Projeto Aço na Copa 2014

  • View
    56

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Projeto Aço na Copa 2014

Text of Projeto Aço na Copa 2014

  • 1. 1

2. 1 R E A L I Z A O: 3. No somente um evento de futebol um dos eventos mais assistidos no mundo Oportunidade de divulgao das cidades em nvel mundial Os estdios so as estrelas, mas no so tudo Instalaes de suporte e infra-estrutura so necessrias As cidades devem ser adequadas para receber uma multido de turistas O tempo de construo crucial Copa do Mundo 4. Prazo Exguo Rapidez de Construo Grande interferncia em centros urbanos Limpeza e Racionalizao do Canteiro de Obras Vitrine das cidades-sede para o mundo Qualidade de Acabamentos / Flexibilidade e Beleza Arquitetnica Requisitos Scio-ambientais / Green Goals Sustentabilidade AO: Soluo perfeitamente adequada Requisitos das Obras 5. Como o AO pode contribuir para o sucesso da COPA 2014? 6. Velocidade construtiva Como o ao pode contribuir para o sucesso da Copa 2014 7. Flexibilidade Como o ao pode contribuir para o sucesso da Copa 2014 8. Sustentabilidade Ao 100% reciclvel o produto mais reciclado do mundo Como o ao pode contribuir para o sucesso da Copa 2014 9. Reduzir, reutilizar, recuperar, economizar e repensar Ao longo da vida de uma edificao, o ao permite economias significativas de energia, facilidade de manuteno e adaptao. Ao final de sua vida til, uma estrutura em ao fcil de ser reciclada. Sustentabilidade 10. As construes em ao respondem aos critrios de Sustentabilidade que os empreendimentos para a Copa devero atender: Durabilidade Reciclabilidade Maior facilidade no desmonte e reaproveitamento Reduo do impacto ambiental Racionalizao de materiais e mo de obra Como o ao pode contribuir para o sucesso da Copa 2014 11. Disponibilidade de produtos e servios O ao economicamente vivel Construo industrializada Como o ao pode contribuir para o sucesso da Copa 2014 12. Menor peso das estruturas e reduo de carga nas fundaes Maior Controle de qualidade Reduo de transporte Reduz impacto no canteiro Reduz incmodo na vizinhana Promove segurana no canteiro Benefcios na Fase de Construo 13. Maior flexibilidade e facilidade de renovao Grandes vos Facilidade de manuteno Desempenho trmico e acstico de componentes (coberturas e fechamentos) Benefcios para os usurios durante toda a vida til do edifcio Benefcios na Fase de Operao 14. O AO oferece solues construtivas j consolidados no Brasil para os estdios e para a melhoria das cidades 15. Esplanada dos Ministrios Anexos Congresso Nacional Uso de AO na Construo no recente 16. Mais leitos com maior eficincia Hotis 17. O novo futebol Estdios e Instalaes esportivas 18. Portas de entrada Aeroportos 19. Facilidade de circulao Estaes e Terminais de Passageiros 20. Centros comerciais 21. Segurana Hospitais 22. Estacionamentos 23. Mais que travessias Pontes e Passarelas 24. Pontos de nibus, cercamentos, sinalizao, iluminao, bancos A qualificao dos espaos urbanos Equipamentos Urbanos 25. Saneamento, energia, telecomunicao, sistema virio A base para o desenvolvimento harmnico Infraestrutura 26. Olimpadas de Pequim 2008: Ninho do Pssaro: novo carto postal da cidade de Pequim. Estima-se que pelo menos 3 milhes de toneladas foram utilizadas na construo de estdios, da Vila Olmpica e em obras de transporte pblico Fonte: Worldsteel, Stahl Copa do Mundo da Alemanha 2006: Allianz Arena: Estdio 5 estrelas da FIFA; 22.000t de ao Utilizao de ao na cobertura de todos os estdios (Estdio Olmpico de Berlim: 3.500t de ao apenas na cobertura) Uso de Ao em outros eventos esportivos 27. O AO e a Construo no Brasil 28. China Japo USA Alemanha Espanha Brasil Mxico Coria do Sul India Russia Frana Turquia Itlia 0 200 400 600 800 1000 1200 1400 1600 - 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 ConsumoPerCapita(kg) PIB Per Capita (USD x 1,000) Fonte: WSA / CIA (2009) Pases em Desenvolvimento Foco em Exportao Pases Desenvolvidos Consumo de Ao Per Capita Oportunidade de Crescimento do Consumo de Ao 29. US$ 14 bilhes investidos na modernizao das usinas entre 1994 e 2004 US$ 12 bilhes investidos no aumento da capacidade produtiva desde 2004 33,4 34,0 37,1 41,5 25 30 35 40 45 2002 2004 2006 2008 (milhes de toneladas de ao) Capacidade Instalada da Indstria do Ao no Brasil 30. PROJETO Arquitetos - SINAENCO - ASBEA - IABS Engenheiros - ABECE - Instituto de Engenharia INSUMOS Empresas Siderrgicas - CBCA / IABr - ABM Distribuidores centro de servios beneficiadores - INDA - AARS Fabricantes de Estruturas - ABCEM - CDMEC PRODUO Construtores - CBIC - SINDUSCONS EMPREENDEDOR SECOVI ABDIB Cadeia Produtiva da Construo Civil 31. Promover e ampliar a participao da construo em ao no mercado nacional, realizando aes para sua divulgao e apoiando o desenvolvimento tecnolgico. Misso CBCA 32. Mantm parcerias junto aos elos da cadeia produtiva da construo em ao. Incentiva pesquisa, difunde competncias tcnica e empresarial (elaborao de publicaes tcnicas) Atua para a normalizao tcnica e promoo da qualidade no setor Promove a qualificao de mo de obra O que faz o CBCA ? 33. AO Construindo um Futuro Sustentvel www.cbca-iabr.org.br 34. 1 35. 1 Fase do Programa | 2009 36. 1 Fase do Programa | 2009 37. Manaus Cuiab Braslia Fortaleza Natal Recife Salvador Belo Horizonte Rio de Janeiro So Paulo Curitiba Porto Alegre O CBCA divulgar as solues em ao nas 12 cidades sede da Copa 2014 2 Fase do Programa | 2010 38. As solues em ao trazem benefcios para os empreendimentos que faro o sucesso da Copa 2014. A cadeia produtiva do ao est preparada para atender as demandas. Concluso