GESTÃO POR PROCESSO E AUTONOMIA DAS EQUIPES DE .gestÃo por processo e autonomia das equipes de

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of GESTÃO POR PROCESSO E AUTONOMIA DAS EQUIPES DE .gestÃo por processo e autonomia das equipes de

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM ENGENHARIA DE PRODUO

    JOS LAURETO

    GESTO POR PROCESSO E AUTONOMIA DAS EQUIPES DE

    TRABALHO: O CASO DA EMBRAPA

    FLORIANPOLIS SC

    2003

  • 2

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM ENGENHARIA DE PRODUO

    JOS LAURETO

    GESTO POR PROCESSO E AUTONOMIA DAS EQUIPES DE

    TRABALHO: O CASO DA EMBRAPA

    Dissertao apresentada ao Programa de Ps-Graduao em Engenharia de Produo da Universidade Federal de Santa Catarina como parte dos requisitos para obteno do ttulo de Mestre em Engenharia de Produo. rea: Gesto da Qualidade e Produtividade nfase: Planejamento e Estratgia Organizacional

    Orientador: Prof. Antonio Alves Filho, Dr.

    FLORIANPOLIS 2003

  • 3

    JOS LAURETO

    GESTO POR PROCESSO E AUTONOMIA DAS EQUIPES DE

    TRABALHO: O CASO DA EMBRAPA

    Esta Dissertao foi julgada adequada para obteno do ttulo de Mestre em Engenharia de

    Produo e aprovada em sua forma final pelo Programa de Ps-Graduao em Engenharia de

    Produo da Universidade Federal de Santa Catarina.

    Florianpolis, 12 de junho de 2003.

    ___________________________________

    Prof. Edson Pacheco Paladini, Dr. Coordenador do PPGEP/UFSC

    Banca Examinadora:

    ___________________________________

    Prof. Antonio Alves Filho, Dr. Orientador

    ___________________________________

    Prof Maria Ester Menegasso, Dr.

    ___________________________________

    Prof. Olga Regina Cardoso, Dr.

  • 4

    AGRADECIMENTOS

    Ao Professor Antonio Alves Filho, pela orientao e incentivo no desenvolvimento deste

    trabalho.

    Aos Professores: Gregrio Varvakis, Idone Bringhenti, Jane Iara Pereira da Costa, Jos

    Francisco Salm, Luiz Carlos Carvalho, Luiz Gonzaga S. Fonseca, Maria Ester Menegasso,

    Olga Regina Cardoso, Pedro Alberto Barbetta e Mrcio de Souza Pires, pela pacincia e

    dedicao concedidas e, principalmente, pelos conhecimentos compartilhados.

    A toda a equipe do Programa de Ps-Graduao em Engenharia de Produo da Universidade

    Federal de Santa Catarina, em especial equipe do LED, pelo cuidado, ateno e presteza

    com que sempre atendeu aos pedidos de ajuda.

    Ao amigo Epaminondas de Campos Moreira Gomes, da Unio de Ensino de Braslia (UNEB),

    por me ter possibilitado condies especiais para a realizao deste mestrado.

    Ao amigo Paulo Srgio Vilches Fresneda, pelas sugestes, crticas e, sobretudo, por ceder

    espao para o estudo do ambiente organizacional da Embrapa.

    equipe do Departamento de Organizao e Desenvolvimento (DOD) da Embrapa, pela

    acolhida, convivncia e colaborao para a realizao deste trabalho.

    Aos colegas de turma, em especial Vernica M. G. de Souza e Snia Solange Montenegro,

    pelas longas horas de estudo e trabalhos em grupo, que tanto se somaram para o

    fortalecimento dos conhecimentos adquiridos no mestrado.

    minha famlia, Carmen, Jordana, Rafael e Camilo, que pacientemente entenderam a minha

    ausncia durante a realizao do mestrado.

    E a todos aqueles que, de maneira direta ou indireta, contriburam para a realizao deste

    trabalho.

  • 5

    A vida comea quando voc passa a duvidar de tudo

    o que veio antes de voc.

    Scrates

  • 6

    RESUMO

    LAURETO, Jos. Gesto por processo e autonomia das equipes de trabalho: o caso da

    Embrapa. Florianpolis, 2003. 145f.. Dissertao (Mestrado em Engenharia de Produo) Programa

    de Ps Graduao em Engenharia de Produo, UFSC, Florianpolis, 2003.

    Este estudo teve por objetivo avaliar a autonomia de ao das equipes de processo para o

    atendimento das demandas dos clientes, com base na abordagem da organizao orientada para

    processos. O alcance desse objetivo geral imps o desenvolvimento de trs outros especficos:

    1) caracterizao da organizao e descrio do seu modelo de gesto; 2) descrio da autonomia

    de ao das equipes de processo necessria tomada de deciso, ao relacionamento dos seus

    integrantes e integrao de esforos para a gerao dos produtos e servios sob sua

    responsabilidade; e 3) avaliao da satisfao dos clientes em relao aos produtos e servios a

    eles ofertados, uma vez que, na abordagem de processos, o atendimento de suas expectativas a

    principal preocupao da organizao. Como estratgia de pesquisa adotou-se o estudo de caso

    por meio do qual se teve acesso a dados da realidade organizacional da Empresa Brasileira de

    Pesquisa Agropecuria (Embrapa), mais especificamente do seu Departamento de Organizao e

    Desenvolvimento (DOD), envolvendo cinco equipes de macroprocessos. Os resultados revelados

    pelo estudo evidenciaram que o modelo de gesto adotado pelo DOD aproxima-se mais da

    abordagem da melhoria contnua de processos, conforme dispe a Total Quality Management

    (TQM), e menos da abordagem da melhoria radical preconizada pela reengenharia. A autonomia

    de ao das equipes estudadas caracterizou-se como um processo evolucionrio cuja propriedade

    foi se consolidando medida que as equipes gradativamente adquiriram conhecimento e

    autoconfiana para gerir o respectivo processo de trabalho. Quanto satisfao dos clientes, a

    pesquisa revelou que 85% dos usurios dos servios ofertados pelo DOD esto satisfeitos e

    15% manifestaram que esto insatisfeitos com tais servios. Como concluso, o estudo

    evidenciou que a organizao em torno de equipes dotadas de autonomia pode representar uma

    relevante ruptura em relao aos paradigmas clssicos de organizao. Ao final, so feitas

    recomendaes visando ao aprimoramento do processo de mudana do DOD, como tambm a

    realizao de pesquisas complementares.

    Palavras-chave: organizao orientada para processos; gesto por processo; trabalho em

    equipe; autonomia de ao.

  • 7

    ABSTRACT LAURETO, Jos. Process management and work teams autonomy: the case of Embrapa.

    Florianpolis, 2003. 145f.. Dissertation (Master of Production Engineering) Production

    Engineering Post-graduate Programme, UFSC, Florianpolis, 2003.

    This study attempts to evaluate the process teams autonomy of action in fulfilling the clients

    demands, characterized by the approach used in process-oriented organizations. In order to

    achieve this main objective, the study entailed other three objectives: 1) characterization of

    the organization and description of its administration model; 2) description of process teams

    autonomy of action concerning decision-making, member relationships, and integration

    efforts aimed at generating products and services under their responsibility; 3) evaluation of

    customers level of satisfaction concerning the products and services offered, seeing that, in

    the process approach, the fulfilling of their expectations is the main aim of the organization.

    The adopted research strategy was that of a case study. The author accessed data from

    Embrapas organizational reality, more specifically from its Department of Organization and

    Development (DOD), involving five macro process teams. The results revealed that the

    administration model adopted by the DOD is more closely related to the continuous

    improvement of the process, as disposed by Total Quality Management (TQM), than to the

    radical improvement emphasized by reengineering. The DOD teams autonomy, characterized

    as an evolutionary process, was consolidated as they gradually acquired knowledge and self-

    confidence to manage their work process. As concerning the customers' satisfaction, the

    research revealed that 85% of the users of DODs services were satisfied and 15% were

    not satisfied with such services. The study showed that the organization based on

    autonomous teams might represent an important rupture in the classical organization

    paradigms. In the end, the study brings recommendations aimed at improving DODs

    changing process, as well as suggestions of complementary research topics.

    Key-words: process-oriented organizations; process management; work teams; action autonomy.

  • 8

    LISTA DE ILUSTRAES Figura 1 - Os quatro passos para a organizao tornar-se orientada para processos 34

    Figura 2 - O losango do sistema empresarial ........................................................... 41

    Figura 3 - As cinco fases da APE ............................................................................. 43

    Figura 4 - Avaliao do valor agregado ................................................................... 46

    Figura 5 - O anel da qualidade ................................................................................. 50

    Figura 6 - Ciclo de oportunidades ............................................................................ 52

    Figura 7 - Nveis de qualificao de um processo .................................................... 53

    Figura 8 - Ciclo de melhoria contnua de processo .................................................. 58

    Figura 9 - Organograma da Embrapa ....................................................................... 64

    Figura 10 - Modelo de gesto estratgica da Embrapa .............................................. 69

    Figura 11 - Modelo de gesto por processo ............................................................... 74

    Figura 12 - Macroprocessos/processos do DOD ................