of 48 /48
1 ÍNDICE Pulso 3 Altura Figuras rítmicas ( , , ) 6 Pauta ou pentagrama Figuras rítmicas com pausas ( ou , ou , ou ) 10 Estrutura da escala maior Intervalos (2M e 2m) Solfejo Leitura rítmica a 1 e 2 vozes 15 Classificação de intervalos (2M e 2m) Solfejo com arpejos Compasso, fórmula de compasso 20 Classificação de intervalos (3M e 3m) Metades de tempo ( ) 24 Mudanças de unidade de tempo (2 e 8) Classificação de intervalos (4J e 4 aum) Revisão 28 Prova 28 Escalas maiores com sustenidos 29 Armadura de clave ( # ) Ponto de aumento Escalas maiores com bemol 32 Armadura de clave ( b ) Inversão de intervalos Subdivisão em 4 partes ( ) Inícios e terminações 37 Armadura de clave (revisão) Sinais de repetição (ritornello, casa 1ª e 2ª) 1ª aula 2ª aula 3ª aula 4ª aula 5ª aula 6ª aula 7ª aula 8ª aula 9ª aula 10ª aula 11ª aula

Caderno Lem

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: Caderno Lem

1

ÍNDICE

• Pulso 3 • Altura

• Figuras rítmicas ( , , ) 6 • Pauta ou pentagrama

• Figuras rítmicas com pausas ( ou , ou , ou ) 10 • Estrutura da escala maior • Intervalos (2M e 2m) • Solfejo

• Leitura rítmica a 1 e 2 vozes 15 • Classificação de intervalos (2M e 2m) • Solfejo com arpejos

• Compasso, fórmula de compasso 20 • Classificação de intervalos (3M e 3m)

• Metades de tempo ( ) 24 • Mudanças de unidade de tempo (2 e 8) • Classificação de intervalos (4J e 4 aum)

• Revisão 28

• Prova 28

• Escalas maiores com sustenidos 29 • Armadura de clave (# ) • Ponto de aumento

• Escalas maiores com bemol 32 • Armadura de clave (b ) • Inversão de intervalos • Subdivisão em 4 partes ( )

• Inícios e terminações 37 • Armadura de clave (revisão) • Sinais de repetição (ritornello, casa 1ª e 2ª)

1ª aula

2ª aula

3ª aula

4ª aula

5ª aula

6ª aula

7ª aula

8ª aula

9ª aula

10ª aula

11ª aula

Page 2: Caderno Lem

2

• Transposição 40 • Nomenclatura funcional dos graus

• Tonalidades relativas 42

• Intervalos harmônicos 44 • Acordes maior e menor (tríade) • Cifragem de acorde

• Revisão 46

• Prova 48

12ª aula

13ª aula

14ª aula

15ª aula

16ª aula

Page 3: Caderno Lem

3

LEM

1ª aula

Pulso

Conceito: O pulso é um ritmo elementar de tempos iguais que se caracteriza pela constância e repetição.

Exercícios

Page 4: Caderno Lem

4

Ditado rítmico

Page 5: Caderno Lem

5

Altura

Conceito: Freqüência sonora; freqüência baixa, som grave, mais alta, som agudo.

1 7

6

5

4 3

2

1 7

6

5 Exercícios

Ditado

Page 6: Caderno Lem

6

2ª aula

Pulso

Exercícios

Page 7: Caderno Lem

7

Ditado rítmico

Page 8: Caderno Lem

8

Pauta ou Pentagrama

Conceito: Conjunto de cinco linhas e quatro espaços onde se escrevem as notas.

Clave

Conceito: Indica o lugar das notas na pauta. Exemplos:

Exercícios: Escreva o nome das notas.

Solfejo

Page 9: Caderno Lem

9

Ditado

Page 10: Caderno Lem

10

3ª aula Exercícios

Page 11: Caderno Lem

11

Ditado rítmico

Page 12: Caderno Lem

12 Escreva o nome das notas

Page 13: Caderno Lem

13

Estrutura da escala maior

Intervalo: Distância entre dois sons.

• Semitom (2ª menor) – menor intervalo entre duas notas. • Tom (2ª maior) – dois semitons.

Obs.: Com notas naturais (sem alteração) só existem duas segundas menores (semitom): Mi-Fá ou

Si-Dó. Alterações ou acidentes: mudam a altura das notas.

• b desce um semitom.

• # sobe um semitom.

• ∫ desce um tom.

• ‹ sobe um tom.

• n a nota volta a ser natural. Exercícios: Classifique os intervalos.

Page 14: Caderno Lem

14 Classificar os intervalos Obs.: Compare com os intervalos naturais. Solfejo

Ditado

Page 15: Caderno Lem

15

4ª aula

Ritmo

Page 16: Caderno Lem

16

Ritmo a duas vozes

Ditado rítmico

Page 17: Caderno Lem

17

Classificação de intervalos

Dois tipos:

• Numérica – de acordo com o número de notas contidas no intervalo. • Qualitativa – de acordo com o número de tons e semitons contidos no intervalo.

Obs.1: Qualquer intervalo pode ser aumentado ou diminuto. Obs.2: Maior (M), menor (m), Justo (J), Aumentado (A), Diminuto (D). 1. Classifique os intervalos de segunda.

Page 18: Caderno Lem

18 2. Classifique numericamente os intervalos.

Page 19: Caderno Lem

19 Solfejo

Ditado

Page 20: Caderno Lem

20

5ª aula

Compasso: Espaço entre duas barras de compasso.

• Fórmula de compasso – indica como o compasso está organizado.

• Unidade de compasso – é o número de cima da fórmula de compasso e indica a quantidade de figuras que cabem no compasso.

• Unidade de tempo – é o número de baixo da fórmula de compasso e indica a figura rítmica que preenche um tempo.

Unidade de compasso = U.C. Unidade de tempo = U.T.

Exemplos:

Exercícios: Divida os compassos usando barra de compasso e barra dupla (final). Leia os exercícios.

Page 21: Caderno Lem

21

Ditado rítmico

Page 22: Caderno Lem

22

Intervalo de 3ª

3M = 2T 3m = 1T + ½T Obs.: Considerando as notas naturais (sem alteração), as 3m têm os semitons Mi-Fá ou Si-Dó dentro do intervalo. Veja: Classifique os intervalos.

Page 23: Caderno Lem

23

Solfejo

Ditado

Page 24: Caderno Lem

24

6ª aula

Leitura rítmica

Reescreva os exercícios usando as unidades de tempo pedidas.

Page 25: Caderno Lem

25 Coloque as barras de compasso.

Reescreva os exercícios usando a semínima (q ) como unidade de tempo.

Page 26: Caderno Lem

26

Intervalo de 4ª justa

É o intervalo formado por 2T + 1ST

A

J

D Considerando as notas naturais (sem alteração), todas as quartas são justas com exceção de Fá-Si que é aumentada (3 tons).

Classifique os intervalos.

Page 27: Caderno Lem

27 Solfejo

Ditado

Page 28: Caderno Lem

28

7ª aula

Revisão

1. Defina:

a) Pulso

b) Altura

c) Compasso

d) Intervalo

2. Classifique os intervalos.

3. Coloque as barras de compasso.

4. Ditado rítmico

5. Ditado

8ª aula (Prova)

Page 29: Caderno Lem

29

9ª aula

Escalas maiores

As escalas maiores têm como modelo a escala de Dó maior, por esta ser formada só por notas naturais. É formada por dois tetracordes iguais (T, T, ST), separados por um tom.

Como os dois tetracordes são iguais, toma-se o primeiro ou o segundo para formar novas escalas.

Escalas maiores com sustenidos

Para formar novas escalas com sustenidos (#) toma-se sempre o segundo tetracorde que passa a ser o

primeiro. Exercício: Construir escalas maiores com sustenidos.

Page 30: Caderno Lem

30

Armadura de clave

São alterações escritas depois da clave que caracterizam uma escala. Memorize a seqüência abaixo nos dois sentidos:

# Fá Dó Sol Ré Lá Mi Si b → ← Para identificar as tonalidades que têm armadura com sustenidos, considere a última alteração e suba meio tom. Exercício: Identifique as tonalidades a partir das armaduras.

Exercício: Escreva as armaduras a partir das tonalidades dadas.

Page 31: Caderno Lem

31

Ritmo

Ponto de aumento: é colocado à direita da nota (ou pausa) aumentando em metade de sua

duração. Exercícios:

Ditado rítmico

Solfejo

Ditado

Page 32: Caderno Lem

32

10ª aula

Escalas maiores com bemóis Para formar novas escalas com bemóis (b), toma-se sempre o primeiro tetracorde que passa a ser o segundo tetracorde da nova escala.

Exercícios: Construir escalas maiores com bemóis.

Page 33: Caderno Lem

33

Armadura de clave com bemol Para identificar as tonalidades que tem armadura de clave com bemol, considere a penúltima nota bemolizada, esta dará o nome ao tom. Obs.: A única tonalidade maior que tem armadura de clave com bemol e não tem bemol no nome é Fá M. (um bemol). Exercício: Identifique as tonalidades a partir das armaduras.

Exercício: Escreva as armaduras a partir das tonalidades dadas.

Inversão de intervalos Para inverter um intervalo basta subir uma oitava a nota inferior ou abaixar uma oitava a nota superior. Este procedimento facilita a classificação dos intervalos maiores que a 4ª.

1ª 8ª M m 2ª 7ª J J 3ª 6ª A D 4ª 5ª

Obs.: A soma do intervalo original com a inversão é sempre nove (9).

Page 34: Caderno Lem

34

Exercício: Classificar os intervalos.

Page 35: Caderno Lem

35

Rítmo ( )

Ditado rítmico

Page 36: Caderno Lem

36 Solfejo

Ditado

Page 37: Caderno Lem

37

11ª aula

Inícios e terminações Temos três tipos de terminação: Tético – o ritmo começa no primeiro tempo do compasso. Exemplo:

Anacruse – as notas iniciais precedem o primeiro compasso. Exemplo:

Obs.: A anacruse é numerada como compasso zero (0). Acéfalo – quando o início do compasso é ocupado por pausa. Exemplo:

Temos dois tipos de terminação: Masculina – a música termina no tempo forte do compasso. Exemplo:

Feminina – a música termina no tempo fraco. Exemplo:

Page 38: Caderno Lem

38 Classifique início e terminação.

Armadura de clave (revisão)

Page 39: Caderno Lem

39

Leitura rítmica, com sinais de repetição

Ditado rítmico

Solfejo

Ditado

Page 40: Caderno Lem

40

12ª aula

Transposição Transportar uma melodia significa escrever, ler, tocar ou cantar a mesma em outra altura ou outro tom. O importante é manter as relações intervalares. Exercício: Transponha e solfeje as melodias abaixo para os tons pedidos, usando armadura de

clave.

Nomenclatura funcional dos graus da escala Graus – nome dado às notas das escalas; são numeradas com algarismos romanos (I, II, etc)

I - Tônica II – Supertônica III – Mediante IV – Subdominante

V – Dominante VI – Superdominante VII – Sensível Obs.: O VII grau só é chamado de sensível se o intervalo entre ele e o I grau for uma 2ªm. Se o intervalo for 2ªM, é chamado subtônica.

Page 41: Caderno Lem

41 Intervalos (revisão)

Solfejo

Ditado

Page 42: Caderno Lem

42

13ª aula

Tonalidades relativas Toda escala maior tem uma escala relativa menor. Logicamente, toda escala menor possui uma escala relativa maior. São assim chamadas por terem as mesmas notas (armadura de clave), com tônica (I grau) diferentes. A tônica da escala relativa menor coincide com o VI grau da relativa maior (3ªm abaixo). Observe:

Obs.: Uma escala é chamada menor quando o intervalo entre o I e o III grau é uma 3ªm. Exercícios:

1. Encontre as escalas relativas menores dos tons dados.

2. Escreva as armaduras de clave dos tons pedidos no exercício 1.

Page 43: Caderno Lem

43

3. Dada a armadura de clave, escreva o tom maior e o seu relativo menor.

Leitura rítmica

Ditado rítmico Solfejo

Ditado

Page 44: Caderno Lem

44

14ª aula

Intervalos: podem ser melódicos ou harmônicos.

• Melódicos: formados por notas sucessivas.

• Harmônicos: formados por notas simultâneas.

Classificar os intervalos.

Obs.: A combinação de três ou mais sons simultâneos, se chama acorde. Exemplo:

Exemplo:

Obs.: A soma das terças em acordes maiores ou menores é uma quinta justa. Por isso, são chamados perfeito maior e perfeito menor.

Page 45: Caderno Lem

45 Os acordes também podem ser representados por cifras. A B C D E F G (maiores) Lá Si Dó Ré Mi Fá Sol Am Bm Cm Dm Em Fm Gm (menores) Exemplos:

Classifique e cifre os acordes.

Page 46: Caderno Lem

46

15ª aula

Revisão

1. Divida os compassos usando barra simples e barra dupla (final).

2. Reescreva os exercícios usando a colcheia (e ) como unidade de tempo (U.T.)

3. Solfeje e transponha o exercício uma 2ª M abaixo. Use armadura de clave.

Page 47: Caderno Lem

47 4. Classifique os intervalos.

5. Classifique e cifre os acordes.

6. Escreva a armadura de clave dos tons pedidos.

Page 48: Caderno Lem

48 7. Dada a armadura de clave, escreva o tom maior e o relativo menor.

8. Classifique início e terminação.

9. Ditado rítmico

10. Ditado melódico

16ª aula (Prova)