Diversidade étnico racial: Negros - A questão racial na escola

  • View
    381

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of Diversidade étnico racial: Negros - A questão racial na escola

Diversidade tnico racial- negros A questo racial na escola

Diversidade tnico-racial: negros

A questo racial na escola

Racismo uma maneira de discriminar as pessoas baseada em motivos raciais, cor da pele ou outras caractersticas fsicas, de tal forma que umas se consideram superiores a outras. Portanto, o racismo tem como finalidade intencional (ou como resultado) a diminuio ou a anulao dos direitos humanos das pessoas discriminadas.

As questes tnico-raciais so recorrentes no mundo. A intolerncia se tornou algo comum em alguns casos. As pessoas so discriminadas apenas por serem diferentes das outras, por no terem a mesma cor de pele que as demais. Infelizmente o preconceito um grave problema em todo mundo. Nas escolas essa problemtica no diferente, mas deve ser combatida com a mesma voracidade que nas ruas.

O racismo na educao A discriminao racial tambm est presente na rea educacional, o que acaba prejudicando o desenvolvimento do educando, gerando a dificuldade de sucesso na escola e ao acesso s posies melhores e mais remuneradas do mercado de trabalho; essa situao acaba sustentando um crculo vicioso de pobreza, fracasso escolar e marginalizao social. Aos negros com mesmo nvel educacional que os brancos no se garantem a mesma remunerao ou as mesmas atividades, implicando em dificuldade de mobilidade social.

os profissionais tm que estar preparados para conseguir desfazer os esteretipos e as ideias pr-concebidas que os alunos j trazem sobre a cultura negra, com um dilogo aberto, arejado e transparente, mostrando a histria da comunidade negra, sua identidade e cultura.

Isto preconceito, voc sabia?Colocar apelidos nos colegas negros na escola.Negar a ascendncia negra do mulato;Fazer piadas de mau gosto, como isso coisa de preto...Dizer que brasileiro tem sangue fraco por ser mestio;Usar eufemismo (moreninho, escurinho), evitando usar a palavra negro;Relacionar a cor branca a limpeza e a cor preta a sujeira;

Digo sim s diferenas raciais e no ao racismo

CONJUNOA conjuno, alm de ligar palavras ou oraes, d uma direo argumentativa ao texto e estabelece uma relao semntica entre as oraes.

PONTUAOA pontuao um conjunto de sinais grficos destinados a organizar as relaes e a proporo das partes do discurso e das pausas orais e escritas. Tem como objetivo a compreenso, a clareza e a expressividade da frase. Os sinais grficos utilizados na pontuao so ponto (.), ponto de interrogao (?), ponto de exclamao (!), dois pontos (:), ponto e vrgula (;), vrgula (,), reticncias () e travesso (-).

Conjuno e pontuao esto intimamente relacionadas aos aspectos da coeso textual, ou seja, conjuno e pontuao so responsveis diretos pela organizao de um texto escrito.

Conjunes:1- Aditivas: ideia de soma, adio. Ex: Saio felizevolto cansada. (e, nem, mas tambm...)

2- Adversativas: ideia de oposio, contraste. Ex: Estarei em casa,masno vou atend-lo. (mas, porm, todavia, contudo, no entanto...)

3- Alternativas: ideia de alternncia. Ex: Casoouviajo? (ou...ou, ora...ora, quer...quer)

9

4- Conclusivas: ideia de concluso de um pensamento. Ex: Ela nova,portantono ir namorar. (logo, portanto, por isso, pois (aps o verbo) . Ex: Ela catanduvense, ,pois, boa gente.

5- Explicativas: ideia de explicao, razo, motivo. Ex: No brinque com fogo, porque perigoso. (porque, que, pois (antes do verbo) Ela passou no vestibular, pois estudou muito.

Referencias:

BECHARA, Evanildo. Moderna Gramtica Portuguesa: atualizada pelo novo acordo ortogrfico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009. KOCH, Ingedore Villaa e TRAVAGLIA, Luiz Carlos. A coerncia textual. SP: Contexto, 2002.

11