CRIMES DA IMPRENSA CALÚNIA – DIFAMAÇÃO - INJÚRIA

  • View
    111

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of CRIMES DA IMPRENSA CALÚNIA – DIFAMAÇÃO - INJÚRIA

  • Slide 1
  • CRIMES DA IMPRENSA CALNIA DIFAMAO - INJRIA
  • Slide 2
  • CRIMES CONTRA A HONRA Honra objetiva - O que os outros pensam sobre a pessoa Honra subjetiva - Sentimento prprio, juzo de si mesmo, auto- estima
  • Slide 3
  • CRIMES DA IMPRENSA Art. 138 - Caluniar algum, imputando-lhe falsamente fato definido como crime: Pena - deteno, de seis (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa. 1 - Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputao, a propala ou divulga. 2 - punvel a calnia contra os mortos. 3 - Admite-se a prova da verdade, salvo: I - se, constituindo o fato imputado crime de ao privada, o ofendido no foi condenado por sentena irrecorrvel; II - se o fato imputado a qualquer das pessoas indicadas no n I do Art. 141; III - se do crime imputado, embora de ao pblica, o ofendido foi absolvido por sentena irrecorrvel.
  • Slide 4
  • CALNIA ACONTECE QUANDO Se imputa ao ofendido crime que atinge a honra objetiva Fato concreto ADMITE Prova da verdade: o ofensor pode se propor a provar
  • Slide 5
  • CRIMES DA IMPRENSA Art. 139 - Difamar algum, imputando-lhe fato ofensivo sua reputao: Pena - deteno, de 3 (trs) meses a 1 (um) ano, e multa. Pargrafo nico - A exceo da verdade somente se admite se o ofendido funcionrio pblico e a ofensa relativa ao exerccio de suas funes. crime mesmo que a ofensa seja verdadeira. Consuma-se quando um terceiro fica sabendo. Atinge a honra objetiva.
  • Slide 6
  • CRIMES DA IMPRENSA Art. 140 - Injuriar algum, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro: Pena - deteno, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa. 1 - O juiz pode deixar de aplicar a pena: I - quando o ofendido, de forma reprovvel, provocou diretamente a injria; II - no caso de retorso imediata, que consista em outra injria. 2 - Se a injria consiste em violncia ou vias de fato, que, por sua natureza ou pelo meio empregado, se considerem aviltantes: Pena - deteno, de 3 (trs) meses a 1 (um) ano, e multa, alm da pena correspondente violncia. 3 - Se a injria consiste na utilizao de elementos referentes a raa, cor, etnia, religio, origem ou a condio de pessoa idosa ou portadora de deficincia. (Alterado pela L-010.741-2003) Pena - recluso de um a trs anos e multa. (Alterado pela L-009.459- 1997)
  • Slide 7
  • INJRIA Atinge a honra subjetiva. Xingamento ou qualidade negativa. No aceita a exceo da verdade. Se concretiza quando chega ao conhecimento da vtima. Pode receber o perdo judicial: -Se o ofendido provocou a injria -No caso de retorso reprovvel que consista em nova injria
  • Slide 8
  • CRIMES DA IMPRENSA CalniaDifamaoInjria Imputa-se fato criminoso Imputa-se fato que no criminoso Atribui-se qualidade negativa e no um fato CrimeOfensa a reputaoOfensa a dignidade Honra objetiva Honra subjetiva Terceira pessoa toma conhecimento A prpria pessoa toma conhecimento
  • Slide 9
  • CRIMES DA IMPRENSA Art. 141 - As penas cominadas neste Captulo aumentam-se de um tero, se qualquer dos crimes cometido: I - contra o Presidente da Repblica, ou contra chefe de governo estrangeiro; II - contra funcionrio pblico, em razo de suas funes; III - na presena de vrias pessoas, ou por meio que facilite a divulgao da calnia, da difamao ou da injria. IV contra pessoa maior de 60 (sessenta) anos ou portadora de deficincia, exceto no caso de injria. Pargrafo nico - Se o crime cometido mediante paga ou promessa de recompensa, aplica-se a pena em dobro.
  • Slide 10
  • CRIMES DA IMPRENSA Art. 142 - No constituem injria ou difamao punvel: I - a ofensa irrogada em juzo, na discusso da causa, pela parte ou por seu procurador; II - a opinio desfavorvel da crtica literria, artstica ou cientfica, salvo quando inequvoca a inteno de injuriar ou difamar; III - o conceito desfavorvel emitido por funcionrio pblico, em apreciao ou informao que preste no cumprimento de dever do ofcio. Pargrafo nico - Nos casos dos ns. I e III, responde pela injria ou pela difamao quem lhe d publicidade.
  • Slide 11
  • CRIMES DA IMPRENSA Imunidade parlamentar art. 53 da CF: os deputados e senadores, quando no exerccio do mandato Vale tambm para vereadores, no exerccio do mandato, mas s nos limites do municpio Os advogados possuem imunidade quando no exerccio da funo
  • Slide 12
  • RETRATAO No caso de calnia ou difamao, fica isento de pena o acusado que: -Retirar o que disse, assumir o erro at a sentena de primeiro grau -No se aplica injria
  • Slide 13
  • CURIOSIDADES No caso de referncias, aluses, frases que infere calnia, difamao ou injria quem se julga ofendido pode pedir explicaes em juzo. Aquele que se recusa a d-las ou, a critrio do juiz, no as d satisfatoriamente, responde pela ofensa. Pessoas jurdicas (empresas) podem ser sujeito passivo de difamao, mas no de injria ou calnia.
  • Slide 14
  • CRIMES DA IMPRENSA Direito crnica Interesse pblico adequao Veracidade Direito crtica Interesse pblico adequao Tcnica jornalstica: Atribuio Documentao preciso
  • Slide 15
  • CRIMES DA IMPRENSA
  • Slide 16
  • Slide 17
  • Slide 18