Click here to load reader

Relatorio Antepenutimo Final

  • View
    247

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Relatorio Antepenutimo Final

FACULDADE ADELMAR ROSADO FAR CURSO DE SERVIO SOCIAL

CONCEIO DE MARIA PEREIRA SANTANA

A PRTICA DO ASSISTENTE SOCIAL NO CRAS: UMA ANALISE NO MUNICIPIO DE ANTNIO ALMEIDA - PI

TERESINA/PI DEZEMBRO/2008

ii

CONCEIO DE MARIA PEREIRA SANTANA

A PRTICA DO ASSISTENTE SOCIAL NO CRAS: UMA ANALISE NO MUNICIPIO DE ANTNIO ALMEIDA - PI

Relatrio apresentado como exigncia para aprovao na disciplina Pesquisa Social III, do curso de Servio Social, sob orientao da professora Rosa Maria Alves da Silva.

TERESINA/PI DEZEMBRO/2008iii

CONCEIO DE MARIA PEREIRA SANTANA

DEDICATRIA

A todos os profissionais que acreditam nesta profisso e que compartilham desse projeto. Aqueles que acreditam que homens e mulheres so sujeitos da Historia e que, portanto, um outro mundo possvel

TERESINA/PI DEZEMBRO/2008

iv

CONCEIO DE MARIA PEREIRA SANTANA

AGRADECIMENTOS

A meus filhos, amores da minha vida Por eles, luto para este sonho se concretizar.

TERESINA/PI DEZEMBRO/2008

5

SUMRIOResumo..................................................................................................................................... 6 CAPTULO I Introduo................................................................................................................................ 7 CAPTULO II Assistncia Social no Brasil Servio Social no Brasil........................................................................................................... 9 Servio Social e Assistncia Social........................................................................................ 10 A prtica Profissional do Assistente Social............................................................................ 12 Proteo Social Bsica............................................................................................................ 14 CRAS...................................................................................................................................... 14 CAPTULO III CRAS no Municpio de ANTNIO ALMEIDA - PI Contexto Histrico do Municpio de ANTNIO ALMEIDA PI........................................ 18 Procedimento Metodolgico................................................................................................... 18 Um novo Paradigma de reorganizao Social no municpio.................................................. 21 O Reconhecimento da Famlia: Uma relao de confiana com o CRAS.............................. 22 Influncia do Mtodo.............................................................................................................. 23 CAPTULO IV Analise e Discusses. O Centro de Referncia de Assistncia Social ANTNIO ALMEIDA PI....................... 25 Perfil Scio-Econmico das Famlias atendidas pelo CRAS.................................................. 26 Atividades desenvolvidas no CRAS....................................................................................... 27 CRAS promove Oficinas para garantir mais opes de emprego e renda.............................. 28 Ateno Integral...................................................................................................................... 31 Consideraes Finais............................................................................................................... 31 Bibliografia............................................................................................................................. 33 Anexos.................................................................................................................................... 34

6 RESUMO Este estudo tem como foco A Prtica Profissional do Assistente Social: uma analise no Centro de Referencia de Assistncia Social (CRAS), no municpio de Antnio Almeida Piau tem como objetivo central conhecer de forma mais sistematizada o fazer profissional do assistente social no mbito da proteo social bsica desta instituio que presta relevante servio populao em situao de vulnerabilidade social. O interesse em pesquisar a prtica do assistente social no referido local, se deu primeiramente pela vivencia pessoal e profissional da pesquisadora, e num segundo momento pelo trabalho desenvolvido no municpio como Assistente Administrativa, onde no cotidiano viveram-se diversas situaes e atividades junto a assistente social da instituio, sendo ento, esta pesquisa uma oportunidade de poder aprofundar e sistematizar os conhecimentos a cerca da prtica do assistente social na referida instituio. Dessa forma, a escolha por esta temtica se deu em conhecer as respostas profissionais que vm sendo dadas s demandas postas no CRAS. Neste sentido, essa pesquisa ancorou-se no movimento do real, pretendendo identificar as novas determinaes e mediaes essenciais para compreender a prtica do assistente social no CRAS em Antnio Almeida - PI, buscando captar a partir do trabalho concreto a direo social que o assistente social est imprimindo em seu exerccio cotidiano. Entendendo que essa direo social deve estar em consonncia com os princpios de um projeto profissional coletivo, distinto do projeto neoliberal pretensamente hegemnico. Objetivamos tambm, conhecer o espao scio-ocupacional e as condies de trabalho do assistente social no CRAS em Antnio Almeida - Pi, bem como mapear o perfil dos usurios . Acredita-se que a elaborao desta pesquisa possa contribuir para o debate sobre o exerccio profissional dos assistentes sociais, entendo-os como trabalhadores submetidos aos mesmos constrangimentos que sofrem o conjunto de trabalhadores brasileiros, mas tambm como sujeitos que protagonizam trajetrias profissionais singulares e particulares, que na multiplicidade das relaes que compem o mundo do trabalho, constroem a histria coletiva. Trata-se de estudo terico-metodologico, de carter qualitativa e as tcnicas utilizadas para coleta de dados sero leituras bibliogrficas, documental, questionrio com perfil ao usurio, entrevista semi-estruturada a assistente social. Este estudo est ancorado numa perspectiva dialtica-critica por esta analisar a realidade social em suas mltiplas dimenses, tanto social, poltica, econmica e cultura.

Palavras chave: Servio Social, Prtica Profissional do Assistente Social5 e CRAS.

7

CAPITULO I 1. INTRODUOO Servio Social caracterizado como uma profisso de interveno na realidade humana e social, tornando assim o Assistente social um profissional capacitado para lidar com as demandas sociais, abrangendo tanto as questes ligadas prpria sobrevivncia, quanto s questes voltadas a valores e comportamentos. O processo de trabalho no Servio Social determinado por configuraes estruturais e conjunturais da questo social, processo de excluso e as formas que a sociedade dispe e implementa para atenu-los. As demandas que hoje se apresentam profisso tm configuraes que do novas dimenses aos velhos fenmenos, como novos papeis da sociedade civil, a segmentao social dos usurios, as novas formas de organizao do trabalho, reeditando situaes do sculo passado nos dias atuais. Tem-se, assim, que o perfil profissional pretendido supe um Assistente Social capacitado para aes qualificadas no plano terico, metodolgico, pratico operativo e tico-politico. Parte da, a relevncia desse estudo, pois a prtica do assistente Social muito importante, em todos os seus aspectos, para a sociedade. Nesses termos, estudo se prope a identificar e analisar a importncia da prtica profissional do assistente social no Centro de Referncia de Assistncia Social (CRAS) no municpio de Antnio Almeida Piau, e nesta mesma perspectiva, busca traar o perfil scio-demografico do usurio do referido local. Ademais, esta pesquisa tem como objetivo central conhecer e analisar a importncia da prtica profissional do assistente social no Centro de Referncia de Assistncia Social (CRAS), tambm conhecida como casa das famlias no municpio de Antnio Almeida Piau. Neste sentido busca tambm, conhecer o perfil dos usurios, identificar a satisfao dos usurios em relao ao atendimento da Assistente social, avaliar a qualidade do atendimento no CRAS e analisar as principais atividades desenvolvidas pelo Assistente social no Centro de Referencia de Assistncia Social - CRAS de Antnio Almeida PI. Assim em linhas gerais, esta pesquisa se justifica pela necessidade de identificao da prtica do assistente social, buscando-se no seu cotidiano no CRAS a sua valorizao e formao. Para obter respostas s questes que nortearam a pesquisadora sero levados em considerao os aspectos das falas, gestos e expresses dos sujeitos pesquisados. Dessa forma, a escolha por esta temtica se deu em conhecer as respostas profissionais que vm sendo dadas s demandas postas no CRAS; Neste sentido, essa pesquisa ancorou-se no movimento do real, pretendendo identificar as novas determinaes e mediaes essenciais para compreender a prtica do assistente social no CRAS em Antnio Almeida - Pi, buscando captar a partir do trabalho concreto a direo social que o assistente social est imprimindo em seu exerccio cotidiano. Entendendo que essa direo social deve estar em consonncia com os princpios de um projeto profissional coletivo, distinto do projeto neoliberal pretensamente hegemnico. Objetivamos tambm, conhecer o espao scio-ocupacional e as condies de trabalho do assistente social no CRAS em Antnio Almeida - PI, bem como mapear o perfil dos usurios e a concepo dos mesmos a cerca da atuao do assistente social.

8 Acredita-se que a elaborao desta pesquisa possa contribuir para o debate sobre o exerccio profissional dos assistentes sociais, entendo-os como trabalhadores submetidos aos mesmos constrangimentos que sofrem o conjunto de trabalhadores brasileiros, mas tambm como sujeitos que protagonizam trajetrias profissionais singulares e particulares, que na multiplicidade das relaes que compem o mundo do trabalho, constroem a histria coletiva. Trata-se de estudo teri