Alopatia FARMACAM/monografias FARMACAM... · Doenças dermatológicas: pênfigo, dermatite ampolar

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Alopatia FARMACAM/monografias FARMACAM... · Doenças dermatológicas: pênfigo, dermatite ampolar

Informativo Tcnico

DEFLAZACORT GLICOCORTICIDE COM PROPRIEDADES ANTIINFLAMATRIA

E IMUNIDEPRESSORA. Deflazacort um glicocorticide com propriedades antiinflamatrias e imunodepressoras. Devido a sua propriedade de no afetar substancialmente a espoliao de clcio sseo, seu uso pode ser conveniente para pessoas que necessitam de tratamento glicocorticide, especialmente aquelas com maior risco de osteoporose; seus reduzidos efeitos diabetognicos permitem indicar a droga para pacientes diabticos ou pr-diabticos.

Indicaes Doenas endcrinas: insuficincia supra-renal primria ou secundria (a hidrocortisona ou a cortisona so as drogas eleitas; deflazacort, em funo de seus mnimos efeitos mineralocorticides, deve ser usado em conjunto com um mineralocorticide), hiperplasia supra-renal congnita, tireoidite no supurativa.

Doena reumtica: artrite psorisica, artrite reumatide, espondilite anquilosante, bursite aguda e subaguda, tenossinovite aguda no especfica, artrite gotosa aguda, osteoartrite ps-traumtica, sinovite de osteoartrite, epicondilite.

Doenas do colgeno: lpus eritematoso sistmico, cardite reumtica aguda, polimialgia reumtica, poliarterite nodosa, dermatomiosite sistmica (polimiosite), arterite temporal, granulomatose de Wegener.

Doenas dermatolgicas: pnfigo, dermatite ampolar herpetiforme, eritema multiforme grave (sndrome de Stevens-Johnson), dermatite esfoliativa, micose fungide, psorase grave, dermatite seborrica grave.

Doenas alrgicas: controle de reaes alrgicas graves ou incapacitantes, que no respondem a drogas no esterides, rinite alrgica estacional ou permanente, asma brnquica, dermatite de contato, dermatite atpica, doena do soro, reaes de hipersensibilidade a medicamentos.

Doenas respiratrias: sarcoidose sistmica, sndrome de Loeffler, sarcoidose, pneumonia alrgica, fibrose pulmonar idioptica, pneumonia aspirativa.

Doenas oftlmicas: inflamao da crnea, uvete difusa posterior e coroidite, queratite, coriorretinite, irite e iridociclite, neurite tica, oftalmia simptica, herpes zoster oftlmica, conjuntivite alrgica.

ALCNTARA IRua Yolanda Saad Abuzaid, 100A, loja 306 e 307(21) 2603 1372

Z GAROTORua Coronel Serrado, 1630, loja 102(21) 2604 7350

ALCNTARA IIRua Yolanda Saad Abuzaid, 150, loja 118(21) 2601 1130

Doenas hematolgicas; prpura trombocitopnica idioptica, trombocitopenia secundria, anemia hemoltica adquirida (autoimune), eritroblastopenia, anemia congnita hipoplsica (eritride).

Doenas neoplsicas: leucemia, linfoma, mieloma mltiplo.

Doenas renais: sndrome nefrtica.

Doenas gastrintestinais: colite ulcerativa, enterite regional, hepatite crnica. Doenas neurolgicas: esclerose mltipla exacerbada.

Contra-indicaes Contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade ao frmaco. Posologia A dose requerida varivel e deve ser individualizada com base na doena a ser tratada e na resposta de cada paciente. Adultos: dose inicial: de 6 a 90mg/dia, dependendo da gravidade dos sintomas. Nas doenas menos graves, doses baixas podem ser suficientes, enquanto nas doenas graves pode ser necessrio administrar doses maiores. A dose inicial deve ser mantida ou ajustada at obter-se uma resposta clnica satisfatria. Se esta no acontecer aps um perodo razovel, o tratamento com deflazacort deve ser interrompido e substitudo por outro. Aps uma resposta inicial favorvel, a dose adequada de manuteno deve ser determinada pela diminuio da dose inicial a pequenas fraes, at alcanar a menor dose capaz de manter uma resposta clnica adequada. Dose de manuteno: os pacientes devem ser cuidadosamente monitorados pelos sinais sintomticos que possam indicar a necessidade de ajuste da dose inclusive com mudanas no quadro clnico resultante da remisso ou exacerbao da doena, resposta individual droga e efeito do estresse (por exemplo, cirurgia, infeco, traumatismo). Durante o estresse pode ser necessrio aumentar temporariamente a dose. Crianas: 0,22 a 1,65mg/kg/dia ou em dias alternados. Tal qual outros glicocorticides, para a suspenso do tratamento a dose de deflazacort deve ser reduzida gradualmente. Os efeitos antiinflamatrios da droga so comparveis aos de outros esterides antiinflamatrios, com uma mdia de equivalncia em relao prednisona de 0,8 (por exemplo, 6mg de deflazacort = 5mg de prednisona). Reaes adversas Os glicocorticides relacionam-se com reaes adversas que dependem da dose e da durao do tratamento, e incluem: aumento da suscetibilidade infeces, efeitos gastrintestinais (dispepsia, ulcerao pptica, perfurao da lcera pptica, hemorragia, pancreatite aguda, especialmente em crianas); alteraes no equilbrio hidroeletroltico, equilbrio negativo de nitrognio, debilidade muscular e esqueltica (miopatia e fraturas), fragilidade e adelgaamento da pele, retardamento no processo de cicatrizao, acne, alteraes neuropsiquitricas (cefalia, vertigem,

ALCNTARA IRua Yolanda Saad Abuzaid, 100A, loja 306 e 307(21) 2603 1372

Z GAROTORua Coronel Serrado, 1630, loja 102(21) 2604 7350

ALCNTARA IIRua Yolanda Saad Abuzaid, 150, loja 118(21) 2601 1130

euforia, insnia, agitao, hipomania ou depresso, hipertenso endocraniana, convulses, pseudotumor cerebral em crianas), efeitos oftlmicos (catarata posterior subcapsular, aumento da presso intraocular, supresso da funo hipotalmica-pituitria-supra-renal), alteraes corporais (distribuio cushingide, aumento de peso e rosto arredondado), hirsutismo, amenorria, diabetes mellitus, diminuio do crescimento em crianas e casos raros de reaes alrgicas.O deflazacort demonstrou uma menor incidncia de reaes adversas ao nvel sseo e do metabolismo dos carboidratos, em comparao com outros glicocorticides. Interaes Apesar de no terem sido detectadas interaes medicamentosas durante as investigaes clnicas, devem ser tomados os mesmos cuidados dedicados aos outros glicocorticides (por exemplo, pode ocorrer diminuio dos nveis de salicilato, aumento do risco de hipopotassemia com o uso concomitante de digitlicos ou diurticos, anticolinestersicos; drogas que alteram o metabolismo dos glicocorticides, como rifampicina, barbituratos, difenil hidantona); a eritromicina e os estrognios podem aumentar os efeitos dos corticosterides. Os corticides podem alterar os efeitos dos anticoagulantes do tipo cumarnico. Precaues

As complicaes do tratamento com glicocorticides dependem da dose e durao do tratamento, deve-se considerar a relao risco-benefcio para cada caso individual.

O uso prolongado de deflazacort pode produzir catarata posterior subcapsular ou glaucoma. Durante o tratamento com glicocorticides, os pacientes no devem receber imunizaes, especialmente se for em altas doses, devido possibilidade de disseminao de vacinas vivas e falha na resposta dos anticorpos.

Aps um tratamento prolongado, a retirada de glicocorticides deve ser lenta e gradual p/evitar a sndrome de deprivao brusca: febre, mialgia, artralgia e mal-estar generalizado.

O uso peditrico prolongado pode suprimir o crescimento e o desenvolvimento. A administrao durante a gravidez e lactao somente deve ser considerada quando os benefcios superarem os riscos potenciais do seu uso.

O uso de deflazacort requer cuidados especiais nas seguintes doenas clnicas: cardiomiopatias ou insuficincia cardaca congestiva (devido ao aumento da reteno de gua), hipertenso e manifestaes tromboemblicos. Referncias Bibliogrficas 1 P.R.Vade-mcum Brasil, 2004-2005 2 DEF Dicionrio de Especialidades Farmacuticas.

ALCNTARA IRua Yolanda Saad Abuzaid, 100A, loja 306 e 307(21) 2603 1372

Z GAROTORua Coronel Serrado, 1630, loja 102(21) 2604 7350

ALCNTARA IIRua Yolanda Saad Abuzaid, 150, loja 118(21) 2601 1130