of 13/13
Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia Página 1 de 13 Sistema nervoso Introdução O sistema nervoso é um grupo de tecidos compostos por células altamente especializadas que possuem características de excitabilidade e condutividade. Divisões do sistema nervoso Sistema nervoso central: Inclui o encéfalo e a medula espinhal localizados no crânio e no canal vertebral respectivamente. Sistema nervoso periférico: Inclui 12 pares de nervos cranianos e seus ramos e 31 pares de nervos espinhais e seus ramos. Este sistema faz a ligação entre músculos e glândulas e o sistema nervoso central. As fibras nervosas periféricas distribuídas aos músculos lisos, músculo cardíaco e glândulas (efetores) compõem o sistema nervoso autônomo.

Sistema nervoso - Raphael Varialraphaelvarial.weebly.com/uploads/5/2/8/1/5281369/sistema_nervoso.pdf · Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana – Sistema Nervoso - Professor Raphael

  • View
    229

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Sistema nervoso - Raphael...

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 1 de 13

    Sistema nervoso

    Introduo

    O sistema nervoso um grupo de tecidos compostos por clulas altamente

    especializadas que possuem caractersticas de excitabilidade e condutividade.

    Divises do sistema nervoso

    Sistema nervoso central: Inclui o encfalo e a medula espinhal localizados no crnio e no canal vertebral respectivamente.

    Sistema nervoso perifrico: Inclui 12 pares de nervos cranianos e seus ramos e 31 pares de nervos espinhais e seus ramos. Este sistema faz a ligao entre

    msculos e glndulas e o sistema nervoso central.

    As fibras nervosas perifricas distribudas aos msculos lisos, msculo cardaco

    e glndulas (efetores) compem o sistema nervoso autnomo.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 2 de 13

    Tipos de clulas nervosas

    O sistema nervoso composto de um tecido especial que contm 2 tipos de

    clulas: Os Neurnios elementos ativos da conduo e a Neurglia os elementos de

    suporte.

    Os Neurnios

    O neurnio ou clula nervosa a unidade bsica do sistema nervoso

    responsvel por conduzir o impulso eltrico de uma parte do corpo a outra e consiste em

    um Corpo, com apenas 1 ncleo e processos que transmitem impulsos para o corpo e

    dele recebem.

    Existem 2 tipos de processos: Os Dendritos e os Axnios. Os Axnios levam o

    impulso para longe do corpo celular enquanto que os Dendritos levam o impulso na

    direo do corpo celular.

    A fibra nervosa

    Fibra nervosa qualquer processo neuronal como o axnio ou o dendrito.

    Todas as fibras do sistema nervoso perifrico possuem um envoltrio composto

    por clulas denominadas Clulas de schwann.

    Fibras menores possuem um envoltrio fino (neurilema), j em fibras com maior

    dimetro este envoltrio espesso formando uma bainha chamada Bainha de mielina.

    A mielina recobre a fibra nervosa inteira exceto nas terminaes e nas

    constries peridicas chamadas Nodos de Ranvier.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 3 de 13

    As fibras envoltas por bainha de mielina so denominadas Fibras mielnicas,

    enquanto que as que no so envoltas por esta bainha so denominadas Fibras

    Amielnicas.

    No sistema nervoso central, onde no h as clulas de Schwann, a bainha de

    mielina formada pelas clulas acessrias chamadas Oligodendrglias.

    Funo da bainha de mielina

    A mielina composta 80% de lipdios, sendo um eficiente isolante evitando a

    disperso dos impulsos eltricos. Tambm aumenta a velocidade de transmisso dos

    impulsos ao longo da fibra nervosa em um tipo de conduo chamada Conduo

    saltatria.

    Classificao dos neurnios quanto a sua funo

    Sensitivos (aferentes): So neurnios que trazem impulsos da pele ou outros rgos sensoriais para o sistema nervoso central.

    Motores (eferentes): So neurnios que levam impulsos do sistema nervoso central para os msculos e glndulas.

    Interneurnios: So neurnios que se situam inteiramente dentro do sistema nervoso central. Recebem impulsos dos neurnios sensitivos e se comunicam

    entre si ou com neurnios motores.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 4 de 13

    Clulas acessrias

    So os elementos no nervosos do sistema nervoso e consistem de vasos

    sanguneos, tecido conjuntivo, clulas de sustentao (neurglia), clulas de schwann,

    oligodendrglia, astrcitos, micrglia e clulas ependimrias.

    Astrcitos: So assim chamados por possurem forma de estrela e fazem o controle do transporte de substncias entre a corrente sangunea e os neurnios.

    Micrglia: So clulas que tem a funo de clulas fagocitrias. A fagocitose o processo no qual a membrana de uma clula envolve uma partcula livre que

    pode ser uma fonte de nutrio ou um agente nocivo.

    Clulas ependimrias: So clulas que revestem os ventrculos (cavidades) do encfalo e o canal central da medula espinhal.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 5 de 13

    Transmisso sinptica

    Os sinais so levados de um neurnio ao outro em junes especializadas

    denominadas Sinapses. Esta transmisso mais freqente do axnio de um neurnio

    aos dendritos de outro, mas tambm ocorrem outros tipos de sinapses.

    Os axnios possuem vrias ramificaes cada uma delas terminando em uma

    expanso denominada boto sinptico.

    Receptores sensoriais

    Um receptor uma terminao perifrica de um neurnio sensorial, ou uma

    estrutura ou rgo inervado por um neurnio sensorial que sensvel a um determinado

    estmulo.

    H 2 tipos de receptores: Receptores para sentidos gerais, distribudos pelo

    corpo (dor, frio calor, tato, presso e sentido cinestsico), e receptores especiais na

    cabea (viso, audio, olfato, gosto e equilbrio).

    O Encfalo: Divises e subdivises

    Existem 3 reas que surgem durante o desenvolvimento embrionrio:

    1. Encfalo anterior (Prosencfalo)

    2. Encfalo mdio (Mesencfalo)

    3. Encfalo posterior (Rombencfalo)

    O Encfalo: Divises e subdivises

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 6 de 13

    O Crebro (telencfalo)

    O Crebro a poro mais larga do encfalo e representa 7/8 do seu peso total.

    Os centros nervosos que governam as atividades sensitivas e motoras e as reas

    que determinam a razo, a memria e a inteligncia esto localizadas no crebro.

    Durante o desenvolvimento embrionrio do crebro, a substncia cinzenta

    cortical se expande desproporcionalmente a substncia branca. Como resultado a

    superfcie enrola-se e dobra-se sobre si mesma formando os giros.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 7 de 13

    O Diencfalo

    O Diencfalo composto pelo tlamo e pelo hipotlamo e encontra-se no

    encfalo anterior.

    O Tlamo uma estrutura par e consiste de grandes massas de substncia

    cinzenta. Ele o centro de ligao para todos os impulsos sensitivos.

    O Hipotlamo est relacionado ao sistema nervoso autnomo que acompanham

    a expresso emocional e de comportamento. Alm disso, ele controla a gua, a

    temperatura do corpo e as atividades alimentares. Tambm produz hormnios que

    regulam funes endcrinas e mantm normal o comportamento sexual e a reproduo.

    O Mesencfalo

    O Mesencfalo encontrado entre o Prosencfalo e o Rombencfalo e est

    relacionado com os reflexos visuais e a audio.

    Ele tambm uma importante coneco motora entre os encfalos anterior e

    posterior.

    O Cerebelo

    O Cerebelo ocupa a fossa craniana posterior e est relacionado com a funo do

    movimento e equilbrio.

    Ele tambm auxilia o crtex motor dos hemisfrios cerebrais na integrao dos

    movimentos voluntrios.

    A Ponte e o Bulbo

    A ponte est localizada entre o Mesencfalo e o Bulbo.

    Sua funo ligar as vrias partes do crebro e o Bulbo com os centros corticais

    superiores.

    O Bulbo continua-se com a medula espinhal em uma extremidade e com a ponte

    na outra. Ele possui um nmero de centros reguladores e reflexos vitais, incluindo os

    que controlam o sistema circulatrio, a respirao, a deglutio, o vmito, a tosse e o

    espirro.

    As meninges

    As meninges so membranas que protegem o encfalo e a medula espinhal.

    Da parte externa para interna so elas: Dura-mter; Aracnide; Pia-mter.

    O espao entre a dura-mter e a aracnide chamado Subdural. O espao entre

    a aracnide e a pia-mter chamado Subaracnideo, que onde se encontra o Lquor.

    E o espao entre a dura-mter e o peristeo chamado Epidural ou Extra-dural.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 8 de 13

    Lquor ou lquido cerebroespinhal

    O Lquor circula dentro dos ventrculos cerebrais, no canal da medula espinhal e

    no espao subaracnideo e serve para proteger o encfalo e a medula de agresses.

    Fornece tambm um suporte flutuante, tendo em vista que um encfalo de

    aproximadamente 1500g quando flutuando neste lquido passa a pesar apenas 50g.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 9 de 13

    A medula espinhal

    A medula espinhal est localizada dentro do canal vertebral e contnua ao

    Bulbo superiormente. Ela se inicia na altura do forame magno e no seu crescimento

    embrionrio se desenvolve mais lentamente que a coluna vertebral. Como resultado, a

    medula no adulto termina na altura da 2 vrtebra lombar. Sua extremidade

    inferior denominada Cone medular. Aps o cone medular a medula se ramifica dando

    origem a Cauda Eqina.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 10 de 13

    SNP - Nervos espinhais

    Um nervo um feixe de fibras nervosas fora do encfalo ou da medula espinhal.

    31 pares de nervos espinhais se originam da medula saindo do canal vertebral atravs

    dos forames intervertebrais.

    Estes 31 pares so denominados de acordo com a regio ao qual emergem.

    Existem 8 pares de nervos cervicais, 12 torcicos, 5 lombares, 5 sacrais e 1 coccgeo.

    O conjunto de nervos denomina-se Plexo. Existem os seguintes plexos: Cervical;

    Braquial; Lombar; Sacral.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 11 de 13

    SNP- Nervos Cranianos

    Os nervos cranianos so 12 pares ligados ao encfalo simetricamente dispostos.

    Cada um deixa o crnio atravs de um forame na sua base.

    I. Nervo Olfatrio (sensitivo), funo: Olfato.

    II. Nervo ptico (sensitivo), funo: Viso.

    III. Nervo Oculomotor (motor), funo: Mov. Olhos.

    IV. Nervo Troclear (motor), funo: Mov. Olhos.

    V. Nervo Trigmeo (misto), funes: mm. da mastigao, pele da face e couro cabeludo.

    VI. Nervo Abducente (motor), funo: Mov. Olhos.

    VII. Nervo Facial (Misto), funes: mm da expresso facial e gosto.

    VIII. Nervo Vestibulococlear (sensitivo), funo: Equilbrio e audio.

    IX. Nervo Glossofarngeo (misto), funo: mm. da faringe e gosto.

    X. Nervo Vago (misto), funes: Faringe, laringe, vsceras torcicas e abdominais.

    XI. Nervo Acessrio (motor), funo: m. Trapzio, m. Esternocleido, mm. Da faringe e laringe.

    XII. Nervo Hipoglosso (motor), funo: mm. Da lngua.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 12 de 13

    Sistema Nervoso Autnomo

    As fibras nervosas perifricas eferentes distribudas musculatura lisa, msculo

    cardaco e glndulas pertencem ao SNA.

    O SNA auxilia no controle da presso arterial, na secreo gastrintestinal, na

    produo de urina, na sudorese, na temperatura corporal e vrias outras funes.

    Todas as funes do SNA relacionam-se com a manuteno da Homeostase.

    Subdivises do SNA

    S.N. Simptico ou toracolombar est relacionado com a mobilizao das

    energias do corpo (ao estimulatria), para lidar com o aumento de atividade. J o S.N.

    Parassimptico ou craniosacral conserva as energias do corpo (ao inibitria).

    Por exemplo, a ao no corao aumentada pelo estmulo simptico e diminuda pelo

    parassimptico.

  • Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Nervoso - Professor Raphael Garcia

    Pgina 13 de 13

    Referncias

    1. Jacob, Stanley W. Francone, Clarice A. Lossow, Walter J. Anatomia

    e fisiologia humana. 5 edio. So Paulo. Guanabara Koogan, 1990.

    2. Netter, Frank. Atlas de anatomia humana. 4 edio. So Paulo.

    Elsevier, 2008.