Seja humano ao construir uma marca nas Redes Sociais page 1
Seja humano ao construir uma marca nas Redes Sociais page 2
Seja humano ao construir uma marca nas Redes Sociais page 3
Seja humano ao construir uma marca nas Redes Sociais page 4

Seja humano ao construir uma marca nas Redes Sociais

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Tem lutado para se conectar com os seus fãs nas redes sociais - e construir uma marca nas redes sociais? Comece a pensar como Humano - saiba aqui como!

Text of Seja humano ao construir uma marca nas Redes Sociais

  • 1. communitymanager.pt http://www.communitymanager.pt/construir-uma-marca-nas-redes-sociais/ Seja humano ao construir uma marca nas Redes Sociais Tem experimentado de tudo para se conectar com os seus fs e construir uma marca nas redes sociais Sem ter resultados? Business-to-Business, Business-to-Consumer, Consumer-to-Consumer, Business-to-Employee, Business-to- Government, Government-to-business, Governement-to-Consumer, Consumer-to-Government. Pare de pensar como um marketer ou gestor e comece a pensar como Humano! Pense antes no termo Human-to-Human. Afinal de contas, estar nas redes sociais trata-se de interaes humanas - pelo menos isso que se pretende fazer em Social Media Marketing. O sucesso de qualquer estratgia nas redes sociais , em ltima anlise, determinado pela nossa capacidade de nos ligarmos a um nvel humano (de um-para-um) para com os nossos fs. As pessoas compram a pessoas. Os seres humanos compram a outros seres humanos. um ser humano que vai ler o seu contedo no LinkedIn e blogue. E um ser humano que vai assistir aos seus vdeos e gostar da fotografia dos colaboradores da sua empresa no Facebook. Mas o que que eu quero dizer com ser se humano para construir uma marca nas Redes Sociais? Ser ter um tom de marca divertido e envolvente? Utilizar a linguagem dos adolescentes? Ou estabelecer uma presena online mais compreensvel mesmo que intencionalmente no-corporativa? Talvez, mas at certo ponto. Na vida real, as pessoas sempre saram em crculos sociais. Elas falam, ouvem, partilham, reclamam, choram, trabalham, cantam, riem e fazem novos amigos. Agora tm a oportunidade de levar esses crculos para o online. Crculos no Google+, grupos no Facebook e LinkedIn. As pessoas quando esto online tambm falam, ouvem, partilham, reclamam, choram, trabalham, cantam, riem e fazem novos amigos mas graas aos meios de comunicao social tm a oportunidade de fazer tudo isto sem sair de casa. Podem faz-lo na cama com o seu tablet ou smartphone e com apenas um olho aberto. E como j h internet gratuita em todos os cantos, j podem faz-lo no caf, universidade ou mesma na rua. So sociais com apenas 140 caracteres no Twitter. So sociais no Facebook - seja no seu perfil pessoal ou nas pginas das empresas.
  • 2. Elas gostam. Fazem pin it. Criam crculos. Seguem. Partilham. Criam relaes. Assim como o fazem na vida real. As pessoas precisam de amigos. Precisam de conversar. Precisam de servios. Precisam de bens. Assim como na vida real. Mas querem fazer tudo isto com pessoas reais e no robs. Elas querem ser tratadas como seres humanos. E assim que as devemos tratar assim como o faramos na vida real. Afinal, por de trs de um avatar, so simplesmente pessoas que falam, escutam, partilham, reclama, choram, trabalham, cantam, riem e fazem amigos. Mas, como em tudo, no basta fazer social. Nem ser social. Mas sim, ser socialmente relevante. Perceberam a ideia? Ento deixo aqui 3 ideias que o iro ajudar a humanizar a sua marca e construir melhores relaes de negcios atravs da sua presena nas redes sociais. 1 - As pessoas querem conectar-se com pessoas Quem que gosta de estar constantemente a ser bombardeado com publicidade? As pessoas querem sentir-se importantes, sentir que algum as est a ouvir.
  • 3. Por isso, temos de ter sempre em mente que por de trs de um perfil no Facebook ou Twitter est sempre uma pessoa. Como Community Managers a nossa funo ouvi-las, ouvir o que est a ser dito sobre a marca e utilizar esse feedback para o planeamento das nossas estratgias. preciso estarmos constantemente a medir, analisar, medir mais um pouco e reportar. Quanto mais o fizermos, melhor a nossa empresa se ir posicionar para estabelecer um lugar de relevncia e confiana. Existem estudos que indicam que as pessoas esperam que as marcas lhes respondam a uma pergunta que colocam em apenas 60 minutos e esta expectativa s ir aumentar. As redes sociais so uma oportunidade para as pessoas terem uma voz e ns, como empresas/marcas, temos de as ouvir. 2 - Gratido e reconhecimento so elementos crticos no desenvolvimento de uma comunidade Assim como na vida real, um simples obrigado ajuda a construir uma relao. Pense nas redes sociais no contexto de qualquer outra relao. Se uma pessoa recomendar a sua experincia a algum do seu bairro, ir com certeza querer agradecer. Mesmo nas redes sociais, devemos sempre procurar reconhecer e agradecer s pessoas por partilharem os nossos contedos, por falarem de forma positiva sobre a nossa marca, por recomendarem as nossas ofertas.
  • 4. Pequenas e simples aes podem ajudar- nos a percorrer um longo caminho pense quo bom quando algum reconhecido no sector partilha os seus contedos no LinkedIn ou faz Like numa publicao. reconhecimento, gratido. E o f estar com certeza mais propenso a sentir uma conexo com essa pessoa ou marca por causa disso. Esta uma parte (muito) importante da construo de uma comunidade nas redes sociais. 3 - A maioria das marcas olha para as redes sociais em termos de como estas os me podem ajudar? e no como que posso ajudar os outros? Enquanto isto faz sentido por razes bvias, a ltima abordagem a que mais nos ajuda a alcanar o sucesso. Muitas das empresas (principalmente os administradores) querem saber como medir o Retorno do Investimento (ROI). Esqueam o ROI! No d para medir interaes humanas aquilo que se pretende fazer nas redes sociais. Pense antes como que as redes sociais o podem ajudar a melhorar o servio ao cliente, a aumentar a sua capacidade de satisfazer as necessidades do cliente. Quanto mais conseguir pensar do ponto de vista de como pode ajudar, melhor sero as suas interaes. Como j referi, as pessoas querem sentir-se importantes, respeitadas. Querem ser ouvidas. Os seus perfis nas redes sociais so a sua voz e as marcas que so capazes de os ouvir e de fazer com que estes se sintam valorizados, conseguem alcanar maiores nveis de interao. Aproximando-se cada conexo a partir da perspetiva de como pode ajudar, conjugada com a misso da sua empresa, deve ser um princpio orientador da sua presena. O que acha? Que tticas tem usado para construir uma marca nas redes sociais? Por favor, deixe os seus comentrios abaixo. Copyright 2014 Community Manager Portugal. Todos os direitos reservados.