of 54 /54
Provas ESAF – série exercícios agosto 2005 Este módulo se destina à aplicação prática dos conhecimentos adquiridos no estudo teórico da contabilidade básica. Para tanto, foram utilizadas somente questões de concurso da ESAF, de várias provas nos últimos dois anos. Todas as questões aqui apresentadas encontram-se precedidas do assunto a que se referem – para auxiliar a eventual necessidade de pesquisa a textos teóricos na sua resolução – e seguida do gabarito. Espera-se um esforço inicial do aluno – na tentativa de resolução da respectiva questão – para o melhor aproveitamento da aula em que ela for resolvida, com a apresentação da respectiva memória de cálculo e da referência aos fundamentos normativos e ao ferramental teórico utilizados em sua resolução. Bons estudos. Página 1 de 54

Exercicios resolvidos contabilidade esaf

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Exercicios resolvidos contabilidade esaf

  • 1. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Este mdulo se destina aplicao prtica dos conhecimentos adquiridos no estudo terico da contabilidade bsica. Para tanto, foram utilizadas somente questes de concurso da ESAF, de vrias provas nos ltimos dois anos. Todas as questes aqui apresentadas encontram-se precedidas do assunto a que se referem para auxiliar a eventual necessidade de pesquisa a textos tericos na sua resoluo e seguida do gabarito. Espera-se um esforo inicial do aluno na tentativa de resoluo da respectiva questo para o melhor aproveitamento da aula em que ela for resolvida, com a apresentao da respectiva memria de clculo e da referncia aos fundamentos normativos e ao ferramental terico utilizados em sua resoluo. Bons estudos. Pgina 1 de 54
  • 2. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Sumrio 1 AFC 2005.................................................................................................................................. 4 1.1 QUESTO 21 PRINCPIOS DE CONTABILIDADE............................................................................ 4 1.2 QUESTO 22 CONTROLE DE ESTOQUE......................................................................................4 1.3 QUESTO 23 DEPRECIAO E VENDA DE PERMANENTE...............................................................5 1.4 QUESTO 24 ESCRITURAO ERROS E RETIFICAES.............................................................. 6 1.5 QUESTO 25 DESCONTO E RECEBIMENTO DE DUPLICATAS........................................................... 6 1.6 QUESTO 26 CLASSIFICAO DE CONTAS.................................................................................8 1.7 QUESTO 27 OPERAES COM MERCADORIAS E CONTROLE DE ESTOQUE........................................9 1.8 QUESTO 28 DISTRIBUIO DE DIVIDENDOS........................................................................... 10 1.9 QUESTO 29 RESERVA LEGAL QUESTO COM PROBLEMA...................................................... 11 1.10 QUESTO 30 - DOAR.......................................................................................................12 2 AFRE MG - 2005................................................................................................................ 13 2.1 QUESTO 1 PRINCPIOS CONTBEIS....................................................................................... 13 2.2 QUESTO 2 CLASSIFICAO DE CONTAS E OPERAES COM MERCADORIAS.................................. 14 2.3 QUESTO 3 DESTINAO DO RESULTADO .............................................................................. 15 2.4 QUESTO 4 OPERAO COM MERCADORIAS............................................................................ 16 2.5 QUESTO 5 OPERAO COM MERCADORIAS........................................................................... 16 2.6 QUESTO 6 OPERAES COM MERCADORIAS...........................................................................17 2.7 QUESTO 7 EXAUSTO E VENDA DE PERMANENTE................................................................... 18 2.8 QUESTO 8 DEPRECIAO E VENDA DE PERMANENTE...............................................................19 2.9 QUESTO 9 - PCLD............................................................................................................19 2.10 QUESTO 10 FOLHA DE SALRIOS..................................................................................... 20 2.11 QUESTO 11 OPERAES COM MERCADORIAS - ICMS ........................................................21 2.12 QUESTO 12 DRE REGIME DE COMPETNCIA E OPERAES COM MERCADORIAS QUESTO PROBLEMTICA ..............................................................................................................................................................22 2.13 QUESTO 13 EQUIVALNCIA PATRIMONIAL E DISTRIBUIO DE DIVIDENDOS ............................. 23 3 AUDITOR DO TESOURO MUNICIPAL - PREFEITURA DE FORTALEZA - CE ...24 3.1 PRINCPIOS CONTBEIS...........................................................................................................24 3.2 DESTINAO DO RESULTADO RESERVA LEGAL...................................................................... 25 3.3 ESTRUTURA PATRIMONIAL - ATIVO...........................................................................................25 3.4 PLANO DE CONTAS................................................................................................................ 26 3.5 LANAMENTOS DESCONTO DE DUPLICATAS............................................................................. 27 3.6 DEPRECIAO GANHO DE CAPITAL........................................................................................ 28 3.7 DEMONSTRAES CONTBEIS..................................................................................................28 3.8 LANAMENTOS CONTBEIS..................................................................................................... 29 Pgina 2 de 54
  • 3. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 4 CONTADOR PREFEITURA DO RECIFE - 2003 ............................................................30 4.1 DRE..................................................................................................................................30 4.2 DRE..................................................................................................................................30 4.3 QUESTO 3 DOAR.......................................................................................................... 31 4.4 QUESTO 4 - DOAR...........................................................................................................32 4.5 QUESTO PRINCPIOS CONTBEIS.......................................................................................... 33 4.6 QUESTO FATOS CONTBEIS................................................................................................ 33 4.7 QUESTO 7 CLASSIFICAO DE CONTAS.................................................................................34 4.8 QUESTO 8 CLASSIFICAO DE CONTAS.................................................................................35 4.9 QUESTO 9 DEPRECIAO VALOR RESIDUAL.......................................................................36 4.10 QUESTO 10 CLASSIFICAO DE CONTAS.............................................................................36 4.11 QUESTO 11 LANAMENTOS E ESTRUTURA PATRIMONIAL....................................................... 37 5 PROVA TCNICO DA RECEITA FEDERAL - 2003...................................................... 37 5.1 PRINCPIOS...........................................................................................................................37 5.2 ELEMENTOS PATRIMONIAIS - ATIVO..........................................................................................38 5.3 ELEMENTOS PATRIMONIAIS PATRIMNIO LQUIDO E CAPITAL SOCIAL........................................ 39 5.4 RESERVA LEGAL................................................................................................................... 40 5.5 LANAMENTOS CONTBEIS OPERAES COM DUPLICATAS......................................................... 40 5.6 DEMONSTRAO DE RESULTADOS DO EXERCCIO...................................................................... 42 5.7 LANAMENTOS CONTBEIS DESCONTO DE DUPLICATAS............................................................. 43 5.8 LANAMENTOS CONTBEIS EQUIVALNCIA PATRIMONIAL.......................................................... 44 5.9 DEMONSTRAES CONTBEIS..................................................................................................45 5.10 PARTICIPAES SOCIETRIAS - CONTROLE............................................................................... 45 6 AUDITOR DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PARAN 2003............ 46 6.1 QUESTO 1 CLASSIFICAO DE CONTAS PATRIMONIAIS - PL.....................................................46 6.2 QUESTO 2 CLASSIFICAO DE CONTAS - DRE..................................................................... 47 6.3 QUESTO 3 DESTINAO DO RESULTADO DIVIDENDOS MNIMOS OBRIGATRIOS ........................ 48 6.4 QUESTO 4 - DOAR...........................................................................................................48 7 ANALISTA DE FINANAS E CONTROLES CGU 2003/2004.................................49 7.1 QUESTO 1 LANAMENTOS, FATOS CONTBEIS E COMPORTAMENTO DE GRUPOS PATRIMONIAIS........49 7.2 QUESTO 2 FATOS CONTBEIS, LANAMENTOS E CLASSIFICAO PATRIMONIAL ...........................50 7.3 QUESTO 3 OPERAES COM DUPLICATAS..............................................................................50 7.4 QUESTO 4 NATUREZA DAS CONTAS (DEVEDORA/CREDORA)..................................................... 52 7.5 QUESTO 5 - DEPRECIAO....................................................................................................52 7.6 QUESTO 6 OPERAES COM MERCADORIAS...........................................................................52 7.7 QUESTO 7 ESTRUTURA PATRIMONIAL CONTAS E BALANCETES .............................................. 54 Pgina 3 de 54
  • 4. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 1 AFC 2005 1.1 Questo 21 princpios de contabilidade 1.1.1 Enunciado 21- Assinale a opo que contm a afirmativa incorreta sobre princpios fundamentais de contabilidade. a) O princpio da competncia estabelece diretrizes para classificao das mutaes patrimoniais resultantes da observncia do princpio da oportunidade. b) Observando-se o princpio do registro pelo valor original, o princpio da prudncia somente se aplica s mutaes posteriores, constituindo-se ordenamento indispensvel correta aplicao do princpio da competncia. c) A observncia do princpio da continuidade indispensvel correta aplicao do princpio da competncia, pois se relaciona quantificao dos componentes patrimoniais e formao do resultado, sendo importante para aferir a capacidade futura de gerao de resultado. d) Segundo o princpio da entidade o patrimnio a ela pertence, mas a recproca no verdadeira. A agregao contbil de patrimnios resulta em nova entidade. e) A observncia do princpio da continuidade influencia o valor econmico dos ativos e, s vezes, o valor ou o vencimento dos passivos. 1.1.2 Gabarito D 1.2 Questo 22 controle de estoque 1.2.1 Enunciado 22- A firma Bodegueiros Comerciais Ltda. mandou elaborar a ficha de controle de estoques de sua mercadoria X, cuja tributao ocorre com a incidncia de ICMS de 17%, com as seguintes informaes: 30/09 - estoque existente: 30 unidades a R$ 18,00 Pgina 4 de 54
  • 5. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 06/10 - compras a prazo: 100 unidades a R$ 24,10 07/10 - vendas a prazo: 60 unidades a R$ 36,14 08/10 - compras a vista: 100 unidades a R$ 30,12 09/10 - vendas a vista: 90 unidades a R$ 36,14 Os clculos de controle dos estoques foram feitos a partir dos dados acima, considerando o critrio de avaliao Last In, First Out (LIFO ou UEPS) mas, sabendo da no permisso de uso desse critrio para fins fiscais, a organizao mandou refazer os clculos para contabilizar as transaes segundo o critrio First In, First Out (FIFO ou PEPS). A mudana de critrio provocou uma variao para menos no valor de a) R$ 69,70 no ICMS a Recuperar. b) R$ 69,70 no ICMS a Recolher. c) R$ 410,00 no RCM. d) R$ 410,00 no CMV. e) R$ 410,00 no estoque final. 1.2.2 Gabarito D 1.3 Questo 23 depreciao e venda de permanente 1.3.1 Enunciado 23- Em 20 de outubro de 2004, a empresa Milcias S/A mandou contabilizar a baixa por venda de uma mquina de uso, auferindo um lucro da ordem de 20% sobre o preo obtido na alienao. Referida mquina fora comprada por R$150.000,00, em primeiro de abril de 1998, e seu valor tem sido atualizado, trimestralmente, por depreciao feita com base em vida til estimada de 10 anos e saldo residual de 20% do custo. A operao, devidamente contabilizada vai-nos mostrar que o preo de venda obtido na alienao foi de a) R$ 52.500,00 Pgina 5 de 54
  • 6. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 b) R$ 63.000,00 c) R$ 65.625,00 d) R$ 86.400,00 e) R$ 90.000,00 1.3.2 Gabarito E 1.4 Questo 24 escriturao erros e retificaes 1.4.1 Enunciado 24- Assinale a opo que completa a afirmativa corretamente. So erros de escriturao os seguintes: a) borres, rasuras, estorno de lanamento, saltos de linhas, salto de pginas. b) erros de algarismos, troca de uma conta por outra, inverso de contas, omisso de lanamento, repetio de lanamento. c) erro de algarismo lanado a mais, lanamento retificativo, erro de algarismo lanado a menor, troca de uma conta por outra, inverso de contas. d) omisso de lanamento, repetio de lanamento, inverso de lanamento, troca de uma conta por outra, lanamento complementar. e) estorno de lanamento, borres, rasuras, retificao de lanamento, saltos de linhas, ressalva por profissional habilitado. 1.4.2 Gabarito B 1.5 Questo 25 desconto e recebimento de duplicatas 1.5.1 Enunciado 25- A empresa Mersa S/A, em agosto de 2004, contratou operao de desconto de duplicatas no valor de R$150.000,00, com encargos iniciais de 4%. Em 15 de setembro o ttulo venceu, mas o cliente no o quitou, tendo a empresa acertado a operao com o Banco, Pgina 6 de 54
  • 7. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 mantendo a duplicata em cobrana. Em 30 de setembro o cliente providenciou a quitao da letra no Banco, com juros de 6%. Para registrar o evento de 30/09/04 o Setor de Contabilidade da Mersa S/A efetuou o seguinte lanamento: a) Diversos a Duplicatas Descontadas Bancos conta Movimento R$150.000,00 Juros Ativos R$ 9.000,00 R$159.000,00 b) Duplicatas Descontadas a Diversos a Bancos conta Movimento R$150.000,00 a Juros Ativos R$ 9.000,00 R$159.000,00 c) Bancos conta Movimento a Diversos a Duplicatas a Receber R$150.000,00 a Juros Ativos R$ 9.000,00 R$159.000,00 d) Bancos conta Movimento a Diversos a Duplicatas Descontadas R$150.000,00 a Juros Ativos R$ 9.000,00 R$159.000,00 e) Diversos a Diversos Duplicatas Descontadas R$150.000,00 Bancos conta Movimento R$ 9.000,00 R$159.000,00 a Duplicatas a Receber R$150.000,00 a Juros Ativos R$ 9.000,00 R$159.000,00 1.5.2 Gabarito C Pgina 7 de 54
  • 8. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 1.6 Questo 26 classificao de contas 1.6.1 Enunciado 26- Eis o rol das contas utilizadas pela Empresa Comercial Zinho Ltda., com saldos apurados no fim do exerccio social. Aes de Coligadas R$ 57.000,00 Aes em Tesouraria R$ 5.000,00 Amortizao Acumulada R$ 6.000,00 Bancos conta Movimento R$ 50.000,00 Caixa R$ 35.000,00 Capital a Integralizar R$ 45.000,00 Capital Social R$ 250.000,00 Clientes R$ 65.000,00 Depreciao Acumulada R$ 23.000,00 Duplicatas a Pagar R$ 115.000,00 Duplicatas a Receber R$ 100.000,00 Duplicatas Descontadas R$ 46.000,00 Fornecedores R$ 78.000,00 Gastos de Instalao R$ 14.000,00 ICMS a Recolher R$ 21.000,00 ICMS a Recuperar R$ 10.000,00 Lucros Acumulados R$ 17.000,00 Material de Consumo R$ 30.000,00 Mercadorias R$ 70.000,00 Mveis e Utenslios R$ 66.000,00 Participao Acionria R$ 40.000,00 Proviso para Crditos de Liquidao Duvidosa R$ 8.000,00 Proviso para Frias R$ 23.000,00 Proviso para Imposto de Renda R$ 9.000,00 Proviso para Perdas em Investimentos R$ 4.000,00 Produtos para Venda R$ 34.000,00 Receitas a Vencer R$ 8.000,00 Reservas de Capital R$ 10.000,00 Reservas de Lucro R$ 25.000,00 Reservas de Reavaliao R$ 13.000,00 Salrios a Pagar R$ 38.000,00 Seguros a Vencer R$ 12.000,00 Veculos R$ 98.000,00 Pgina 8 de 54
  • 9. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Observaes: Na relao acima no consta o resultado lquido do exerccio apurado aps o imposto de renda, as participaes e as destinaes propostas Assemblia Geral. Isto , est faltando calcular a parcela de resultado que, nesse exerccio, foi incorporada ao saldo da conta Lucros ou Prejuzos Acumulados. Uma vez calculada essa diferena e considerada no saldo da conta Lucros ou Prejuzos Acumulados, podemos dizer que as contas acima listadas apresentam: a) saldos devedores no valor de R$ 731.000,00. b) saldos credores no valor de R$ 694.000,00. c) ativo patrimonial no valor de R$ 681.000,00. d) passivo patrimonial no valor de R$ 292.000,00. e) patrimnio lquido no valor de R$ 352.000,00. 1.6.2 Gabarito A 1.7 Questo 27 operaes com mercadorias e controle de estoque 1.7.1 Enunciado 27- A Comercial Elipse S/A forneceu as seguintes informaes relativas a seu movimento de negcios durante o ms de agosto: 1) o ICMS apurado e ajustado mensalmente; 2) o ICMS incidente alquota de 17%; 3) o PIS - Faturamento calculado alquota de 2%; 4) a COFINS calculada alquota de 3%; 5) os inventrios fsico e financeiro so realizados mensalmente; 6) a conta Mercadorias tinha saldo de R$ 120.000,00 em 31 de julho; 7) as compras do perodo foram de R$ 400.000,00; 8) as vendas do perodo foram de R$ 500.000,00; 9) o estoque de mercadorias em 31 de agosto era de R$ 230.000,00; Pgina 9 de 54
  • 10. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 10) houve R$ 25.000,00 de abatimentos de vendas; 11) no perodo foram anuladas compras de R$ 40.000,00. Considerando todas as informaes acima, e apenas elas, pode-se dizer que essa empresa obteve Lucro Operacional Bruto no valor de a) R$ 209.250,00 b) R$ 206.137,00 c) R$ 202.100,00 d) R$ 185.137,50 e) R$ 181.700,00 1.7.2 Gabarito E 1.8 Questo 28 distribuio de dividendos 1.8.1 Enunciado 28- No balano Demonstrao de Lucros ou Prejuzos Acumulados, na linha que indicar os dividendos propostos, deve ser informado o montante, em reais, do dividendo distribudo por ao do capital social. A empresa Cia. de Alimentao & Merendas tem capital formado de onze milhes de aes, das quais, um milho esto em Tesouraria. Dessas aes, dois milhes so preferenciais classe A, com dividendo fixo de R$ 0,06 por ao; dois milhes so preferenciais classe B, com dividendo mnimo de R$ 0,12 por ao; e as restantes so ordinrias, inclusive, as que esto em Tesouraria. Considerando-se o caso da empresa supracitada, em que o valor total do dividendo proposto foi de R$ 920.000,00, na aludida demonstrao de lucros ou prejuzos acumulados, deve constar a seguinte informao: a) Dividendos propostos (R$ 0,084 por ao do capital social) R$ 920.000,00. b) Dividendos propostos (R$ 0,092 por ao do capital social) R$ 920.000,00. Pgina 10 de 54
  • 11. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 c) Dividendos propostos (R$ 0,090 por ao preferencial e R$ 0,093 por ao ordinria) R$ 920.000,00. d) Dividendos propostos (R$ 0,060 por ao preferencial classe A; R$ 0,120 por ao preferencial classe B; e R$ 0,093 por ao ordinria) R$ 920.000,00. e) Dividendos propostos (R$ 0,060 por ao preferencial classe A; R$ 0,120 por ao preferencial classe B; R$ 0,080 por ao em Tesouraria e R$0,080 por ao ordinria) R$ 920.000,00. 1.8.2 Gabarito D 1.9 Questo 29 Reserva legal questo com problema 1.9.1 Enunciado 29- A Cia. Comercial SST terminou o exerccio social com lucro lquido de R$ 120.000,00, devendo constituir a reserva legal nos termos da lei, para fins de elaborao de suas Demonstraes Financeiras. O Patrimnio Lquido da referida empresa tem o valor de R$ 224.000,00, e composto das seguintes contas: Capital Social R$ 200.000,00 Capital a Integralizar R$ 50.000,00 Reservas de Capital R$ 21.000,00 Reservas de Reavaliao R$ 6.000,00 Reserva Legal R$ 35.000,00 Reservas Estatutrias R$ 1.000,00 Lucros Acumulados R$ 11.000,00 Com base na situao supra descrita, a empresa dever contabilizar na conta Reserva Legal a) R$ 6.000,00, pois dever ser constituda com destinao de 5% do lucro lquido do exerccio. b) R$ 5.000,00, pois no dever ultrapassar 20% do capital social. Pgina 11 de 54
  • 12. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 c) R$ 4.000,00, pois somada s reservas de capital, no dever ultrapassar 30% do capital social. d) R$ 3.000,00, pois somada s outras reservas de lucro e s reservas de capital, no dever ultrapassar 30% do capital social. e) R$ 0,00, pois a reserva legal no dever ultrapassar 20% do capital social realizado. 1.9.2 Gabarito D 1.10 Questo 30 - DOAR 1.10.1 Enunciado 30- Tomemos como exemplo as operaes realizadas pela Cia. Comercial de Lixeiras, durante o exerccio de 20x4, para elaborar a Demonstrao de Origens e Aplicaes de Recursos nos termos da Lei n 6.404/76. Operaes: 01- venda, a vista, de mercadorias por R$ 50.000,00, com lucro de 30% sobre as vendas; 02- compra, a prazo, de mveis e utenslios para uso por R$ 40.000,00; 03- obteno de emprstimo bancrio, com juros de 5%, para pagamento em 30 parcelas iguais de R$ 4.000,00, iniciando-se em 30 de novembro de 20x4; 04- pagamento de R$12.000,00 de hipotecas de longo prazo; 05- recebimento de crditos no valor de R$ 16.000,00, com juros de 8%; 06- registro dos encargos de depreciao no valor de R$ 3.000,00; 07- aumento do capital social em R$ 4.000,00, com realizao em dinheiro; 08- venda, a vista, de equipamentos usados por R$ 2.000,00, baixando-se um custo de alienao de R$ 1.200,00; 09- pagamento de despesas gerais no valor de R$ 700,00; 10- aumento do capital social em R$ 5.000,00 para integralizao futura; Pgina 12 de 54
  • 13. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 11- aquisio de coligao acionria por R$ 25.000,00, para pagamento em 25 parcelas mensais, iguais, a partir de 30/11/x4; e 12- destinao do lucro do perodo, sendo: R$ 1.380,00 para imposto de renda; R$ 1.000,00 para reservas; e R$ 2.000,00 para pagamento de dividendos. Com base nessas operaes a empresa mandou elaborar a Demonstrao de Origens e Aplicaes de Recursos, nos termos da Lei n 6.404/76, a qual, certamente, vai evidenciar os seguintes itens e valores: a) Origens de Recursos no valor de R$ 94.200,00. b) Origens de Recursos no valor de R$ 71.000,00. c) Aplicaes de Recursos no valor de R$ 79.000,00. d) Aplicaes de Recursos no valor de R$ 60.800,00. e) Reduo do Capital Circulante Lquido em R$ 10.200,00. 1.10.2 Gabarito C 2 AFRE MG - 2005 2.1 Questo 1 princpios contbeis 2.1.1 Enunciado 01- Assinale a opo que contm afirmativa correta sobre princpios fundamentais de contabilidade. a) Quando se apresentarem opes igualmente aceitveis, o princpio da competncia impe a escolha da hiptese de que resulte menor patrimnio lquido. b) Diante de alternativas igualmente vlidas, o princpio da competncia impe a adoo do menor valor para o ativo e do maior valor para o passivo. c) As receitas e as despesas devem ser includas na apurao do resultado do perodo em que ocorrerem, segundo afirma o princpio da prudncia. Pgina 13 de 54
  • 14. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 d) O reconhecimento simultneo das receitas e despesas correlatas conseqncia natural do respeito ao perodo em que ocorrer sua gerao, mas no atende ao princpio da continuidade. e) O princpio da entidade reconhece o patrimnio como objeto da contabilidade e afirma a autonomia patrimonial diferenciando o patrimnio particular no universo dos patrimnios existentes. 2.1.2 Gabarito E 2.2 Questo 2 classificao de contas e operaes com mercadorias 2.2.1 Enunciado 02- A listagem de saldos para elaborao dos balanos da Companhia Gama S/A apresentou as contas patrimoniais e de resultado abaixo mencionadas. A eventual diferena aritmtica existente decorre da conta corrente de ICMS, cujo encerramento ainda no havia sido contabilizado. Caixa R$ 28.000,00 Capital Social R$ 16.000,00 Compras de Mercadorias R$ 96.000,00 Contas a Receber R$ 39.200,00 COFINS R$ 152,00 Fornecedores R$ 32.000,00 ICMS sobre Vendas R$ 40.800,00 Impostos e Taxas R$ 1.840,00 Juros Ativos R$ 880,00 Mercadorias R$ 36.000,00 Mveis e Utenslios R$ 48.000,00 PIS sobre Faturamento R$ 168,00 Prmio de Seguros R$ 2.880,00 Reserva Legal R$ 800,00 Salrios e Encargos R$ 6.400,00 Salrios e Encargos a Pagar R$ 960,00 Vendas de Mercadorias R$ 240.000,00 Veculos R$ 32.000,00 Pgina 14 de 54
  • 15. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Observaes: 1. O estoque atual de mercadorias est avaliado em R$ 1.600,00. 2. As compras e as vendas so tributadas mesma alquota de ICMS. 3. No houve nenhuma distribuio de lucros no perodo. As demonstraes contbeis elaboradas a partir das informaes anteriormente citadas, certamente, vo evidenciar: a) R$ 130.400,00 de Custo das Mercadorias Vendidas (CMV). b) R$ 85.680,00 de Lucro Operacional Bruto. c) R$ 147.200,00 de Ativo total. d) R$ 32.960,00 de Passivo Circulante. e) R$ 91.360,00 de Patrimnio Lquido. 2.2.2 Gabarito E 2.3 Questo 3 destinao do resultado 2.3.1 Enunciado 03- Ao registrar a proposta de destinao dos resultados do exerccio, o setor de Contabilidade da empresa dever contabilizar: a) a formao da reserva legal, a dbito da conta de Apurao do Resultado do Exerccio. b) a formao da reserva legal, a crdito da conta de Lucros ou Prejuzos Acumulados. c) a distribuio de dividendos, a dbito da conta de Lucros ou Prejuzos Acumulados. d) a distribuio de dividendos, a crdito de conta do Patrimnio Lquido. e) a distribuio de dividendos, a dbito de conta do Passivo Circulante. 2.3.2 Gabarito C Pgina 15 de 54
  • 16. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 2.4 Questo 4 operao com mercadorias 2.4.1 Enunciado 04- Ao efetuar, diretamente da fbrica, uma compra, a prazo, de 200 latas de tinta, de 18 litros cada uma, ao preo unitrio de R$ 35,00, sofrendo incidncia de IPI a 8% e ICMS a 12%, destinando essa tinta para revender ao preo de R$ 54,00 cada unidade, a empresa dever lanar a dbito da conta estoques de mercadorias o valor de a) R$ 7.560,00 b) R$ 7.000,00 c) R$ 6.720,00 d) R$ 6.652,80 e) R$ 6.160,00 2.4.2 Gabarito C 2.5 Questo 5 Operao com mercadorias 2.5.1 Enunciado 05- O balancete de verificao da empresa Firma Livre Libery, levantado em 31 de dezembro, antes do ajuste de ICMS sobre compras e vendas, compunha-se das seguintes contas: Bancos Conta Movimento R$ 49.000,00 Caixa R$ 35.000,00 Capital Social R$ 20.000,00 Compras de Mercadorias R$120.000,00 CONFINS R$ 190,00 Fornecedores R$ 40.000,00 Impostos e Taxas R$ 2.300,00 Juros Ativos R$ 1.100,00 Pgina 16 de 54
  • 17. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Mercadorias R$ 45.000,00 Mveis e Utenslios R$ 60.000,00 PIS sobre Faturamento R$ 210,00 Prmio de Seguros R$ 3.600,00 Reserva Legal R$ 1.000,00 Salrios e Encargos R$ 8.000,00 Salrios e Encargos a Pagar R$ 1.200,00 Vendas de Mercadorias R$300.000,00 Veculos R$ 40.000,00 O ICMS incidente sobre as vendas alcanou o valor de R$ 51.000,00. Examinando-se o balancete acima e considerando-se que o imposto sobre circulao de mercadorias e servios incide sobre as compras mesma alquota incidente sobre as vendas e que a empresa tem estoque atual de mercadorias no valor de R$ 2.000,00, pode-se afirmar que essa empresa tem ICMS a Recolher no valor de a) R$ 51.000,00 b) R$ 30.600,00 c) R$ 30.260,00 d) R$ 22.950,00 e) R$ 20.400,00 2.5.2 Gabarito B 2.6 Questo 6 operaes com mercadorias 2.6.1 Enunciado 06- No incio do ms de maio, o estoque de mercadorias estava avaliado ao custo unitrio de R$ 15,00 e constava de 80 unidades. Durante o ms ocorreram duas compras, uma dia trs, de 120 unidades por R$ 2.400,00; e outra, no dia 10, de 160 unidades, por R$ Pgina 17 de 54
  • 18. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 4.000,00. A nica venda do ms aconteceu no dia 8 e foi feita a prazo por R$ 6.000,00. O inventrio fsico final acusa a existncia de 200 unidades. Considerando que as compras e vendas so tributadas com ICMS de 20% e que os estoques so avaliados pelo critrio tcnico-matemtico do Custo Mdio, podemos afirmar que o Custo das Mercadorias Vendidas (CMV), no aludido ms de maio, alcanou o valor de a) R$ 2.304,00 b) R$ 2.496,00 c) R$ 2.702,40 d) R$ 2.808,00 e) R$ 2.880,00 2.6.2 Gabarito B 2.7 Questo 7 exausto e venda de permanente 2.7.1 Enunciado 07- A mina Etereal, aps a aquisio e instalao, custara R$ 300.000,00 aos cofres da nossa empresa, mas tinha capacidade estimada em 500 mil metros cbicos de minrio e foi instalada com capacidade de explorao em 8 anos, mantendo-se o residual de proteo de 20% da capacidade produtiva. Ao fim do 5 ano de explorao bem-sucedida, a mina foi alienada por R$ 200.000,00, com quitao em vinte duplicatas mensais. Analisando essas informaes, assinale abaixo a nica assertiva que no verdadeira. a) A explorao anual ser de 50 mil m de minrio. b) A taxa de exausto ser de 10% do custo total por ano. c) A taxa de exausto ser de 12,5% ao ano. d) Ao fim do 5 ano, a exausto acumulada ser de 50% do custo da mina. e) O custo a ser baixado no ato da venda ser de R$ 90.000,00. Pgina 18 de 54
  • 19. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 2.7.2 Gabarito E 2.8 Questo 8 depreciao e venda de permanente 2.8.1 Enunciado 08- A empresa Paulistinha S/A possua uma mquina, adquirida por R$ 7.680,00, instalada para utilizao em 12 anos. Aps nove anos de uso desse equipamento, tendo a depreciao adequada sido oportunamente contabilizada, foi ele vendido, ocasionando perda de R$ 720,00. Para que as afirmaes acima sejam corretas podemos dizer que o valor obtido na venda foi de a) R$ 6.960,00 b) R$ 5.040,00 c) R$ 1.920,00 d) R$ 1.200,00 e) R$ 48,00 2.8.2 Gabarito D 2.9 Questo 9 - PCLD 2.9.1 Enunciado 09- A empresa ACD Ltda., em 31/12/x4 tinha valores a receber com saldo no valor de R$ 27.000,00 e mandou fazer proviso para crditos de liquidao duvidosa no valor de R$ 810,00. Durante o exerccio de x5 a empresa recebeu e deu quitao a 60% desses crditos e mandou dar baixa, por no recebimento, nos outros 40%. Ao findar o ano com novos saldos no valor de R$ 42.000,00, a empresa adotou procedimento igual ao anterior, mandando provisionar seus crditos para fins de balano. Pgina 19 de 54
  • 20. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Com base nessas informaes, podemos dizer que a contabilizao da proviso para crditos de liquidao duvidosa, referente ao exerccio de 2005, provocar na Demonstrao do Resultado do Exerccio uma reduo do lucro final no valor de a) R$ 774,00 b) R$1.746,00 c) R$ 450,00 d) R$1.260,00 e) R$ 936,00 2.9.2 Gabarito A 2.10 Questo 10 Folha de salrios 2.10.1 Enunciado 10- Na empresa Hermes Harmony os salrios e ordenados do pessoal correspondem a 60 salrios mnimos e provocam a incidncia de INSS Patronal de 20%; de INSS Segurados 11%; e de FGTS de 8%. A folha de pagamento, embora contabilizada concomitantemente com os fatos geradores, paga somente no dia 5 do ms seguinte. Com base nas informaes acima, pode-se dizer que a folha de pagamento do ms de maio de 2005 gerou acrscimo de passivo no valor de a) R$ 16.020,00 b) R$ 19.620,00 c) R$ 21.060,00 d) R$ 23.040,00 e) R$ 25.020,00 2.10.2 Gabarito D Pgina 20 de 54
  • 21. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 2.11 Questo 11 Operaes com mercadorias - ICMS 2.11.1 Enunciado 11- O balancete de verificao da Cia. Beta, em 31-12-X4, era composto pelos saldos das seguintes contas: Caixa R$ 1.500,00 Mquinas e Equipamentos R$ 6.000,00 Vendas de Mercadorias R$ 7.000,00 Mercadorias R$ 2.000,00 Receitas Diversas R$ 400,00 Compras de Mercadorias R$ 5.000,00 Clientes R$ 4.000,00 Fornecedores R$ 3.000,00 Salrios e Ordenados R$ 1.100,00 Despesas de aluguel R$ 300,00 Lanches e Refeies R$ 200,00 Capital Social R$ 10.000,00 Conduo e Transporte R$ 300,00 Lucros Acumulados R$ 1.400,00 Juros Passivos R$ 1.400,00 Observaes: 1. O estoque final de mercadorias foi avaliado em R$ 1.500,00. 2. O salrio de dezembro de X4, no valor de R$ 100,00, ser pago somente em janeiro de X5. 3. Dos aluguis pagos em X4, R$ 200,00 referem-se a despesas de janeiro de X5. A Companhia mandou elaborar suas demonstraes financeiras sem considerar quaisquer implicaes de natureza fiscal ou tributria. Todavia, se considerarmos que as mercadorias foram tributadas com ICMS de 10%, tanto nas entradas como nas sadas, vamos constatar que o resultado lquido do perodo ter sido a) aumentado em R$ 500,00 e diminudo em R$ 700,00. b) aumentado em R$ 650,00 e diminudo em R$ 700,00. c) aumentado em R$ 700,00 e diminudo em R$ 500,00. d) aumentado em R$ 700,00 e diminudo em R$ 650,00. Pgina 21 de 54
  • 22. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 e) aumentado em R$ 700,00 e diminudo em R$ 700,00. 2.11.2 Gabarito A 2.12 Questo 12 DRE regime de competncia e operaes com mercadorias questo problemtica 2.12.1 Enunciado 12- Em 31 de dezembro de 20X4 a empresa Periltate S/A, levantou o seguinte balancete de verificao: Caixa R$ 12.000,00 Mquinas e Equipamentos R$ 48.000,00 Vendas de Mercadorias R$ 56.000,00 Mercadorias R$ 16.000,00 Receitas Diversas R$ 3.200,00 Compras de Mercadorias R$ 40.000,00 Clientes R$ 32.000,00 Fornecedores R$ 24.000,00 Salrios e Ordenados R$ 800,00 Despesas de aluguel R$ 2.400,00 Lanches e Refeies R$ 1.600,00 Capital Social R$ 80.000,00 Conduo e Transporte R$ 2.400,00 Lucros Acumulados R$ 11.200,00 Despesas de Juros R$ 3.200,00 Veculos R$ 13.200,00 Observaes: 1. O estoque final de mercadorias foi avaliado em R$ 12.000,00. 2. O salrio de dezembro de 20X4, no valor de R$ 200,00, ser pago somente em janeiro de 20X5. 3. Dos aluguis pagos em 20X4, R$ 1.800,00 referem-se a despesas de janeiro de 20X5. Pgina 22 de 54
  • 23. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 4. Para elaborao das demonstraes financeiras de fim de exerccio devem ser consideradas as seguintes implicaes: a - COFINS 3%; b - ICMS 10%; c - Imposto de Renda 25%; d - PIS Faturamento 2%; e - Reserva Legal 5%. Aps a contabilizao dos ajustes necessrios, podemos dizer que a DRE - Demonstrao do Resultado do Exerccio - apresentar Lucro Lquido do Exerccio no valor de a) R$ 1.400,00 b) R$ 1.425,00 c) R$ 1.500,00 d) R$ 1.900,00 e) R$ 2.000,00 2.12.2 Gabarito C 2.13 Questo 13 equivalncia patrimonial e distribuio de dividendos 2.13.1 Enunciado 13- Duas empresas coligadas avaliam seus investimentos pelo mtodo da equivalncia patrimonial. A primeira empresa tem Ativo Permanente de R$ 500.000,00 Patrimnio Lquido de R$ 300.000,00 Capital Social de R$ 100.000,00 A segunda empresa tem Pgina 23 de 54
  • 24. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Ativo Permanente de R$ 350.000,00 Patrimnio Lquido de R$ 300.000,00 Capital Social de R$ 150.000,00 A primeira empresa possui 25% do capital social da segunda. A segunda companhia teve lucro de R$ 50.000,00 e distribuiu dividendos no valor de R$ 30.000,00. Em conseqncia dos resultados e respectiva distribuio, ocorridos na segunda companhia, a primeira empresa dever contabilizar o aumento de a) R$ 7.500,00 em receitas do perodo. b) R$ 7.500,00 no ativo circulante. c) R$ 7.500,00 no ativo permanente. d) R$ 12.500,00 no ativo circulante. e) R$ 12.500,00 no ativo permanente. 2.13.2 Gabarito B 3 Auditor do Tesouro Municipal - Prefeitura de Fortaleza - CE 3.1 Princpios contbeis 3.1.1 Questo 36- Assinale o princpio fundamental da contabilidade que reconhece o Patrimnio como objeto da contabilidade e afirma a autonomia patrimonial e a necessidade de diferenciao de um patrimnio particular no universo dos patrimnios existentes. a) Entidade b) Registro pelo Valor Original c) Prudncia d) Continuidade e) Atualizao Monetria Pgina 24 de 54
  • 25. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 3.1.2 Gabarito A 3.2 Destinao do Resultado Reserva Legal 3.2.1 questo 37- Analisando os elementos abaixo da Demonstrao do Resultado do Exerccio, identifique o valor da Reserva Legal a ser constituda, considerando que ela estar abaixo de 20% do capital social, indicando a opo correta. Valores em R$ Lucro Bruto 19.000,00 Lucro Operacional 5.700,00 Resultado no-operacional 500,00 Participao dos Administradores 700,00 Participao dos Empregados 200,00 Proviso para Imposto de Renda e Contribuio 1.300,00 Social sobre o Lucro Lquido a) R$ 180,00 b) R$ 200,00 c) R$ 220,00 d) R$ 240,00 e) R$ 260,00 3.2.2 Gabarito B 3.3 Estrutura patrimonial - ativo 3.3.1 questo 38- Observando a lista de contas abaixo, indique a opo correta, que informa o valor total do ATIVO. Valores em R$ Adiantamento a Fornecedores 2.000,00 Adiantamento de Clientes 1.000,00 Ativo Imobilizado Bruto 20.000,00 Capital Social 28.000,00 Contas a Pagar 40.000,00 Depreciao Acumulada 2.000,00 Disponibilidades 1.000,00 Duplicatas a Receber 50.000,00 Pgina 25 de 54
  • 26. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Estoques 38.000,00 Lucros Acumulados 38.000,00 Reserva Legal 2.000,00 a) R$ 105.000,00 b) R$ 107.000,00 c) R$ 109.000,00 d) R$ 111.000,00 e) R$ 113.000,00 3.3.2 Gabarito C 3.4 Plano de contas 3.4.1 questo 40- Um Plano de Contas possui variaes tcnicas, que indicam o tipo de cdigo que deva ser utilizado, ou seja, existem quatro grandes grupos de contas, logo, recebem, normalmente os cdigos 1, 2, 3 e 4. Na lista, abaixo descrita, assinale a opo que informa a representao do cdigo 1.1.11.10 - rubrica Contas a Receber CDIGO RUBRICAS 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.10 Disponibilidades 1.1.11 Diretos Realizveis 1.1.11.10 Contas a receber 1.1.11.20 Estoques a) Conta b) Elemento Descritivo c) Elemento Informativo d) Grande Conta e) Super Conta Pgina 26 de 54
  • 27. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 3.4.2 Gabarito A 3.5 Lanamentos desconto de duplicatas 3.5.1 questo 41- Analisando um desconto de duplicata em 02.01.03, pelo prazo de 15 dias, no valor de R$ 200,00, com despesas financeiras no montante de R$ 15,00, deduzidas pelo banco no momento da liberao do dinheiro, assinale a seguir a nica opo que indica o registro correto da operao. Valores em R$ Contas Dbito Crdito a) Diversos a Duplicatas Descontadas 200,00 Bancos Conta Movimento 185,00 Despesas Financeiras 15,00 b) Diversos a Duplicatas a Receber 200,00 Bancos Conta Movimento 185,00 Despesas Financeiras 15,00 c) Duplicatas a Receber 200,00 a Diversos a Bancos Conta Movimento 185,00 a Despesas Financeiras 15,00 d) Duplicatas Descontadas 200,00 a Diversos a Bancos Conta Movimento 185,00 a Despesas Financeiras 15,00 e) Bancos Conta Movimento 200,00 a Diversos a Duplicatas a Receber 185,00 a Despesas Financeiras 15,00 Pgina 27 de 54
  • 28. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 3.5.2 Gabarito A 3.6 Depreciao ganho de capital 3.6.1 questo 42- A empresa Peas Prontas Ltda. adquiriu um equipamento pelo valor de R$ 60.000,00, no dia 02/01/1998; vendeu-o em 31/12/2002, por R$ 30.000,00. Inicialmente estimou-se a vida til de 10 anos, com valor residual de R$ 6.000,00. Assinale a opo que contm o custo da baixa do bem. a) R$ 24.000,00 b) R$ 30.000,00 c) R$ 33.000,00 d) R$ 34.000,00 e) R$ 38.400,00 3.6.2 Gabarito C 3.7 Demonstraes contbeis 3.7.1 questo 43- De acordo com a Lei das S.A., alterada pela Lei 10.303, de 31 de outubro de 2001, ao fim de cada exerccio social, a diretoria far elaborar, com base na escriturao mercantil, as Demonstraes Financeiras, que so obrigatrias para todas as Companhias. Indique a opo correta. a) Balano patrimonial, demonstrao de lucros ou prejuzos acumulados, demonstrao do resultado do exerccio e demonstrao das origens e aplicaes de recursos. b) Balano patrimonial, demonstrao de lucros ou prejuzos acumulados e demonstrao do resultado do exerccio. c) Balano patrimonial, demonstrao de lucros ou prejuzos acumulados, demonstrao do resultado do exerccio e demonstrao das mutaes do patrimnio lquido. Pgina 28 de 54
  • 29. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 d) Balano patrimonial, demonstrao de lucros ou prejuzos acumulados, demonstrao do resultado do exerccio, demonstrao das origens e aplicaes de recursos e fluxo de caixa. e) Balano patrimonial, demonstrao de lucros ou prejuzos acumulados, demonstrao do resultado do exerccio, demonstrao das origens e aplicaes de recursos e demonstrao das mutaes do patrimnio lquido. 3.7.2 Gabarito B 3.8 Lanamentos contbeis 3.8.1 questo 44- Com relao a lanamentos contbeis apresentamos quatro afirmativas incorretas. Indique a opo correta. a) Na nica forma de retificao de lanamento contbil, que o estorno, o histrico do lanamento dever precisar o motivo da retificao, a data e a localizao do lanamento de origem. b) O estorno consiste em lanamento inverso quele feito erroneamente, anulando-o totalmente. c) O lanamento de estorno promove a regularizao de conta indevidamente debitada ou creditada, atravs da transposio do valor para a conta mais adequada. d) O lanamento de estorno aquele que vem, posteriormente, complementando o histrico original, sem, contudo, aumentar ou reduzir o valor anteriormente registrado. e) O lanamento de estorno tem o objetivo de ratificar o lanamento original. Pgina 29 de 54
  • 30. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 3.8.2 Gabarito B 4 Contador Prefeitura do Recife - 2003 4.1 DRE 4.1.1 Questo 57- Considere os elementos da demonstrao do resultado, simplificada, de determinado perodo, apresentada a seguir: Demonstrao do Resultado (R$) Receita Lquida 500.000 Desp. Operacionais (285.000) Lucro Operacional 215.000 Resultado no-Operacional (42.500) Lucro Antes de Tributos IR e CSLL (34%) Lucro Lquido Aps calcular os valores de Lucro Antes de Tributos, IR e CSLL (34%), informe o intervalo que contm o valor do Lucro Lquido. a) entre R$ 90.000 e R$ 100.000 b) entre R$ 100.001 e R$ 105.000 c) entre R$ 105.001 e R$ 110.000 d) entre R$ 110.001 e R$ 115.000 e) entre R$ 115.000 e R$ 120.000 4.1.2 Gabarito D 4.1.3 Resoluo e comentrios 4.2 DRE 4.2.1 Questo 58- Uma companhia aberta que tenha apurado o lucro lquido no valor de R$ 250.000.000, tenha feito a destinao para a formao da reserva legal na base de 5% do lucro lquido e tenha constitudo reserva de contingncias no valor de 50% do saldo remanescente Pgina 30 de 54
  • 31. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 do lucro lquido. Desconsiderando outros registros, o lucro lquido ajustado, base de clculo do dividendo mnimo obrigatrio, seria de: a) inferior a R$ 100.000.000 b) entre R$ 100.000.000 e R$ 110.000.000 c) entre R$ 110.000.001 e R$ 120.000.000 d) entre R$ 120.000.001 e R$ 130.000.000 e) superior a R$ 130.000.000 4.2.2 Gabarito C 4.3 Questo 3 DOAR 4.3.1 Enunciado 59- Considerando a Demonstrao das Origens e Aplicaes de Recursos abaixo apresentada, o valor total das origens de recursos no perodo deve ser calculado em: Demonstrao das Origens e Aplicaes de Recursos (DOAR) do Exerccio encerrado em 31/12/2002 Itens Valores em R$ mil Lucro lquido do exerccio 55.000 Despesas de Depreciao e amortizao 72.000 Desp. var. cambial de passivo exig. longo prazo 12.000 Receita de variao cambial de realiz. a longo prazo 4.000 Aumento do passivo exigvel a longo prazo 50.000 Aumento do ativo realizvel a longo prazo 15.000 Emisso de novas aes com gio 40.000 Dividendos declarados 30.000 Aquisio de aes permanentes (investimentos) 20.000 Aquisio de ativo imobilizado 200.000 Compra de aes prprias para tesouraria 12.000 Total de origens Total de aplicaes Variao do capital circ. lquido a) R$ 213.000 b) R$ 221.000 c) R$ 225.000 Pgina 31 de 54
  • 32. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 d) R$ 229.000 e) R$ 237.000 4.3.2 Gabarito 59 - C 4.4 Questo 4 - DOAR 4.4.1 Enunciado 60- Considerando a Demonstrao das Origens e Aplicaes de Recursos, abaixo apresentada, o valor da variao do capital circulante lquido, no perodo, deve ser calculado em: Demonstrao das Origens e Aplicaes de Recursos (DOAR) do Exerccio encerrado em 31/12/2002 Itens Valores em R$ Lucro lquido do exerccio 55.000 Despesas de Depreciao e amortizao 72.000 Desp. variao cambial de passivo exigvel a longo prazo 12.000 Receita de variao cambial de realizvel a longo prazo 4.000 Aumento do passivo exigvel a longo prazo 50.000 Aumento do ativo realizvel a longo prazo 15.000 Emisso de novas aes com gio 40.000 Dividendos declarados 30.000 Aquisio de aes permanentes (investimentos) 20.000 Aquisio de ativo imobilizado 200.000 Compra de aes prprias para tesouraria 12.000 Total de origens Total de aplicaes Variao do Capital Circulante Lquido a) R$ (52.000) b) R$ (44.000) c) R$ (28.000) d) R$ 12.000 e) R$ 38.000 Pgina 32 de 54
  • 33. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 4.4.2 Gabarito 60 - A 4.5 Questo princpios contbeis 4.5.1 Enunciado 61- Segundo os princpios fundamentais de contabilidade, a continuidade ou no da entidade, bem como sua vida definida ou provvel, devem ser consideradas quando da classificao e avaliao das mutaes patrimoniais, quantitativas e qualitativas. Considerando o antes exposto, a observncia do princpio da continuidade indispensvel correta aplicao a) dos recursos de uma sociedade. b) do princpio da competncia. c) do regime de caixa. d) do princpio da entidade. e) dos dividendos recebidos por uma sociedade. 4.5.2 Gabarito 61 - B 4.6 Questo fatos contbeis 4.6.1 Enunciado 62- A operao de compra de mercadorias com pagamento a vista considerada como um fato contbil: a) de iliquidez b) modificativo c) misto d) extraordinrio e) permutativo Pgina 33 de 54
  • 34. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 4.6.2 Gabarito 62 - E 4.7 Questo 7 classificao de contas 4.7.1 Enunciado 63- Considere o demonstrativo abaixo, contendo uma lista de todas as contas patrimoniais de uma empresa, com respectivos saldos, ao final de determinado ms, e suas respectivas naturezas, devedoras ou credoras. Identificando os valores ativos e passivos, pode- se concluir que o total do ativo : Contas valores em R$ Disponibilidades 50.000,00 Contas a pagar 250.000,00 Contas a receber 320.000,00 Estoques 120.000,00 Tributos a pagar 50.000,00 Provises para contingncias 30.000,00 Despesas do perodo seguinte 2.000,00 Receitas de exerccios futuros 3.000,00 Dividendos a pagar 10.000,00 Emprstimos e financiamentos a pagar 50.000,00 Aplicaes financeiras 30.000,00 Investimentos 12.000,00 Imobilizado 400.000,00 Depreciao acumulada 180.000,00 Diferido 10.000,00 Amortizao acumulada 4.000,00 Pessoal e encargos a pagar 20.000,00 Capital social 200.000,00 Reservas de lucros 100.000,00 Lucros acumulados 40.000,00 Reservas de capital 7.000,00 Totais 1.888.000,00 a) de R$ 760.000,00 b) de R$ 800.000,00 c) de R$ 880.000,00 d) de R$ 944.000,00 e) maior que R$ 944.000,00 Pgina 34 de 54
  • 35. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 4.7.2 Gabarito 63 - A 4.8 Questo 8 classificao de contas 4.8.1 Enunciado 64- Considere o demonstrativo abaixo, contendo uma lista de todas as contas patrimoniais de uma empresa, com respectivos saldos, ao final de determinado ms, e suas respectivas naturezas, devedoras ou credoras. Identificando os valores dos ativos e passivos, pode-se dizer que o somatrio do passivo circulante, exigvel a longo prazo e resultado de exerccios futuros corresponde a um valor: Contas valores em R$ Disponibilidades 50.000,00 Contas a pagar 250.000,00 Contas a receber 320.000,00 Estoques 120.000,00 Tributos a pagar 50.000,00 Provises para contingncias 30.000,00 Despesas do perodo seguinte 2.000,00 Receitas de exerccios futuros 3.000,00 Dividendos a pagar 10.000,00 Emprstimos e financiamentos a pagar 50.000,00 Aplicaes financeiras 30.000,00 Investimentos 12.000,00 Imobilizado 400.000,00 Depreciao acumulada 180.000,00 Diferido 10.000,00 Amortizao acumulada 4.000,00 Pessoal e encargos sociais 20.000,00 Capital social 200.000,00 Reservas de lucros 100.000,00 Lucros acumulados 40.000,00 Reservas de capital 7.000,00 Totais 1.888.000,00 a) menor que R$ 400.000,00 b) entre R$ 400.001,00 e R$ 450.000,00 c) entre R$ 450.001,00 e R$ 500.000,00 d) entre R$ 500.001,00 e R$ 550.000,00 e) maior que R$ 550.000,00 Pgina 35 de 54
  • 36. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 4.8.2 Gabarito 64 - B 4.9 Questo 9 Depreciao valor residual 4.9.1 Enunciado 67- Um bem do ativo imobilizado adquirido ao custo de R$ 100.000,00, que venha a ser depreciado em 10 anos taxa anual de 9%, apresentar um valor residual, ao final de sua vida til, a) superior a R$ 10.000,00. b) entre R$ 9.000,00 e R$ 10.000,00. c) entre R$ 8.000,00 e R$ 8.999,99. d) entre R$ 7.000,00 e R$ 7.999,99. e) abaixo de R$ 7.000,00. 4.9.2 Gabarito 67 - B 4.10 Questo 10 classificao de contas 4.10.1 Enunciado 68- Numa operao de tomada de emprstimo por uma empresa junto a um banco comercial, no valor de R$ 100.000,00, para pagamento aps trs meses, com desconto inicial de juros de R$ 10.000,00, o valor desse encargo financeiro deve ser lanado, no momento do registro do ingresso da importncia lquida na conta Bancos conta Movimento, como a) despesa do ms. b) ativo diferido. c) resultado de exerccios futuros. d) juros a incorrer, retificando o passivo de emprstimo. e) lucros acumulados. Pgina 36 de 54
  • 37. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 4.10.2 Gabarito 68 - D 4.11 Questo 11 lanamentos e estrutura patrimonial 4.11.1 Enunciado 65- Fazendo os lanamentos abaixo, o patrimnio lquido apresentaria um aumento de valor: LANAMENTOS HISTRICO VALOR R$ Apropriao de despesa de depreciao do ms 2.000,00 Compra de mercadorias a vista 10.000,00 Custo das mercadorias vendidas 12.000,00 Despesas administrativas a prazo 4.000,00 Despesas comerciais a prazo 6.000,00 Despesas tributrias a pagar 1.000,00 Outras despesas a prazo 2.000,00 Pagamento de contas a pagar 20.000,00 Recebimento de contas 25.000,00 Venda de mercadorias a prazo 30.000,00 a) maior que R$ 4.000,00 b) entre R$ 3.700,00 e R$ 4.000,00 c) entre R$ 3.400,00 e R$ 3.699,00 d) entre R$ 3.000,00 e R$ 3.399,00 e) menor que R$ 3.000,00 4.11.2 Gabarito 65 - D 5 Prova Tcnico da Receita Federal - 2003 5.1 Princpios 5.1.1 Enunciado 01- Com relao aos Princpios Fundamentais de Contabilidade, assinale a opo incorreta. Pgina 37 de 54
  • 38. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 a) O Princpio da PRUDNCIA determina a adoo do menor valor para os componentes do ATIVO e do maior, para os do PASSIVO, sempre que se apresentem alternativas igualmente vlidas para a quantificao das mutaes patrimoniais que alterem o Patrimnio Lquido. b) O Princpio da PRUDNCIA impe a escolha da hiptese de que resulte menor Patrimnio Lquido, quando se apresentarem opes igualmente aceitveis diante dos demais Princpios Fundamentais de Contabilidade. c) O Princpio da PRUDNCIA somente se aplica s mutaes posteriores, constituindo-se ordenamento indispensvel correta aplicao do Princpio da COMPETNCIA. d) A aplicao do Princpio da PRUDNCIA ganha nfase quando, para definio dos valores relativos s variaes patrimoniais, devem ser feitas estimativas que envolvem incertezas de grau varivel. e) O Princpio da PRUDNCIA refere-se, simultaneamente, tempestividade e integridade do registro do patrimnio e das suas mutaes, determinando que este seja feito de imediato e com a extenso correta, independentemente das causas que originaram o registro. 5.1.2 Gabarito - 01 E 5.2 Elementos patrimoniais - ativo 5.2.1 Enunciado 02- A empresa Primavera Ltda., no encerramento do exerccio de 2002, obteve as seguintes informaes, conforme segue: Valores em R$ Adiantamento a Fornecedores 1.000,00 Adiantamento de Clientes 2.000,00 Ativo Imobilizado 20.000,00 Capital Social 29.000,00 Contas a Pagar 40.000,00 Depreciao Acumulada 2.000,00 Despesas Antecipadas 1.000,00 Disponibilidades 1.000,00 Duplicatas a Receber 30.000,00 Estoques 20.000,00 Realizvel a Longo Prazo 2.000,00 Reserva Legal 2.000,00 Pgina 38 de 54
  • 39. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Assinale a opo correta, que corresponde ao valor do Ativo que estar presente no Balano Patrimonial. a) R$ 71.000,00 b) R$ 72.000,00 c) R$ 73.000,00 d) R$ 74.000,00 e) R$ 75.000,00 5.2.2 GABARITO - 02 - C 5.3 Elementos patrimoniais Patrimnio Lquido e Capital Social 5.3.1 Enunciado 03- A empresa Internacional S/A., no encerramento do exerccio de 2002, obteve as seguintes informaes, conforme segue: Conta Valores em R$ Adiantamento a Fornecedores 15.000,00 Ativo Imobilizado 1.300.000,00 Contas a Pagar 1.100.000,00 Disponibilidades 150.000,00 Duplicatas a Receber 1.200.000,00 Emprstimos 1.000.000,00 Estoques 850.000,00 Lucros Acumulados 200.000,00 Reserva Legal 10.000,00 Na elaborao do Balano Patrimonial da empresa, os valores do Patrimnio Lquido e do Capital Social Integralizado sero: Valores em R$ Patrimnio Lquido Capital Social Integralizado a) 1.400.000,00 1.190.000,00 b) 1.400.000,00 1.205.000,00 c) 1.415.000,00 1.205.000,00 d) 1.415.000,00 1.225.000,00 e) 1.425.000,00 1.225.000,00 Pgina 39 de 54
  • 40. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 5.3.2 GABARITO - 03 - C 5.4 Reserva legal 5.4.1 Enunciado 04- A Companhia Trplice, no encerramento do exerccio de 2002, obteve as seguintes informaes, conforme segue: Contas Valores em R$ Lucro Bruto 90.000,00 Lucro Operacional 70.000,00 Receitas Financeiras 2.000,00 Despesas Financeiras 10.000,00 Participao dos empregados 7.000,00 Proviso para Imposto de Renda e Contribuio Social sobre o Lucro Lquido 15.000,00 Assinale a opo correta, que contm o valor da Reserva Legal que dever ser constituda, considerando que o saldo final da Reserva ter um percentual inferior ao limite legal. a) R$ 1.400,00 b) R$ 1.800,00 c) R$ 2.200,00 d) R$ 2.400,00 e) R$ 2.800,00 5.4.2 GABARITO - 04 - D 5.5 Lanamentos contbeis operaes com duplicatas 5.5.1 Enunciado 05- A empresa Espera Ltda. determinou ao Banco do Brasil que protestasse um ttulo, que estava em seu poder para cobrana, no valor de R$ 25.000,00; no suficiente, envidou Pgina 40 de 54
  • 41. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 esforos judiciais sem sucesso. A venda que originou o ttulo havia acontecido no exerccio anterior. Ao final do exerccio anterior, a empresa possua o seguinte Balano Patrimonial: Valores em R$ ATIVO Ativo Circulante 330.000,00 Disponibilidades 10.000,00 Caixa e Bancos 10.000,00 Realizvel a Curto Prazo 320.000,00 Duplicatas a Receber 200.000,00 Devedores Duvidosos -30.000,00 Estoques 150.000,00 Ativo Permanente 180.000,00 Imobilizado 200.000,00 Depreciao acumulada -20.000,00 Ativo Total 510.000,00 PASSIVO Passivo Circulante 220.000,00 Fornecedores 220.000,00 Patrimnio Lquido 290.000,00 Capital Social 200.000,00 Reserva Legal 10.000,00 Lucros Acumulados 80.000,00 Total do Passivo 510.000,00 Assinale a opo em que o registro contbil da operao, de baixa do ttulo, est correto. Valores em R$ Contas Dbito Crdito a) Despesas com TtulosIncobrveis 25.000,00 a Duplicatas Descontadas 25.000,00 b) Devedores Duvidosos 25.000,00 a Duplicatas a Receber 25.000,00 c) despesas com ttulos incobrveis 25.000,00 a Duplicatas a Receber 25.000,00 d) Ajuste de Exerccios Anteriores 25.000,00 a Duplicatas a Receber 25.000,00 e) Despesas com Ttulos incobrveis 25.000,00 a Bancos Conta Movimento 25.000,00 Pgina 41 de 54
  • 42. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 5.5.2 GABARITO - 05 - B 5.6 Demonstrao de Resultados do Exerccio 5.6.1 Enunciado 06- A Companhia Delta, no encerramento do exerccio de 2002, obteve as seguintes informaes, conforme segue: Valores em conta R$ Capital Social 1.000.000,00 Financiamentos 50.000,00 Lucro Antes do Imposto de Renda 300.000,00 Prejuzos Acumulados 70.000,00 Proviso para Imposto de Renda e Contribuio Social sobre o Lucro Lquido 90.000,00 Estatutariamente as participaes no resultado so: empregados 10%; administradores 10%. Assinale o valor do Lucro Lquido do Exerccio. Lucro Lquido do Exerccio Valores em R$ a) 183.400,00 b) 170.100,00 c) 168.000,00 d) 153.000,00 e) 150.000,00 Pgina 42 de 54
  • 43. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 5.6.2 GABARITO - 06 - A 5.7 Lanamentos contbeis desconto de duplicatas 5.7.1 Enunciado 07- A empresa Comercial Luna Ltda. descontou uma duplicata em 01.07.03, pelo prazo de 25 dias, no valor de R$ 1.000,00. O Banco deduziu do valor a importncia de R$ 50,00, referentes a Despesas Financeiras. Assinale a opo em que o registro contbil da operao est correto. valores em R$ a) diversos a duplicatas a receber 1.000,00 bancos conta movimento 950,00 despesas financeiras 50,00 b) diversos a duplicatas descontadas 1.000,00 bancos conta movimento 950,00 despesas financeiras 50,00 c) duplicatas a receber 1.000,00 a diversos a bancos conta movimento 950,00 a despesas financeiras 50,00 d) duplicatas descontadas 1.000,00 a diversos a bancos conta movimento 950,00 a despesas financeiras 50,00 e) bancos conta movimento 1.000,00 a diversos a duplicatas a receber 950,00 a despesas financeiras 50,00 Pgina 43 de 54
  • 44. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 5.7.2 GABARITO - 07 - B 5.8 Lanamentos contbeis equivalncia patrimonial 5.8.1 Enunciado 08- No dia 02 de janeiro de 2003, a empresa Participa S.A. adquiriu 80% do capital da empresa Construo Ltda., tomando o seu controle com inteno de permanncia, pelo valor de R$ 90.000,00. Construo Ltda. Balano de 30 de Novembro de 2002 Valores em R$ Capital Social 50.000,00 Reserva de Capital 2.000,00 Reserva Legal 1.000,00 Lucro Lquido do Exerccio (janeiro a novembro de 2002) 7.000,00 Com base nos dados da empresa Construo Ltda., acima, assinale o lanamento que corresponde a este fato contbil. Valores em R$ Contas Dbito Crdito a) Carteira de Aes (Realizvel LP) 90.000,00 a Bancos Conta Movimento 90.000,00 b) Diversos a Bancos Conta Movimento 90.000,00 a Investimentos Avaliados pelo PL Construo Ltda. 48.000,00 Investimentos - gio - Construo Ltda. 42.000,00 c) Diversos a Bancos Conta Movimento 90.000,00 Investimentos Avaliados pelo PL - Construo Ltda. 40.000,00 Investimentos - gio - Construo Ltda. 50.000,00 d) Investimento em Aes 90.000,00 a Bancos Conta Movimento 90.000,00 e) Bancos Conta Movimento 90.000,00 a Diversos a Investimentos Avaliados pelo PL Construo Ltda. 40.000,00 a Investimentos - gio - Construo Ltda. 50.000,00 Pgina 44 de 54
  • 45. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 5.8.2 GABARITO - 08 - B 5.9 Demonstraes contbeis 5.9.1 Enunciado 09- Com relao s peas que compem as Demonstraes Financeiras, assinale a opo correta. a) A Demonstrao do Resultado do Exerccio evidencia a modificao ocorrida na posio financeira da empresa. b) Na demonstrao de lucros ou prejuzos acumulados estaro presentes todos os elementos da competncia do perodo. c) A Demonstrao das Origens e Aplicaes de Recursos tem a funo de apurar o resultado no-operacional da empresa. d) No balano, as contas sero classificadas segundo os elementos do patrimnio que registrem, e agrupadas de modo a facilitar o conhecimento e a anlise da situao financeira da companhia. e) O Fluxo de Caixa tornou-se pea obrigatria das Demonstraes Financeiras, com a promulgao da Lei 10.303/01. 5.9.2 GABARITO - 09 - D 5.10 Participaes societrias - controle 5.10.1 Enunciado 10- Em cada retngulo est inscrito o nome de uma empresa. A seta indica participao de uma empresa no capital de outra. Ao lado da seta est o percentual de cada participao. ALFA 80% 90% BETA GAMA 10% 10% 90% LMINA MEGA Pgina 45 de 54
  • 46. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 Assinale a opo correta. a) A empresa Alfa controla indiretamente a empresa mega. b) A empresa Alfa controla indiretamente a empresa Lmina. c) A empresa Beta controla a empresa Lmina. d) A empresa Beta controla a empresa mega. e) A empresa Gama controla a empresa Beta. 5.10.2 GABARITO - 10 - A 6 Auditor do Tribunal de Contas do Estado do Paran 2003 6.1 Questo 1 classificao de contas patrimoniais - PL 6.1.1 Enunciado 21- Determinada companhia aberta apresenta, a seguir, todas as suas contas patrimoniais, exceto as pertencentes ao patrimnio lquido, com seus respectivos saldos em 31 de dezembro de 2001: Contas valores em R$ Disponibilidades 120.000,00 Contas a pagar 385.000,00 Contas a receber 525.000,00 Estoques 265.200,00 Com base Tributos a pagar 125.300,00 Provises para contingncias 75.600,00 nesses valores, Despesas do perodo seguinte 2.500,00 conclui-se que o Receitas de exerccios futuros 3.750,00 patrimnio Dividendos a pagar 12.500,00 Emprstimos e financiamentos a pagar 125.300,00 lquido Aplicaes financeiras 35.600,00 Investimentos 13.750,00 a) Imobilizado 375.250,00 menor que R$ Depreciao acumulada 126.750,00 Diferido 12.678,00 300.000,00 Amortizao acumulada 3.790,00 Pessoal e encargos a pagar 36.890,00 b) est situado entre R$ 300.000,00 e R$ 400.000,00 c) est situado entre R$ 400.000,01 e R$ 450.000,00 Pgina 46 de 54
  • 47. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 d) maior que R$ 500.000,00 e) est situado entre R$ 450.000,01 e R$ 500.000,00 6.1.2 Gabarito E 6.2 Questo 2 classificao de contas - DRE 6.2.1 Enunciado 22- Todas as contas de resultado da Companhia Comercial Profissional, em 31 de dezembro de 2001, esto apresentadas a seguir. Contas valores em R$ Contas de resultado devedores credores Receita bruta de vendas 1.875.000,00 Tributos sobre as vendas 393.750,00 Custo das mercadorias vendidas 750.000,00 Despesas comerciais 178.000,00 Despesas gerais e administrativas 175.000,00 Outras receitas e despesas operacionais 12.500,00 Receitas e despesas financeiras 112.000,00 Resultado no operacional 12.500,00 Proviso para Imposto de Renda 90.525,00 E Contribuio sobre o Lucro Lquido Com base nesses valores, conclui-se que o lucro lquido do perodo se situa a) abaixo de R$ 100.000,00 b) entre R$ 100.000,00 e R$ 150.000,00 c) entre R$ 200.000,01 e R$ 250.000,00 d) entre R$ 150.000,01 e R$ 200.000,00 e) acima de R$ 250.000,00 6.2.2 Gabarito D Pgina 47 de 54
  • 48. Provas ESAF srie exerccios agosto 2005 6.3 Questo 3 destinao do resultado dividendos mnimos obrigatrios 6.3.1 Enunciado 23- A Companhia Acumuladora apresenta abaixo alguns elementos da demonstrao de lucros ou prejuzos acumulados, referentes ao exerccio encerrado em 31 de dezembro de 2001: Lucros acumulados em 31/12/2000 156.250,00 Ajustes de exerccios anteriores 25.230,00 Reverso da reserva de lucros a realizar 75.200,00 Lucro lquido do exerccio 125.300,00 Reserva legal (6.265,00) Reserva de contingncias (25.000,00) Reservas estatutrias (35.000,00) Considerando os elementos acima, que a reserva de lucros a realizar foi constituda antes da Lei n 10.303/2001 e que deve seguir o critrio de formao do lucro lquido ajustado da legislao vigente poca da sua constituio, pode-se afirmar que o lucro lquido ajustado, base de clculo do dividendo mnimo obrigatrio, em confor