Resumo de Histo

  • Published on
    27-Nov-2015

  • View
    141

  • Download
    1

Embed Size (px)

Transcript

<ul><li><p>Universidade Federal de Pelotas Histologia Bucal e Embriologia </p><p>Prova 2 </p><p>Terica - Amelognese - Periodonto </p><p>- Erupo e reabsoro dentria - Glndulas Salivares </p><p>- Mucosas e Aparelho Gustativo </p><p>Jlia Freire Danigno Janeiro de 2014 </p></li><li><p>Amelognese </p><p>Inicia na fase de coroa; DESENVOLVIMENTO </p><p>Clulas epiteliais da ECTODERME - </p><p>Clulas do epitlio INTERNO do rgo do esmalte - </p><p>PR-AMELOBLASTOS - </p><p>AMELOBLASTOS, quando ocorre a primeira deposio de dentina - </p><p>Secreo s ocorre na fase de COROA </p><p>FASES DO DESENVOLVIMENTO Morfogentica epitlio interno para de se dividir e determina a forma da coroa. Diferenciao Com a inverso de polaridades, as clulas do epitlio interno se tornam pr-ameloblastos. Nasce o estrato intermedirio lado proximal Papila lado do Golgi Diferenciao ocorre at virarem ameloblastos secretores. Secretora Marca o incio da amelognese propriamente dita. Ocorre deposio de uma camada de esmalte com cristais de minerais, ento os ameloblastos desenvolviem o proc. de Tomes, que comandam a direo e forma uma esmalte prismtico cristais em prismas. Estrato intermedirio leva a ao da enzima fosfatase alcalina que ocorre apoptose do rgo do esmalte. Termina essa fase SEM o processo de Tomes. Maturao Degrada a matriz, ameloblastos so cilndricos, baixos, lisos ou com borda franjada. na fase pr-eruptiva, pois na cav. Oral o esmalte sofre maturao. Protetora Epitllio reduzido recobre o esmalte maduro at a erupo do dente. So lisos e cbicos. </p></li><li><p>MATRIZ DO ESMALTE Originadas do ectoderme; 3 grupos de protenas AMELOGENINAS, NO-AMELOGENINAS, GLICOPROTENAS SULFATADAS Como lembrar: Almocei, no almocei, gordei, sofri. 15% - esmalte jovem 97% - s ocorre por deposio de cristais de hidroxiapatita, inicia-se na dentina do manto em forma de fita. JUNO AMELODENTINRIA </p><p> Juno entre o esmalte e a dentina; Superfcie ondulada; Concavidade das matrizes; Podem ter tufos, lamelas, fusos. </p><p> ESTRUTURAS DO ESMALTE </p><p> Linhas incrementais formadas pelas mudanas de direo dos ameloblastos, ocorrem desde a JAD at a superfcie externa do esmalte. Linhas de crescimento aposicional do esmalte </p><p> Esmalte nodoso (A) cruzamento de prismas, normalmente ocorre no vrtice das cspides, vai da JAD at a cspide. </p></li><li><p>Tufos (3) Hipomineralizao do esmalte, vai at 1/3 do esmalte, tem TUMEFINA. Lamelas (2) Tambm hipomineralizao do esmalte, s que vai da LAD at a superfcie externa. No s 1/3, pega tudinho!! </p><p> Fusos (setas) Continuao dos prolongamentos dos tbulos dentinrios. L no inicio a amelognese ele ficou ali porque o esmalte se mineralizou entre esses prolongamentos. </p></li><li><p>Questionrio Amelognese </p><p>1) O esmalte provem de clulas epiteliais, que depois viram epitlio _____________ do rgo do esmalte e se diferenciam em ____________________. 2) Quando os pr-ameloblastos viram ameloblastos? 3) Em que fase da odontognese ocorre secreo de esmalte? 4) Quais e quantas so as fases de desenvolvimento do esmalte? 5) O que ocorre na fase morfogentica? 6) O que ocorre na fase de diferenciao? 7) O que ocorre na fase de secreo? 8) Qual fase da amelognese marca o inicio da amelognese propriamente dita? 9) Como so os ameloblastos nas fases de maturao e protetora? 10) O que ocorre na fase protetora? 11) O que ocorre na fase de maturao? 12) Quais os 3 grupos de protena da matriz do esmalte? 13) O que a juno amelodentinria? 14) Quais as estruturas que compe o esmalte? 15) O que so linhas incrementais? 16) O que o esmalte nodoso? 17) Qual a diferena de tufos e lamelas? O que so? 18) O que so fusos? </p></li><li><p>Gabarito Amelognese </p><p>1) O esmalte provem de clulas epiteliais, que depois viram epitlio INTERNO do rgo do esmalte e se diferenciam em PR-AMELOBLASTOS. 2) Quando os pr-ameloblastos viram ameloblastos? Quando ocorre a primeira deposio de dentina. 3) Em que fase da odontognese ocorre secreo de esmalte? Coroa. 4) Quais e quantas so as fases de desenvolvimento do esmalte? Morfogentica, Maturao, Diferenciao, Protetora e Secretora. So 5. 5) O que ocorre na fase morfogentica? As celulas do epitlio interno param de se dividir. 6) O que ocorre na fase de diferenciao? Ocorre inverso de polos, golgi fica pro lado da papila, epitelio interno no lado proximal. Ocorre diferenciao do epitelio interno em pre-ameloblastos 7) O que ocorre na fase de secreo? Processo de tomes, faz determinar o formato do esmalte, forma esmalte prismtico, em prismas. Ocorre apoptose do orgo do esmalte pela enzima fosfatase alcalina. 8) Qual fase da amelognese marca o inicio da amelognese propriamente dita? Secretora. 9) Como so os ameloblastos nas fases de maturao e protetora? Na de maturao so cilndricos, baixos, lisos ou franjados, ja na protetora so cbicos e com escova. 10) O que ocorre na fase protetora? Epitlio reduzido recobre o dente at a erupo. 11) O que ocorre na fase de maturao? Esmalte sofre maturao e a matriz degradada. 12) Quais os 3 grupos de protena da matriz do esmalte? Amelogeninas, No-amelogeninas, Glicoprotenas Sulfatadas 13) O que a juno amelodentinria? a juno entre esmalte e dentina, concavidade das matrizes. 14) Quais as estruturas que compe o esmalte? Tufos, lamelas, fusos. 15) O que so linhas incrementais? quando os ameloblastos mudaram de lado. 16) O que o esmalte nodoso? quando h intercruzamento de prismas. 17) Qual a diferena de tufos e lamelas? O que so? Tufos s vo da JAD at 1/3 e lamela vai at a superficie externa. So lugares de hipomineralizao do esmalte. 18) O que so fusos? So prolongamentos dos tubulos dentinrios que ficaram ali pq o esmalte mineralizou entre eles. </p></li><li><p>Periodonto </p><p>Conjunto de estruturas que sutentam os dentes e os ossos (maxila e mandbula). Podem ser de 2 tipos (idem anatomia). Periodonto de proteo Gengiva Recobre a crista do processo alveolar e junta o epitlio oral ao colo do dente, pelo EPITLIO JUNCIONAL. Periodonto de insero Cemento, ligamento periodontal e osso alveolar Realiza o grudamento do dente no alvolo. CEMENTOGNESE Formao junto com o periodonto, PQ OS TRS NASCEM JUNTOS. Comea com a formao da raiz. Local de insero das fibras do ligamento periodontal na raiz do dente. DESENVOLVIMENTO DO CEMENTO </p><p>Clulas do ECTOMESNQUIMA - </p><p>Cementoblastos ou fibroblastos - </p><p>Secretam matriz organica do cemento (rico em fibras colgenas) - </p><p>Cementcitos ficam presos na matriz, por causa do fosfato de clcio </p><p>CEMENTO PRIMRIO (ACELULAR) FIBRAS EXTRNSICAS No ficam mergulhados na matriz mineralizada. Ocorre da margem cervical at 2/3 da raiz. Pode ser o nico cemento nos dentes que tem s uma raiz. </p><p>CEMENTO SECUNDRIO (CELULAR) FIBRAS INTRNSICAS depoistado na dentina ainda no mineralizada, proximo raiz. Ocorre no 1/3 do pice e em regies inter-radiculares de dentes com mais de uma raiz. Cheia daqueles monstrinhos, cementcitos. </p></li><li><p>LIGAMENTO PERIODONTAL Tecido conjuntivo frouxo, com feixes de fibra colgena inseridos no osso alveolar e cemento. Amortecem as foras mastigatrias. Vai diminuindo quando fica velho. DESENVOLVIMENTO DO LIGAMENTO PERIODONTAL Quando as clulas do ectomesenquia se diferenciam em cementoblastos e fibroblastos, os fibroblastos se diferenciam em cemento acelular e ligamento periodontal. Apenas aps a erupo que ocorre o completo desenvolvimento do LPD. COMPOSIO DO LPD </p><p> Fibroblastos; Clulas indiferenciadas; Restos de Malassez; Cementoblastos e cementoclastos; Osteoblastos e osteclastos; Fibras colgenas; Fibras de Sharpay; </p><p>METABOLISMO, INERVAO E VASCULARIZAO DO LPD Tem alto metabolismo e rpida renovao; As fibras nervosas e os vasos penetram no pice e tambm lateralmente; Tem vasos e capilares; Os ramos do nervo tem fibras AMIELINICAS (GRANDES) e MIELNICAS (PEQUENA) OSSO ALVEOLAR o osso que tem os alveolos dentrios; Tem o local de insero das fibras colgenas EXTRINSICAS (de Sharpay); DESENVOLVIMENTO DO OSSO ALVEOLAR Ossificao INTRAMEMBRANOSA - Na fase de CAPUZ nascem as trabculas sseas - Na fase de CAMPNULA se forma uma cripta ssea, que rodeia todo o dente - Na fase de COROA, tem reabsoro do teto da cripta; </p></li><li><p>Questionrio Periodonto </p><p>1) O que o periodonto? 2) Quais os tipos de periodonto? 3) O que compe e qual a funo do periodonto de insero? 4) O que compe e qual a funo do periodonto de proteo? 5) O que o cemento e quando formado? 6) A cementogenese por clulas do __________________, que se diferenciam em __________________ e ____________________. 7) Porque os cementcitos ficam presso na matriz? 8) O que o cemento primrio? Quais suas fibras? 9) O que o cemento secundrio? Quais as fibras? 10) O que constitui o LPD? 11) Como ocorre o desenvolvimento do LPD? 12) O que constitui o osso alveolar? 13) O osso alveolar vem de ossificao ______________________. 14) Relacione: </p><p>a) Fase de Capuz ( ) tem reabsoro do teto da cripta b) Fase de Campnula ( ) se forma uma cripta ossea c) Fase de Coroa ( ) nascem trabculas sseas </p></li><li><p>Gabarito Periodonto </p><p>1) O que o periodonto? Conjunto de estruturas que sustentam os dentes e os ossos. 2) Quais os tipos de periodonto? De insero e de proteo 3) O que compe e qual a funo do periodonto de insero? Cemento, LPD, osso alveolar. Realiza o grudamento do osso no alvolo. 4) O que compe e qual a funo do periodonto de proteo? Gengiva, junta o epitlio oral ao colo do dente. 5) O que o cemento e quando formado? Local de insero das fibras do LPD, ocorre na fase de Raiz, e os 3 nascem juntos (LPD, osso alveolar e cemento) 6) A cementogenese por clulas do ectomesenquima, que se diferenciam em fibroblastos e cementoblastos. 7) Porque os cementcitos ficam presso na matriz? Por causa do fosfato de calcio. 8) O que o cemento primrio? Quais suas fibras? o primeiro cemento formado. Recobre 2/3 da raiz. PODE SER O NICO CEMENTO DOS DENTES COM S UMA RAIZ. Fibras extrinsicas. 9) O que o cemento secundrio? Quais as fibras? o cemento celular. Recobre 1/3 da raiz. Rico em cementcitos. Fibras intrinsicas. Recobre 1 tero da raiz. 10) O que constitui o LPD? Tecido conjuntivo frouxo, com feixes de fibra colgena inseridos no osso alveolar e cemento. 11) Como ocorre o desenvolvimento do LPD? As clulas do ectomesenquima se diferenciam em cementoblastos e fibroblastos, a os fibroblastos viram LPD. 12) O que constitui o osso alveolar? Local de insero das fibras extrinsicas (DE SHARPAY) 13) O osso alveolar vem de ossificao intramembranosa. 14) Relacione: </p><p>a) Fase de Capuz (c) tem reabsoro do teto da cripta b) Fase de Campnula (b) se forma uma cripta ossea c) Fase de Coroa (a) nascem trabculas sseas </p></li><li><p>Erupo e Reabsoro Dentria </p><p>ERUPO Processo pelo qual o dente sai da cripta e vai at alcanar o oclusal funcional. FASES DA ERUPO Pr-eruptiva Movimento em torno do seu prprio eixo. Uma parte fica presa e a outra cresce. Por atuao de OSTEOCLASTOS, tem-se uma leve reabsoro da cripta ssea. DESCDUOS - no incio tem bastante espao, depois vai crescendo. PERMANENTES incisivos e caninos movimentam-se lingualmente, podendo ocupar a mesma cripta. Pr-molares posicionam-se entre as razes dos decduos. Intra-ssea Deslocamento da posio inicial at a penetrao na mucosa oral. Folculo se adere ao epitlio externo. Ocorre reabsoro da cripta na metade oclusal. Penetrao na mucosa a passagem do dente pela via eruptiva at o epitlio oral. Aumenta a velocidade de erupo. Epitlio do rgo do esmalte secreta protena e funde-se com o epitlio oral, estabelecendo um canal epitelial, que no deixa a lamina propria ficar exposta. Prurido (coceirinha) ocorre quando o dente t passando e aperta alguns vasos, ocorre um pouco antes do dente na cav oral. Febre graas ao epitlio reduzido do rgo do esmalte que secreta protenas (IgE) que d hipersensibilidade. Pr-oclusal Penetrao na cavidade oral at alcanar o plano oclusal. Fatores que interferem foras dos msculos, hbitos e crescimento do crnio. Ps-oclusal Processo lento que continua por toda vida. Estruturas de suporte se modificam at o momento que o dente chega no ponto final. Processo alveolar fica mais espesso, as fibras do LPD terminam a formao e o cemento tambm. TEORIAS DA ERUPO Crescimento da raiz Formao do ligamento periodontal Remodelao do osso da cripta </p></li><li><p> FATORES DE REABORO DENTRIA Erupo do permanente; Ao de odontoclastos reabsoro tambm da dentina. CORRELAES CLNICAS Se tu extrai um dente de leite antes do tempo, acelera a erupo do permanente se a raiz dele tiver desenvolvida e retarda se no. A ausncia do antagonista (o que faz a ocluso com o outro) ocasiona expulso dos dentes anteriores. No ocorre nos anteriores, nem em mordida aberta. A perda de dente precoce quando ocorre doze ou mais meses antes da erupo do dente permanente. </p></li><li><p>Questionrio Erupo e Reabsoro Dentria </p><p>1) Em que consiste a erupo? 2) Quantas e quais so as fases da erupo? 3) O que a fase de pr-erupo? Diferencie entre os dentes descduos e permanentes. 4) O que a fase intra-ssea? 5) O que a fase de penetrao da mucosa? O que ocorre nessa fase? 6) Por em algumas crianas o purido? Em que fase isso ocorre? 7) Por que algumas crianas tem febre por causa dos dentes? Em que fase isso ocorre? 8) O que ocorre na fase pr-oclusal? 9) Quais os fatores que levam ocluso? 10) O que ocorre na fase ps-oclusal? Como ficam os periodontos de insero? 11) Quais as possveis teorias para erupo dentria? 12) Quais os fatores que levam a reabsoro dentria? 13) O que ocorre se extrair um dente de leite antes do tempo? 14) O que acontece quando h ausncia do dente antagonista? 15) Quando uma erupo considerada precoce? </p></li><li><p>Gabarito Erupo e Reabsoro Dentria </p><p>1) Em que consiste a erupo? quando o dente sai da cripta e vai at o local oclusal. 2) Quantas e quais so as fases da erupo? So 5, pr-erupo, intra ossea, pr-ocluso, ps oclusal, penetrao na mucosa. 3) O que a fase de pr-erupo? Diferencie entre os dentes descduos e permanentes. o movimento do dente em torno do seu prprio eixo, uma parte fica presa e a otra vai crescendo, por ao dos osteoclastos ocorre uma leve absoro da cripta ssea. Os decduos normalmente tem mto espao, depois vai crescendo. Os permanentes anteriores podem at ocupar a mesma cripta, j os molares e pr-molares ficam entre as razes dos outros. 4) O que a fase intra-ssea? Deslocamento at a penetrao na mucosa, foliculo se adere ao epitlio. 5) O que a fase de penetrao da mucosa? O que ocorre nessa fase? A passagem do dente at o epitlio oral, faz um caminho tambm. 6) Por em algumas crianas o purido? Em que fase isso ocorre? Porque o dente passa a pressionar alguns vasos sanguineos, na fase de penetraao na mucosa 7) Por que algumas crianas tem febre por causa dos dentes? Em que fase isso ocorre? O epitlio reduzido do rgo do esmalte secretam protenas que levam hipersensibilidade. 8) O que ocorre na fase pr-oclusal? Penetrao na cavidade oral at o coiso de ocluso. 9) Quais os fatores que levam ocluso? Crescimento da cabea, movimento dos msculos, hbitos alimentares. 10) O que ocorre na fase ps-oclusal? Como ficam os periodontos de insero? S vai maturando, processo alveolar fica mais espsso, cemento e...</p></li></ul>