Cenrios de custos para a produ§£o de biodiesel de soja no ... Este trabalho apresenta e analisa

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Cenrios de custos para a produ§£o de biodiesel de soja no ... Este trabalho apresenta e...

  • Ingeniera Industrial.Actualidad y Nuevas Tendencias Ao 7, Vol. IV, N 12

    ISSN: 1856-8327

    Vivian y Bornia, Cenrios de custos para a produo de biodiesel de soja no Brasil, p. 23-37

    23

    Cenrios de custos para a produode biodiesel de soja no Brasil

    Costs scenarios for the production of soy biodiesel in Brazil

    Carolina Aguiar dos Santos Vivian, Antonio Cezar Bornia

    Palavras chave: custos de produo, biodiesel, soja, cenrios.Key Words: costs of production, biodiesel, soybean, scenarios.

    RESUMO

    Este trabalho apresenta e analisa os custos de produodo biodiesel de soja no Brasil. A metodologia aplicada aotrabalho descritiva, onde as informaes de agnciasgovernamentais e estudos relacionados so confrontadosna anlise. Inicialmente apresentado um brevehistrico sobre o biodiesel. Em seguida, evidencia-secomo produzido e a forma em que os custos soapresentados neste trabalho. Com o clculo destescustos, avalia-se a sua sensibilidade ao cmbio e tambmao preo da oleaginosa. Estes diferentes cenriosmostraram a viabilidade da produo do biodiesel parafeasibility of producing biodiesel for different regions,especially the center-west and north. In the baseline scenario,these regions are also highlighted. The offered subsidies arefundamental for these costs being satisfactory. In a widerview, it is observed that increasing the processing capacity ofoilseed contributes to the production expansion of vegetableoils and potentially biodiesel.diferentes regies,destacando-se as regies centro-oeste e norte. No cenrio

    base, estas tambm so as regies destacadas. Ossubsdios oferecidos so fundamentais para que estescustos sejam satisfatrios. Em uma viso ampla, observa-se que o crescente aumento da capacidade debeneficiamento de oleaginosas contribui para a expansoda produo de leos vegetais e, potencialmente, debiodiesel.

    ABSTRACT

    This paper presents and analyzes the costs of producingbiodiesel from soybeans in Brazil. The studymethodology is descriptive, where information fromgovernment agencies and related studies are confrontedin the analysis. Initially presented a brief history of thebiodiesel. Afterwords evidences how it is produced andthe way costs are presented in this paper. With thecalculation of these costs to assess its sensitivity to theexchange rate and also the price of oilseeds. Thesedifferent scenarios showed the

    1. INTRODUO

    A energia que movimenta a indstria, o transporte,o comrcio e demais setores econmicos no Brasilpas recebe a denominao de Consumo Final noBalano Energtico Nacional (BEN). Essa energia,para chegar ao local de consumo, transportadapor gasodutos, linhas de transmisso, rodovias,ferrovias, processos esses que demandam perdasde energia. Segundo Lucena (2004), a energiaextrada da natureza no se encontra nas formasmais adequadas para suas destinaes finais,necessitando, na maioria dos casos, passar porprocessos de transformao (refinarias quetransformam o petrleo em leo diesel, gasolina eoutros derivados; usinas hidreltricas queaproveitam a energia mecnica da gua para

    produo de energia eltrica; carvoarias quetransformam a lenha em carvo vegetal). No BEN,assim como nos balanos energticos de outrospases, a soma do consumo final de energia, dasperdas na distribuio e armazenagem e dasperdas nos processos de transformao recebe onome de Oferta Interna de Energia, tambmdenominada como demanda total de energia,segundo o Ministrio de Minas e Energia (MME,2013).O Brasil um pas de grande biodiversidade,muito rico em oleaginosas. Suas culturas porm,so restritas a fins alimentcios na maioria doscasos. H um grande potencial a ser explorado,tanto em relao ao aproveitamento energtico deculturas temporrias e perenes, como em relao

  • Ingeniera Industrial.Actualidad y Nuevas Tendencias Ao 7, Vol. IV, N 12

    ISSN: 1856-8327

    Vivian y Bornia, Cenrios de custos para a produo de biodiesel de soja no Brasil, p. 23-37

    24

    ao aproveitamento energtico do leo residualproveniente da alimentao (Embrapa, 2013).Neste contexto, o governo federal brasileiroorganizou a cadeia produtiva com uma sequnciade aes como, definir as linhas de financiamento,estruturar a base tecnolgica e firmar o novo marcoregulatrio para os biocombustveis, que consideraa variedade de oleaginosas no pas e visa a suacompetitividade frente aos demais combustveis,juntamente com uma poltica de incluso social(Mattei, 2008).Segundo Oliveira (2002), a discusso sobre aintroduo do biodiesel na matriz energticabrasileira teve, como pano de fundo, argumentosque abarcam as dimenses da incluso social, daorganizao dos agricultores, de manifestaesimplcitas de interesses corporativistas setoriais equestes ambientais. Cabe destacar que se trata deum combustvel que pode compor, com o leodiesel, a oferta de energia para os transportesrodovirios pesados e urbanos, responsveis pelodeslocamento da produo nacional e dos setoresde baixa renda da sociedade (MME, 2013).A oferta de biodiesel deve ser pensada emsubstituio parcial ao leo diesel (Milazzo et al,2013). Aqui devem ser considerados os interessesde outro influente setor da economia, oagronegcio, sobre a formao do custo final docombustvel; a regularidade da oferta, asimplicaes sobre as variveis ambientais, sociais eeconmicas, as possibilidades de regionalizao da

    oferta de combustvel; e, uma possvel e desejvelindependncia estratgica (Dorian et al, 2006.Fiorese, 2011).A implementao de um programa energtico combiodiesel abriu oportunidades para grandesbenefcios sociais decorrentes de um alto ndice degerao de empregos por capital investido,valorizao do campo e promoo do trabalhadorrural, alm de demanda por mo-de-obraqualificada para o processamento e beneficiamentodos leos vegetais (Lee e Ofori-Boateng, 2013). Oaproveitamento do biodiesel traz tambm o efeitoeconmico benfico de reverso no fluxointernacional de capitais na medida em quepermite a reduo das importaes de diesel, almda comercializao internacional de certificados dereduo de emisses de gases de efeito estufa(Parente, 2003).Dentro deste contexto, o objetivo apresentar oscustos relativos produo do biodieselproveniente da soja, analisando-se tambm seussubprodutos e seus preos mnimos de venda.Segundo a Conab (2007), entende-se por preomnimo de venda o valor mnimo que o produtordeve repassar ao seu produto para que no tenhaprejuzo. Aps os clculos realizados, os valoresso tambm realizados para diferentes cenrios,tanto cambial quanto no preo da soja. Nasequncia deste item, apresenta-se o conceito dobiodiesel e sua evoluo histrica no Brasil.

    2. FUNDAMENTAO TERICA

    O biodiesel um combustvel biodegradvelderivado de fontes renovveis, provenientes deleo vegetal ou gordura animal, que pode serobtido atravs de diferentes processos tais comocraqueamento, esterificao e transesterificao(ANP, 2013). Para esta pesquisa, o processoutilizado foi o de transesterificao, que oprocesso de separao entre a glicerina contida nosleos vegetais, e sua posterior substituio pelo

    lcool na cadeia. O resultado um leo mais fino emenos viscoso. Esta reao qumica de leosvegetais foi conduzida pela primeira vez em 1853,pelos cientistas E. Duffy e J. Patrick, muitos anosantes do motor de ciclo diesel entrar emfuncionamento (UDOP, 2013).Os principais fatos associados ao biodiesel podemser acompanhados no quadro abaixo:

  • Ingeniera Industrial.Actualidad y Nuevas Tendencias Ao 7, Vol. IV, N 12

    ISSN: 1856-8327

    Vivian y Bornia, Cenrios de custos para a produo de biodiesel de soja no Brasil, p. 23-37

    25

    Quadro 1 - Evoluo histrica do biodiesel

    Fonte: Rathmann, 2008. Adaptado

  • Ingeniera Industrial.Actualidad y Nuevas Tendencias Ao 7, Vol. IV, N 12

    ISSN: 1856-8327

    Vivian y Bornia, Cenrios de custos para a produo de biodiesel de soja no Brasil, p. 23-37

    26

    O Programa Nacional de Produo e Uso doBiodiesel (PNPB) foi lanado em dezembro de2004. Depois de elaborado um marco regulatrio, oBNDES (2013) criou o Programa de Apoio aInvestimentos em Biodiesel, quando a mistura de2% de biodiesel no leo diesel, o chamado B2,ainda era voluntria.Em 13 de janeiro de 2005, foi sancionada a Lei11.097, que introduziu o biodiesel na matrizenergtica e estabeleceu percentuais mnimos demistura do biodiesel ao diesel e o monitoramentodeste novo combustvel no pas. Segundo alegislao, o Brasil deveria adicionar, a partir de2008, o mnimo 2% de biodiesel ao diesel,obrigatoriamente. Em julho de 2009, o pas adotouo B4 (diesel com 4% de biodiesel) e, em janeiro de2010, entrou no mercado o B5 (diesel com 5% debiodiesel).Com essas medidas, o Governo Federal adiantou ameta do ano de 2013 em trs anos. Em 2012, foisancionada a nova porcentagem para 2013, quesubiu de 5% para 7% (Conab, 2013).Segundo Parente (2003), resumidamente, oprocesso de obteno do biodiesel se d em trsprocessos bsicos a partir da matria-prima (Figura1), so eles:1.Prensagem: trata-se do processo de esmagamentodos gros de soja que resulta na obteno do leodegomado em seu estado natural e na torta, que um subproduto;2.Neutralizao: processo qumico de purificaodo leo onde se obtm o leo bruto;3.Transesterificao: processo qumico do leobruto com um catalisador e um lcool (etlico oumetlico) que tem como resultado a obteno dobiodiesel e gera como subprodutos a glicerina e olcool hidratado (Parente, 2003).Deve ser ressaltado que o processo qumicodescrito neste estudo feito de maneirasimplificada, quimicamente, o processo possuimuito mais detalhes, onde pode ser analisado comtodas as especificaes qumicas devidas.Resumidamente, este processo consiste naseparao entre a glicerina contida nos leosvegetais, e sua posterior substituio pelo lcool nacadeia. Os custos relacionados a este processo

    referem-se aos insumos utilizados para a produodo biodiesel (Pl, 2002).No clculo do custo de produo de umadeterminada cultura, deve constar comoinformao bsica a combinao de insumos, deservios