Sintaxe de período simples

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Sintaxe de período simples. Análise sintática e termos da oração. A análise sintática é um processo de divisão de um todo e a explicação do papel de cada uma das partes divididas. Frase / Oração / Período. - PowerPoint PPT Presentation

Text of Sintaxe de período simples

  • Sintaxe de perodo simples

  • Anlise sinttica e termos da oraoA anlise sinttica um processo de diviso de um todo e a explicao do papel de cada uma das partes divididas.

  • Frase / Orao / PerodoFrase toda sentena capaz de nos transmitir ideias, sentimentos, desejos, pensamentos; qualquer enunciado dotado de significao. A frase pode ser construda de uma s palavra ou de vrias.Exemplos: Obrigado. Ajude me, por favor. Que frio!

  • Frase / Orao / PerodoOrao a frase que apresenta ou locuo.Exemplos: Eu e meu pai viajamos para Maranho.As festas natalinas esto se aproximando.

  • Frase / Orao / PerodoPerodo a frase estruturada em orao ou oraes.Perodo simples a frase constituda por uma s orao (um s verbo ou locuo verbal).Exemplo: Fomos praia ontem.

    Perodo composto a frase constituda por duas ou mais oraes (mais de um verbo ou locuo verbal).Exemplo:Fui praia ontem e nadei muito.

  • Termos da orao

    EssenciaisSujeito: simples / composto / indeterminado / oculto / inexistente ou orao sem sujeito.

    Predicado: nominal / verbal / verbo nominal (predicativo do sujeito e predicativo do objeto)IntegrantesComplemento verbal / Complemento nominal / Objeto direto / Agente da passiva.

  • Termos da orao

    Acessrios adjunto adnominal adjunto adverbial aposto VocativoObservao: o vocativo no pertence estrutura da orao.

  • Exemplos: Marta (sujeito) comprou um carro novo. (predicado) Sei de tudo (predicado) (sujeito = eu) Faz calor (predicado)Termos essenciaisAs oraes so constitudas, quase sempre, de dois termos que expressam:

    O ser (de quem se diz algo) = sujeito O que se diz (do ser) = predicado

  • SujeitoSUJEITO O TERMO DA ORAO QUE, IMPLCITO OU EXPLCITO, CONCORDA EM NMERO E PESSOA COM O VERBOExemplos: Lucas abriu a janela. (Quem que abriu a janela?Resposta: Lucas sujeito)

  • Classificao do sujeitoSujeito simples: possui apenas um ncleo claro e subtendido.Exemplos:Os nossos celulares foram roubados.Os sinos silenciaram.Sujeito composto: possui dois ou mais ncleos.Exemplos: Eu e ela somos amantes. O amar e o adorar so semelhantes.

  • Classificao do sujeitoSujeito oculto: tambm chamado de sujeito elptico ou desinencial; no aparece explcito na frase.

    Exemplos: Estamos com muita Fome ( Ns = sujeito oculto) Desocupei a casa ontem. (Eu = sujeito oculto)

  • Classificao do sujeitoSujeito indeterminado: este tipo de sujeito no aparece explcito na orao por ser impossvel determin lo. Mas sabe se que existe um sujeito agente da ao.

    Exemplos: Verbo na 3 pessoa do plural: Dizem que eles se separaram. (Algum disse, mas no sabemos quem .) Verbo na 3 pessoa do singular (+SE): Precisa se de padeiros. (No sabemos quem precisa) Essa construo ocorre com verbos intransitivos, transitivos indiretos e de ligao. Vive se melhor fora das cidades grandes. Precisa se de professores de portugus. Trata se de casos delicadssimos.

  • Classificao do sujeitoSujeito inexistente: designado por verbos que no correspondem a uma ao, como fenmenos da natureza etc.

    Exemplos: Verbos indicando fenmeno da natureza: Choveu muito ontem noite. Verbo haver no sentido de existir ou ocorrer: Houve um forte temporal na cidade de Pedrinpolis. Verbo fazer indicando tempo ou clima: Faz anos que no a vejo!

  • PredicadoPredicado tudo o que se declara acerca do sujeito, ou seja, tudo o que h na frase que no o sujeito.Predicado verbalO predicado verbal se constitui de verbo, o qual o ncleo do predicado.

    Exemplo:Mame ( sujeito fez = verbo) fez um delicioso pudim. (predicado)

  • Predicado nominalNo predicado nominal o ncleo do predicado um nome, o qual exerce a funo de predicativo do sujeito (termo que d caracterstica ao sujeito; sempre ligado ao sujeito por um verbo de ligao).

    Exemplo:As alunas (sujeito) esto cansadas. (predicado)

    esto = verbo de ligaocansadas = predicativo do sujeito

  • Predicado verbo - nominalO predicado verbo nominal possui dois ncleos: um verbo e um nome. Tem predicativo do sujeito ou do objeto e indica a ao e qualidade.

    Exemplo: Elegemos (verbo) nossa tia diretora. (predicativo do objeto PO)Predicao verbalO estudo da predicao verbal o estudo do comportamento do verbo na orao. A partir desse estudo, sabe se qual a relao do verbo com seu complemento.Os verbos podem ser: intransitivos, transitivos e de ligao.

  • Verbos intransitivosOs verbos intransitivos so os que no necessitam de complementao, pois j possuem sentido completo.

    Exemplos: Michael Jackson morreu em 2009. A conta de energia vence hoje. Vivemos muito bem. Dormimos bastante.

  • Verbos transitivosOs verbos transitivos so verbos que precisam de complemento, uma vez que tm sentido incompleto.

    Exemplos: Tenho uma forte dor no peito. (Tenho o qu? uma forte dor no peito) Gosto muito de Patrcia. (Gosto de quem? de Patrcia)

    Os transitivos se dividem em: transitivos diretos, transitivos indiretos e transitivos diretos e indiretos.

  • Transitivos diretosOs transitivos diretos exigem complementos sem preposio obrigatria. Os complementos prendem se aos verbos sem preposio.

    Exemplos: Estudei o contedo todo. (Estudei o qu? o contedo todo)Observao: Quem estuda, estuda alguma coisa = o contedo todo. A chuva causou problemas. ( A chuva causou o qu? problemas)Observao: A chuva causou alguma coisa = problemas.

  • Transitivos indiretosOs transitivos indiretos exigem complemento com preposio obrigatria. Os complementos prendem se aos verbos com preposio.

    Exemplos: Acreditamos em Deus. Preciso de frias.

  • Transitivos diretos e indiretosOs transitivos diretos e indiretos possuem dois complementos: um ligado diretamente, sem preposio, e outro com preposio.

    Exemplos: Ludmila emprestou a caneta para o professor. Eduardo comunica o fato a todos.

  • Verbos de ligao So verbos que servem como elementos de ligao entre o sujeito e uma qualidade ou estado ou modo de ser, denominado predicativo do sujeito.

    Os principais verbos de ligao so: ser, estar, parecer, permanecer, ficar, continuar.

    Exemplos: A noite est perfeita para uma festa. A aula permanece chata. O ptio lindo.

  • Objeto direto o termo da orao que completa o sentido do verbo transitivo direto. O objeto direto liga se ao verbo sem preposio.

    Pergunta se (aps o verbo):Verbo o qu? Quem?

    Exemplo: o secretrio entregou (VTD) o documento. (OD)

  • Objeto direto posicionadoO objeto direto pode vir precedido de preposio. Tal preposio ocorre por diversas razes e no pela exigncia obrigatria do verbo.

    Exemplos: Ajudei a todos. Comi do bolo. Castigaram a Jesus. Eles tomaram das armas.

    Todas as preposies usadas foram facultativas.

  • Objeto indiretoO objeto indireto o termo da orao que completa o sentido do verbo transitivo indireto, auxiliado de uma preposio. O O.I. vem sempre associado a verbo transitivo. Indica o paciente ou destinatrio da ao verbal. Liga se ao verbo por meio de preposio obrigatria.

    Exemplos de preposies: a, ante, aps, at, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre etc.Exemplos: Meu primo gosta (VTI) de msica clssica. (OI) A aluna respondeu (VTI) ao professor. (OI)

  • Predicativo do objetoO predicativo do objeto s ocorre no predicado verbo nominal. Ele nos informa alguma coisa a respeito do objeto (complemento do verbo).

    Exemplos: Tas encontrou flores perfumadas.

    Encontrou = verbo transitivo diretoFlores = objeto direto.Perfumadas = predicativo do objeto direto. Informa que as flores encontradas so perfumadas.

  • Predicativo do objetoExemplos: O empresrio considerou pssimo o funcionrio.

    Considerou = verbo transitivo direto.Pssimo = predicativo do objeto direto, pois informa algo a respeito do objeto. Informa que o funcionrio foi considerado pssimo.Funcionrio = objeto direto.

  • Complemento nominalComplemento nominal o termo da orao que completa o sentido de um nome (com ajuda de preposio). Esse nome pode ser representado por um substantivo, um adjetivo ou advrbio.

    Nome + a qu (em)?de qu (em)?por qu (em)?outras

  • Complemento nominalExemplo: O aluno (sujeito) tem (VTD) necessidade (OD) de ajuda. (complemento nominal.

    Fazendo a pergunta QUEM? Para o verbo, descobrimos o sujeito. Quem tem? = o aluno.Fazendo a pergunta O QU? Para o verbo, descobrimos o OD. Tem o qu = necessidade.E fazendo a pergunta DE QU? Para o OD, descobrimos o complemento nominal. Necessidade de qu? = de ajuda.

  • Agente da passivaAgente das passiva o elemento da frase que pratica a ao expressa pelo verbo na voz passiva. sempre introduzido por uma preposio.

    Exemplo:O filho (sujeito) adorado (verbo passivo) pelo pai. (agente da passiva)

    A forma verbal est na voz passiva, pois o sujeito paciente (sofre a ao). O termo pelo pai pratica a ao verbal (adorar o filho). Na voz passiva, o termo que pratica a ao verbal o agente da passiva.

  • Voz passiva analticaA voz passiva analtica formada com o uso dos verbos auxiliares ser e estar e o particpio de alguns verbos ativos.

    importante saber que o tempo verbal da voz ativa dever ser seguido pelo verbo auxiliar da voz passiva.

    Exemplo: Voz ativa = O namorado comprou diversos botes de rosa. Voz passiva = Diversos botes de rosa foram comprados pelo namorado.

  • Voz passiva analtica Muita ateno: nem sempre o agente da passiva est expresso.

    Exemplo: Os mortos foram enterrados hoje. (Por quem? No se sabe.)

  • Voz passiva sintticaA voz passiva sinttica formada com o uso do pronome SE (pronome apassivador).

    O sujeito agente desaparece, pois ele no interessa quele que fala.

    Exemplos: Alugam (VT