Click here to load reader

Jornal Litoral Sul Paulista

  • View
    218

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Diagramação: www.cassiobueno.com.br

Text of Jornal Litoral Sul Paulista

  • Entrevista com Serginho Sim, presidenteda Cmara de Vereadores de PG

    Ano 3 n 35 Regio dA CostA dA MAtA AtlntiCA PRAiA gRAnde jAneiRo 2013

    Av. Mal. Mallet, s/n - Canto do Forte - Praia Grande - (Esq. c/ R. Heitor Sanches)

    Sushi, Sashimi, Temaki, Niguiri, Yakissoba, Grelhados, Espetinhos, Pores, Caipirinhas, Bebidas exticas, Sobremesas, Vinhos e Whiskys nacional e importado.

    Instituto Projeto Neymar Jr.

    Perfil Social

    ContAtoS RESERvASJafr - 7802-1462 / 3473-6907

    O camisa 11 mais talentoso do Brasil vai dar show em Praia Grande. Pag.2

    Alm de homenagem aos emancipadores, prefeito apresentou frota de transporte coletivo e novo slogan da cidade.Pag. 3

    Praia Grande celebra 46 anos

    Pg. 2

    Governador Geraldo Alckmin visita Praia Grande

    VejA tAmBm:

    Pg. 5

    Pg. 7

    fOtOs jOnAs mAciel

    fOtO PmPG

  • Litoral Sul Paulista Regio da Costa da Mata atlntiCa PRaia gRande, JaneiRo/2013 Pgina 2

    [email protected] [email protected]

    O supremo tribunal de justia condenou vrios per-sonagens do mensalo no que foi chamado de maior caso de corrupo da histria do Bra-sil. como todos acompanha-mos , houve debates acalora-dos entre os ministros, in-clusive guerra de vaidades, onde um queria mostrar ao outro seu saber de leis e da constituio Brasileira. co-mo disse meu amigo Z ma-caxeira, pernambucano ar-retado l dos lados do agres-te, foi um pega de riscar pei-xeira e de couro de bode virar sandlia.

    O Brasil aplaudiu o re-sultado, criaram - se heris, pois at ento no se havia condenado pessoas to in-fluentes politicamente, to prximas ao rei ou rainha ( quem mora em palcio o que?...).Pois bem, agora a coi-sa entra nos trilhos, antes de meterem a mo no jarro vo pensar mais vezes.

    Deram se os vereditos.ns , aqui abaixo da linha

    do equador, no vendo o mo-mento dos personagens apa-recerem algemados e presos, nos tele jornais, capas de re-vistas, jornais e afins. Qual o que!

    O que vemos:O presidente da Assem-

    bleia legislativa federal di-zendo que aqui ningum en-tra para prender quem quer que seja, desafiando a crte mxima da justia Brasileira!

    condenado com a cons-tituio do Brasil na mo, as-sumindo cargo poltico, outro brindando com champanhe francs, outros de viagem pe-la europa ou simplesmente em suas modestas habitaes co-mo castelos, manses, cober-turas ou em seus iates dando um tour pela costa brasileira.

    As coisas continuam as mesmas, todos os dias ouvi-mos que houve desvios de ver-bas por senadores, deputados, chefes de autarquias e demais.nos resta a enfiar a viola no sa-co e seguir pela estrada da vi-da cantando,o palhao o que ? ladro de mulher!

    Quem pode me explicar?

    EDITORIAL

    Instituto projeto Neymar Jr.DESTAQUE AnA HUTz

    E X P E D I E N T E JorNal lIToral Sul PaulISTa - Prop. e Editor responsvel - Jonas Maciel. MTB. 58.730 e-mail [email protected] publicidadelitoralsulpaul[email protected] Fones: 13. 9155-1462 e 3596-3659 - Depto. Comercial: Clodoaldo lagrotta - Fone: 13. 9172-1962 - 8124-8350 - Colaboradores: amauri Pinilha, Jairo Marques, assessoria de Comunicao Editora lux - BTM - CNPJ. 17.053.263/0001-61, - S.Vicente, Praia Grande, Mongagu, Itanham, Peruibe. Periodicidade quinzenal -10.000 exs. - Editora Marques Viana aMMVH - CNPJ 13722117/0001-20 - Diagramao: www.cassiobueno.com.br / Impresso: Dirio do litoral

    Um golao fora das quatro li-nhas.

    neymar no para. Prestes a comear mais uma temporada re-pleta de compromissos futebolsti-cos pelo santos e pela seleo bra-sileira, o atacante anunciou outra iniciativa extra-campo.

    O jogador, que j possui seu prprio complexo de quadras de futebol society, em so Paulo e tem a imagem ligada a autom-veis, a um banco e a outras inme-ras marcas, esteve em Praia Gran-de para apresentar um projeto so-cial que levar seu nome, o institu-to Projeto neymar jr.

    em parceria com alguns de seus patrocinadores e com a Pre-feitura de Praia Grande, neymar construir uma estrutura com o objetivo de acolher crianas para praticarem esportes e estudar.

    em um terreno de 840m na cidade da Baixada santista, onde o atacante passou parte de sua in-fncia, sero construdos um cam-po de futebol com arquibancada, quadras, piscina, espaos para es-tudos e artes etc. A ideia inicial-

    mente atender cerca de 300 garo-tos de 7 a 14 anos com apoio tc-nico e social. A meta elevar es-se nmero para 10 mil pessoas em at cinco anos. A famlia de ney-mar no descarta levar o projeto para outras cidades futuramente. As obras comearo entre 90 e 180 dias e devero ficar prontas em at 18 meses a partir do seu incio.

    "estou muito feliz com o pro-jeto, com o instituto, com tudo, em poder fazer algo pelo lugar onde cresci e vivi parte da mi-nha infncia. Vamos criar esse espao para as famlias, crian-as, pais, para todos. Que possa servir de exemplo e que a gen-te possa crescer mais. O projeto um sonho, no s para mim co-mo para quem est por perto. na poca que eu morava l isso no existia. Queria ter tido um cam-po, uma piscina. Queremos pas-sar o mximo de informao pos-svel a todos. Queremos ajudar", disse o jogador.

    O futebol o projeto piloto, conforme afirmou o diretor admi-nistrativo do instituto, jos Ben-

    Jonas Maciel

    cio, tio de neymar, mas o cunho da iniciativa social. sero atendidas famlias com renda per capita de at R$ 140 mensais residentes na rea prxima ao bairro aonde se-r construdo o prdio, no jardim Glria, aonde neymar viveu du-rante a infncia. A assiduidade das crianas na escola ser ob-servada e ser obrigatria frequ-ncia em pelo menos 90% das au-las para participar. segundo Be-ncio, no haver verbas pblicas e os recursos sero advindos de doaes oriundas dos patrocina-dores e de doaes espontneas. A cesso do terreno aonde ser construdo o instituto foi aprova-da pela cmara dos vereadores de

    Praia Grande por 30 anos com pos-sibilidade de renovao por mais 30. O custo estimado da obra de R$ 10 a 12 milhes.

    "A gente no comeo achava que o instituto neymar poderia ser um instituto de aposentadoria, que podamos esperar ele parar de jo-gar para depois fazer alguma coi-sa. mas como ele sempre faz as coisas diferentes resolvemos fazer assim, com que o instituto cresa junto com a carreira dele. Quere-mos levar o conhecimento que a gente tem, dos amigos que a gen-te tem, para as famlias, para que essas pessoas possam ajudar seus filhos a fazer suas escolhas", disse o pai do atacante.

    fOtOs jOnAs mAciel

  • Litoral Sul Paulista Regio da Costa da Mata atlntiCa PRaia gRande, JaneiRo/2013 Pgina 3

    [email protected] [email protected]

    PG festeja 46 anos de emancipao poltico-administrativa

    FEsTIvIDADEs COmpETIO

    Praia Grande conquistou o ttulo geral da 7 Regata de Aniversrio da cidade. A disputa fez parte dos even-tos em comemoraes dos 46 anos de emancipao po-ltico-administrativa da cidade. O prefeito praia gran-dense, Alberto mouro, participou da abertura oficial e foi o responsvel por dar a largada da Regata.

    A competio reuniu mais de 80 competidores de vela de diversas cidades do estado. foram 45 barcos lu-tando pelas primeiras posies. As disputas ocorreram nas classes: Dingue, Open Bic, Optimist e Holder.

    essa Regata especial por vrios fatores. Alm de festejar os 46 anos de emancipao de nossa cidade, trata-se tambm do primeiro evento da temporada. es-te ano importante porque marca o 10 aniversrio do projeto navega so Paulo. Atualmente so 17 ncleos no estado de so Paulo e toda essa histria teve incio em Praia Grande, destacou o coordenador do projeto no municpio, silvio Bello.

    A cidade no tinha uma tradio nos esportes nu-ticos. Ao longo desses anos conquistamos ttulos impor-tantes como Brasileiros, estaduais. nossos atletas j re-presentaram a cidade em campeonatos mundiais. este um trabalho de cidadania muito forte que revelou atle-tas competidores de alto nvel. As medalhas conquista-das na regata comprovam nossa fora, disse Bello.

    Praia Grande festejou em grande estilo os 46 anos de emancipao poltco-ad-ministrativa. A Praa dos emancipadores foi palco de uma emocionante cerimnia cvica, que teve como ponto alto uma justa homenagem a estes muncipes que fizeram parte deste perodo da ci-dade. cerca de 250 pessoas acompanharam o evento.

    O municpio conta com uma infraestrutura invejvel com apenas 46 anos de idade. O progresso de hoje reflexo da luta de pessoas importan-tes no processo de emanci-pao. temos como meta fa-zer com que cada vez mais a populao tenha acesso aos servios pblicos, declarou o prefeito praiagrandense, Alberto mouro.

    A qualidade de vida o principal motivo para que muitas pessoas venham mo-rar aqui. isso nos d orgu-lho, mas traz tambm desa-fios, como o de manter estru-turada mesmo com o cresci-mento da populao e da de-manda de servios, comen-

    tou. O novo slogan cidade de todos, hoje apresentado, reflete o significado da mar-ca de uma administrao vol-tada ao coletivo, participa-o popular e ao desenvolvi-mento de um municpio, que com pioneirismo trabalha para garantir o desenvolvi-mento e qualidade de vida da populao.A busca de uma Praia Grande que seja uma cidade de todos. somos um municpio que respeita a di-versidade brasileira em to-dos os sentidos, ressaltou mouro.

    O momento mais emocio-nante da festa ficou por con-ta da homenagem aos eman-cipadores. Uma nova placa com o nome de todas as pes-soas que fizeram parte deste momento histrico para a ci-dade foi instalada na praa.

    O pblico fez questo de aplaudir quando uma das emancipadoras da cidade, circe toschi, recebeu das mos do prefeito uma meda-lha alusiva a participao no processo. Visivelmente emo-cionada, a moradora praia

    grandense fez questo de agradecer o carinho com um largo sorriso.