Click here to load reader

Informativo ACIJ agosto 2009

  • View
    218

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Informativo mensal da Associação Empresarial de Joinville, Santa Catarina. Publicação mensal de 12 páginas.

Text of Informativo ACIJ agosto 2009

  • ASSOCIAO EMPRESARIAL DE JOINVILLE AGOSTO 2009

    ANO 6 / NMERO 48

    Desde 1943

    Produtos Qumicos, Agrcolas e Materiais de Construo47 3461-2700

    www.buschle.com.br

    Ncleo de Mulheres da ACIJ comemora 14 anos. Pginas 6 e 7

    EMPRESRIAS EM ASCENSOEMPRESRIAS EM ASCENSO

  • QUESTO DE OPINIO

    A perda do nosso scio-benemrito Baltasar Buschle foi um dosfatos marcantes do ltimo ms. Seu falecimento teve grande impactoem Joinville, e na ACIJ no foi diferente.

    Perdemos um conselheiro, um conciliador, um orador, que detempos em tempos vinha casa para abrilhantar nossas reunies.

    Entre tantas homenagens, publicamos em nossa coluna semanalum texto relembrando algumas dassuas passagens e contribuies.

    Tambm dedicamos nosso espa-o de opinio para criticar, e proporalternativas aos projetos que tramitamno legislativo, como a reduo da Jor-nada de Trabalho e a criao do sal-rio mnimo estadual.

    Aparentemente bem intenciona-das, as propostas que visam ampliar oemprego vo criar efeito exatamentecontrrio.

    Ambas aumentam o custo dasempresas e diminuem seu poder decompetir. Para gerar empregos, temosque estimular investimentos e tornar opas mais competitivo.

    Tambm colocamos foco nanecessidade de o Governo diminuirsua despesa corrente, nica maneirade implementarmos efetivamente aReforma Tributria, fundamental parao aumento da competitividade daempresa brasileira.

    Os recentes e pontuais cortes deimpostos em setores especficos ,como nas indstrias Automotiva, deLinha Branca e da Construo Civil,tem mostrado que tal medida estimu-la a economia, aumenta o consumo, a produo e os empregos, eobviamente amplia a arrecadao, criando um crculo virtuoso.

    Cabe reafirmar ao associado que estamos atentos essas ques-tes, e vamos continuar trabalhando nessa direo, atravs dos nos-sos Comits Estratgicos, acompanhando de perto os movimentosdas autoridades, e propondo alternativas inteligentes e eficazes para asoluo dos problemas.

    Carlos Rodolfo Schneider, Presidente da ACIJ

    PROPOSTAS PARA AMPLIAR A COMPETITIVIDADE

    E X P E D I E N T E

    Conselho Editorial: Grupo de Marketing da ACIJ Produo: Editora Funcional Ltda (47) 3429-8903 e 3429-2176 Jornalista Responsvel: Jlio Franco - Fenaj 7352

    Projeto Grfico e Diagramao: Ivan Girardi Junior Impresso: Impressora Ipiranga Tiragem: 3.500 exemplares PARA ANUNCIAR LIGUE (47) 3433-8854 OU 3422-1209

    w w w . a c i j . c o m . b r

    No dia 23 de julho, foi

    publicada no Dirio Oficial

    da Unio a Portaria Conjunta n 6 da Procurado-

    ria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e Secreta-

    ria da Receita Federal do Brasil (SRFB), a qual

    regulamenta os atos necessrios execuo dos

    parcelamentos de que a Lei n 11.941/09 trata,

    conhecida como Refis da Crise.

    De modo que, os contribuintes, pessoas fsi-

    cas ou jurdicas, podero parcelar no prazo mxi-

    mo de 180 meses, com reduo de multas, juros

    e encargos legais, reajustados pela taxa referen-

    cial do Sistema Especial de Liquidao e de Cus-

    tdia (SELIC), seus dbitos com a SRFB, bem

    como aqueles inscritos na PGFN, vencidos at

    30 de novembro de 2008, ainda que em fase de

    execuo fiscal.

    Tambm pode ser parcelado em at seis

    meses, nas mesmas condies, o saldo rema-

    nescente dos dbitos consolidados no REFIS,

    PAES, PAEX, e nos parcelamentos trazidos pelo

    artigo 10 da Lei n 10.522/02 e artigo 38 da

    Lei n 8.212/91, mesmo que cancelado por falta

    de pagamento.

    A Lei n 11.941/09 possibilita ainda o

    pagamento vista com reduo de 100% das

    multas, alm do perdo dos dbitos que em 31

    de dezembro de 2007 estejam vencidos h cin-

    co anos ou mais cujo valor total consolidado,

    nesta data , se ja igua l ou in fe r io r a R$

    10.000,00 (dez mil reais).

    Importante ressaltar que os requerimentos de

    adeso aos parcelamentos ou ao pagamento

    vista com utilizao de prejuzos fiscais e de

    bases de clculo negativas da CSLL, devero ser

    protocolados exclusivamente nos stios da PGFN

    ou da SRFB na Internet, conforme o caso, a partir

    do dia 17 de agosto de 2009, at s 20 horas do

    dia 30 de novembro de 2009.

    Felipe Lenhard, Secretrio do Ncleo Jurdico e advogado Asso-ciado do escritrio Pugliese e Gomes Advocacia

    LEI N 11.941/09REFIS DA CRISE

    Felipe Lenhard

    Este um espao destinado para que o empresrio possa expressar suas opinies. Envie seu artigo com at 1.900 caracteres e uma foto para [email protected]

    2 > Jornal da ACIJ Agosto 2009

    PENSAMENTO EMPRESARIAL

    Tambm colocamosfoco na necessidade

    de o Governodiminuir sua despesa

    corrente, nicamaneira de

    implementarmosefetivamente a

    Reforma Tributria,fundamental para o

    aumento dacompetitividade da

    empresa brasileira.

  • Jornal da ACIJ Agosto 2009 > 3

    Novos AssociadosNo esquea, a fora do associativismo e de uma boa rede de relacionamento ajuda na ampliao dos negcios. Novas empre-

    sas esto percebendo o valor dessas parcerias e da representatividade da ACIJ e j esto na casa do empresrio. Veja a seguir a listacom os novos associados:

    ACIJ identifica necessidades das empresas

    A ACIJ quer conhecercom mais preciso as neces-sidades, demandas e propos-tas das empresas que fazemparte da casa. Para isso, estaplicando uma pesquisa quali-tativa, com uma amostra de200 associados.

    A pesquisa est sendoconduzida pela equipe de pro-fissionais da ACIJ, com entre-vistas presenciais com osvrios segmentos de associa-dos (usurios ou no de servi-os, integrantes de ncleossetoriais, gesto compartilha-da, conselheiros e diretores),com uma amostragem proba-bilstica proporcional e extrati-ficada, que dever proporcio-nar um nvel de confiana

    superior a 90%, com margemde erro prxima a 7%.

    "A opinio, as sugestese crticas do associado sofundamentais para nosso tra-balho, que visa identificar onvel de satisfao e a ima-gem da entidade perante asempresas participantes" des-taca o diretor de Relaciona-mento com os Associados,Christian Dihlmann.

    Para ele, to importantequanto o resultado da pes-quisa o tratamento queser dado s informaesext ra das . "Conhecendomelhor o associado, serpossvel atender de formamais pro funda as suasnecessidades", conclui.

    Sero ouvidos 200 associados representando os segmentos e integrantes de ncleos, entre outros

    Comrcio

    Lira Brasil

    ( 47 30284111

    Rede DSN Distribuidora

    ( 47 30265858

    Simmcrona Informtica Ltda

    ( 47 34232003

    Indstria

    Linkplas

    ( 47 34273570

    Novatex Confeces Ltda

    ( 47 34293016

    Servios

    Criar Design Comunicao Visual( 47 34263269

    Claudio Manoel Martins( 47 34259800

    Direcon Contabilidade( 47 34228989

    Eliane de Souza Rafael( 47 34229950

    Sorte & Cia Loterias( 47 34390080

    Lino Sasse ME( 47 34222839

    Gazzana, Hug e Lutti AdvogadosAssociados( 47 34183517

    Hospital Municipal So Jos( 47 34416666

    Humantech( 47 30283112

    Instituto de Integrao e Desenv Sustent( 48 30282432

    Advocacia Previd Dr J.N.Coelho Neto( 47 34224225

    MHE( 47 99845064

    Miramare Administradora Ltda( 47 34545440

    Presente Imveis Ltda( 47 30281212

    Desenvolvimento de Negcios( 47 99431385

    Professor Srgio( 47 33543582

    Tool Print Bureau( 47 34358002

    Tracker Segurana daInformao Ltda( 47 30374648

    ZVA Eventos( 47 34352570

    3 Identificar o nvel de satisfao com a associao

    3 Identificar quais produtos e servios a empresa utiliza e quais gostaria de dispor;

    3 Identificar quais aes de representatividade a ACIJ desenvolve e quais outras deveria desenvolver;

    3 Identificar os meios de comunicao que maisimpactam no associado.

    3 Identificar outras necessidades do associado

    Perodo de coleta de dados: 10/08/2009 a 10/09/2009.

    O formulrio tambm est disponvel no site (www.acij.com.br) para queos associados que queiram contribuir possam preencher e enviar rea derelacionamento da ACIJ. Mais informaes no fone 3461.3333 com Diogo.

    OBJETIVOS DA PESQUISA

  • OPINIOJornal da ACIJ Agosto 2009 > 5

    A Federao das Associa-es Empresariais de SantaCatarina (Facisc) e as 145 asso-ciaes empresariais no Estado,que representam cerca de 28mil empresas, tambm estoengajadas contra o projeto delei complementar 30/2009 quepretende criar em Santa Catari-na o salrio mnimo regional.Estamos mobilizando empres-rios em todo o Estado para queunidos possamos lutar contramais este projeto. Consideramosum entrave ao desenvolvimentoeconmico do nosso Estado.No o momento de se pensarna criao do mnimo regional.Enfrentamos uma crise mundiale perderemos competitividade.

    Esta uma jogada eleitoralque est fazendo uso dos sindi-catos e centrais sindicais. O pro-jeto de lei desconsidera a ativi-dade sindical, desprestigia asrelaes trabalhistas e desvalori-za a negociao coletiva de tra-balho. A questo salarial deveser definida baseada em ques-tes tcnicas e no polticas.

    A lm d isso, o mn imoregional de Santa Catarina temum valor maior do que emoutros estados e isto podegerar problemas srios de com-petitividade para as empresascatarinenses. Se tivermos pro-blemas , teremos ref lexo nagerao de renda e empregos.As empresas podem at bus-car outros estados para se ins-talarem, ou ainda, transferiremunidades por conta da aprova-o. Tambm questionamos oporqu do mnimo regional noser estendido aos trabalhado-res das prefeituras. Com certe-za, para o oramento pblico,seria um problema, como para o setor privado.

    A Facisc e as demais enti-dades integrantes do Conselhodas Federaes Empresariais deSanta Catarina (Cofem) posicio-naram-se em diversas oportuni-dades ao longo de 2008 e2009 contra o projeto. N