Tema A4 Normas da Produção Cartográfica .1 Tema A4 –Normas da Produção Cartográfica Normas

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Tema A4 Normas da Produção Cartográfica .1 Tema A4 –Normas da Produção Cartográfica Normas

  • 1

    Tema A4 Normas da Produo Cartogrfica

    Normas de produo do Modelo Numrico Topo-Cartogrfico

    Projecto Eng GeoEspacial

  • 2

    NORMAS TCNICAS DE PRODUO E REPRODUO DE

    CARTOGRAFIA E ORTOFOTOCARTOGRAFIA

    ESCALA 1:2 000

    Documento DGT, 2013

  • Fevereiro 2016 3DEGGE, Joo Catalo Fernandes [jcfernandes@fc.ul.pt]

    ASPECTOS GERAIS

    1 - O presente regulamento estabelece as normas tcnicas a observar no domnio da produo e reproduo de cartografia numrica vectoriale ortofotocartografia escala 1:2 000.

    2 - As presentes normas tcnicas aplicam-se, designadamente, na execuo dos seguintes produtos finais:

    a) Modelo Numrico Topo-Cartogrfico (MNTC);b) Modelo Numrico Altimtrico (MNA);c) Sada grfica por folha da cartografia vectorial;d) Ortofotomapas;e) Sada grfica de qualidade por ortofotomapa;

  • Fevereiro 2016 4DEGGE, Joo Catalo Fernandes [jcfernandes@fc.ul.pt]

    A execuo tcnica dos produtos cartogrficos referidos no artigo 1 compreende a realizao dos seguintes trabalhos, sujeitos s presentes normas tcnicas:

    a) Cobertura Aerofotogrfica;b) Apoio Fotogramtrico;c) Triangulao Area;d) Gerao do Modelo Numrico Altimtrico (MNA);e) Gerao dos ortofotomapas;f) Gerao do Modelo Numrico Topo-Cartogrfico (MNTC);g) Sadas grficas

    Execuo tcnica

  • Fevereiro 2016 5DEGGE, Joo Catalo Fernandes [jcfernandes@fc.ul.pt]

    1 - A cartografia vectorial, bem como os ortofotomapas a produzir segundo estas normas tcnicas tm associado o sistema de referncia ETRS89-TM06, a seguir caracterizado:

    a) Referencial Planimtricoi. Elipside referncia: GRS80ii. Projeco cartogrfica: Transversa de Mercatoriii. Origem das Coordenadas Rectangulares:

    1. Latitude: 39 40 05,73 N2. Longitude: 8 07 59,19 W

    iv. Falsa origem: M=0 metros; P=0 metrosv. Factor de Escala no Meridiano Central: 1,0b) Referencial Altimtrico: Datum Cascais (1938).

    2 - Todos os projectos baseados nestas normas tcnicas tm de estar apoiados na Rede Geodsica do Pas.

    Sistemas de referncia

  • Fevereiro 2016 6DEGGE, Joo Catalo Fernandes [jcfernandes@fc.ul.pt]

    MODELO NUMRICO TOPO-CARTOGRFICO

    1 - O modelo numrico topo-cartogrfico (MNTC) constitudo por:informao topogrfica, planimtrica e altimtrica,

    inerente ao contedo da escala 1:2 000, em modo numrico, multicodificada, caracterizada graficamente e estruturada de acordo com as especificaes do anexo B e do Catlogo de Objectos do IGP para a escala, incluindo a simbologia cartogrfica adequada.

  • Fevereiro 2016 7DEGGE, Joo Catalo Fernandes [jcfernandes@fc.ul.pt]

  • Numerao das Folhas 1:2000

    Setembro 2010 DEGGE, Joo Catalo Fernandes [jcfernandes@fc.ul.pt] 10

  • 11

    Catlogo de Objectos

  • 12

    Catlogo de Objectos

  • 13

    Modelo Numrico Topogrfico e Cartogrfico:

    1- Ficheiro nico do MNTC: xxx_x_xx_MNTC.top

    2 - Ficheiros por domnio:xxx_x_xxgeo.car - rede geodsicaxxx_xl_xxim.car - limitesxxx_x_xxrel.car - relevoxxx_x_xxal2.car - altimetria em 2Dxxx_x_xxcon.car - construesxxx_x_xxest.car - estruturas de transporte e abastecimentoxxx_x_xxlaz.car - reas de lazer e recreioxxx_x_xxvia.car - vias de comunicaoxxx_x_xxagr.car - reas agrcolas e florestaisxxx_x_xxhi2.car - hidrografia 2D (acrescido do xxx_xhi3)xxx_x_xxarl.car - reas diversasxxx_x_xxtxt.car - cercadura e informao marginalxxx_x_xxind.car - reas industriaisxxx_x_xxtop.txt - toponmia

    Designao dos ficheiros (1:2000)

  • 14

    O Modelo Numrico TopoCartogrfico ser constitudo pelos elementosmencionados no Catlogo de Objectos, adiante apresentado, com asrespetivas caractersticas grficas e cdigos.

    De cada folha haver um ficheiro nico com toda a informao do MNTCdevidamente codificada ou multi-codificada de acordo com o Catlogo deObjetos, sem duplicao dos elementos grficos para representao dasvrias funes de um objeto e em que a respetiva caracterizao grficacorresponder da funo cartograficamente mais importantedesempenhada por esse objeto;

    A importncia da funo cartogrfica desempenhada pelos objetos, noMNTC, determinada pelo cdigo de menor valor dos objetos.

    Modelo Numrico TopoCartogrfico

  • 15

    Exemplos:

    1 - uma casa adjacente com uma igreja

    - cdigo da casa - 06020102

    - cdigo de igreja - 06010701

    - o elemento grfico comum aos dois objetos ser codificado com osdois cdigos (se o objeto topogrfico exercer outras funes almdestas dever ter tambm os correspondentes cdigos) e serrepresentado respeitando as caractersticas grficas quecorrespondem igreja, objeto topogrfico cujo cdigo o de menorvalor para este domnio das construes, subdomnio, famlia eobjeto, ou seja, por meio de um segmento de reta com cor 6,espessura 0, estilo 0 e colocado no nvel 8.

    Modelo Numrico TopoCartogrfico

  • 16

    Exemplo:

    Um muro de alvenaria desempenha tambm a funo de limite de umarea desportiva em geral.

    Modelo Numrico TopoCartogrfico

    Qualquer objeto topogrfico que desempenhe funes correspondentes a domnios diferentes do Catlogo de Objetos, ser representado graficamente no ficheiro nico por um s elemento grfico com tantos cdigos quantos os correspondentes s suas funes no terreno e caracterizado graficamente de acordo com a sua importncia cartogrfica.

    - Ser utilizado um segmento de "Line String" com os cdigos de muro de alvenaria (02030101) e de limite da rea desportiva em geral (09010000) e caracterizado graficamente de acordo com o estipulado para o muro de alvenaria.

  • 17

    2 - ELEMENTOS PONTUAIS

    1. Sero considerados elementos pontuais todos aqueles cuja diagonal no solo sejainferior a 4 metros (2mm na carta)

    2. Os elementos pontuais tero como representao um smbolo (clula).

    3. As rvores isoladas de dimetro de copa superior a 4 m, so representados com o smbolo adequado.

    Para escala 1:500, consideramos elemento pontual todos elementos cuja diagonal inferior a 1 metro. Exemplo, tampas esgoto, postes iluminao , pinos verticais,pequenas rvores, etc..

    Modelo Numrico TopoCartogrfico

  • 18

    2.1 - Sinais Geodsicos e pontos fotogramtricos

    Os sinais geodsicos e os pontos fotogramtricos sero introduzidospelas suas coordenadas sendo estas coincidentes com a origem dasclulas. As cotas sero as cotas na base ou no terreno quer para os sinaisgeodsicos quer para os pontos fotogramtricos.

    O texto associado aos sinaisgeodsicos consta de um nome anorte e de um nmero a sul dosmbolo, correspondentes designao e cota na base ou noterreno do respectivo sinalgeodsico, sendo estaarredondada dcima.

    Modelo Numrico TopoCartogrfico

  • 19

    O texto associado aos pontos fotogramtricos consta da sua designao (nmero) colocado a norte da respectiva clula. A cota no ser colocada.O texto correspondente designao e cota dos sinais geodsicos e designao dos pontos fotogramtricos, dever obedecer s seguintes caractersticas (escala 1:2000):

    nvel igual ao do correspondente sinal geodsico ou ao do ponto fotogramtrico; cor branca (cor zero) altura/largura de 3m para as designaes e cota; justificao ao centro fonte 21 - Swiss 721 light; caixa alta para as designaes distncia do texto ao centro do sinal geodsico: 4 metros)

    Modelo Numrico TopoCartogrfico

  • 22

    Pontos cotados

    1. As cotas dos pontos cotados so apresentadas ao decmetro para escala 1:2000 e a sua posio verdadeira dada pelo ponto decimal do nmero correspondente cota.

    2. Os pontos cotados devero ser determinados nas seguintes posies, exceto se o terreno estiver encoberto por vegetao ou outras obstrues:

    em locais destacados como cumes, depresses e portelas; em zonas de variao de inclinao significativa da linha central de estradas,

    geralmente em intervalos de 40 metros; em zonas planas, onde a distncia horizontal entre curvas de nvel exceda, em

    regra, 100 metros; ao longo da plataforma das estradas em aterro, nos tabuleiros das pontes, e

    situaes semelhantes, espaados de 16 metros; no topo e na base de muros de suporte, socalcos, barragens, etc.

    Modelo Numrico TopoCartogrfico

  • 23

    Pontos cotados

  • 24

    3 - ELEMENTOS LINEARES

    1. Os elementos lineares sero recolhidos apenas pelo seu eixo (sualinha mdia), se a sua largura for inferior, em geral, a 1 metro para escala1:2000. Caso contrrio, sero recolhidos pelos seus limites erepresentado o seu eixo. No caso dos elementos lineares da Hidrografia,o eixo s ser considerado para os ficheiros em 2D.

    2. As linhas de transporte e abastecimento e as vias de comunicao, com excepo das veredas, linhas ferrovirias e linhas de metro, so sempre recolhidos pelos seus limites e representado o seu eixo.

    Modelo Numrico TopoCartogrfico

  • Veredas

    Caminho Florestal

  • 31

    3.1 - Curvas de nvel 3D (contnuas)

    1. A equidistncia das curvas de nvel de 2 metros para escala 1:2000, 0.5 metro para escala 1:500, sendo as cotas das curvas de nvel mestras mltiplos de 10 metros para escala 1:2000, com a curva de nvel mestra de menor cota a que corresponde altitude de 0 (zero) metro.

    2. Alm das curvas de nvel e dos pontos cotados, os ficheiros 3D altimtricos incluiro informao altimtrica adicional, consistindo em informao linear aleatria, com densidade semelhante das curvas de nvel e cota igual do nvel da gua, em rios ou lagos, e linhas com pontos espaados, no mximo, de 25 metros, ao longo da plataforma das estradas em aterro ou escavao de valores elevados, nos taludes e em qualquer outro acidente com desnvel pronunciado.

    Modelo Numrico Topogrfico

  • 32

    3. As curvas de nvel devero ser contnuas sem interrupo nos edifcios ou outros pormenores idnticos.

    4. Nos locais de arvoredo espesso, vegetao ou outras obstrues que