Receitas e Despesas Públicas

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Receitas e Despesas Pblicas

Text of Receitas e Despesas Públicas

  • CONTABILIDADE PBLICA

    Receita Pblica

    *

  • RECEITA PBLICA

    Receitas pblicas so os recursos previstos em legislao e arrecadados pelo poder pblico com a finalidade de realizar gastos que atenda as necessidades ou demandas da sociedade.

    *

  • RECEITA PBLICA

    Em outras palavras, as receitas pblicas so todo e qualquer recurso obtido pelo Estado para atender os gastos pblicos indispensveis s necessidades da populao.*

  • RECEITA PBLICA

    As receitas pblicas se dividem em oramentria e extra-oramentria.

    As receitas oramentrias so aquelas previstas no oramento dos entes pblicos (Unio, estados e municpios); As receitas extra-oramentrias so aquelas que no constam do oramento e corresponde as entradas de recursos pelo o qual o Estado tem a obrigao de fazer a devoluo. (Ex: caues de licitaes)*

  • RECEITA PBLICA

    Ressalvado o disposto no pargrafo nico do art.3 desta Lei, sero classificadas como receita oramentria, sob as rubricas prprias, todas as receitas arrecadadas, inclusive as provenientes de operaes de crdito, ainda que no previstas no oramento.

    As receitas de operaes de crdito so despesas oramentrias, mesmo no previstas no oramento.

    *

  • RECEITA PBLICA

    Os ingressos oramentrios so aqueles pertencentes ao ente pblico arrecadados exclusivamente para aplicao em programas e aes governamentais.

    Os ingressos extra-oramentrios so aqueles pertencentes a terceiros, arrecadados pelo ente pblico exclusivamente para fazer face s exigncias contratuais pactuadas para posterior devoluo. Estes ingressos so denominados recursos de terceiros.

    *

  • CLASSIFICAO DA RECEITA NO CONCEITO AMPLO

    Receita pblica originria: a receita proveniente do patrimnio pblico, ou seja, o Estado obtm receitas atravs de seu patrimnio (bens e direitos) colocados disposio da sociedade mediante pagamento.

    De outra forma, a receita pblica efetiva oriunda das rendas produzidas pelos ativos do poder pblico, pela cesso remunerada de bens e valores, aluguis e ganhos em aplicaes financeiras ou em atividades econmicas - produo, comrcio ou servios.

    *

  • CLASSIFICAO DA RECEITA NO CONCEITO AMPLO

    Receita Pblica derivada: Resulta da tributao do patrimnio da sociedade. Trata-se da receita pblica obtida pelo Estado em funo da sua soberania, por meio de tributos e penalidades.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Receitas Correntes: So os ingressos de recursos financeiros oriundos das atividades do Estado, para aplicao em despesas (correntes e de capital), visando a consecuo dos objetivos constantes dos programas e aes de governo.

    Classificam-se em:

    Tributria;Patrimonial;Industrial;De contribuies;Agropecuria;De servios;

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Receita Tributria: So os ingressos provenientes da arrecadao de impostos, taxas e contribuies de melhoria. uma receita privativa das entidades competentes para tributar: Unio, Estados, Distrito Federal e Municpios.

    Obs: Trata-se da maior fonte de receitas pblicas que, em tese, deveriam seguir os princpios tericos da tributao.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Receita de Contribuies: o ingresso proveniente de contribuies sociais, de interveno no domnio econmico e de interesse das categorias profissionais ou econmicas, como instrumento de interveno nas respectivas reas. Mesmo diante da controvrsia doutrinria sobre o tema, suas espcies podem ser definidas da seguinte forma:

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Contribuies sociais: destinadas ao custeio da seguridade social, compreendendo a previdncia social, a sade e a assistncia social. Exemplo: PIS, PASEP, COFINS, CPMF, etc.

    Contribuies sobre o domnio econmico: deriva da contraprestao atuao estatal exercida em favor de determinado grupo ou coletividade.Exemplo: CIDE - Combustveis

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Receita Patrimonial: o ingresso proveniente de rendimentos sobre investimentos do ativo permanente, de aplicaes de disponibilidades em opes de mercado e outros rendimentos oriundos de renda de ativos permanentes.

    Ex: Aplicaes Financeiras das reservas internacionais, de ttulos privados e etc.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Receita Agropecuria: o ingresso proveniente da atividade ou da explorao agropecuria de origem vegetal ou animal. Incluem-se nesta classificao as receitas advindas da explorao da agricultura - cultivo do solo, da pecuria - criao, recriao ou engorda de gado e de animais de pequeno porte, e das atividades de beneficiamento ou transformao de produtos agropecurios.Ex: Taxas cobradas pelo Ministrio da Agricultura, EMBRAPA e etc.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Receita Industrial: o ingresso proveniente da atividade industrial de extrao mineral, de transformao, de construo e outras, provenientes das atividades industriais definidas como tal pela Fundao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica IBGE.

    Ex: royalties de petrleo destinados a estados e municpios.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Receita de Servios: o ingresso proveniente da prestao de servios de transporte, sade, comunicao, porturio, armazenagem, de inspeo e fiscalizao, judicirio, processamento de dados, vendas de mercadorias e produtos inerentes atividade da entidade e outros servios.

    Ex: Taxas porturias e aeroporturias (INFRAERO)

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Transferncia Corrente: o Ingresso proveniente de outros rgos ou entidades, referentes a recursos pertencentes ao ente ou entidade recebedora ou ao ente ou entidade transferidora, efetivados mediante condies preestabelecidas ou mesmo sem qualquer exigncia, desde que o objetivo seja a aplicao em despesas correntes.

    Ex: repasse de recursos a ttulo de convnio entre Unio, estados e Municpios.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Outras Receitas Correntes: so os ingressos provenientes de outras origens no classificveis nas subcategorias econmicas anteriores.

    Ex: Repasse emergencial a ttulo de crises como calamidade pblica

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    As receitas de capital:

    So os ingressos de recursos financeiros oriundos de atividades geralmente no operacionais para aplicao em despesas operacionais (correntes ou de capital), visando cumprir os objetivos traados nos programas e aes de governo.

    So assim denominados porque so derivados da obteno de recursos mediante a constituio de dvidas, amortizao de emprstimos, financiamentos ou alienao de bens.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    As receitas de capital:

    As provenientes da realizao de recursos financeiros oriundos de constituio de dvidas; da converso, em espcie, de bens e direitos; os recursos recebidos de outras pessoas de direito pblico ou privado destinados a atender despesas classificveis em Despesas de Capital e, ainda, o supervit do Oramento Corrente.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    As receitas de capital:

    Operaes de Crdito: o ingresso proveniente da colocao de ttulos pblicos ou da contratao de emprstimos e financiamentos obtidos junto a entidades estatais, instituies financeiras, fundos, etc.

    Alienao de Bens: o ingresso de recursos provenientes da alienao de componentes do ativo permanente, ou seja, a converso em espcie de bens e direitos.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    As receitas de capital:

    Amortizao de Emprstimos: o ingresso proveniente da amortizao, ou seja, recebimento de valores referentes a parcelas de emprstimos ou financiamentos concedidos em ttulos ou contratos.

    *

  • A CLASSIFICAO ECONMICA DA RECEITA

    Transferncias de Capital: o ingresso proveniente de outros entes ou entidades referentes a recursos pertencentes ao ente ou entidade recebedora ou ao ente ou entidade transferidora, efetivado mediante condies preestabelecidas ou mesmo sem qualquer exigncia, desde que o objetivo seja a aplicao em despesas de capital.

    Outras Receitas de Capital: so os ingressos provenientes de outras origens no classificveis nas subcategorias econmicas anteriores.

    *

  • O somatrio das receitas corrente e de capital, sejam estas oramentrias ou extra-oramentrias, corresponde ao total de recursos disponveis aos governos para a realizao de polticas que visem a melhoria do bem estar da populao de pas.

    A correta aplicao da receita, caracterizado pela realizao da despesa pblica, capacita o governo a realizar polticas estruturadas na alocao de recursos disponveis na economia, distribuio destes, e na manuteno da estabilidade econmica do pas.

    *

  • PROCESSAMENTO DA RECEITA PBLICA

    Processamento da receita pblica o conjunto de atividades desenvolvidas pelos rgos arrecadadores, com o objetivo de arrecadar dinheiros e bens pblicos que, por fora de lei ou contrato, pertenam ao Estado.O processamento da receita pblica abrange dois perodos distintos: a estimao da receita (onde se elabora a proposta oramentria) e a realizao da receita

    *

  • ESTGIO DA REALIZAO DA RECEITA

    O estgio de realizao da receita pblica rene atividades que so classificadas em estgios que se dividem em previso, lanamento, arrecadao e recolhimento

    *

  • ESTGIO DA REALIZAO DA RECEITA

    PREVISO

    A previso implica planejar e estimar a arrecadao das receitas oramentrias que constaro na proposta oramentria.Lanamento a individualizao e o relacionamento dos contribuintes, discriminando a espcie, o valor e o vencimento