Resumo dos principais temas de química para o ENEM

Embed Size (px)

Text of Resumo dos principais temas de química para o ENEM

RESUMO DOS PRINCIPAIS TEMAS DE QUMICA QUE CAEM NO ENEMPolmeros sintticos:Eles comearam a ser produzidos em laboratrio a fim de imitar os polmeros naturais. O primeiro polmero de importncia comercial foi o celuloide, produzido em 1864, principalmente para a produo de bolas de bilhar, j que o preo do marfim estava muito elevado.Os cientistas comearam ento a descobrir mais e mais polmeros sintticos, sendo que um grande passo foi dado ao se descobrir a baquelite por meio de molculas bem simples (fenol e formaldedo), em 1909. Vrias fibras txteis e plsticos so polmeros artificiais. Eles so to comuns em nosso cotidiano que praticamente impossvel passar um dia sequer sem entrar em contato com alguns deles.Abaixo temos alguns exemplos:

ComposioO plstico vem das resinas derivadas do petrleo e pertence ao grupo dos polmeros (molculas muito grandes, com caractersticas especiais e variadas).A palavra plstico tem origem grega e significa aquilo que pode ser moldado. Alm disso, uma importante caracterstica do plstico manter a sua forma aps a moldagem.Tipos de PlsticosExistem muitos tipos de plsticos. Os mais rgidos, os fininhos e fceis de amassar, os transparentes, etcEles so divididos em dois grupos de acordo com as suas caractersticas de fuso ou derretimento: termoplsticos e termorrgidos.Os termoplsticos so aqueles que amolecem ao serem aquecidos, podendo ser moldados, e quando resfriados ficam slidos e tomam uma nova forma. Esse processo pode ser repetido vrias vezes. Correspondem a 80% dos plsticos consumidos. Ex: polipropileno, polietileno.Os termorrgidos ou termofixos so aqueles que no derretem quando aquecidos, o que impossibilita a sua reutilizao atravs dos processos convencionais de reciclagem. Ex: poliuretano rgido.Em alguns casos, estes materiais podem ser reciclados parcialmente atravs de moagem prvia e incorporao no material virgem em pequenas quantidades, como ocorre com os elastmeros (borracha).TiposAplicaes

TERMOPLSTICOS

Plastivida, 1997PET (polietileno tereftalado)Frascos de refrigerantes, produtos farmacuticos, produtos de limpeza, mantas de impermeabilizao e fibras txteis, etc;saiba mais

Plastivida, 1997PEAD (polietileno de alta densidade)Embalagens para cosmticos, frascos de produtos qumicos e de limpeza, tubos para lquidos e gs, tanques de combustvel para veculos automotivos, etc;

Plastivida, 1997V ou PVC (policloreto de vinila)Frascos de gua mineral, tubos e conexes de encanamento, calados, encapamentos de cabos eltricos, equipamentos mdico-cirrgicos, esquadrias e revestimentos, etc.

Plastivida, 1997PEBD (polietileno de baixa densidade)Embalagens de alimentos, sacos industriais, sacos para lixo, lonas agrcolas, filmes flexveis para embalagens e rtulos de brinquedos, etc;

Plastivida, 1997PP (poliproprileno)Embalagens de massas e biscoitos, potes de margarina, seringas descartveis, equipamentos mdico-cirrgicos, fibras e fios txteis, utilidades domsticas, autopeas (pra-choques de carro);

Plastivida, 1997PS (poliestireno)Copos descartveis, placas isolantes, aparelhos de som e tv, embalagens de alimentos, revestimento de geladeiras, material escolar;

Plastivida, 1997OUTROSPlsticos especiais e de engenharia, CDs, eletrodomsticos, corpos de computadores;

TERMORRGIDOS

PU Poliuretanos, EVA Poliacetato de Etileno Vinil etcSolados de calados, interruptores, peas industriais eltricas, peas para banheiro, pratos, travessas, cinzeiros, telefones e etc.

PETNo Brasil, o uso das embalagens PET (politereftalato de etileno) est crescendo e substituindo embalagens como: latas de flandres, vidros, multilaminados (tipo longa vida ou caixinha) e at de outros plsticos. Hoje comum observar o PET em garrafas de suco, refrigerantes, leos vegetais, gua mineral.