Eterna Paixão - Elisabeth Thornton

  • View
    1.154

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Eterna Paixão - Elisabeth Thornton

Eterna PaixoCherished

Elizabeth Thornton

Inglaterra, 1796 Um comeo eletrizante... Um encontro sedutor... Um casamento perigoso! Quando tinha apenas dezesseis anos, lady Emily Brockford foi forada a se casar com Leon Devereux para salvaguardar sua reputao. Entretanto, foi apenas uma unio formal, e logo o sedutor Leon partiu em busca de uma vida de aventuras. Agora ele esta de volta, reivindicando a consumao do matrimnio. Mas Emily no tem a menor inteno de se sujeitar s exigncias do "marido", por mais irresistvel que seja o charme dele... Apesar de sua fama de homem conquistador e mulherengo, o corao de Leon sempre pertenceu a Emily, com quem ele teve de se casar quando ela era praticamente uma menina. Mas agora Emily se transformou numa linda e encantadora mulher, que o faz ansiar por um amor que ele nunca conheceu...

Digitalizao: Joyce Doao e Reviso: Andra

CHE 202 Eterna Paixo Elizabeth Thornton

Elizabeth Thornton especialista em escrever romances histricos. Ela adora pesquisar. Procura criar tramas em lugares do passado cuja descrio seja o mais autntica possvel. Depois de trs anos sem lanar nenhum livro, Elizabeth retorna as prateleiras de best-sellers com o mesmo sucesso, e mais elogiada e prestigiada do que nunca!

Prlogo

Como sempre, naquele vero os pomares e os jardins de Kent foram os primeiros a florir em toda a Inglaterra. Emily caminhava pelas alamedas de pedra de Rivard Abbey, enlevada com a profuso de aromas, sons e visuais que a circundavam. Sentia-se desperta, como se a vibrao daquele vero em particular pulsasse em unssono com seu corao, trazendo promessas de algo desconhecido. Emily no era mais uma menina, porm ainda no se tornara mulher. Encontrava-se perdida em contemplao, quando ele surgiu junto fonte. Chamou-a pelo nome, e ela ergueu a cabea, pondo a mo espalmada pouco acima dos olhos para quebrar a luminosidade. Por um momento no o reconheceu. Viu apenas um rapaz na casa dos vinte anos, que parecia deslocado entre as flores do jardim. Seu tio me disse que a encontraria aqui. O sorriso se apagou do rosto feminino. Leon! Emily exclamou, estendendo-lhe a mo, na tentativa de se recuperar do choque de v-lo outra vez. Sem que ela esperasse, o rapaz depositou-lhe um beijo na palma de cada mo. O charme que emanava dele era palpvel. Emily nunca duvidara disso. O que a espantava, porm, era que ele o desperdiasse com ela. Jamais haviam sido amigos, desde a mais tenra infncia. Experimentaram uma averso mtua desde o primeiro momento em que se viram. Quando chegou a Inglaterra, Leon? Tia Zoe no me disse nada. Ela o esperava? Ningum me aguardava. Resolvi fazer uma surpresa a todos. Alm do mais, no perderia seu aniversrio por nada deste mundo. Ante a expresso de espanto de Emily, ele continuou: Feche a boca, garota travessa, isso no prprio de uma dama. Voc finalmente cobriu aquele feixe de ossos. Est bem mais apresentvel, mas no estou certo se gostei de voc ter cortado os cabelos. Ficavam-lhe melhor compridos. Agora sim, parecia-se mais com o Leon Devereux que Emily conhecia. E voc no mudou nada ela sibilou por entre os dentes. Ele soltou uma sonora gargalhada. 2

CHE 202 Eterna Paixo Elizabeth Thornton Sabia que os seus olhos mudam de cor quando fica com raiva? Esto brilhando como ametistas neste exato momento. As respostas que aquele homem odioso merecia custavam a vir-lhe mente. Afinal, estava sem prtica. No o via h quase dois anos, desde que a livrara de sua odiosa presena, indo viver em Nova York. No obtendo resposta, Leon prosseguiu: Quando pensava em voc, imaginava-a neste exato lugar. Uma rosa inglesa num jardim florido: segura, enclausurada, inviolvel... disse com ternura. Aquelas sbitas mudanas de humor confundiam-na. Alm disso, duvidava que aquele homem tivesse lhe devotado nem sequer um pensamento durante todo o tempo em que estivera ausente. Quanto tempo pretende ficar? O olhar profundo de Leon se estreitou. No muito. Nova York meu lar agora. Mas tenho negcios concluir na Inglaterra. Em seguida partirei. Com perfeita sinceridade, Emily disse: Espero que seus negcios sejam concludos satisfatoriamente muito em breve. Diga-me, lady Emily, o que tem feito durante minha ausncia? ele perguntou, ignorando o comentrio sarcstico. Enquanto conversavam, Leon a guiava pelas alias, parando vez ou outra para admirar uma flor rara. No havia muito para contar. Emily fizera poucos amigos na escola e recebera um nmero considervel de mritos no dia da formatura. O que no mencionou foi que trocaria tudo aquilo por um dcimo da popularidade da irm. Sara no lograra muito xito acadmico, porm era a garota mais popular de toda a escola. No lhe diria nada disso, no entanto, pois certa vez ele a acusara de ter cime da irm. Sara ficar desapontada de no estar aqui para lhe dar as boas-vindas concluiu, encerrando a narrativa. Quando terminou o ano letivo, ela viajou para visitar alguns amigos, mas voltar no final de semana. Leon no teceu comentrio algum sobre isso. Aps um longo silncio, perguntou: E quanto ao futuro? O que pretende fazer? Emily deu de ombros. Uma temporada em Londres. Bailes. Festas. Esse tipo de coisa. No prosseguiu, pois no acreditava que ele estivesse interessado nesses assuntos. A vida dele era milhares de vezes mais excitante. Conte-me sobre a Amrica e o Canad. Tia Zoe disse que voc se saiu muito bem por si prprio. Ainda vive com sua irm Claire e a famlia dela? Voc quer dizer que me sa bem para um refugiado francs que chegou Inglaterra s com a roupa do corpo? Quando ela fez meno de sair correndo, Leon a segurou pelo brao. No. Eu no pretendo brigar com voc. O comentrio saiu sem pensar. E, sim, me sa bem. Claro que tive a ajuda generosa de meu cunhado. Agora, no sou mais o parente pobre que depende da caridade alheia, Emily. Ningum o considerava assim. Talvez no. Talvez eu fosse muito sensvel. Seu tio custeou meus estudos, as roupas que vestia e o teto sobre minha cabea. Alm de dar-me uma mesada, pois eu no tinha nada de meu. Como deveria me sentir? Parou abruptamente e se afastou 3

CHE 202 Eterna Paixo Elizabeth Thornton dela alguns passos. s vezes me esqueo da sua falta de experincia. Esqueo que voc tem apenas dezesseis anos. A mesma idade que eu tinha quando cheguei a Inglaterra. Mas a minha vida era muito diferente da sua. Emily tinha plena conscincia disso. Dez anos antes, Leon chegara como uma consequncia da Revoluo Francesa. Apesar de no conhecer os detalhes, sabia que seu tio Rolfe livrara o irmo de sua mulher da guilhotina. Nos dias que se seguiram, Emily descobriu que Leon ocupava quase todos os seus pensamentos. Tinha mudado radicalmente naqueles dois anos e para melhor. No se podia negar que se tornara um homem muito bonito. s vezes era difcil acreditar que se tratava do mesmo garoto horrvel que atormentara sua infncia. Reconhecia que ela tambm devia ter sido uma criana difcil. Mas isso talvez se devesse a uma srie de eventos catastrficos que lhe sucederam antes que completasse o stimo aniversrio. Num curto intervalo, ela e a irm perderam o pai, a me e o padrasto, que lhes deixara um considervel dote. O irmo de seu pai, tio Rolfe, fora designado como tutor at que completassem a maioridade. Quando ele se casou com Zoe Devereux e a trouxe para Rivard, as duas meninas j haviam sido mimadas demais pelos criados e adquirido um temperamento impossvel. No vero de 1796, surgira Leon Devereux. O rapaz de cabelos negros tinha a aparncia de um cigano e, daquele dia em diante, tudo mudou na vida das duas irms. Diante de dois olhinhos arregalados, o garoto dissera no dia de sua chegada: No fique alarmada, criana, sou Leon Devereux, irmo de Zoe. E, em um tom mais baixo, acrescentara: Et comme je souhaite que tu aies dix ans de plus. Houvera um intervalo em que ningum disse nada, ento Emily recuperou a voz para perguntar: Por que gostaria que eu tivesse dez anos a mais? O rapaz ficara com as faces da cor escarlate. Porm antes que pudesse responder, a voz de Sara se fez ouvir do corredor: Emily! Emily! Leon est aqui. O irmo de tia Zoe. O que acha... Oh! Estacou ao entrar na sala. Daquele momento em diante, Emily fora esquecida. A lngua de Sara no parou mais. Enchia o rapaz de perguntas e monopolizava sua ateno. Ela simplesmente o idolatrava. Leon, por sua vez, parecia cativado pela vivacidade da criana e fazia-lhe todas as vontades. Emily era mais cautelosa. Convencera a si mesma de que ora completamente indiferente a ele e ocupou seu tempo cuidando dos filhos de tia Zoe, que nasciam um atrs do outro. Na vspera do baile de aniversrio de Emily, a famlia se encontrava reunida na sala de estar. Ela parecia taciturna e quase no falara durante o jantar. Seus pensamentos vagueavam no passado. "Quando eu crescer, vou me casar com Leon", dissera Sara certa vez, fazendo todos os adultos gargalharem. Em que est pensando? A voz de Leon trouxe-a de volta ao presente. Emily no respondeu de imediato. Olhou de relance para a tia, que estava absorta em seu bordado. 4

CHE 202 Eterna Paixo Elizabeth Thornton Voc estava perdida em pensamentos durante todo o jantar e continua calada. O que a preocupa, querida? insistiu tio Rolfe. Estou pensando que amanh ser o grande dia e preciso me recolher mais cedo. Estava sorrindo ao se despedir, porm o sorriso esmoreceu em seus lbios quando alcanou seus aposentos. Na verdade, pensava na irm. Como reagiria no dia seguinte? Ser que Leon e Sara se tornariam outra vez inseparveis? Cinco minutos aps a chegada de Sara, Emily obteve a resposta. Sua irm irrompeu sala adentro quando a famlia fazia o desjejum. Leon apenas teve tempo de se levantar antes que ela se pendurasse em seu pescoo e lhe beijasse as faces efusivamente. No posso acreditar! exclamou. Quando o mordomo me contou, eu no acreditei! Voc, seu demnio! Por que no me contou que estava vindo? J viu minha gua nova? Est no estbulo. Tio Rolfe me deu de presente de aniversrio... A torrente de palavras