Click here to load reader

As Metrópoles, Globalização e a Questão Social: · PDF file Composição Social dos Bairros ... Fortaleza Cuiabá Palmas ... Atraso Escolar de Crianças de 7 a 14 anos Composição

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of As Metrópoles, Globalização e a Questão Social: · PDF file...

As MetrAs Metrpoles, Globalizapoles, Globalizao e a o e a Questo Social: desafiosQuesto Social: desafios

Prof. Luiz Cesar de Queiroz RibeiroProf. Luiz Cesar de Queiroz RibeiroInstituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e RegionalInstituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e RegionalObservatObservatrio das Metrrio das Metrpoles poles Instituto do MilnioInstituto do Milnio/CNPq/CNPq

www.observatorio.tk

www.ippur.ufrj.br/observatorio

Regies metropolitanas Tipo ARegies metropolitanas Tipo BAglomeraes Urbanas

MaringMaring

CuritibaCuritiba

Porto Porto AlegreAlegre

Belo HorizonteBelo Horizonte

So PauloSo PauloRio de JaneiroRio de Janeiro

SalvadorSalvador

GoiniaGoinia

FortalezaFortalezaBelBelmm

NatalNatalRecifeRecife

A MUNDIALIZAA MUNDIALIZAO DESIGUAL DA O DESIGUAL DA URBANIZAURBANIZAOO

Entre as 33 megalEntre as 33 megalpoles anunciadas poles anunciadas para 2015, 27 estaro nos papara 2015, 27 estaro nos pases ses menos desenvolvidos, sendo que 19 na menos desenvolvidos, sendo que 19 na sia.sia.

O FUTURO DAS METRO FUTURO DAS METRPOLES?POLES?

DISSOCIADISSOCIAO ENTRE REPRODUO ENTRE REPRODUO DO O DO CAPITAL E REPRODUCAPITAL E REPRODUO SOCIAL NO O SOCIAL NO SISTEMA URBANOSISTEMA URBANO MUNDIAL E NO MUNDIAL E NO INTERIORINTERIOR DE MUITAS METRDE MUITAS METRPOLES.POLES.

AS METRAS METRPOLES DO CAPITAL E DO PODER POLES DO CAPITAL E DO PODER ENCURTAM DE TAMANHOENCURTAM DE TAMANHO E AS E AS METRMETRPOLES DA POPULAPOLES DA POPULAO O EXPLODEMEXPLODEM. .

RECONFIGURARECONFIGURAO DAS O DAS CIDADESCIDADES

A GLOBALIZAA GLOBALIZAO TRANSFORMA O TRANSFORMA MODELO URBANO MUNDIAL.MODELO URBANO MUNDIAL.

REDE DE CIDADESREDE DE CIDADES CIDADE EM REDECIDADE EM REDE

METRMETRPOLES PERIFPOLES PERIFRICAS E A RICAS E A GLOBALIZAGLOBALIZAOO

Metrpoles Firmas

Mutualizao dos Riscos

Flexibilidade Total.

a redua reduo dos custos da distncia ou o o dos custos da distncia ou o crescimento das externalidades monetcrescimento das externalidades monetrias rias contam menos que a densificacontam menos que a densificao das relao das relaes es sociais, intelectuais e culturais.sociais, intelectuais e culturais. (P. Veltz)(P. Veltz)

COMPETIVIDADE DAS COMPETIVIDADE DAS METRMETRPOLESPOLES

RECONFIGURARECONFIGURAO DAS O DAS METRMETRPOLES PERIFPOLES PERIFRICASRICAS

OS CAPITAIS E O PODER MUNDIAIS OS CAPITAIS E O PODER MUNDIAIS INTERESSAM INTERESSAM OS LUGARESOS LUGARES DAS DAS

METRMETRPOLES. POLES.

METRMETRPOLES E POLPOLES E POLTICAS TICAS SOCIAISSOCIAIS

REGIMES DE BEM-ESTAR

SOCIAL

POLTICAS COMPENSATRIAS

E FOCALIZADAS

POLTICAS

UNIVERSAIS

POLPOLTICAS TICAS DE SEGURO DE SEGURO SOCIALSOCIAL

O FUTURO DAS GRANDES O FUTURO DAS GRANDES METRMETRPOLES DA PERIFERIA?POLES DA PERIFERIA?

REGIME DE BEMREGIME DE BEM--ESTAR ESTAR SOCIALSOCIAL

PROJETO DE ECONOMIA PROJETO DE ECONOMIA URBANAURBANA

O QUE O QUE UM REGIME DE BEMUM REGIME DE BEM--ESTAR SOCIAL?ESTAR SOCIAL?

rea da Intervenrea da Interveno do Estadoo do Estado

Direitos SociaisDireitos Sociais

rea da rea da FamFamlia/Comunidade lia/Comunidade

ReciprocidadeReciprocidade..

rea do Mercadorea do Mercado

PrePreos os autoauto--reguladosregulados

DESAFIOSDESAFIOS

O QUE FAZER DURANTE NESTA O QUE FAZER DURANTE NESTA TRANSITRANSIO?O?

DESAFIOSDESAFIOS

AS GRANDES AGLOMERAAS GRANDES AGLOMERAES PERDEM A ES PERDEM A CAPACIDADE DE INTEGRACAPACIDADE DE INTEGRAO SOCIAL DE O SOCIAL DE

UNIFICAUNIFICAO POLO POLTICA E TERRITORIAL.TICA E TERRITORIAL.

O ESTADOO ESTADO--NANAO PERDE SUA O PERDE SUA PODER E AUTORIDADE.PODER E AUTORIDADE.

SegmentaSegmentaoodo Mercado do Mercado de Trabalhode Trabalho

FragilizaFragilizao da o da FamFamlia e da lia e da Comunidade Comunidade

Vulnerabilidade Vulnerabilidade Social Social

SegregaSegregaes Ses Sciocio--TerritoriaisTerritoriais

Isolamento dos PobresIsolamento dos Pobres

Dinmica SDinmica Sciocio--TerritorialTerritorial

ISOLAMENTO COMPULSISOLAMENTO COMPULSRIORIO

ISOLAMENTO VOLUNTRIO

Distncia Espacial Distncia Espacial

Distncia Social Distncia Social

Distncia Legal Distncia Legal

SegregaSegregaes Ses Sciocio--TerritoriaisTerritoriais

A Metrpole e a Questo Social

Bem-Estar Social Renda

UrbanaOportunidades

SegregaSegregaesesTerritoriaisTerritoriais Desigualdades

Contexto do DomicContexto do Domicliolio

Contexto Social do Bairro: Contexto Social do Bairro: grau de concentragrau de concentrao de o de trabalhadores com latrabalhadores com laos os frfrgeis com o mercado de geis com o mercado de

trabalhotrabalho

Contexto das FamContexto das Famlias: lias: unio consensual, tipo de unio consensual, tipo de

famfamlia, etc.lia, etc.

Situao de Risco de Crianas e Jovens

FragilizaFragilizao da Relao da Relao o com o Mercado de com o Mercado de

TrabalhoTrabalho

A A

B

B

A Relao de controleB Relao de causalidade

RELARELAO RISCO E A COMPOSIO RISCO E A COMPOSIO SO SCIOCIO--OCUPACIONAL OCUPACIONAL DOS DOS BAIRROSBAIRROS: 15 METR: 15 METRPOLESPOLES

AbandonoAbandono MaternoMaterno InfantilInfantil -- 4 e 5 4 e 5 anosanos

AtrasoAtraso e e EvasoEvaso EscolarEscolar -- 7 a 14 7 a 14 anosanos

JovemJovem queque nono estudaestuda, , nono trabalhatrabalha e e procuraprocura ocupaocupaoo -- 15 a 24 15 a 24 anosanos

JovemJovem queque nono estudaestuda, , nono trabalhatrabalha e e nono procuraprocura ocupaocupaoo -- 15 a 24 15 a 24 anosanos

MeMe SolteiraSolteira queque nono trabalhatrabalha, , nono trabalhatrabalha e e nono procuraprocura ocupaocupaoo -- 15 a 19 15 a 19 anosanos

% DE PESSOAS EM OCUPA% DE PESSOAS EM OCUPAES ESTES ESTVEISVEIS

CORRELACORRELAO= O= --0,720,72

FIM : O QUE FAZER?FIM : O QUE FAZER?

A QUEM INTERESSA O PROJETO DE A QUEM INTERESSA O PROJETO DE

FUTURO PARA AS METRFUTURO PARA AS METRPOLES DA POLES DA

AMAMRICA LATINA? RICA LATINA?

AS METRAS METRPOLES E AS POLES E AS POLPOLTICAS PTICAS PBLICASBLICAS

TerritTerritriorio

PolPoltica Urbanatica Urbana

PolPoltica de Satica de Sadede

PolPoltica de Educatica de Educaoo

PolPoltica Socialtica Social

Foto: NYCC visto da Avenida das Amricas

A incidncia de homicA incidncia de homicdios dios nas regies metropolitanas nas regies metropolitanas quase duas vezes maior quase duas vezes maior que a incidncia nacional.que a incidncia nacional.

JornalJornal o o GloboGlobo -- Marcelo Marcelo BurgoBurgo

Efeito VizinhanEfeito Vizinhanaa

O efeito de vizinhana reproduz ou no modelos culturais, estruturas de oportunidades disponveis e ativos para cada segmento isto , pode promover de maneira simultnea a reproduo intergeracional da riqueza e da pobreza. (Kaztman, 1999)

Efeito VizinhanEfeito Vizinhanaa[...] se restringem as ocasies que permitem

compartilhar com outras classes o tipo de experincias cotidianas que alimentam e preservam a crena em um destino coletivo comum, experincias sobre as quais repousam os sentimentos de cidadania.

A idia de ser portador dos mesmos direitose de gozar dos benefcios do princpio universal de igualdade para a vida social pode ser visto como uma fico quando o distanciamento com respeito s correntes dominantes da sociedade se vive todos os dias (KAZTMAN, 2001, P.184).

Efeito VizinhanEfeito Vizinhanaa: : mecanismosmecanismos

Redes SociaisRedes Sociais

SocializaSocializao Coletivao Coletiva

ExposiExposio ao Crime e o ao Crime e ViolnciaViolncia

Distncia e Isolamento SocialDistncia e Isolamento Social

Influncia dos ParesInfluncia dos Pares

Qualidade dos ServiQualidade dos Serviosos

Atraso Escolar de Crianas de 7 a 14 anos Composio Social dos Bairros

Capital Cultural Conjugalidade Baixo Mdio Mdio-

Superior Superior Total Civil e/ou religioso 26,7% 22,6% 23,6% 22,4% 26,1%

Consensual 35,1% 30,6% 32,1% 28,1% 34,4% At 5 anos

Monoparental 36,9% 30,1% 32,6% 28,5% 35,8%

At 5 anos Total 31,7% 27,0% 28,8% 25,8% 31,0%

Civil e/ou religioso 13,0% 10,6% 10,3% 9,0% 12,3%

Consensual 20,6% 17,3% 15,8% 15,9% 19,7% Mais de 5 at 9

anos Monoparental 22,0% 17,4% 15,3% 13,2% 20,4%

Mais de 5 at 9 anos Total 16,7% 13,6% 12,7% 11,5% 15,8%

Civil e/ou religioso 7,5% 6,2% 5,5% 6,2% 6,8%

Consensual 14,0% 10,5% 8,0% 7,8% 12,1% Mais de 9 at 12

anos Monoparental 14,8% 11,3% 9,4% 7,9% 12,7%

Mais de 9 at 12 anos Total 10,3% 8,0% 6,8% 6,8% 9,0%

Civil e/ou religioso 5,0% 4,6% 3,8% 3,3% 4,1%

Consensual 8,9% 6,4% 5,4% 5,0% 6,4% Mais de 12 anos

Monoparental 10,5% 6,9% 6,1% 5,4% 7,1% Mais de 12 anos Total 6,5% 5,2% 4,3% 3,8% 4,9%

Civil e/ou religioso 18,1% 11,1% 7,9% 5,2% 15,2%

Consensual 28,1% 20,5% 16,9% 11,4% 26,1% Total Global

Monoparental 29,1% 19,5% 15,1% 9,1% 25,4%

Total Geral 23,2% 15,0% 11,1% 6,7% 20,1% Fonte: Censo 2000, FIBGE. Tabulao Observatrios das Metrpoles.

ROTEIROROTEIRO

DINMICA DE OCUPADINMICA DE OCUPAO DO O DO TERRITTERRITRIO METROPOLITANORIO METROPOLITANO

TERRITTERRITRIO METROPOLITANO E AS RIO METROPOLITANO E AS DESIGUALDADESDESIGUALDADES

As MetrAs Metrpoles Brasileiraspoles Brasileiras

15 Aglomera15 Aglomeraes Urbanas es Urbanas MetropolizadasMetropolizadas

2 Mega2 Mega--CidadesCidades

Search related