Prova Medicina Primeiro Dia

Embed Size (px)

Text of Prova Medicina Primeiro Dia

Ateno:

Para responder s questes de nmeros 2 a 5 considere o texto abaixo.

LNGUA PORTUGUESA

Arrancado das entranhas da terra, o barro visto por aqueles que nele tentam imputar formas como uma verdadeira entidade viva, dona de vontade prpria. como se houvesse uma espcie de pacto entre o barro e o barrista, e quem d as cartas nessa parceria no o homem. Pores generosas de imprevisibilidade, escondidas em sua composio, se desnudam instantaneamente ao menor toque das mos. Alguns artesos de Santa Catarina veem isso acontecer desde crianas, tomaram gosto pelo desafio e continuam mostrando o talento semeado em casa. Essa imprevisibilidade tambm apaixonou uma nova gerao, que, como os artesos de bero, continua narrando a influncia da colonizao aoriana no litoral. As crendices, a preferncia pelas coisas simples da vida, o gosto pelas festas, a forte religiosidade. Tudo ainda registrado por mos como as dos oleiros da Cermica Tat, que aqui apresentam loucinhas de barro que tantas infncias embalaram.(Feito a mos: O artesanato em Santa Catarina. Publicao do Governo do Estado de Santa Catarina: Tempo Editorial, 2008. p. 19)

1.

Para responder a esta questo, leia o texto que segue. Ele est impresso no verso do Carto Azul e constitui o item 1 das Instrues para uso desse carto, instrumento de controle em reas especialmente regulamentadas para estacionamento, determinadas como Zona Azul.

INSTRUES Ateno sinalizao vertical O Carto Azul permite a permanncia de 1 hora na vaga. O perodo mximo de permanncia na mesma vaga de 2 horas, sendo obrigatria a retirada do veculo ao trmino deste perodo, exceto nos locais onde a sinalizao vertical estabelecer perodos de permanncia diferenciados. Nas placas de regulamentao da Zona Azul esto indicados horrios, dias de funcionamento, condies para o estacionamento e perodo de permanncia na vaga.

2.

O texto comprova a seguinte afirmao: (A) (B) A frase inicial Arrancado das entranhas da terra expressa ideia de tempo. A ideia uma verdadeira entidade viva, especificada como dona de vontade prpria, caracteriza uma viso singular do barro. A expresso como se introduz uma comparao entre o barro e o barrista. A citada imprevisibilidade atribuda direta e exclusivamente genialidade da arte dos artesos. A frase que trata de Alguns artesos de Santa Catarina contm sequncia que vai do fator considerado menos importante para o mais importante.

(C) (D)

Obs. Sinalizao vertical este tipo de sinalizao viria utiliza placas onde o meio de comunicao (sinal) est na posio vertical, fixado ao lado da pista ou suspenso sobre ela, transmitindo mensagens de carter permanente e, eventualmente, variveis, mediante smbolos e/ou legendas pr-reconhecidas e legalmente institudas.

(E)

________________________________________________________________

3.

A alternativa que apresenta afirmao correta : (A) Em o barro visto por aqueles que nele tentam imputar formas ..., transpondo-se a frase em voz passiva para a voz ativa, a forma verbal corretamente encontrada viram. O segmento escondidas em sua composio exprime uma condio. No caso de continuam mostrando receber outra formulao, correta a redao continuam a mostrarem. Em tambm apaixonou uma nova gerao, est subentendida a ideia de que, apesar dos aspectos negativos citados, a imprevisibilidade apresentou esse fator positivo. Se o ponto final depois de litoral for substitudo por doispontos, com o consequente emprego da letra minscula inicial em As, a correo e o sentido originais sero preservados.

A leitura do texto permite afirmar com correo: (A) as normas da Zona Azul esto todas expressas no Carto, o que dispensa o usurio de observar qualquer outro sinal de comunicao. a orientao quanto ao perodo de permanncia numa vaga de Zona Azul ambgua, pois fala-se em 1 e 2 horas, sem esclarecimentos precisos. (B) (C) (D)

(B)

(C)

os perodos de permanncia diferenciados isentam o usurio do cumprimento das normas fixadas para o estacionamento em Zona Azul, dispensando-o de se ater s placas de regulamentao desse tipo de estacionamento.

(E)

________________________________________________________________

4. (D) o item 1 das instrues deixa entrever que a Zona Azul constitui um sistema de estacionamento rotativo, com normas que apresentam certa flexibilidade para, supostamente, atender a distintas realidades dos locais regulamentados.

Em vrias frases do texto encontram-se expresses empregadas com sentido conotativo. Considerado o contexto, o segmento de frase em que NO h esse emprego : (A) (B) (C) Arrancado das entranhas da terra. quem d as cartas nessa parceria no o homem. se desnudam instantaneamente ao menor toque das mos. aqui apresentam loucinhas de barro. continuam mostrando o talento semeado em casa. 3

(E)

o usurio que precisar estacionar por mais de 2 horas num bairro regulamentado pela Zona Azul no solucionar seu problema sem que infrinja as normas.

(D) (E)

PUCCAMP-10-Lngua Portuguesa

5.

Para responder a esta questo, considere os sentidos encontrados no verbete de dicionrio abaixo transcrito e a ltima frase do texto Tudo ainda registrado por mos como as dos oleiros da Cermica Tat, que aqui apresentam loucinhas de barro que tantas infncias embalaram. loua substantivo feminino 1 produto de cermica de pasta porosa e esmaltada, us. para fins diversos e esp. na fabricao de objetos domsticos Ex.: caneca de l. 2 conjunto de recipientes (pratos, xcaras etc.) de porcelana ou similar, us. para servir refeies; aparelho, servio

7.

A alternativa que apresenta afirmao correta : (A) O emprego do pronome tal (linha 2), sem antecedente explcito no texto, manifesta que a doutora j fora motivo de conversas anteriores entre as personagens. Em que ela talvez fizesse muitas perguntas (linhas 3 e 4), o termo destacado pronome relativo. A forma verbal tratvamos (linhas 4 e 5) exprime ao ocorrida num momento nico do passado distante, considerado o momento em que o capataz foi chamado. Outra formulao para o segmento podiam falar o que quisessem (linhas 5 e 6) est correta assim: podiam falar qualquer coisas que desejassem. O segmento no havia melhor patro do que eu em todo o Pantanal (linhas 9 e 10) expressa uma consequncia da ao referida anteriormente (cumpriam mesmo).

(B)

(C)

A anlise do verbete e da frase, considerada em seu contexto, autoriza o seguinte comentrio: (A) (B) (C) a expresso loucinhas de barro foi empregada em sentido depreciativo. no texto, ocorreu uma inadequao, pois incompatvel o uso da palavra oleiros associada a loucinhas de barro. legtima a hiptese de que os oleiros da Cermica Tat fabricam jarros, vasilhas e representaes, por exemplo, de santos e figuras associadas a supersties. os oleiros da Cermica Tat, que apresentam suas peas na obra Feito a mos, produzem exclusivamente miniaturas de utenslios para refeies. para ilustrar Feito a mos, foram escolhidos artesos aorianos que desenharam brinquedos portugueses nas sopeiras e travessas que fabricam. Para responder s questes de nmeros 6 a 8, considere o texto abaixo. Constitui o incio do conto AA, de Rubem Fonseca. Chamei o meu capataz Z do Carmo e disse a ele que ia a Corumb buscar de avio a tal doutora doida protetora dos animais, que ela talvez fizesse muitas perguntas sobre a maneira como ns tratvamos os bichos na fazenda, que ele e os pees podiam falar o que quisessem, menos mencionar o AA, quem abrisse o bico sobre o AA estava ferrado comigo. Pode ficar tranquilo, seu Guilherme, ordem sua ns cumprimos risca. E cumpriam mesmo, no havia melhor patro do que eu em todo o Pantanal. E os tatus?, Z do Carmo perguntou, ela vai implicar com os tatus? Acho que no, ela deve gostar mais de cavalo do que de tatu.(64 contos de Rubem Fonseca. So Paulo: Companhia das Letras, 2004. p. 692)

(D)

(E)

________________________________________________________________

8.

A substituio que preserva o padro culto escrito a de (A) Chamei o meu capataz Z do Carmo e disse a ele por Chamei o meu capataz, Z do Carmo e, disse a ele. disse a ele que ia a Corumb por informei-lhe de que ia a Corumb. sobre a maneira por de qual era a maneira. menos mencionar por exceto mencionar. risca por qualquer custo.

(D)

(E)

(B)

________________________________________________________________

(C) (D) (E) 9.

Ateno:

1

________________________________________________________________

A frase que est redigida de maneira clara e correta : (A) Ele disse que esses ltimos pareceres, que ningum sabe a origem, certamente determinar que o projeto tome outro rumo. Dispuseram-se a ler cuidadosamente e auxiliar no processo, porque, nele, existe certos aspectos jurdicos que desconhecemos. No sei por que ele no participou da reunio em que se decidiu sobre a conteno de despesas, mas tenho certeza de que o avisei a tempo. O motivo das discusses pelo fato que eles retiraram produtos sem autorizao dos responsveis, que evidentemente no lhes liberariam. Os gastos com a merenda equiparou-se a da reforma do salo de festas, o que comprova que a alimentao no o excesso a ser controlado.

5

(B)

10

(C)

(D)

6.

No fragmento acima, (E) (A) tem-se um narrador com total viso dos fatos, como se nota na passagem em que cita o que as personagens estavam pensando sobre ele quando prometeram cumprir suas ordens risca: no havia melhor patro do que eu em todo o Pantanal. a organizao do primeiro pargrafo em que, aglutinadamente, se narram fatos, se explicita inteno, se levanta hiptese, se autorizam atitudes, se fazem advertncias e ameaa sugere a preocupao de seu Guilherme com a vinda da doutora. tem-se acesso fala de muitas personagens, mas unicamente por meio do discurso indireto, que est ex