Click here to load reader

Mapeamento dos Processos de Gestão da Informação sobre · PDF file 2020. 5. 28. · Mapeamento dos Processos de Gestão da Informação sobre Diversidade Biológica no Instituto

  • View
    1

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Mapeamento dos Processos de Gestão da Informação sobre · PDF file 2020....

  • Número 03. Maio de 2020

    O Sistema de Informação da Diversidade Biológica e Ambiental da Amazônia Peruana (SIAMAZONIA) funciona como uma rede descentralizada e organizada de entidades e especialistas que geram ou gerenciam informações relevantes. A estrutura organizacional do SIAMAZONIA é composta por nós, havendo um nó facilitador encarregado das tarefas técnicas e administrativas do sistema.

    O Instituto de Investigação da Amazônia Peruana (IIAP) está delineado como o facilitador encarregado das tarefas técnicas e administrativas da rede; e agora também é esperado que seja apresentado um novo modelo metodológico para o gerenciamento de conteúdos relacionados à diversidade biológica e ambiental na Amazônia peruana.

    Os principais nós da rede são aquelas entidades que mais participam. Sua estrutura descentralizada permite que as instituições e pesquisadores participantes mantenham a propriedade e a autonomia das informações que fornecem. E conta com diretório de instituições e especialistas.

    El SIAMAZONIA O SIAMAZONIA iniciou em 2001 como um dos componentes de um projeto de cooperação chamado BIODAMAZ. Em 2013, como parte de outro projeto de cooperação chamado BIOCAN, ele foi tecnologicamente atualizado e, basicamente, e é a versão que atualmente está online http:// siamazonia.iiap.org.pe.

    Mapeamento dos Processos de Gestão da Informação sobre Diversidade Biológica no Instituto de Pesquisa da Amazônia Peruana

    Desde 2015, o SIAMAZONIA não se adapta aos processos do Instituto e, após os períodos de financiamento da cooperação, muito pouco foi adicionado ao conteúdo e a atualização da tecnologia foi quase nula.

    Desde 2016, se iniciou a formar novos produtos e serviços de informação para os quais teve uma melhor aceitação pelos usuários, como: http://repositorio. iiap.org.pe, http://visores.iiap.org.pe/publicaciones/, http://visores.iiap.org.pe/inventarios/, http://folia. iiap.org.pe, entre outros.

    Atualmente o SIAMAZONIA consiste de banco de espécies, banco de amostras, banco de publicações, banco de recursos multimídia e banco de mapas sobre a Amazônia.

    Entrevistas a especialistas en diversidad biologica de la Amazonía peruana en la sede del IIAP

    Artigo: Eng. Herón Andrés Meza

    O SIAMAZONÍA funciona como uma rede descentralizada e organizada de entidades e especialistas que geram ou manejam informações relevantes.

    Implementado por:

    http://siamazonia.iiap.org.pe http://siamazonia.iiap.org.pe http://repositorio.iiap.org.pe http://repositorio.iiap.org.pe http://visores.iiap.org.pe/publicaciones/ http://visores.iiap.org.pe/inventarios/ http://folia.iiap.org.pe http://folia.iiap.org.pe

  • 2

    A Diretoria de Investigação em Gestão da Informação e do Conhecimento (GESCON) garante a disponibilidade do serviço e as outras Diretorias de Pesquisa do IIAP têm acesso para consultar os bancos de informações do sistema.

    As outras diretorias do IIAP são: Diretoria de Pesquisa em Diversidade Biológica Terrestre da Amazônia (DBIO) que fornece informações sobre inventários e fichas de espécies da flora e fauna; Diretoria de Pesquisa em Ecossistemas Aquáticos da Amazônia (AQUAREC) que fornece informações sobre inventários e arquivos de espécies de peixes e Diretoria de Pesquisa em Manejo Florestal Integrado e Serviço Ecossistêmico (BOSQUES) que fornece informações sobre parcelas de produção permanentes, e Equipe funcional dos territórios amazônicos (TERRA) que fornece mapas temáticos da Amazônia.

    O IIAP é consultado permanentemente sobre: usos para plantas medicinais; na prospecção de espécies com potencial de utilização, produtos naturais e substâncias bioativas; opiniões técnicas para autorização de pesca; sobre a capacidade de uso do

    território, etc.

    A Figura 1 ilustra o processo de colaboração do SIAMAZONIA. Todas as aplicações são geralmente solicitadas com pressa pelos governos regionais, locais e outras agências de desenvolvimento. Às vezes, a frequência das solicitações excede a disponibilidade de agenda dos investigadores. Em algumas ocasiões, tornam-se atividades extra programáticas que afastam o pesquisador da execução dos projetos de pesquisa contemplados no Plano Operacional Anual Institucional.

    Fortalecimento e interoperabilidade O Projeto Biomazônia busca contribuir para a conservação da biodiversidade amazônica e, principalmente, das espécies incluídas na CITES, através do aumento da eficiência e eficácia do manejo, monitoramento e controle de espécies da fauna e flora selvagens ameaçadas pelo comércio nos países membros da OTCA. Considerando que uma das linhas de ação do projeto é o fortalecimento e a interoperabilidade dos sistemas nacionais de gestão

    Figura 1. Processo de Colaboração sobre Informação sobre Diversidade Biológica do SIAMAZONIA.

    Implementado por:

  • 3

    Projeto Bioamazônia | Número 03. Maio de 2020

    da informação e do conhecimento, um mapeamento de processos do SIAMAZONIA foi realizado usando a Metodologia de Gestão de Processos (BPM) como ponto de partida para o aprimoramento da plataforma.

    Graças ao mapeamento da gestão de processos as informações sobre diversidade biológica pretendem consolidar o SIAMAZONIA como uma plataforma informática que não apenas permita gerenciar adequadamente o conteúdo da diversidade biológica, mas também ajude a garantir que a gestão das informações seja de qualidade e que a análise e o relacionamento entre conteúdo ou serviços sejam facilitados; e para esse fim, os conteúdos estarão baseados em padrões.

    Além do mapeamento dos processos, o trabalho alcançou uma análise de alto nível para a nova

    proposta do/ SIAMAZONIA, onde foi desenvolvido o modelo de dados, uma arquitetura da tecnologia da informação (Figura 2), que tem como princípio a interoperabilidade de protótipos dos serviços que devem servir como ponto de partida para o desenvolvimento da plataforma planejada para a próxima etapa.

    Foram identificados padrões de conteúdo científico a serem gerenciados no SIAMAZONIA, que permitirão o intercâmbio de informações com outras entidades de diferentes maneiras, tanto para obter mais informações através de novos módulos quanto para se alinhar com propostas nacionais ou internacionais como fornecedores de informações, por meio de serviços web, conforme está posto na arquitetura proposta.

    Figura 2. Figura 2. Arquitectura de tecnologia da informção para o SIAMAZONIA.

  • 4

    É proposto um componente para destacar as informações sobre CITES, que permitirão não apenas identificar as espécies CITES da Amazônia peruana (Figura 3) e o apêndice ao qual pertence e também indexar, georreferenciar, relacionar e categorizar outros conteúdos com a espécies CITES.

    O modelo de dados a ser adotado permitirá identificar quais informações pertencem à Amazônia peruana, embora que a plataforma possa ter informações relacionadas à diversidade biológica de outras regiões.

    ©OTCA 2020 . Organização do Tratado de Cooperação Amazônica – Secretaria Permanente (SP/OTCA) Secretária- Geral, Alexandra Moreira López . Diretor Executivo, Carlos Alfredo Lazary . Diretor Administrativo, César Augusto De las Casas Díaz . Assessora de Comunicação, Frida Montalvan . Projeto Bioamazônia: Coordenador, Mauro Luis Ruffino . Gerente Administrativo, Financeiro e de Aquisições, Sergio Paz Soldan Martinic . Endereço OTCA: SHIS - Ql 05. Conjunto 16, casa 21 - Lago Sul. CEP: 71615-160, Brasília-DF, Brasil .Tel.: (55 61)3248-4119/4132 - Fax: (55 61)3248-4238.

    Site: www.otca.info | Twitter:@OTCAnews | Facebook: OTCAoficial

    Eng. Herón Andrés Meza Pérez, Analista de Processos e Sistemas de Informação ([email protected]) | Fotografia e Figuras: Herón Andrés Meza Pérez

    O projeto busca contribuir para a conservação da biodiversidade amazônica e, principalmente, das espécies incluídas na CITES através do aumento da eficiência e eficácia da gestão, monitoramento e controle de espécies selvagens da fauna e da flora ameaçadas pelo comércio nos países membros da OTCA. E para contribuir com a conservação da biodiversidade amazônica e, principalmente, das espécies incluídas na CITES. Constitui um Acordo de Cooperação Financeira entre o Governo Federal da Alemanha e a OTCA, através do Banco Alemão de Desenvolvimento – KfW e é executado pela Secretaria Permanente da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (SP/OTCA) juntamente com as instituições coordenadoras nacionais dos países membros.

    Projeto Biomazônia

    De acordo com as entrevistas realizadas com os especialistas, identificou-se a existência de informações sobre diversidade biológica, que podem ser caracterizadas como sensíveis, e é por isso que o modelo de banco de dados proposto oferece suporte ao recurso de privacidade desse conteúdo.

    Por fim, é proposto um componente estatístico que permite o retorno do sistema com base em indicadores como número de visitas, avaliação de conteúdo e participação de especialistas.

    Figura 3. Modelo de dados de espécie para o SIAMAZONIA.

    Implementado por:

Search related