Tabela de Honorários 2015 - correta

  • View
    216

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of Tabela de Honorários 2015 - correta

  • Ordem dos Advogados do Brasil - Seo de Minas Gerais

    Tabela de Honorrios 2015

    Advogado Valorizado, Cidado Respeitado.

    Luis Cludio da Silva ChavesPresidente da Ordem dos Advogados do BrasilSeo de Minas Gerais

    RelatorMrcio Scarpellini

    Comisso de Reviso da Tabela de Honorrios da OAB/MGEvanilde Freitas Conselheira do Conselho Estadual do Jovem Advogado da OAB/MGMrcio Scarpellini Conselheiro Seccional da OAB/MGTiago Mendes Antunes Conselheiro do Conselho Estadual do Jovem Advogado daOAB/MG

    Colaboradores:Andr Leonardo de Arajo Couto - Conselheiro Seccional da OAB/MGHelder Silva Batista - Conselheiro Seccional da OAB/MGRosenvaldo Luiz Borges Advogado e Membro da Comisso de Direito ImobilirioUrquiza de Hollanda Advogado e Membro da Comisso de Direito Minerrio.

    Dispe sobre a Tabela de Honorrios Advocatcios no Estado de Minas Gerais

    Resoluo n CP/01/15

    O Conselho da Ordem dos Advogados do Brasil, Seo Minas Gerais, por representaoexclusiva dos advogados de Minas Gerais, com fundamento nos princpios da dignidadeprofissional da advocacia, da justa remunerao dos advogados e advogadas e da promooda ordem jurdica e da cidadania, fixa a Tabela de Honorrios contendo os valores mnimos aserem praticados no Estado de Minas Gerais, nos termos dos artigos 22 a 26 e 58, V, da Lei n8.906, de 04/07/1994, artigos 35 a 43, do Cdigo de tica e Disciplina da OAB, artigo 272 daConstituio do Estado de Minas Gerais e para os fins da Lei Estadual n. 13.166, de20.01.1999, e do Decreto Estadual n. 42.718, de 04/07/2002, na sesso realizada em13/08/2015, aprovou a seguinte resoluo:

    1

  • TTULO I Das Disposies Gerais

    Art. 1. Nos termos do art. 58, V, da Lei n 8.906/94, somente a Ordem dos Advogados de doBrasil, Seccional de Minas Gerais, tem a competncia territorial para elaborar, dispor edivulgar a Tabela dos Honorrios Advocatcios a ser utilizada em todo o Estado de MinasGerais.

    Pargrafo Primeiro. As Subsees no podero elaborar, divulgar, aplicar e/ou incentivar autilizao de tabela diversa desta, bem como no podero modificar e/ou acrescentar clusulase/ou condies a esta Tabela.

    Pargrafo Segundo: A infrao das normas dispostas no pargrafo anterior implicar o gestornas penalidades estabelecidas pela Lei n 8.906/94, pelo Cdigo e tica e Disciplina da OABe pelo Regulamento Geral da OAB.

    Art. 2. Para a fixao dos Honorrios Advocatcios, mediante contratao ou arbitramento,devero ser observados:

    a) a reputao da capacidade e probidade do(a) Advogado(a);b) a dificuldade, o tempo e o mrito do trabalho a ser prestado;c) estudo para avaliao do contedo econmico da coisa;d) a gravidade e a multiplicidade das questes tratadas;e) o valor real da causa e o proveito econmico do cliente.

    Art. 3. O(a) Advogado(a) dever contratar por escrito a prestao de seus serviosprofissionais e os respectivos honorrios, nos termos do art. 35, do Cdigo de tica eDisciplina da OAB.

    Art. 4. Alm dos honorrios, aconselhvel incluir no contrato as seguintes clusulas:a) a forma de pagamento e o ndice de reajustamento;b) que a parte varivel, se houver, ser cobrada quando da efetiva satisfao do julgado;c) que correm por conta do cliente as custas e despesas judiciais, inclusive honorrios de

    outro advogado para acompanhar precatrias ou diligncias em comarca que no a dofeito e, bem assim, para defesa do recurso nos rgos de Segundo e Terceiro Graus deJurisdio;

    d) que, se a causa exigir servios fora da comarca sede, ficar ressalvado ao advogado odireito de execut-los pessoalmente ou por substabelecimento, pagando o cliente osencargos respectivos;

    e) que, nas hipteses de anistia, remisso ou transao em matria tributria, oshonorrios de xito contratados devero ser reduzidos metade.

    Art. 5. Salvo o ajuste em contrrio, os honorrios contratados no compreendem os trabalhosde elaborao e/ou interposio das razes e/ou contra-razes de recursos, tais como RecursosExtraordinrio e Especial, Reviso Criminal, Recurso de Revista e Ao Rescisria, bemcomo o acompanhamento dos recursos em local diverso daquele em que se desenrola a causa.

    2

  • Art. 6. O desempenho da advocacia atividade meio, no de resultado, razo pela qual,independentemente do xito ou no, os honorrios contratados sero devidos, bem como nosero devolvidos os honorrios j pagos ao() advogado(a).

    Art. 7. Salvo ajuste em contrrio, os honorrios advocatcios sucumbenciais pertencem ao()advogado(a) vencedor(a) da lide, sem qualquer reduo dos honorrios contratuais.

    Art. 8. Havendo revogao do mandato antes do trmino do servio, os honorrios pendentesso devidos integralmente, salvo previso contratual diversa.

    Art. 9. O(a) advogado(a) dever cobrar o valor da consulta quando alguma matria jurdicaou ligada profisso lhe for apresentada. Se, em funo da consulta, sobrevier a prestao deservios, a critrio das partes, o valor da consulta poder, ou no, ser abatido dos honorrios aserem contratados.

    Art. 10. O(a) advogado(a) poder receber como honorrios, quando for difcil ou impossvelo recebimento em moeda corrente, parte de bens ou coisas objetos da causa ou no, desde quepreviamente determinado em contrato de honorrios ou mediante acordo escrito, mesmo queassinado aps a concluso da causa, concordando todos os constituintes no feito.

    Art. 11. Os valores fixados pela presente Tabela referem-se aos honorrios contratuais prolabore, mas no sucumbenciais, e indicam os limites mnimos a serem praticados pelos(as)advogados(as) no Estado de Minas Gerais, estejam eles fixados em percentuais e/ou emvalores determinados em unidades monetrias, podendo o(a) advogado(a) contratar parte doshonorrios a ttulo de honorrios pro xito.

    Pargrafo Primeiro: Para o limite mximo dos Honorrios Advocatcios dever ser observadoo disposto nos arts. 31 a 33, da Lei n 8.906/94, e arts. 35 a 43, do Cdigo de tica eDisciplina da OAB.

    Pargrafo Segundo: Nos caso em que houver a fixao de honorrios em percentuais e emunidade monetria, aqueles prevalecero sobre estes, sendo vedada, em qualquer situao, acobrana inferior ao limite mnimo fixado em unidade monetria.

    Pargrafo Terceiro: Os valores constantes na presente Tabela sero corrigidos mensalmentepelo INPC, bem como sero divulgados no site da OAB/MG.

    Art. 12. O valor real da causa, ou valor econmico, no necessariamente coincidir com ovalor da causa, sendo este utilizado para efeitos fiscais.

    Art. 13. Nas aes em que houver condenao ao pagamento diferido, calculado emprestaes mensais, a percentagem incidir sobre o valor vencido mais aquele correspondentea 12 (doze) prestaes vincendas, salvo se por menor prazo for fixado.

    Art. 14. Aplicam-se os valores desta Tabela tambm aos honorrios a serem fixados nasnomeaes dos(as) advogados(as) dativos(as).

    3

  • Art. 15. Para a solues de casos omissos na presente Tabela, aplicam-se os dispositivos doTtulo I, Captulos VI e VIII, da Lei 8.906/94.

    Art. 16. Esta resoluo entra em vigor em 30 de agosto de 2015, ficando revogadas asdisposies em contrrio. Belo Horizonte, 13 de a gosto de 2015.

    TTULO II Dos Valores dos Honorrios

    CAPTULO I Da Parte Especial

    SEO I DAS AES DE JURISDIO VOLUNTRIA OU CONTENCIOSA

    Art. 17. Nas aes de jurisdio voluntria ou contenciosa, salvo outra disposio emcontrrio, independentemente de soluo amigvel ou contenciosa, devero ser cobradosHonorrios de 20% sobre o VALOR REAL da causa, observado o limite mnimo deR$3.000,00.

    SEO II CARTAS PRECATRIAS

    Art. 18. Nos processos que demandem expedio de Cartas Precatrias, sero devidoshonorrios ao prprio advogado ou quele a quem se incumbir de faz-las cumprir,observando-se os seguintes valores, independentes das despesas e custas para seucumprimento.

    a) Para simples citaes, intimaes, notificaes ou interpelaes, Honorrios Mnimosde R$750,00.

    b) Para outros fins, Honorrios Mnimos de R$1.000,00.

    SEO III DOS RECURSOS

    Art. 19. Nos recursos em que houver mandatrio expressamente constitudo ousubstabelecido:

    a) Elaborao das razes de qualquer recurso, Honorrios Mnimos de R$3.000,00.

    b) Elaborao das contra-razes de qualquer recurso, Honorrios Mnimos deR$2.100,00.

    c) Elaborao de memorais, Honorrios Mnimos de R$2.100,00.

    d) Sustentao oral, Honorrios Mnimos de R$3.100,00.

    e) Simples acompanhamento de recurso, Honorrios Mnimos de R$1.000,00.

    4

  • Pargrafo Primeiro: Os valores dispostos nas alneas a a e so cumulativos.

    Pargrafo Segundo: Nas hipteses de interposio, protocolizao, acompanhamento ousustentao oral perante Turma Recursal ou Tribunal localizado fora do domiclio do(a)advogado(a), sero devidos, alm dos honorrios, o reembolso das despesas de viagem,alimentao e estada, observado o dispostos no art. 5, observado o limite mnimo deR$2.000,00.

    SEO IV DO EXAME DE PROCESSOS EM GERAL

    Art. 20. Para o exame de processos em geral com posterior comunicao ao colega ou aocliente, Honorrios Mnimos de R$1.000,00.

    CAPTULO II DA ADVOCACIA EM MATRIA CVEL

    Art. 21. DAS MEDIDAS CAUTELARES. Nas medidas cautelares dever ser fixado o valorcorrespondente a:

    a) dos honorrios previstos para a causa principal, se esta no vier a ser promovida,observado o limite mnimo de R$2.000,00.

    b) / dos honorrios previstos para a causa principal, se a Medida Cautelar vier a serpromovida, observado o limite mnimo de R$2.000,00.

    Art. 22. Nas notificaes, interpelaes, protestos, pedidos de prestao de cauo,Honorrios Mnimos de R$3.000,00.

    Art. 23. No arresto, sequestro, busca e apreenso, pedido de exibi