Manutenção Em Placas-Mãe - Curso Hardware - SENAC

  • View
    29

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of Manutenção Em Placas-Mãe - Curso Hardware - SENAC

  • Instrutor: Giovany Lizardo 1

    Manuteno da placa-me Muito pouco pode ser feito em termos de conserto de uma placa-me moderna. Essas placas no foram feitas para serem consertadas. Se realmente existir um defeito, provvel que seja necessrio fazer a substituio por uma nova. Montagem por partes - A pesquisa por defeitos em uma placa-me envolve testes com o menor nmero possvel de componentes. Primeiro ligamos a placa-me na fonte, no boto Reset e no alto falante. Instalamos tambm memria RAM, mesmo que em pequena quantidade. O PC dever funcionar, emitindo beeps pelo alto falante. A partir da, comeamos a adicionar outros componentes, como teclado, placa de vdeo, e assim por diante, at descobrir onde ocorre o defeito. Nessas condies, o defeito provavelmente no est na placa-me, e sim em outro componente defeituoso ou ento causando conflito. Os piores casos so aqueles em que a placa-me fica completamente inativa, sem contar memria, sem apresentar imagens no vdeo e sem emitir beeps. O problema pode ser muito srio. Confira os jumpers - Todos os jumpers da placa-me devem ser checados. Erros na programao dos clocks e voltagens do processador impediro o seu funcionamento. Tambm preciso checar se existe algum jumper relacionado com as memrias. Algumas placas possuem jumpers para selecionar entre memria de 5 volts e memria de 3,3 volts. Os mdulos FPM e EDO operam com 5 volts, j os mdulos SDRAM operam em geral com 3,3 volts, mas existem modelos de 5 volts. As placas de CPU possuem ainda um jumper relacionado com o envio de corrente da bateria para o CMOS. Se este jumper estiver configurado de forma errada, a placa-me poder ficar inativa. Verifique, portanto como este jumper est programado, mas em geral ser preciso consultar o manual da placa-me. Chipset danificado - Quando temos uma placa de diagnstico, a deteco de problemas pode ser muito facilitada. Mesmo quando a placa-me est inativa, alguns cdigos de POST podem ser exibidos. Se o cdigo do POST diz respeito a um erro nos controladores de DMA, controladores de interrupo ou timers (circuitos que fazem parte do chipset), podemos considerar a placa como condenada, j que no ser possvel substituir o chipset. BIOS danificado - Uma placa-me pode estar ainda com o BIOS defeituoso (uma placa de diagnstico apresentaria este resultado, o display ficaria apagado). No possvel substituir o BIOS pelo de outra placa (a menos que se trate de outra placa de mesmo modelo), mas voc pode, em laboratrio, experimentar fazer a troca. Mesmo no funcionando, este BIOS transplantado dever pelo menos emitir mensagens de erro atravs de beeps. Se os beeps forem emitidos, no os levem em conta, j que este BIOS inadequado. Os beeps apenas serviro para comprovar que o defeito estava no BIOS original. Se beeps no forem emitidos, voc ainda no poder ter certeza absoluta de que o BIOS antigo estava danificado. Sendo um BIOS diferente, o novo BIOS poder realmente travar nas etapas iniciais do POST, no chegando a emitir beeps. Por outro lado, uma placa de diagnstico deve apresentar valores no seu display, mesmo com um BIOS de outra placa, e mesmo travando. Isto confirmaria que o BIOS original est defeituoso. Uma soluo para o problema fazer a sua substituio por outro idntico, retirado de uma outra placa defeituosa, mas de mesmo modelo, com os mesmos chips VLSI, o que bem difcil de conseguir. Em um laboratrio equipado com um gravador de ROM, seria possvel

  • Instrutor: Giovany Lizardo 2

    gravar um novo BIOS, a partir do BIOS de uma placa idntica ou a partir de um arquivo contendo o BIOS, obtido atravs da Internet, do site do fabricante da placa-me. Capacitor danificado - A placa-me pode estar com algum capacitor eletroltico danificado. Infelizmente os capacitores podem ficar deteriorados depois de alguns anos. O objetivo dos capacitores armazenar cargas eltricas. Quando a tenso da fonte sofre flutuaes, os capacitores evitam quedas de voltagens nos chips, fornecendo-lhes corrente durante uma frao de segundo, o suficiente para que a flutuao na fonte termine. Normalmente existe um capacitor ao lado de cada chip, e os chips que consomem mais corrente so acompanhados de capacitores de maior tamanho, que so os eletrolticos. Com o passar dos anos, esses capacitores podem apresentar defeitos, principalmente assumindo um comportamento de resistor, passando a consumir corrente contnua. Desta forma, deixam de cumprir o seu papel principal, que fornecer corrente aos chips durante as flutuaes de tenso. Toque cada um dos capacitores e sinta a sua temperatura. Se um deles estiver mais quente que os demais, provavelmente est defeituoso. Faa a sua substituio por outro equivalente ou com maior valor. Note que um capacitor eletroltico possui trs indicaes: voltagem, capacitncia e temperatura. Nunca troque um capacitor por outro com parmetros menores. Voc sempre poder utilizar outro de valores iguais ou maiores. Por exemplo, um capacitor de 470 uF, 10 volts e 105C pode ser trocado por outro de 470uF, 12 volts e 105C, mas nunca por um de 1000 uF, 12 volts e 70C (apesar de maior capacitncia e maior voltagem, a temperatura mxima suportada inferior).

    Cristais danificados As placas de CPU possuem vrios cristais, como os mostrados na figura da prxima pgina. Esses frgeis componentes so responsveis pela gerao de sinais de clock. Os mais comuns so apresentados na tabela abaixo.

    Capacitor eletroltico.

  • Instrutor: Giovany Lizardo 3

    Freqncia Funo

    32768 Hz

    Este pequeno cristal, em forma de cilindro, gera o clock para o CMOS. Define a base para contagem de tempo.

    14,31818 MHz

    Este cristal gera o sinal OSC que enviado ao barramento ISA. Sem ele a placa de vdeo pode ficar total ou parcialmente inativa. Algumas placas de expanso tambm podem deixar de funcionar quando o sinal OSC no est presente. Algumas placas de diagnstico so capazes de indicar se o sinal OSC est presente no barramento ISA.

    24 MHz

    Este cristal responsvel pela gerao do clock para o funcionamento da interface para drives de disquetes. Quando este cristal est danificado, os drives de disquete no funcionam.

    Nem todos os clocks so gerados diretamente por cristais. Existem chips sintetizadores de clocks, como o CY2255SC, CY2260, W48C60, W84C60, CMA8863, CMA8865, CY2273, CY2274, CY2275, CY2276, CY2277, ICS9148BF, W48S67, W48S87, entre outros. Esses chips geram o clock externo para o processador e outros clocks necessrios placa-me, como por exemplo, o clock necessrio ao barramento USB. Todos esses clocks so gerados a partir de um cristal de 14,31818 MHz, o mesmo responsvel pela gerao do sinal OSC. Nessas placas, se este cristal estiver danificado, no apenas o sinal OSC do barramento ISA ser prejudicado todos os demais clocks ficaro inativos, e a placa-me ficar completamente paralisada. Normalmente os chips sintetizadores de clocks ficam prximos ao cristal de 14,31818 MHz e dos jumpers para programao do clock externo do processador. Dificilmente esses chips ficam danificados, mas o cristal pode quebrar com um pequeno choque mecnico. Lojas de material eletrnico fornecem cristais com vrias freqncias, principalmente os de 32768Hz (usado pelo CMOS) e o de 14,31818 MHz, usado para a gerao do sinal OSC e para os sintetizadores de clock. Se tiver dificuldade em comprar esses cristais, voc pode retir-los de qualquer placa-me antiga e defeituosa, obtida em uma sucata de componentes eletrnicos. Tome muito cuidado ao manusear esses cristais. Se voc deixar cair no cho, certamente sero danificados.

    Cristais podem apresentar diversos formatos, mas seu encapsulamento sempre metlico.

  • Instrutor: Giovany Lizardo 4

    Reguladores de voltagem Esses so os componentes responsveis por gerar as tenses necessrias aos processadores. Recebem em geral 5 volts ou 3,3 volts (dependendo da fonte) e geram tenses programadas pelo usurio, de acordo com as voltagens interna e externa requeridas pelos processadores. Alguns geram tenses fixas, outros podem gerar tenses variveis. Infelizmente muito difcil fazer a substituies desses componentes, pois vrias placas de CPU diferentes utilizam os mais variados modelos de reguladores. Em laboratrios bem equipados, podemos encontrar catlogos com informaes sobre milhares de transistores, diodos, reguladores e semicondutores de todos os tipos. Esses catlogos possuem tambm tabelas de referncia, a partir das quais possvel encontrar modelos equivalentes de outros fabricantes. Um tcnico paciente pode localizar um regulador em um desses catlogos e descobrir equivalentes disponveis no mercado nacional, fazendo assim a substituio.

    Interface de teclado A maioria das placas de CPU, mesmo as mais modernas, utilizam uma interface de teclado formada pelo chip 8042. Em geral este chip possui a indicao Keyboard BIOS. Todos esses chips so compatveis. Em caso de mau funcionamento na interface de teclado, voc pode procurar obter este chip em uma placa de CPU danificada, encontrada venda em sucatas eletrnicas. Note que quando este chip est defeituoso, tambm pode ocorrer erro no acesso memria estendida.

    Um chip sintetizador de clock. Observe o cristal 14.31818 MHz ao seu lado, bem como os jumpers para selecionamento do clock externo do processador.

    Reguladores de voltagem.

  • Instrutor: Giovany Lizardo 5

    Troca do processador A culpa de todo o problema pode ser o prprio processador, por estar danificado. Voc pode fazer o teste instalando em seu lugar outro processador equivalente, ou ento outro modelo que seja suportado pela placa-me. Neste caso ser preciso, antes de lig-la com o novo processador, configurar corretamente os jumpers que definem os clocks e voltagens do processador. Instale uma interface auxiliar Uma placa-me pode ficar com uma determinada interface danificada. Como essas interfaces esto localizadas nos chips VLSI, invivel consert-las. Para

Search related