsidio do governo para a mobilidade Urbana.

    Fonte: Ministrio das cidades

    Em 2012 o Brasil criou a lei 12.587, ou lei da Mobilidade Urbana, que alm de ser um marco na histria do Brasil, cria a possibilidade de melhorar a vida das cidades. As infraestruturas de mobilidade urbana tendem a gerar uma acessibilidade universal e um desenvolvimento Sustentvel para as cidades.

    Art. 2. A Poltica Nacional de Mobilidade Urbana tem por objetivo contribuir para o acesso universal cidade,

    o fomento e a concretizao das condies que contribuam para a efetivao dos princpios, objetivos e

    diretrizes da poltica de desenvolvimento urbano, por meio do planejamento e da gesto democrtica do

    Sistema Nacional de Mobilidade Urbana. (Lei 12.587)

  • Na questo de transporte pblico, agora que se est realmente investindo em outros modelos de transporte como ciclovias, metros, VLTs e trens. A populao prefere o bom e velho automvel, que gera congestionamentos e poluio, sem falar na sade da populao que fica precria por causa da poluio e do nervosismo.

    Os sistemas de nibus urbanos e metropolitanos so a modalidade de transporte pblico predominante no Brasil, operando em cerca de 85% dos municpios. Os sistemas de transportes alternativos por vans e mototxis, que proliferaram nos ltimos 15 anos no pas, tambm apresentam altos nveis de ocorrncia. Mais da metade dos municpios brasileiros apresentam ocorrncia dessas modalidades. (Comunicados do IPEA)

    Fonte: Comunicados do IPEA

    Quando se fala em ciclovias pelo pais so poucas, a maioria esto localizadas prximas as praias como o projeto do Ita para Salvador, Recife e Rio de Janeiro, chegando agora em So Paulo. Geralmente so parcerias das prefeituras com o Itau para essas ciclo faixas.

  • Bike que as pessoas alugam para andar pela cidade

    Estaes das bicicletas

    AS OBRAS PARA A COPA

    As obras de mobilidade criadas para a copa sero feitas em vrias capitais do pais, porm nem todas recebero o investimento para construir obras de mobilidade para o melhoramento das grandes cidades. Sero 41 obras em 11 das 12 cidades sede, o que deveria ser nas 27 capitais.

    Fonte: Estado

    Cidades que recebero intervenes de mobilidade para a copa.

  • Dentre essas obras esto VLTs (veiculo leve sobre trilho) e BRTs (Bus rapid transport), aeroportos, obras que influenciaro na qualidade de vida da populao mas que ainda precisam de muito estudo para ver se h uma viabilidade de essas obras crescerem, se essas obras seriam o suficiente para a acomodar a cidade e os turistas, faltando muitas coisas a serem discutidas.

    As obras de mobilidade urbanas so pontuais e ineficientes, pois geram pioram as desigualdades scio espaciais, pois no trabalha os trs principais ponto de vista da mobilidade, que so: o econmico, o social e o ambiental.

    AS OBRAS PARA AS OLIMPADAS

    As olimpadas iro acontecer somente na cidade do Rio de Janeiro, onde o plano de mobilidade ser apenas pontual, ou seja apenas mais um acupuntura urbana.

    O projeto para Jogos Rio 2016 contempla a realizao de competies em quatro regies: Copacabana, Barra, Maracan e Deodoro. Todo o projeto e estrutura montada deve elevar o Rio, e consequentemente no Brasil, em mbitos sustentveis urbanos e social.

    Foi criado ento Plano de Gesto da Sustentabilidade com o intuito de desenvolver e realizar projetos sustentveis na cidade do Rio. Esse plano tem como caracterstica integrar a sustentabilidade aos projetos que sero feitos para a melhoria da cidade na poca das olimpadas.

    Foram criados 9 eixos temticos com objetivos especficos e elencados o que cada um iria ter desde projeto a indicadores de progresso. Esses eixos so:

    Fonte: Plano de Gesto

  • Obras de infraestrutura, transporte, meio ambiente e de gesto esto sendo implementados para a melhoria da cidade. Uma das mais importantes o VLT (veculo leve sobre trilhos), que ter alguma linhas ainda e transportar 285 mil pessoas.

    Ao longo de 28km e 46 estaes, as seis linhas do Veculo Leve Sobre Trilhos (VLT) Praia Formosa/Cinelndia, Praa Mau/Central, Central/Barcas/Santos Dumont, Central/Cinelndia, Praia Formosa/Central e Praia Formosa/Praa Mau - vo circular no Centro do Rio e na regio porturia. Uma de suas funes principais ser a integrao entre os diversos tipos de modais, como trens, barcas e metr, atravs do Bilhete nico Carioca. (Cidade Olmpica)

    Alm do VLT, o Rio contar tambm com o BRT (Bus Rapid Transit, ou Transporte Rpido por nibus) que liga Santa Cruz a Campo Grande e tem 16 quilmetros de extenso.

    Apesar de muitas dessas obras ajudarem o Rio a ser uma cidade mais planejada, o rio ainda ter problemas de infraestrutura urbana que custaro a ser sanadas, por ser problemas de ordem social.

    CONCLUSO

    O Brasil um pas de grande extenso e as obras de mobilidade no tero grandes repercusses em seu territrio, sero no mximo de grande ajuda para seu estado, mostrando quo falha ainda a mobilidade no Brasil.

    A pseudomobilidade vista pelas vrias aes pontuais que mudaro mais uma parte da cidade e no ela toda, apesar de toda a cidade receber regalias.

    O Brasil ainda no um modelo de mobilidade, por isso as obras que sero feitas, ajudaro mas no sero a salvao dessas cidades, que precisaro de mais estudos e mais planos e realizaes para que as cidades tenham realmente uma mobilidade.

    Chama-se de pseudomobilidade os projetos que veem sendo feita no Brasil, por serem projetos que ainda engatinham e que no tem tanta estrutura ainda para serem chamados de mobilidade urbana.

  • REFERNCIAS

    Ministrio das Cidades. SeMOB Secretaria Nacional de Transportes e da Mobilidade Urbana. Po