Sociedade de Socorro – Ramo Túnel Verde .Pettit, que, pôr sua vez mandou a melodia pôr entrega

Embed Size (px)

Text of Sociedade de Socorro – Ramo Túnel Verde .Pettit, que, pôr sua vez mandou a melodia pôr entrega

  • Histria dos Hinos de Sio

    Sociedade de Socorro Ramo Tnel Verde

  • ndice

    1- Faz-me andar s na luz n. 199

    2- Um pobre e aflito viajor n. 15

    3- O Senhor meu Pastor n. 37

    4- Sou um Filho de Deus n. 193

    5- Deus Senhor Eterno n. 98

    6- Embora cheios de pesar n. 78

    7- Castelo Forte n. 32

    8- Criaturas do Senhor n. 29

    9- Com Brao Forte n. 31

    10- Eu devo partilhar n. 135

    11- tarde a noite logo vem n. 96

    12- Meu Pai n. 177

    13- As Famlias Podero Ser Eternas n. 191

    14- Comigo Habita n. 97

    15- Mais Perto Quero Estar n. 62

    16- Sim, Eu Te Seguirei n. 134

    17- Onde Encontrar a Paz? n. 73

    18- Grandioso s Tu n. 43

    19- Mais Vontade D-me n. 75

  • 20- Creio em Cristo n. 66

    21- Eu Sei Que Vive Meu Senhor n. 70

    22- Deus Vos Guarde n. 85

    23- Que Manh Maravilhosa n. 12

    24- Secreta Orao n. 81

    25- Vinde a Mim n. 68

    26- Amai-vos Uns aos Outros n. 197

    27- Bela Sio n. 25

    28- Com Amor no Lar n. 188

    29- Levantai-vos, Ide ao Templo n. 186

    30- S Humilde n. 74

    31- Mestre, o Mar se Revolta n. 72

    32- Ama o Pastor Seu Rebanho n. 140

    33- Nossa Humilde Prece Atende n. 102

    34- Faze o Bem, Escolhendo o Que Certo n. 148

    FAZ-ME ANDAR S NA LUZ n 199

    Letra e Msica: Clara W. McMaster, 1904

    Referncia: Isaas 2: 5

    Efsios 5:8

  • A autora do hino, Clara Elizabeth Waltkins McMaster era membro da igreja. Nasceu em 1904, Beaver Dam, Box lder Country, Utah.

    Ela foi a 11 criana nascida numa famlia musical, pois todos sabiam tocar algo. Teve uma longa e interessante vida dedicada a fazer msicas para crianas. Suas canes foram e so conhecidas pr todas as crianas da igreja. Serviu como membro da junta geral da Primria pr 14 anos e tambm cantou no coro do tabernculo pr 23 anos.

    Casada com J. Stuart McMaster, teve 4 filhos.

    De 1970 a 1973 viveu em Independence, no Missouri, onde seu marido serviu como Presidente da Misso.

    Em 1978 recebeu da Universidade de Brigham Young um prmio em reconhecimento pr seu servio na msica, na igreja.

    Esta incomum e doce cano Faz-me andar s na luz passa uma mensagem atravs de um dilogo.

    No primeiro verso a criana pede que a ensinem. No segundo verso fala a respeito da responsabilidade de pais e professores ao ensinar as crianas e no terceiro verso feita ento uma combinao entre a orao e a gratido, demonstrada pela criana e pelos pais.

    Foi pedido a ela que preparasse um hino para a conferncia da Primria de abril de 1958.

    Ela disse depois eu tenho buscado nas escrituras, pr um guia e direo em meus chamados, as escrituras esto cheias de grandes e importantes mensagens sobre como andar s na luz.

    Na primeira vez em que este hino foi cantado, o coro da Primria cantou o primeiro verso, os professores e pais na audincia cantaram o segundo e o terceiro foi cantado pr todos juntos.

  • UM POBRE E AFLITO VIAJOR n 15

    Letra: James Montgomery 1771 1854

    Msica: George Coles 1792 1858

    Referncia: Mateus 25:31-40

    Mosias 2:17

    Hino favorito do profeta Joseph Smith

    Em verdade vos digo, que quando fizestes a um destes meus pequeninos irmos a mim o fizestes (Mateus 25:40)

    Jesus disse estas palavras depois de Ter ensinado sua grande lio sobre caridade. A mensagem Dele para seus seguidores foi que qualquer ato de compaixo e generosidade para com uma pessoa necessitada contado nos cus, como se fosse feita para o prprio Salvador.

    Um pobre e aflito viajor um hino que narrativo que reponde a pergunta feita em Mateus 25:37-39, (ler).

    Em forma de poesia e com o ttulo original de O Estrangeiro este hino foi publicado em 1834.

    Ele especialmente amado entre os Santos dos ltimos Dias, pr causa do martrio de Joseph e Hiram Smith. No dia 27 de junho de 1844, Joseph Smith estava na cadeia em Carthage, Illinois, com seu irmo Hyram, John Taylor e Willard Richards.

    A hostilidade do povo estava aumentando, turbas furiosas ameaavam com violncia invadir a cadeia, onde os prisioneiros reconheciam o enorme perigo que corriam.

    John Taylor relatou a cena vivida na cela: Todos ns nos sentamos muitos tristes e amargurados, com uma grande depresso espiritual.

    Com esse sentimento eu cantei uma msica que havia sido recentemente apresentada em Nauvoo, entitulada Um pobre aflito viajor, depois de um lapso de tempo, irmo Hyram queria que eu cantasse novamente para alegrar o profeta, j que este era seu hino preferido, ao que respondi, Irmo Hyram no sinto o desejo de cant-lo e ele disse No importa, comece novamente e voc sentir o esprito do hino, assim atendi o seu pedido.

    Logo depois, que lder Taylor cantou o hino pela Segunda vez, a turba furiosa atacou a cadeia e matou o profeta e seu irmo.

  • O SENHOR MEU PASTOR n 37

    Letra: James Montgomery 1771 1854 (baseado no Salmos 23)

    Msica: Thomas Koschat 1845 1914

    Referncias: Salmos 23

    Isaas 26:3-4

    Muitos autores de hinos tm-se dedicado tarefa de colocar em versos a mais amada de todas as passagens das escrituras Salmo 23. James Montgomery, autor da letra, conseguir reter a beleza e o consolo que esses versos trazem.

    Com as palavras do Salmo original as palavras de James Montgomery, falam, primeiramente, sobre o Senhor, louvando Seu cuidado: Pr guas tranqilas, me conduzir, pr exemplo. Em seguida, suas palavras so dirigidas ao Salvador, agradecendo-Lhe diretamente: Tu unges minhalma. Tanto no Salmo quanto no hino, a gratido ao Senhor pr seus cuidados, conduz de maneira natural a uma prece de agradecimento.

    O comentrio de James E. Talmage a respeito de Joo 10:1-21 muito importante para se entender a figura de linguagem que usada neste hino: Cristo disse: Eu sou o bom pastor. Em seguida ele mostra com eloqente exatido, a diferena entre um pastor e um mercenrio. O Pastor tem interesse pessoal pr seu rebanho, a quem ama; ele conhece cada uma pr seu nome, enquanto o mercenrio chama suas ovelhas apenas de rebanho. Enquanto o pastor est disposto a dar a vida pr sua ovelha, o mercenrio foge, quando o lobo aproxima-se, deixando o caminho livre para que o lobo as espalhe ou mate.

    A melodia original composta e arranjada pr Thomas Koschat, apareceu no primeiro volume de canes folclricas alems para vozes masculinas em 1879. A cano comeava com a palavra

    Memorial to Joseph and Hyrum Smith outside of Carthage Jail in Carthage, Illinois

    http://pt.mormonwiki.com/Imagem:Carthage_Jail.jpg

  • Abandonada e tornou-se bastante popular.

    J no final do sculo XIX foi adotada a cano com a letra nova do Salmo 23 e colocada no hinrio da Escola Dominical.

    SOU UM FILHO DE DEUS n 193

    Letra: Naomi W. Randall

    Msica: Mildred T. Pettit

    Referncias: Salmos 82:6, Mosias 4:15, D&C 14:7

    Poucos hinos na histria de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos ltimos Dias, tem tocado mais os coraes do que Sou um filho de Deus, a irm Camilla Kimball comentou, certa vez: todo o plano do evangelho em poucas e singelas palavras, com o passar do tempo este hino tornou-se um dos favoritos entre as crianas e os adultos.

    Em abril de 1957 ia ser realizada uma conferncia da Primria no Tabernculo, e esta conferncia deveria centralizar-se na necessidade de as crianas aprenderem o Evangelho. Naomi W. Randall foi convidada para escrever um novo hino e ela sugeriu que fosse solicitada a ajuda da compositora

  • Mildred T. Pettit, que na poca residia em Pasadena, Califrnia. Embora as duas mulheres no se conhecessem, discutiram o projeto pr telefone.

    Naomi Randall contou: Naquela noite ajoelhei-me e orei em voz alta, implorando ao Senhor, que me fizesse saber as palavras certas. Eram cerca de 2 horas da madrugada, quando acordei e comecei novamente a pensar no hino. As palavras vieram imediatamente minha mente ... Levantei-me e comecei a anotar as palavras medida em que surgiam em minha mente. Dentro de pouco tempo, 3 versos e o coro j estavam prontos. Cheia de gratido, revisei o trabalho, revi a mensagem de suas palavras e retornei ao meu quanto, onde novamente me ajoelhei diante de meu Pai Celestial para dizer obrigada!.

    A Junta Geral da Primria aprovou a letra na manh seguinte e Naomi Randall enviou-a para Mildred Pettit, que, pr sua vez mandou a melodia pr entrega especial do correio em menos de uma semana.

    Na letra em ingls, um verso do coro dizia: Ensinai-me tudo o que eu preciso saber. O Presidente Kimball, ento membro do quorum dos doze, ouviu algumas crianas cantarem o hino numa conferncia, e falando a um membro da Junta da Primria expressou seu amor pelo hino e depois acrescentou que havia uma palavra no coro que o estava preocupando. Ele perguntou se a irm Handall consideraria a possibilidade de mudar a frase para Ensinai-me tudo o que devo fazer. Naturalmente aceite a sugesto com alegria ... disse a irm Handall.

    Na ocasio em que ocorreu o incidente conta a autora, o Presidente Kimball disse com orgulho: Naomi Handall escreveu quase todas as palavras, mas eu escrevi uma!.

    DEUS SENHOR ETERNO n 98

    Letra: Willian W. Phelps (1792 1872)

    Msica: Mendelssohn (1809 1847)

  • Referncias: D&C 20:77-79

    Isaas 53:2-5

    Nos primeiros dias da Igreja de Jesus Cristo, os Santos preparavam canes com palavras memorveis para serem cantadas no horrio sacramental.

    Os dois primeiros versos deste hino muito poticos, foram tirados e adaptados da orao sacramental.

    Ao cantar as palavras deste hino podemos lembrar os convnios que tomamos sobre ns ao participar do sacramento.

    Este hino foi escolhido pr Emma Smith, quando compilou o 1 hinrio, e embora nossos hinrios tenham sido revisados diversas vezes, este hino perma