CUIDEM DOS MEUS FILHOS - dos Meus Filhos - Os Trabalhadores de... · como um dos pontos cardeais da…

Embed Size (px)

Text of CUIDEM DOS MEUS FILHOS - dos Meus Filhos - Os Trabalhadores de... · como um dos pontos cardeais...

1

CUIDEM DOS

MEUS FILHOS os trabalhadores de rion

annimos

Luiz Guilherme Marques

(mdium)

2

Este livro dedicado a Divaldo Pereira Franco, Manuel

Fernandes (Manuelzinho), Maria Geny Barbosa e Violeta

Cunha do Couto

3

Cuidem dos Meus filhos.

(Jesus Cristo)

Faa-se em mim segundo a Vossa Vontade..

(Me Santssima)

J no sou mais eu quem vive, mas o Cristo que vive em

mim..

(Paulo de Tarso)

Toda vez que fizerdes algo em favor de um destes Meus

irmos mais pequeninos a Mim que o fizestes..

(Jesus Cristo)

Agora vocs devem trabalhar pelo despertamento espiritual dos

nossos irmos e irms..

(annimos)

4

NDICE

Um desenho simblico e seu significado

Introduo

Primeira Parte: A Declarao de submisso a Deus

Captulo nico A Declarao de Me Santssima

1 Desenvolvimento do tema

Segunda Parte: A concretizao da submisso a Deus

Captulo nico: A Declarao de Paulo de Tarso

1 Desenvolvimento do tema

Terceira Parte: O Convite de Jesus

Captulo nico: Fazer o Bem a todos

1 Desenvolvimento do tema

Quarta Parte: Os trabalhadores de rion e sua contribuio

Captulo nico: Os trabalhadores de rion

1 Desenvolvimento do tema

Nota

5

UM DESENHO SIMBLICO E SEU SIGNIFICADO

Manoel Philomeno de Miranda afirma, atravs da

mediunidade de Divaldo Pereira Franco, que um nmero

notvel de Espritos vindos de outro planeta mais evoludo

que a Terra est aqui acampado em vrios pontos para aqui

desenvolver um trabalho de acelerao da evoluo espiritual

dos habitantes deste mundo, a fim de acelerar-se a to

propalada transio.

Divaldo afirmou, igualmente, em vrias ocasies, a

presena de alguns milhes de Espritos de outro mundo mais

adiantado reencarnados na Terra, que ficaram conhecidos

6

como ndigos, formando quatro vertentes de trabalho: na

mediunidade, na Justia, na Tecnologia e na Arte.

H notcia, tambm, de Espritos, uns desencarnados e

outros desencarnados, provenientes de um planeta da

Constelao de rion [1], trabalhando, h muitos milnios,

pelo progresso dos habitantes da Terra, dizendo-se, tambm,

que seu prazo de auxlio Terra est findando.

Este desenho procura representar uma nave espacial to

iluminada que clareia o cu noturno e emite trs focos de luz

azulada em direo ao solo.

O trabalho de todas essas falanges se faz em atendimento

a uma solicitao de Jesus no seguinte sentido: Cuidem dos

Meus filhos, que d o nome a este livro, o qual pretende

expor o em que consiste a contribuio dos Espritos de rion

e como ela se processa.

7

INTRODUO

Quando Jesus afirmou: Na Casa de Meu Pai h muitas

moradas esta dizendo, em outras palavras, que todo o

Universo habitado, pois Deus no criaria nada intil.

Por ocasio da misso de Allan Kardec, na codificao

da Terceira Revelao, os Espritos Superiores que o

orientaram foram incisivos nesse ponto, podendo-se

considerar a questo da pluralidade dos mundos habitados

como um dos pontos cardeais da Doutrina Esprita.

Na verdade, sabemos que no h um Universo, mas

inmeros, sendo que, por isso, vibrando cada numa

frequncia especfica, nunca haver problema de falta de

espao, de engarrafamento, de superpopulao.

Precisamos entender isso, claramente, para iniciarmos o

nosso estudo.

Por isso, indagamos dos nossos queridos irmos e irms

se tm essa questo como ponto pacfico: em caso positivo,

prossigamos, ou melhor, iniciemos nosso estudo.

Recomendamos, sempre, a leitura de trs livros: 1 - A

Caminho da Luz, de Emmanuel; 2 Brasil, Corao do

Mundo, Ptria do Evangelho, do irmo X; e 3 A Grande

Sntese, de Jesus; esclarea-se que os dois primeiros foram

psicografados por Chico Xavier e o ltimo por Pietro Ubaldi.

Essas trs leituras, reconhecemos, difceis para quem no

tem um certo nvel de cultura geral, so importantes para o

entendimento do que vamos expor neste livro.

Se os queridos leitores j tiverem lido as trs obras, tero

muita facilidade para nos entender, mas, mesmo em caso

contrrio, fazendo um pequeno esforo, baseado em outras

leituras e, principalmente, no desejo de conhecer a Verdade,

dar-nos-o crdito e sairo lucrando com mais algumas

informaes teis para sua evoluo espiritual.

Assim, iniciando nossas reflexes preliminares sobre a

habitabilidade de todo o Universo, assim considerados os

astros de vrias classificaes: planetas, estrelas etc., bem

como suas cercanias, podemos entender que os seres,

8

normalmente, reencarnam no apenas em um nico planeta,

mas em vrios, tal como uma pessoa visita vrias cidades e

chega a morar em mais de uma ou em muitas.

Sejamos lgicos e aceitemos a forma didtica das

comparaes como a mais adequada para mostrar a

naturalidade das afirmaes que iremos fazer logo adiante, no

decurso deste estudo.

Dessa maneira, natural que cada Esprito, desde que

foi criado, sob formas subatmicas, no vem, no caso dos

terrcolas atuais, reencarnando apenas na Terra.

E certo que a maioria dos que habitam este planeta

atualmente no so originrios daqui, tanto quanto certo

que, entre os reencarnados na Terra, h seres que viveram

antes em planetas mais adiantados e outros que vieram de

mundos menos adiantados.

importante a mistura, pois uns aprendem com os

outros, tanto quanto o aluno generoso, que ensina seus

colegas, acaba aprendendo mais do que se guardasse os

conhecimentos apenas para si prprio.

Dessa maneira, Espritos mais adiantados que os

terrcolas reencarnam na Terra em perodos variados,

obedientes a uma programao detalhada e previdente, pois

no se governam planetas como muitas urbes terrenas so

dirigidas, ou seja, ao sabor da improvisao, com maus

resultados.

Um Esprito da categoria de Jesus nunca erraria nos

Seus planejamentos e tudo obedece a um cronograma, que

no chega, num extremo, a prever tudo em minutos, mas no

vai ao outro extremo, de errar em termos de sculos.

A margem estreita de variaes fica por conta do

respeito ao livre arbtrio dos habitantes do planeta, que o

Mestre, Governado, no quer violentar, pois que Sua Misso

a de contribuir para a evoluo dos Seus pupilos e no

violentar-lhes a liberdade em prol do progresso todo custo.

A Terra, portanto, uma escola, cujo Professor o

Divino Mestre Jesus, que ensina com Amor a grande Lio da

9

Evoluo, a qual abrange uma srie de itens, que podemos

resumir em inteligncia e moralidade, tudo isso enfeixado na

fora mental no Bem.

Pois bem, iniciaremos nosso estudo, nesta Introduo,

dizendo algumas palavras sobre cada uma das frases que

encabeam este estudo e, depois, teceremos comentrios mais

extensos sobre cada uma no curso que ora nos propomos a

realizar, aprendendo junto com nossos irmos e irms.

Faa-se em mim segundo a Vossa Vontade: trata-se do

primeiro passo do Esprito que pretende ingressar no domnio

do poder mental no Bem, como declarao de que estamos

dispostos a renunciar ao personalismo em prol da causa do

Amor Universal, pois, sem a humildade perante Deus, que

Amor, no h como sintonizar com as correntes mentais

superiores.

J no sou eu quem vive, mas o Cristo que vive em

mim: eis a outra declarao, a de que j estamos h um

tempo razovel, vivenciando a renncia ao personalismo, em

prol do Amor Universal.

Toda vez que fizerdes algo em favor de um destes Meus

irmos mais pequeninos a Mim que o fizestes.: trata-se do

convite feito por Jesus para que cada um ingresse na Escola

do Amor Universal. Nessa Escola, expliquemos, ningum

apenas ouve as lies, mas deve pratic-las, diferentemente

das escolas terrenas, em que os alunos, tirantes os cursos em

que o estgio obrigatrio, passam muitos anos apenas

escutando o que se lhes fala e nada tm de realizar em prol da

coletividade onde vivem.

Agora vocs devem trabalhar pelo despertamento

espiritual dos nossos irmos e irms.: eis a orientao de um

Esclarecedor aos seus pupilos. No a concentrao em

realizaes materiais, mas sim o despertamento do poder

mental no Bem.

Como dissemos, h uma falange de Espritos, uns

reencarnados e outros desencarnados, provenientes da

10

Constelao de rion, que vem colaborando para o

progresso espiritual dos terrcolas desde h muitos milnios.

Dizemos progresso espiritual, porque esse seu foco,

ao contrrio, por exemplo, dos ndigos, voltados mais para o

desenvolvimento intelectual.

Aqueles Espritos compem a raa vermelha.

Quem leu A Caminho da Luz, de Emmanuel, verificar

que ele afirma que a raa amarela originria da Terra,

sendo a mais antiga e que, depois dela, surgiu a raa negra,

enquanto que a raa branca originou-se dos