ASPECTOS BIOMECNICOS DAS PRTESES de estrutura do periodonto de sustentao (periodonto reduzido), determinando com isso, aumento de coroa clni-

  • View
    217

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of ASPECTOS BIOMECNICOS DAS PRTESES de estrutura do periodonto de sustentao (periodonto reduzido),...

  • 105

    R. Periodontia - Maro 2008 - Volume 18 - Nmero 01

    INTRODUO

    O tratamento prottico apresenta, como princi-pal finalidade, a recomposio das funes do siste-ma estomatogntico, atravs da reposio de ele-mentos dentrios e de tecidos adjacentes perdidos,objetivando devolver ao paciente os requisitosmastigatrios, fonticos e estticos. Alm de promo-ver a conservao das estruturas orais remanescen-tes e no somente a simples reposio dos elemen-tos dentrios ausentes (Mauri Filho et al., 2004).Pode-se, ento afirmar que a reabilitao oral, sejaatravs de prteses fixas ou removveis constitui fa-tor essencial para a manuteno da qualidade devida dos pacientes (Caputo & Wylie, 1991).

    A reabilitao dos pacientes parcialmente den-tados, em sua grande maioria, realizada atravs dautilizao das prteses parciais removveis, que se-gundo Todescan (1998) so aparelhosdentossuportados ou mucodentossuportados, des-tinados a substituir um ou mais dentes em um ouem ambos os maxilares, podendo ser removidos daboca com relativa facilidade, tanto pelo profissionalquanto pelo paciente.

    Assim, a prtese parcial removvel, torna-se umaalternativa comum de tratamento para restaurar re-as edntulas, na medida em que apresenta prepa-

    ASPECTOS BIOMECNICOS DAS PRTESES PARCIAISREMOVVEIS E O PERIODONTO DE DENTES SUPORTEBiomechanical aspects of removable partial denture and the periodontium of abutment teeth

    Adriana da Fonte Porto Carreiro1, Candice de Freitas Rgo Bezerra2, Bruna Aguiar Amaral3, Grasiela Piuvezam4, EduardoGomes Seabra5

    RESUMO

    A reabilitao oral dos pacientes parcialmente denta-dos pode ser realizada atravs de prteses parciais remov-veis e constitui fator essencial para a manuteno da qua-lidade de vida. No entanto, torna-se fundamental, no pro-cesso de planejamento das prteses parciais removveisanalisar a situao periodontal dos elementos dentriosremanescentes que serviro de suporte para essas prteses,pois a literatura mostra que a maioria dos usurios deprteses removveis apresenta ou apresentou alguma for-ma de doena periodontal. Assim, diante do exposto, opresente artigo tem como objetivo apresentar as caracte-rsticas biomecnicas das prteses parciais removveis querespeitam o periodonto dos dentes suporte.

    UNITERMOS: Prtese Parcial Removvel, Planejamen-to, Periodonto, Dentes pilares. R Periodontia 2008;18:105-113.

    1 Professora Adjunta da Disciplina de Prtese Total da Faculdade de Odontologia da UFRN

    2 Mestre em Odontologia rea de concentrao em Periodontia UFRN

    3 Doutoranda do Programa de Ps graduao em Patologia Oral da UFRN

    4 Doutoranda em Cincias da Sade - UFRN

    5 Professor Adjunto da Disciplina de Periodontia da Faculdade de Odontologia da UFRN

    Recebimento: 18/10/07 - Correo: 21/12/07 - Aceite: 08/01/08

    periomar2008rep03-04-09.pmd 4/9/2009, 5:10 PM105

  • R. Periodontia - 18(1):105-113

    106

    ros conservadores e rpida resoluo. Este tipo de prtesecumpre um papel relevante na reabilitao de desdentadosparciais, pois um mtodo biologicamente satisfatrio e decusto acessvel para grande parte da populao (Leles et al,1999).

    Do ponto de vista da indicao das prteses parciais re-movveis sabe-se que os limites de indicao so muito am-plos, pois medida que a via de suporte dentrio vai se es-casseando, os recursos propiciados pelo suporte mucoso vosendo recrutados no planejamento com o intuito de pouparos dentes que permanecem na cavidade oral (Stewart & Rydd,1983). No entanto, torna-se fundamental, no processo deplanejamento das prteses parciais removveis analisar a si-tuao periodontal dos elementos dentrios remanescentesque serviro de suporte para estas prteses, pois a literaturavem mostrando que a maioria dos pacientes usurios deprteses removveis apresenta ou apresentou alguma formade doena periodontal (Mauri Filho et al., 2004).

    Especificamente no caso brasileiro, de acordo com osdados do projeto SB Brasil 2003 (Brasil, 2004) observou-seuma grande quantidade de pessoas parcialmente dentadase com elementos dentrios acometidos por bolsasperiodontais de mais de 4 mm, em todas as faixas etrias,refletindo portanto, em um elevado nmero de indivduosque necessitam de prteses parciais removveis associadas acondies periodontais alteradas.

    Assim, diante do exposto, o presente artigo tem comoobjetivo apresentar das caractersticas biomecnicas dasprteses parciais removveis que respeitam o periodonto dosdentes suporte.

    METODOLOGIA

    Os dados selecionados para essa reviso bibliogrficaforam obtidos atravs do acesso as bases de dados eletrni-cos LILACS e MEDLINE, a consulta em listas de refernciasde artigos, no Pub Med e atravs de busca manual em revis-tas e peridicos. Na base de dados eletrnicos LILACS foiutilizada a seguinte estratgia de busca, prtese parcial re-movvel como descritor de assunto e como palavra,periodontal. No MEDLINE foi utilizado removable partialdenture como descritor de assunto e como palavras, planninge periodontium. No Pub Med foram utilizados as palavrasremovable partial denture e abutments teeth. O perodoutilizado para a busca foi de 1993-2007.

    CONSIDERAES PERIODONTAIS

    Diversos autores (Bergman, 1987; Brill et al., 1977; El

    Ghamraywy, 1976; Jorge et al., 2007) so concordantes noque concerne ao potencial que a PPR exerce em favorecer oacmulo de biofilme dentrio. Segundo Leles et al., 1999, aprpria presena da PPR pode ser um contribuinte para ace-lerar problemas periodontais num paciente, cuja histria pr-via de perdas dentrias mltiplas muitas vezes indicativade um baixo nvel de conscientizao e interesse relaciona-do sade bucal. Se o paciente no se propuser a realizaradequada higiene oral associada ao controle profissional, esseaumento do biofilme dentrio comear a trazer danos aoperiodonto tais como inflamao gengival e aumento daprofundidade de sondagem, podendo chegar at a perdade insero.

    Portanto, antes de qualquer tratamento prottico, deve-se realizar uma avaliao clnica e radiogrfica do periodontodos elementos dentrios remanescentes. Essa avaliao ser-vir de suporte para estas prteses para estabelecer umacondio de sade e assegurar-se de que os pacientes rece-bero instruo detalhada de higiene oral de maneira que oacmulo de biofilme dentrio ao redor dos dentes pilares edos componentes da prtese seja o mnimo possvel. ne-cessrio avaliar a situao dos tecidos periodontais, se existea presena de inflamaes, edemas, alteraes de coloraogengivais, a possvel presena de bolsas periodontais e con-seqentemente de perdas sseas, mobilidade dentrias erecesses gengivais (Santos Jnior et al., 2002).

    O planejamento da teraputica bsica realizado emfuno das necessidades individuais apresentadas. Osangramento sondagem o sinal clnico mais sensvel deinflamao e indica a necessidade de raspagem e alisamentocorono-radicular para eliminao ou reduo do clculodentrio e tambm do biofilme dentrio. Instrues deta-lhadas de higiene oral so necessrias para indivduos queapresentam higiene bucal ineficiente e/ou traumtica demaneira que o acmulo de biofilme ao redor dos dentes pi-lares e dos componentes da prtese seja o mnimo possvel.A ocluso dever estar bem ajustada para que as forasoclusais incidam de tal forma que a resultante seja no sen-tido do longo eixo dos dentes, sem provocar foras laterais.Portanto, a terapia oclusal utilizada para garantirneutralizao e transmisso de foras efetivas ao periodonto(Hou et al, 1997).

    A terapia periodontal prvia ao tratamento deve satisfa-zer os seguintes objetivos: eliminao de todos os fatoresetiolgicos, eliminao ou reduo das bolsas periodontaiscom restabelecimento de sulcos gengivais livres de inflama-o, criao de uma arquitetura ssea e gengival fisiolgicasempre que possvel, estabelecimento de relaes oclusaisfuncionais e desenvolvimento de um programa de controle

    periomar2008rep03-04-09.pmd 4/9/2009, 5:10 PM106

  • R. Periodontia - 18(1):105-113

    107

    de biofilme dentrio individualizado (Sanchez, 1998).A reavaliao julga o sucesso ou fracasso da teraputica

    bsica na promoo da sade e a possibilidade da realiza-o do tratamento prottico. A obteno do equilbrio entrea virulncia bacteriana e a resistncia do hospedeiro direcionao tratamento para a manuteno deste estado. Esta etapaprotocolar evita que a gengivite ou a periodontite inativatransforme-se em leso destrutiva ativa. A periodicidade damanuteno ditada pelo risco do desenvolvimento de c-ries, gengivites e/ou periodontites ativas. No fracasso da te-raputica bsica, na promoo de sade ou de possibilitar otratamento prottico, pode-se repetir algumas de suas eta-pas como realizao de nova raspagem e alisamento corono-radicular ou execuo de cirurgias periodontais, principalmen-te para eliminao de bolsas periodontais existentes (Lindheet al, 2005).

    Quando o periodonto encontra-se no nvel normal, semcomprometimento periodontal, observa-se que a carga trans-mitida ao dente-suporte mais prxima da fisiolgica, poisse faz axialmente, isto porque o dente capaz de resistir sobrecarga que incide sobre ele, no tendendo a inclinar-se.No entanto, no caso em que o dente suporte apresentaperda de estrutura do periodonto de sustentao (periodontoreduzido), determinando com isso, aumento de coroa clni-ca e, conseqentemente, aumento do brao de potncia ediminuio do brao de resistncia, seu eixo de rotao deslocado mais apicalmente e, assim, predispe ainda maisos elementos dentrios ao de foras laterais e verticais(Mauri Filho et al. 2004; Todescan et al. 1998).

    Porm, se existe qualidade dos tecidos de suporte favo-recendo a indicao da PPR, importante que os princpiosdas foras oclusais, que incidem sobre as superfcies dentrias,no desenvolvam resultantes de foras no sentido lateral doselementos de suporte, permitindo um perfeito equilbrio daocluso nesses pacientes. Este tipo de prtese ter que sermuito bem controlada (controle de biofilme dentrio), poisno poder haver infla