UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT CAMPUS .universidade federal do tocantins – uft campus universitÁrio

  • View
    218

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT CAMPUS .universidade federal do tocantins – uft campus...

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT

CAMPUS UNIVERSITRIO DE PALMAS

MESTRADO EM AGROENERGIA

RODRIGO ALEXANDRE GOMES DE OLIVEIRA

A LOGSTICA DA SOJA E O IMPACTO DO CUSTO DE

SERVIOS DE TRANSPORTE (CST) NO PREO FINAL DO

BIODIESEL PRODUZIDO NO ESTADO DO TOCANTINS

Palmas - TO

2010

Livros Grtis

http://www.livrosgratis.com.br

Milhares de livros grtis para download.

RODRIGO ALEXANDRE GOMES DE OLIVEIRA

A LOGSTICA DA SOJA E O IMPACTO DO CUSTO DE

SERVIOS DE TRANSPORTE (CST) NO PREO FINAL DO

BIODIESEL PRODUZIDO NO ESTADO DO TOCANTINS

Dissertao de Mestrado apresentada ao

Programa de Ps-Graduao em Agroenergia

da Universidade Federal do Tocantins, para

obteno do ttulo de Mestre em Agroenergia,

rea de concentrao de Aspectos Scio-

Econmicos de Sistema de Agroenergia.

Orientador: Prof. Dr. Alan Kardec M. Barbiero

Palmas - TO

2010

RODRIGO ALEXANDRE GOMES DE OLIVEIRA

A LOGSTICA DA SOJA E O IMPACTO DO CUSTO DE

SERVIOS DE TRANSPORTE (CST) NO PREO FINAL DO

BIODIESEL PRODUZIDO NO ESTADO DO TOCANTINS

Dissertao de Mestrado submetida

Universidade Federal do Tocantins, como

parte dos requisitos necessrios para a

obteno do Grau de Mestre em Agroenergia,

rea de concentrao em Aspectos Scio-

Econmicos de Sistemas de Agroenergia.

Orientador: Prof. Dr. Alan Kardec M. Barbiero

Aprovado em sesso pblica realizada no dia 24/agosto de 2010.

BANCA EXAMINADORA

____________________________________________________

Prof. Dr. Alan Kardec Martins Barbiero Orientador UFT

____________________________________________________

Profa. Dr

a. Yolanda Vieira de Abreu

___________________________________________________

Prof. Dr. lvio Quirino Pereira

Dedico este trabalho ao Eterno Todo Poderoso de Yisrael, minha Esposa Lucimara

e s minhas trs Marias,

Maria Luiza, Maria Eugnia e Maria Valentina.

Agradecimentos

Ao Prof. Dr. Alan Kardec Marins Barbiero, meu orientador no curso de mestrado, pelos

conhecimentos e didtica nos cursos de ps-graduao, pelo apoio e pelos

conhecimentos indispensveis na concluso do trabalho e pela amizade.

Profa. Dr

a. Yolanda Vieira de Abreu, membro da banca, pelo auxlio, pelas crticas

oportunas, sem as quais no seria possvel alcanar todos os objetivos, pelo rigor e

dedicao acadmica, e principalmente pela compreenso nos momentos difceis.

Ao Prof. Dr. lvio Quirino Pereira, membro da banca, por aceitar prontamente o convite

e pela amizade.

minha famlia, minha me, Profa. Maria Zilda Gomes de Oliveira fonte inspiradora do

meu interesse pela carreira acadmica, meu pai, Francisco Carlos de Oliveira, pelo

exemplo de trabalho, honestidade e perseverana, minha esposa Lucimara Albieri de

Oliveira, pela pacincia e exemplo de dedicao ao meio acadmico, minhas filhas,

Maria Luiza, Maria Eugnica e Maria Valentina pelos momentos de descontrao entre

as pesquisas e a elaborao da dissertao, minha Av, Rita Antonia Gomes pelas

oraes, minha irm, Flvia pela alegria e orgulho demonstrado durante o percurso. Ao

Tio Luiz e Tia Diva que com alegria e disposio sempre estiveram disposio para

conversar e sorrir.

minha famlia adotiva, Tio Fred e Tia Lcia que sempre me trataram literalmente

como filho e me proporcionaram tantos momentos de alegria e experincias nicas.

Tia Beta que nos ltimos anos tem sido uma verdadeira me, mentora e incentivadora

em absolutamente todos os sentidos.

Silvia funcionria da empresa Amanda Transportes e a toda sua diretoria, pois sem os

dados referentes aos valores de frete, seria impossvel finalizar a pesquisa.

Por fim, a todos os professores do Programa de Mestrado em Agroenergia, ao pessoal

da Secretaria do Programa de Mestrado em Agroenergia e Comisso de Ps-Graduao.

"Jamais considere seus estudos como uma obrigao, mas como uma oportunidade

invejvel (...) para seu prprio prazer pessoal e para proveito da comunidade qual

seu futuro trabalho pertencer" (Albert Einstein)

A LOGSTICA DA SOJA E O IMPACTO DO CUSTO DE

SERVIOS DE TRANSPORTE (CST) NO PREO FINAL DO

BIODIESEL PRODUZIDO NO ESTADO DO TOCANTINS

RESUMO

Percebe-se que a maior eficincia de movimentao de cargas e transporte ganha

importncia mpar no mbito das relaes de comrcio. Tal eficincia ocorre devido s

vantagens logsticas de localizao, infraestrutura e, principalmente, de custos que

interferem diretamente na vocao de uma determinada localidade como fornecedor de

produtos e servios para o mercado consumidor, seja mercado local, regional, nacional

ou internacional. A partir dessa hiptese, este estudo aborda o impacto da conta

denominada pelo autor como Custo de Servio de Transporte (CST) sobre o preo

final do biodiesel produzido no Estado do Tocantins em comparao ao mesmo produto

produzido em um municpio da regio Sudeste do Brasil. A metodologia utilizada foi a

reviso bibliogrfica, anlise de dados Ex-post facto levantados por meio de planilhas

elaboradas de valores mensais de frete referente a um operador logstico especializado

no transporte de leo de soja (matriz oleaginosa) e biodiesel e os dados operacionais de

uma usina de biodiesel do Estado do Tocantins. Para verificao e anlise de resultados,

foram criadas planilhas com valores atualizados dos Custos de Servios de Transporte

para comparao entre as realidades estudadas, e a montagem de cenrios para

comparao de possibilidades futuras de resultados com base nos dados levantados.

Palavras-chave: Custo de Servios de Transporte, Biodiesel, Custo de produo,

Tocantins.

A LOGSTICA DA SOJA E O IMPACTO DO CUSTO DE

SERVIOS DE TRANSPORTE (CST) NO PREO FINAL DO

BIODIESEL PRODUZIDO NO ESTADO DO TOCANTINS

ABSTRACT

It is observed that the efficiency of cargo handling and transportation gained

unparalleled importance in the context of trade relations. This efficiency is due to the

logistical advantages of location, infrastructure, and especially the costs that directly

affect the vocation of a particular location as a supplier of products and services to the

consumer market, either regional market, national or international. From this

hypothesis, this study addresses the impact of the account named by the author as

"Transportation Service Cost (CST) on the final price of biodiesel produced in the state

of Tocantins in comparison to the same product produced in a Brazilian Southeastern

city. The methodology was based on literature review, ex post facto data analysis

collected through monthly values spreadsheets from a freight logistics operator

specializing in the transport of soybean oil (oleaginous matrix) and biodiesel and the

operating data of a biodiesel plant in the state of Tocantins. Finally, for verification and

results analysis, Transportation Service Cost spreadsheets were assembled in order to

compare and study research data from both realities. Scenarios were also assembled in

order to compare future result possibilities based on collected data.

Key words: Transportation Service Cost, Biodiesel, Production cost, Tocantins state.

Lista de figuras

Figura 2.1 Metas e Objetivos da Logstica ...................................................................... 9

Figura 2.3 Matriz de transportes comparativo internacional (em % total) ................. 33

Figura 3.1 Biodiesel Processo de Obteno ............................................................... 37

Figura 3.2 Mapeamento da Cadeia de Produo e Distribuio de Biodiesel ............... 39

Figura 3.3 Principais matrias-primas utilizadas na produo de biodiesel, Dezembro de

2008 ............................................................................................................................... 40

Figura 3.4 Os objetivos bsicos da anlise de custos .................................................... 41

Figura 3.5 Grandes contas que compem o custo de produo de biodiesel ................ 42

Figura 3.6 Contas que compem o custo de produo de biodiesel (Cassia/MG) ........ 42

Figura 3.7 Contas que compem o custo de produo de biodiesel (Porto Nacional /TO)

........................................................................................................................................ 43

Figura 3.8 Exemplo prtico de multimodalidade do transporte de soja em gros ...... 49

Figura 3.9 Malha viria e principais portos utilizados para o escoamento da soja

brasileira ........................................................................................................................ 54

Figura 4.1 Diviso poltica do Tocantins .................................................................... 58

Figura 4.2 Alternativas de transporte intermodal do Tocantins ................................. 62

Figura 4.3 Rodovias .................................................................................................... 64

Figura 4.4 Hidrovias Tocantins-Araguaia .................................................................. 65

Figura 4.5