A catedral e o bazar

  • View
    1.168

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apresentação sobre o texto A Catedral e o Bazar (The Cathedral and the Bazaar)

Text of A catedral e o bazar

  • 1. de Eric S. RaymondAndr Luis SchwerzAndr Luiz Satoshi KawamotoRafael Liberato RobertoFevereiro / 2012By Andr Luis Schwerz, Andr Luiz Kawamoto and Rafael LiberatoRoberto. Este trabalho foi licenciado com uma Licena CreativeCommons - Atribuio 3.0 No Adaptada.

2. Roteiro Eric Steven Raymond. Contexto histrico. A catedral e o bazar. Lies do estilo bazar. Crticas ao documento. Influncia exercida. 2 3. Eric Steven Raymond Nascido em Boston, Massachusetts em 1957. Fez cursos de graduao e ps- graduao em matemtica e filosofia na Universidade da Pennsylvania. Contribuiu com os projetos EMACS, Linux, GNU entre outros. Autor de A Catedral e o Bazar em 1997. Co-fundador do Open Source Initiative em 1998. 3 4. Contexto HistricoEric Raymondapresenta A Catedral e oBazar 4 5. Contexto Histrico RichardStallman lanao projeto GNU Eric Raymond apresenta ACatedral e o Bazar5 6. Contexto HistricoRichard Stallman lana o projeto GNULinus Torvalds prope a Eric Raymondcriao doapresenta A Linux Catedral e oBazar 6 7. Contexto HistricoRichard Stallman lana Exploso da o projeto GNUInternetLinus Torvalds prope a Eric Raymondcriao doapresenta A Linux Catedral e oBazar 7 8. Contexto HistricoRichardNetscapeEric Raymond e Stallman lana Exploso daoutros lanam olibera o movimento de cdigo o projeto GNUInternetcdigo-fonteabertoLinus Torvalds prope a Eric Raymondcriao doapresenta A Linux Catedral e oBazar 8 9. Contexto HistricoRichard Netscape Eric Raymond e Stallman lana Exploso daoutros lanam o libera omovimento de cdigo o projeto GNUInternet cdigo-fonte abertoLinus TorvaldsSourceforgeWikipedia Eric Raymond lanadolanada prope acriao doapresenta A Linux Catedral e o OpenOfficeBazar lanado 9 10. A Catedral e o Bazar Linux Kongress (27 de maio de 1997, Alemanha). Parte do livro com o mesmo nome em 1999. Primeiro livro comercial sob a licena Open PublicationLicense (Creative Commons).10 11. A Catedral e o Bazar CATEDRALBAZAR Ambiente fechado eAmbiente aberto , onde todos altamente hierarquizada podem participarPequeno grupo de lderes e Nmero indefinido de lderes desenvolvedores e desenvolvedoresDesenvolvimento centralizado Desenvolvimento CooperativoSomente verses estveis Liberao de vrias versese/ou beta Modelo de desenvolvimento Sem metodologia definidaclssico11 12. A Catedral e o BazarRichard Stallman lanaExploso da o projeto GNU Internet Inspirao. Linux. Experincia no desenvolvimento de um software livre (1996)Linus Torvalds prope aEric Raymondcriao do apresenta A LinuxCatedral e o Bazar 12 13. Necessidade de umMudana dosoftware paraEncontrando umaRaymond asFetchPop para ogerenciamento deboa soluo parcial projeto do PPopMail Popcliente-mail123 4LIES 13 14. HISTRIA Necessidade de um Mudana doEncontrando uma Racliente de correio boa soluo parcial FetchPop para oproeletrnico PopMailPopclient 123 1 - Todo bom trabalho de software comea colocando o dedo na ferida de um programador. Necessidade e vontade.LIES Possvel razo para a qualidade do software (Linux). 14 15. HISTRIANecessidade de umMudana dosoftware paraEncontrando uma RaFetchPop para ogerenciamento deboa soluo parcialproPopMail Popcliente-mail1 2 3 2 - Bons programadores sabem o que escrever. Grandes programadores sabem o que reescrever (e reusar).LIES Linus: Minix Linux. Raymond: Fetchpop.15 16. HISTRIA Necessidade de umMudana do software para Encontrando uma Ra gerenciamento de boa soluo parcialFetchPop para opro e-mailPopclient 1 2 3 3 - Planeje jogar algo fora; voc ir, de qualquer maneira. (Fred Brooks, The Mythical Man-Month, Captulo 11). Popclient (Carl Harris)LIES Compreenso do problema aps a implementao da primeira soluo. Recomear pelo menos uma vez.16 17. HISTRIARaymond decide Alterou a estruturaRaym Raymond assume otestar o modelo de dados e adicionoup projeto do PopclientBazar o suporte ao IMAP c 4 5 678 9 4 - Se voc tem a atitude certa, problemas interessantes iro encontr-lo. Raymond encontra um projeto abandonado.LIES Consenso de que Raymond deveria assumir o projeto. 17 18. HISTRIARaymond decide Alterou a estruturaRaym Raymond assume otestar o modelo de dados e adicionoup projeto do PopclientBazar o suporte ao IMAP c 4 5 678 9 5 - Quando voc perde o interesse em um programa, sua ltima obrigao entreg-lo a um sucessor competente.LIES Atitude de Carl Harris. Encontrar outra pessoa competente para continuar o desenvolvimento. 18 19. HISTRIA Raymond decide Alterou a estruturaRaymRaymond assume oprojeto do Popclient testar o modelo de dados e adicionoupBazar o suporte ao IMAP c45 6 7 89 6 - Tratar seus usurios como colaboradores o caminho mais fcil para uma melhora rpida do cdigo e uma depurao eficaz. Usurios iro diagnosticar problemas, sugerirLIES correes e ajudar com melhorias.19 20. HISTRIA Raymond decide Alterou a estruturaRaymRaymond assume oprojeto do Popclient testar o modelo de dados e adicionoupBazar o suporte ao IMAP c45 6 7 89 7 - Distribua logo e com frequncia. E oua seus clientes. Mantm os colaboradores estimulados eLIES recompensados.20 21. HISTRIA Raymond decide Alterou a estruturaRaymRaymond assume oprojeto do Popclient testar o modelo de dados e adicionoupBazar o suporte ao IMAP c45 6 7 89 8 - Dada uma base grande o suficiente de beta-testers e colaboradores, quase todo problema ser caracterizado rapidamente e a soluo ser bvia para algum.LIES Havendo olhos suficientes, todos os erros so bvios. (chamada de Lei de Linus por Raymond) Alguns encontram problemas, outros entendem e os resolvem. Catedral Bazar.21 22. HISTRIA Raymond decideAlterou a estrutura deRaymRaymond assume oprojeto do Popclient testar o modelodados e adicionou opBazar suporte ao IMAP c45678 9 9 - Estrutura de dados inteligente e cdigo burro trabalham muito melhor que o contrrio. Dificuldade de entender cdigo alheio.LIES O entendimento da estrutura facilita a compreenso do cdigo.22 23. HISTRIA Raymond divulga oSuTroca de nome para projeto para aSuporte ao SMTP FetchMail comunidade1011 1213 10 - Se voc tratar seus beta-testers como seu recurso mais valioso, eles iro responder tornando-se seu mais valioso recurso. Anunciar novas verses estimulando a participaoLIES das pessoas. Tamanho da lista de colaboradores do Popclient. Ciclo de vida de um projeto maduro no estilo bazar. 23 24. HISTRIARaymond divulga o SuTroca de nome paraprojeto para aSuporte ao SMTPFetchMail comunidade 1011 12 13 11 - A melhor coisa depois de ter boas ideias reconhecer boas ideias dos seus usurios. Entender as implicaes de uma ideia brilhante de umLIES usurio (SMTP de Harry Hoschheiser). Levar os crditos pela inveno. 24 25. HISTRIARaymond divulga o SuTroca de nome paraprojeto para aSuporte ao SMTPFetchMail comunidade 1011 12 13 12 - Frequentemente, as solues mais impressionantes e inovadoras surgem quando se percebe que o conceito do problema estava errado.LIES Voc est tratando o problema corretamente? No hesite em jogar fora caractersticas obsoletas. 25 26. HISTRIARaymond divulga oSuTroca de nome paraprojeto para a Suporte ao SMTP comunidadeFetchMail 10 11 12 13 13 - A perfeio *em projetar+ no alcanada quando no h mais nada a adicionar, mas quando no h nada para jogar fora. (por Antoine de Saint-Exupry)LIES Amadurecimento do projeto. Hora de uma nova identidade.26 27. HISTRIA Suporte a multidrop Suporte a MIME necessidade de outros 8 BitsLies adicionais usurios1415 16 17 18 19 14 - Qualquer ferramenta deve ser til da maneira esperada, mas uma grande ferramenta conduz a usos inesperados. Considerar necessidades dos usurios.LIES Suporte ao multidrop. FetchMail pode administrar uma lista de e-mails. 27 28. HISTRIA Suporte a multidrop Suporte a MIME necessidade de Lies adicionais outros usurios 8 Bits 14 1516 17 18 19 15 - Faa de tudo para no alterar o fluxo de dados e nunca jogue fora informao. Ser cuidadoso quanto a estrutura de dados.LIES O cdigo estava pronto para 8 bits.28 29. HISTRIA Suporte a multidrop Suporte a MIME necessidade de 8 BitsLies adicionais outros usurios 14 1516 17 18 19 16 - Quando sua linguagem no est perto de um Turing completo, acar sinttico pode ser seu amigo. mais importante para uma linguagem serLIES conveniente para humanos do que ser barata para o computador.29 30. HISTRIA Suporte a multidrop Suporte a MIME necessidade de 8 BitsLies adicionais outros usurios 14 1516 17 18 19 17 - Um sistema de segurana to seguro quanto seus segredos. Esteja atento a pseudo-segredos. Evite segurana por obscuridade.LIES30 31. HISTRIA Suporte a multidrop Suporte a MIME necessidade de 8 BitsLies adicionais outros usurios 14 1516 17 18 19 18 - Para resolver um problema interessante, comece achando um problema que interessante para voc. Necessidades pessoais do autor podem serLIES necessidades de muitas pessoas. Reafirmao da lio 1.31 32. HISTRIA Suporte a multidrop Suporte a MIME necessidade de 8 BitsLies adicionais outros usurios 14 1516 17 18 19 19 - Desde que o coordenador de desenvolvimento tenha um meio pelo menos to bom quanto a Internet e saiba liderar sem coero, muitas cabeas so inevitavelmente melhores que uma.LIES Lei de Brooks. Programao sem ego. Importncia da Internet como meio de comunicao. Liderana.32 33. Crticas Nikolai Bezroukov (1998): Lei de Brooks no se aplica ao desenvolvimentodistribudo. Havendo olhos suficientes, todos os erros sobvios (Lei de Linus). Linux: Bazar ou Catedral? Bazar no to democrtico. Ncleo utilizou o modelo catedral? O modelo de cdigo aberto automaticamente levaaos melhores resultados? 33 34. Crticas Jonathan Eunice (1998): Crtica a taxonomia de Raymond. Como comparar uma cidade com um prdio? Uso da comunidade no exclusividade do bazar. Adotar modelos e padres de sucesso de ambasas comunidades.34 35. Influncia Netscape: 22 de janeiro de 1998. Netscape disponibilizou o cdigo-fonte do NetscapeCommunicator 4.0. Teste real em larga escala do modelo bazar. Wikipedia: Colaborao em larga escala. opened my eyes to the possibility of mass collaboration(Jimmy Wales). Manifesto do movi