82
1 CANTIGAS DE CAPOEIRA – DOMINIO POPULAR ABALOU CAPOEIRA, ABALOU Abalou capoeira, abalou Abalou, deixa abalar Abalou capoeira, abalou Oi, quem quiser moça bonita Abalou capoeira, abalou Oi, vá na Ilha de Maré Abalou capoeira, abalou Oi, de uma mão quebro bolacha Abalou capoeira, abalou Oi, com a outra bebo café Abalou capoeira, abalou Ô, em casamento eu não falei Abalou capoeira, abalou Oi, mas fica quando Deus quiser Abalou capoeira, abalou Oi, cada cavalo uma mula Abalou capoeira, abalou Oi, da donzela Teodora Abalou capoeira, abalou Oi, quem não pode com mandinga Abalou capoeira, abalou Oi, não carrega patuá Abalou capoeira, abalou Mas se abalou, deixa abalar Abalou capoeira, abalou Oi, se abalou, deixa cair Abalou capoeira, abalou Oi, abalou, deixa abalar... Abalou capoeira, abalou ABALOU CAPOEIRA, ABALOU Abalou capoeira abalou, o abalou vem abalar. Abalou capoeira, abalou. E abalou vem abalar. Abalou capoeira, abalou. E abalou vai abalar.

CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

  • Upload
    others

  • View
    38

  • Download
    0

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

1

CANTIGAS DE CAPOEIRA – DOMINIO POPULAR

ABALOU CAPOEIRA, ABALOU

Abalou capoeira, abalouAbalou, deixa abalar

Abalou capoeira, abalouOi, quem quiser moça bonita

Abalou capoeira, abalouOi, vá na Ilha de Maré

Abalou capoeira, abalouOi, de uma mão quebro bolacha

Abalou capoeira, abalouOi, com a outra bebo caféAbalou capoeira, abalou

Ô, em casamento eu não faleiAbalou capoeira, abalou

Oi, mas fica quando Deus quiserAbalou capoeira, abalouOi, cada cavalo uma mulaAbalou capoeira, abalou

Oi, da donzela TeodoraAbalou capoeira, abalou

Oi, quem não pode com mandingaAbalou capoeira, abalou

Oi, não carrega patuáAbalou capoeira, abalou

Mas se abalou, deixa abalarAbalou capoeira, abalouOi, se abalou, deixa cair

Abalou capoeira, abalouOi, abalou, deixa abalar...Abalou capoeira, abalou

ABALOU CAPOEIRA, ABALOU

Abalou capoeira abalou,o abalou vem abalar.

Abalou capoeira, abalou.E abalou vem abalar.

Abalou capoeira, abalou.E abalou vai abalar.

Page 2: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

2

Abalou capoeira, abalou.E agradeço a Deus do céu.Abalou capoeira, abalou.

A balou deixa abalar.Abalou capoeira, abalou

A BENGUELA CHAMOU PRA JOGAR

A benguela chamou pra jogarA benguela chamou pra jogar, capoeira

A benguela chamou pra jogarA benguela chamou pra jogar , capoeira

Tudo começou assim hoje eu tenho que lembrarque Maria Martinha do Bonfim, Luís Cândido Machado

eram os pais de Mestre Bimba Manoel dos Reis Machadoa benguela chamou pra jogar

a benguela chamou pra jogar , capoeiraA benguela chamou pra jogar

A benguela chamou pra jogar , capoeirafoi em 1900 que esse facto aconteceu

em 23 de novembro Mestre Bimba nasceua benguela chamou pra jogar

a benguela chamou pra jogar , capoeiraA benguela chamou pra jogar

A benguela chamou pra jogar , capoeiraBimba assim dizia tocando seu berimbau

sentado num velho bancoensinado a regional

a benguela chamou pra jogara benguela chamou pra jogar , capoeira

A benguela chamou pra jogarA benguela chamou pra jogar , capoeirano dia de formatura era obrigatório jogar

do são bento grande ao toque de iunaa benguela não podia sujar

a benguela chamou pra jogara benguela chamou pra jogar, capoeira

A benguela chamou pra jogarA benguela chamou pra jogar , capoeirafoi no ano de 74 que a tristeza aconteceu

na cidade de GoiânaMestre Bimba morreu

a benguela chamou pra jogara benguela chamou pra jogar, capoeira

A benguela chamou pra jogar

Page 3: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

3

A benguela chamou pra jogar , capoeira

A CANOA VIROU, MARINHERO

A canoa virou, marinheiroNo fundo do mar tem dinheiroA canoa virou, marinheiro

No fundo do mar tem segrêdoA canoa virou, marinheiroNo fundo do mar tem malíciaA canoa virou, marinheiro

No fundo do mar tem capoeiraA canoa virou, marinheiro

Mas se virou, deixa virarA canoa virou, marinheiroOi está lá, no fundo do marA canoa virou, marinheiro

A CAPOEIRA ME ENSINOU O QUÊ É A VIDA

A capoeira me ensinou o quê é a vidae você menina me ensinou o quê é amar

Na roda de CapoeiraAo som do Berimbau tocandoEssa morena entrou na roda

Joguei com ela e fez meu corpo arrepiarNão podia imaginar

Me apaixonei por essa morenaque foi se em bora

Para nunca mais voltarA capoeira me ensinou o quê é a vida

e você menina me ensinou o quê é amarChora Capoeira chora

Adeus morena você foi se em boraSaudade fica e eu lamento

E me arrependo mas não vou te perdoarO Berimbau tocou e Pandeiro respondeu

E o Atabaque bateu para confirmarA capoeira me ensinou o quê é a vida

e você menina me ensinou o quê é amar

Page 4: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

4

ADÃO, ADÃO

Adão, AdãoOi cadê Salomé, Adão?Oi cadê Salomé, Adão?

Salomé foi passearAdão, Adão

Cadê Salomé?Adão

Cadê Salomé?Adão

(Salomé) Foi pra Ilha de MaréAdão, Adão

Mas cadê Salomé?Adão

Mas cadê Salomé?Adão

(Salomé) Saiu foi passearAdão, Adão

Oi cadê Salomé?Adão

Oi cadê Salomé?Adão

Salomé foi mandingarAdão, Adão...

ADEUS (Boa Viagem)

AdeusBoa viagemAdeus, adeusBoa viagem

Eu vouBoa viagem

Eu vou, eu vouBoa viagem

Eu vou-me emboraBoa viagemEu vou agoraBoa viagem

Eu vou com DeusBoa viagem

E com Nossa Senhora

Page 5: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

5

Boa viagemChegou a horaBoa viagem

Adeus...Boa viagem

AI AI AI AI

E ai, ai, ai, ai,o São Bento me chama.

Ai, ai, ai, ai,São Bento me quer.

Ai, ai, ai, ai,Pra jogar capoeira

Ai, ai, ai, ai,E me joga no chão

Ai, ai, ai, ai,E apanha a cengonha,

Ai, ai, ai, ai,E se joga no chão.

AI AI AI AI

(Oi) São Bento me chamaCôro: Ai ai ai ai

São Bento chamouCôro: Ai ai ai ai

São Bento me levaCôro: Ai ai ai ai

São Bento me pegaCôro: Ai ai ai ai

São Bento me prendeCôro: Ai ai ai ai

São Bento me querCôro: Ai ai ai ai

Mas me quer, mas me querCôro: Ai ai ai aiSenhor São BentoCôro: Ai ai ai ai

Meu sinhô me chamouCôro: Ai ai ai ai

São Bento está chamandoCôro: Ai ai ai ai

Page 6: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

6

Meu sinhô está chamandoCôro: Ai ai ai ai...

AI AI AI AI

Ai ai ai aiSão bento me chama

Ai ai ai aiSão bento me quer

Ai ai ai aiPra jogar capoeira

Ai ai ai aiConforme a razao

AI AI AI AI

Ai ai ai aiSão bento me chama

Ai ai ai aiSão bento chamou

Ai ai ai aiOlha a cobra lhe morte

Ai ai ai aiOlha a cobra mordeu

Ai ai ai aiAi ai ai ai aiAi ai ai ai

Ai ai ai ai ai

AI AI AI AI DOUTOR

Ai ai ai ai doutorGeneral foi pro mar, eu também vou

Ai ai ai ai doutorNa onda do mar eu também vou

Ai ai ai ai doutorVelejando no mar eu também vou

Ai ai ai ai doutor

Page 7: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

7

AI AI AI AI, DOUTOR

Ai ai ai ai, doutorVelejando no mar eu vou, eu vou

Côro: Ai ai ai ai, doutorNavegando no mar eu vou, eu vou

Côro: Ai ai ai ai, doutorGeneral foi pro mar, eu também vou

Côro: Ai ai ai ai, doutorNas ondas do mar eu vou, eu vou

Côro: Ai ai ai ai, doutorA jogar capoeira eu vou, eu vou

Côro: Ai ai ai ai, doutor…

AI, AI, AI, AI, DOUTOR

Ai, ai, ai, ai, doutor,Velejando no mar eu vou, eu vou

Ai, ai, ai, ai, doutor,Navegando no mar eu vou eu vou,

Ai, ai, ai, ai, doutor,Berimbau tá tocando,E a roda formando,

Eu sou capoeira,Me chama que eu vouAi, ai, ai, ai, doutor,

Velejando no mar eu vou, eu vouAi, ai, ai, ai, doutor,

Navegando no mar eu vou eu vou,

AI, AI, AIDÊ

ai, ai, aidê, aidê, aidê, aidê.Ai, ai, aidê.

aidê, aidê, aidêAi, ai, aidê.

aidê, cadê você.Ai, ai, aidê.

Joga bonito que eu quero aprender.

Page 8: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

8

AI AI, AIDÊ

Ai ai, aidê(Olha) Joga bonito que eu quero ver

Côro: Ai ai, aidê(Oia) Jogo uma coisa que eu quero aprender

Côro: Ai ai, aidêAidê, aidê, aidê, aidê

Côro: Ai ai, aidêJoga menino que eu quero aprender

Côro: Ai ai, aidêJoga pra mim que eu jogo pra você

Côro: Ai ai, aidêÔ era eu, era vocêCôro: Ai ai, aidê

Joga bonito que o bom é vocêCôro: Ai ai, aidê

Joga certinho pra mim aprenderCôro: Ai ai, aidê

Joga pra lá que eu não quero apanharCôro: Ai ai, aidê

Jogar capoeira é bonito pra verCôro: Ai ai, aidê

Capoeira é malícia, é mandinga, é prazerCôro: Ai ai, aidê

Como vai, como passou, como vai vosmecê?Côro: Ai ai, aidê

Eu venci a batalha de CamugerêCôro: Ai ai, aidê

Ô era eu, era meu manoCôro: Ai ai, aidê

Aidê aidê, cadê vocêCôro: Ai ai, aidê...

AI QUE SAUDADE DO CALOR DO MEU SERTÃO

Ai que saudade do calor do meu sertãoOnde o sol brilha mais forte queimando meu coração

Ai que saudade do calor do meu sertãoOnde o sol brilha mais forte queimando meu coração

O canto do boiadeiro faz a boiada chorar

Page 9: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

9

O canto do capoeira faz a gente arrepiarNa roda de capoeira e sob o clarão do luar

Ai que saudade do calor do meu sertãoOnde o sol brilha mais forte queimando meu coração

Ai que saudade do calor do meu sertãoOnde o sol brilha mais forte queimando meu coração

As moças da minha terra usam vestida de chitaNo cabelo um cocó laçado por uma fita

se arrumando e se perfumando para poder ir na missaAi que saudade do calor do meu sertão

Onde o sol brilha mais forte queimando meu coraçãoAi que saudade do calor do meu sertão

Onde o sol brilha mais forte queimando meu coraçãoSe a saudade queimar o peito como Sol queima o sertão

Um dia eu sei que volto pra alegrar meu coraçãoTocando berimbau e cantando essa canção

Ai que saudade do calor do meu sertãoOnde o sol brilha mais forte queimando meu coração

Ai que saudade do calor do meu sertãoOnde o sol brilha mais forte queimando meu coração

AJUDA EU BERIMBAU

Coro: Ajuda eu berimbauAjuda eu a cantar

Ajuda eu berimbauAjuda eu a cantar

Preto velhono tempo do cativeiro

Trabalhava o dia inteiroNa senzala madrugà

Numa maneiraDe domingo no terreiro

Capoeira e sua danca OcultàNegro africano

Que è de sangue nosso irmãoEm terras brasileiras

Criou a CapoeiraPra sua libertação

E na provinciaQuisera la acabà

Plantou muito broto de canaPlanto e mando brotà

Coro: Ajuda eu berimbauAjuda eu a cantar

Page 10: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

10

Ajuda eu berimbauAjuda eu a cantar

ALO MARIA

Vou ligar pra você (coro)Alo, alo Maria (coro)

Vou dizer que te amo (coro)No final do ano (coro)

Eu vou pra Bahia (coro)E Maria, capoeira eu não largo não

Já tentei mas meu coraçãoNão vive sem ela não

Tinha que perder a visãoE nunca escutar então

A voz do lamentoVer um jogo de São Bento

Explode meu coraçãoVou ligar pra você (coro)

Alo, alo Maria (coro)Vou dizer que te amo (coro)

No final do ano (coro)Eu vou pra Bahia (coro)

Capoeira angola, regional, samba de roda e maculeleIsso tá no meu sangue

Tá perto de mimSó falta você

Vou ligar pra você,Alo, alo Maria (coro)

Dizer que te amo (coro)No final do ano (coro)

Eu vou pra Bahia

A MANTEIGA DERRAMOU

Vou dizer a meu sinhôQue a manteiga derramouE a manteiga não é minha

E a manteiga é de ioiôVou dizer a meu sinhô

Page 11: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

11

Que a manteiga derramouE a manteiga não é minha

E a manteiga é de ioiôVou dizer a meu sinhô

Que a manteiga derramouA manteiga é de ioiô

Caiu na água e se molhouVou dizer a meu sinhô

Que a manteiga derramouA manteiga é do patrão

Caiu no chão e derramouVou dizer a meu sinhô

Que a manteiga derramouA manteiga não é minha

É pra filha de ioiô...

ANGOLA Ê

Angola ê-e-e, angola á-a-aMeu berimbau tá me chamando pra jogar.

Angola ê-e-e, angola á-a-a (coro)Meu berimbau tá me chamando pra jogar.

A ONDA ROLOU NA PRAIA

A onda rolou na praiae voltou correndo ao marA onda rolou na praia

e voltou correndo ao marCapoeira balançou

no rolê voltou a jogarCapoeira balançou

no rolê voltou a jogarMeia-lua cortou o vento

Rasteira foi lá buscarCapoeira balançou

no rolê voltou a jogarCapoeira balançou

no rolê voltou a jogarSegura seu moço

Deixa o corpo balançarno toque do berimbau

Page 12: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

12

Capoeira vai ter que rolarna cadência do atabaque

Quero ver nego pularCapoeira balançou

no rolê voltou a jogarCapoeira balançou

no rolê voltou a jogar

A PALHA DO COQUEIRO

Vento balançou a palha do coqueiroVento balançou a palha do coqueiro

Coco que tava maduroDespencou caiu primeiroCoco que tava maduro

Despencou caiu primeiroLá na praia tem coqueiroQuem plantou foi lemanjá

Se o coco tiver maduroO vento vai derrubar

Vento balançou a palha do coqueiroVento balançou a palha do coqueiro

Coco que tava maduroDespencou caiu primeiroCoco que tava maduro

Despencou caiu primeiroCoco maduro

tomara que você caiaMais não quebre a sapucaia

quando o vento balançarVento balançou a palha do coqueiroVento balançou a palha do coqueiro

Coco que tava maduroDespencou caiu primeiroCoco que tava maduro

Despencou caiu primeiroNa praia de Amaralina

Na sombra do coqueiralTem roda de capoeiraNo toque do berimbau

Vento balançou a palha do coqueiroVento balançou a palha do coqueiro

Coco que tava maduro

Page 13: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

13

Despencou caiu primeiroCoco que tava maduro

Despencou caiu primeiro

APANHA LARANJA MENINO

Apanha laranja meninoApanha laranja do chão

Defende o seu reino sózinhoCom a forca do seu coraçãoApanha laranja meninoApanha laranja do chão

Defende o seu reino sózinhoCom a forca do seu coração

Procurei meu amigoNão veio

Sera que é meu amigoEu não sei

Me pediu amizidadeEu dei

Me deixou na saudadeOutra vez

Quem faz uma faz duasFaz tres

Ouem faz quatro faz cincoFaz seis

Apanha laranja meninoApanha laranja do chão

Defende o seu reino sózinhoCom a forca do seu coraçãoApanha laranja meninoApanha laranja do chão

Defende o seu reino sózinhoCom a forca do seu coração

APANHA A LARANJA NO CHÃO, TICO TICO

Apanha a laranja no chão, tico ticoSe meu amor foi embora eu não ficoApanha a laranja no chão, tico tico

Meu abada é de renda, e de fitaApanha a laranja no chão, tico tico

Page 14: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

14

Não se apanha com a mão, se apanha com bicoApanha a laranja no chão, tico tico

ARUENDA Ê

Aruanda êAruanda ê, AruandaAruanda ê camará

Aruanda êAruanda ê, AruandaAruanda ê camará

Vem de dentro do peitoEssa chama que acende

Meu corpo inteiro não pode pararEu sou mandingueiro de lá da Bahia

Axé capoeira salve AbadáAruanda ê

Aruanda ê, AruandaAruanda ê camaráOxalá que me guiePor todo caminho

Não deixe na roda a fé me faltarSou vento que sopra eu sou capoeira

A luta de um povo prá se libertarAruanda ê

Aruanda ê, AruandaAruanda ê camará

AVISA MEU MANO

Avisa meu manoAvisa meu manoAvisa meu mano

Capoeira mandou lhe chamarAvisa meu manoAvisa meu mano

Page 15: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

15

BAHIA COMEÇA COM B

Bahia começa com B (bis)Bahia termina E IA (bis)berço e mae da capoeirameu amigo era a Bahia

Bahia começa com B (bis)Bahia termina E IA (bis)

vim falar dos velhos mestresque viveram na Bahia

Bahia começa com B (bis)Bahia termina E IA (bis)

Bahia, eee, Bahia, aaa (bis)

BARAUNA CAIU

Barauna caiu, quanto mais euQuanto mais eu, cuanto mais euBarauna caiu, quanto mais euCuanto mais eu, colego velho

BATE PALMA PRA ELEO menino é bom

Coro: Bate palma pra eleÉ bom é bom

Coro: Bate palma pra eleO menino é bom

Coro: Bate palma pra eleÉ bom é bom

Coro: Bate palma pra ele

BEIJO NA BOCA

Berimbau de ouro que eu mandei buscarLá na Vereda, na serra do luar

Lá na chapada cachoeira, no sertão arapuáMorena case comigo

Page 16: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

16

Que eu nasci só pra te amarSe eu pedir você me dá morena

Um beijo na bocaDá, me dá, me dá, morena

Um beijo na bocaMas se eu pedir você me dá morena

Um beijo na boca

BERIMBAU, BERIMBAU

Da Bahia mandei virBerimbau, berimbau

Um capoeira legalBerimbau, berimbauSe você for na Bahia

Berimbau, berimbauNosso senhor do bôfimBerimbau, berimbau

Me traga um berimbau maneiroBerimbau, berimbau

Um viola pra mimBerimbau, berimbau

BOM JESUS DA LAPA E

Oi bom Jesus da Lapa eoi bom Jesus da Lapa aoi bom Jesus da Lapa eoi bom Jesus da Lapa a

Oi bom Jesus da Lapa eoi bom Jesus da Lapa a

BRINCADEIRA...

Mas hoje é dia de festaeu jurei que nãovou me importar

se o batuque não saicomo eu gosto

Page 17: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

17

se a morena não vaime olhar

hoje eu quero jogarcapoeira

ver mandinga pra láe pra cá

esse luta, essa dançaguerreira

faz meu corpo searrepiá

brincadeira...Brincadeira,

mandingáno molejo do

corpo, mamolejá.

CAJUÊ (Vou mandar eu vou)

Vou mandar eu vouCajuê

Eu mandar BoiáCajuê

Ô menina lindaCajuê

Venha me buscarCajuê

Mas eu vouCajuêBoiá

CajuêMandar eu vou

CajuêEu mandar Boiá...

Cajuê...

CAMUGERÊ

Dei um passeio com a filha de dona BentaChama ela de pimenta é boa de rebolar

Sou capoeira também gosto de um esquentaE de tanto esquenta, esquenta eu tive que me casar

Camugerê, como tá como tá

Page 18: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

18

CamugerêComo vai vos micê

CamugerêEu vou bem de saúde

CamugerêVim aqui pra lhe ver

CamugerêInheco inheco tico tico mela mela

Eu passei pela capela e vi dois padres no altarEu dei um pulo, dei dois pulos, dei três pulos

Acabei pulando o muro, não parei mais de pularCamugerê

Você me disse que esse jogo é brincadeiraQue esse jogo é besteira e qualquer um pode jogar

Mas outro dia vi você cair na asneiraDe entrar na roda brava e cansar de apanhar

CamugerêEu vinha descendo, descendo pela ladeira

Tomei um tombo de bobeira, um tombo de arrepiarTava de branco e chão sujo de poeira

Mas eu sou bom capoeira e safei sem me sujarCamugerê

CAMUNJERÊ

Como vai, como táCamunjerê

Ô como vai vosmicê?Camunjerê

Como vai de saudeCamunjerê

Para mim é um prazerCamunjerê

CANARINHO DA ALEMANHA

Canarinho da AlemanhaQuem matou meu curió

Eu jogo capoeiraNa Bahia e Maceió

Canarinho da AlemanhaQuem matou meu curió

Page 19: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

19

Eu jogo capoeiraMas meu mestre é melhorCanarinho da AlemanhaQuem matou meu curió

Quem tem fé em DeusNunca cai em bozó

Canarinho da AlemanhaQuem matou meu curió

O segredo da lua

CAPITÃO DO MATO

Eu vou fugireu vou capitão do mato

Eu vou fugireu vou capitão do matoMinhas mão tão calejadasminha alma está cansadajá não aguento esse lugaro Quilombo dos Palmares

ajude a me curarEu vou fugir

eu vou capitão do matoSem mim não tinha riqueza

conheci fome e tristezae o chicote a me espancarvou prá perto de Zumbi

ele está a me esperarEu vou fugir

eu vou capitão do mato

CAPOEIRA

Coro: CapoeiraE' defesa, ataqueA ginga de corpoE a malandragem

São Francisco NunesPreto velho meu avô

Ensinou para o meu paiMas meu pai não me ensinou

Coro: CapoeiraE' defesa, ataque

Page 20: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

20

A ginga de corpoE a malandragem

O Maculelêa danca do pau

A roda da Capoeiraè no toque do berimbau

Coro: CapoeiraE' defesa, ataqueA ginga de corpoE a malandragem

Eu ja tive em MoçambiqueEu ja tive em Guinè

Tô voltando de AngolaCom o jogo de Malè

Coro: CapoeiraE' defesa, ataqueA ginga de corpoE a malandragem

Se você quiser aprendeVai ter que praticar

Mas na roda de CapoeiraE' gostoso de jogarCoro: Capoeira

E' defesa, ataqueA ginga de corpoE a malandragem

CAPOEIRA DE SAO SALVADOR

O, meu mano.O que foi que tu viu láEu vi capoeira matando

Ora meu deus, Também vi maculelêCapoeira!

É jogo praticado na terra de São SalvadorCapoeira!

É jogo praticado na terra de São SalvadorMas sou discípulo que aprendo

E mestre que dá liçãoNa roda de capoeira

Nunca dei meu golpe em vãoÉ jogo praticado na terra de São Salvador

Capoeira!É jogo praticado na terra de São Salvador

É Manuel dos Reis Machado

Page 21: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

21

Ele é fenomenalEle é o Mestre BimbaCriador da Regional

É jogo praticado na terra de São SalvadorCapoeira!

É jogo praticado na terra de São SalvadorEi capoeira é luta nossa

Da era colonialE nasceu foi na Bahia a

Angola e RegionalÉ jogo praticado na terra de São Salvador

Capoeira!É jogo praticado na terra de São Salvador

No dia que eu amanheçoDanado da minha vidaPlanto cana descascadaCom seis dias tá nascida

É jogo praticado na terra de São SalvadorCapoeira!

É jogo praticado na terra de São SalvadorÉ jogo de liberdadeJogo de libertação

Praticado na SenzalaNo tempo da escravidão

É jogo praticado na terra de São SalvadorCapoeira!

É jogo praticado na terra de São SalvadorJogo de muita mandinga

Do escravo sofredorQue queria se livrarDo chicote do feitor

É jogo praticado na terra de São SalvadorCapoeira!

É jogo praticado na terra de São Salvador

CAPOEIRA E DA NOSSA COR

Au ê, au ê, au ê ê.E lê lê lê lê lê lê lê lê o

Au ê, au ê, au ê ê.E lê lê lê lê lê lê lê lê o

Ta no sangue da raça brasileira,Capoeira,

É da nossa cor.Berimbau

Page 22: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

22

É da nossa cor.Atabaque

É da nossa cor.

CAPOEIRA ME CHAMA DA LICENçA MEU SENHOR

Iê a , Iê, ôôCapoeira me chama, dá licença meu Senhor

Iê a , Iê, ôôCapoeira me chama dá licença meu Senhor

Capoeira me chamaE eu vou atender

Entro na roda sem medoCom malícia e segredoPronto pra me defender

Iê a , Iê, ôôCapoeira me chama dá licença meu Senhor

Com um pouco de molejoVou de encontro ao berimbauQuem não canta bate palma

Cabaça, arame, e um pedaço de pau

CAPOEIRA NA BEIRA DO MAR

Foi no samba de roda, que eu vi minha nega chorarPerguntei, o que foi minha preta

Agora você vai me falarE ela com muita emoção

chegou bem pertinho para me falarHoje sonhei com capoeira

Jogada bonita na beira do marSonhei.eu fui sonhar

Capoeira na beira do mar*Joguei eu fui jogar

Capoeira na beira do mar*O balanço de coco na beira do mar (bis)Se o coqueiro e a baiana balançar (bis)

E la vou eu,la vou eu e La vou euVou com as ondas do mar (bis)

Vou jogar capoeira na beira do mar(bis)

Page 23: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

23

O coqueiro e a baiana balançar (bis)

CAPOEIRA PRA ESTRANGEIRO

Capoeira prá estrangeiro, meu irmão, é matoCapoeira brasileira, meu compadre, é de matá

Capoeira prá estrangeiro, meu irmão, é matoCapoeira brasileira, meu compadre, é de matá

Berimbau tá chamandoÉ a roda formando

Vai se benzendo prá entrarO São Bento de Angola, São Bento Pequeno, Cavalaria, Iúna

A mandinga do jogoO molejo da esquivaÉ prá não cochilarCapoeira é ligeira

Ela é brasileiraEla é de matá

Capoeira prá estrangeiro, meu irmão, é matoCapoeira brasileira, meu compadre, é de matá

Olha o rabo de arraiaOlha aí a ponteira

E a meia lua prá matarO mortal e o aú

O macaco e a rasteiraE o arastão prá derrubar

Galopante faceiroVai se preparando pra voar

Capoeira prá estrangeiro, meu irmão, é matoCapoeira brasileira, meu compadre, é de matá

Olha o rabo de arraiaOlha aí a ponteira...

CHICO

Chico Parauê Rauêra, Chico Parauê RauááChico Parauê Rauêra Rárá Rauêra uêra uêra uááChico Parauê Rauêra, Chico Parauê Rauáá

Chico Parauê Rauêra Rárá Rauêra uêra uêra uááPrepare o corpo que o chico chegou

Page 24: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

24

É Nego velho e têm histórias pra contarChico eu quero ver jogar

Eu quero ver jogar Angola en RegionalChico Parauê Rauêra, Chico Parauê Rauáá

Chico Parauê Rauêra Rárá Rauêra uêra uêra uááMandinga disfarçada em dança

A dança da CarnavialChico eu quero ver jogar

Eu quero ver jogar Angola en Regional

CHORA CAPOEIRA

Chora capoeira,Capoeira chora,O chora capoeira

Mestre Bimba foi se embora.Chora capoeira,Capoeira chora,

O chora capoeiraMestre Bimba foi se embora.O Mestre Bimba foi se embora,

Por favor tire o chapéu,Mas não vai chorar agora,Mestre Bimba foi pro céu.

Chora capoeira,Capoeira chora,

O chora capoeiraMestre Bimba foi se embora.O Mestre Bimba foi se embora,

Mas deixou jogo bonito,Deve estar jogando agora,

Numa roda no infinito.Chora capoeira,Capoeira chora,

O chora capoeiraMestre Bimba foi se embora.O Mestre Bimba foi se embora,Não tem virtude, nem mistério,

Berimbau tocou sereno,Na porta do cemitério.

Chora capoeira,Capoeira chora,

O chora capoeira

Page 25: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

25

Mestre Bimba foi se embora.Mestres de capoeira

Existem muitos por aíMas igual ao Mestre Bimba

Nunca mais vai existirChora capoeira,Capoeira chora,

O chora capoeiraMestre Bimba foi se embora.Mestre Bimba foi-se embora

Para nunca mais voltarDisse adeus à capoeiraE foi pro céu descansar

Chora capoeira,Capoeira chora,

O chora capoeiraMestre Bimba foi se embora.

Atenção capoeiristaPor favor tire o chapéu

E Mestre Bimba está jogandoNuma roda lá no céu

Chora capoeira,Capoeira chora,

O chora capoeiraMestre Bimba foi se embora.

No dia de sua morteBerimbau silenciou

Sete dias de lutoToda Bahia ficouChora capoeira,Capoeira chora,

O chora capoeiraMestre Bimba foi se embora.

O chora.Chora capoeira,Capoeira chora,

O chora capoeiraMestre Bimba foi se embora.

CHORA MARIA CHORA

E Maria tava chorandoporque seu amor foi embora

Page 26: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

26

Ele foi, Foi là prà beira do caisJogà Capoeira de Angola

Coro: Chora Maria choraChora Maria seu bem foi embora

Coro: Chora Maria choraOi prà beira do cais jogador de Angola

Coro: Chora Maria choraChora Maria porque a roda demora

Coro: Chora Maria choraA roda sò para no romper da aurora

Coro: Chora Maria choraChora Maria, Maria agora

Coro: Chora Maria choraQuem mandou tu querer Capoeira de Angola

Coro: Chora Maria chora

CHORA VIOLA

E chora viola, chora,Chora viola.

ChoraChora viola.

ChoraChora viola.

ChoraChora viola.

ChoraChora viola.

Chora

CHUE CHUE CHUE CHUA

Eu pisei na folha secaDe fazer chuê chuà

Coro: chuê chuê chuê chuàEu vim fazer chuê chuà

Coro: chuê chuê chuê chuàEu vim fazer chuê chuà

Coro: chuê chuê chuê chuà

Page 27: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

27

COBRA MALVADA

Queria ir,Mas agora não vou mais,

Queria ir,Mas agora não vou mais,

No caminho apareceu,Duas cobras de Corais.Essa cobra me morde

Sinho São BentoEla vai me morderSinho São BentoEla é venenosa

Sinho São BentoEla é perigosa

Sinho São BentoEla vai me pegar

Olhe que cobra malvadaOlhe o veneno da cobra

A cobra é danadaEla vai te matar.

COCHILOU JACARÉ TE ABRAÇOU

Você quis entrar no rio,Mas o rio é fundo e não dá pé,

Seu moço toma cuidado,Com o bote do jacaré.O cochilou, cochilou,

Cochilou, jacaré te abraçouCochilou, cochilou

Na beirada do rio o bicho te pegouCochilou, cochilou

Quem mandou cochilar, jacaré te abraçouCochilou, cochilou

Na beirada do rio o bicho te pegouVocê quis entrar no rio,

Mas o rio é fundo e não dá pé,Seu moço toma cuidado,

Com o bote do jacaré.O cochilou, cochilou,

Cochilou, jacaré te abraçouCochilou, cochilou

Na beirada do rio o bicho te pegou

Page 28: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

28

Cochilou, cochilouQuem mandou cochilar, jacaré te abraçou

Cochilou, cochilouNa beirada do rio o bicho te pegou

CORTA CANA

Trabalha negro escravo, corta cana no canavial.O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,

corta cana no canavialO corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,

corta cana no canavialEu tive pai, eu tive mãe eu tive filha, mas perdi toda a família, a

liberdade e o amor,E hoje em dia eu só tenho dor e calo, trabalhando no embalo, do

chicote do feitor.O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,

corta cana no canavialEu já fui Rei, a minha mulher foi Rainha, pela mata eu ia em dia,

livre como animal,Mas hoje em dia, sou como um bicho acuado, trabalhando

acorrentado, preso no canavialO corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,

corta cana no canavialA alma negra nunca foi escravizada, correu menina levada,

brincado no céu de lá,Roubaram o Sol, roubaram a noite e meu dia, só não roubaram a

poesia que eu trago no meu cantar.O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,

corta cana no canavialEu sou guerreiro tenho fé e tenho crença, porque me firmo na

benção, que ganhei do orixás,Sou cana forte, sou membé cana caiana, minha doçura de cana, é

ruim de me derrubarO corta cana, corta cana, corta cana, nego velho,

corta cana no canavial

CRUZ-CREDO, AVE MARIA

Cruz-Credo, Ave Maria

Page 29: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

29

Quanto mais eu cantavaNinguém respondia

Cruz-Credo, Ave MariaEssa roda é de mudo

e eu não sabiaCruz-Credo, Ave Maria

Quanto mais eu rezavaAssombração aparecia

Cruz-Credo, Ave MariaEu rezava de noite

Erezava de diaCruz-Credo, Ave Maria

Eu rezava e gritavaE ninguém respondia

Cruz-Credo, Ave Maria

CUIDADO MOÇO

Cuidado moçoQue essa fruta tem caroço

Cuidado moçoQue essa fruta tem caroçoPela rama que da a arvore

Sei da fruta que ela daEssa fruta tem caroçoEla pode lhe engasgar

Cuidado moçoQue essa fruta tem caroço

Cuidado moçoQue essa fruta tem caroço

Mais vale nossa amizadeQue dinheiro no meu bolso

Para quem sabe viverEssa vida é um colosso

Cuidado moçoQue essa fruta tem caroço

Cuidado moçoQue essa fruta tem caroçoAndo com o corpo fechadoE um rosario no pescoço

Fui criado la na roçaTomando agua de poço

Cuidado moço

Page 30: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

30

Que essa fruta tem caroçoCuidado moço

Que essa fruta tem caroçoVocê jogava muito

No tempo que era moçoJá tá ficando velho

Olha as rugas no seu rostoCuidado moço

Que essa fruta tem caroçoCuidado moço

Que essa fruta tem caroçoCachorro que é esperto

Come a carne e roi o ossoA mulher quando não presta

Mata o cabra de desgostoCuidado moço

Que essa fruta tem caroçoCuidado moço

Que essa fruta tem caroço

CURVA DE RIO

Curva de rioPonta de areia

Andei pela praia no rastro da sereiaPrá jogar Capoeira, tem idade não senhor

Gordo, velho, magro, moço, tem que ser improvisadorBerimbau comanda o jogo, com pandeiro e agogôO atabaque no sentido que esse jogo me provoca

Macio feito uma mola, Capoeira é de valorPõe mandinga nesse jogo, berimbau já reclamou

A onça turrou na mata, boi malhado assustouNo galho da seringueira, macaco já pulouNa beira do rio eu vi sucuri laçar um boi

no meio da águas eu vi a sereia cantarDo outro lado eu vi um Mutum a voar

Page 31: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

31

DÀ DÀ DÀ NO NEGRO

No negro você não dàCoro: Dà dà dà no negro

Mas se der vai apanharCoro: Dà dà dà no negro

No negro você não dàCoro: Dà dà dà no negroJogue o negro para cima

Coro: Dà dà dà no negroDeixa o negro vadiar

Coro: Dà dà dà no negroNo negro você não dà

Coro: Dà dà dà no negro

DEVAGAR, DEVAGAR

Devagar, devagarDevagar, devagarinho

Côro: Devagar, devagarCuidado com o seu pezinhoCôro: Devagar, devagar

Capoeira de Angola é devagarCôro: Devagar, devagar

Esse jogo é devagarCôro: Devagar, devagar

Eu falei devagar, devagarinhoCôro: Devagar, devagarEsse jogo bonito é devagarCôro: Devagar, devagar

Falei devagar, falei devagarCôro: Devagar, devagar...

DIM, DIM, DIM, LÁ VAI VIOLA

Dim, dim, dim, lá vai viola,Segura esse nego no jogo de angola,

Dim, dim, dim, lá vai violaE viola meu bem viola

Dim, dim, dim, lá vai viola,

Page 32: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

32

Segura menino esse corpo de mola

DONA MARIA COMO VAI VOCÊ?

Vai você, vai vocêCôro: Dona Maria como vai você?Mas como passou, como vai você?

Côro: Dona Maria como vai você?Joga bonito que eu quero aprender

Côro: Dona Maria como vai você?Quero aprender a jogar com você

Côro: Dona Maria como vai você?Faça jogo de baixo que eu quero verCôro: Dona Maria como vai você?

Como vai você, como vai você?Côro: Dona Maria como vai você?

Joga bonito que o mestre quer verCôro: Dona Maria como vai você?

Capoeira não é karatéCôro: Dona Maria como vai você?

Joga bonito pra mim aprenderCôro: Dona Maria como vai você?

Ê como vai, como passouCôro: Dona Maria como vai você?...

DONA MARIA DO CAMBOATÁ

Dona maria do camboatáela chega na venda ela manda botardona maria do camboatá (coro)

ela chega na venda ela manda botardona maria do camboatá (coro)

ela chama o menino e manda comprardona maria do camboatá (coro)

se não tem, se não acha ela manda trocardona maria do camboatá (coro)

é do camboatá, é do camboatádona maria do camboatá (coro)

volta na venda pra reclamardona maria do camboatá (coro)

ela chega na venda e começa a gritardona maria do camboatá (coro)

Page 33: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

33

ela chega na venda e começa a gingardona maria do camboatá (coro)

ela chega na venda e dá salto mortaldona maria do camboatá (coro)

é do camboatá, é do camboatádona maria do camboatá (coro)

DONA MARIA DO CAMBOATÁ

Coro: Dona Maria do CamboatàEla chega na venda, ela manda botàCoro: Dona Maria do Camboatà

Ela chega na venda e dà sarto mortalCoro: Dona Maria do Camboatà

Ela chega na venda e começa a gingarCoro: Dona Maria do Camboatà

É COM O PÉ QUE SE BATE

Quem nunca jogou capoeira,Ainda não sabe o que é bom,

É cultura brasileira,Ensina o Folclore,E é luta da gente,

Quando se escuta o pandeiro,Rimando com o atabaque,O berimbau vem dizendo,

Não é com a mão,É com o pé que se bate

Não é com a mãoÉ com o pé que se bate

Não é com a mãoÉ com o pé que se bate

Não é com a mãoÉ com o pé que se bate

Não é com a mãoÉ com o pé que se bate

E' DE MANHÃ, IDALINA TÀ ME CHAMANDO

Page 34: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

34

Idalina tem o costumeDe chamar e vai andando

Coro: E' de manhã, Idalina tà me chamandoO Idalina meu amor

Idalina tà me esperandoCoro: E' de manhã, Idalina tà me chamando

De mandar e se vai andandoCoro: E' de manhã, Idalina tà me chamando

Idalina tem o costumeDanado de falar de homem

Coro: E' de manhã, Idalina tà me chamandoIdalina meu amor

Idalina tà me esperandoCoro: E' de manhã, Idalina tà me chamando

Ê DONA ALICE, NÃO ME PEGUE NÃO

Ê Dona Alice, não me pegue nãoNão me pegue, não me agarre

Não me pegue nãoÊ Dona Alice, não me pegue não

Não me pegue, não me pegueNão me pegue não

Ê Dona Alice, não me pegue nãoNão me pegue, não me pegue

Me deixe de mãoÊ Dona Alice, não me pegue não

Não me pegue, não me abraceQue eu não gosto não

Ê Dona Alice, não me pegue nãoNão me pegue ou só me pegue

No meu coraçãoÊ Dona Alice, não me pegue não...

É LEGAL, É LEGAL

É legal, é legalJogar capoeira é um negócio legal

Côro: É legal, é legalOi tocar berimbau é um negócio legal

Côro: É legal, é legal

Page 35: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

35

Tocar o pandeiro é um negócio legalCôro: É legal, é legal

O som da Bahia é um negócio legalCôro: É legal, é legal

Jogar capoeira e tocar berimbauCôro: É legal, é legal

Oi tocar atabaque é um negócio legalCôro: É legal, é legal

Pernas pro Ar é um grupo legalCôro: É legal, é legal...

Ê PARANÁ

Ê, ParanáParaná, Paraná ê, Paraná

Côro: Ê, ParanáEu não vou na sua casa, Paraná

Côro: Ê, ParanáPra você não ir na minha, Paraná

Côro: Ê, ParanáPorque você tem boca grande, Paraná

Côro: Ê, ParanáVai comer minha galinha, Paraná

Côro: Ê, ParanáPuxa, puxa, leva, leva, Paraná

Côro: Ê, ParanáParaná está me chamando, Paraná

Côro: Ê, ParanáMe chamando pra jogar, Paraná

Côro: Ê, ParanáMinha mãe está me chamando, Paraná

Côro: Ê, ParanáVê que vida de moleque, Paraná

Côro: Ê, Paraná...

Ê PARANÁ.

Ê Paraná, e Paraná,Terra da boa madeira, Paraná

Ê Paraná, e Paraná,Eu vim aqui aqui não vou voltar, Paraná

Ê Paraná, e Paraná,Eu quero ver você jogar, Paraná.

Page 36: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

36

Ê Paraná, e Paraná,Eu quero ver você cantar,Paraná.

Ê Paraná, e Paraná,Eu vim aqui aqui não vou voltar, Paraná

Ê Paraná, e Paraná,Paraná, Paranaué, Paraná.

Ê Paraná, e Paraná,

ERA, ERA, ERA, EU SOU MAIS A CAPOEIRA

Era, era, era, eu sou mais a capoeira.Era, era, era.

Ai essa luta brasileiraEra, era, era.

Mas eu sou mais acapoeiraEra, era, era.

Mas essa luta é brasileira.Era, era, era

EU APRENDI CAPOEIRA LA NA RAMPA E NO CAIS DA BAHIA

Eu aprendi capoeiraLa na rampa e no cais da Bahia

Eu aprendi capoeiraLa na rampa e no cais da Bahia (chorus)

Vim da ilha de maré na saveiro do mestre JoãoFui morar la na preguiça me criei na conceição

Eu descia o pelourinho eu subia a gamaleiraEu passava o dia inteiro na roda de capoeira

Eu aprendi capoeiraLa na rampa e no cais da Bahia

Eu aprendi capoeiraLa na rampa e no cais da Bahia (chorus)

Camafeu e pastinha jogavaValdemar jogava com seu Zacharias

Eu aprendi capoeiraLa na rampa e no cais da Bahia (chorus)

O gringo filmava me fotografavaeu pouco ligava também não sabiaQue minha foto ia sair no jornal

Na Russia na França e até na HungriaCapoeira é uma arte, capoeira é uma luta

capoeira é um balé mais lindo da minha Bahia

Page 37: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

37

Eu aprendi capoeiraLa na rampa e no cais da Bahia

Eu aprendi capoeiraLa na rampa e no cais da Bahia (chorus)

EU SOU ANGOLEIRO

Eu sou angoleiro, e angoleiro é o que eu souEu sou angoleiro

Eu vim de Salvador.Eu sou angoleiro

E angoleiro é o que eu sou.Eu sou angoleiro

Eu vim lá de Salvador.Eu sou angoleiro

E angoleiro, é Angola.

EU SOU ANGOLEIRO

Eu sou angoleiroAngoleiro é que eu sou

Côro: Eu sou angoleiroAngoleiro jogador

Côro: Eu sou angoleiroAngoleiro na Bahia

Côro: Eu sou angoleiroAngoleiro de valor

Côro: Eu sou angoleiroAngoleiro sim sinhô

Côro: Eu sou angoleiroAngoleiro de Angola

Côro: Eu sou angoleiroAngoleiro, sou angoleiroCôro: Eu sou angoleiroAngoleiro, jogo AngolaCôro: Eu sou angoleiroEm Angola fiz meu nomeCôro: Eu sou angoleiro

Meu pai é angoleiroCôro: Eu sou angoleiro

Angola jogo maneiroCôro: Eu sou angoleiro

Page 38: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

38

Angoleiro é meu nomeCôro: Eu sou angoleiro

Angoleiro imperadorCôro: Eu sou angoleiro

Angoleiro do BrasilCôro: Eu sou angoleiro...

EU VI A CUTIA COM COCO NO DENTE

Eu vi a Cutia com coco no dente,com coco no dente com coco no dente.

Eu vi a Cutia com coco no dente,Comendo farinha, olhando pra gente.Eu vi a Cutia com coco no dente,

com coco no dente com coco no dente.Eu vi a Cutia com coco no dente,

Comendo farinha, olhando pra gente.Eu vi a Cutia com coco no dente,

com coco no dente com coco no dente.Eu vi a Cutia com coco no dente

FACA DE PONTA

Faca de ponta quer lhe furarCuidado moço que o negro quer lhe pegar

Faca de ponta quer lhe furarCuidado moço que o negro quer lhe pegar

Esse negro mandingueiro tá lhe armando uma emboscadaEspera você passar sozinho pela estrada

Escondido numa moitaCom sua faca amolada

Faca de ponta quer lhe furarCuidado moço que o negro quer lhe pegar

No toque do berimbauo jogo é alei do cão

o negro levou rasteirana roda caiu no chãoAgora jura vingançaCom sua faca na mão

Faca de ponta quer lhe furarCuidado moço que o negro quer lhe pegar

Berimbau tocou São Bento

Page 39: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

39

Hoje o jogo é pra valerSe você não der no negro

Ele vai dar em vocêFaca de ponta quer lhe furar

Cuidado moço que o negro quer lhe pegarMas você é capoeira

E tem que usar mandingaNo molejo da esquiva

Pra que a faca não te atinjaFaca de ponta quer lhe furar

Cuidado moço que o negro quer lhe pegar

FESTA DA PENHA

Quatro domingos de outubroQuatro domingos de outubro

tem festa da padroeiratem camelô vendendo argola

tem beata rezadeirae no meio da pracinhatem roda de capoeira

pau pau, madeira pra lenhasão quatro domingos de roda da Penha

pau pau, madeira pra lenhavem chegando a roda da Penhapau pau, madeira pra lenha

quando chega o mês de outubrovocê tem que preparar

reza pro santo, acende velapra pode ir lá jogar

pau pau, madeira pra lenhavem chegando a roda da Penhapau pau, madeira pra lenha

vem gente pagar promessavem gente prá passeareu que sou capoerista

vou pra roda jogarpau pau, madeira pra lenha

quatro domingos de roda na Penhapau pau, madeira pra lenha

GAMELERA NO CHÃO

Page 40: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

40

Bentivi jogouCoro: Gamelera no chão

Bentivi jogouCoro: Gamelera no chão

Jogo que eu viCoro: Gamelera no chão

Jogo jogouCoro: Gamelera no chão

GUNGA É MEUU

Gunga é meugunga é meugunga é meu

é meu, é meu, é meuGunga é meugunga é meuIAIAIOIO

Quando o meu mestre se foiToda a Bahia chorou

Iaia ioioIaia ioio iaia ioio (coro)

Oi menino comigo aprendeu (2x)Aprendeu a jogar capoeira aprendeu

Quem me ensinou já morreu (2x)O seu nome esta gravadoNa terra onde ele nasceu

Salve o mestre BimbaA Bahia de Maré

Salve o mestre que me ensinouA mandinga de bater com o pé

Iaia ioioIaia ioio iaia ioio (coro)

MandingueiroVenho de Malé BolênciaEra ligeiro o meu mestre

Que jogava conforme a cadênciaNo bater do berimbauSalve o mestre Bimba

Criador da regionalSalve o mestre Bimba

Iaia ioio

Page 41: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

41

Iaia ioio iaia ioio (coro)Aprendeu meia-lua aprendeu

Oi martelo, rabo-de-arraiaJogava no pé da ladeira

Muitas vezes na beira da praiaSalve São SalvadorA Bahia de Maré

Salve o mestre que me ensinouA mandinga de bater com o pé

Iaia ioioIaia ioio iaia ioio (coro)

Quando meu mestre se foiToda a Bahia chorou

Iaia ioioIaia ioio iaia ioio (coro)

I NA HORA Ê (Maculelê)

I na hora ê i na hora ai na hora ê eu sou de angola

i na hora ê i na hora ai na hora ê eu sou de angola

i na hora ê i na hora ai na hora ê da licença pra eu passar

i na hora ê i na hora ai na hora ê eu sou de angola

ISSO É COISA DA GENTE

Se você faz um jogo ligeirodá um pulo pra lá e pra cá

não se julgue tão bom capoeiraQue a capoeira não é tão vulgar

para ser um bom capoeiristapra ter muita gente que lhe dè valorvocê tem que ter muita humildade

Tocar instrumentos, ser um bom professorO capoeira faz chula bonita

canta um lamento com muito emoçãoquando vê seu mestre jogandoSente alegria no seu coração

ele joga angola miudinho

Page 42: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

42

se a coisa esquenta não corre do pauTem amigos por todos os lados

um grande sorriso também não faz malisso é coisa da gente,ginga pra lá e pra cámexe o corpo ligeiro,

a mandinga não pode acabarisso é coisa da gente,ginga pra lá e pra cámexe o corpo ligeiro,

a mandinga não pode acabarisso é coisa da gente,ginga pra lá e pra cá

JOGADOR, JOGADOR

Coro: Jogador, jogadorJogador de Capoeira

Coro: Jogador, jogadorJogue e não faça besteiraCoro: Jogador, jogador

Jogador de CapoeiraCoro: Jogador, jogador

JOGAR CAPOEIRA DE ANGOLA

Jogar Capoeira de AngolaNão é brincadeira

Menino vem ver lelêCom a cabeça no chão

Vai saindo de aúCompletando rolê

Jogar Capoeira de AngolaNão é brincadeira

Menino vem ver lelêCom a cabeça no chão

Vai saindo de aúCompletando rolê

Eu fui lá no cais da BahiaJogar Capoeira

Lembrei de Pastinha de Seu Aberê lelêCapoeira de Angola

Não é brincadeira menino vem ver

Page 43: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

43

Jogar Capoeira de AngolaNão é brincadeira

Menino vem ver lelêCom a cabeça no chão

Vai saindo de aúCompletando rolê

Porquinho sempre falouSolte o corpo menino

Deixe de falarTem que ter sentimento

Para Capoeira de Angola jogarJogar Capoeira de Angola

Não é brincadeiraMenino vem ver lelê

Com a cabeça no chãoVai saindo de aú

Completando rolêVocê diz que entra na roda

Com ginga de corpo sabe balançarTem que ser mandingueiro

Para Capoeira de Angola jogar

JOGO DA BASULA

Lá na ilha de LuandaLá na ilha de Luana

Pescador ja vem do marVem trazendo bom pescado

Graças á velha que andaIemanjá, nossa rainha do mar

No jogo da basulanegro vai te derrubar

Cuidado menino,Pescador já vem do mar

No jogo da basulanegro vai te derrubarPescador tem tradiçãoPara seu filho ensinar

Vem trazendo bom pescadoPara mucequa prepara

No jogo da basulanegro vai te derrubar

Do tronco do imbondeiroFaz-se casa para morar

Page 44: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

44

JOGO DE DENTRO, JOGO DE FORA

Jogo de dentro, jogo de foraValha-me Deus, minha Nossa SenhoraCôro: Jogo de dentro, jogo de foraToma cuidado com o jogo de AngolaCôro: Jogo de dentro, jogo de foraNão tem falsidade no jogo de AngolaCôro: Jogo de dentro, jogo de fora

Êste jogo é manhoso, é o jogo de AngolaCôro: Jogo de dentro, jogo de foraJogo de dentro é de jogo de Angola

Côro: Jogo de dentro, jogo de foraJogo bonito é pra Nossa Senhora

Côro: Jogo de dentro, jogo de foraJogo bonito quero ver agora

Côro: Jogo de dentro, jogo de fora...

LÁ NA BAHIA

Lá na BahiaCorre água sem chover

Lá na BahiaCorre água sem chover

A água doce do coco é doceEu também quero beberÁ água do coco é doce

Eu também quero beberNa fazenda Estiva

Nas terras de JacobinaComecei a Capoeira

Do famoso Mestre BimbaE foi morar lá no bairro da Lapinha

Conhecendo velhos mestresValdemar e Seu Traíra

Lá na BahiaCorre água sem chover

Treinou sequênciaFez cintura desprezada

Jogo duro esquenta banhoJunto da rapaziada

Depois de duro trabalhoDepois de muito treinarVeio pro Rio de Janeiro

Lá na Bahia

Page 45: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

45

Corre água sem chover

LAVADEIRA

Lava, lava, lavadeira ( CORO )A roupa do capoeira ( CORO )

Porque hoje é DomingoAmanhã Segunda feira

Hoje a festa é no BonfimAmanhã é na Ribeira

Oi, vai Ter roda de sambaE jogo de capoeira

Moleque, tome cuidadoCom o tombo da ladeira

Sua roupa está limpaCoitada da lavadeira

Lava, lava, lavadeira ( CORO )A roupa do capoeira ( CORO )

LA VAI VIOLA

Iêê là vai violaTin , tin , tin , tin la vai viola

mas que jogo bonito esse jogo de AngolaTin , tin , tin , tin la vai viola

Iêê là vai violaTin , tin , tin , tin la vai viola

Viola meu bem violaTin , tin , tin , tin la vai viola

LE LA LAE LAE LA

Le La Lae Lae LaLa Lae Lae La

Le Le Le Le La LaLe La Lae Lae La

La Lae Lae LaLe Le Le Le La La

Berimbau chamou pro jogo

Page 46: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

46

Pandeiro me respondeuO Atabaque já entrou

Mestre Bimba apareceuLa Lae Lae La

Le La Lae Lae LaLa Lae Lae La

Le Le Le Le La LaManoel dos Reis Machado

Criador da RegionalEspalhando pelo mundo

Essa cultura nationalLa Lae Lae La

Le La Lae Lae LaLa Lae Lae La

Le Le Le Le La LaLá no cais se batizouA Capoeira Regional

Espalhando pelo mundoEssa arte marcialLa Lae Lae La

Le La Lae Lae LaLa Lae Lae La

Le Le Le Le La LaLa Lae Lae La

Le La Lae Lae LaLa Lae Lae La

Le Le Le Le La La

LE LE LE BAIANA

A baiana me pegaMe leva pro sambaEu sou do samba

Eu vim sambáLe le le baiana

Minha baiana que deu o sinalLe le le baiana

Pra' dançar o carnavalLe le le baiana

Tambem jogar capoieraLe le le baiana

Angola e regionalLe le le baiana

Page 47: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

47

LEMBRANÇA DE BIMBA

Quando eu toco meu pandeiro, iaiáNo terreiro de Jesus

Quando eu toco meu pandeiroNo terreiro de Jesus

Eu me lembro de Mestre BimbaAjoelhado ao pé da cruz

Eu me lembro de Mestre BimbaAjoelhado ao pé da cruz

A capoeiraDe BimbaA RegionalDe Bimba

São Bento GrandeDe Bimba

Ajoelhado ao pé da cruzA desprezada

De BimbaToque de Iúna

De BimbaA CavalariaDe Bimba

Mestre Bimba foi maiorÊh, êh, êh

Mestre Bimba foi maior, camaráÊh, êh, êh

Mestre Bimba foi maior

LEVA MORENA ME LEVA

Leva Morena me levaleva p'ro seu bangaloLeva morena me leva

Que sou Capoeira ja disse que souLEVA MORENA ME LEVALEVA P'RO SEU BANGALO

Leva morena me levaOue hoje faz frio amanha faz calor

LEVA MORENA ME LEVALEVA P'RO SEU BANGALO

Leva morena me levaMe leva p'ra baixo do seu cobertor

Page 48: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

48

LEVA MORENA ME LEVALEVA P'RO SEU BANGALO

Leva morena me levaQue. hoje sou pobre amanha sou doutor

LEVA MORENA ME LEVALEVA P'RO SEU BANGALO

MÃINHA

Ê MãinhaE madrugada eu vou pro mar

Navegando pro horizonteNo reino de lemanjá

Ê MãinhaE madrugada eu vou pro mar

É maré cheiaTempestade sem parar

Peço a Deus que me protejaDo mistério desse mar

Ê MãinhaE madrugada eu vou pro mar

Peço a Deus que me protejaDo mistério desse mar

O mandingueiroQue chegou de velejar

Pede licença pro MestreReza prá seu Orixá

A roda já está formadaO jogo vai começar

Ê MãinhaE madrugada eu vou pro mar

Navegando pro horizonteNo reino de lemanjá

Nome do PaiBerimbau chama prá jogar

Roda pião de cabeçaRasteira prá derrubarMeia-lua e cabeçada

Você tem que mandingarÊ Mãinha

E madrugada eu vou pro mar

Page 49: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

49

MARINHEIRO SOU

Eu não sou daquiCoro: Marinheiro sou

Eu não tenho amorCoro: Marinheiro sou

Eu sou da BahiaCoro: Marinheiro sou

De São SalvadorCoro: Marinheiro sou

O marinheiro marinheiroCoro: Marinheiro souQuem te ensinou a nadàCoro: Marinheiro souO foi o tombo do navioCoro: Marinheiro souO foi o balanço do marCoro: Marinheiro sou

La vem la vemCoro: Marinheiro sou

Ele vem faceiroCoro: Marinheiro sou

Todo de brancoCoro: Marinheiro sou

Com seu bonezinhoCoro: Marinheiro sou

MESTRE BIMBA SE FOI

Mestre Bimba se foiMestre Bimba se foi

Mestre Bimba se foi para o céuMestre Bimba se foiMestre Bimba se foiMestre Bimba se foi

Mestre Bimba se foi para o céuMestre Bimba se foi

Está jogando angola com pastinhaNo berimbau com AberreCantando com Valdemar

Ensinando a MucungêMestre Bimba se foiMestre Bimba se foi

Mestre Bimba se foi para o céu

Page 50: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

50

Mestre Bimba se foiQuando eu falo de Mestre Bimba

Eu sinto o corpo arrepiarVejo o dia escurecerVejo a noite clarear

Mestre Bimba se foiMestre Bimba se foi

Mestre Bimba se foi para o céuMestre Bimba se foi

O nome de Mestre BimbaPra sempre será louvado

Porque foi bom capoeiristaHomem muito respeitado

Mestre Bimba se foiMestre Bimba se foi

Mestre Bimba se foi para o céuMestre Bimba se foi

No cantar de um pássaroCriou um jogo bem bonitoDeve estar jogando agora

Numa roda no infinitoMestre Bimba se foiMestre Bimba se foi

Mestre Bimba se foi para o céuMestre Bimba se foi

MEU BERIMBAU ESTÁ TOCANDO

Mas era de manhãLá no mercado

E o tempo nubladoO dia clarear

Vai Berimbau tocarVai na roda de láOh lá vai capoeiraNo pé da ladeira

E na beira do marCoro:

Meu Berimbau está tocandoAté o dia clarear

Se não clareou, seu moço,Vai clarear

Page 51: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

51

MEU BERIMBAU , INSTRUMENTO GENIAL

Meu berimbauInstrumento genial

Meu berimbauVocê é fenomenal!

Meu berimbauInstrumento genial

Meu berimbauVocê é fenomenal!

Berimbau,Instrumento que tem somToca a paz e toca a guerraE também chula de amor

Entro na rodaLogo vou me encaminhando

Com a baqueta e arruelaA minha chula eu vou cantando

Meu berimbauInstrumento genial

Meu berimbauVocê é fenomenal!

Meu berimbauInstrumento genial

Meu berimbauVocê é fenomenal!

MEU SENHOR SÃO BENTO

Tira a cobra do caminhoMeu senhor são bentoMeu senhor são bentoMeu senhor são bentoEsse nego é danadoEsse nego é violento

Tira a cobra do caminhoMeu senhor são bentoJararaca deu um bote

Bem na perna do jumentoTira a cobra do caminho

Meu senhor são bentoJá perdi uma vaquinhaAgora foi meu jumento

Tira a cobra do caminho

Page 52: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

52

Meu senhor são bentoAinda mas eu

Que só um péssimo elementoTira a cobra do caminho

Meu senhor são bentoA mulher e a cobra

São dois bichos peçonhentosTira a cobra do caminho

Meu senhor são bentoAbandonei a minha noiva

No dia do casamentoTira a cobra do caminho

Meu senhor são bentoJararaca deu um bote

Nesse nego mal elementoTira a cobra do caminho

Meu senhor são bentoEsse jogo é manhosoEsse jogo é violento

Tira a cobra do caminhoMeu senhor são bentoAte mesmo Jesus CristoTeve muito sofrimento

Tira a cobra do caminhoMeu senhor são bento

A mulher quando não presta

MINHA BAHIA

O Brasil canta minha BahiaMais só quem sabe é quem já foi lá um dia

Ir na RibeiraVer regata no mar

Subir a colina sagradaPrá Oxalá abençoar

O Brasil canta minha BahiaMais só quem sabe é quem já foi lá um dia

Descendo o CarmoA Ladeira do Pelô

Tem a Bica do PilarQue Santo Antônio abençoouO Brasil canta minha Bahia

Mais só quem sabe é quem já foi lá um diaEm Santo Amaro da Purificação

Nasceu o maculelê

Page 53: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

53

Tem Candomblé prá se verÉ terra tradição

O Brasil canta minha BahiaMais só quem sabe é quem já foi lá um dia

Já foi seu BimbaPastinha e Aberê

Valdemar do Pero VazPopó do Maculelê

O Brasil canta minha BahiaMais só quem sabe é quem já foi lá um dia

MOÇA BONITA

Moça bonita,Vê se não choraEu vou embora

Com meu berimbau violaMoça bonita,

Vê se não choraEu vou embora

Com meu berimbau violaEu vou embora, mas vou voltar

quem sabe um dia agente vai poder se amarMoça bonita,

Vê se não choraEu vou embora

Com meu berimbau violaO gunga marca, o médio dobra

E olha aí a revirada do violaMoça bonita,

Vê se não choraEu vou embora

Com meu berimbau violaO meu viola tem harmonia

pro capoeira ele passa energiaMoça bonita,

Vê se não choraEu vou embora

Com meu berimbau violaO meu viola é de biriba

Foi um presente que eu ganhei de Mestre BimbaMoça bonita,

Vê se não chora

Page 54: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

54

Eu vou emboraCom meu berimbau viola

Sou capoeira, sou mandigueiroCom meu viola já rodei o mundo inteiro

Moça bonita,Vê se não choraEu vou embora

Com meu berimbau viola

MOLEQUE É TU

(Oi) É tu que é molequeMoleque é tu

É tu que é molequeMoleque é tu

Cala boca, molequeMoleque é tu

Oi que eu te bato, molequeMoleque é tu

Eu te pego, molequeMoleque é tu

Te castigo, molequeMoleque é tu

Conforme a razãoMoleque é tu

Oi aqui tá o molequeMoleque é tu

Quem me chamou de molequeMoleque é tu

Eu te derrubo, molequeMoleque é tu

Eu te jogo no chãoMoleque é tu

É você que é molequeMoleque é tu

MORENA DA COR DE CANELA

O morena da cor de canela,Cor da minha perdição,

Se eu soubesse do perigo,Eu não lhe queira não,

Page 55: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

55

Fiquei esperando o vento,Você me deu vendaval,Eu pedi chuva miúda,Você se fez temporal,

Quando eu esperei silêncio,Você se fez berimbau,

E me fez jogar mansinho,Adiantando pra mandinga,

Me prendeu na sua teia,Me envolveu na sua ginga

Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangalô,Me deixa morena maldita, me dê volta a vida que você tirou.

Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangalô,Me ensina essa mandinga forte, que mudou a sorte, desse

cantador.Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangalô,

E eu que era bom de ginga, caí na mandinga, que me enfeitiçou.Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangalô,

Você sempre que vai eu deixo, me cobre de beijo, e eu fico ondeestou.

Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangalô,Na mão da morena faceira, o bravo capoeira, perdeu, se entregou.

Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangalô,Me deixa morena, menina eu já dei minha vida pelo seu amor.

Me deixa morena me deixa, sair desse seu bangalô,Morena maldita, me dê volta a vida que você levou.

NÃO ME ABANDONE, MEU BEM

Não me abandone, meu bemNão vá embora

E não me troque por ninguémNão me abandone, meu bem

Não vá emboraE não me troque por ninguém

O capoeira é um cabra muito forteQue não tem medo da morte

E nem é de se lamentarMas quando sente o amargo da solidão

Dá uma dor no coraçãoE uma vontade de chorar

Não me abandone, meu bemNão vá embora

Page 56: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

56

E não me troque por ninguémUm dia desses você disse que me amava

Mas você estava errada e machucou meu coraçãoAgora eu vivo sozinho, desamparado

Com meu berimbau do ladoE vou cantando essa canção

Não me abandone, meu bemNão vá embora

E não me troque por ninguémFoi pra você que eu fiz essa canção

Pra tocar seu coraçãoE você não me escutou

Escute agora o que eu vou lhe dizerPois só largo a capoeira no dia em que eu morrer

Não me abandone, meu bemNão vá embora

E não me troque por ninguém

NA BAHIA TEM, VOU MANDAR BUSCAR

Nada Bahia temVou mandar buscar

Um Berimbau de ouroE ferro de engomar

Na Bahia tem,vou mandar buscar

Um Berimbau de ouroE ferro de engomar

Na Bahia tem petróleoTem cacao e tem Dendê

Mas tambem tem CapoeiraBasta tu ir lá pra ver

Nada Bahia temVou mandar buscarUm Berimbau de ouro

E ferro de engomar

NA VIDA SE CAI

Na vida se cai

Page 57: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

57

Se leva rasteiraQuem nunca caiu não é capoeira

Na vida se caiSe leva rasteira

Quem nunca caiu não é capoeiraNa capoeira

Eu cresci com o passadoDesse tempo tão ligeiroRápido como um piscar

Ontem eu era um menino inicianteUm capoeira errante

Mais não parei de treinarNa vida se cai

Se leva rasteiraQuem nunca caiu não é capoeira

Eu caí simEu caí me levantei

Tropecei caí de novoConsegui me afirmei

Na vida se caiSe leva rasteira

Quem nunca caiu não é capoeiraA vaidade é ruim pro capoeira

Faz ele se achar o bomNão escapa da rateira

NAVIO NEGREIRO

Que navio é esseque chegou agoraé o navio negreiro

com os escravos de AngolaQue navio é esse

que chegou agoraé o navio negreiro

com os escravos de Angolavem gente de Cambinda

Benguela e Luandaeles vinham acorrentados

pra trabalhar nessas bandasQue navio é esse

que chegou agoraé o navio negreiro

Page 58: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

58

com os escravos de Angolaaqui chegando não perderam a sua fé

criaram o sambaa capoeira e o candomblé

Que navio é esseque chegou agoraé o navio negreiro

com os escravos de Angolaacorrentados no porão do navio

muitos morreram de banzo e de frio

NHEM NHEM NHEM

Eh menino chorouNhem Nhem NhemEh menino chorou

Nhem Nhem NhemPorque não mamouNhem Nhem NhemSua mãe tá na feiraNhem Nhem NhemEla ainda, não voltouNhem Nhem NhemCala a boca' meninoNhem Nhem NhemEh menino danado

Nhem Nhem NhemEh menino malvadoNhem Nhem Nhem

OI SIM SIM SIM

Coro: Oi sim sim simOi não não não

Mas hoje tem amanhã nãoMas hoje tem amanhã não

Coro: Oi sim sim simOi não não não

Mas hoje tem amanhã nãoOlha a pisada de lampião

Coro: Oi sim sim simOi não não não

Page 59: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

59

Mas hoje tem amanhã nãoMas hoje tem amanhã não

Coro: Oi sim sim simOi não não não

Olha a pisada de lampiãoOlha a pisada de lampião

Coro: Oi sim sim simOi não não nãoOi não não nãoOi sim sim sim

Coro: Oi sim sim simOi não não não

Ô, LELÊ

Luanda ê pandeiro (luanda ê)ô, luanda ê pará

oi tereza canta sentadaoi idalina samba de péoi lá no cais da bahiana roda de capoeira

não tem lelê, não temnada

não tem lelê, nem laláô, laê, laelá

ô, lelê (coro)ô, laê, laelá

ô, lelê (coro)

OLHA O NEGO SINHÁ

Olha o Nego SinháOlha lá o nêgo

Olha o nêgo SinháMas que nêgo danadoOlha o nêgo SinháEsse nêgo e valenteOlha o nêgo Sinhá

Mas me pega esse nêgoOlha o nêgo Sinhá

Derruba no chãoOlha o nêgo Sinhá

Page 60: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

60

Esse nêgo e valenteOlha o nêgo SinháEsse nêgo é o cão

Olha o nêgo SinháMas castiga esse nêgo

Olha o nêgo SinháConforme a razão

Olha o nêgo SinháEle é capoeira

Olha o nêgo SinháEle é da Bahia

Olha o nêgo SinháOlha lá o nêgo

Olha o nêgo SinháOlha là o nego

Olha o negro sinhàMas castiga esso negoOlha o negro sinhà

Mas conforme a razãoOlha o negro sinhàEsse nego è ligeiroOlha o negro sinhàEsse nego è limão

Olha o negro sinhàEsse nego è safadoOlha o negro sinhà

Esse nego è cãoOlha o negro sinhà

O ME DA MEU DINHEIRO

O me da meu dinheiro, me da meu dinheiro valentãome da meu dinheiro, valentão,

que no meu dinheiro ninguem põe a mão, etc.O me da meu dinheiro, me da meu dinheiro valentão

me da meu dinheiro, valentão, que dou uma rasteira e lhe jogo nochão

O me da meu dinheiro, me da meu dinheiro valentão

Page 61: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

61

O MENINO

O menino avisa a seu patrãoque a onca pegou o boina descida do grotão

O menino avisa a seu patrãoque a onca pegou o boina descida do grotão

A onca pintada é valente e traicoeirapegou o boi malhadono meio da capoeira

O menino avisa a seu patrãoque a onca pegou o boina descida do grotão

patrão está chorando com razãoque está sentido a faltado malhado campeão

O menino avisa a seu patrãoque a onca pegou o boina descida do grotão

ONÇA PINTADA

Onça pintadaMatrinxã e mico estrela

já descobriram o que é a capoeiraOi Mestre Bimba que saiu de Salvador

prá ensinar no centro-oestecapoeira aqui criou

Onça pintadaMatrinxã e mico estrela

já descobriram o que é a capoeiraensinou armada

meia-lua e rateiragalopante e pontapée o tombo da ladeira

Onça pintadaMatrinxã e mico estrela

já descobriram o que é a capoeiraA capoeira não é mato e nem cerrado

é uma luta da bailadoé uma dança guerreira

Onça pintadaMatrinxã e mico estrela

já descobriram o que é a capoeira

Page 62: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

62

Lobo guará, jacaré se entristeceuquando ouviram lá na mata

que seu Bimba faleceuOnça pintada

Matrinxã e mico estrelajá descobriram o que é a capoeira

ONDE VAI CAIMA

Meu camarada venha verA brincadeira nego planta bananeira

E joga as pernas pro arJá me disseram que essa coisa

É brasileira que se chama capoeiraE na bahia eu vou jogar

Onde vai caima, caima, caimaOnde vai caimaPra ilha de maréOnde vai caima

Vai jogar a capoeiraOnde vai caima

Na lagoa do abaetéOnde vai caima

Vamos embora, vamos emboraOnde vai caima

Lá da ilha de mare

O NEGA QUE VENDE AI

O nega que vede ai,o que vende ai, o que vende ai.

O nega que vende ai.Vende farinha, olha vende ai.

O nega que vende ai.Vende ai, vende ai, vende ai, vende ai.

O nega que vende ai.O que vende ai, o que vende ai.

O nega que vende ai.O que vende ai, o que vende ai.

Page 63: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

63

PARA A RODA, CAPEIRA

Para a roda, capoeiraPara, vai ter que parar.

Eu não paro, eu já disse que nãoEu só paro essa roda se o meste mandar (olha ê)

Para a roda, capoeiraPara, vai ter que parar.

Eu não paro, eu já disse que nãoEu só paro essa roda se o mestre mandar

Para a roda, capoeiraPara, vai ter que parar.

Eu jogo capoeira aqui em qualquer lugarO meu mestre foi seu Bimba, criador da regional (eu falei)

Para a roda, capoeiraPara, vai ter que parar.

Tu não me agarre, faça um jogo legalIsso não é jiu-jitsu, isso aqui é regional

Para a roda, capoeiraPara, vai ter que parar.

Mestre Bimba não morreu, isso é muito natural,Ele tá em qualquer roda, se o jogo é regional

Para a roda, capoeiraPara, vai ter que parar.

PARABÉNS PRA VOCÊ

Parabéns pra vocêOi nessa data querida

Muitas felicidadesE muitos anos de vida

Parabéns pra você

PARANÀ

Oi ligeiro, oi ligeiroCoro: ParanàPudim é ligeiroCoro: Paranà

Oi ligeiro, oi ligeiroCoro: Paranà

Page 64: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

64

A Simona è ligeira,Coro: Paranà

Oi ligeiro, oi ligeiroCoro: ParanàO Fifiè ligeiroCoro: Paranà

Oi ligeiro, oi ligeiroCoro: Paranà

Eu tambem sou ligeiroCoro: Paranà

PARANÁ E

Paraná e, paraná e paranáParaná e, paraná e paranáVou me embora pra bahia,

Paraná porque lá é o meu lugar, paranáParaná e, paraná e paraná

Vou me embora enquanto é dia, paranáQue de noite tenho medo, paraná

Paraná e, paraná e paranáNo céu tem tres estrelas, paranáTodas tres em carrerinha, paraná

Paraná e, paraná e paranáUma é minha outra é sua,paranáA outra vai ficar sozinha, paraná

Paraná e, paraná e paranáQuem não pode não entima,paranáDeixe quem pode entimar, paraná

Paraná e, paraná e paranáSão pedro ouviu um grito,paraná

E respondeu com um trovão, paranáParaná e, paraná e paraná

Minha mãe é mulher velha,paranáFecha a casa dorme cedo, parana

Paraná e, paraná e paranáParana parana e paranaParana parana e parana

Page 65: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

65

PARANÀ É

Vou dizer minha mulher, ParanàCapoeira me venceu, Paranà

Coro: Paranà ê, Paranà ê, ParanàEla quis bater pè firme, Paranà

Isso não aconteceu, ParanàCoro: Paranà ê, Paranà ê, Paranà

Oh Paranàuê, ParanàParanàuê, Paranà

Coro: Paranà ê, Paranà ê, ParanàAssim dera que o morro, ParanàSe mudou para a cidade, Paranà

Coro: Paranà ê, Paranà ê, ParanàE' batuque todo dia, ParanàMulata de qualidade, Paranà

Coro: Paranà ê, Paranà ê, ParanàVou mimbora pra Bahia, Paranà

Eu aqui não fico não, ParanàCoro: Paranà ê, Paranà ê, Paranà

Se não for essa semana, ParanàE' a semana que vem, Paranà

Coro: Paranà ê, Paranà ê, ParanàDou no escondo a ponta, ParanàNinguem sabe desatar, Paranà

Coro: Paranà ê, Paranà ê, ParanàEu sou braço de marè, Paranà

Mas eu sou marè sem fim, ParanàCoro: Paranà ê, Paranà ê, Paranà

PARANÁ Ê

Ave Maria meu deus, ParanáVou embora pelo mar, ParanáParaná ê, Paraná ê, Paraná

Vou dizer minha mulher, ParanáCapoeira me venceu, ParanáParaná ê, Paraná ê, Paraná

Ela quis bater pé firme, ParanáIsso não aconteceu, Paraná

Paraná ê, Paraná ê, ParanáVou jogar enquanto é cedo, ParanáQue de noite eu tenho medo, Paraná

Page 66: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

66

Paraná ê, Paraná ê, ParanáE' batuque todo dia, ParanáMulata de qualidade, ParanáParaná ê, Paraná ê, ParanáDei um tiro no escuro, Paraná

Respondeu com o trovão, ParanáParaná ê, Paraná ê, Paraná

PARANAUÈ

Paranauè, Paranauè, ParanàParaná ê, Paraná ê, Paraná

Vou me embora pra favela-ParanàComo eu jà disse que vou-Paranàà

Paraná ê, Paraná ê, ParanáDiz Vera que o morro-Paranà

Se mudou para a cidade- ParanààParaná ê, Paraná ê, Paraná

Batuque todo dia-ParanàMutata de qualidade ParanààParaná ê, Paraná ê, Paraná

Vou me embora, vou me embora- ParanàComo eu jà disse que vou-Paranà

Paraná ê, Paraná ê, Paranáeu aqui não sou querido-ParanàNa minha terra eu sou- ParanààParaná ê, Paraná ê, Paranácantando com alegria -ParanàMocidade estimada, ParanààParaná ê, Paraná ê, Paraná

A mulher pra ser bonita-ParanàNão precisa se pintar-paranààParaná ê, Paraná ê, Paraná

PEGA ESSE NÊGO DERRUBA NO CHÃO

Pega esse nêgo derruba no chãoEsse nego é valente ese nêgo é o cão

Pega esse nêgo derruba no chãoEsse nego é valente ese nêgo é o cão

Page 67: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

67

PELA CAPOEIRA EU PODER JOGAR

Ao meu mestre muito obrigadoCoro: Pela Capoeira eu poder jogar

Pelo au, pelo "s" dobradoCoro: Pela Capoeira eu poder jogar

Ao meu Deus muito obrigadoCoro: Pela Capoeira eu poder jogar

Pelo au, pelo "s" dobradoCoro: Pela Capoeira eu poder jogar

Aos meus amigos muito obrigadoCoro: Pela Capoeira eu poder jogar

Pelo au, pelo "s" dobradoCoro: Pela Capoeira eu poder jogar

Ao Mestre Bimba muito obrigadoCoro: Pela Capoeira eu poder jogar

Pelo au, pelo "s" dobradoCoro: Pela Capoeira eu poder jogar

PELA CAPEOIRA EU PODER JOGAR

Nada tenho neste mundo, ai meu Deus nada tive a vida inteira,Só a emoção no peito, e o jogo da capoeira,

O meu Deus muito obrigado pela capoeira eu poder jogar,Oxalá seja louvado,

Pela capoeira eu poder jogar.Hoje está longe o passado

Pela capoeira eu poder jogar.O meu mestre respeitado

Pela capoeira eu poder jogar.Olha meu Deus muito obrigadoPela capoeira eu poder jogar.

Pelo aú e "S" dobradoPela capoeira eu poder jogar.

O meu mestre respeitado

PELO SINAL

Marimbondo marimbondoCoro: Pelo sinal

Marimbondo me mordeuCoro: Pelo sinal

Page 68: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

68

Oi me mordeu foi no umbigoCoro: Pelo sinal

Mas se fosse mais prà baixoCoro: Pelo sinal

O mundo estava perdidoCoro: Pelo sinal

Marimbondo que è danadoCoro: Pelo sinal

Marimbondo è venenosoCoro: Pelo sinal

PERERÊ PERERÊ PERERÊ

Foi meu avo que me disseQue foi na Bahia ele viu na ribeira

O moleque de uma perna sòQue gingava pulava e dava rasteira

Cabeçada, rabo de arraia, martelo cruzadoNão era brincadeira

Foi ai que eu acrediteiEle viu foi Saci jogando Capoeira

Coro: Pererê Pererê PererêMoleque Saci não era brincadeira

Coro: Pererê Pererê PererêMeu avo que me disse ele não diz besteira

Coro: Pererê Pererê PererêO Berimbau

PISA NO MASSAPÉ ESCORREGA

Quem não sabe andarPisa no massapé escorrega

Pisa no massapé escorregaPisa no massapé escorrega

Quem não sabe andarPisa no massapé escorrega

Page 69: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

69

PÕE NO CHÃO

Põe no chãoQue eu quero ver caboclo

Põe no chãoQue eu quero ver sinhá

Põe no chãoQue eu quero ver caboclo

Põe no chãoQue eu quero ver sinhá

O cabra tá assustadoTá com medo de apanharTá se escondendo na rodaMais não vai me escapar

Põe no chãoQue eu quero ver caboclo

Põe no chãoQue eu quero ver sinháO caboclo já fez sua jura

Partiu pro jogo de corpo fechadoNo pescoço tinha um patuáE pediu forças para Oxalá

Põe no chãoQue eu quero ver caboclo

Põe no chãoQue eu quero ver sinhá

Oi me dê forças pra jogar capoeiraOi me dê forças pra tocar o berimbau

O desafio já está lançadoFaca de ponta vai lhe furar

PRA LUTAR

Capoeira veio aquiDos quilombos de ZumbiComo angola ela chegou

E aqui luta virouNego fugia da senzala

Perseguido de todo alaridoCoro: Pra lutar

Olha a armada, meia lua e cabeçadaA rasteira e a queixada

Coro: Pra matar

Page 70: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

70

Capoeira dizia, Capoeira faziaLiberdade pro negro, liberdade pra vidaCapoeira hoje em dia, è Brasil e alegria

Vem pra roda vamos jogarCoro: Oooooo, Capoeira, Capoeira

Coro: Oooooo ...Coro: Oooooo ...

QUEM É VOCÊ

Quem é você, oh que vem de lá ?Quem é você, oh que vem de lá ?

Eu me chamo Capoeira, vou me apresentarEu me chamo Capoeira, vou me apresentar

Do meu Berimbau, eu vou falarDo meu Berimbau, eu vou falar

O arame, a moeda, a cabaça um pedaço de pau,meu berimbau tocava assim

Oi dim dim dim dim dim dimmeu berimbau tocava assim

Oi dim dim dim dim dim dim

QUEM MANDA NO MUNDO É DEUS

Quem manda no mundo é DeusQuem manda no mundo é DeusQuem manda no mundo é DeusQuem manda no mundo é Deus

Quem manda no mundo é DeusQuem manda no mundo é DeusQuem manda no mundo é Deus

Não sou euQuem manda no mundo é Deus

Quem manda no mundo é DeusQuem manda no mundo é Deus

QUEM VEM LÁ - SOU EU

Quem vem lá - sou eu, quem vem lá - sou euBerimbau bateu, capoeira sou eu.

Quem vem lá sou eu, quem vem lá sou euBerimbau bateu, capoeira sou eu.

Page 71: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

71

Eu venho de longe venho de ItabunaJogo capoeira, meu nome é Suassuna.

Quem vem lá sou eu, quem vem lá sou euBerimbau bateu, capoeira sou eu.

Lá vem a cavalaría da princesa TeodoraCada cavalo uma cela, cada cela uma senhoraQuem vem lá sou eu, quem vem lá sou eu

Berimbau bateu, capoeira sou eu.Sou eu, sou euQuem vem lá?

Mas sou eu brevenutoQuem vem lá?

Venho montando a cavaloQuem vem lá?

Venho fumando charutoQuem vem lá?

Mas sou eu, sou eu, ...

RIO DE JANEIRO

Rio de JaneiroRio de Janeiro

nessa terra capoeiratem roda o ano inteiro

Rio de JaneiroRio de Janeiro

quem não sai da academianão conhece o mandingueiro

Rio de JaneiroRio de Janeiro

pra melhorar a visão do capoeiravocê tem que correr rodanão pode marcar bobeira

toque de angola, bengula, Santa MariaJogue embaixo, Jogue em cima

São Bento, CavalariaRio de JaneiroRio de Janeiro

Reza à São Sebastiãoque é o seu padroeiro

Rio de JaneiroRio de Janeiro

nessa terra capoeira temroda o ano inteiro

roda da Penha, Caxias e Cordavil

Page 72: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

72

tem na Barra da Tijucae o Quilombo em Acari

na Carioca, na Glória e na CentralMacaé, Rocha Miranda, no Leblon e Marechal

Rio de JaneiroRio de Janeiro

é de janeiro à janeirotem roda o ano inteiro

Rio de JaneiroRio de Janeiro

quem não sai da academianão conhece o mandingueiro

Rio de JaneiroRio de Janeiro

pra terminar lhe digo dessa maneirarode mais na capoeiraseja angola ou regional

sangue na veiabata o pé com alarido

por favor puxe um corridono toque do berimbau

Rio de JaneiroRio de Janeiro

reza São Sebastiãoque é o seu santo padroeiro

Rio de JaneiroRio de Janeiro

quem não sai da academianão conhece mandingueiro

Rio de JaneiroRio de Janeiro

tem roda na Cinelândia no mês de fevereiroRio de JaneiroRio de Janeiro

RODA BOA, RODA BOA

Roda boa, roda boa,Lá no Kino a roda é boa.

Roda boa, roda boa,E em São Paulo a roda é boa.

Roda boa, roda boa,Em São Paulo da garoa.

Page 73: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

73

Roda boa, roda boa,No Brasil a roda é boaRoda boa, roda boa,

SAIA DO MAR MARINHERO

Saia do mar, saia do mar marinheiroSaia do mar, saia do mar marinheiro

Saia do mar marinheiro,Venha pra cá marinheiro

Saia do mar, saia do mar marinheiroEu foi le saia do mar marinheiro,

Venva dia marinheiroSaia do mar, saia do mar marinheiro

Oh, saia do mar marinheiro,Venha pra cá marinheiro

Saia do mar, saia do mar marinheiroSaia do mar marinheiro,Venha pra cá istrange

Saia do mar, saia do mar marinheiroSaia do mar marinheiro,Saia do mar marinheiro

Saia do mar, saia do mar marinheiro

SAI SAI CATARINA

Sai, sai, catarina, sai do marvenha ver idalina

sai, sai,catarina (coro)saia do mar venha ver, venha ver

sai, sai, catarina (coro)oi catarina, venha ver

sai, sai, catarina (coro)sai do mar, venha ver, venha ver

sai, sai, catarina (coro)saia do mar, idalina vem ver

sai, sai, catarina (coro)venha ver, venha ver,venha ver, venha ver

sai, sai, catarina (coro)

Page 74: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

74

SANTA BARBARA DE RELAMPUE

O Santa Barbara de Relampué,O Santa Barbara de Relampua.

O Santa Barbara de Relampué,O Santa Barbara de Relampua.

E Relampue, de Relampuá.O Santa Barbara de Relampué,O Santa Barbara de Relampua.

De Relampue de Relampuá.O Santa Barbara de Relampué,O Santa Barbara de Relampua.

E Relampue, de Relampuá.O Santa Barbara de Relampué,O Santa Barbara de Relampua.

De Relampue de Relampuá.

SÃO BENTO

Minha fé em Deus é grandeMinha fé em Deus é grandeÉ grande como o universo

Na roda da Capoeira,A protecção a Deus eu peço.

Na corda do Berimbau,O meu nome eu vou falar.Eu me chamo o passadoDo futuro bem presente

Viva a Deus lá nas alturasDeu Capoeira p'ra gente, camara

Iêe...Viva meu DeusIê...Viva meu Deus, camara

Iêe...Viva meu MestreIê...Viva meu Mestre, camara

Iêe...Quem me ensinouIê...Quem me ensinou, camara

Iêe...A capoeiraIê...A capoeira, camara

SÃO BENTO PROTEJA A CAPOEIRA E A MIM

Page 75: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

75

São Bento proteja a capoeira e a mimSão Bento proteja a capoeira e a mim

São Bento proteja o berimbauSão Bento proteja a armada

São Bento proteja a iuna e a mimSão Bento proteja

São Bento proteja a capoeira e a mimSão Bento proteja Peixe

São Bento proteja o LoboSão Bento proteja essa roda e a mim

SEGURA IÀ IÀ

Andorinha voôu Capoeira, CapoeiraVou dizer pro meu amor

Seu mergulho ligeiroSeu bote certeiroMartin Pescador

Capoeira ligeiro meninoLà de São SalvadorFoi festa da ribeira

De armada e rasteiraEu sou bom jogadorCoro: Segura ià ià

Segura ioiôCapoeira ligeira de São Salvador

Coro: Segura ià iàSegura ioiô

SERRA PAU, SERRA MADEIRA

Coro: Serra pau, serra madeiraTurma da Muzenza não è brincadeira

Coro: Serra pau, serra madeiraA turma do Bimba não è brincadeira

Coro: Serra pau, serra madeira

SINHÔ SÃO BENTO

Page 76: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

76

e a cobra me mordesinhô são bento (coro)

a cobra me mordesinhô são bento (coro)mas que cobra danadasinhô são bento (coro)

ela é venenosasinhô são bento (coro)

a cobra me mordesinhô são bento (coro)oi, cuidado com a cobrasinhô são bento (coro)

essa cobra é valentesinhô são bento (coro)bota veneno na gente

sinhô são bento (coro)oi que cobra malvada

sinhô são bento (coro)esta cobra danada

sinhô são bento (coro)oi, cuidado com ela

sinhô são bento (coro)te morde na canela

sinhô são bento (coro)

SOLTA A MADINGA Ê

Solta a mandinga ê,Solta a mandingá,

Solta a mandinga ê Capoeira,Solta a Mandingá.

Solta a mandinga ê,Solta a mandingá,

Solta a mandinga ê Valdemar,Solta a Mandingá.

Solta a mandinga ê,Solta a mandingá,

Solta a mandinga ê Canjiquinha,Solta a Mandingá.

Solta a mandinga ê,Solta a mandingá,

Page 77: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

77

TABARÉU QUE VEM DO SERTÃO

Tabaréu que vem do sertãoVendo quiabo, maxixe e limão

ele vende quiabo, maxixe e limãocoro: Tabaréu que vem do sertão

TIM, TIM TIM ARUANDÊ

Tim tim tim AruandêAruanda, Aruanda, aruandê

Tim tim tim AruandêAruanda, Aruanda, aruandê

TOCADOR DE BERIMBAU

Bimba, Bimba, BimbaCriador da regional

Bimba, Bimba, BimbaTocador de berimbau

Bimba, Bimba, BimbaCriador da regional

Bimba, Bimba, BimbaTocador de berimbau

Com S de saudadeCom C de coração

Lembrei de Mestre BimbaE fiz essa canção

Bimba, Bimba, BimbaCriador da regional

Bimba, Bimba, BimbaTocador de berimbau

Com R de rasteiraCom A de atençãoMenino nesta arte

Mestre Bimba deu liçãoBimba, Bimba, BimbaCriador da regional

Bimba, Bimba, Bimba

Page 78: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

78

Tocador de berimbauCom L Luanda

Com S de SalvadorNo jogo da capoeira

O "Seu Bimba" foi dotorBimba, Bimba, BimbaCriador da regional

Bimba, Bimba, BimbaTocador de berimbauCom B escreve BahiaCom B de Berimbau

Também se escreve BimbaCriador da regional

Bimba, Bimba, BimbaCriador da regional

Bimba, Bimba, BimbaTocador de berimbau

TOPEI QUERO VER CAIR

Topei quero ver cairTopei quero ver cair

Oh ah oh ah eiMachado cego não corta

Madeira de jatalOh ah oh ah ei

Assum preto não é açoitePardal não é bemtevi

Mais o facão bateu em baixoA bananeira caiu

Mais o facão bateu em baixoA bananeira caiu

Mais o facão bateu em baixoOh ah oh ah ei

VALHA-ME DEUS, SENHOR SÃO BENTO

Valha-me Deus, Senhor São BentoEu vou jogar meu Barravento

Valha-me Deus, Senhor São Bento (coro)Eu vou jogar meu Barravento

Valha-me Deus, Senhor São Bento (coro)

Page 79: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

79

Ê, Buraco véio tem cobra dentroValha-me Deus, Senhor São Bento (coro)

Ê, Quando vê cobra assanhadaValha-me Deus, Senhor São Bento (coro)

Não põe o pé na rodilhaValha-me Deus, Senhor São Bento (coro)

A cobra assanhada mordeValha-me Deus, Senhor São Bento (coro)

Eu vou jogar meu BarraventoValha-me Deus, Senhor São Bento (coro)

VAMOS COMEÇAR A BRINCADEIRA

Vamos começar a brincadeiraA brincadeira de capoeira

Vamos começar a brincadeiraA brincadeira de capoeira (coro)Eu dou armada, meia-lua e rasteira

A brincadeira de capoeiraVamos começar a brincadeira

A brincadeira de capoeira (coro)Vamos começar a brincadeira

A brincadeira de capoeiraVamos começar a brincadeira

A brincadeira de capoeira (coro)Eu do martelo, cabeçada e ponteira

A brincadeira de capoeiraVamos começar a brincadeira

A brincadeira de capoeira (coro)

VAMOS JOGAR CAPOEIRA, O LÊ LÊ

Se você não tem nada pra fazer, ai meu Deus,Escuta bem o que eu vou te falar,

Vamos jogar capoeira, no Mercado Popular.Vamos jogar capoeira, o lê, lê,Vamos jogar capoeira, o lá, lá,

Vamos jogar capoeira, no Mercado Popular.Vamos jogar capoeira, o lê, lê,Vamos jogar capoeira, o lá, lá,

Vamos jogar capoeira, no Mercado Popular.Quando eu digo, tem nada pra fazer, ai meu Deus,

Page 80: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

80

Não é pra menosprezar, eu só quero lhe dizer,No no jeito de variar, a capoeira é coisa nossa,

E vamos na roda jogar.Vamos lá....

Vamos jogar capoeira, o lê, lê,Vamos jogar capoeira, o lá, lá,

Vamos jogar capoeira, no Mercado Popular.

VEM, COMEÇOU A RODA IÔIÔ

Vem, começou a roda iôiôComeçou o canto iáiá

Vem, começou a roda iôiôComeçou o canto iáiá

Oi do sangue que corre nas veiasDo corpo que baila no ar

Da malícia do negro escravoQue luta pra não apanhar

Vem, começou a roda iôiôComeçou o canto iáiáCapoeira é arte é magiaÉ força pra se libertar

É um canto que ecoa na areiaEmbalando as ondas do marVem, começou a roda iôiô

Começou o canto iáiáBerimbau tá chamando menino

Chamando você pra jogarOi do toque que toca no peito

Levando o corpo a gingarVem, começou a roda iôiô

Começou o canto iáiá

VEM JOGAR MAIS EU

Vem jogar mais euVem jogar mais eu mano meuVem jogar mais eu mano meuVem jogar mais eu mano meu

Vem jogar mais eu, vem jogar mais eu mano meuVem jogar mais eu mano meuVem jogar mais eu mano meu

Page 81: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

81

VIM DA BAHIA PRA LHE VÊ

Vim da Bahia pra lhe vêVim da Bahia pra lhe vê

Vim da Bahia pra lhe vê, pra lhe vêPra lhe vê, pra lhe vê, pra lhe vê

Pra lhe vê, pra lhe vêPra lhe vê, pra lhe vê, pra lhe vê

Capoeira Tem Que Ter Molejo

Capoeira tem que ter molejoCapoeira tem que balançar

Capoeira tem que ter alegriae fundamental para poder jogarCapoeira tem que ter molejoCapoeira tem que balançarCapoeira tem que ter energiae fundamental de respeitar

Capoeira tem que ter molejoCapoeira tem que balançarCapoeira tem que ter alegria

e fundamental pra poder jogar

XÔ XÔ MEU CANARIO

Xô xô meu canariomeu canario é cantador

xô xô meu canariofoi embora e me deixou

xô xô meu canariomeu canario é da alemanha

ZUM, ZUM, ZUM, CAPOEIRA MATA UM!

Olha, eu vou contar,Quem quiser pode ouvir.

Quem quiser, diga que não,Quem quiser, diga que sim.

Agradeça a escravidão,Quem quiser que ache asneira,

Se não fosse a escravidão, ai lélé!!Não existia a Capoeira.

Zum, zum, zum, Capoeira mata um!

Page 82: CANTIGAS DE CAPOEIRA – D · Nas ondas do mar eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor A jogar capoeira eu vou, eu vou Côro: Ai ai ai ai, doutor… AI, AI, AI, AI, DOUTOR Ai, ai,

82

Zum, zum, zum, Capoeira mata um!Zum, zum, zum, Capoeira mata um!

Zum, zum, zum, Capoeira mata um!Cuidado com preto velho,Que ele pode machucar.

No tempo da escravidão,ai lélé!!Já jogava o pé pró ar.

Zum, zum, zum, Capoeira mata um!Zum, zum, zum, Capoeira mata um!

Zum, zum, zum, Capoeira mata um!Zum, zum, zum, Capoeira mata um!

O filho do meu pratrão,Ia na escola estudar.

E a caneta do escravo, ai lélé!!Era no canavial.