Click here to load reader

Ano 7 nº 69 / Dezembro 2008 - Janeiro 2009 Desenbahia ... · 2 | Jornal Desenbahia Ano 7 nº 69 Dezembro 2008 - Janeiro 2009 Expediente | Informativo editado pela Assessoria Técnica

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Ano 7 nº 69 / Dezembro 2008 - Janeiro 2009 Desenbahia ... · 2 | Jornal Desenbahia Ano 7 nº 69...

  • Ano 7 n 69 / Dezembro 2008 - Janeiro 2009

    Desenbahia lana linha de crdito emergencialA Desenbahia anunciou no incio dedezembro a liberao de R$ 110milhes em linhas de crdito, apsautorizao do governador JaquesWagner. Os recursos so originadosprincipalmente do Fundo deDesenvolvimento Social eEconmico (Fundese) e serodestinados oferta de capital degiro e investimento fixo parapequenas e mdias empresas, com oobjetivo de contribuir paramanuteno da atividade econmicabaiana, atenuando os reflexosnegativos da crise financeiramundial.

    O presidente da instituio, LuizAlberto Petitinga, explicou que aDesenbahia criou, em carteremergencial, uma linha para capitalde giro (CrediFcil Giro Especial)com prazo de 18 meses, incluindotrs meses de carncia, amortizaoem parcelas mensais e sucessivas ejuros de 1,8% ao ms. De imediato,foram alocados R$ 30 milhesvisando apoiar empresas com maisde trs anos de atividade, que estosendo atingidas pelas restries decrdito e mercado.

    O objetivo do governo estadual apoiar setores com significativaimportncia para manuteno deempregos como o Plo deInformtica de Ilhus e tambm ossetores de alimentos e bebidas,txteis e calados, transformaode plsticos e outros. Essa linhaemergencial de crdito (com valor aser financiado de at R$ 2 milhespor empresa) tem carter transitriocom vigncia at 30 de junho de2009, podendo ser prorrogada emfuno da conjuntura.

    Plo de InformticaDepois de se reunir com empresriose representantes do Sindicato dasEmpresas de Informtica eEletrnica, e aps avaliaralternativas, a Desenbahia aindapromoveu alguns ajustes na linhaemergencial de crditoespecificamente para o setor deinformtica e eletroeletrnica. OConselho Deliberativo do Fundese

    Crdito vai beneficiar setores estratgicos, que sofrem forte influncia do dlar

    decidiu ampliar o prazo de carnciade trs para oito meses, ampliar oprazo total de dezoito para vinte equatro meses e aceitar operaes deat R$ 500 mil com amparo degarantias fidejussrias, ou seja, avale fiana.

    Impacto cambialO presidente da Desenbahiaconsidera que os componentes decomputadores e demaisequipamentos de informtica,sendo importados, tiveram seuspreos em reais aumentados emdecorrncia do cmbio. Por outrolado, os fornecedores estrangeirosdo mercado baiano reduziram praticamente eliminaram osprazos para pagamento. Ocorre quea volatilidade cambial temdificultado a formao de preos,provocando certa paralisia nomercado. Ficou evidente, ento,que as empresas do setor tiveram

    um aumento na necessidade decapital de giro, no devidamentesuprido devido escassez decrdito. Com os ajustes na linhaemergencial da Desenbahia, aampla maioria das empresas dosetor de informtica poder seratendida, esclareceu Petitinga.

    CrediFcilA j conhecida linha CrediFciltambm foi reformulada, trazendoainda mais vantagens. Para capitalde giro, a Agncia oferecefinanciamento com valor de at R$500 mil e encargos financeiros de1,25% ao ms (para micro epequenas empresas) e de 1,4% aoms (para mdias e grandesempresas). Para os pagamentosfeitos at o vencimento, h umbnus de adimplncia, de acordocom a localizao doempreendimento (veja tabela).

    Foto

    : A

    rist

    eu C

    hag

    as /

    AG

    ECO

    M

    Paginao 69.pmd 14/1/2009, 18:251

  • 2 | Jornal Desenbahia Ano 7 n 69 Dezembro 2008 - Janeiro 2009

    Expediente | Informativo editado pela Assessoria Tcnica de Comunicao da Desenbahia (AST-COM)[email protected] www.desenbahia.ba.gov.br Telefone: 71 3103-1061 Ouvidoria: 0800 284 0011Presidente: Luiz Alberto Bastos Petitinga. Diretores: Jos Ricardo Santos e Marco Aurlio Felix Cohim Silva. Presidente doConselho de Administrao: Carlos Martins Marques de Santana. Assessor de Comunicao e Jornalista Responsvel:Oldack de Miranda. Redao e Edio: Joo Paulo Fonseca (DRT/BA 2445). Colaborao: Filipe Nobre. Secretria: LiliaOliveira. Estagiria: Vanessa Kinoshita. Apoio: Leonardo Daniel dos Santos Filho. Edio grfica e design: Solisluna Design.Editorao, finalizao digital, fotolito e impresso: JM Grfica e Editora. Tiragem: 8.000 exemplares. A Desenbahia filiada Associao Brasileira de Instituies Financeiras de Desenvolvimento (ABDE).

    Posto do CrediBahia inaugurado no Cesol

    Cursos de capacitao, oferta demicrocrdito, orientao jurdica,administrativa e contbil-financeira,espao para divulgao e comercializaode produtos e para reunies de fruns eredes locais. Estes so alguns dos serviosque o Centro Pblico de EconomiaSolidria (Cesol), inaugurado emdezembro, oferece populao doEstado.

    Localizado na Rua lvares Cabral, n 16,no bairro do Comrcio, este o primeiroCentro Pblico de Economia Solidria deabrangncia estadual do Brasil. Umainiciativa da Setre, atravs daSuperintendncia de Economia Solidria

    (Sesol), a implantao do Cesol umaao do Programa Bahia Solidria, queprope o fortalecimento doassociativismo e cooperativismo epromove o desenvolvimento e adivulgao da economia solidria. Ainaugurao contou com a presena dogovernador Jaques Wagner, do secretriodo Trabalho, Emprego, Renda e Esporte,Nilton Vasconcelos, do presidente daDesenbahia, Luiz Alberto Petitinga, almde outras autoridades do Estado e lderesda economia solidria.

    O objetivo principal do Centro estimulara prtica do consumo consciente e docomrcio justo e solidrio atravs de uma

    Autoridades do Estado e lderes da economia solidria participaram da solenidade de inaugurao

    Revista Desenbahia: 20 artigos avaliadosEncontram-se em fase de avaliao osartigos que foram submetidos parapublicao na 10 edio da RevistaDesenbahia, com lanamento marcadopara o ms de maro. Os artigospublicados sero inditos e com temasconvergentes ao foco de atuao daagncia de fomento do estado:desenvolvimento regional, economiabaiana e financiamento dodesenvolvimento.

    A Revista Desenbahia, publicao deperiodicidade semestral, tem comoobjetivo divulgar trabalhos cientficos dequalidade que contribuam para ampliaro nvel de conhecimento da prpriaagncia e do pblico leitor em geral nas

    reas temticas vinculadas instituio. Apublicao busca estabelecer um canal dediscusso entre a Desenbahia, meioacadmico e a sociedade civil, atravs doqual a agncia estimula a criao epropagao de formulaes tericas eempricas e, simultaneamente, beneficia-se com a sua insero nos principaisdebates cientficos. Como mecanismo degarantir a qualidade dos trabalhosveiculados, a Comisso Editorial da Revistarecebe os artigos dos autores e submete-os apreciao do Conselho Editorial e/oude pareceristas ad hoc, que emitemopinies sob o sistema blind review(condio na qual os avaliadoresdesconhecem a identidade dos autores). Reproduo da capa da ltima edio

    rede de comercializao e por meio deuma agenda de eventos pedaggicos queapresentem a Economia Solidria comouma alternativa eficaz e segura paraquem quiser adquirir bens e servios.

    De acordo com o Superintendente daSesol, Helbeth Oliva, a inaugurao doCentro ser um marco na polticaestadual de Economia Solidria, quepretende fazer da iniciativa umareferncia nacional. A Bahia, assim comoacontece em outros estados do Brasil,apresenta a economia solidria comoalternativa de gerao de trabalho erenda para milhares de pessoas. Aimplantao do Cesol a afirmao deque a Bahia possui uma poltica pblicaestadual para economia solidria,declarou.

    Em 2009, mais dois novos Centros Pblicossero inaugurados, um na cidade de Vitriada Conquista e o outro em Feira deSantana. Esses dois centros teroabrangncia regional/territorial. Outros seisCentros esto previstos at o ano de 2011.

    O Cesol, como um Centro-piloto, ser aprincipal vitrine da economia solidria doEstado e ainda far a coordenao daimplementao e funcionamento dosdemais Centros. Ser criada, juntamentecom os oitos Centros Territoriais e oCentro Estadual, uma rede de estruturasde desenvolvimento da economiasolidria e atendimento aos seustrabalhadores.

    Paginao 69.pmd 14/1/2009, 18:252

  • Jornal Desenbahia Ano 7 n 69 Dezembro 2008 - Janeiro 2009 | 3

    CrediBahia Cultural: um ano de apoio aos artistasO percussionista e produtor musicalGeraldo Santos, 40 anos, precisavacomprar um acordeom e tinhadificuldades de conseguir o dinheiroem uma instituio financeira, atquando os amigos lhe apresentaram oPrograma de Microcrdito CrediBahiaCultural. Fiz o pedido domicrocrdito e em 15 dias eu j estavacom o dinheiro em mos, disse.Geraldo um dos artistas queconseguiram o emprstimo doPrograma. Atualmente, pagaprestaes de R$ 246 por ms paraquitar o emprstimo de R$ 2 mil.

    Parceria entre a Secult, Desenbahia,Prefeitura Municipal de Salvador eSebrae, o Programa de MicrocrditoCultural consiste na concesso deemprstimos de R$ 200 a R$ 5 milpara viabilizar pequenos negcios narea de cultura, a juros abaixo domercado, que variam entre 1,8%(primeiro emprstimo) e 1,5%(renovao).

    O CrediBahia Cultural importantepara profissionais de cultura porquemuitos trabalham informalmente. Osartistas, em geral, no tm comocomprovar renda e isso acaba sendoum dos grandes impedimentos paraque consigam algum emprstimo nobanco, explica a coordenadora doprograma, Norma Dias, daSuperintendncia de PromooCultural da Secult.

    Nosso desafio agora ampliar esteatendimento, por isso realizamosencontros em sindicatos, associaesde bairros, cooperativas, museus eteatros, para mostrar para este perfilde artista que existe um caminhomenos burocrtico para se conseguirum crdito, explica Norma.

    Apoiar o desenvolvimento sustentvelatravs da concesso de crditoorientado para pequenosempreendimentos relacionados produo de bens e servios culturais o principal objetivo do CrediBahiaCultural, que completa um ano deexistncia neste ms de novembro. Osrecursos disponveis no Programa sodo Fundese e do BNDES.

    Reforma de AteliMarizete Silva descobriu o CrediBahiaCultural quando andava peloPelourinho. Entrei no posto porcuriosidade e acabei fazendo umemprstimo de R$ 2 mil, diz a artistaque trabalha com moda. Com odinheiro, Marizete comprou umamquina de costura vista, deuentrada em um computador ereformou o ateli de trabalho. Valeu

    a pena por conta dos juros, que sobaixos, e tambm pela poucaburocracia, explicou.

    A artista se encaixa no perfil doprograma que voltado paraprofissionais autnomos que atuamno setor cultural. A taxa de juros doCrediBahia, de 1,8% ao ms, menorque a da maioria das instituiesfinanceiras, onde os juros podemchegar aos 4%. O prazo depagamento varia de seis meses a umano. Para renov-lo basta quitar advida anterior.

    O microcrdito pode ser usado nareforma ou ampliao de instalaespermanentes, aquisio/reforma demquinas e equipamentos, compra demercadorias e matrias primas. Opedido pode ser feito de forma

    individual ou coletiva, que o quechamamos de crdito solidrio.Pedindo individualmente, o clienteprecisa apresentar um avalista(fiador). Na segunda opo, o coletivoque pediu o microcrdito se auto-avaliza, explica Tony Andrade,gerente do Programa, com sede noPelourinho.

    Este programa tem sido um sucesso equeremos ampli-lo. uma forma quetemos de incentivar o artista a seguirno caminho da sustentabilidade. Agente percebe, por exemplo, quemuitos msicos no possuem seuinstrumento. Com o crdito, eleadquire o instrumento e pode planejaruma renda com os shows, explica acoordenadora do Programa, NormaDias, que comemora o baixo ndice deinadimplncia.

    Agncia piloto do programa fica no Pelourinho

    Equipe gestora do CrediBahia Cultural

    Foto

    : A

    gn

    ald

    o N

    ova

    is

    Paginao 69.pmd 14/1/2009, 18:253

  • visite nosso site www.desenbahia.ba.gov.br contatos [email protected] central 0800 285 1626

    4 | Jornal Desenbahia Ano 7 n 69 Dezembro 2008 - Janeiro 2009

    Abertas inscries para o concurso pblicoDe 12 de janeiro a 15 de fevereiroestaro abertas as inscries para oconcurso pblico da Agncia deFomento do Estado da Bahia(Desenbahia). Pelo Edital publicadono Dirio Oficial e jornais baianos,as inscries podem ser feitas emagncias credenciadas dos Correiose atravs do site www.aocp.com.br,da empresa AOCP, que ganhou aconcorrncia para execuo docertame. No sitewww.desenbahia.ba.gov.br estpublicado o Edital Normativo nantegra.

    A Desenbahia oferece 33 vagas paracontratao imediata, sendo trscom prioridade para portadores denecessidades especiais, alm deseleo para formao do cadastrode reserva. So 18 oportunidadespara nvel mdio e outras 15 paranvel superior. O Edital prev trsvagas para advogado, comremunerao de R$ 3.545,00iniciais, uma para engenheiroagrnomo, uma para jornalista edez vagas para analistas de sistema,todos com salrios iniciais de R$2.403,00.

    J os cargos de nvel mdio tmremunerao de R$ 1.103,00. Estoprevistos dez postos paraescriturrio e oito vagas parasecretria de gerncia, cargo esteque exige certificado de conclusode curso de nvel mdio emSecretariado ou em qualquer curso

    de nvel mdio, desde que hajacomprovao do exerccio daatividade de secretariado por, pelomenos, 36 meses at o incio davigncia da Lei 9.261, queregulamenta a profisso deSecretrio (jan/96). Todos os cargostm jornada de trabalho de 30 horassemanais, com exceo dosAdvogados, que devero cumprir 40horas semanais.

    ReservaPodem se candidatar para a seleodo cadastro de reserva pessoas denvel mdio de escolaridade quedesejam concorrer ao cargo detcnico de suporte de informtica.Haver cadastro de reserva tambmpara nvel superior, para pessoas

    graduadas em administrao,economia, engenharia civil,engenharia de produo, cinciascontbeis, estatstica, arquivologia,jornalismo e medicina, comespecializao em medicina dotrabalho.

    A empresa AOCP venceu o rigorosoprocesso licitatrio para realizaodo concurso com critrios detcnica e preo. Segundo aComisso Permanente de Licitaoda Desenbahia, a AOCP vemcumprindo todos os requisitosexigidos pela legislao vigente.Como o processo pblico,qualquer cidado pode consultarna Agncia os documentos exigidosno certame.

    Novos funcionrios atuaro na sede da Agncia, em Salvador

    Solicite seu financiamento pela InternetOs empreendedores baianos jpodem encaminhar solicitaes definanciamento atravs do site daDesenbahia. Os clientes queoptarem pelo envio online dopedido sero beneficiadosdiretamente com a reduo notempo de concesso do crdito.Basta clicar no link Financiamentoon line, localizado no cantoinferior direito da capa do site. Oempresrio que quiser fazer umasimulao de financiamento basta

    acessar o site da Desenbahia(www.desenbahia.ba.gov.br) e clicarno link Simulador definanciamento. Precisando de maisinformaes sobre as linhasapresentadas, pode ligargratuitamente para o 0800 285 1626.Os clientes em dia com seuspagamentos podem emitir 2 via deboletos gratuitamente atravs dahomepage da instituio. Basta clicarno link Boleto on line.

    CONCURSO

    Paginao 69.pmd 14/1/2009, 18:254