Click here to load reader

Cátia Da Silva Fernandes, Magdalena Bialoborska e Marta ... · PDF fileCátia Da Silva Fernandes, Magdalena Bialoborska e Marta Vilela (coord.) Ulrich Schiefer e Ana Larcher Carvalho

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Cátia Da Silva Fernandes, Magdalena Bialoborska e Marta ... · PDF fileCátia Da...

  • Ctia Da Silva Fernandes, Magdalena Bialoborska e Marta Vilela (coord.)

    Ulrich Schiefer e Ana Larcher Carvalho (coord. cientfica)

    Uma edio ISCTE-IUL

    2012

  • ENCONTRO DE MESTRANDOS EM ESTUDOS AFRICANOS

    EMEA 20

    RESUMO DAS COMUNICAES

    26 & 27 OUT 2012

    ISCTE-IUL

    Mestrado em Estudos Africanos Escola de Sociologia e Polticas Pblicas

    ISCTE-IUL Avenida das Foras Armadas 1649-026 Lisboa PORTUGAL

  • Ficha Tcnica

    Ttulo:

    EMEA20 Encontro De Mestrandos Em Estudos Africanos

    Coordenao de

    Ctia Da Silva Fernandes

    Magdalena Bialoborska

    Marta Vilela

    Ulrich Schiefer

    Ana Larcher Carvalho

    Edio

    ISCTE-IUL

    COMISSO ORGANIZADORA

    Estudantes do Mestrado (MEA 20)

    Ana Marta Arajo

    Ana Paula Abreu

    Ana Pereira

    Anastasia Oprea

    Andr Almeida

    Antnio Manuel

    Dbora Oliveira

    Flvia Souza

    Jorge Costa

    Liliana Azevedo

    Philipp Jung

    Piedade de Souza

    Zulmira Marques

  • NDICE

    APRESENTAO 3

    PAINEL I. FRONTEIRAS, REGIONALISMOS E MIGRAES 4

    The dynamics of migration and their impact on the country of origin. A case study of Senegalese labour migrants on the Cape Verdean island Boa Vista and their places of origin Philipp Jung 4

    A delimitao das Fronteiras de Angola: Gesto Partilhada dos Recursos. Snia Cristina Cardoso dos Santos Silva 4

    PAINEL II. GNERO 5

    O Papel da Mulher no Microcrdito na Guin-Bissau. Estudo de Caso em Pitche e em Pirada. Ctia Lopes 5

    Mutilao Genital Feminina Marta Vilela 6

    PAINEL III. ESTADO E CONFLITO 6

    Somlia: Santurio Terrorista? O caso da Al-Shabaab Ana Cladia Pereira 6

    Raa & espao: prisioneiros dos diamantes no Nordeste de Angola Raul F. Curvlo 7

    A reforma do sector de segurana na Guin-Bissau Ismael Sanh 8

    PAINEL IV. DIMENSO SOCIAL DA EDUCAO 9

    Estratgias desenvolvidas pelo Estado Portugus no apoio ao desenvolvimento econmico e cultural dos PALOP o caso do Programa Rede Bibliogrfica da Lusofonia Ana Marta Arajo 9

    Importncia e Impacto do Ensino Superior no Desenvolvimento do Municpio da Chibia, Provncia da Hula Angola Ana Paula Abreu 9

    O papel dos lderes locais na implementao do Ensino Superior em Matala, provncia da Hula Antnio Manuel 10

    A Dimenso Sociocultural da Educao no meio rural Cabo-verdiano uma contribuio para a construo de um objecto de estudo Fernando Lopes Robalo e Elizandra Moreira Varela 11

    PAINEL V. ESTADO COLONIAL E PS-COLONIAL 12

    Retrica e representao no documentrio colonial portugus Francesca de Rosa 12

    Instaurao do Regime do Partido nico em Cabo Verde: reflexes luz do pensamento poltico de Amlcar Cabral Francisco Assis Gomes da Graa 13

    Ideias republicanas na consolidao de um pensamento angolano urbano (1880-1910) Maria Cristina Portella Ribeiro 13

    PAINEL VI. ESTRATGIAS DE SOBREVIVNCIA 14

    O mercado informal e a participao das crianas o papel destas crianas nas actividades econmicas informais e o impacto disto no seu futuro Dbora Capela de Oliveira 14

    Associao dos Artesos de Mindelo Camin como um exemplo de organizao e representao dos trabalhadores informais. Reflexo sobre o trabalho de campo Magdalena Bialoborska 15

    Os meninos do Huambo fazem alegria. Reflexo sobre a (des)construo do olhar sobre o outro Liliana Azevedo Mestranda em Estudos Africanos no ISCTE 15

    O porqu do abandono precoce do ensino secundrio pelos jovens e que alternativas se lhes oferecem Joana Catarina Ribeiro Pereira Forte 16

    PAINEL VII. O MUNDO DAS PLANTAS 16

    A Junta das Misses Geogrficas e de Investigaes Coloniais/do Ultramar (1936-1973): Misses Botnicas e Contribuies para o Conhecimento da Flora Medicinal de Moambique Patrcia Conde 16

    Os tecidos de fibra de palmeira do Loango e do Kongo (sculo XVII): uma abordagem da histria cultural Vernica Leite de Castro 17

  • PAINEL VIII. INTEGRAO E QUESTES SOCIAIS 18

    As relaes de solidariedade prestada aos- e pelos guineenses muulmanos durante o Ramado Ctia da Silva Fernandes 18

    O Tokoismo como Elemento da Identidade Angolana (1950-1965) Clria Ferreira 18

    NDICE DE AUTORES 20

    PROGRAMA 21

  • Apresentao

    O Encontro de Mestrandos em Estudos Africanos tem como objectivo permitir aos mestrandos apresentar os resultados da investigao e promover a sua discusso. O Encontro constitui um marco importante no processo de elaborao das dissertaes. Alm de permitir fazer o ponto de situao sobre a investigao realizada pelos mestrandos e doutorandos, possibilita uma discusso crtica alargada sobre os resultados obtidos e caminhos a seguir. Constitui ainda uma oportunidade para a preparao do aluno para a defesa oral da tese. uma oportunidade de reflexo e comunicao com outros alunos e tambm com a comunidade cientfica. O Encontro Mestrando em Estudos Africanos uma organizao do Mestrado em Estudos Africanos da Escola de Sociologia e Polticas Pblicas do ISCTE-IUL

  • PAINEL I. FRONTEIRAS, REGIONALISMOS E MIGRAES

    The dynamics of migration and their impact on the country of origin. A case study of Senegalese labour migrants on the Cape Verdean island Boa Vista and their places of origin Philipp Jung Mestrando em Estudos Africanos no ISCTE

    Migration is an important aspect of the Senegalese society today. An estimated 2.8 % of the total population lives abroad, and emigration has an impact on peoples lives leaving the country as well as the Senegalese at home. Emigration from Senegal is directed to other African countries as well as to Western countries like France, Spain, Italy or the USA. Since the beginning of the new millennium economic growth and the extension of the tourism sector resulted in a growing demand for cheap but also qualified labour, especially in the building industry, and have put the Cape Verdean Islands on the map as a destination for labour migrants from other ECOWAS member states, mainly from Guinea-Bissau, Senegal and Nigeria.

    The aim of this research is to understand migration processes between Senegal and Boa Vista and the impact of this migration for the society at the place of origin. In order to understand consequences of the migration for the Senegalese society analysis of different aspects like migration decisions, working situations on the islands, the impact of the migration on inequalities in remittance receiving societies and the myths / narratives about migration are made. A special focus is put on the analyses of remittances from Senegalese labour migrants to their relatives at home and how these relatives use them. It should be clarified whether there is a connection between the remittances and food security. Migration between different countries or places is influenced by a variety of factors, which can range from economic, social or political factors. Transformation or developments in one or more than one of these factors can therefore have profound impacts on the process of migration and the research tries to determine these impacts.

    Key Words: Migration, Remittances, Food Security, Senegal, Cape Verde

    A delimitao das Fronteiras de Angola: Gesto Partilhada dos Recursos. Snia Cristina Cardoso dos Santos Silva Doutoranda em Estudos Africanos no ISCTE

    A dinmica da pesquisa histrica relativa constituio das fronteiras das naes africanas no

    nos permite concluses definitivas e remete-nos novos estudos. Condies histricas e acordos poltico-diplomticos levaram a que as fronteiras dos actuais estados africanos sejam as mesmas herdadas do perodo colonial e, mesmo que parcialmente contestadas, so mutuamente reconhecidas.

    A Conferncia Internacional de Berlim realizada em 1884-1885, com a participao de diferentes pases imperialistas, procedeu a ajustamentos, negociaes e arbitragens entre as potncias coloniais. As fronteiras das naes africanas artificiais, arbitrrias, traadas em defesa de interesses de potncias estranhas, sem respeito/considerao pelos direitos e realidades polticas,

  • econmicas, humanas e sociais dos povos locais, muitas vezes dividindo conjuntos polticos, econmicos e mesmo familiares ficaram, assim, obviamente, e tambm como resultado de posteriores acordos entre essas mesmas potncias estranhas, tecnicamente traadas at aos dias de hoje. Este facto produziu por um lado, novas dinmicas e mobilidades das populaes locais e, por outro, fez emergir situaes conflituosas a vrios nveis, sobretudo na gesto partilhada de recursos naturais.

    Propomo-nos apresentar, de forma particular, a relao entre o estabelecimento das fronteiras de Angola e as implicaes que essa delimitao determinada por diferentes circunstncias histricas tem para a mobilidade e partilha dos recursos naturais pelas populaes e estados fronteirios. Nesta fase da investigao, a anlise sobretudo de cariz terico, apresentando-se as bases para a formulao de um trabalho de terreno mais intensivo.

    Palavras-chave: Angola, Fronteiras, Gesto partilhada, Recursos naturais

    PAINEL II. GNERO

    O Papel da Mulher no Microcrdito na Guin-Bissau. Estudo de Caso em Pitche e em Pirada. Ctia Lopes Meste em Desenvolvimento e Cooperao Internacional no ISEG; Licenciada em Estudos Africanos na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

    O papel da mulher e a importncia da sua participao social fundamental para o estudo da

    pobreza. Sendo o microcrdito uma das medidas para a luta contra a pobreza, o reconhecimento do papel da mulher e da sua importncia no microcrdito importante para a emancipao das mesmas.

    Na Guin-Bissau, mais de metade da populao composta por mulheres, que desempenham um papel fundamental na tradio familiar. As mulheres

Search related