Dissertacao CD

  • View
    73

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Dissertacao CD

Transcript

  • Quintais Urbanos de Salvador:

    Realidades, Usos e Vivncias no Sculo XIX

    Jan Maurcio Oliveira van Holthe

    Salvador Bahia

    2002

  • 2

    UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

    FACULDADE DE ARQUITETURA

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM

    ARQUITETURA E URBANISMO

    Quintais Urbanos de Salvador:

    Realidades, Usos e Vivncias no Sculo XIX

    Dissertao submetida ao Programa de Ps

    Graduao da Universidade Federal da

    Bahia, Mestrado em Arquitetura e

    Urbanismo, rea de concentrao em

    Conservao e Restauro, como parte dos

    requisitos para obteno do ttulo de Mestre.

    Autor: Jan Maurcio Oliveira van Holthe

    Orientadora: Prof. Odete Dourado

    Salvador, Bahia

    2002

  • 3

    RESUMO

    O objetivo principal deste trabalho o resgate da importncia dos quintais urbanos

    em Salvador, numa tentativa de oferecer aos pesquisadores, arquitetos e demais

    envolvidos na questo do patrimnio histrico em nossa cidade, uma viso mais clara e

    realista sobre estes espaos.

    Atravs de uma exaustiva pesquisa histrica sem pretenses, porm, de esgotar

    cada tema individualmente -, buscamos compreender no apenas os quintais de

    Salvador, mas tambm todos aqueles elementos que, a nosso ver, ajudam a defin-los.

    Desta forma, fomos obrigados tambm a estudar a cidade sob os mais diversos

    aspectos (fsicos, econmicos, sociais, paisagsticos etc.), procurando traar um painel

    bastante amplo com nfase, obviamente nos dados referentes ao sculo XIX -, que

    servisse de suporte para a nossa pesquisa dos quintais.

    Estudamos tambm a populao de Salvador, sua composio, seus meios de

    sobrevivncia, suas caractersticas raciais e culturais etc. Conhecendo profundamente

    os moradores da cidade, compreendemos tambm como viviam, como construam suas

    casas e, consequentemente, como inseriam os quintais nas atividades dirias que, de

    alguma forma, garantiam a sua sobrevivncia.

    Por fim, procuramos demonstrar a relao de total integrao das casas em Salvador

    casas trreas e sobrados - com os seus quintais, atravs de um estudo de suas

    principais caractersticas fsicas (listagem dos cmodos, implantao nos lotes urbanos,

    dimenses etc.) e dos servios normalmente associados ao seu pleno funcionamento,

    garantindo assim o conforto, a segurana e a subsistncia de seus habitantes.

    Inseridos de tal forma na vida da cidade, os quintais naturalmente tornavam-se parte

    de sua paisagem. Sua vegetao, em contraste com as cores claras das edificaes e

    da aridez de suas ruas e praas pblicas, desempenhava importante papel na formao

    de um carter paisagstico prprio para a cidade. Desta forma, no possvel preservar

    este carter sem garantir tambm a presena dos elementos que o constituem, dentre

    os quais os quintais urbanos formam pea fundamental.

  • 4

    ABSTRACT

    The main objective of this essay is to restore the true importance of the urban backyard

    in the city of Salvador, trying, at the same time, to offer the future researchers, architects

    and all those involved with the preservation of our historical patrimony, a more realistic

    and clear view of these urban open spaces.

    Through an exaustive historical research certainly without the intention to end the

    discussion of these subjects in future works -, we tried to understand not only the

    backyards in Salvador, but also all those elements that, in our point of view, help define

    them. This way, we found ourselves forced to study the city under many different

    aspects (physical, economical, social, sceneric etc.), combining the many pieces of

    information that would allow us to form a relatively complete descriptive picture of its

    situation throughout the centuries, always, however, focusing on the 19th century, once it

    offers a larger amount of documental and published material to work with.

    We also studied Salvadors population, its constitution, its means of survival, its racial

    and cultural characteristics etc. Getting to know this population in depth allows us also to

    understand how they lived, how they built heir homes and, consequently, how they

    inserted their backyards in those daily activities that, somehow, guaranteed their

    survival.

    At last, we tried to demonstrate how deep the connection of the houses in Salvador

    the casas trreas and the sobrados - and their backyards really was. To reach this

    objective we had to study these houses main physical characteristics (the internal

    accomodations, their insertion in the urban lots, their dimensions etc.) together with all

    those services normally linked to their functionality, which will then guarantee their

    owners comfort, security and subsistence.

    Inserted in such a way in the citys life, the backyards naturally became part of the

    landscape. The plants they contain, in contrast with the bright colors of the old buildings

    and with the barreness of the city strees and squares, play an important part in the

    formation of a specific sceneric view of the city of Salvador. Therefore, its not possible

    to preserve this scenery without also protecting the elements that help form it, being the

    urban backyard one of its main component.

  • 5

    SUMRIO

    Introduo 9

    1. Salvador A Cidade

    1.1 Fundao Sculo XVI (1549) 14

    1.2 A Cidade no Sculo XIX 16

    1.2.1 A Baa de Todos os Santos 18

    1.2.2 A Cidade Baixa 21

    1.2.3 A Cidade Alta 25

    1.2.4 Os Limites da Cidade 33

    1.3 A Paisagem de Salvador no Sculo XIX 39

    1.3.1 A Viso Panormica da Cidade 41

    1.3.2 A Vegetao Tropical e a Paisagem de Salvador 44

    1.3.3 A Importncia do Contraste 46

    2. Paisagem Humana

    2.1 Populao 49

    2.2 A Sociedade Baiana no Sculo XIX 52

    2.2.1 A Elite Branca da Bahia 56

    2.2.2 Os Negros Escravos e Libertos 59

    2.2.3 A Participao das Mulheres na Sociedade 65

    2.2.4 A Famlia Baiana 69

    3. Vida Econmica de Salvador 73

    3.1 Entraves e Conflitos Sculos XVII e XVIII 74

    3.1.1 A Falta de Moedas 77

    3.1.2 A Manuteno da Frota Portuguesa 79

    3.1.3 As Revoltas Indgenas 84

    3.1.4 Ataques de Naus Corsrias e as Invases do Sculo XVII 87

    3.1.5 A Descoberta e Explorao do Ouro das Minas 90

  • 6

    3.1.6 As Variaes Climticas 94

    3.1.7 As Epidemias 98

    3.2 A Economia Baiana no Sculo XIX 106

    4. Arquitetura Residencial 114

    4.1 A Casa Trrea 115

    4.1.1 Casa Trrea Disposio Interna 118

    4.1.1.1 Sala de Visitas 119

    4.1.1.2 Os Quartos de Alcova 119

    4.1.1.3 Corredor Lateral 121

    4.1.1.4 Sala de Jantar 121

    4.1.1.5 Varanda 122

    4.1.1.6 Cozinha 124

    4.1.1.7 Despensa 125

    4.1.1.8 Armazm 126

    4.2 O Sobrado 128

    4.2.1 Sobrados Pavimento Trreo 131

    4.2.1.1 Cocheiras 132

    4.2.1.2 Lojas 133

    4.2.2 Sobrados Pavimentos Superiores 137

    4.3 O Funcionamento das Casas em Salvador 140

    5. Os Quintais 143

    5.1 Conceito 143

    5.2 Os Quintais no Sculo XIX 145

    5.3 Os Quintais: Zonas de Servio das Casas em Salvador 145

    5.3.1 Quintais Elementos Construdos 149

    5.3.1.1 As Cozinhas Externas 149

    5.3.1.2 Os Telheiros 153

    5.3.1.3 As Senzalas e Dependncias de Empregados 154

    5.3.1.4 As Cocheiras e Estrebarias 157

  • 7

    5.3.1.5 As Casas de Banho e Banheiros 159

    5.3.1.6 As Latrinas e Secretas 161

    5.3.1.7 Os Jiraus e Varais 164

    5.4 A Economia Domstica e os Quintais 167

    5.4.1 As Oficinas de Fundo de Quintal 167

    5.4.2 O Abastecimento de Alimentos em Salvador 169

    5.4.2.1 Sculos XVII e XVIII A Fome Universal 170

    5.4.2.2 O Abastecimento de Alimentos no Sculo XIX 178

    5.4.2.3 Os Quintais e a Produo Domstica de Alimentos 183

    5.4.3 O Abastecimento de gua em Salvador 190

    5.4.3.1 O Abastecimento de gua no Sculo XIX 203

    5.4.3.2 Os Quintais, suas Fontes e Poos 209

    5.5 O Valor Cultural e Social dos Quintais 212

    5.5.1 O Quintal como rea de Lazer da Famlia 213

    5.5.2 Os Quintais e as Flores 215

    5.5.3 Os Quintais e as Manifestaes Religiosas 218

    5.5.4 Supersties e Simpatias 223

    5.6 Os Quintais na Paisagem de Salvador (Sculo XIX) 226

    Concluso 228

    Referncias 232

    Apndice A: Terminologia: Quintal e Jardim 246

    Apndice B: Relao dos Viajantes do Sculo XIX 249

    Apndice C: Fontes Primrias 250

  • 8

    INTRODUO

    Dentre os espaos urbanos marcantes da arquitetura colonial brasileira em quase

    todos os ncleos habitacionais do pas1, os quintais esto certamente dentre aqueles

    menos estudados e portanto tambm menos conhecidos. Numa pesquisa bibliogrfica

    inicial, realizada ainda no perodo de elaborao do projeto de pesquisa, percebemos

    que pouca coisa existe publicada sobre o assunto alis, especificamente sobre os

    quintais nada encontramos; quanto aos jardins, porm, a bibliografia mostrou-se

    mais numerosa.

    Ao lado disso, porm, percebe-se o aparente interesse despertado por estes espaos

    urbanos no-edificados nos textos dos diferentes cronistas e viajantes estrangeiros aos

    quais tivemos acesso. Desde as mais antigas obras, escritas poucos anos aps a

    fundao da cidade de Salvador, surgem os testemunhos que trazem-nos notcias da

    existncia e muitas vezes da exuberncia destes quintais2.

    Uma dvida incial, no entanto, precisou ser logo escl