RESUMO ESTUDO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO DE UM VEÍCULO BAJA ?· A competição de veículos Baja SAE… page 1
RESUMO ESTUDO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO DE UM VEÍCULO BAJA ?· A competição de veículos Baja SAE… page 2

RESUMO ESTUDO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO DE UM VEÍCULO BAJA ?· A competição de veículos Baja SAE…

Embed Size (px)

Text of RESUMO ESTUDO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO DE UM VEÍCULO BAJA ?· A competição de veículos Baja...

ESTUDO DOS CUSTOS DE PRODUO DE UM VECULO BAJA SAERESUMO

AUTOR PRINCIPAL:Marcus Vincius Dall'Agnol Signor

E-MAIL:135099@upf.br

TRABALHO VINCULADO BOLSA DE IC::No

CO-AUTORES:Ricardo Muhl

ORIENTADOR:Mrcio Walber

REA:Cincias Exatas, da terra e engenharias

REA DO CONHECIMENTO DO CNPQ:3.08.04.03-5

UNIVERSIDADE:Universidade de Passo Fundo

INTRODUO:A competio de veculos Baja SAE foi criada com o intudo de incentivar alunos de engenharia mecnica a ingressarem narea de pesquisa automotiva. Ela tem por objetivo a construo de um veculo com capacidades off-road de bomrendimento, confiabilidade, desempenho, eficincia e baixo custo. Com vrias categorias de avaliao, muitas delasbuscam examinar todo o estudo colocado pelos alunos no projeto, e no apenas o carro criado em si. Desse modo, osparticipantes devem estar aptos a lidar com varias questes prticas e administrativas. Uma delas so os custos deproduo do veculo. Se faz necessria a categorizao e anlise destes custos para aprimorar a fabricao, pois, para osjurados, o baja um automvel destinado a produo em srie, onde baixos custos e qualidade devem estar em equilbrio.Tendo esse equilbrio em mente, um projeto de avalio de custos foi realizado para obteno de um melhor resultado.

METODOLOGIA:Para a realizao do trabalho foram estudados os custos diretos, que representam custos variveis, dependentes daproduo, ou seja, caso cesse a produo eles desaparecem. Devido a sua definio, so custos relativamente fceis deser calculados. Em um veiculo Baja SAE, os custos diretos so compostos pela matria prima para produo de peas, aenergia eltrica gasta para produzir e montar o veculo, peas terceirizadas (adquiridas), manuteno de maquinrio.Assim, dividimos o veculo em setores para podermos classificar de maneira eficiente onde est sendo necessrio ummaior investimento, podendo definir um foco de trabalho para a sua prxima verso. Aps identificados os pontosprincipais, decide-se qual a maneira mais eficiente para reduo de custo em cada situao, avaliando desde trocas defornecedores, substituio de peas por outras similares mais baratas at mesmo mudanas no prprio projeto do Baja.

RESULTADOS E DISCUSSES:Com o estudo de custos, em trs anos, pode-se obter uma reduo considervel nos custos do veculo. Dos R$36.467,97iniciais, foi alcanada a marca de R$30.793,13, uma reduo de 16,53% a partir do valor inicial. Os melhores resultadosforam obtidos nos sistemas de freio e suspenso dianteira, com melhoras respectivas de 27,44% e 25,05%. Os outrossetores obtiveram os seguintes resultados: acelerador (14,02%), direo (15,1%), peas diversas (19,65%), suspensotraseira (10%) e transmisso (6,5%). Em uma linha de montagem, esses R$5674,84 economizados por veiculo,representam, muitas vezes, a diferena entre uma boa margem de lucro e um grande prejuzo, considerando a categoria emercado do produto. Todos os cortes em gastos foram feitos tendo em mente que a qualidade deveria ser mantida oumelhorada, objetivo que foi atingido, pois o veculo obteve resultados melhores tanto em testes quanto em competies.

CONCLUSO:Atravs desse estudo, foi comprovado que no necessrio perder em qualidade para que haja reduo de custos, desdeque esta seja feita de maneira controlada e bem avaliada, pois, em vrias situaes mais vantajoso pagar mais caro porum produto melhor.

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS:LIMA, Andreza Gonalves de. et al. Custeio Direto e Custeio por Absoro: uma abordagem Analtica. Disponvel em:. Acesso em: 09 ago. 2013

INSIRA ARQUIVO.IMAGEM - SE HOUVER:

Assinatura do aluno Assinatura do orientador

Recommended

View more >