OFICINA: JOGOS PARA A ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA

  • View
    22.503

  • Download
    50

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Pretende-se abordar na oficina algumas possibilidades de jogos na alfabetização cartográfica. O objetivo da oficina é apresentar jogos que permitam trabalhar algumas noções cartográficas e conteúdos da geografia. Pretende-se também orientar os educadores para a sua aplicação, uma vez que estas dinâmicas rompem com as rotinas habituais na sala de aula. Estes materiais incluem: quebra-cabeças, jogo da memória, jogo de tabuleiro e duas diferentes versões de dominós.

Text of OFICINA: JOGOS PARA A ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA

  • 1. JOGOS PARA A ALFABETIZAO CARTOGRFICA Thiara Vichiato Bredahttp://olharesgeograficos.blogspot.com thiarav@gmail.com UNICAMP Instituto de Geocincias DGAEPrograma de Ensino e Histria em Cincias da Terra EHCT

2. 1. Diferena entre Brincadeira, brinquedo e jogo2. Jogo - definio- contribuies- Piaget - Chateau - Jacquin3. Papel do educador4. Alfabetizao Cartogrfica5. Exemplos de jogos6. Construo dos jogos - Jogos a partir de imagens desatlite e fotografias Areas- Jogo a partir de mapa7. Possibilidades de contedo 3. BRINCADEIRA BRINQUEDOJOGO 4. BRINCADEIRA No necessrio a vitria, peas, regras, alternncia de jogadores, tabuleiro... (MACEDO p.14)BRINQUEDO objeto inteiramente particular naatividade da criana... um objeto simblico(BRUNELLE p. 65)objeto que representa realidades sendo umsubstituto dos objetos reais (KISHIMOTO p.7)JOGO - Jogar o brincar em um contextocom regras e com um objetivo predefinido(MACEDO pg14) 5. JOGO 6. DefinioO jogo esta presente na natureza humana, seja ela nainfncia ou na fase adultaCaractersticas fundamentais:- ser livre - atividade voluntria, despertando o prazer;- no vida corrente nem vida real distncia docotidiano;- isolamento e imitao - tem seu tempo e espao fictcio;- cria a ordem e a ordem - existncia deregras (explicitas ou no)HUIZINGA Homo Ludens 7. Contribuio dos jogos - Interesse do aluno - Curiosidade - Prova: exige um esforo da criana para cumprirseus objetivo e vencer desafios, obstculos edificuldades- Aluno -papel ativo na construo dos novosconhecimentos, pois permite a interao com oobjeto a ser conhecido - Permite ao aluno por meio de regras emtodos construir por si mesmo a descoberta 8. Piaget A formao do smbolo na criana: imitao, jogo e sonho, imagem e representao - 1978Nascimento do jogo na criana e sua classificao e evoluo a partir do aparecimento da linguagem.Jogo de exerccio (prazer funcional)Jogo simblico (jogo inventado, de faz de conta)Jogo de regras (devido a regras, ocorre interao entre os indivduos o que permite a integrao social). 9. Jogo de exerccio-Ocorre no perodo sensrio motor, onde oobjeto simplesmente assimilado a umesquema anterior j conhecido, mas semocorrer acomodao, ativando apenasmovimentos e percepes, no tendointerveno do pensamento nem da vida social.- A falta da funo simblica ligada arepresentao no permite evocar pessoas ouobjetos nas ausncias deles- Ex: arremessar pedrinhas 10. Jogo simblico ou de imaginao e imitao - Ocorre com o desenvolvimento do simbolismo na criana no estgio pr- operacional. - A criana busca satisfazer o eu transformando o real em funo de seus desejos - Ex: criana imita situaes da vida real 11. Jogo de regra Ao invs dos smbolos, agora o quepredomina so as relaes sociais ouinterindividuais, uma vez que depois dos 7anos a criana torna-se capaz decooperar, pois no confunde mais seuponto de vista com o do outro.caractersticas so essenciais para o jogode regra, pois uma atividade maissocializada, onde a regra umaregularidade imposta pelo grupo 12. Chateau- considera os jogos de exerccios comoverdadeiros jogos so meros exercciosdas funes, uma atividade prtica quefica no nvel animal.- jogo tem um carter mais srio, tendoquase sempre regras rgidas, que podelevar ao esgotamento e a fadiga. 13. Classificao dos jogos segundo as idades 14. Jacquin Trabalho adultoJogo da criana Utilitrio No utilitrio Trabalha-se em vista de um resultadoNo advm nenhum resultado palpveldesejadoInteresseiro GratuitoFinalidade externa (subsistncia da famlia) Sem fim exterior, finalidade a alegria Imposto de foraLivremente escolhido Aprazvel ou interessanteSempre proporciona prazer 15. IDADENOMECARACTERSTICAS Criana inventa os prprios jogos, estabelece um objetivo3-5 anos Jogo de proezas como lanar uma pedra no galho. Jogo de imitaes5-6 anos Pegar uma vassoura e comear a imitar a me a varrer. exatasJogo de imitao6-7 anosImita o animal ou a mquina (avio, automvel).fictciaCriana descobre que pode exercer um domnio sobre os Jogo coletivo6-7-8 anos menores, impondo jogos (ressuscitam os jogos de proezas, quedescendente tinha realizados anteriormente sozinhos). A criana assiste aos jogos dos maiores, admira, julga, critica e Jogo coletivoaplaude. Tenta participar, mas muitas vezes no acompanha.8-9 anosascendente Algumas vezes tenta reproduzir para grupos da sua idade e dosmais novos, mas a durao curta. A criana nesta idade tem o domnio de si, e a regresso do10-11 Jogo coletivoegocentrismo, o que permite o jogo verdadeiramenteanoscooperativo.11-12A competncia, o talento para organizar, a fora fsica do-lheJogo socialanos a autoridade de dirigente de jogos. O pr-adolescente est farto das brincadeiras infantis e volta a13-14Jogo de evasoolhar para os mais velhos. Brincar de trabalhar, uma vez queanosno querem que ele trabalhe.14-15 Esportes deInicio no trabalho. O trabalho agora o seu jogo, assim sendo,anoscompetioo jogo torna-se intil em sua funo primitiva. 16. PAPEL DOEDUCADOR 17. Mediador do jogo Direcionar a atividade Ficar atento aos problemas que podem ocorrer(valorizao da competio entre os alunos) Criar oportunidades para que todas as crianasparticipem Estimular os inibidos e frear os excessosdos mais inquietosANTUNES O jogo e a educao infantilRODRIGUES O desenvolvimento do pr-escolar e o jogo 18. A qualidade do ensino com jogos dependeda maneira como as regras so colocadase executadas, e sobretudo pelo papel doeducador que o jogo pode se tornar umaferramenta de reflexo e uma experinciavivenciada ANTUNES, 2003 p.55 19. EXEMPLOS DE JOGOS 20. quebra-cabeasjogo da memriajogo de tabuleiroduas diferentes verses de domins 21. Objetivos dos jogos Noes Cartogrficas Educao Ambiental 22. ALFABETIZAO CARTOGRFICA 23. Objetivos da Geografia noensino ensinar a praticar a leitura do espao ocupadopelo educando, objetivando contribuir parauma real anlise geogrfica e melhoria da suainvestigao (CASTELLAR, 2005) alfabetizao cartogrfica - asnoes e conceitos de lateralidades elocalizao do espao no se constroemespontaneamente 24. contedos de difcil compreenso para acriana: a noo de perspectiva que passa aconservar a posio dos objetos permitindofazer uma relao topolgica, noo de escala (exige um grau decompreenso e abstrao maior da criana) 25. [...] a construo de determinadosconceitos e/ou habilidades pode estaratrelada a uma estratgia metodolgicadiferenciada, mais atuante, mais critica ereflexiva, permitindo uma aprendizagemsignificativa prxima da realidade do alunoe adequada sua faixa etria. (SILVA,2006 p. 143) 26. CONSTRUO DOS JOGO 27. - Estratgia didtica - valorizao do lugar- Podem ser usados para iniciar ou finalizarum contedo- Confeccionados artesanalmente com fotosareas e imagens de satlite (GoogleEarth), sendo exemplospara outras regies. 28. Softwares de desenho - Jogos confeccionados com recursoscomputacionais de desenho a partir de mapase imagens de sensoriamento remoto - Permitem ao professor construir jogoscom a finalidade de se trabalhar ocontedo escolar que contribua para oensino 29. Jogos a partir de imagensde satlite e fotografiasareas 30. Jogo da memria- Imagens captadas pelo satlite do GoogleEarth- Localizao e identificao das peas 31. Quebra-cabea- No momento em que os discentes procuramas peas para encaixar o quebra-cabea,mesmo que por diverso, eles estarofazendo uma anlise visual minuciosa dapea. 32. Domin I- Encaixe entre uma pergunta e suarespectiva representao (imagem verticalou oblqua)- Busca despertar a interpretao depaisagens e relacion-las em um contexto 33. Domin II- Encaixe entre uma imagem de satlite(viso vertical), e uma foto (visohorizontal ou oblqua) do mesmo objeto.- Observar imagens por diversos ngulos contribui para a compreenso de mapas 34. Jogo a partirde mapa 35. Jogo de tabuleiro Conhecendo o ParqueEcolgico- Mapa no Parque Municipal - as trilhas soos caminhos que os jogadores devempercorrer- Cartas - temas do parque, conceitos enoes de cartografia, reciclagem. 36. Flora eCartografiaInformaes do ReciclagemConceitosRecursos Hdricos Fauna ParqueO nome do Crrego que Qual o Quais so os Qual a funoQual material no O que passa pelo Parque?bioma do Pontos do Parque? reciclvel? APP?Parque?Cardeais? 37. POSSIBILIDADES DE CONTEDO 38. - Recurso hdrico- Sistema de tratamento de esgoto- Eroso urbana- rea de Proteo Ambiental- Ferrovia ligada gnese do municpio- Desmatamento da vegetao nativa;- Aterro sanitrio- Anlise das transformaes do espao- Noes cartogrficas (legenda, escala) 39. CONCLUSO 40. Educao Ambiental Jogos que trabalham o espao vividopodem contribuir para o processo devalorizao de uma conscincia ambientalnos alunos e para a transformao deseus comportamentos 41. Domin IDomin IIQuebra-Cabea Jogo da MemriaMateriais didticosConhecendo o Parque Ecolgico viso oblqua eXXXX X a viso vertical imagemtridimensional e a imagemXXXX X bidimensional alfabeto cartogrfico (ponto, linha e rea) construo da nooXXX X de legenda proporo eNoes bsicas na alfabetizao cartogrficaXXescala lateralidade, refernciasXX X e orientao espacial Alfabetizao Cartogrfica 42. http://olharesgeograficos.blogspot.com 43. BibliografiaALMEIDA, P. N. de. Educao Ldica: tcnicas e jogos pedaggicos. 10 ed. So Paulo. EditoraLoyola, 2000.BREDA, T. V; O olhar espacial e geogrfico na leitura e percepo da paisagem municipal :contribuies das representaes cartogrficas e do trabalho de campo no estudo do lugar.Ourinhos 2010, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Geografia (Trabalho de Conclusode Curso).BRUNELLE, L. LEIF, J. O jogo pelo jogo, Rio de Janeiro: Zahar, 1978, p.179CASTELLAR, M. V. S. Educao geogrfica: a psicogentica e o conhecimento escolar. Cad.Cedes, Campinas, vol. 25, n. 66, 2005, 209-225 p. Disponvel em http://www.cedes.unicamp.br.CHATEAU, J. O jogo e a criana. Trad. Guido de Almeida. So Paulo: Summus Editorial, 1987.139 p.CUNHA, M.V. Piaget Psicologia Gentica e Educao. In: Psicologia da Educao. DP&A: RJ,2003.PIAGET, J. A formao do smbolo na criana -