Conti Com Você - Revista da Continental Pneus

Embed Size (px)

DESCRIPTION

planejamento editorial (texto+arte), pauta, redação de texto e revisão de conteúdo.

Text of Conti Com Você - Revista da Continental Pneus

  • AN

    O I

    II

    ED

    I

    O 0

    8 /

    AB

    R -

    MA

    I - J

    UN

    / 2

    009

    Imp

    ress

    o d

    a C

    ontin

    enta

    l - F

    bric

    a d

    e P

    neus

    de

    Cam

    aar

    i

    meio ambienteSalve a natureza!

    conti com voc e voc!Do estgio contratao

    entrevista Ana Rita Fraga | Seleo e treinamento

    Continental CamaariTrs anos na rota da

  • sumrio

    4

    7

    8

    10

    12

    28

    20

    22

    31

    32

    Ana Rita FragaSeleo e treinamento garantem satisfao no trabalho

    Planejando e executando!

    entrevista

    retr

    mudando de rea

    mundo conti

    30

    Continental Camaari: Trs anos na rota da evoluocapa /

    editorial

    Novos desafios: Estamos preparados para o novo?entre ns

    Construo. Que departamento esse?raio-x /

    Salve a natureza!

    Por Andria Assuno

    meio ambiente

    big six

    18

    26

    Mente e corpo zen, segurana bem

    conti contra a dengue

    segurana /

    responsabilidade social /

    do estgio contrataoconti com voc e voc!

  • cont

    icom

    voc

    AN

    O I

    II

    ED

    I

    O 0

    8 /

    AB

    R -

    MA

    I - J

    UN

    / 2

    009

    5

    Por Pedro Carreira(Diretor Superintendente)

    entre ns

    Estamos preparados para o novo?Novos desafios

    No podemos separar a Conti Camaari do que acontece na Alemanha, pois l que est a matriz da nossa empresa, que tambm vem fazendo contenes com os rumos que o segmento tem tomado nos ltimos meses. Mudar as regras do jogo nunca uma tarefa fcil, mas se faz necessria medida que o mercado se transforma. Como exemplo po-demos citar a Europa, que ainda continua atravessando um mau momento, sofrendo perdas constantes de produo devido a crise econmica.

    E ns, como ficamos?

    Neste momento as nossas vendas (da Fbrica) caram mais do que o esperado por falta de artigos que somente so produzidos pela fbrica de Camaari e direcionados ao mercado brasileiro. Os resultados de maio e junho com a produo foram abaixo do esperado. O ms de julho come-ou mal mas esperamos que a situao mude de cor, pois grandes projetos esto em jogo e precisaremos nos esfor-ar ainda mais nos prximos dois meses para recuperar os pneus que perdemos por conta da atual conjuntura.

    A crise no acabou e acredito que ainda levaremos de um a dois anos para recuperar no Brasil o ritmo que comeva-mos a imprimir em termos de aprovaes junto s montado-ras, que com o colapso da economia diminuram o interesse em nossos pneus mantendo seus atuais fornecedores.

    Apesar de todas as dificuldades enfrentadas ao longo do semestre, acreditamos esperanosamente que nos prximos meses a situao volte a ficar estvel, pois so-mente quando isso acontecer poderemos avaliar como ficar o mercado brasileiro e se a retoma dos nossos projetos congelados poder sobrevir ainda este ano. De todo modo, continuaremos buscando melhorar nossa efi-cincia e os nossos ndices de acidentes e absentesmo. Precisamos lembrar que por trs de toda a nossa apare-lhagem e produo, existem pessoas!

    E com estas atuaes que vamos trabalhar em prol de um mesmo objetivo, e cada vez mais engajados transfor-maremos a fbrica de Camaari em uma das melhores f-bricas do Grupo Continental.

    Estamos no meio do ano e devemos refletir todos os acon-tecimentos que esto nossa volta. Devemos olhar para o futuro e tentar visualizar o que ainda est por vir, pois como uma boa equipe precisamos nos antecipar aos acontecimen-tos e estarmos preparados para o segundo tempo do jogo!

    Dobrando os esforos e contendo custos, a Continental con-seguiu atingir os valores necessrios para manter os emprs-timos, junto aos bancos, com os juros esperados (no qual nos referimos no ltimo encontro Entre Ns). Isso significa que ganhamos mais tempo, podendo alguns dos projetos congelados que tnhamos em Camaari voltar luz do dia.

    Neste segundo trimestre atravessamos, mais uma vez, uma etapa da nossa vida em Camaari, que incluiu no

    s as negociaes coletivas, mas infelizmente para todos ns, frias coletivas devido aos cortes de produo,

    cancelamento de projetos, ajustes nas equipes, enfim um pouco mais de estresse do que estamos habitua-

    dos a enfrentar. Parte desse estresse se d em virtude dos fatores externos apresentados no artigo anterior.

  • Conti com VocRevista Continental - Fbrica de Pneus de CamaariAno III, Edio 08/2009

    Diretor Superintendente: Pedro Carreira | Gerente de Recursos Humanos: Kalil NicioliJornalista Responsvel e editora chefe: Adriana Souza| Editorao: Accessing | Fotos: Adriana Souza, Accessing e Banco de Imagens da Continental AG.

    Tiragem: 1250 exemplares. Circulao interna.Colaboraram nesta edio: Andria Assuno, Thiago Caldas, Franklin Santos, Ana Rita Fraga, Alessandro Villa, Kalil Nicioli e Pedro Carreira.

    Contatos: +55 71 3642-8435adriana.souza@conti.com.br / www.conti.com.br

    editorial

    Dia 05 de Abril de 2009 a Continental come-morou trs anos de histria na Bahia, e mais especificamente em Camaari. A matria cen-tral desta edio, intitulada Continental: trs anos na rota da evoluo convidar todos a embarcar no tnel do tempo, relembrando e revivendo atravs de depoimentos, histrias fascinantes do incio de uma longa caminhada.

    Nessa edio conhea num bate papo com a chefe de desenvolvimento de pessoal Ana Rita Fraga, o resultado da pesquisa de clima orga-nizacional Basics Live e os planos de aes adotados para os itens avaliados. Saiba ainda como funcionam as reas de Recrutamento e Seleo e Treinamento.

    Conhea tambm mais uma competncia do Big Six aprendendo a Planejar e executar suas atividades no ambiente de trabalho. Na seo Raio-X a matria Construo: que de-partamento esse? explica como acontece o processo de construo do pneu e mostra as diferenas dos pneus pesados CVT e PLT.

    Por Kalil Nicioli (Gerente de Recursos Humanos)

    cont

    icom

    voc

    7

    Em responsabilidade social, fique por dentro de como foi montada e executada a Campanha Conti Contra Dengue. Voc saber como foi o processo da caada ao mosquito na rea externa da empresa.

    Na linha de aprendizado, conhea um pouco mais na se-o segurana com a matria Mente e Corpo Zen, Se-gurana bem. Nessa matria voc aprender, atravs de dicas, que manter-se bem no palco das emoes funda-mental para o equilbrio fsico e mental. Aprecie na sesso Mudando de rea a experincia de mais um colaborador que mudou de funo dentro da empresa. Acompanhe seus desafios e a conquista dos novos conhecimentos adquiridos ao longo da mudana. Na matria Do estgio a contratao, um passo que transforma vidas, conhea quem so os ex-estagirios que hoje fazem parte do time de contratados da Conti Camaari. Confira o depoimento do colaborador que ganhou o concurso tal me, tal filho, realizado em homenagem ao ms das mes.

    Na seo responsabilidade ambiental, veja na matria Salve a Natureza como foi realizada a primeira semana do meio am-biente, onde colaboradores se envolveram e participaram de atividades ambientais que marcaram o dia do meio ambiente.

    Boa leitura!

    AN

    O I

    II

    ED

    I

    O 0

    8 /

    AB

    R -

    MA

    I - J

    UN

    / 2

    009

  • cont

    icom

    voc

    9

    Ana Rita

    Fraga Seleo e treinamento

    garantem satisfao no trabalho

    Ana Rita Fraga chefe de desenvolvimento de pessoal da Continental Camaari. A experincia de 18 anos na rea de Recursos Humanos inclui a passagem por diversas empresas nacionais de mdio e grande porte. Bacharel em Psicologia, com ps- graduao em Administrao de Empre-sas, mestrado em Psicologia Organizacional e um doutorado em curso, em Psicologia Organizacio-nal na UFBA, coordena as atividades de Seleo e Treinamento, e a rea de expatriados da Unidade Camaari. Alm dessas trs reas principais, Ana Fraga est frente de projetos como a Pesquisa de Clima Organizacional (Basics Live) e Avaliao de Desempenho (Employee Dialogue). Sobre os re-sultados do Basics Live e do Employee Dialogue, entre outros temas, ela fala na entrevista a seguir:

    entrevista

    Conticomvoc: O processo de seleo de profissionais fundamental para o bom desempenho de uma em-presa. Qual o foco do processo seletivo na Continental?

    Ana Rita: Na rea de Seleo, temos como objetivo esco-lher o melhor candidato para a posio correta no menor tempo possvel. Dessa forma, contribumos e garantimos participao no desenvolvimento e na sustentao de uma cultura de alta performance de longo prazo.

    CCV: O processo de treinamento segue a mesma linha?

    Ana Rita: Na rea de Treinamento, buscamos a capacita-o tcnica e o desenvolvimento profissional dos colabora-dores da unidade de Camaari, atravs do planejamento, coordenao e controle das aes de Treinamento e De-senvolvimento. O objetivo maximizar os conhecimentos dos colaboradores em suas reas de atuao, e tambm contribuir para o cumprimento dos objetivos da empresa.

    CCV: O Basics Live uma ferramenta importante para garantir qualidade e satisfao no trabalho. Como so colhidas as informaes para a pesquisa?

    Ana Rita: A Pesquisa de Satisfao Corporativa 2008, BASICS Live, avaliou o nvel de satisfao dos colabo-radores e itens como satisfao e liderana. Teve mais de 133.000 participantes em toda a Continental em mais de 35 pases. A pesquisa corporativa padronizada e composta por 37 perguntas padro da Companhia e 10 perguntas locais da fbrica de Camaari. Antes da aplicao da Pesquisa foi montada uma estrutura para emisso dos relatrios individuais que seriam recebidos pela unidade de Camaari e foram emitidos relatrios in-dividuais para cada uma das divises.

    CCV: Depois de avaliados o