of 50/50
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMPAIO Ex Agrupamento de Escolas do Castelo Resultados finais 2012-2013 1.1 Aproveitamento Escolar 1.1.1 Aproveitamento geral da Educação Pré-Escolar Áreas de Conteúdo/ Domínios JI Pedreiras JI Maçã Competências Competências 3/4 anos 5/6 anos 3/4 anos 5/6 anos D ED N D ED N D ED N D ED N Formação Pessoal e Social 80% 20% 0% 86% 14% 0% 87% 13% 0% 93% 7% 0% Conhecimento do Mundo 67% 33% 0% 100% 0% 0% 87% 13% 0% 93% 7% 0% Expressão Musical 100% 0% 0% 100% 0% 0% 91% 9% 0% 100% 0% 0% Expressão Dramática 100% 0% 0% 80% 20% 0% 87% 13% 3% 96% 4% 0% Expressão Motora 92% 8% 0% 94% 6% 0% 81% 19% 0% 90% 10% 0% Expressão Plástica 100% 0% 0% 100% 0% 0% 82% 18% 0% 92% 8% 0% Linguagem e Escrita 83% 17% 0% 75% 25% 0% 86% 14% 0% 90% 10% 0% Matemática 100% 0% 0% 100% 0% 0% 79% 21% 0% 93% 7% 0% TIC 72% 28% 0% 70% 30% 0% 51% 49% 0% 82% 18% 0% * D - Desenvolvidas ED - Em desenvolvimento N - Não desenvolvidas Áreas de Conteúdo/ Domínios JI Cotovia 1 JI Cotovia 2 Competências Competências 3/4 anos 5/6 anos 3/4 anos 5/6 anos D ED N D ED N D ED N D ED N Formação Pessoal e Social 83% 17% 0% 87% 13% 0% 81% 19% 0% 84% 16% 0% Conhecimento do Mundo 100% 0% 0% 89% 11% 0% 88% 12% 0% 88% 12% 0% Expressão Musical 100% 0% 0% 85% 15% 0% 75% 25% 0% 91% 9% 0% Expressão Dramática 33% 67% 0% 88% 12% 0% 67% 33% 0% 75% 25% 0% Expressão Motora 100% 0% 0% 96% 4% 0% 72% 28% 0% 71% 29% 0% Expressão Plástica 100% 0% 0% 90% 10% 0% 72% 28% 0% 88% 12% 0% Linguagem e Escrita 93% 7% 0% 83% 17% 0% 80% 20% 0% 67% 33% 0% Matemática 100% 0% 0% 86% 14% 0% 88% 12% 0% 81% 19% 0% TIC 83% 17% 0% 64% 36% 0% 48% 52% 0% 67% 33% 0%

Result. AECastelo 12-13

  • View
    221

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Result. AECastelo 12-13

  • AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMPAIO

    Ex Agrupamento de Escolas do Castelo

    Resultados finais 2012-2013

    1.1 Aproveitamento Escolar

    1.1.1 Aproveitamento geral da Educao Pr-Escolar

    reas de Contedo/ Domnios

    JI Pedreiras JI Ma

    Competncias Competncias

    3/4 anos 5/6 anos 3/4 anos 5/6 anos

    D ED N D ED N D ED N D ED N

    Formao Pessoal e Social

    80% 20% 0% 86% 14% 0% 87% 13% 0% 93% 7% 0%

    Conhecimento do Mundo

    67% 33% 0% 100% 0% 0% 87% 13% 0% 93% 7% 0%

    Expresso Musical 100% 0% 0% 100% 0% 0% 91% 9% 0% 100% 0% 0%

    Expresso Dramtica

    100% 0% 0% 80% 20% 0% 87% 13% 3% 96% 4% 0%

    Expresso Motora 92% 8% 0% 94% 6% 0% 81% 19% 0% 90% 10% 0%

    Expresso Plstica 100% 0% 0% 100% 0% 0% 82% 18% 0% 92% 8% 0%

    Linguagem e Escrita 83% 17% 0% 75% 25% 0% 86% 14% 0% 90% 10% 0%

    Matemtica 100% 0% 0% 100% 0% 0% 79% 21% 0% 93% 7% 0%

    TIC 72% 28% 0% 70% 30% 0% 51% 49% 0% 82% 18% 0%

    * D - Desenvolvidas ED - Em desenvolvimento N - No desenvolvidas

    reas de Contedo/ Domnios

    JI Cotovia 1 JI Cotovia 2

    Competncias Competncias

    3/4 anos 5/6 anos 3/4 anos 5/6 anos

    D ED N D ED N D ED N D ED N

    Formao Pessoal e Social

    83% 17% 0% 87% 13% 0% 81% 19% 0% 84% 16% 0%

    Conhecimento do Mundo

    100% 0% 0% 89% 11% 0% 88% 12% 0% 88% 12% 0%

    Expresso Musical 100% 0% 0% 85% 15% 0% 75% 25% 0% 91% 9% 0%

    Expresso Dramtica

    33% 67% 0% 88% 12% 0% 67% 33% 0% 75% 25% 0%

    Expresso Motora 100% 0% 0% 96% 4% 0% 72% 28% 0% 71% 29% 0%

    Expresso Plstica 100% 0% 0% 90% 10% 0% 72% 28% 0% 88% 12% 0%

    Linguagem e Escrita 93% 7% 0% 83% 17% 0% 80% 20% 0% 67% 33% 0%

    Matemtica 100% 0% 0% 86% 14% 0% 88% 12% 0% 81% 19% 0%

    TIC 83% 17% 0% 64% 36% 0% 48% 52% 0% 67% 33% 0%

  • 1.1.2 Aproveitamento geral do 1. Ciclo

    1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano*

    N alunos %

    N alunos %

    N alunos %

    N alunos % Total

    Transio Aprovao

    114 100 126 88,9 124 97,6 123 97,6 487

    O ano com maior taxa de insucesso o 2, com um total de 14 alunos retidos.

    1.1.3 Aproveitamento geral do 2. e 3. Ciclos

    5 Ano 6 Ano 7 Ano 8 Ano 9 PCA

    N alunos %

    N alunos %

    N alunos %

    N alunos %

    N alunos % Total

    Transio Aprovao

    117 96,7 118 81,9 157 92,4 77 79,4 14 93,3 483

    Os anos com maior taxa de insucesso so o 6 e o 8, com um total de 26 e 20

    alunos no aprovados/retidos, respetivamente.

  • 1.1.4 Evoluo dos resultados internos contextualizados (ltimos quatro anos)

    2009/2010

    2010/2011

    2011/2012

    2012/2013

    Ano EB Castelo Nacional

    EB Castelo Nacional

    EB Castelo Nacional

    EB Castelo Nacional

    1 99,1 100

    100 100

    100 100

    100 100%

    2 83,9 92,4

    94,9 93,2

    96,9 90,8

    88,9 89,3%

    3 98,3 96,7

    100 97,4

    98,4 95,7

    97,6 94,1%

    4 97,1 95,8

    100 96,3

    97,2 98,4

    97,6 95,2%

    5 93,5% 92,4%

    96,8% 92,3%

    97,9% 90,1%

    96,7% 89,2%

    6 92,4% 91,7%

    94,9% 92,5%

    90,1% 86,3%

    81,9% 83,6%

    7 77,5% 83,3%

    89,2% 84,1%

    83,5% 82,1%

    92,4% 82,7%

    8 87,5% 89,0%

    82,5% 89,7%

    88,4% 86,9%

    80,4% 85,5%

    Taxa de transio/aprovao no 1 ciclo

    Analisando estes dados podemos observar que, nos 1, 3 e 4 anos, o nmero de

    alunos que no transitaram se tem mantido baixo, observando-se uma taxa de

    transio sempre superior a 97%. No 2 ano observa-se em 2009/2010 uma taxa de

    transio de 83,9%, que subiu significativamente nos dois anos seguintes e em

    2012/2013, voltou a situar-se nos 88,89%.

  • Taxa de transio/aprovao no 2 ciclo

    Observa-se que, no 5 ano, o nmero de alunos que transitaram de ano tem vindo a

    aumentar, recuando a taxa de transio este ano, de forma pouco significativa;

    relativamente ao 6 ano, verifica-se que, nos dois primeiros anos analisados, se

    verifica um aumento dos alunos que transitaram, tendncia que se inverteu

    significativamente nos dois ltimos anos letivos. Tal poder estar relacionado com a

    realizao das provas nacionais e do seu peso na avaliao dos alunos.

    Taxa de transio/aprovao no 3 ciclo

  • Nos stimos e oitavos anos observa-se uma oscilao de tendncia contraditria:

    Quando num ano letivo a taxa aumenta para o 7 desce para o 8. No 9 ano apenas

    foram avaliados os alunos do 9 PCA., pelo que no se comtemplaram os dados.

    1.2 Provas Finais

    1.2.1 Resultados das Provas Finais de 4 ano por escola

    A Escola com taxas de insucesso mais baixas (ou sucesso mais elevado) foi a Escola

    Bsica da Ma, que apresentou taxas de sucesso superiores s nacionais, quer a

    Portugus, quer a Matemtica. Tambm a Escola Bsica da Cotovia apresentou

    sucesso superior ao valor nacional a Portugus. Nas restantes escolas os valores de

    sucesso foram inferiores aos valores mdios nacionais.

    Mdia Agrup.

    Mdia Nacional

    EB Cotovia EB Ma EB

    Santana EB

    Zambujal1 EB

    Zambujal2

    Portugus 47,3% 48,7 51,45 54,72 39,56 42,57 41,60

    Matemtica 51,7% 56,9% 52,22 67,20 46,43 45,92 49,30

  • 1.2.2 Dados comparativos entre a Avaliao Interna e a Avaliao Externa

    Em ambas as disciplinas, a taxa de sucesso das classificaes internas no 4 ano

    (considerando o valor mdio de todas as escolas do Agrupamento) foi superior s

    taxas de sucesso obtidas nas provas de avaliao externas.

    1.2.3 Resultados das Provas Finais de 6 Ano

    Portugus

    Nveis 5 4 3 2 1 Total

    N Alunos 2 13 69 58 1 143

    Percentagem 1,4 9,1 48,3 40,6 0,7 100

    Sucesso/Insucesso (%) 58,7% 41,3% 100

    Matemtica

    Nveis 5 4 3 2 1 Total

  • N Alunos 4 17 44 62 15 142

    Percentagem 2,8 12,0 30,9 43,7 10,6 100

    Sucesso/Insucesso (%) 45,7 54,3 100

    1.2.4 Dados comparativos entre a Avaliao Interna e a Avaliao Externa

    Cf Cp Diferena

    Portugus 3,19 2,70 0,49

    Matemtica 3,09 2,53 0,56

    Em ambas as disciplinas, o valor mdio das classificaes internas foi superior ao

    valor das mdias das Provas Finais.

    1.3 Provas Globais e Testes Intermdios

    1.3.1 Resultados dos Testes Intermdios de 2 ano por escola

    1.3.2 Resultados globais de 2 ano por escola (3. Perodo)

    Sucesso mdio

    EB Cotovia EB Ma EB Santana EB

    Zambujal1 EB

    Zambujal2

    39 alunos 24 alunos 19 alunos 18 alunos 13 alunos

    Portugus 95,58% 97,44% 91,70% 100% 100% 84,62%

    Matemtica 78,80% 82,06% 87,34% 78,95% 72,23% 69,24%

    Sucesso mdio

    EB Cotovia EB Ma EB Santana EB

    Zambujal1 EB

    Zambujal2

    42 alunos 24 alunos 26 alunos 20 alunos 14 alunos

    Portugus 87,4% 88,10% 88,10% 84,62% 90,00% 78,58%

  • 1.3.3 Resultados das Provas Globais de 3 ano por escola

    1.3.4 Resultados globais de 3 ano por escola (3. Perodo)

    1.3.5 Avaliao Interna vs Provas Globais (5, 7 e 8 anos) por turma

    Como se mostra a seguir, a mdia dos alunos em Portugus e Matemtica,

    superior na avaliao interna ao valor obtido nas Provas Globais, em todos os

    anos de escolaridade, exceto no 7ano em Portugus ( igual) e no 8 ano em

    Matemtica ( inferior o valor da avaliao interna).

    Matemtica 83,4% 83,34% 87,50% 80,77 % 85,00% 78,58%

    Sucesso mdio

    EB Cotovia EB Ma EB Santana EB

    Zambujal1 EB

    Zambujal2

    51alunos 24 alunos 18 alunos

    29 alunos

    Portugus 78,69% 86.28% 83,34% 61,12%

    72,42%

    Matemtica 71,32% 23,52% 70,84% 50,00%

    75,87%

    Insucesso

    mdio

    EB Cotovia EB Ma EB Santana EB

    Zambujal1 EB

    Zambujal2

    52alunos 26 alunos 18 alunos 12 alunos 6 alunos

    Portugus 92,99% 96,16% 96,16% 88,89%

    83,34%

    Matemtica 95,62% 96,16% 96,16% 100%

    83,34%

  • 1.4 Aproveitamento dos alunos com Apoio Pedaggico

    1.4.1 Alunos com Plano de Acompanhamento Pedaggico (PAP) no 1 Ciclo

    PAP (Sucesso)

    Total Alunos 1 ano 2 ano 3 ano 4ano

    Portugus 57 91,66% 33,33% 68,42% 75%

    Matemtica 64 85,71% 20% 80% 41,17%

    Estudo do Meio

    4 0% 0% 100% 0%

    Dos alunos com plano de acompanhamento pedaggico, observa-se que:

    No 1 ano a taxa de sucesso superior a 85%, quer a Portugus quer a Matemtica;

    No 2 ano a taxa de insucesso elevada, em especial a Matemtica (80%); No 3 ano

    o sucesso muito elevado em ambas as disciplinas; No 4 ano observam-se bons

    resultados a Portugus (75% de sucesso) e baixos a Matemtica (41,17% de

    sucesso).

    1.4.2 Alunos com Plano de Acompanhamento Pedaggico (PAP) no 2 e 3 Ciclos

  • No 2 ciclo, em 49 alunos com PAP, ficaram retidos 22. No 3 ciclo, ficaram retidos 26

    num total de 83.

    1.4.3 Alunos com Tutoria no 2 e 3 Ciclos

    No 2 ciclo, em 20 alunos com tutoria, ficaram retidos 12. No 3 ciclo, ficaram retidos 6

    alunos dos 6 que usufruram de tutoria.

    1.4.4 Alunos com Apoio ao Estudo ou Apoio Pedaggico Acrescido por ano

  • Dos 88 alunos com apoio a Portugus, transitaram 64 e 56 com nvel maior ou igual a

    3. Dos 97 alunos com apoio a Matemtica, transitaram 73 e 56 com nvel maior ou

    igual a 3. Dos 83 alunos com apoio a Ingls, transitaram 62 e 40 com nvel maior ou

    igual a 3.

    Dos 21 alunos com APA a Portugus, transitaram 20 e todos eles com nvel maior ou

    igual a 3. Dos 34 alunos com apoio a Matemtica, transitaram 32 e 18 com nvel maior

  • ou igual a 3. Dos 22 alunos com APA a Ingls, transitaram 19 e 15 com nvel maior ou

    igual a 3.

    1.5 Aproveitamento dos alunos do Ensino Especial

    1.5.1 1 Ciclo - Taxas de aprovao /no aprovao dos alunos com NEE

    Resultado Aprovado No

    Aprovado Total

    N Alunos 25 7 32

    % Alunos 78,1% 21,9% 100,0%

    Num total de 32 alunos, 7 ficaram retidos no mesmo ano de escolaridade. O insucesso

    no 1 Ciclo entre os alunos com NEE de 21,9%.

    1.5.2 Comparao entre os resultados da avaliao interna e os obtidos nas

    provas finais

    N de Alunos

    Portugus Matemtica

    C. Interna C. Prova C.Final C. Interna C. Prova C.Final

    Prova Nacional 6 2,7 2,3 2,7 2,7 2,7 3

    Prova a nvel de escola

    6 2,7 3,5 2,8 2,3 3,8 2,8

  • Comparando a classificao interna com a externa verificou-se que: Na prova de

    Portugus a nvel nacional, a mdia de classificao externa foi inferior 0,4 e em

    Matemtica manteve-se; Na prova de Portugus e Matemtica a nvel de escola, os

    resultados da avaliao externa foram superiores (subiu 0,8 na de Portugus e 1,5 na

    de Matemtica; Alguns alunos de 4 ano, que indiciavam reteno pela classificao

    interna conseguiram transitar, uma vez que subiram dois nveis na classificao da

    prova.

    1.5.3 2 Ciclo - Taxas de aprovao /no aprovao dos alunos com NEE

    Resultado Aprovado No

    Aprovado Total

    N Alunos 16 7 23

    % Alunos 69,6% 30,4% 100,0%

    Num total de 23 alunos, 7 ficaram retidos no mesmo ano de escolaridade. O insucesso

    no 2 Ciclo entre os alunos com NEE foi de 30,4,0%.

    1.5.4 Comparao entre os resultados da avaliao interna e os obtidos nas

    provas finais

    N de Alunos

    Portugus Matemtica

    C. Interna C. Prova C.Final C. Interna C. Prova C.Final

    Prova Nacional 6 2,6 2,6 2,6 2,8 2 2,8

    Prova a nvel de escola

    9 2,9 3,4 2,9 2,4 2,4 2,4

  • Na comparao da avaliao interna com a externa verifica-se que: Nas provas a nvel

    nacional de Portugus, os resultados foram equivalentes e em Matemtica houve uma

    descida de 0,8 nos resultados de avaliao externa; Nas provas a nvel de escola de

    Portugus, os resultados de avaliao externa foram positivos (0,5); Na prova de

    Matemtica a nvel de escola houve equivalncia nos resultados, embora com mdia

    negativa.

    1.5.5 3 Ciclo - Taxas de aprovao /no aprovao dos alunos com NEE

    Resultado Aprovado No

    Aprovado Total

    N Alunos 22 4 26

    % Alunos 84,6% 15,4% 100,0%

    1.6 Taxas de abandono escolar

    1.6.1 2. e 3. Ciclos

    Ano Letivo Total Alunos Excludos Anulao Matrcula

    Total Total (%)

    09/10 535 1 0 1 0,19%

    10/11 597 4 0 4 0,67%

    11/12 580 2 1 3 0,52%

    12/13 547 2 0 2 0,37%

    1.7 Resultados vs Metas do PEAg

    1.7.1 1 Ciclo

    1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano

    Sucesso 100% 89,6% 97,5% 97,5%

    Meta 100% 96,0% 98,7% 97,5%

    Diferena 0% -6,4% -1,2% 0%

    Analisando estes dados observa-se que, apenas no 1 e 4 ano se atingiram os

    objetivos propostos para 2012/2013, ficando aqum do desejado nos 2 e 3 anos.

  • 1.7.2 2 Ciclo

    % 5 ano 6 ano

    Reteno 3,3 18,1

    Meta 5,5 6,5

    Diferena 2,2 -11,6

    Podemos atravs desta tabela comparar a taxa de reteno verificada no presente ano

    letivo com a meta que consta no PEAg. Conclumos que, no que se refere ao 5 ano, a

    meta foi superada em 2,2%; j no 6 ano, a meta no foi atingida, ficando a 11,6%. do

    objetivo. Passamos agora anlise por disciplina e por ano.

    5 Ano

    Disciplina Portugus Ingls HG P. Mat. C. Nat. E. Mus. E. Fsica

    Sucesso 87,6 85,1 90,9 86 95 100 100

    Meta 87,7 87 87 88 94 96,1 97

    Diferena -0,1 -1,9 3,9 -2 1 3,9 3

    Relativamente ao 5 ano, as disciplinas que no atingiram a taxa de sucesso desejada

    foram Ingls e Matemtica, ainda que os valores registados no sejam inquietantes.

    6 ano

    Disciplina Portugus Ingls HGP Matemt. C. Nat. Ed. Mus. E. Fsica

    Sucesso 82,6 75,0 75,0 78,5 89,6 93,8 97,2

    Meta 87,8 82,0 87,0 86,0 95,0 96,4 98,6

    Diferena -5,2 -7,0 -12,0 -7,5 -5,4 -2,7 -1,4

    No que concerne ao 6 ano, todas as disciplinas ficaram aqum dos objetivos, com

    Histria e Geografia de Portugal e Matemtica a registar os valores mais

    preocupantes.

    1.7.3 3 Ciclo

    % 7 ano 8 ano

  • Reteno 7,6 20,6

    Meta 19,0 11,5

    Diferena 11,4 -9,1

    Podemos concluir que, no que se refere ao 7ano, que a meta foi superada; no 8 ano,

    a meta no foi atingida, ficando a 9,1%, devido ao elevado nmero de alunos retidos,

    cujas dificuldades, j sinalizadas ao longo do ano faziam adivinhar. Passamos agora

    anlise por disciplina e por ano.

    7 ano

    Disciplina Port Ingls Francs Hist. Geog. Mat. C. Nat. C. F. Q. Ed. Vis. Ed. Tecn. Ed. Fsica

    Sucesso 93,3 90,8 89,6 92,0 84,0 76,8 88,4 90,2 97,0 97,0 98,2

    Meta 87,4 81,5 86,0 86,0 88,0 64,0 84,5 84,5 93,7 100,0 98,5

    Diferena 5,9 9,3 3,6 6,0 -4,0 12,8 3,9 5,7 3,3 -3,0 -0,3

    Relativamente ao 7 ano, todas as disciplinas registaram sucesso acima da meta, com

    a exceo de Geografia, Educao Tecnolgica e Educao Fsica.

    8 ano

    Disciplina

    Port Ingl

    s Franc

    s Hist. Geog. Mat.

    C. Nat.

    C. F. Q.

    Ed. Vis.

    Ed. Fsica

    Art. Decor.

    Sucesso 83,9

    78,5 83,9 90,3

    71,0 53,8 84,9 78,5 97,4 98,9 97,3

    Meta 93,3

    81,0 87,0 79,0

    89,0 72,0 90,8 90,7 96,6 99,1 97,8

    Diferena -9,4 -2,5 -3,1 11,3

    -18,0

    -18,2

    -5,9 -12,2 0,8 -0,2 -0,5

    Da anlise do 8 ano podemos concluir que as disciplinas que ficaram mais distantes

    da meta foram Portugus, Geografia e Matemtica. Nestas ltimas, a diferena foi

    bastante significativa, 18,0 e 18,2%, respetivamente.

    1.8 Anlise de Resultados

    1.8.1 Departamento do 1 Ciclo

    De um modo geral, e tendo em conta o histrico considerado (desde 2007/2008), a

    mdia das taxas globais de sucesso dos alunos dos diversos anos de escolaridade do

    1 ciclo apresentam valores prximos dos nacionais.

  • Os 2 e 4 anos so aqueles em que se verificam mais oscilaes e, tambm, alguns

    valores abaixo dos nacionais, embora sem grandes discrepncias. Se no caso do 4

    ano esta situao se justifica com o facto de se tratar do ano terminal de ciclo, no 2

    ano temos de considerar a transio administrativa do 1 para o 2 ano (mesmo sem

    as competncias do 1 ano terem sido desenvolvidas), e a necessidade de os alunos

    com NEE, mesmo beneficiando da medida educativa Adequaes Curriculares,

    cumprirem as metas curriculares estabelecidas para Portugus e Matemtica.

    Considerando os objetivos propostos no PEAg para 2012/2013, estes foram atingidos

    em pleno pelo 1 e 4 anos, verificando-se uma discrepncia insignificante (1,2%) no

    que diz respeito ao 3 ano. Em relao ao 2, e pelas razes j referidas, registou-se

    um distanciamento de 6,4%.

    Relativamente aos resultados dos Testes Intermdios de Portugus e Matemtica de

    2 ano, regista-se a ausncia de discrepncias em relao aos resultados nacionais.

    Provas Finais do 4 ano de escolaridade (Portugus e Matemtica)

    Verifica-se uma discrepncia significativa entre a avaliao interna de Portugus

    (91,05% de resultados positivos) e a correspondente avaliao externa (47,05%).

    Com a disciplina de Matemtica a situao semelhante: 83,73% de resultados

    positivos na avaliao interna e 55,46% na avaliao externa.

    No entanto, comparando os resultados do Agrupamento com os resultados nacionais

    verifica-se uma grande aproximao: mdia nacional de Portugus 48,7%;mdia

    nacional de Matemtica 56,9%.

    Atendendo ao nvel etrio dos alunos do 1 ciclo (e sua imaturidade), ao facto da

    avaliao ao longo do ano ter um carter eminentemente formativo, e especificidade

    e dificuldade das Provas Finais, as discrepncias verificadas, apesar de significativas,

    so compreensveis e enquadram-se na realidade nacional.

    As estratgias definidas e implementadas ao longo do ano, e que dependem

    exclusivamente dos PTT, consideram-se ajustadas e continuaro a ser desenvolvidas,

    procurando-se reduzir as discrepncias apresentadas e aumentar o sucesso escolar

    dos alunos. Mantem-se o problema das turmas plurianuais e a dimenso exagerada

    das mesmas (26 alunos por turma).

    1.8.2 Departamento de Lnguas

  • 3.9.2.1 Grupo Disciplinar de Portugus (2 Ciclo)

    5 ano

    O trabalho efetuado pelo grupo de Portugus no 5 ano revelou-se muito regular. Com

    efeito, pela primeira vez foi proposta a realizao de uma Prova Global aos alunos e a

    mdia alcanada demonstrou uma equiparao das turmas entre si, no havendo

    discrepncias significativas. Do mesmo modo, os resultados obtidos nesta prova

    obtm uma correspondncia muito prxima da mdia das notas finais. Em quase todos

    os casos - exceo de duas turmas, apenas na Prova Global - a mdia dos

    resultados foi positiva.

    No que respeita avaliao final da disciplina, o insucesso global situou-se na ordem

    dos 12,4%. Notam-se oscilaes entre as turmas inerentes s caractersticas das

    mesmas, dentro do mesmo grau de exigncia estipulado pelo grupo docente, seguindo

    indicaes externas.

    Analisando a evoluo ao longo dos anos, h que referir com agrado que a nossa

    Escola mantm um alto nvel final de sucesso, seguindo a tendncia dos ltimos anos

    (93,5%, 96,8%, 97,9% e 96,7).

    de salientar que a taxa de sucesso alcanada neste ano conseguiu satisfazer as

    expectativas constantes nas metas: 87,6% e 87,7 respetivamente.

    6 ano

    Na prova final os resultados de sucesso (50,3%) no 6 ano apenas distam 1,7% da

    mdia nacional (52%), pelo que a situao da nossa escola no est desproporcional

    realidade do pas. A diferena entre ambos os fatores foi maior no ano letivo anterior

    (59% - 54,8%), o que denota uma aproximao dos nossos resultados realidade

    global do pas.

    notrio o efeito benfico do aumento da carga horria da disciplina de Portugus

    nestes resultados. De referir ainda a importncia que as aulas de Apoio ao Estudo

    tiveram para este resultado, assim como a pertinncia das atividades efetuadas no

    seio do Trabalho Colaborativo, fator que em muito veio enriquecer a intensidade da

    logstica em equipa.

    No que respeita diferena entre o resultado final e o da Prova, nota-se um

    decrscimo neste ltimo, devido dificuldade intrnseca do referido teste, dificuldade

    essa que foi reconhecida pelos vrios intervenientes do processo educativo,

    nomeadamente a Associao de Professores de Portugus e entidades idneas que

    se pronunciaram sobre o mesmo, emitindo a mesma opinio. Mesmo assim, de notar

    que a diferena no significativa: a mdia global de insucesso da Escola situa-se no

    nvel 3,19 e a da Prova 2,70.

  • Quanto avaliao final, notam-se algumas oscilaes entre as turmas, mas a

    disciplina de Portugus no se encontra entre as que apresentam taxa mais crtica de

    insucesso.

    A distribuio de nveis na disciplina de Portugus no 6 ano revela uma tendncia

    para o nvel 3 (48,3%), embora a percentagem de nveis insuficientes permanea

    preocupante (41,3%) mas dentro do mesmo contexto da realidade nacional. Ainda

    quanto distribuio de nveis, verificou-se uma fraca tendncia para os extremos

    (nveis 1 e 5).

    No que respeita evoluo ao longo dos anos, os resultados finais obtidos neste ano

    letivo revelam uma evoluo negativa (92,4%, 94,9%, 90,1% e 81,9%). Perante tal

    realidade, h que refletir em conjunto nas condies socioeconmicas dos alunos,

    perante a atual conjuntura nacional. A importncia da Escola na vida familiar sofreu

    um revs significativo perante a urgncia das necessidades econmicas de muitas

    famlias. Os alunos comearam a descurar o material necessrio, os seus hbitos

    alimentares ressentiram-se tambm e com este contexto, a indisciplina aumentou. O

    acrscimo do nmero de alunos por turma, associado aos crescentes problemas atrs

    descritos veio afetar negativamente a situao. Tais fatores podem justificar em larga

    escala o no cumprimento da meta proposta de 87,8% tendo a taxa de sucesso ficado

    aqum dessa expetativa (82,6%)

    Consideraes Gerais de Ciclo

    De acordo com os resultados estatsticos, verifica-se que 73% dos alunos que

    beneficiaram de Aulas de Apoio ao Estudo ou de Apoio Pedaggico Acrescido ficaram

    aprovados, o que confirma a importncia deste tipo de aulas e o carter premente das

    actividades a propostas.

    Consideraes finais

    No prximo ano letivo, a realidade que se nos apresente ter que ser entendida

    dentro da viso das metas estipuladas pelo Ministrio. Dentro desta perspetiva, de

    desejar que as equipas designadas pelo Ministrio aproximem a essncia das futuras

    provas e o respetivo o grau de exigncia realidade da nossa populao escolar,

    vivncia quotidiana da mesma e sobretudo aos contedos lecionados na disciplina.

    No que respeita aos instrumentos de avaliao, de referir que os nicos descritores

    de desempenho que as Provas Finais contemplaram foram a leitura/escrita e a

    gramtica. No entanto, a vertente socioafetiva no pode ser tida em considerao

    neste contexto. Do mesmo modo, pela sua prpria essncia, as referidas provas no

    podem atentar para a oralidade/leitura, componente essencial numa avaliao

    completa.

    3.9.2.2 Grupo Disciplinar de Ingls (2 Ciclo)

    5 ano

  • No que respeita avaliao final da disciplina, o insucesso global situou-se na ordem

    dos 14,9%, tendo havido oscilaes notrias de turma para turma, devido s

    diferenas inerentes nos perfis das mesmas.

    Num ano de iniciao regular, esperavam-se resultados melhores. A disciplina de

    Ingls deixou de ser a novidade no segundo ciclo, tendo portanto perdido o impacto

    de ser a nica disciplina nova. De notar tambm que o currculo atribudo disciplina

    no 1 ciclo - no mbito das Atividades de Enriquecimento Curricular - escasso, no

    estando bem aproveitadas as disponibilidades curriculares. Com efeito, poder-se-ia

    rentabilizar muito mais o espao atribudo a Ingls, propondo mais contedos

    programticos. Alm disso, a opo de se ter proposto as aulas de Ingls no 1 ciclo,

    no final do dia ter sido menos benfica, j que os alunos estariam obviamente mais

    cansados e portanto, menos recetivos s atividades propostas.

    De notar tambm que logo no 5 ano, cada vez mais alunos tm que ser sensibilizados

    para a aquisio de hbitos de trabalho constantes e uma postura mais responsvel

    nas aulas, atitudes que no tero consolidado no primeiro ciclo da forma mais

    satisfatria.

    Outro fator que mereceu reflexo por parte do grupo disciplinar de Ingls foi o facto de

    ser ter reduzido a carga horria no quinto ano. Tal afetou obviamente o trabalho final

    dos alunos e foi mais difcil conciliar a carga horria disponvel para esta disciplina

    com os contedos curriculares previstos para a mesma, havendo pois uma

    disparidade significativa.

    Para uma melhor rentabilidade nesta disciplina, este Grupo Disciplinar considera que

    dever haver uma concepo diferente na distribuio horria, nomeadamente, no

    espaando demasiado os dias em que os alunos tm aulas desta disciplina. Por

    exemplo, ser de evitar que os discentes tenham no seu horrio os espaos

    reservados a Ingls numa 2 e numa 6 feiras.

    Finalmente, quanto aos resultados finais no 5 ano, registe-se que nos casos de

    sucesso, verifica-se uma percentagem significativa de nveis 4 (31,4%) quase igual

    percentagem atribuda aos nveis 3 (38%).

    Os resultados de sucesso obtidos (85,1%) aproximaram-se da meta que o grupo

    estabelecera (87%).

    6 ano

    Neste ano, a percentagem de insucesso foi de 25%, sendo com Histria e Geografia

    de Portugal a disciplina com percentagem mais elevada.

    Os resultados demonstram pouca oscilao entre as vrias turmas, pelo que as

    mesmas se revelam equiparadas entre si.

    A anlise efetuada pelo Grupo Disciplinar detetou os fatores que levaram a este

    insucesso. Nomeadamente, a existncia de um elevado nmero de alunos em cada

    turma, alunos que em muitos casos manifestam um historial problemtico de

    indisciplina, trabalho pouco constante e responsvel.

  • Tambm o elevado nmero de alunos que se incluiu em cada grupo de Aulas de Apoio

    no contribuiu para uma abordagem ainda mais personalizada. Com efeito, devido

    pouca disponibilidade de recursos humanos e de carga horria, houve casos em que o

    nmero de alunos ultrapassava o razovel, estando nomeadamente mais que uma

    turma juntas. Neste contexto, acresce o limite de 45 minutos semanais atribudos s

    referidas aulas, o que manifestamente insuficiente. Ainda assim, do trabalho

    realizado poder-se- fazer um balano positivo, j que de entre os alunos propostos

    para estas aulas, 75% ficaram aprovados.

    Tudo o que acima foi referido deve ser tido em conta para interpretar o facto de os

    resultados de sucesso obtidos no 6 ano (75%) no corresponderem meta

    estabelecida de 82%.

    Como fator positivo, dentro da rea de sucesso, registe-se a significativa percentagem

    de nveis 4 e 5 (20,1% e 13,9% respetivamente) demonstrando que mais de 30% dos

    alunos do 6 ano se situam numa mdia acima do razovel.

    Analisou ainda este grupo disciplinar os resultados da Prova de Frequncia

    Disciplina. Como sabido, nenhum dos alunos propostos alcanou um nvel positivo, o

    que comprovou a deliberao inicial dos respetivos docentes em lhes atribuir o nvel

    dois na classificao final, pelo que as referidas provas no tero produzido resultados

    diferentes.

    Consideraes Gerais de Ciclo

    O grupo congratulou-se com a prtica de propor um teste global, comum a todas as

    turmas. Com efeito, tal iniciativa contribuiu para um maior equilbrio entre as vrias

    turmas, sendo ainda possvel fazer um balano mais slido do trabalho efetuado

    durante todo o ano letivo. Regra geral, os alunos corresponderam ao grau de

    exigncia do teste, tendo comprovado neste a consolidao dos seus conhecimentos.

    3.9.2.3 Grupos Disciplinares de Portugus, Ingls e Francs (3 Ciclo)

    7 ano Portugus

    Reflexo sobre os resultados obtidos na Prova Global

    Os resultados obtidos no apresentam divergncias relativamente aos apresentados

    ao longo das fichas de avaliao j realizadas. Continua a ser necessrio planificar

    atividades que impliquem a anlise textual com relacionamento de tpicos e a

    gramtica.

    Insucesso por turma Progresso do 1 para o 3 perodo

    As turmas A e B (Turmas FNIX) e a turma PCA so as que apresentam maior

    insucesso, dada a especificidade subjacente sua composio, alunos com habitual

    insucesso na disciplina de Portugus, falta de hbitos de trabalho e de estudo,

    comportamentos desadequados e interesses divergentes dos escolares.

  • Comparao Entre Turmas

    Portugus Total de Alunos

    Insucesso

    7 ano Turma A Turma B Turma C

    Turma

    D

    Turma

    E Turma F TurmaPCA

    1 perodo 163 20,86% 60,00% 15,79% 11,11% 7,69% 7,69% 7,69% 52,63%

    2 perodo 164 6,71% 14,29% 5,56% 3,70% 3,85% 0,00% 0,00% 26,32%

    Resultados VS Metas

    Relativamente s metas estabelecidas os resultados superam-nas amplamente.

    Apesar do sucesso obtido as planificaes devero continuar a incidir em atividades

    de anlise textual e exerccios gramaticais.

    8 ano -Portugus

    Anlise dos resultados obtidos

    Em relao aos resultados escolares alcanados pelos alunos, considera-se que as

    estratgias adotadas para colmatar o insucesso escolar delineadas ao longo do ano

    letivo surtiram algum efeito, tendo em conta a anlise estatstica das provas globais,

    assim como a anlise estatstica dos resultados do terceiro perodo.

    As estratgias adotadas, e que procuraram promover o sucesso foramas seguintes:

    incentivo e valorizao da participao oral; apoio individualizado na sala de aula;

    realizao de fichas de trabalho; reforo de trabalhos de casa; controlo e verificao

    da organizao do caderno dirio; utilizao da caderneta do aluno e da folha de

    registo de ocorrncias, existente no livro de ponto de algumas turmas; realizao de

    fichas de autoavaliao e de avaliao formativa; realizao de trabalhos de

    consolidao e sistematizao dos contedos lecionados.

    Anlise dos resultados obtidos na Prova Global por item

    Disciplina Port. Ingls Franc Hist. Geog. Mat. CNat. CFQ. EVis. ETec. EFsica

    Sucesso 93,3 90,8 89,6 92,0 84,0 76,8 88,4 90,2 97,0 97,0 98,2

    Meta 87,4 81,5 86,0 86,0 88,0 64,0 84,5 84,5 93,7 100,0 98,5

    Diferena 5,9 9,3 3,6 6,0 -4,0 12,8 3,9 5,7 3,3 -3,0 -0,3

  • Anlise das 4 turmas:O Grupo I revela 82,05% de resultados positivos; O Grupo II

    revela 88,5% de resultados negativos; O Grupo III revela 95% de resultados positivos.

    Da se conclui que a explicitao e memorizao de conceitos normativos da lngua

    so problemticos. No esquecer, ainda, que estes alunos foram confrontados pelas

    novas normas institudas (Acordo Ortogrfico e Dicionrio Terminolgico) este ano

    letivo e, obviamente, no consolidaram os novos conceitos.

    Ao contrrio do que seria expectvel, os alunos consideraram muito importante esta

    prova, aplicando-se de forma muito satisfatria.

    O bloco semanal de reforo das aprendizagens foi utilizado para tentar colmatar as

    reas em que os alunos foram revelando maiores fragilidades, nomeadamente nos

    aspetos gramaticais e na expresso escrita. No entanto, ainda no foram atingidos

    resultados satisfatrios no domnio gramatical.

    Os resultados positivos so fruto de um trabalho colaborativo sistemtico das

    professoras, que ao longo do ano, aferiram semanalmente os contedos

    programticos a serem lecionados, todos os materiais produzidos, assim como a

    anlise dos resultados obtidos pelos discentes.

    Resultados Vs. Metas

    Disciplina Port. Ingls Franc Hist. Geog. Mat. C Nat. CFQ. E.Vis. EFsica A.Dec.

    Sucesso 83,9 78,5 83,9 90,3 71,0 53,8 84,9 78,5 97,4 98,9 97,3

    Meta 93,3 81,0 87,0 79,0 89,0 72,0 90,8 90,7 96,6 99,1 97,8

    Diferena -9,4 -2,5 -3,1 11,3 -18,0 -18,2 -5,9 -12,2 0,8 -0,2 -0,5

  • Os docentes do departamento de Lnguas do ex-Agrupamento de Escolas do Castelo

    consideraram muito ambiciosas as metas aprovadas (93,3%) para o 8 ano, no mbito

    do Projeto Educativo, tendo em conta as caractersticas destes discentes.

    Desta forma, os resultados obtidos este ano letivo, apesar de divergirem dessa meta

    proposta, consideram-se bastante satisfatrios relativamente a outras disciplinas.

    O insucesso registado resulta da falta de hbitos e mtodos de trabalho da maioria

    dos alunos, da falta de empenho, dedicao e estudo dos contedos lecionados. Nem

    sempre o trabalho desenvolvido pelas docentes foi coadjuvado pelos alunos, uma vez

    que denotaram falta de ateno e alguns comportamentos perturbadores. Para alm

    disso, nem sempre cumpriram de forma regular as tarefas solicitadas, revelaram

    interesses divergentes dos escolares e demonstraram desinteresse em trabalhar para

    superar as suas dificuldades.

    7 Ano - Ingls

    Disciplina Total

    de Alunos

    Insucesso 7 ano

    Turma A

    Turma B

    Turma C

    Turma D

    Turma E

    Turma F

    Turma PCA

    Ingls 3 163 9,20% 25,00% 5,56% 3,70% 3,85% 0,00% 7,41% 26,32%

    No 7 ano, o insucesso global aumentou ligeiramente de 13,58% no 1 perodo, para

    15,34% no 2 perodo e diminuiu para 9,20% no terceiro perodo. Esta situao deve-

    se ao sucesso das estratgias aplicadas: reforo e valorizao da participao oral e

    das tarefas da sala de aula, a realizao de trabalhos de casa para consolidao das

    aprendizagens e ainda um maior controlo do comportamento e das atitudes.

    A meta proposta para a disciplina de Ingls para o ano letivo de 2012/2013 foi de

    81,5%, tendo sido alcanada uma taxa de sucesso de 90,8%.

    8 Ano

    Disciplina Total de Alunos

    Insucesso 8 ano

    Turma A

    Turma B

    Turma C

    Turma D

    Turma PCA

    Ingls 4 93 21,51% 14,29% 25,00% 15,79% 27,78% 26,67%

    No 8 ano, o insucesso global diminui de 23,71% no 1 perodo para 20,00% no 2

    perodo, tendo aumentado ligeiramente para 21,51%.

  • O aumento do insucesso na disciplina deve-se, em parte, turma PCA, que revelou

    um desinteresse crescente pela escola/disciplina, demonstrou constantemente falta de

    ateno/concentrao, hbitos e mtodos de trabalho e no manifestou empenho nas

    tarefas propostas. Acrescenta-se tambm o incumprimento de regras em sala de aula,

    a irresponsabilidade com a sua vida escolar e ainda a entrada de novos alunos nesta

    turma o que contribuiu significativamente para o agravamento desta situao, apesar

    das estratgias propostas.

    A turma B teve um Apoio Extra de 45 minutos semanais, dados pela docente, do seu

    tempo pessoal, a partir do 2 perodo, que, na maioria dos casos, no serviu os

    propsitos para que foi criado, dado o comportamento desadequado de trs alunos

    que ficaram retidos e que foram excludos do apoio e de uma aluna que, por opo da

    EE, no quis participar.

    A turma D tambm evidenciou um elevado insucesso, ao longo do ano letivo, devido

    falta de interesse, de hbitos e mtodos de trabalho e vontade de estudar de modo a

    superar as suas dificuldades.

    O desdobramento em segmentos de 45m potenciou o insucesso uma vez que a carga

    horria de 90 minutos por semana se revelou manifestamente insuficiente para a

    concretizao dos objetivos definidos para a disciplina.

    Pelos motivos acima mencionados foi alcanada apenas uma taxa de sucesso de

    78,5% apesar de a meta proposta para a disciplina de Ingls para o ano letivo de

    2012/2013 ser de 81%.

    7 Ano -Francs

    No 7 ano, o insucesso global aumentou ligeiramente de 7,69% no 1 perodo, para

    11,11% no 2 perodo, situao j esperada pelas docentes, uma vez que se exige

    que os alunos faam a aquisio e aplicao de contedos cada vez mais elaborados.

    No 3 perodo diminuiu para 10,42%. Esta situao deve-se ao sucesso das

    estratgias aplicadas: reforo e valorizao da participao oral e das tarefas da sala

    de aula, a realizao de trabalhos de casa para consolidao das aprendizagens e

    ainda um maior controlo do comportamento e das atitudes.

    A meta proposta para a disciplina de Francs para o ano letivo de 2012/2013 foi de

    86%, tendo sido alcanada uma taxa de sucesso de 89,58%.

    8 Ano

  • No 8 ano, o insucesso global diminui de 24,74% no 1 perodo para 17,89% no 2

    perodo. No 3 perodo voltou a baixar para 16,13%. Tal deveu-se implementao

    das estratgias previamente delineadas pelas docentes, para consolidao das

    aprendizagens (valorizar a participao oral, a realizao de trabalhos de casa,

    organizao do caderno e as atividades a realizar em sala de aula).

    Todavia, as turmas B e D, continuaram a evidenciar, falta de ateno/concentrao,

    hbitos e mtodos de trabalho no manifestando empenho nas tarefas propostas,

    devido falta de vontade de estudar de modo a superar as suas dificuldades.

    Acrescente-se ainda, sobretudo na turma B, o incumprimento de regras em sala de

    aula, dado o comportamento desadequado de trs alunos da turma, que ficaram

    retidos.

    Pelos motivos acima mencionados foi alcanada apenas uma taxa de sucesso de

    83,87% apesar de a meta proposta para a disciplina de Francs para o ano letivo de

    2012/2013 ser de 87% - houve uma discrepncia de 3,13%.

    1.8.3 Departamento de Cincias Sociais e Humanas

    3.9.3.1 Grupo Disciplinar de Histria e Geografia de Portugal

    Tendo como referncia os objetivos e metas do Projeto Educativo e com base na

    anlise dos resultados escolares, levada a cabo nos Departamentos Curriculares,

    numa perspectiva de autoavaliao acerca do trabalho efetuado, esta anlise visa o

    parecer dos intervenientes na consecuo das atividades previstas, de forma a aferir o

    seu grau de execuo em articulao com os resultados escolares.

    Comparao de percentagem de nveis e sucesso/insucesso na disciplina de Historia

    e Geografia de Portugal.

    Disciplinas Total de Alunos

    Insucesso 8 ano

    Turma A

    Turma B

    Turma C

    Turma D

    Turma PCA

    Francs 93 16,13% 14,29% 25,00% 5,26% 16,67% 20,00%

  • Resultados vs. Metas do Projeto Educativo

    5ano 6ano

    Os resultados escolares, no 5 ano de escolaridade, mantm-se acima da meta prevista

    Os resultados escolares, no 6 ano de escolaridade esto aqum das metas estabelecidas.

    Os resultados referenciados no grfico revelam que no 5 ano de escolaridade a taxa

    de sucesso evidente em todas as turmas com exceo do 5 F, o qual apresenta

    28,6% de insucesso. Os resultados alcanados por esta turma na disciplina de HGP

    no apresentam discrepncia em relao nomeadamente disciplina de Portugus.

    No 6 ano de escolaridade, no se verificam os mesmos resultados, no s na anlise

    comparativa do conjunto das turmas como tambm em relao meta preconizada no

    PEAg.

    Enquanto estratgias para a melhoria do aproveitamento dos alunos, os docentes das

    turmas com maior insucesso, tentaram sempre desenvolver nos alunos, mtodos e

    hbitos de trabalho, rigor no cumprimento das regras de comportamento definidas no

    incio do ano, competncias ao nvel da comunicao, desenvolver o pensamento

    critico e implementar o trabalho em grupo.

  • O grupo disciplinar em articulao com o departamento curricular desenvolveram um

    trabalho colaborativo, aferindo e partilhando estratgias de ensino e metodologias de

    trabalho.

    Procedeu-se, em conjunto, elaborao das fichas de diagnstico, no incio do ano

    letivo e fichas formativas e sumativas ao longo de todo o ano, tendo-se trocado

    experincias e resultados das estratgias desenvolvidas.

    No entanto no se conseguiu alcanar a meta proposta no PEAg para o 6 ano.

    Os alunos deste ano de escolaridade, revelaram falta de autonomia, hbitos e

    mtodos de estudo, diagnosticados desde o incio do ano letivo, bem como alguns

    comportamentos gravosos que prejudicaram o aproveitamento global. Tambm

    revelaram dificuldades no domnio da lngua materna, quer ao nvel da compreenso

    quer da expresso escrita, condio que condiciona negativamente a aprendizagem e

    consequente aproveitamento na disciplina de Histria e Geografia de Portugal.

    3.9.3.2 Histria

    7 Ano Histria

    No 7 Ano regista-se um sucesso acima da meta em 6,0 pontos taxa de sucesso

    de 92,0 para 86, 0 de pontos de meta.

    A percentagem de insucesso na disciplina desceu para 7,89 contra uma percentagem

    de 10,43 no 2 Perodo.

    Neste ano de escolaridade, as turmas A (tipologia fenix) e PCA so aquelas que

    apresentam valores mais elevados de insucesso respetivamente 25% e 15,79% ,

    os quais acompanham a tendncia evidenciada pelos resultados nas restantes

    disciplinas, sobretudo aquelas que exigem maior investimento intelectual mais

    concentrao, estudo e empenho nas tarefas escolares. Sendo que nestas duas

    turmas de 7 Ano se concentraram, precisamente, alguns dos alunos com um historial

    de dificuldades e de resistncia quelas vertentes.

    Na turma A do 7 Ano, 20% dos alunos com insucesso em Histria corresponde a

    igual percentagem de retenes, ou seja, alunos cuja recuperao no se concretizou

    por desinvestimento dos prprios o no cumprimento dos trabalhos atribudos, a

    no comparncia no apoio mvel de Histria, por exemplo , tendo sido um dos

    casos sinalizado como de abandono escolar.

  • No entanto, comparados os resultados finais destas duas turmas com os resultados do

    2 Perodo, observa-se que a percentagem de sucesso aumentou o que denuncia os

    efeitos positivos das estratgias e medidas pedaggicas que foram sendo delineadas

    e aplicadas ao longo do ano letivo.

    8 Ano

    No 8 Ano(turmas A, B, C, D e PCA) o sucesso superou a meta em 11,3 pontos

    taxa de sucesso de 90,3 para uma meta de 79, 0 pontos.

    Neste ano de escolaridade, cabem s turmas D e PCA os valores mais elevados de

    insucesso respetivamente 22,2% e 26,67% , num quadro muito semelhante ao

    que descrito no 7 Ano: aumento do sucesso relativamente ao 2 perodo (mais

    11%), comportamento que segue, quer na evoluo do 2 para o 3 Perodo quer nos

    resultados finais, a tendncia do bloco de disciplinas que exigem maior investimento

    intelectual.

    de referir que estas duas turmas concentraram em si o maior nmero de alunos de

    8 Ano com dificuldades, os quais tm vindo a ser sinalizados desde anos anteriores.

    Tambm nestas duas turmas o insucesso resultou do desinvestimento daqueles

    alunos que no se empenharam na sua recuperao no cumprindo os seus

    P.A.Ps e/ou no dando resposta a outras medidas destinadas a superarem as suas

    dificuldades; por exemplo, estes alunos nunca compareceram no apoio mvel.

    Na Turma D tambm o insucesso em Histria coincide maioritariamente com alunos

    que no transitaram de ano.

    9 PCA O Homem no Mundo

    (O programa lecionado no 9 Ano foi o de Geografia, sendo que nos 7 e 8 Anos foi

    lecionado o programa de Histria)

    A taxa de insucesso foi 18,7% 3 em 16 alunos , devendo-se este valor a

    incumprimentos dos alunos que no s no entregaram os trabalhos destinados sua

    avaliao como tiveram ao longo do ano uma muito fraca ou quase inexistente

    participao nas aulas, ainda que solicitados a tal.O aproveitamento geral da turma foi

    claramente satisfatrio, sendo as prestaes de aula reveladoras de interesse e

    motivao.

    3.9.3.3 Geografia

  • A anlise dos resultados escolares de Geografia foi realizada com base no relatrio

    estatstico, do qual se selecionaram os quadros a seguir apresentados.

    Resultados finais 7 ano de escolaridade

    Resultados finais 8 ano de escolaridade

    A disciplina de Geografia destaca-se juntamente com o Espanhol (no 7 ano), Ingls

    (no 8 ano) e Matemtica, como tendo as maiores percentagens de insucesso. Apesar

    disso, a Geografia regista um sucesso de 84% no 7Ano e 71% no 8Ano.

  • As docentes consideram que os resultados de avaliao refletem realmente as

    dificuldades demonstradas pelos alunos e resultam de uma aplicao rigorosa dos

    critrios de avaliao.

    No obstante, a maioria das turmas apresentou uma evoluo satisfatria, ao longo do

    ano letivo, resultado de um trabalho constante de reformulao de estratgias

    ensino/aprendizagem conducentes ao sucesso.

    Esta disciplina exige frequentemente conhecimentos de cultura geral e uma

    capacidade de abstrao ao nvel de determinados contedos, que o nvel etrio e

    sociocultural em que os alunos se inserem, muitas vezes no acompanha. Situao

    particularmente sentida no 8Ano de escolaridade.

    A par disso, os contedosprogramticos do7 e 8 ano de Geografia recorrem

    frequentemente a conhecimentos matemticos, nomeadamente no estudo dos climas

    e da populao (exigindo clculos estatsticos e anlises complexas de grficos),

    acrescendo assim um grau de complexidade maior disciplina, uma vez que os

    alunos manifestam grandes lacunas ao nvel da disciplina de Matemtica (disciplina

    com maior insucesso).

    Contudo se analisarmos os resultados por turma, verifica-se que o insucesso na

    disciplina de Geografia regista-se sobretudo nas turmas do projeto Fnix (7A e B) e

    de Currculo Alternativo. Estas turmas tiveram caractersticas e dinmicas prprias, em

    virtude de os alunos apresentarem um percurso escolar de maior insucesso e baixas

    expectativas face escola.

    As restantes turmas de 7 ano obtiveram um sucesso mdio superior a 90%,

    ultrapassando a meta (vide quadro 3).

    Nas turmas do 8 ano de escolaridade, o insucesso escolar na disciplina de Geografia

    reflete, sobretudo, a falta de hbitos e mtodos de trabalho eausncia de

    conhecimentos considerados fundamentais para a compreenso dos contedos

    lecionados, tal como j foi anteriormente referido.

    Disciplina Port. Ingls Franc Hist. Geog. Mat. CNat. CFQ. EVis. ETec. EFsica

    Sucesso 93,3 90,8 89,6 92,0 84,0 76,8 88,4 90,2 97,0 97,0 98,2

    Meta 87,4 81,5 86,0 86,0 88,0 64,0 84,5 84,5 93,7 100,0 98,5

  • Resultados finais e metas para o 7 ano de escolaridade

    Resultados finais e metas para o 8 ano de escolaridade

    Disciplina Port. Ingls Franc Hist. Geog. Mat. C Nat. CFQ. E.Vis. EFsica A.Dec.

    Sucesso 83,9 78,5 83,9 90,3 71,0 53,8 84,9 78,5 97,4 98,9 97,3

    Meta 93,3 81,0 87,0 79,0 89,0 72,0 90,8 90,7 96,6 99,1 97,8

    Diferena -9,4 -2,5 -3,1 11,3 -18,0 -18,2 -5,9 -12,2 0,8 -0,2 -0,5

    O grupo disciplinar da Escola Bsica do Castelo continua a considerar, tal como

    registado em anos letivos anteriores, que as metas estabelecidas para o 7 e 8 ano

    de escolaridade esto desajustadas face s caractersticas e dificuldades dos alunos

    desta escola. Metas to ambiciosas apenas contribuem para uma leitura negativa dos

    resultados obtidos, no obstante todo o trabalho desenvolvido pelas docentes com os

    alunos ao longo do ano.

    Tambm, possvel verificar que as metas da disciplina de Geografia esto muito

    elevadas comparativamente com outras disciplinas, nomeadamente Histria (vide

    quadro 4), que pertence ao mesmo Departamento.

    Face ao exposto o grupo disciplinar de Geografia solicita uma reformulao mais

    realista das metas a atingir nestes anos de escolaridade. Estando naturalmente

    salvaguardada a ambio das docentes em aumentar as taxas de sucesso dos seus

    alunos.

    1.8.4 Departamento de Matemtica e Cincias Experimentais

    3.9.4.1 Grupos Disciplinares de Matemtica (2 e 3 Ciclos) e TIC

    Classificao das provas

    De considerar que as turmas do 6C, 6E e 6F ficaram abaixo da mdia da escola.

    Aponta-se como razo justificativa a existncia de um considervel nmero de alunos

    com NEE, alguns casos de indisciplina e o pouco interesse nas atividades escolares.

    So ainda, alunos que demonstram poucas capacidades ao nvel do raciocnio lgico.

    Diferena 5,9 9,3 3,6 6,0 -4,0 12,8 3,9 5,7 3,3 -3,0 -0,3

  • O 6F foi considerada a turma com maior insucesso j no ano letivo anterior o que se

    refletiu no aproveitamento do ano seguinte. Existiam nestas turmas alunos no

    admitidos prova final por excesso de faltas injustificadas.

    Comparao da avaliao interna/externa

    Doze por cento (12% ) dos alunos do 6 ano que fizeram a prova final, no seriam

    admitidos caso se aplicassem as condies normais de acesso prova. A

    discrepncia entre as classificaes internas e externas derivam:

    Ao nvel interno a nossa avaliao contnua, no sendo prtica a atribuio de nveis

    1 tratando-se de alunos do 2 ciclo a condescendncia maior; podemos referir que

    em todas as turmas existiam alunos no admitidos prova final cujos resultados

    tiveram, este ano, oportunidade de o fazer e cujos resultados alteraram

    substancialmente as mdias consideradas em cada turma.

    Ao nvel externo podemos referir que a prova apresentava uma tipologia atpica,

    nomeadamente na construo das prprias questes e na percentagem destas com

    maior complexidade e que exigiam uma resoluo em vrias etapas; existiam muitas

    questes da prova onde era testada essencialmente a ateno e a interpretao das

    questes mais do que as competncias matemticas.

    Estas consideraes vo de encontro aos pareceres emitidos pelas APM e SPM.Esta

    discrepncia no uma realidade s da nossa escola pois a nvel nacional as mdias

    dos resultados tambm desceram.

    Metas

    Relativamente ao 5 ano a mdia no foi atingida unicamente por dois pontos

    percentuais.

    Quanto ao 6 ano a meta tambm no foi conseguida por 7,5%, dados os resultados

    das provas finais que influenciaram as classificaes. Se fossem considerados apenas

    os resultados das avaliaes internas, a diferena percentual seria somente de trs

    pontos.

    Consideraes finais

    A nvel do 5 ano, a mdia da classificao final (CF) ligeiramente inferior

    classificao da prova global (CP).

  • Na comparao entre turmas no h discrepncia significativa comparativamente com

    as restantes reas disciplinares. De salientar que na disciplina de Matemtica se

    verificou um maior insucesso.

    Quanto ao 6 ano, muito embora a mdia da escola seja ainda negativa, esta

    aproximou-se da nacional, tendo melhorado em relao ao ano anterior.

    Convm referir que mesmo os alunos que no reuniram condies de admisso

    prova final, a realizaram, influenciando negativamente os resultados da prova.

    3. Ciclo

    Comparando a mdia das provas globais com a mdia das avaliaes de 3 perodo,

    observa-se que:

    No existem discrepncias significativas no 7 ano, excepto no 7F. O respectivo

    professor justificou com o cansao e imaturidade dos alunos da turma, que se

    observou em todas as disciplinas no final do ano.

    No 8 ano o valor da mdia das provas inferior ao das avaliaes, com um valor

    significativo, devido ao nvel global de conhecimento destas 4 turmas. No ano

    2011/2012, muitos destes alunos transitaram ao 8 ano com nveis inferiores a 3 a

    Matemtica.

    Comparando as metas definidas para o 7 ano, verifica-se que o valor obtido (76,8%)

    bastante superior ao definido (64%).

    Relativamente s metas definidas para o 8 ano (72% de sucesso) o valor de 53,8%

    alcanado muito baixo, confirmando que o nvel global de conhecimento dos alunos

    destas turmas, a sua capacidade de trabalho e interesse eram muito reduzidos. No 8

    ano, dos 93 alunos de Matemtica, 43 obtiveram nvel inferior a 3 em Matemtica e 20,

    num total de 97 alunos, no transitaram.

    Dos 34 alunos do 7 ano com APA, 32 transitaram de ano, com 18 a obterem nvel 3 a

    Matemtica.No 8 ano no havia APA, mas reforo da disciplina em sala de aula.

    Face a estes resultados, concordamos com a implementao de turmas de tipologia

    Fnix, e reforo em sala de aula para as restantes turmas do 3 ciclo. Tal no invalida

    a mais-valia que os Apoios Pedaggicos constituem. Sempre que possvel devero ser

    disponibilizados.

  • 3.9.4.2 TIC

    A anlise de resultados integra o documento elaborado pelo grupo disciplinar e inscrito

    no balano do PAA da Escola Sede.

    3.9.4.3 Grupo Disciplinar de Cincias Naturais (2 Ciclo)

    No quinto ano de escolaridade, na disciplina de Cincias Naturais, a taxa de sucesso

    alcanada situa-se nos (95%), valor acima do definido (94%) como meta para o ano

    letivo 2012/2013. Num universo de seis turmas, a taxa de insucesso varia entre 5 %,

    nas turmas A, B, e D e 14,3%, na turma F. Consideramos que os resultados finais

    obtidos resultaram da adequao das estratgias definidas atempadamente e

    aplicadas de forma sistemtica, mencionadas nas reflexes anteriores, do nmero de

    alunos por turma e do trabalho e empenho dos alunos.

    A turma F obteve os resultados mais elevados de insucesso (14,3%). No entanto,

    analisando os resultados mais profundamente verifica-se que apenas trs alunos

    obtiveram nvel inferior a trs. Todas as estratgias foram implementadas, aos alunos

    com nveis inferiores a trs, mas no resultaram, pois no realizavam trabalhos de

    casa, trabalhos de grupo e trabalhos individuais, no participavam em aula, no

    cumpriram regras, dois alunos apresentaram um elevado absentismo e obtiveram

    baixos resultados nos testes de avaliao.

    No sexto ano de escolaridade, a taxa de sucesso alcanada foi de 89,6 %, valor

    abaixo da meta estabelecida no Projeto Educativo (95 %). Num conjunto de sete

    turmas, a taxa de insucesso varia entre 5,9 % e 28,6%. A diferena entre a meta e os

    resultados obtidos de 5,4 %.

    As turmas C,D e F revelam maior desfasamento relativamente mdia de insucesso

    da escola, mas equiparadas aos nveis atribudos nas outras disciplinas.

    No 6 ano o sucesso ficou comprometido devido postura de um grupo de alunos

    existente em algumas turmas no tendo por isso a meta de sucesso prevista sido

    alcanada.

    Todas as estratgias foram implementadas, aos alunos com nveis inferiores a trs,

    mas no resultaram, pois no realizavam trabalhos de casa, trabalhos de grupo e

    trabalhos individuais, no participavam em aula, no cumpriram regrase obtiveram

    baixos resultados nos testes de avaliao.

  • 3.9.4.4 Grupo Disciplinar de Cincias Naturais (3 Ciclo)

    No stimo ano de escolaridade, na disciplina de Cincias Naturais, a taxa de sucesso

    alcanada situa-se nos 88,41%, valor acima do definido (84,5%) como meta para o

    ano letivo 2012/2013. Num universo de sete turmas, a taxa de insucesso varia entre

    3,7%, na turma C, e 23,08%, na turma E. Consideramos que os resultados finais

    obtidos resultaram da adequao das estratgias definidas atempadamente e

    aplicadas de forma sistemtica, mencionadas nas reflexes anteriores.

    A turma E obteve os resultados mais elevados de insucesso (23,8%). No entanto,

    analisando os resultados mais profundamente, verifica-se que, embora haja um

    elevado nmero de nveis inferiores a trs, 46% por cento dos alunos obtiveram nveis

    iguais ou superiores a quatro. Trata-se, portanto, de uma turma muito heterognea,

    com vrios alunos bons e alguns alunos fracos. Todas as estratgias foram

    implementadas, mas maioria dos alunos com nveis inferiores a trs no se aplicaram

    adequadamente, pois no realizavam trabalhos de casa, no participavam em aula,

    no apresentaram os trabalhos de grupo e obtiveram baixos resultados nos testes de

    avaliao.

    Na turma B o resultado final do terceiro perodo (83,33%) situa-se 1,17% abaixo do

    valor da meta, no entanto acima dos resultados alcanados no primeiro e segundo

    perodos. Nesta turma, as taxas de insucesso verificadas no primeiro, segundo e

    terceiro perodos foram de 30%, 44,44% e 16,67%, respetivamente. Atendendo s

    caratersticas especficas da turma (tipologia fnix), atitude irresponsvel que a

    maioria dos alunos apresentava face ao processo de ensino aprendizagem, a

    significativa melhoria dos resultados, resulta da implementao das estratgias

    definidas para este conjunto de alunos. Na turma C a taxa de sucesso supera o valor

    da meta em 11,8%. Foi uma turma que manteve os nveis de insucesso ao longo do

    ano nos 3,7%.

    No oitavo ano de escolaridade, a taxa de sucesso alcanada foi de 84,95%, valor

    abaixo da meta estabelecida no Projeto Educativo (90,8%). Num conjunto de cinco

    turmas, a taxa de insucesso varia entre 10% e 22,2%. A diferena entre a meta e os

    resultados obtidos de 5,9%. Este valor quando comparado com o das disciplinas

    afins o mais baixo.

    Apesar de todas as estratgias implementadas, no foi alcanada a meta proposta

    para este ano letivo. No entanto, analisando os resultados ao longo do ano letivo,

    notria a evoluo nas taxas de sucesso alcanadas nos trs perodos. De valores

  • 7 Resultados Globais - 163 alunos

    Disciplina Insucesso %

    Matemtica 23,17

    Cincias Naturais 11,59

    Cincias Fsico-Qumicas 9,82

    aproximadamente de 35% de insucesso, nos primeiro e segundo perodos, passou-se

    para um valor de insucesso de 15,05%, o que constitui uma melhoria significativa.

    A turma C atingiu 84,21% de sucesso no terceiro perodo, valor superior ao registado

    nos restantes perodos. As taxas de insucesso oscilaram entre os 30%, 35% e 15,79%

    no primeiro, segundo e terceiro perodos, respetivamente. As medidas aplicadas aos

    alunos da turma produziram efeito, na medida em que os resultados revelam uma

    expressiva melhoria. A turma D registou uma taxa de sucesso de 77,78%. Os alunos

    desta turma apresentaram, ao longo do ano, interesses divergentes dos escolares,

    comportamentos desestabilizadores e uma tal falta de predisposio para o trabalho

    que conduziram a estes nveis de insucesso. Tendo em conta a especificidade dos

    alunos, foi proposto um conjunto de medidas/estratgias que encaradas com

    responsabilidade e empenho teriam minimizado os constrangimentos encontrados.

    Apesar das variaes observadas nas taxas de insucesso, 42,11% no primeiro perodo

    e 22,22% nos segundo e terceiro perodos, os alunos no revelaram um trabalho

    sistematizado nem regular, no se empenharam o que no viabilizou a melhoria das

    suas prestaes.

    3.9.4.5 Grupo Disciplinar de Cincias Fsico-Qumica

    Com base nos dados estatsticos relativos aos resultados escolares do 3 Perodo, o

    grupo de recrutamento 510 procedeu anlise e reflexo dos mesmos.

    Apresentam-se de seguida essas anlises e reflexes, organizadas para o 7 e 8 ano

    da Escola Bsica do Castelo, assim como a anlise do plano de ao e estratgias

    implementadas.

    7ano

    No stimo ano, o valor global de insucesso, na disciplina de Cincias Fsico-Qumicas,

    foi de 9,82%. Consideramos este valor um bom resultado. Quando comparamos este

    valor com os das disciplinas da rea

    cientfica, verificamos que a

    percentagem de insucesso na

    disciplina de Cincias Fsico-

    Qumicas ligeiramente inferior de

    Cincias Naturais e bastante inferior

    de Matemtica.

    Verificamos que nenhuma turma

  • apresenta uma percentagem de insucesso acima dos 30%, como se pode observar na

    seguinte tabela de dados estatsticos:

    7A 25% de insucesso

    Esta turma funcionou segundo a tipologia Fnix e apresentava alunos com grandes

    dificuldades de aprendizagem, que no se limitavam a Portugus e Matemtica. No

    entanto, os nveis inferiores a trs atribudos referem-se a alunos fortemente

    desmotivados e que no fizeram qualquer esforo na sua recuperao. Todos foram

    encaminhados para solues diferentes da do ensino regular.

    7B 11% de insucesso

    Esta turma, tal como o 7A, funcionou segundo a tipologia Fnix e era composta por

    alunos com grandes dificuldades de aprendizagem, que tambm no se limitavam a

    Portugus e Matemtica. No entanto, os dois nveis inferiores a trs atribudos

    referem-se a alunos fortemente desmotivados e que no se empenharam na sua

    recuperao.

    7C 0% de insucesso

    Esta turma revelou bons resultados na disciplina, os alunos no apresentaram

    problemas de comportamento e empenharam-se bastante nas atividades realizadas.

    7D 12% de insucesso

    Esta turma revelou bons resultados na disciplina, os alunos no apresentaram

    problemas de comportamento e empenharam-se nas atividades realizadas. Dos trs

    alunos que obtiveram nvel dois disciplina, dois foram encaminhados para vias de

    ensino diferentes, um para o ensino vocacional e o outro para uma turma de PIEF.

    7E 4% de insucesso

    Esta turma revelou bons resultados na disciplina, os alunos no apresentaram

    problemas de comportamento e empenharam-se nas atividades realizadas.

    7F 15% de insucesso

    Disciplina Escola Turma A Turma B Turma C Turma D Turma E Turma F Turma PCA

    C. Fisico-Qumicas 9,82% 25,00% 11,11% 0,00% 11,54% 3,85% 14, 81% 5,26%

  • 8 Resultados Globais - 93 alunos

    Disciplina Insucesso %

    Matemtica 46,24

    Cincias Naturais 15,05

    Cincias Fsico-Qumicas 18,28

    Esta turma revelou bons resultados na disciplina, os alunos empenharam-se nas

    atividades realizadas mas durante o terceiro perodo comeou a manifestar problemas

    de comportamento. Dos quatro alunos que obtiveram nvel dois disciplina, dois foram

    encaminhados para o ensino vocacional.

    7PCA 5% de insucesso

    Turma composta por alunos com graves problemas de aprendizagem e/ou de

    comportamento, provenientes do ensino especial e grande parte j integrados em

    percursos curriculares alternativos. Teve-se de aplicar estratgias diversificadas e

    adequar fortemente os contedos da disciplina para conseguir motivar os alunos e

    conseguir que obtivessem algum sucesso. Apenas uma aluna obteve nvel dois,

    resultante da falta de assiduidade.

    Verificou-se que o sucesso alcanado na disciplina foi, em mdia, de 90,2%. O 7ano

    encontra-se muito acima das metas previstas para este ano letivo (quase seis pontos

    percentuais), tal como se verifica na tabela abaixo.

    Metas

    Os professores que lecionaram este nvel de ensino concertaram algumas estratgias

    que implementaram no decorrer do segundo perodo e terceiro perodo, com vista

    melhoria dos resultados, tendo em conta os resultados obtidos verifica-se que o plano

    de ao aplicado teve sucesso.

    8ano

    No oitavo ano, o valor global de insucesso, na disciplina de Cincias Fsico-Qumicas,

    foi de 18,28%. Consideramos este valor satisfatrio. Quando comparamos os

    resultados obtidos com os das

    restantes disciplinas da rea

    cientfica, verificamos que a

    percentagem de insucesso na

    disciplina de Cincias Fsico-

    Qumicas muito menor do que na

    disciplina de Matemtica e

    relativamente prxima da percentagem de insucesso na disciplina de Cincias

    Naturais.

  • Verificamos que apenas uma turma apresenta uma percentagem de insucesso acima

    dos 30%, como se pode observar na seguinte tabela de dados estatsticos:

    Disciplina Escola Turma A Turma B Turma C Turma D Turma PCA

    C. Fisico-Qumicas 18,28% 14,29% 40,00% 26,32% 22,22% 0,00%

    8A 14% de insucesso

    O percurso desta turma foi irregular, apesar de ser composta por alunos com boas

    capacidades cognitivas, durante uma parte do ano letivo no se empenharam nas

    atividades letivas, revelando dificuldades de concentrao. Contudo durante o terceiro

    perodo os alunos empenharam-se nas atividades realizadas conseguindo alcanar

    bons resultados.

    8B 40% de insucesso

    Relativamente turma B, estes resultados devem-se s dificuldades evidenciadas

    pelos alunos ao nvel do interesse pelo estudo, agravadas pela falta de

    ateno/concentrao e pelo comportamento desajustado em sala de aula. Tal

    comportamento, impossibilitou frequentemente que se cria-se um bom clima em aula,

    favorvel ao processo de ensino-aprendizagem. Esta turma manifestou sempre uma

    falta de disposio para o trabalho, assim como uma completa ausncia de mtodos e

    hbitos de trabalho, que culmina numa falta de conscincia para a importncia da

    escola na sua vida futura, apresentando interesses divergentes dos escolares.

    8C 26% de insucesso

    Esta turma era composta por alunos com grandes dificuldades de aprendizagem. Trs

    dos cinco nveis inferiores a dois atribudos referem-se a alunos fortemente

    desmotivados e que no se empenharam na sua recuperao, estes alunos foram

    encaminhados para vias de ensino diferentes (ensino vocacional).

    8D 27% de insucesso

    Os alunos desta turma apresentaram inmeras dificuldades disciplina, em parte

    resultantes de um 7ano conturbado, em que no foram atingidas as aprendizagens

    desejadas. Em geral, os alunos revelaram grandes dificuldades de concentrao e no

    investiram nas estratgias de recuperao, da o elevado grau de insucesso.

    8PCA 0% de insucesso

  • Turma composta por alunos com graves problemas de aprendizagem e/ou de

    comportamento. A estratgia de ensino passou pela realizao de tarefas curtas com

    imediata avaliao e de um registo sistemtico das atitudes nas aulas. Apesar de no

    terceiro perodo, em termos gerais, o comportamento da turma ter vindo a piorar

    consideravelmente, todos os alunos conseguiram obter sucesso na disciplina.

    Verificou-se que o sucesso alcanado na disciplina foi, em mdia, de 78,5%. O 8ano

    encontra-se doze pontos percentuais abaixo das metas previstas para este ano letivo,

    tal como se verifica na tabela abaixo.

    Metas

    Os docentes apresentaram vrias estratgias que implementaram no decorrer do

    segundo perodo e terceiro perodo, com vista melhoria dos resultados,

    nomeadamente:

    Disponibilizar aulas de apoio, quando vivel;

    Reorganizar a planta da sala de aula;

    Controlar de forma rigorosa o cumprimento das regras de conduta em sala de

    aula;

    Solicitar mais trabalhos de casa;

    Enviar recados na caderneta escolar a alertar os encarregados de educao para

    comportamentos indevidos ou incumprimento de tarefas;

    Aplicar fichas formativas aps cada contedo lecionado.

    Efetivamente, os resultados tiveram uma melhoria significativa em relao ao primeiro

    perodo, contudo este grupo de alunos apresentava na sua generalidade, para alm de

    muitas dificuldades em relao ao grau de abstrao necessrio disciplina mas

    sobretudo, durante o ano inteiro, mantiveram uma atitude pouco motivada para o

    trabalho e para a concentrao. A maioria dos alunos que obtiveram insucesso foram

    encaminhados para vias de ensino diferentes (ensino vocacional).

    1.8.5 Departamento de Expresses

    3.9.5.1 Grupo Disciplinar de Educao Visual (2. Ciclo)

    Os professores do grupo disciplinar reuniram para apreciar os resultados obtidos no

    3. momento de avaliao sumativa e concluram o seguinte:

  • O insucesso verificado, tanto no 5. como no 6. ano, respetivamente 0,8% e 7,6%,

    no significativo, os poucos nveis dois atribudos devem-se, na maior parte dos

    casos, falta de empenho e trabalho por parte dos alunos em sala de aula e em casa,

    a problemas de ordem disciplinar e falta de assiduidade. Nalguns casos a falta de

    assiduidade de alguns alunos foi persistente ao longo de todo o perodo, o que ps

    ainda mais em causa o seu aproveitamento.

    Continuou-se tambm a verificar falta de tempo til em sala de aula para proporcionar

    um acompanhamento mais individualizado a alguns alunos devido ao facto de ser

    apenas um professor a lecionar a disciplina. Salientamos ainda o facto que para

    atingirmos as metas de aprendizagem foi necessrio que a maioria dos contedos

    fosse abordada em aulas maioritariamente tericas o que acabou por dificultar a

    motivao e o sucesso de alguns alunos.

    Dos casos acima referidos de mencionar o no cumprimento por parte dos alunos

    dos seus planos de acompanhamento e das atividades neles propostas.

    Os professores da disciplina esto convictos de que se lecionassem as duas reas

    disciplinares Educao Visual e Educao Tecnolgica acabariam por ter um

    conhecimento mais aprofundado dos alunos, mais tempo disponvel para os

    acompanhar nas suas dificuldades e, colmatar a reduo horria que as disciplinas

    sofreram, proporcionando uma maior e melhor articulao das atividades a realizar.

    Estatstica 3. perodo 5. e 6. ano

    Disciplina Escola Turma A Turma B Turma C Turma D Turma E Turma F Turma

    G

    Educao Visual 5. ano 0,8% 0,0% 0,0% 0,0% 5,0% 0,0% 0,0% 0,8%

    Educao Visual 6. ano 8,3% 0,0% 0,0% 23,8% 10,0% 0,0% 8,7% 15,0%

    Relativamente ao 5. ano verifica-se que a taxa de insucesso de 0,8% corresponde a

    um nvel inferior a 3 atribudo numa nica turma. Esta taxa est em linha com o nvel

    de insucesso verificado na maioria das disciplinas de cada turma.

    Quanto ao 6. ano conclumos que a taxa de insucesso de 7,6% inclui 2 turmas com

    0% de insucesso e as restantes com taxas que variam entre os 4% e 19%. Esta

    variao prende-se com alguns dos aspetos j referidos anteriormente, mas tambm

    com problemas especficos de cada uma das turmas. O 6. C destaca-se com uma

    taxa de insucesso de 19,1% dado que os alunos que apresentaram insucesso todos

    foram alvo de planos de trabalho e de medidas de recuperao e integrao que no

    cumpriram. Tambm nestas turmas, 6.C, D, E, F e G, as taxas de insucesso em

  • Educao Visual esto abaixo e algumas em linha com as taxas de insucesso das

    restantes disciplinas de cada turma.

    No foi feita qualquer referncia s metas uma vez que, com a diviso da disciplina de

    Educao Visual e Tecnolgica em duas autnomas, EV e ET, no estavam previstas

    no Projeto Educativo metas para as novas disciplinas.

    3.9.5.2 Grupo Disciplinar de Educao Tecnolgica (2. Ciclo)

    Os professores que lecionaram a disciplina de Educao Tecnolgica reuniram para

    apreciar os resultados obtidos no 3. momento de avaliao sumativa e concluram o

    seguinte:

    Tal como se afirmou no final do 2. momento de avaliao, os resultados finais de

    avaliao mostram-nos que, relativamente ao 5. ano houve, a partir do 1. perodo

    uma melhoria traduzida na alterao de 8 nveis inferiores a 3 para 4 nveis inferiores a

    3. A taxa de insucesso que no 1. momento de avaliao era de 6,7% baixou para

    3,3% e manteve-se assim at ao final do ano. Na perspetiva dos professores esta

    alterao deve-se a uma melhor integrao os alunos na nova escola, associada a

    uma melhoria na compreenso dos contedos desenvolvidos e do trabalho que foi

    sendo solicitado. A introduo de trabalho prtico, exigindo da parte dos professores

    um esforo muito grande para que possam ser apoiados todos os alunos, contribuiu

    em parte para a melhoria verificada. Reafirma-se que, a abordagem das novas metas

    de aprendizagem com apenas um professor, associada grande falta de autonomia

    por parte de muitos alunos, dificulta bastante a implementao das abordagens de

    carcter prtico.

    Os 3/4 nveis dois atribudos a alunos de quatro turmas do 6. ano, A,B,C e G deveu-

    se principalmente a problemas relacionados com assiduidade, falta de concentrao,

    empenho, participao e por vezes recusa em realizar os trabalhos propostos.

    No decorrer do 2. perodo, verificou-se uma ligeira melhoria em 5 das 7 turmas. Ainda

    assim, 14 alunos obtiveram nvel inferior a 3, o que se traduziu numa percentagem de

    11,1% de insucesso. Os nveis 2 atribudos continuaram a dever-se maioritariamente

    aos mesmos fatores enunciados no 1. perodo, ou seja, problemas relacionados com

    assiduidade, falta de concentrao, empenho, participao e por vezes recusa em

    realizar os trabalhos propostos. As situaes de indisciplina e por vezes recusa em

    participar nas atividades da aula foram-se agravando, o que contribui decisivamente

    para prejudicar o aproveitamento destes alunos e das turmas onde estavam inseridos.

    Este tipo de situaes provocou um grande desgaste nos professores. Os conselhos

  • de turma refletiram bastante sobre elas e adotaram estratgias que no obtiveram os

    resultados pretendidos. Por outro lado, alguns destes alunos repetentes mudaram de

    turma do 1. para o 2. perodo e, nas turmas onde forma integrados, os problemas

    comportamentais mantiveram-se com os correspondentes prejuzos para os restantes

    alunos dessas turmas, o que levou os conselhos de turma a proporem o regresso dos

    alunos s turmas de origem.

    No decorrer do 3. perodo o nvel de insucesso manteve-se nos 3,3% nas turmas de

    5. ano e reduziu-se de 11,1% para 6,9% nos sextos anos. Esta reduo teve como

    principais causas, a modificao de comportamentos e atitudes por parte de alunos e

    uma maior interveno por parte de alguns encarregados de educao.

    Os resultados finais obtidos pelos alunos e a qualidade das aprendizagens, atestam

    bem a eficcia do trabalho desenvolvido. No que diz respeito ao ambiente em que

    decorreram as aulas e apesar das estratgias que foram sendo adotadas, o resultado

    final ficou aqum do esperado. Houve turmas do 6. ano que integraram alunos mais

    difceis em que o ritmo das aulas foi claramente inferior ao das restantes. Os

    resultados de aprendizagem foram, perodo aps perodo, devidamente analisados e

    simultaneamente adotadas novas estratgias, como por exemplo a introduo de uma

    pergunta para todos os alunos no final de cada aula. Este facto fez com que alguns

    problemas relacionados com falta de concentrao fossem minorados. Tratando-se de

    uma nova disciplina com metas de aprendizagem muito bem estruturadas, o grupo

    ponderou a adoo de manual e selecionou um que facilitar o trabalho de alunos e

    professores e ao mesmo tempo ajuda a rentabilizar o tempo disponvel.

    Estatstica 3. perodo 5. e 6. ano

    Disciplina Escola Turma A Turma B Turma C Turma D Turma E Turma F Turma

    G

    Educao Tecnolgica 5.

    ano 3,3% 0,0% 0,0% 0,0% 5,0% 0,0% 14,3% ------

    Educao Tecnolgica 6.

    ano 6,9% 5,9% 0,0% 19,1% 0,0% 8,7% 0,0% 15,0%

    No foi feita qualquer referncia s metas uma vez que, com a diviso da disciplina de

    Educao Visual e Tecnolgica em duas autnomas, EV e ET, no estavam previstas

    no Projeto Educativo metas para as novas disciplinas.

  • 3.9.5.3 Grupo Disciplinar de Educao Visual(3. Ciclo)

    A taxa mdia de insucesso na disciplina diminuiu ao longo do ano letivo

    7 ano - Escola B. Castelo

    1 P 2 P 3 P

    Educao Visual 10,4% 8,5% 3,0 %

    8 ano - Escola B. astelo

    Aps uma observao mais cuidada ao nvel estatstico dos dados que representam

    os resultados verificados no terceiro perodo do 7 ano e 8 ano, verificamos que

    apesar de ter aumentado o sucesso ao longo dos trs perodo. Estatisticamente, o

    insucesso obtido na disciplina de Educao Visual do 7ano, neste ano letivo, de 3,0

    % e no 8 ano de 2,6%. Considera-se que, esta percentagem representa que em

    164 alunos do 7ano cinco no obtiveram sucesso, no que diz respeito ao 8 ano em

    78 alunos dois no obtiveram sucesso. Estes valores so pouco significativos quando

    comparados com o nmero de turmas de 7ano (7 turmas) e de 8 ano (5 turmas) da

    Escola.

    Relativamente ao 7 ano, a disciplina registou sucesso acima da meta de 3,3 pontos

    percentuais.

    Relativamente ao 8 ano, a disciplina registou sucesso acima da meta de 0,8 pontos

    percentuais.

    Os alunos que apresentam nveis inferiores a trs, na disciplina de Educao Visual,

    demonstraram semelhantes dificuldades noutras reas curriculares.

    3.9.5.4 Grupo Disciplinar de Educao Tecnolgica (3. Ciclo)

    Com base nos dados estatsticos relativos aos Resultados de Educao Tecnolgica,

    o grupo procedeu anlise e reflexo destes, no que diz respeito ao 7 e 8 Ano.

    1 P 2 P 3 P

    Educao Visual

    8.4% 3.7% 2,6%

  • Apresentamos a nossa anlise e reflexo dos resultados e procuramos fazer uma

    reflexo crtica que permita compreender os seguintes aspectos:

    Resultados negativos;

    Grandes diferenas entre resultados nas vrias disciplinas afins da mesma

    turma;

    Grandes diferenas relativamente aos resultados obtidos em anos anteriores.

    7Ano - Anlise e Reflexo

    No stimo ano, o valor global de insucesso registado, na disciplina de ET, foi de

    3,05%, que consideramos ser uma percentagem bastante satisfatria para este nvel

    de ensino.

    Em todas as turmas o insucesso foi de 0%, exceo do 7 A que foi de 14,29% e do

    7 PCA que foi de 10,53%. No 7 A, o insucesso apresentado deve-se ao desinteresse

    manifestado pelos alunos que praticamente deixaram de comparecer nas aulas. No 7

    PCA deveu-se ao abandono das atividades letivas, por parte de uma aluna e falta de

    empenho por parte de outro aluno, que se recusou a participar nas atividades letivas.

    Da anlise do 7 ano podemos concluir que o insucesso verificado ficou abaixo da

    mdia apenas nas duas turmas acima mencionadas o que se deveu s

    especificidades anteriormente referidas.

    Verificam-se algumas discrepncias entre os resultados nas vrias disciplinas afins da

    mesma turma, que esto relacionadas com as caractersticas dos alunos e da prpria

    disciplina.

    8Ano - Anlise e Reflexo

    No oitavo ano, o valor global de insucesso registado, na disciplina de ET, foi de 0,%,

    que consideramos ser uma ptima percentagem para este nvel de ensino.

    No se verificam quaisquer diferenas na mesma disciplina nas vrias turmas do

    mesmo ano, pois qualquer delas apresenta 0%.

    Comparando os resultados obtidos com os anos anteriores, pode concluir-se que o

    insucesso tem vindo a baixar significativamente.

  • Verificam-se algumas discrepncias entre os resultados nas vrias disciplinas afins da

    mesma turma, que esto relacionadas com as caractersticas dos alunos e da prpria

    disciplina.

    3.9.5.5 Grupo Disciplinar de Educao Musical

    O grupo de Educao Musical avaliou positivamente os resultados do terceiro

    momento de avaliao de Educao Musical no quinto e sexto Ano. A anlise dos

    resultados confirma a manuteno das taxas percentuais de sucesso com ndices

    satisfatrios.

    Em especial no sexto Ano, onde se verificaram percentagens maiores de insucesso,

    houve uma reduo substancial dos resultados insatisfatrios quando comparados

    com o perodo anterior.

    No prximo ano letivo, os professores do grupo pretendem continuar a implementar as

    estratgias de recuperao utilizadas nos casos de alunos com nvel negativo na

    disciplina de Educao Musical.

    3.9.5.6 Grupo Disciplinar de Educao Fsica (2. e 3. Ciclos)

    Iremos analisar, neste documento, os resultados obtidos neste 3 perodo, na

    disciplina de Educao Fsica, segundo os dados fornecidos pelo N.A.I e aps reflexo

    em reunio de Grupo Disciplinar (Departamento de Educao Fsica do Agrupamento),

    no dia 22 de Julho de 2013.

    5 e 6 Anos

    Verificou-se no final do 1 Perodo uma taxa de insucesso de 2,5% para o 5 ano que

    evoluiu positivamente at ao final do ano letivo para 0%.

    No 6 ano, a taxa de insucesso evoluiu de 11,4 % no 1 Perodo para 2,8 % no final do

    ano letivo.

    Dos resultados verificados pode-se depreender que as estratgias utilizadas ao longo

    do ano, surtiram em grande parte efeito. Os alunos foram tambm crescendo e

    melhorando no s a sua prestao motora como tambm a preocupao em obter

    sucesso no seu desempenho.

  • No 5 ano observou-se ainda uma melhoria no sentido de responsabilidade dos

    alunos, a par de um aumento da sua maturidade.

    Sucesso Meta Diferena

    5ANO 100% 97% +3%

    6ANO 97,2% 98,6% -1,4%

    7 Ano

    No final do 1 Perodo, a taxa de insucesso evoluiu de 5,52% para 1,83%. Este ltimo

    valor refere-se exclusivamente a uma das turmas de tipologia Fnix e outra de

    Projeto Currculo Alternativo (PCA).

    Como foi mencionado em relatrios anteriores tratou-se de alunos com graves

    problemas scio econmicos, muitos oriundos de famlias desestruturadas, com dfice

    de ateno/concentrao e com pouca apetncia para as atividades escolares. As

    estratgias utilizadas pelos docentes de E.F. passaram por variar o leque de

    atividades desenvolvidas nas aulas como forma de motivao dos alunos.

    8Ano

    A percentagem de insucesso evoluiu positivamente de 2,06% no final do primeiro

    perodo para 1,08% no final do ano letivo. Este ltimo valor relativo a uma nica

    turma, Percurso Curricular Alternativo (PCA), que apresentou apenas um nvel inferior

    a trs. Esta evoluo verificou-se por os alunos terem modificado a sua atitude face s

    atividades escolares, tendo-se tornado mais participativos, empenhados e

    cooperantes.

    Sucesso Meta Diferena

    7 ANO 97%

    93,7 + 3,3%

    8 ANO 98,9%

    99,1% - 0,2%

    3.9.5.7 Grupo de Educao Especial

    Analisando os resultados escolares dos alunos com NEE, verifica-se o seguinte:

    No conjunto de alunos com NEE, excluindo os que beneficiam de Currculo

    Especfico Individual, a taxa de insucesso foi de 22,2%, ou seja em 81 alunos,

    ficaram retidos 18.

  • Existe um desajuste entre o ano de matrcula e as competncias de alguns

    alunos. O nvel de exigncia para estes alunos aumentou em relao aos anos

    anteriores. Antes no havia preocupao em respeitar o currculo previsto para

    cada ano de escolaridade.

    Os resultados positivos obtidos na realizao das provas ao nvel da escola

    indicam que estas foram corretamente ajustadas capacidade de realizao

    destes alunos.

    Os alunos com NEE tm dificuldade em acompanhar o novo programa de

    Matemtica porque apela mais ao raciocnio e ao clculo mental (1 ciclo).

    Alguns alunos necessitavam de apoio individualizado e de mais tempo para

    conseguirem aproximar-se do currculo comum

    Os professores de Educao Especial apoiam demasiados alunos.

    Os alunos com problemas emocionais ou de comportamento apresentam maior

    insucesso. Mostram-se desmotivados e desestabilizadores, e oferecem

    resistncia s tarefas escolares, no as cumprindo.

    Os alunos com maior insucesso so tambm pouco assduos aos apoios (2 e

    3 Ciclos).

    Estratgias adotar:

    Mobilizao as medidas educativas previstas nos PEI

    Diversificao os instrumentos de avaliao

    Adoo de prticas efetivas de orientao do estudo (Guies de estudo, fichas

    de preparao para os testes)

    Fornecimento de snteses dos contedos abordados

    Maior colaborao entre os titulares de turma e os docentes de educao

    especial, sobretudo no segundo e terceiro ciclos. necessrio um contato

    muito mais regular para se ajustar a interveno. Por vezes os contactos

    limitam-se aos conselhos de turma, o que no eficaz.

    Promoo de programas de envolvimento parental que ajudem os pais a

    tornarem-se colaboradores efetivos na aprendizagem dos seus educandos.

    Proporcionar ofertas educativas mais ajustadas aos interesses e s

    capacidades de realizao dos alunos: abordagens promotoras do sucesso

    que reformulem o seu autoconceito escolar e a sua auto estima.

    Criar turmas de Cursos Vocacionais em todos os ciclos que integrem alunos

    cujo perfil de funcionalidade se adeque mais a esta resposta;

    Criar turmas de CEF no 3 Ciclo;

  • Solicitar reforo de docentes de educao especial.

    Mais horas de apoio de tcnicos (Psicologia e Terapia da Fala)