of 101 /101
Atlas de Micologia Médica Lâminas Jeferson Carvalhaes de Oliveira

Atlas Micologia Laminas

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

Lâminas

Jeferson Carvalhaes de Oliveira

Page 2: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

1

MICOLOGIA MÉDICA

Atlas

2013

Bem-vindo

Reunimos neste Atlas imagens importantes relacionadas à “Micologia Médica”, apresentando

o estudo dos fungos e micoses através do diagnóstico micológico.

Trata-se de um material educativo que visa facilitar o aprendizado dos interessados em

micologia. Através de uma sequencia de imagens, com um enunciado simples e de importância

para o diagnóstico final, o aluno tenta responder ao que se pede e no final confere as suas

respostas com o gabarito. Este Atlas mostra de forma atual: os fungos e as micoses e,

consequentemente, o diagnóstico.

Todas as informações foram especialmente ilustradas e poderão ser impressas para que o

usuário tenha uma ideia mais clara da micromorfologia dos fungos e possa aprender com

maior facilidade. Este material faz parte de nosso compromisso com você, em oferecer o que

existe de mais atual para auxiliá-lo no seu trabalho.

Mãos à obra

Para executar o exercício, utilize uma folha em branco e seguindo a numeração coloque a

descrição e o diagnóstico em relação a cada lâmina. Confira no final a sua resposta com o

gabarito.

Aviso Importante Toda a documentação técnica deste Atlas é obra, protegida pelas leis de Direitos Autorais _

Ministério da Cultura / Fundação BIBLIOTECA NACIONAL. Nenhuma parte desta publicação

pode ser copiada sem o consentimento expresso, por escrito, do autor.

Page 3: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

2

Em relação a cada lâmina descreva as suas características (nome das

estruturas) e dê o diagnóstico.

Lâmina 1: Exame direto, 400x.

Page 4: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

3

Lâmina 2: Exame direto corado pelo Giemsa, 400x.

Page 5: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

4

Lâmina 3: Teste de perfuração serve para que finalidade?

Page 6: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

5

Lâmina 4: Exame direto de cabelo, criança de 9 anos, 400x:

Page 7: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

6 Lâmina 5: Exame direto 400x.

Page 8: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

7 Lâmina 6: Exame histopatológico corado pelo HE, 400x.

Page 9: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

8 Lâmina 7: Exame histopatológico corado pelo HE, 400x

Page 10: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

9 Lâmina 8: Exame histopatológico corado pelo PAS, 400x

Page 11: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

10 Lâmina 9: Exame histopatológico corado pelo HE, 400x

Page 12: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

11 Lâmina 10: Exame histopatológico corado pelo PAS, 400x

Page 13: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

12 Lâmina 11: Micromorfologia de colônia de fungo demácio, 400x.

Page 14: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

13 Lâmina 12: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 15: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

14 Lâmina 13: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 16: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

15 Lâmina 14: Micromorfologia de colônia de fungo demácio, 400x.

Page 17: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

16 Lâmina 15: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 18: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

17 Lâmina 16: Qual o diagnóstico deste raspado cutâneo de região inguinal?

Page 19: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

18 Lâmina 17: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 20: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

19 Lâmina 18: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 21: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

20 Lâmina 19: Exame direto de biópsia nódulo verrucóide, 400x.

Page 22: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

21 Lâmina 20: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x

Page 23: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

22 Lâmina 21: Exame direto de biópsia lesão tumoral na perna, 100x e 400x.

Page 24: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

23 Lâmina 22: Exame direto de biópsia de lesão cutânea, 400x.

Page 25: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

24 Lâmina 23: Exame direto de secreção de nódulo linfático pescoço, com azul algodão 400x.

Page 26: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

25 Lâmina 24: Exame direto de biópsia pele, 400x.

Page 27: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

26 Lâmina 25: Micromorfologia de colônia de fungo demácio, 400x

Page 28: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

27 Lâmina 26: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x

Page 29: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

28 Lâmina 27: Exame direto de pelo, 100x e 400x.

Page 30: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

29 Lâmina 28: Exame direto de raspado cutâneo, 400x.

Page 31: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

30 Lâmina 29: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x

Page 32: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

31 Lâmina 30: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x

Page 33: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

32 Lâmina 31: Micromorfologia de colônia de fungo demácio, 400x.

Page 34: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

33 Lâmina 32: Micromorfologia de colônia de fungo demácio, 400x.

Page 35: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

34 Lâmina 33: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 36: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

35 Lâmina 34: Micromorfologia de colônia de fungo demácio, 400x.

Page 37: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

36 Lâmina 35: Exame direto de raspado cutâneo corado pelo Giemsa, 400x.

Page 38: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

37 Lâmina 36: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 39: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

38 Lâmina 37: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 40: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

39 Lâmina 38: Exame direto de pelo genital, 100x.

Page 41: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

40 Lâmina 39: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 42: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

41 Lâmina 40: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 43: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

42 Lâmina 41: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 44: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

43 Lâmina 42: Exame direto de biópsia lesão cística, 400x, isolado fungo demácio.

Page 45: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

44 Lâmina 43: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 46: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

45 Lâmina 44: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 47: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

46 Lâmina 45: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 48: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

47 Lâmina 46: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 49: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

48 Lâmina 47: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 50: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

49 Lâmina 48: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 51: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

50 Lâmina 49: Exame direto de biópsia nódulo no pé direito corado pelo HE, 40x e 400x.

Page 52: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

51 Lâmina 50: Exame direto de biópsia nódulo no pé direito corado pelo HE, 40x e 400x.

Page 53: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

52 Lâmina 51: Exame direto de raspado cutâneo, 400x.

Page 54: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

53 Lâmina 52: Exame direto de secreção de face contrastado com nanquim, 400x.

Page 55: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

54 Lâmina 53: Exame direto de pus, 400x, azul algodão.

Page 56: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

55 Lâmina 54: Exame histopatológico de pele corado com PAS, 400x, folículo piloso.

Page 57: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

56 Lâmina 55: Exame direto de raspado couro cabeludo, 400x.

Page 58: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

57 Lâmina 56: Exame direto de lesão cutânea com azul algodão, 400x.

Page 59: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

58 Lâmina 57: Exame direto de raspado couro cabeludo, 400x.

Page 60: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

59 Lâmina 58: Exame direto de biópsia nódulo braço esquerdo, 400x.

Page 61: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

60 Lâmina 59: Exame histopatológico de lesão granulomatosa do nariz de paciente de região

rural, HE, 400x

Page 62: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

61 Lâmina 60: Exame histopatológico de lesão nodular na orelha de paciente de São Luiz,

Maranhão, Grocott, 400x.

Page 63: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

62 Lâmina 61: Exame histopatológico de lesão verrucóide no pé direito, HE, 400x.

Page 64: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

63 Lâmina 62: Exame histopatológico de tumor no braço de 10 anos de evolução, HE, 400x.

Page 65: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

64 Lâmina 63: Exame histopatológico de biópsia de foliculite da barba, HE, 100x e 400x

respectivamente.

Page 66: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

65 Lâmina 64: Exame direto de massa tumoral no seio malar, PAS, 400x.

Page 67: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

66 Lâmina 65: Exame direto de nódulos no cabelo de criança 5 anos, 40x.

Page 68: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

67 Lâmina 66: Micromorfologia de colônia de fungo, 400x.

Page 69: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

68 Lâmina 67: Exame histopatológico de nódulo abscedado no pescoço, HE, 400x.

Page 70: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

69 Lâmina 68: Exame histopatológico de lesão de face disseminada de seio frontal, Grocott, 400x.

Page 71: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

70 Lâmina 69: Exame direto de lesão necrótica de face e de secreção do nariz em paciente

diabético, 400x.

Page 72: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

71 Lâmina 70: Exame direto de biópsia de lesão ulcerada no braço e micromorfologia de colônia

respectivamente, 400x.

Page 73: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

72 Lâmina 71: Exame histopatológico do caso anterior (Lâmina 70), PAS, 400x.

Page 74: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

73 Lâmina 72: Exame histopatológico de lesão tumoral de face, PAS, 400x.

Page 75: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

74 Lâmina 73: Micromorfologia de colônia, 400x.

Page 76: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

75 Lâmina 74: Exame histopatológico de lesão granulomatosa no braço de um americano

recentemente vindo para trabalhar numa empresa multinacional, HE, 400x.

Page 77: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

76 Lâmina 75: Micromorfologia de colônia, 400x.

Page 78: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

77 Lâmina 76: Exame histopatológico de lesão tumoral no pé, HE, 100x e 400x respectivamente.

Page 79: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

78 Lâmina 77: Exame direto de raspado couro cabeludo, 400x.

Page 80: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

79 Lâmina 78: Micromorfologia de colônia, 400x.

Page 81: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

80 Lâmina 79: Micromorfologia de colônia, 400x.

Page 82: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

81 Lâmina 80: Micromorfologia de colônia de fungo demácio, 400x.

Page 83: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

82 Lâmina 81: Micromorfologia de colônia, 400x.

Page 84: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

83 Lâmina 82: Exame direto de mancha castanha no pé, 400x.

Page 85: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

84 Lâmina 83: Micromorfologia de colônia, 400x.

Page 86: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

85 Lâmina 84: Exame histopatológico de lesão ulcerada na mão direita, que surgiu um mês após

bicada por psitacídeo da Amazônia (arara), PAS, 400x.

Page 87: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

86 Lâmina 85: Exame histopatológico de lesão tipo molusco na face de paciente portador do vírus

HIV, HE e Grocott respectivamente, 400x.

Page 88: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

87 Lâmina 86: Micromorfologia de colônia, 400x.

Page 89: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

88 Lâmina 87: Exame direto de um abscesso, 400x.

Page 90: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

89 Lâmina 88: Exame histopatológico corado pelo Grocott, 400x.

Page 91: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

90

Lâmina 89: Micromorfologia de colônia, 400x.

Page 92: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

91

Lâmina 90: Exame histopatológico de lesão da conjuntiva, HE, 100x e 400x.

Page 93: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

92 Lâmina 91: Micromorfolgia de colônia, 400x.

Page 94: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

93 Lâmina 92: Exame micológico direto de pelo, 4x.

Page 95: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

94 Lâmina 93: Exame micológico direto de raspado de couro cabeludo.

Page 96: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

95

Respostas das lâminas:

1. Tinea capitis tonsurante endotrix. Artroconídios dentro do pelo, provavelmente o agente é

Trichophyton tonsurans, a lesão não apresenta fluorescência com lâmpada de Wood.

2. Dermatofitose. Hifas septadas e artroconídios.

3. Teste de perfuração é utilizado na diferenciação ou diagnóstico do Trichophyton rubrum e T.

mentagrophytes, o T. mentagrophytes perfura o pelo e é ureia positivo (altera a cor do meio

de ureia para rosa).

4. Pedra branca. Trichosporon sp. Nódulo claro com artro e blastoconídios.

5. Pitiríase versicolor. Malassezia sp. Presença de hifas curtase curvas e blastoconídios em

cacho.

6. Paracoccidioidomicose. Paracoccidioides brasiliensis. Formas arredondadas com gemulação

múltipla (orelha do Mickey) de tamanhos diferentes.

7. Paracoccidioidomicose. Paracoccidioides brasiliensis. Formas arredondadas com gemulação

múltipla (orelha do Mickey) de tamanhos diferentes.

8. Criptococose. Cryptococcus neoformans ou C. gattii. Formas arredondadas gemulantes com

cápsula.

9. Jorge Lobo. Lacazia loboi. Formas arredondadas parede grossa todas do mesmo tamanho.

10. Dermatofitose. Presença de hifas septadas na camada da queratina. PAS.

11. Alternaria sp. Presença de hifas septadas castanhas e esporos alongados castanhos com

septos transversais e longitudinais.

12. Histoplasma capsulatum. Hifas septadas hialinas e macroconídios mamilonados ou

espiculados.

13. Sporothrix schenckii. Hifas septadas hialinas e conidióforos com conídios implantados

lembrando flores (margaridas). Atualmente o agente é formado por um complexo, sendo a

espécie S. brasiliensis a responsável pela esporotricose no Brasil.

14. Curvularia sp. Hifas septadas castanhas e esporos com um lado plano e outro convexo,

castanhos, com três septos e quatro células, sendo uma maior, fazendo o esporo ficar

encurvado.

15. Candida albicans. Pseudo-hifas, blastoconídios e clamidoconídios.

16. Phthirus pubis. Acaro com um ovo no interior, também conhecido como piolho-

caranguejo ou chato

Page 97: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

96 17. Aspergillus sp. Hifas septadas hialinas e conidióforo com vesícula, fiálides e conídios.

Lembra um leque.

18. Penicillium sp. Hifa septada hialina e conidióforo sem vesícula, com fiálides e conídios.

Lembra um pincel.

19. Cromomicose. Exame direto clarificado com soda a 20%, com presença de estruturas

arredondadas castanhas com divisão por cissiparidade ou binaria (corpo fumagóide).

20. Acremonium sp. Hifa septada hialina com conidióforo e conídios aglomerados na

extremidade. Não confundir com Sporothrix.

21. Micetoma. Presença de grãos de formados variados. No exame micológico direto

clarificado não dá para afirmar se é bacteriano ou fúngico. Só se caracteriza o tipo de

micetoma no exame histopatológico ou cultura, quando a colônia é identificada.

22. Coccidioidomicose. Coccidiodes posadasii ou C. immitis. Presença no exame direto

clarificado de estrutura arredondada parede grossa e endósporos (40 µm). Não confundir com

rinosporidiose que apresenta formas semelhantes, mas de grande volume 400 µm.

23. Paracoccidioidomicose. Paracoccidioides brasiliensis. Exame micológico direto corado com

azul algodão, com estruturas arredondadas com parede birrefringente ou dupla e gemulação

múltipla (orelha do Mickey) e criptosporulação (roda de leme).

24. Paracoccidioidomicose. Paracoccidioides brasiliensis. Exame micológico direto clarificado

soda 20%, com estruturas arredondadas com parede birrefringente ou dupla e gemulação

múltipla (orelha do Mickey) e criptosporulação (roda de leme).

25. Reprodução tipo rinocladiela. Provavelmente Fonsecaea pedrosoi. Hifas septadas

castanhas e conidióforo com conídios implantados ao longo e na extremidade. Lembra o

vendedor de algodão doce (nunca escrever esta comparação).

26. Histoplasma capsulatum. Hifas septadas hialinas e macroconídio mamilonado, coloração

azul algodão.

27. Pedra preta. Piedraia hortae. Nódulo castanho com lojas ascigeras aderido no pelo.

28. Tinea nigra ou tinha negra. Hortaea werneckii. Hifa septada castanha nas escamas da pele.

29. Syncephalastrum sp. Hifas asseptadas ou contínuas ou cenocíticas com esporangíolos

externos à vesícula. Lembra um girassol.

30. Trichophyton mentagrophytes. Hifas septadas hialinas, microconídios globosos e hifas em

espiral ou gavinha.

31. Bipolaris sp. (Drechslera sp.). Hifas septadas castanhas e conídios castanhos alongadas com

células no interior.

32. Curvularia sp. Hifas septadas castanhas e esporo castanho com três septos e quatro

células, sendo uma maior, encurvando o esporo.

Page 98: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

97 33. Fusarium sp. Hifas septadas hialinas e esporos septados transversalmente e em meia lua.

34. Alternaria sp. Hifas septadas castanhas e esporo alongado castanho com septos

transversais e longitudinais.

35. Eritrasma. Corynebacterium minutissimum. Presença de filamentos bacterianos e cocos

corados pelo Giemsa.

36. Candida albicans. Pseudo-hifas, blastoconídios e clamidoconídios.

37. Mucor sp. Hifas contínuas ou cenocíticas e esporângio pequeno e columela. Geralmente os

esporângios não arrebentam com no Rhizopus.

38. Tricomicose palmelina ou axilar ou Leptotrix. Corynebacterium tenuis. Nódulo gelatinoso

homogêneo, amarelado, envolvendo o pelo (geralmente formando uma bainha ao longo do

pelo).

39. Reprodução do tipo fialófora. Provavelmente Phialophora verrucosa. Hifas septadas

castanhas e conidióforo lembrando uma jarra com conídios implantados na extremidade.

40. Microsporum gypseum. Hifas septadas hialinas e macroconídios em naveta ou fuso, com

parede irregular fina, com até seis células no interior.

41. Microsporum canis. Hifas septadas hialinas e macroconídios em naveta ou fuso, com

parede irregular grossa, com mais seis células no interior.

42. Feohifomicose subcutânea. Hifas septadas castanhas torulóides (irregulares) no tecido.

43. Hifa septada hialina e artroconídios. Provavelmente Geotrichum ou Coccidioides.

44. Trichophyton tonsurans. Hifas septadas hialinas e microconídios em gotas grandes e

pequenas implantados alternadamente. Confunde com T. rubrum.

45. Trichophyton mentagrophytes. Hifas septadas hialinas, microconídios globosos e

macroconídio lembrando um charuto ou lápis.

46. Trichophyton schoenlenii. Hifas septadas hialinas com dilatações nas extremidades,

lembrando dedo de perereca.

47. Trichophyton rubrum. Hifas septadas hialinas e microconídios em gotas pequenas

implantados paralelamente na hifa (tirse), lembrando pregador no varal.

48. Trichophyton mentagrophytes. Macroconídios em charuto ou lápis.

49. Micetoma eumicótico. Grãos heterogêneos (hifas cordadas transversalmente) sem clavas.

Atenção pode haver reação de Splendore Hoeppli.

50. Micetoma eumicótico. Grãos heterogêneos (hifas cordadas transversalmente) sem clavas.

Atenção pode haver reação de Splendore Hoeppli.

Page 99: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

98 51. Dermatofitose. Exame micológico clarificado com soda 20%, presença de hifas septadas

hialinas eartroconídios.

52. Criptococose. Cryptococcus neoformans ou C. gattii. Presença de estruturas arredondadas

gemulantes com parede grossa e cápsula, evidenciada com nanquim.

53. Paracoccidioidomicose. Paracoccidioides brasiliensis. Exame micológico direto clarificado

com lactofenol azul algodão, com estruturas arredondadas com parede birrefringente ou dupla

e gemulação múltipla (orelha do Mickey) e criptosporulação (roda de leme).

54. Dermatofitose. Hifas septadas invadindo o pelo – biópsia de uma foliculite.

55. Tinea capitis tonsurante ectotrix. Artroconídios fora do pelo. Provavelmente Microsporum

canis e presença de fluorescência esverdeada com lâmpada de Wood.

56. Eritrasma. Exame micológico direto de raspado cutâneo clarificado com lactofenol azul

algodão, presença de numerosos filamentos bacterianos e cocos.

57. Tinea capitis tonsurante ectotrix. Artroconídios fora do pelo. Provavelmente Microsporum

canis e presença de fluorescência esverdeada com lâmpada de Wood.

58. Candidíase profunda. Exame micológico direto de biópsia de tecido clarificado com soda

20%. Pseudo-hifas e blastoconídios.

59. Paracoccidioidomicose. Paracoccidioides brasiliensis. Estruturas arredondadas

multigemulantes pequenas no interior de célula gigante.

60. Micose de Jorge Lobo. Lacazia loboi. Exame histopatológico corado pelo Grocott.

Estruturas arredondadas com gemulação catenular, todas do mesmo tamanho.

61. Cromomicose ou cromoblastomicose. Formas arredondadas castanhas com divisão por

cissiparidade ou binária.

62. Micetoma actinomicótico. Grão homogêneo com clavas.

63. Dermatofitose. Hifas septadas hialinas e artroconídios invadindo o pelo – biópsia de

foliculite.

64. Aspergilose. Biópsia de lesão disseminada de seio malar. Hifas septadas hialinas e presença

de estruturas reprodutivas de aspergilo, estas estruturas só acontecem no meio de cultura

(caso raro).

65. Pediculus hominis. Exame micológico direto para pesquisa de cabelo e evidenciado acarino

típico de pediculose.

66. Geotrichum sp. Hifa septada hialina e artroconídios.

67. Coccidioidomicose. Coccidiodes posadasii ou C. immitis. Presença no exame

histopatológico de estrutura arredondada parede grossa e endósporos (40 µm). Não confundir

com rinosporidiose que apresenta formas semelhantes, mas de grande volume 400 µm.

Page 100: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

99 68. Hialohifomicose ou neste caso Aspergilose. Presença de hifas septadas com estruturas

reprodutivas de aspergilo (esta estrutura só é observada em cultura, mas neste caso foi

possível a observação do conidióforo, podendo assim denominar a hialohifomicose pelo nome

do agente etiológico).

69. Mucormicose. Hifas largas, asseptadas ou cenocíticas com ramificação em ângulo reto.

70. Prototecose. Exame direto e micromorfologia de colônia com presença de estruturas

arredondadas com endósporos. As Prototheca spp. são algas aclorofiladas do reino Plantae.

71. Prototecose. Exame histopatológico com presença de estruturas arredondadas com

endósporos. As Prototheca spp. são algas aclorofiladas do reino Plantae.

72. Entomoftoromicose ou zigomicose subcutânea. Conidiobolos coronatus (por ser o paciente

adulto e lesão na face). Presença de hifas largas ramificação em ângulo reto, septadas

(exceção), com reação de Splendore-Hoeppli.

73. Reprodução do tipo rinocladiela. Provavelmente Fonsecaea pedrosoi. Hifas septadas

castanhas e conidióforo com conídios implantados ao longo e na extremidade. Lembra o

vendedor de algodão doce (nunca escrever esta comparação).

74. Blastomicose. Blastomyces dermatitidis. Formas arredondadas com gemulação de base

larga dentro de célula gigante. Lembra a paracoccidioidomicose, mas se deve observar a

origem do paciente e a base da gemulação larga.

75. Sporothrix schenckii. Hifas septadas hialinas e conidióforos com conídios implantados

lembrando flores (margaridas). Atualmente o agente é formado por um complexo, sendo a

espécie S. brasiliensis a responsável pela esporotricose no Brasil.

76. Micetoma actinomicótico. Grão homogêneo com clavas. O agente isolado neste caso foi

Actinomadura madurae.

77. Tinea capitis tonsurante ectotrix. Artroconídios fora do pelo. Provavelmente Microsporum

canis e presença de fluorescência esverdeada com lâmpada de Wood.

78. Penicillium sp. Hifa septada hialina e conidióforo sem vesícula, com fiálides e conídios.

Lembra um pincel.

79. Aspergillus sp. Hifas septadas hialinas e conidióforo com vesícula, fiálides e conídios.

Lembra um leque.

80. Hortaea werneckii. Hifas septadas castanhas e conídios com um septo.

81. Scytalidium dimidiatum. Hifas septadas castanhas e artroconídio com um septo.

82. Tinea nigra ou tinha negra. Hortaea werneckii. Exame micológico direto clarificado com

soda 20% com hifas septadas castanhas.

83. Trichophyton rubrum. Hifas septadas hialinas e microconídios em gotas pequenas ou

lagrimas com implantação paralelas – “tirse”.

Page 101: Atlas Micologia Laminas

Atlas de Micologia Médica

100 84. Estruturas gemulantes pequenas, provavelmente esporotricose, apesar de ser raro de

observar estruturas no tecido, o diagnóstico geralmente confirmado pela cultura.

85. Formas muito pequena com halo claro no exame histopatológico corado pelo HE e pelo

Grocott observam-se melhor as estruturas gemulantes. A lesão molusco em HIV orienta o

diagnóstico para histoplasmose. Histoplasma capsulatum.

86. Trichophyton tonsurans. Hifas septadas hialinas e microconídios em gotas grandes e

pequenas implantados alternadamente.

87. Criptococose. Cryptococcus neoformans ou C. gattii. Presença de estruturas arredondadas

gemulantes com parede e cápsula, mesmo não utilizando o nanquim o tecido permitiu um

contraste entre a cápsula e o fungo.

88. Mucormicose. Hifas asseptadas ramificadas em ângulo reto.

89. Epidermophyton floccosum. Hifas septadas hialinas e macroconídios em clava ou raquete

presos na hifa, não apresenta microconídios.

90. Rinosporidiose. Rhinosporidium seeberi. Protozoário. Estruturas arredondadas ou esférulas

com parede grossa e trofozoitas no interior (endósporos), mede de diâmetro 400 µm.

91. Scedosporium apiospermum. Hifas septadas hialinas e conídios piriformes todos do mesmo

tamanho

92. Lêndea. Presença de ovos de piolho aderidos ao pelo.

93. Tinea capitis endotrix. Provavelmente Trichophyton tonsurans. Artroconídios no interior do

pelo.