Economia Pesqueira I Custos de Produção Prof. Rogério César, Ph.D

  • View
    215

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of Economia Pesqueira I Custos de Produção Prof. Rogério César, Ph.D

  • Economia Pesqueira ICustos de Produo

    Prof. Rogrio Csar, Ph.D.

  • Conceito de CustosCusto de Oportunidade:

    O custo de um produto o valor da melhor alternativa abandonada para se obter aquele produto.

    Custo implcito e explcito:

    O custo explcito so as despesas contbeis, ou seja, o dinheiro pago pelo fertilizante, alevinos, qumicos, rao, e outros insumos. Os custos explcitos tambm incluem pagamentos pelos bens fixos, depreciao, e perdas incorridas na produo.

    Os custos implcitos so os custos de oportunidade que no esto refletidos na declarao contbil do fazendeiro. Por exemplo: trabalho familiar; recursos do prprio fazendeiro usados na produo (terra, capital etc.).

  • Custos Privados, Externos e SociaisOs custos tambm podem ser classificados em privados e externos:Custos privados: so aqueles resultantes da compra dos fatores aplicados na produo. Custos externos: surgem como conseqncia do processo produtivo, ou seja, pelo impacto resultante da utilizao ou extrao dos recursos (gua, solo, madeira) ou eliminao de resduos no meio ambiente (amnia, sais, poluentes). A soma dos custos privados e externos so chamados de custos sociais (CS) que expresso matematicamente pela equao abaixo: CS = custos privados + custos externos

  • Anlise Econmica vs. Anlise ContbilAnlise Econmica:Realizada por economistas e administradores;Feita com base nos custos de oportunidade;Identifica perspectivas futuras;Elaborao de planos estratgicos com base nos custos futuros, na reduo de custos e a estimativa de rentabilidade.

    Anlise Contbil:Realizadas por contadores;Avaliam o desempenho da empresa com base em dados passados;Preocupam-se com os demonstrativos financeiros, ou seja, as contas do ativo e do passivo, para determinao do patrimnio lquido da empresa.

  • Custos de Produo no Curto PrazoCustos de Produo:

    a soma dos pagamentos feitos pelos recursos adquiridos que so derivados ao se multiplicar os preos dos insumos pela quantidade utilizada desses fatores de produo.

    Tipos de Custos:Custos TotaisCustos FixosCustos Variveis

  • Custo Total (CT)Custo total a quantidade de dinheiro que deve ser gasto para obter vrios nveis de produo.

    Fatores que afetam o custo total:Diferenas climticas e condies topogrficas;Tecnologia utilizada;Distncia da fazenda para os mercados de insumos e produtos;Variao nos preos ao longo das reas geogrficas;Habilidade de gerenciamento;Tamanho da fazenda.

  • Custos Fixo (CF)O custo fixo aquele que deve ser pago independente se o fazendeiro engaja na produo, portanto ele no varia em magnitude com o nvel de produo.

    Exemplos: Terra;Imposto territorial;Depreciao;Juros sobre o capital investido, tais como drenagem e construo de tanques.

  • Custo Varivel (CV)O custo varivel inclui pagamentos por itens usados na produo, cujo valor varia em magnitude com o nvel de produo.

    O CV computado ao se multiplicar a quantidade de insumo varivel (Qw) usado pelo preo por unidade do insumo (Pw).

    O custo varivel total inclui pagamentos por itens tais como:Rao, alevinos, combustvel, qumicos, trabalho, e juros sobre capital operacional (capital de giro). CV = Pw . Qw

  • Frmulas:

    CT = CV + CF

    CV = CT CF

    CF = CT CV

  • Exerccio 1:Suponha que uma firma ao produzir 200.000 kg de tilpia incorreu nos seguintes gastos:CT = R$ 200.000,00CFT = R$ 50.000,00

    Com base nestes dados calcule o CVT?Sabendo que o CT = CVT + CFT, teremos:

  • Representao GrficaCusto TotalCT = CV+CFCusto FixoCusto Varivel

  • Custo Marginal (CMa)O custo marginal o custo adicional necessrio para produzir uma unidade a mais do produto.

    (no arco)(no ponto)

  • Custo MarginalO CMa no ponto a declividade da reta que tangencia a curva de CVT num determinado ponto (A).O CVMe a declividade da reta que parte da origem at um determinado (B) ponto sobre a curva de CVT.O CMa no arco a medida da declividade da reta que une dois pontos (C e D) sobre a curva de CVT.

  • Comportamento do CMa

  • Curva de Custo MarginalProduo tem custoelevado a nveis baixos de produo.O custo de produo cai devido ao aumento na eficincia produtiva.O custo de produo aumenta por que a capacidade produtiva fica superutilizada.

  • Custos Unitrios de ProduoSo os custos por unidade do produto.

    Existem trs curvas de custo mdio:Custo Total Mdio (CTMe)Custo Varivel Mdio (CVMe)Custo Fixo Mdio (CFMe)

  • Frmulas:Custo Total Mdio (CTMe)

    Custo Varivel Mdio (CVMe)

    Custo Fixo Mdio (CFMe)

  • Relaes Matemticas:Considerando que:

    Teremos:CTMe = CVMe + CFMeCVMe = CTMe CFMeCFMe = CTMe CVMe

  • Exerccio 2:Considerando os custos totais abaixo, calcule o CTMe, CVMe e CFMe:Q = 100.000 kgCT = R$ 200.000 CVT = R$ 150.000CFT = R$ 50.000Respostas:CTMe = 200.000/100.000 = R$ 2,00 por kg

    CVMe = 150.000/100.000 = R$ 1,50 por kg

    CFMe = 50.000/100.000 = R$ 0,50 por kg

    CTMe = CVMe + CFMe = 1,50 + 0,50 = 2,00

  • Representao Grfica:O CFMe declina medida que a produo cresce.O CMa intersepta a curva de CVMe em seu ponto mnimo.

    O CMa intersepta a curva de CTMe em seu ponto mnimo. Q1 Q2CVMe MINCTMe MIN

  • Relaes entre CMe e CMaCMeCMa < CMeCMeCMa > CMeCMe MIN = CMa

  • Exerccio:Custos de Curto Prazo Hipotticas para o Produtor de Catfish

  • Curvas de Curto Prazo

  • Curvas de CTMe, CVMe e CFMe:

  • Maximizao de LucroObjetivo da firma:

    Maximizao do lucro.

    No mercado de concorrncia perfeita, a firma tomadora de preos, portanto procura maximizar lucro medida que minimiza os custos de produo.

  • Receita Total (RT)Receita total (RT) o valor monetrio das vendas do produto no mercado.

    Assumindo que tudo o que produzido ser vendido, a receita total dada por:

    Onde:P o preo do produto (constante)Q volume de produo por unidade de tempoRT = P . Q

  • Receita Mdia (RMe)Receita Mdia (RMe) quanto em termos mdios uma unidade do produto contribui para a receita total.

    Uma vez que o preo constante no mercado de concorrncia perfeita, a receita mdia igual ao preo de mercado.

  • Receita Marginal (RMa)Receita Marginal (RMa) quanto a receita total aumenta pela venda de uma unidade adicional do produto.

    Matematicamente, teremos:

  • LucroLucro () a diferena entre a receita total e os custos totais.

    O lucro o que restar para o dono do empreendimento, aps diminuir da receita total, o pagamento dos fornecedores e a remunerao aos fatores de produo (terra, trabalho, e capital).

  • Lucro MdioLucro Mdio (Me) quanto uma unidade do produto contribui em termos mdios para o lucro total.

    O lucro mdio calculado dividindo-se o lucro total pela quantidade produzida, ou ainda pela diferena entre a receita mdia e o custo mdio.

  • Lucro MarginalLucro marginal (Mg): mede quanto o lucro aumentar pela venda de uma unidade adicional do produto.

    A funo de lucro marginal pode ser calculada no arco quanto no ponto:

  • Maximizao do LucroAs curvas de CMa e Receita Marginal (RMa) so as mais importantes relaes a serem consideradas quando se decide a quantidade de produto um fazendeiro ou firma deve produzir para maximizar lucro.

    O Lucro mximo quando o lucro marginal for igual a zero:

  • CT > RT < 0CT < RT > 0CT > RT < 0CT = RT = 0

  • RT = CT = 0LUCRO MXIMORMa = CMa maxLUCRO NEGATIVO = PREJUZORT < CT < 0LUCRO PURO RT = CT = 0LUCRO EXTRAORDINRIORT > CT > 0

  • Maximizao do Lucro em termos de Custos UnitriosP* = CMa Q*CTMe = PCVMe = P

  • Receita, Custos e Lucro TotaisRT = P*. Q* = 0P*AQ*CT = P.Q*= 0PBQ* = RT CT = PP*ABCVT = P.Q* = 0PCQ*CFT = (P-P).Q*=PPBC

  • Situaes de Lucratividade da FirmaA firma pode se encontrar em quatro situaes:Situao 1: Lucro ExtraordinrioSituao 2: Lucro PuroSituao 3: Minimizao de PrejuzoSituao 4: Prejuzo (fechar a firma)

  • Situao 1: Lucro ExtraordinrioCMe MINP* > CMe MINLucro ExtraordinrioRT > CT > 0 RTCTP1Q1

  • Situao 2: Lucro PuroCMeMINRTCT=P* = CMe MINRT = CT = 0 Lucro Puro

  • Situao 3: Minimizao de PrejuzoRTCTP* < CMe MINRT < CT < 0 Minimizao dePrejuzoCMeMIN

  • Situao 4: Prejuzo (fechar a firma)CVMeMINRTCTP* < CVMe MINRT < CT < 0 Prejuzo ou Falncia(fechar a firma)

  • Derivao da Curva de Oferta da FirmaRMe1P1Q1RMe2P2Q2RMe3P3Q3RMe4P4Q4Curva de Oferta da Firma

  • Curva de Oferta da FirmaQ1Q2Q3Q4Q/tPP4P3P2P1CURVA DE OFERTA DA FIRMAS

  • Custos de Produo de Longo PrazoHorizonte de Planejamento:

    o perodo de tempo considerado para planejar, desenvolver, e operar um dado tamanho de indstria num futuro previsvel;

    O longo prazo significa que todos os insumos so variveis para o empreendedor:J que o aqicultor tem tempo suficiente para fazer ajustamentos na operao, novas instalaes podem ser construdas, novos equipamentos comprados, ou edifcios existentes reparos.

  • Curvas de Custo de Longo PrazoO custo de longo prazo o custo com que cada quantidade de produto produzida quando nenhum recurso fixo em quantidade ou taxa de uso.

    A forma das curvas de custo total de longo prazo similar quela das curvas de curto prazo.

    Custos mdio de longo prazo (CMeLP) o custo de produzir uma certa quantidade de produto dividida pela quantidade, sendo que todos os custos de longo prazo so variveis.As curvas de custo mdio de longo prazo (CMeLP) podem ser consideradas um envelope das curvas de custo mdio de curto prazo (CMeCP) para as indstrias timas em vrias escalas.