Em coro a deus louvemos 221 240

Embed Size (px)

Text of Em coro a deus louvemos 221 240

  • Em coro a Deus louvemos

    221 Vamos ns trabalhar

  • Em coro a Deus louvemos

    221 Vamos ns trabalhar 2 parte

    Eb (D)

    1. Vamos ns trabalhar, somos servos de Deus, Bb(A7) Ab(D) Eb

    nosso Mestre seguir no caminho dos cus;

    e no seu bom conselho, o vigor renovar, Bb(A7) F(E7) Bb(A7)

    diligentes fazendo o que Cristo ordenar.

    Eb(D) Bb(A7) Eb(D)

    Est.: No labor, com fervor, a seguir a Jesus Ab(G)

    com firmeza e f e com orao Eb(A7) Bb Eb(D) at que volte o bom Senhor!

    2. Vamos ns trabalhar e os famintos fartar

    para a fonte os sedentos depressa levar!

    S na cruz do Senhor nossa glria ser,

    pois Jesus salvao por seu sangue nos d!

    3. Vamos ns trabalhar, aos perdidos dizer

    que de Deus hoje mesmo o perdo podem ter.

    Quem buscar ao Senhor redimido ser,

    pois Jesus salvao para sempre nos d.

    4. Vamos ns trabalhar, ajudados por Deus,

    que a coroa da glria nos d, l nos cus.

    A manso dos fiis sempiterna ser,

    pois Jesus salvao graciosa nos d!

  • Em coro a Deus louvemos

    222 Deus est aqui

    C G Am

    1. Deus est aqui, aleluia! F G C C7

    To certo como o ar que eu respiro. F G C Am

    To certo como o amanh que se levanta. F G C

    To certo como eu te falo e podes me ouvir.

    2. Deus est em mim .

    3. Deus est em ti ...

    4. Deus est em ns ...

  • Em coro a Deus louvemos

    223 Quando o povo se rene

    A D B7 E7 A

    1. Quando o povo se rene para Deus juntos louvar, A D B7 E7 A

    no se fecha em si mesmo, no esquece de amar. C#7 F#m C# F#m

    Muitos sofrem pelas ruas e no podem mais lutar. D A E7 A

    /: O louvor a Deus ensina sua graa partilhar.:/

    2. Quando o povo se rene em silncio para orar,

    no s pede por si mesmo; aos pequenos quer lembrar.

    Deus nos deu a sua vida, mas no mundo ela padece.

    /: Criao que destruda trazida em nossa prece.:/

    3. Quando o povo se rene o Evangelho atento a ouvir,

    se apercebe que no mundo h mil vozes a iludir.

    A palavra desafia, no nos deixa acomodar.

    /: A mensagem que traz vida aos aflitos quer chegar.:/

  • Em coro a Deus louvemos

    224 Irmo sol, irm luz

  • Em coro a Deus louvemos

    224 Irmo sol, irm luz

    Gm Eb Cm D7

    1. Irmo sol com irm luz, trazendo o dia pela mo.

    Gm Eb Cm D7 G D7

    Irmo cu de intenso azul a invadir o corao. Aleluia.

    G C G C

    Est.: Irmos, minhas irms, vamos cantar nesta manh,

    G D

    pois renasceu mais uma vez a criao das mos de Deus.

    G C G C G D7 G

    Irmos, minhas irms, vamos cantar: aleluia, aleluia, aleluia.

    2. Minha irm terra, que ao p d segurana de chegar.

    Minha irm planta, que est suavemente a respirar. Aleluia.

    3. Irm flor, que mal se abriu, fala do amor que no tem fim.

    gua irm que nos refaz e sai do cho, cantando assim: aleluia.

    4. Passarinhos, meus irmos, com mil canes a ir e vir.

    Homens todos, meus irmos: que a nossa voz se faa ouvir: aleluia.

  • Em coro a Deus louvemos

    225 Como bonito Senhor

    G C G

    1. Como bonito, Senhor, cada manh te agradecer; C D

    mais uma vez teu amor vem me chamar para viver G C D

    Est.: Contigo Deus de amor eu quero caminhar. G D G E assim por onde eu for, irs me acompanhar.

    2. Como bonito Senhor, cada manh ter o meu po

    e desej-lo tambm a cada um dos meus irmos.

    3. Como bonito Senhor, cada manh recomear,

    tendo a certeza e a f que tua mo vai me ajudar.

  • Em coro a Deus louvemos

    226 Amrica livre

    G C

    1. Amrica Latina de sangue e suor, D

    eu quero pra ti um dia melhor. G C

    Este povo que sofre pela mesma razo D

    luta por liberdade numa nova nao.

    G Em C

    Est.: /:Amrica, Amrica, sou teu filho e digo Am7 D

    um dia quero ser livre contigo.:/

    2. Amrica morena do velho e do novo!

    Construindo a histria na luta do povo.

    Numa guerra de foras contra o imperialismo

    que dos povos da Amrica o grande inimigo!

    3. Amrica livre quero te ver um dia,

    Teus filhos na rua com a mesma alegria.

    Viver a igualdade no campo e cidade

    empunhar a bandeira da liberdade.

  • Em coro a Deus louvemos

    227 Canto de Esperana

    Dm Gm C F

    1. Quando se abate a esperana Ele se achega e nos fala: Gm Dm A Dm Olha tua irm que caminha e luta buscando um mundo melhor. Gm Dm A Dm

    V teu irmo engajado que transforma vida com sangue e suor. D A7 D Est.: Cantemos ao nosso Deus, Ele o Senhor, Deus da vida. A D Vai alentando a esperana e veio a este mundo conosco lutar.

    2. Quando se abate a esperana / Ele se achega e nos fala:

    Vai procurar tua irm / pra juntar-se a ela no esforo da paz.

    E a teu irmo vai unir-te, / na luta da vida que o mundo refaz.

    3. Quando se abate a esperana / Ele se achega e nos fala:

    Bem junto a mim continuem, / permaneam firmes, que firme estarei.

    Fiquem comigo na luta, / que fora e vitria lhes concederei.

  • Em coro a Deus louvemos

    228 Canto de Abertura

    G C D7 G

    1. Somos gente de esperana que caminha rumo ao Pai. C D G

    Somos povo da aliana que j sabe aonde vai.

    C G D7 G

    Est.: De mos dadas a caminho porque juntos somos mais, G7/F C/E G/D9 Em7 Am7 D7 G

    pra cantar um novo hino de unidade, amor e paz.

    2. Para que o mundo creia na justia e no amor,

    formaremos um s povo, num s Deus, um s Pastor.

    3. Todo irmo convidado para a festa em comum:

    celebrar a nova vida onde todos sejam um.

  • Em coro a Deus louvemos

    229 Se caminhar preciso

  • Em coro a Deus louvemos

    229 Se caminhar preciso 2 parte

    Dm G7 Am

    1. Se caminhar preciso, caminharemos unidos Dm G7 Am