OS HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS SUCUMBENCIAIS EM .honorários não são gorjetas é mais um movimento

  • View
    217

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of OS HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS SUCUMBENCIAIS EM .honorários não são gorjetas é mais um movimento

1

Curso de Direito Artigo Original

OS HONORRIOS ADVOCATCIOS SUCUMBENCIAIS EM FACE DA SMULA 219 DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO. THE ATTORNEYS 'FEES IN FACE OF PRECEDENT of defeat 219 WORK SUPERIOR COURT . Alex Bruno Rodrigues Barreto, Samuel Barbosa dos Santos

2.

1 Graduando do Curso de Direito. 2 Professor Especialista do Curso de Direito.

Resumo O trabalho abordado verifica os honorrios advocatcios sucumbenciais em face da smula 219 do Tribunal Superior do Trabalho (TST) diante da Constituio da Repblica Federativa do Brasil de 1988 (CRFB/88), do Cdigo de Processo Civil, do Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil (EOAB/94) e do Novo Cdigo de Processo Civil (NCPC/15). As legislaes garantem aos advogados a sua indispensabilidade perante os rgos do Poder Judicirio. Na justia do trabalho o princpio do jus postulandi limita a atuao do advogado na justia laboral. Os honorrios advocatcios sucumbenciais esto determinados pelas smulas 219 e 329 do TST, e confronta com a jurisprudncia que permite a verba honorria pela aplicao subsidiria do processo comum. A campanha pelos honorrios no so gorjetas mais um movimento criado pela OAB para a proteo dos honorrios dos advogados e est defendido pelos advogados trabalhistas e importantes entidades de apoio aos advogados brasileiros. E assim foi criado o dia nacional de proteo dos honorrios advocatcios para garantir aos advogados a receber pelo seu trabalho exercido. Palavras-Chave: honorrios advocatcios sucumbenciais; justia trabalhista; smula 219 do TST; Projeto de Lei 3.392 de 2004; honorrios no so gorjetas. The work addressed verifies the legal fees of defeat in the face of the scoresheet 219 of the Superior Labor Court (TST) on the Constitution of the Federative Republic of Brazil 1988 (CRFB / 88) of the Civil Procedure Code, the Statute of the Bar Association Brazil (EOAB / 94) and the New Code of Civil Procedure (NCPC / 15). The laws guarantee the lawyers their indispensability before the organs of the judiciary. In the labor courts the principle of jus postulandi limits the lawyer's role in labor law. The legal fees of defeat are determined by precedents 219 and 329 of the TST, and confronts with the case law that allows honorary funds by subsidiary application of the common process. The campaign by the fees are not tipping is more a movement created by the OAB for the protection of lawyers' fees and is defended by labor lawyers and important organizations in support of Brazilian lawyers. And so was created the National Day of protection of lawyers' fees to ensure that lawyers receive for their their work. Keywords: of defeat attorneys' fees; labor courts; 219 docket of the TST; Bill 3392 to 2004; fees are not tips.

Contato: brunobarrreto@gmail.com; samuelbsantos@brturbo.com.br

Introduo

O presente trabalho tem o objetivo geral de compreender a aplicao dos honorrios de sucumbncia na justia do trabalho.

Os honorrios de sucumbncia nus impostos ao vencido do pagamento das custas, das despesas processuais, dos honorrios e de outras cominaes legais cabveis. Decorrem do processo e da aplicao do Cdigo de Processo Civil de 1973 CPC, disposto no artigo 20.

Da mesma forma o art 82 do Novo Cdigo de Processo Civil NCPC/15: A sentena condenar o vencido a pagar honorrios ao advogado do vencedor.

No direito brasileiro j houve controvrsias sobre o destinatrio do pagamento dos honorrios de sucumbncia, sujeito ativo da norma. O art. 20 do CPC e o art. 85 do NCPC/15 dizem que a sentena condenar o vencido a pagar ao vencedor as despesas que antecipou e os honorrios advocatcios.

Entretanto, o art. 23 do Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil de 1994 - EOAB, afirma que so direitos do advogado os honorrios convencionados, sejam arbitrados, ou pela sucumbncia:

Diante da previso legal do cabimento dos honorrios advocatcios de sucumbncia ao advogado e diante da smula 219 do Tribunal Superior do Trabalho TST questiona-se: A smula 219 do TST restringe os honorrios advocatcios de sucumbncia na Justia Trabalhista?

Essa problemtica envolve o questionamento sobre a efetividade do princpio do jus postulandi.

De acordo com Martins Pinto (2009, p. 187):

uma locuo latina que indica o direito de falar, em nome das partes, no processo, que diz respeito ao advogado.

Na inteligncia do artigo 791 da Consolidao das Leis Trabalhistas de 1943

2

CLT, a presena do advogado na Justia trabalhista torna-se facultativa, cabendo a parte a reclamar os seus direitos.

A smula afirma os casos em que os honorrios advocatcios sucumbenciais devero ser concedidos diante das hipteses da redao sumular, pois, no permite ao advogado gozar de sua garantia prevista no EOAB, no CPC e no novo NCPC/15.

O entendimento dos Tribunais Regionais do Trabalho e de Ministro do TST como os Srs. Dra. Delade Arantes e Dr. Cludio Brando, quanto efetividade dos honorrios sucumbenciais, porm, esto impedidos de aplicar os honorrios sucumbenciais diante da restrio da smula 219 do TST.

Para a corrente restritiva majoritria firmada pelos doutrinadores Bezerra Leite, Martins Pinto, Amauri Mascaro, Piragibe Malta, Wagner Giglio, firmou o entendimento do TST onde devero estar presentes os pressupostos da smula do TST.

Desta forma, o jus postulandi das partes na Justia do Trabalho continua presente diante do cabimento dos honorrios.

A questo passa a ser irrelevante, pois, o texto da Constituio da Repblica Federativa do Brasil de 1988 - CRFB/88 contempla que o advogado indispensvel no exerccio da administrao da justia.

O advogado deve estar presente em todos os rgos da justia brasileira.

O princpio da sucumbncia encontra-se amparo no art. 20 do CPC, pois, condena o vencido a pagar parte vencedora do processo os honorrios.

Desta forma, MASCARO (2011, p. 211) conceitua a sucumbncia como um dos pressupostos recursais que possibilita a recorrer de uma situao que prejudica a sentena.

Diante deste conceito, a parte que perder na demanda dever pagar as custas processuais ao advogado da parte vencedora.

A corrente liberal minoritria composta por SAAD, SVHIAVI e SARAIVA, entendem que na justia do trabalho os honorrios advocatcios decorrem da sucumbncia, de uma simples condenao que ensejar o pagamento de honorrios advocatcios.

Pois, na inteligncia dos artigos 20 do CPC, art. 85 do NCPC/15, a sentena condenar o vencido no pagamento das custas, despesas processuais e honorrios advocatcios.

O EOAB diz que o advogado tem o direito de receber os honorrios de sucumbncia, conforme o entendimento do artigo 22 do EOAB e dos ensinos da corrente liberal.

O Projeto de Lei N. 3.392/2004 altera o artigo 791 da CLT/43, que tornar restrito o jus postulandi das partes, pois, ser necessria a atuao do advogado nas lides trabalhistas.

Importante ressaltar que a campanha dos

honorrios no so gorjetas, mas, um movimento criado pela Associao dos Advogados de So Paulo AASP, no dia 13 de junho de 2011, para a valorizao dos honorrios advocatcios.

A Ordem dos Advogados do Brasil - OAB, no dia 10 de agosto de 2012, criou o dia nacional de defesa dos honorrios advocatcios, pois, valoriza a verba honorria em razo do trabalho exercido pelo advogado.

De grande importncia garantia dos honorrios, o Supremo Tribunal Federal STF, no dia 27 de maio de 2015, conferiu aos honorrios sucumbenciais a natureza alimentar, que aprovou uma proposta de smula vinculante de n 85.

Mtodos de Pesquisa

Enfatizou-se a pesquisa exploratria na medida em que proporciona amplo acesso ao tema debatido no meio acadmico, envolvendo assim levantamento bibliogrfico como pesquisa nas doutrinas atuais, artigos, publicaes, jurisprudncias atuais acerca do instituto e diversidades de material publicado para o enfoque no assunto.

Critrios ticos:

Em respeito aos direito sociais e ao princ-pio da dignidade da pessoa humana, prevista na CRFB/88, o advogado no detm a garantia dos honorrios, sendo limitados pela atuao de auto-ridades judiciais, pois, quando arbitram suas deci-ses, concedendo ou no os honorrios advocat-cios, desrespeitam o trabalho do advogado profis-sional que este assegurado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), entretanto, somente ser cabvel se estiver em conformidade com a smula 219 do TST. Caracterizao do Estudo:

O estudo foi importante para a identifica-o do cabimento dos honorrios de sucumbncia, diante da administrao da justia trabalhista. Consoante a Smula 219 do TST os honorrios de sucumbncia esto vinculados s hipteses de seu inteiro teor, delimitando as concesses aos advogados do recebimento dos honorrios de sucumbncia, que uma garantia da classe.

Procedimentos do estudo:

A maneira mais eficaz de conseguir identi-ficar, em cada abordagem das obras doutrinrias, o entendimento cristalizado de cada ponto discuti-do, foi s matrias com enfoque nas atualizaes jurisprudenciais e materiais publicados para se conseguir aclarar o artigo nos parmetros atuais.

3

Resultados

O entendimento do TST pela smula 219, unnime em relao concesso dos honorrios advocatcios sucumbenciais, e somente sero devidos se preenchidos os requisitos.

A evoluo da aplicao dos honorrios aps a promulgao da CRFB/88, a EC45/04 cresce diariamente a divergncia de posiciona-mentos jurisprudenciais de autoridades judicirias trabalhistas quanto ao conhecimento do cabimento dos honorrios advocatcios na Justia do Traba-lho.

A questo dos honorrios advocatcios na Justia do Trabalho ser resolvida quando o Proje-to de Lei 3.392 de 2004 for aprovado no Congres-so Nacional e sancionado pelo Presidente da Re-pblica, pois, contemplar ao advogado o pat