exercicios sintaxe

Embed Size (px)

Text of exercicios sintaxe

fatimalp.blogspot.com.br

http://fatimalp.blogspot.com.br/2012/03/charges-no-vestibular.html

CHARGES E TIRINHAS NO VESTIBULARCHARGES E TIRINHAS NO VESTIBULAR Analise a charge acima: a) Que resposta o professor esperava ouvir? b) Como a frase foi interpretada pelo aluno? c) Qual a crtica implcita na resposta do aluno?

1- UNIFESP Considere a charge

I. O advrbio j, indicativo de tempo, atribui frase o sentido de mudana. II. Entende-se pela frase da charge que a populao de idosos atingiu um patamar indito no pas. III. Observando a imagem, tem-se que a fila de velhinhos esperando um lugar no banco sugere o aumento de idosos no pas.

Est correto o que se afirma em A) I apenas. B) II apenas. C) I e II apenas. D) II e III apenas. E) I, II e III. 2-UNIFESP correto a rmar que a charge visa A) apoiar a atitude dos alunos e propor a liberao geral da frequncia s aulas. B) enaltecer a escola brasileira e homenagear o trabalho docente. C) indicar a de agrao de uma greve e incentivar a adeso a ela. D) recriminar os alunos e declarar apoio poltica educacional. E) criticar a situao atual do ensino e denunciar a evaso escolar. 3- GV

I. A resposta esperada pela menina era a rua. II. Na frase de Mafalda, no segundo quadrinho, Miguelito o sujeito da orao. III. Em portugus, o sujeito de uma orao pode ser inexistente, como em Choveram reclamaes na empresa por causa do apago na Internet. IV. A resposta de Miguelito seria compatvel com a pergunta: Ao prefeito cabe que responsabilidade? Pela leitura das afirmaes, conclui-se que A)nenhuma delas est correta. D) apenas III e IV esto corretas.

B) apenas I e III esto corretas. C) apenas II e III esto corretas.

E) todas elas esto corretas.

4-UFSCAR Trata-se de uma charge publicada por um jornal brasileiro por ocasio da eleio do sul-coreano Ban Ki-Moon, como presidente da ONU, e da realizao de um teste nuclear a mando do ditador norte-coreano Kim Jong-il. a) Como a diferena de emprego sinttico do verbo vencer modifica o sentido das duas frases? b) Reconstrua as duas frases, de maneira que os sentidos sugeridos pelas imagens fiquem, tambm, explcitos no texto escrito.

5- INSPER

O que motivou o apito do juiz foi a) a necessidade de empregar a nclise para seguir a norma-padro. b) o uso de um objeto direto no lugar de um objeto indireto. c) a opo pelo pronome pessoal oblquo o em vez de a. d) a obrigatoriedade da mesclise nessa construo lingustica. e) a transgresso s regras de concordncia nominal relacionadas ao pronome.

6- INSPER

Para criticar a possvel aprovao de um novo imposto pelos deputados, o cartunista adotou como estratgias a) polissemia das palavras e onomatopeia. b) traos caricaturais e eufemismo. c) paradoxo e repetio de palavras. d) metonmia e crculo vicioso. e) preterio e prosopopeia. 7- UNIFESP Analise as armaes. I. O efeito de humor da charge advm da ideia de engano na ligao, decorrente das diferentes formas para enunciar o mesmo nome. II. Em determinados contextos comunicativos, Wilson e Wirso podem ser usados como formas equivalentes, dependendo da variante lingustica de que se vale o falante em sua enunciao. III. A frase NO. O WILSON. manteria o sentido com a omisso do ponto aps o advrbio no. Est correto o que se a rma em A) I, apenas.

B) III, apenas. C) I e II, apenas. D) II e III, apenas. E) I, II e III. 8- INSPER Na edio 2177, de 11/08/2010, a revista Veja publicou a reportagem Falar e escrever bem: rumo vitria,com dicas para no tropear no idioma durante uma entrevista de emprego.

Identifique a alternativa que apresenta uma explicao INADEQUADA para a correo feita. a) Houve algumas dificuldades: o verbo haver, no sentido de existir impessoal e no admite flexo. b) O chefe bloqueou meu ltimo pagamento: deve-se empregar um sinnimo, pois o verbo reter defectivo. c) Seguem anexos dois trabalhos: preciso estar atento concordncia verbal e nominal. d) J faz cinco anos: quando indica tempo decorrido, o verbo fazer deve permanecer no singular. e) Se eu dispuser de uma boa equipe: o verbo dispor deve seguir a conjugao do verbo pr. 9- UNICAMP 2011

a) Nessa tira de Laerte a graa produzida por um deslizamento de sentido. Qual ele? b) Descreva esse deslizamento quadro a quadro, mostrando a relao das imagens com o que dito. 10- INSPER 2012 Leia a charge.

No contexto apresentado, o personagem expressase informalmente. Se sua frase fosse proferida em norma padro da lngua, assumiria a seguinte redao: A) Fazemos o seguinte: a gente ressuscita o Bin Laden e lhe matamos de novo. B) A gente faz o seguinte: ressuscita o Bin Laden e lhe mata de novo. C) Ns faremos o seguinte: ressuscitamos o Bin Laden e matamos ele de novo. D) Faamos o seguinte: a gente ressuscitamos o Bin Laden e matamos de novo. E) Faamos o seguinte: ns ressuscitamos o Bin Laden e o matamos de novo. 11- INSPER 2011

Levando em conta as informaes do primeiro quadrinho, identifique a alternativa que apresenta a palavra que tambm sofreu alteraes na acentuao grfica devido regra mencionada. a) plateia b) heroico c) gratuito d) baiuca e) caiu 12- UNICAMP

Nessa propaganda do dicionrio Aurlio, a expresso bom pra burro polissmica, e remete a uma representao de dicionrio. a) Qual essa representao? Ela adequada ou inadequada? Justifique. b) Explique como o uso da expresso bom pra burro produz humor nessa propaganda. 13- INSPER 2008 Levando-se em conta o emprego da crase no trecho no obedecia minha me, no ltimo quadrinho da tirinha a seguir, lingisticamente adequado afirmar que ela a) necessria, pois nela ocorre a fuso de preposio a

com pronome demonstrativo a e est diante de palavra feminina. b) inadequada, uma vez que o verbo obedecer transitivo direto e no admite preposio. c) facultativa, pois, embora complete um verbo transitivo indireto, com preposio obrigatria, est diante de um pronome possessivo feminino. d) obrigatria, por conter a juno da preposio a com artigo feminino a anteposta a um pronome. e) incorreta, porque, independentemente do fato de ocorrer a fuso de preposio com artigo, nunca ocorre crase diante de pronomes. 14- UNIFESP Texto I Texto 2 Quando saltaram em terra comeou a Maria a sentir certos enojos: foram os dois morar juntos: e da a um ms manifestaram-se claramente os efeitos da pisadela e do belisco; sete meses depois teve a Maria um filho (...) E este nascimento certamente de tudo o que temos dito o que mais nos interessa, porque o menino de quem falamos o heri desta histria. (Manuel Antnio de Almeida, Memrias de um Sargento de Milcias.) 01- Com base nas informaes do texto 1, correto afirmar que Leonardo A) acreditava que a vida no Brasil poderia ser to interessante quanto a de Portugal. B) saiu de Portugal em companhia de sua namorada, Maria da Hortalia. C) buscava um ofcio lucrativo e agradvel no Brasil, como o que tinha em Portugal. D) veio ao Brasil em razo de seu

enfado com a vida que levava em Portugal. E) via o Brasil como um lugar de raras chances de xito pessoal.

15- UNICAMP 2 FASE

sabido que as histrias de Chico Bento so situadas no universo rural brasileiro. a) Explique o recurso utilizado para caracterizar o modo de falar das personagens na tira. b) possvel afirmar que esse modo de falar caracterizado na tira exclusivo do universo rural brasileiro? Justifique. 16. Unifesp 2008 Considere o texto e analise as trs afirmaes seguintes.

I. A frase Toda criana deve ser assistida quanto ao seu direito ateno e ao carinho dos adultos est correta quanto aos sentidos propostos no texto e tambm quanto regncia. II. Deve-se interpretar a referncia do pronome voc como criana, conforme sugerido pelo ttulo do texto. III. As duas oraes que compem as perguntas estabelecem entre si relao de adversidade.

Est correto apenas o que se afirma em A) I. B) II. C) III. 17- GV 2011 Analise a tira. Elas j querem mais festa (Lus Fernando Verssimo. As cobras do Verssimo, 23.02.2007. Adaptado.) Observe a funo sinttica da expresso o carnaval, no primeiro quadrinho, e de adiamentos, no segundo. As palavras grifadas desempenham essas mesmas funes sintticas, respectivamente, em: A) No temos mais desculpas. / Quando a Pscoa? B) Vamos enfrentar a realidade. / No temos mais desculpas. C) Vamos festejar a Pscoa. / Basta de preocupaes. D) Chega de reclamaes. / Quando o Carnaval? E) Aproxima-se o Natal. / Basta de reclamaes. D) I e II. E) II e III.

19Considere a charge Analisando a charge, correto afirmar que I. A troca de uma letra e, consequentemente, de um fonema, responsvel por parte do efeito de humor do texto. II. Em Refm Casados, h erro de concordncia. III. Supondo que duas pessoas tivessem seus

direitos polticos suspensos, uma charge que pretendesse aproveitar a frase do vidro do veculo no alteraria a primeira palavra e sim a segunda, que seria grafada da seguinte forma: caados. IV. No contexto, no possvel depreender a referncia do pronome este em neste estado. Est correto apenas o que se afirma em A) I e II. B) II e III. C) III e IV. 21- UNICAMP 2010 Nessa propaganda, h uma interessante articulao entre palavras e imagens. a) Explique como as imagens ajudam a estabelecer as relaes metafricas no enunciado Mesmo que o globo fosse quadrado, O GLOBO seria avanado. b) Indique uma caracterstica atribuda pela propaganda ao produto anunciado. Justifique 22- FUVEST 2009 D) I, II e III. E) II, III e IV.

23) Corrija os pronomes da tirinha abaixo e justifique sua resposta: GABARITO