APELANTE BANCO DO BRASIL S/A .financeira ao pagamento das despesas processuais e honorrios advocat­cios

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of APELANTE BANCO DO BRASIL S/A .financeira ao pagamento das despesas processuais e honorrios...

PODER JUDICIRIO TRIBUNAL DE JUSTIA DE GOIS

Gabinete do Desembargador Almeida Branco ____________________________________________________________________________________

4 Cmara Cvel

APELAO CVEL N 119350-8/188 (200704922880)COMARCA SANCLERLNDIA

APELANTE BANCO DO BRASIL S/A

APELADOS TIONILIA ALVES FERREIRA E OUTRO (s)

RECURSO ADESIVORECORRENTES TIONILIA ALVES FERREIRA E OUTROS

RELATOR Desembargador JOO DE ALMEIDA BRANCO

RELATRIO

BANCO DO BRASIL S/A interpe recurso de apelao contra sentena proferida nos Embargos Execuo interpostos

por TONILIA ALVES FERREIRA, SIMONE GOMES FERREIRA, DIOGO MAURCIO GOMES e ALEXANDRE GOMES FERREIRA,

pela MM Juza, Dr. Wilsianne Ferreira Novato, que julgou improcedentes

os respectivos embargos, face a legitimidade ativa dos embargados para

executarem o ttulo judicial.

Pela mesma deciso determinou que no crdito fosse

aplicada a correo monetria desde a data do efetivo prejuzo e, os juros

______________________________________________________________________

PODER JUDICIRIO TRIBUNAL DE JUSTIA DE GOIS

Gabinete do Desembargador Almeida Branco _____________________________________________________________________________________

2

sero de 1% (um por cento) ao ms, a partir da citao vlida no processo

de indenizao.

Em razo da sucumbncia condenou a instituio

financeira ao pagamento das despesas processuais e honorrios

advocatcios fixados em 10% sobre o valor dos embargos.

Argui preliminarmente, o apelante, ilegitimidade ad causam dos apelados, posto que em se tratando de morte da parte, a

legitimidade do inventariante e no dos sucessores legalmente

habilitados.

No mrito alega excesso de execuo, decorrente da

inadequada aplicao dos juros moratrios, que devem contados a partir de

01/08/2002, cuja taxa deve ser a do Cdigo Civil de 1916 e correo

monetria a partir da citao (art. 1, 1, da Lei 6.899/91).

Argumenta que os honorrios advocatcios devem ser

fixados com base no pargrafo 4 do artigo 20 do estatuto processual civil.

TONILIA ALVES FERREIRA, SIMONE GOMES

FERREIRA, DIOGO MAURCIO GOMES e ALEXANDRE GOMES

FERREIRA (fl.160/182), refutando in totum os argumentos expendidos,

pugnam pelo improvimento do recurso condenando o recorrente na

litigncia de m-f. Ato contnuo interpem RECURSO ADESIVO

______________________________________________________________________ APELAO CVEL N 119350-8/188 (200704922880)

PODER JUDICIRIO TRIBUNAL DE JUSTIA DE GOIS

Gabinete do Desembargador Almeida Branco _____________________________________________________________________________________

3

(fl.183/195), defendendo, em sntese, ocorrncia de precluso quanto a

ilegitimidade ativa dos exequentes e que os juros moratrios devem incidir

desde o evento danoso, in casu, em 01/08/2002.

Tecendo comentrios sobre a matria em pauta,

colaciona jurisprudncia.

Banco do Brasil S/A, nas contra-razes, arguindo coisa

julgada sobre o pedido de fixao de juros a partir do evento tido como

moralmente danoso e a inocorrncia de precluso quanto a ilegitimidade,

por tratar-se de questo de ordem pblica, pugna pelo improvimento do

recurso adesivo.

o sucinto relatrio.

Ao douto revisor.

Goinia, 14 de maro de 2008.

Desembargador ALMEIDA BRANCO

Relator

3/tn

______________________________________________________________________ APELAO CVEL N 119350-8/188 (200704922880)

PODER JUDICIRIO TRIBUNAL DE JUSTIA DE GOIS

Gabinete do Desembargador Almeida Branco ____________________________________________________________________________________

4 Cmara Cvel

APELAO CVEL N 119350-8/188 (200704922880)

COMARCA SANCLERLNDIA

APELANTE BANCO DO BRASIL S/A

APELADOS TIONILIA ALVES FERREIRA e outros

RECURSO ADESIVO

RECORRENTES TIONILIA ALVES FERREIRA E OUTROS

RELATOR Desembargador JOO DE ALMEIDA BRANCO

VOTO

Presentes os pressupostos de admissibilidade dos

recursos, deles conheo.

Conforme relatado, trata-se de Embargos Execuo

julgados improcedentes, face a legitimidade ativa dos embargados para

executarem o ttulo judicial, correo monetria desde a data do efetivo

prejuzo, os juros de 1% (um por cento) ao ms, a partir da citao vlida

no processo de indenizao e, em razo da sucumbncia condenou a

instituio financeira ao pagamento das despesas processuais e honorrios

advocatcios fixados em 10% sobre o valor dos embargos.

______________________________________________________________________

PODER JUDICIRIO TRIBUNAL DE JUSTIA DE GOIS

Gabinete do Desembargador Almeida Branco _____________________________________________________________________________________

2

As razes do recurso de Apelao e Adesivo por

estarem entrelaadas, se confundem, destarte, sero apreciadas

conjuntamente.

Enquanto o apelante, argui preliminarmente

ilegitimidade ad causam dos apelados, ao argumento de que em se tratando

de morte da parte, a legitimidade do inventariante e no dos sucessores, a

recorrente adesiva ratifica ocorrncia de precluso quanto a ilegitimidade

ativa dos exequentes.

sabido que a ilegitimidade ad causam, como uma das

condies da ao, deve ser conhecida em qualquer tempo e grau de

jurisdio at mesmo de ofcio, sem que com isso haja precluso a respeito.

Pois bem, dispe o artigo 43 do estatuto processual civil

que ocorrendo a morte de qualquer das partes, dar-se- a substituio pelo

seu esplio ou pelos seus sucessores.

A substituio processual pelo esplio d-se quando j

instaurado o respectivo inventrio e partilha e vai at o trmino deste.

Nesse caso, caber ao inventariante a representao do

esplio em juzo, ativa ou passivamente (artigo 12, V), do estatuto

processual civil, salvo quando for dativo.

______________________________________________________________________ APELAO CVEL N 119350-8/188 (200704922880)

PODER JUDICIRIO TRIBUNAL DE JUSTIA DE GOIS

Gabinete do Desembargador Almeida Branco _____________________________________________________________________________________

3

J a substituio processual do morto pelos seus

sucessores ou herdeiros ocorre quando inexiste inventrio e partilha em

curso, cabendo assim aos sucessores habilitar-se nos autos, de per s.

Se h inventrio aberto, quem

deve suceder o falecido o seu esplio,

representado pelo inventariante artigo.

1056, CPC; a habilitao dos herdeiros, em

ao judicial, s necessrio se o inventrio

no tiver sido iniciado; ou, ento, tratando-se

de inventariante dativo, caso em que a

participao dos herdeiros compulsria

mediante a citao; ou ainda, no caso de

inventrio concludo e partilha feita, a ao

poder ser proposta contra os herdeiros, se

for o caso. (TJSC, Apel. 21348, rel. Des.

Rubens Cordova in JC 47/265)

No havendo inventrio e, logo, no

havendo administrador provisrio da herana

e dos bens nela contidos, os atos de

administrao s podem ser exercidos pela

totalidade dos titulares (...) (2 TACivSP, Agavo 157.003, rel. Juiz, Walter Moraes

______________________________________________________________________ APELAO CVEL N 119350-8/188 (200704922880)

PODER JUDICIRIO TRIBUNAL DE JUSTIA DE GOIS

Gabinete do Desembargador Almeida Branco _____________________________________________________________________________________

4

RJTACSP 84/284)

1.Ocorrendo a morte de qualquer das

partes no curso do processo, dar-se-a a

substituio pelo seu esplio ou pelos seus

sucessores (CPC, art. 43). Falecido o

exequente, sem prova de ter sido aberto o

respectivo inventrio e partilha,

consequentemente desconhecendo-se

inventariante a representar o esplio,

legitima a habilitao dos herdeiros

necessrios, como substitutos processuais do

morto, mesmo porque podem intervir como

litisconsorte ativos porquanto o direito

resultando do ttulo executivo lhe diz

respeito na transmisso da herana. (TJGO,

Apel. 29327-6, rel. Des. Charife Oscar Abro)

Analisando o feito, observa-se ausncia de prova de

instaurao do inventrio e partilha do falecido Jos Maurcio Gomes, cuja

certido de bito encontra-se fl. 149, tanto assim que os seus herdeiros,

intimados, habilitaram-se em nomes prprios na indenizao para a

execuo de sua sentena.

Ademais, mesmo na execuo da sentena pelo

______________________________________________________________________ APELAO CVEL N 119350-8/188 (200704922880)

PODER JUDICIRIO TRIBUNAL DE JUSTIA DE GOIS

Gabinete do Desembargador Almeida Branco _____________________________________________________________________________________

5

esplio, os herdeiros podem intervir como litisconsortes